REALISMOREALISMO
HistóriaHistória dada ARTEARTE
ENTRE 1850 E 1900 SURGE NAS ARTES EUROPÉIAS, SOBRETUDO NA
PINTURA FRANCESA, UMA NOVA TENDÊNCIA ESTÉTICA CHAMADA
REALISMO, ...
OS ARQUITETOS E ENGENHEIROS PROCURAM RESPONDER
ADEQUADAMENTE ÀS NOVAS NECESSIDADES URBANAS, CRIADAS PELA
INDUSTRIALIZAÇÃO....
A torre foi concluída em 31 de março de
1889 com 300,65 metros de altura
projetada pelo francês Gustave Eiffel. A
obra lev...
AUGUSTE RODIN - NÃO SE PREOCUPOU COM A IDEALIZAÇÃO DA
REALIDADE. AO CONTRÁRIO, PROCUROU RECRIAR OS SERES TAIS COMO
ELES SÃ...
O Beijo
O Pensador
Executada em mármore branco em
1886, a escultura representa dois
amantes absorvidos num intenso beijo
r...
Os Burgueses de Calais
Os Burgueses de Calais é obra de
Augusto Rodin encomendada pela cidade
de Calais, que recebeu o pri...
• REPRESENTAÇÃO DA REALIDADE COM A MESMA OBJETIVIDADE COM QUE
UM CIENTISTA ESTUDA UM FENÔMENO DA NATUREZA, OU SEJA O PINTO...
• POLITIZAÇÃO: A ARTE PASSA A SER UM MEIO PARA DENUNCIAR UMA
ORDEM SOCIAL QUE CONSIDERAM INJUSTA; A ARTE MANIFESTA UM
PROT...
GUSTAVE COURBET
- FOI CONSIDERADO O CRIADOR DO REALISMO SOCIAL
NA PINTURA, POIS PROCUROU RETRATAR EM SUAS TELAS TEMAS DA V...
PARA SEU CONHECIMENTO:
COURBET DIZIA: "SOU DEMOCRATA, REPUBLICANO, SOCIALISTA, REALISTA,
AMIGO DA VERDADE E VERDADEIRO"
A ...
Gustave Courbet
"Mulheres Peneirando Trigo" é um exemplo
do realismo do trabalho de Courbet. Ao
contrário das pinturas do ...
A imagem representa a afeição que Courbet
tinha com as classes menos favorecidas. Pelo
que se pode perceber, a intenção de...
Jean-François MilletJean-François Millet
Na tela de Millet, no primeiro plano do quadro, destacam-
se as três personagens,...
Um casal de camponeses, frontes abaixadas,
de pé sobre uma vasta plantação que se
estendia até vermos, ao fundo, uma igrej...
NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX, O BRASIL PASSOU POR MUDANÇAS
POLÍTICAS E SOCIAIS MARCANTES.
O TRÁFICO DE ESCRAVOS FOI EXT...
EM MEIO ÀS QUESTÕES SOCIAIS, ECONÔMICAS E POLÍTICAS PELAS QUAIS O
BRASIL PASSAVA, A LITERATURA REAGIA CONTRA AS PROPOSTAS ...
EQUIPEEQUIPE
ALISSONALISSON
ANA FERNANDAANA FERNANDA
EKTONEKTON
JAMERSONJAMERSON
KARINEKARINE
LAYSLAYS
VITORIAVITORIA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Realismo

452 visualizações

Publicada em

Realismo/realismo no Brasil

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
452
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Realismo

