Ba04 grupo a-is-apresentacao

2.346 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.346
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ba04 grupo a-is-apresentacao

  1. 1. CCEAD – PUC - RIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO – GOVERNO FEDERAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO - TECNOLOGIAS EM EDUCAÇÃO Disciplina: Informática e Sociedade Atividade: Seminário Virtual Turma: BA04IS Mediador : Alex Sanders Bogado de Lima Coordenadora do Grupo: Ivana de Paiva Meireles
  2. 2. COMPONENTES • Ana Cleide Neres Silva • Ana Márcia dos Santos • Célia Regina Fonseca • Cynthya Carneiro Teixeira Gonçalves • Darci de Souza Carvalho • Dayane Oliveira de Almeida • Dione Carneiro Teixeira • Eliene Santos Nascimento França • Ivana de Paiva Meireles • Ivanildes Costa Oliveira • Ivonete Costa de Souza • Jocileide Cruz de Oliveira Almeida
  3. 3. Quais os caminhos e ações necessárias para o professor do século XXI exercer uma educação de qualidade, contextualizada, frente aos novos desafios de um mundo complexo e globalizado, mediado pelas tecnologias ?
  4. 4. Alguns caminhos nos conduzem aos Sete Saberes de Edgar Morin ... ... e aos Quatro Pilares de Jacques Delors, para repensar a educação do século XXI.
  5. 5. Os Saberes necessários à Educação do Futuro Edgar Morin
  6. 6. • ENSINAR A CONDIÇÃO HUMANA • AS CEGUEIRAS DO CONHECIMENTO : O ERRO E A ILUSÃO • OS PRINCÍPIOS DO CONHECIMENTO PERTINENTE • ENSINAR A IDENTIDADE TERRENA
  7. 7. ENSINAR A CONDIÇÃO HUMANA É um dos requisitos essenciais que auxiliará a humanidade a transpor as barreiras da ignorância e dos cárceres das emoções.
  8. 8. Como compreender o outro e todas as nossas relações com o planeta se não conseguimos compreender a nossa própria condição humana ?
  9. 9. O planeta necessita de seres humanos mais conscientes da sua condição material, espiritual, histórica, psicológica, social e cultural e através da interdisciplinaridade, a educação pode proporcionar esta condição.
  10. 10. A assimilação da condição humana favorecerá o desenvolvimento : • Das autonomias individuais • Das participações Comunitárias • Do sentimento de pertencer à espécie humana.
  11. 11. A educação deve favorecer em todas as esferas do conhecimento o entendimento da ideia de unidade da espécie humana e diversidade, para que uma não anule a outra.
  12. 12. AS CEGUEIRAS DO CONHECIMENTO : O ERRO E A ILUSÃO
  13. 13. O que contribui para que o conhecimento esteja sempre ameaçado pelo erro e pela ilusão ?
  14. 14. É espantoso que a educação que tem em vista a transmissão de conhecimentos se apresente incapaz de “ver” o que realmente seja o conhecimento humano, seus aparelhos, moléstias, problemas, convergências à falha, à fantasia e não se inquiete em fazer conhecer o que é conhecer.
  15. 15. O desejo de conhecer deve preceder as demais necessidades, uma vez que serviria de preparativo para encarar as precipitações inabaláveis de falha e de ilusão, que não deixam de parasitar o pensamento humano.
  16. 16. O Calcanhar de Aquiles do Conhecimento A educação deve indicar que não há conhecimento que não permaneça, em alguma medida, ameaçado pelo erro e pela ilusão.
  17. 17. O conhecimento não é um mero reflexo das coisas ou do mundo externo, pois tudo que se percebe são ao mesmo tempo, traduções e reconstruções cerebrais com base em incitação ou sinais apreendidos pelos sentidos. Decorre, daí, os inúmeros erros de percepção que vêm de nosso sentido mais seguro, a visão.