  1. 1. REALISMOREALISMO HistóriaHistória dada ARTEARTE
  2. 2. ENTRE 1850 E 1900 SURGE NAS ARTES EUROPÉIAS, SOBRETUDO NA PINTURA FRANCESA, UMA NOVA TENDÊNCIA ESTÉTICA CHAMADA REALISMO, QUE SE DESENVOLVEU AO LADO DA CRESCENTE INDUSTRIALIZAÇÃO DAS SOCIEDADES. O HOMEM EUROPEU, QUE TINHA APRENDIDO A UTILIZAR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO E A TÉCNICA PARA INTERPRETAR E DOMINAR A NATUREZA, CONVENCEU-SE DE QUE PRECISAVA SER REALISTA, INCLUSIVE EM SUAS CRIAÇÕES ARTÍSTICAS, DEIXANDO DE LADO AS VISÕES SUBJETIVAS E EMOTIVAS DA REALIDADE. CARACTERISTICAS GERAIS • O CIENTIFICISMO • A VALORIZAÇÃO DO OBJETO • O SÓBRIO EO MINUCIOSO • A EXPRESSÃO DA REALIDADE E DOS ASPECTOS DESCRITIVOS
  3. 3. OS ARQUITETOS E ENGENHEIROS PROCURAM RESPONDER ADEQUADAMENTE ÀS NOVAS NECESSIDADES URBANAS, CRIADAS PELA INDUSTRIALIZAÇÃO. AS CIDADES NÃO EXIGEM MAIS RICOS PALÁCIOS E TEMPLOS. ELAS PRECISAM DE FÁBRICAS, ESTAÇÕES, FERROVIÁRIAS, ARMAZÉNS, LOJAS, BIBLIOTECAS, ESCOLAS, HOSPITAIS E MORADIAS, TANTO PARA OS OPERÁRIOS QUANTO PARA A NOVA BURGUESIA. EM 1889, GUSTAVO EIFFEL LEVANTA, EM PARIS, A TORRE EIFFEL, HOJE LOGOTIPO DA "CIDADE LUZ". ARQUITETURA
  4. 4. A torre foi concluída em 31 de março de 1889 com 300,65 metros de altura projetada pelo francês Gustave Eiffel. A obra levou dois anos, dois meses e cinco dias, quebrando um recorde, para ser concluída e foi construída para a Exposição Mundial em Paris. Para que fosse atingida a altura recorde de 312 metros e 27 centímetros, foi calculado inclusive o tamanho da bandeira francesa, hasteada no topo da Torre Eiffel. Com a colocação de antena de comunicação ficou com a altura 324 metros. A Exposição Universal de 1889 foi marcada para comemorar os 100 anos da Revolução Francesa e tudo tinha que ser extraordinário para marcar tal fato com pompa representar a capacidade da engenharia francesa na época. .
  5. 5. AUGUSTE RODIN - NÃO SE PREOCUPOU COM A IDEALIZAÇÃO DA REALIDADE. AO CONTRÁRIO, PROCUROU RECRIAR OS SERES TAIS COMO ELES SÃO. ALÉM DISSO, OS ESCULTORES PREFERIAM OS TEMAS CONTEMPORÂNEOS, ASSUMINDO MUITAS VEZES UMA INTENÇÃO POLÍTICA EM SUAS OBRAS. SUA CARACTERÍSTICA PRINCIPAL É A FIXAÇÃO DO MOMENTO SIGNIFICATIVO DE UM GESTO HUMANO. OBRAS DESTACADAS: BALZAC, OS BURGUESES DE CALAIS, O BEIJO E O PENSADOR. ESCULTURA
  6. 6. O Beijo O Pensador Executada em mármore branco em 1886, a escultura representa dois amantes absorvidos num intenso beijo realizada por Auguste Rodin, transmitindo uma força emotiva e sensual que tornou esta obra numa das mais famosas esculturas de todos os tempos. O Pensador (em francês: Le Penseur) é uma das mais famosas esculturas em bronze do escultor francês Auguste Rodin. Retrata um homem em suposta meditação, determinado a transcender seu sofrimento através da poesia. Ele é a representação de um homem de seus quarenta anos, idade de Rodin quando criou a forma original; sentado, com a cabeça baixa, apoiada em sua mão direita.