  18. 18. OS PRINCÍPIOS DO CONHECIMENTO PERTINENTE É o conhecimento que não mutila o objeto a ser conhecido. Se constrói sobre as bases de um contexto , dentro de uma visão capaz de situar o conjunto e não permite a fragmentação disciplinar. É holístico , interdisciplinar , global e multidimensional.
  19. 19. Os Princípios O contexto O global O conhecimento das é mais que o contexto, é informações ou dos o conjunto das diversos dados isolados é contextos ligados. Vários insuficiente. É preciso contextos fazem parte do situar as informações em global. seu contexto para que adquiram sentido. O complexo O Há complexidade quando multidimensional elementos diferentes são Fatos e situações do inseparáveis e constitutivos ambiente são do todo, entre o objeto e complexas, têm várias o seu contexto, propriedades e escalas. constantemente sofrendo modificações.
  20. 20. Na prática, a interdisciplinaridade é um esforço de superar a fragmentação do conhecimento, relacionando-o com a realidade e os problemas da vida moderna.
  21. 21. Conhecimento Pertinente e o Desenvolvimento de Habilidades como : • Domínio da leitura e da escrita. • Capacidade de fazer cálculos e de resolver problemas. • Capacidade de analisar, sintetizar e interpretar dados, fatos e situações.
  22. 22. • Capacidade de compreender e atuar em seu entorno social. • Receber criticamente os meios de comunicação. • Capacidade para localizar, acessar e usar melhor a informação acumulada. • Capacidade de planejar, trabalhar e decidir em grupo.
  23. 23. ENSINAR A IDENTIDADE TERRENA É imprescindível o reconhecimento da identidade terrena, sendo que este aspecto será um dos principais objetos da educação do futuro. Na busca de uma real identidade terrena, surge como uma forma de civilizar e solidarizar todos os indivíduos relacionados com a Terra, de forma não apenas a conquistar o progresso,mas a sobrevivência da humanidade.
  24. 24. A Identidade e a Consciência Terrena A educação do futuro precisa desenvolver a capacidade de pensar o contexto terrestre, o global, o multidimensional e o complexo, amenizando os conflitos e ensinando a ética da compreensão planetária, entendendo o todo num contexto universal. A noção de uma comunidade planetária aponta para a necessidade de uma ética para a Humanidade.
  25. 25. Como equacionar os problemas dos diversos países, cidades e instituições ?
  26. 26. Somente num ambiente democrático,com respeito às diferenças, liberdade de expressão e exercício do constante diálogo, os valores desta sociedade poderão ser encontrados e preservados e seus problemas equacionados.
  27. 27. O desenvolvimento da compreensão deverá habilitar as pessoas a um comportamento de : Consciência Antropológica entendendo a unidade na diversidade Consciência Ecológica convivência harmoniosa com todos os seres vivos
  28. 28. Consciência Cívica Terrena Responsabilidade e solidariedade com o todo Consciência Espiritual da Condição Humana é a crítica e a autocrítica, possibilitando o enriquecimento do comportamento
  29. 29. Os Quatro Pilares para a Educação do Futuro Jacques Delors
  30. 30. “ Para poder dar resposta ao conjunto das suas missões, a educação deve organizar-se em torno de quatro aprendizagens fundamentais que, ao longo de toda a vida, serão de algum modo para cada indivíduo, os pilares do conhecimento: ... ” Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI
  31. 31. • APRENDER A SER • APRENDER A CONHECER • APRENDER A FAZER • APRENDER A VIVER JUNTOS.
  32. 32. Qual o papel da escola diante dos Quatro Pilares do conhecimento ?
  33. 33. APRENDER A SER Engloba todos os aspectos humanos, espírito e corpo, inteligência, sensibilidade e responsabilidade social, ou seja, o sujeito por completo.
  34. 34. Significa pensar de forma autônoma e crítica, desenvolvendo plenamente as potencialidades individuais como a ...
  35. 35. ... Imaginação Sensibilidade Sentido ético e estético Responsabilidade pessoal Capacidade de comunicação Iniciativa e crescimento integral da pessoa em relação à inteligência.
  36. 36. Por isso, a escola deve fundamentar seu trabalho no compromisso com a qualidade, no respeito à diversidade, na autonomia, na liberdade, na tolerância, no desenvolvimento pleno do ser humano.
  37. 37. “Todo ser humano deve ser preparado, especialmente graças á educação que recebe na juventude, para elaborar pensamentos autônomos e críticos e para formular os seus próprios juízos de valor, de modo a poder decidir, por si mesmo, como agir nas diferentes circunstâncias da vida.” (Delors ,1993)
  38. 38. APRENDER A CONHECER Significa aprender a aprender, compreender como o processo de aprendizagem se inicia, como se efetiva e quais as condições que o facilitam.
  39. 39. Enquanto professores, sabemos que a aprendizagem se inicia pelo prazer em descobrir e conhecer, tornando-se mais significativa quando favorece a compreensão do mundo real e o comportamento autônomo do indivíduo nesse mundo real.
  40. 40. Para facilitar a aprendizagem é fundamental considerarmos: o ser precisa conhecer o O Meio que está a sua volta para interagir. que trará o prazer em A Finalidade usar o conhecimento de mundo para interagir de maneira crítica e satisfatória.
  41. 41. No mundo globalizado em que vivemos, é necessário que a escola desperte no estudante o senso crítico, não apenas em relação ao meio em que vive, e como usará o conhecimento adquirido neste meio.
  42. 42. APRENDER A FAZER Num mundo cheio de desigualdades e conflitos não basta formar profissionais, é preciso formar cidadãos que tenham potencialidades e que sejam capazes de transformá-las em ações.
  43. 43. Aprender a fazer tem conexão com atividade profissional, onde se põe em prática os conhecimentos, para tanto é necessário a atualização dos jovens de forma que estes estejam prontos a se adequarem às necessidades do mundo e do trabalho.
  44. 44. ” ...a educação é, também, uma experiência social, em contato com a qual a criança aprende a descobrir a si mesma, desenvolve as relações com os outros, adquire bases no campo do conhecimento e do saber-fazer....” Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI
  45. 45. APRENDER A VIVER JUNTOS Aprender a viver juntos, aprender a viver com os outros em harmonia, respeitando as diferenças, se relacionando com a diversidade cultural, econômica, religiosa e étnica,constituem uma necessidade social, mas para tanto é de suma importância que a escola fomente o respeito e a valorização das diferenças.
  46. 46. O Pilar Aprender a Conviver traz em seu bojo um novo pensar educacional que favorece a discussão de princípios norteadores para a construção de uma sociedade mais humana e feliz, agindo com respeito à individualidade do outro.
  47. 47. Podemos conceber uma educação capaz de evitar os conflitos, ou de os resolver de maneira pacífica, desenvolvendo conhecimentos dos outros, das suas culturas e da sua espiritualidade ? Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI
  48. 48. A solução para estas questões nos remetem a duas ações : A descoberta progressiva do outro E proporcionar aos sujeitos a participação em projetos comuns
  49. 49. “...Um dos principais papéis reservados à educação consiste, antes de mais nada, em dotar a humanidade da capacidade de dominar o seu próprio desenvolvimento. Ela deve, de fato, fazer com que cada um tome o seu destino nas mãos e contribua para o progresso da sociedade em que vive, baseando o desenvolvimento na participação responsável dos indivíduos e das comunidades...” Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI
  50. 50. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS • BARROS, Carlos. Aprender A Conviver com os Problemas da Sociedade. São Paulo. Editora Ática. 2002. 248p. • CASTRO. Paulo. Aprender: Educadores de Ensino. (2004). Disponível em: <http://www.planeta educação.com.br/index.asp> Acesso em: 05 de setembro de 2009. •EDUCAÇÃO UM TESOURO A DESCOBRIR - Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. • MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 2. ed. São Paulo: Cortez; Brasília: UNESCO, 2000. p . 63-78. •SOARES, José Luis. Fundamentos da Biologia Moderna. São Paulo. Editora Sariva. 1993. 57p.

×