  7. 7. Os Burgueses de Calais Os Burgueses de Calais é obra de Augusto Rodin encomendada pela cidade de Calais, que recebeu o primeiro exemplar em 1895. O molde original, em gesso, terminado em 1889, foi editado mais onze vezes durante o século XX. A última edição, para a Fundação Samsung para as Artes de Seul, foi inaugurada em 1995, exatamente 100 anos após a inauguração da edição original diante da Prefeitura de Calais. É uma das obras mais importantes de Auguste Rodin.
  8. 8. • REPRESENTAÇÃO DA REALIDADE COM A MESMA OBJETIVIDADE COM QUE UM CIENTISTA ESTUDA UM FENÔMENO DA NATUREZA, OU SEJA O PINTOR BUSCAVA REPRESENTAR O MUNDO DE MANEIRA DOCUMENTAL; • AO ARTISTA NÃO CABE "MELHORAR" ARTISTICAMENTE A NATUREZA, POIS A BELEZA ESTÁ NA REALIDADE TAL QUAL ELA É; E. • REVELAÇÃO DOS ASPECTOS MAIS CARACTERÍSTICOS E EXPRESSIVOS DA REALIDADE. PINTURA Características da pintura:
  9. 9. • POLITIZAÇÃO: A ARTE PASSA A SER UM MEIO PARA DENUNCIAR UMA ORDEM SOCIAL QUE CONSIDERAM INJUSTA; A ARTE MANIFESTA UM PROTESTO EM FAVOR DOS OPRIMIDOS. • PINTURA SOCIAL DENUNCIANDO AS INJUSTIÇAS E AS IMENSAS DESIGUALDADES ENTRE A MISÉRIA DOS TRABALHADORES E A OPULÊNCIA DA BURGUESIA. AS PESSOAS DAS CLASSES MENOS FAVORECIDAS - O POVO, EM RESUMO - TORNARAM-SE ASSUNTO FREQÜENTE DA PINTURA REALISTA. OS ARTISTAS INCORPORAVAM A RUDEZA, A FEALDADE, A VULGARIDADE DOS TIPOS QUE PINTAVAM, ELEVANDO ESSES TIPOS À CATEGORIA DE HERÓIS. HERÓIS QUE NADA TÊM A VER COM OS IDEALIZADOS HERÓIS DA PINTURA ROMÂNTICA. Temas da pintura:
  10. 10. GUSTAVE COURBET - FOI CONSIDERADO O CRIADOR DO REALISMO SOCIAL NA PINTURA, POIS PROCUROU RETRATAR EM SUAS TELAS TEMAS DA VIDA COTIDIANA, PRINCIPALMENTE DAS CLASSES POPULARES. MANIFESTA SUA SIMPATIA PARTICULAR PELOS TRABALHADORES E PELOS HOMENS MAIS POBRES DA SOCIEDADE NO SÉCULO XIX. OBRA DESTACADA: MOÇAS PENEIRANDO O TRIGO. JEAN-FRANÇOIS MILLET SENSÍVEL OBSERVADOR DA VIDA CAMPESTRE, CRIOU UMA OBRA REALISTA NA QUAL O PRINCIPAL ELEMENTO É A LIGAÇÃO ATÁVICA DO HOMEM COM A TERRA. FOI EDUCADO NUM MEIO DE PROFUNDA RELIGIOSIDADE E RESPEITO PELA NATUREZA. TRABALHOU NA LAVOURA DESDE MUITO CEDO. SEUS NUMEROSOS DESENHOS DE PAISAGENS INFLUENCIARAM, MAIS TARDE, PISSARRO E VAN GOGH. É O CASO, POR EXEMPLO, "ANGELUS". Principais pintores:
  11. 11. PARA SEU CONHECIMENTO: COURBET DIZIA: "SOU DEMOCRATA, REPUBLICANO, SOCIALISTA, REALISTA, AMIGO DA VERDADE E VERDADEIRO" A PALAVRA REALISMO DESIGNA UMA MANEIRA DE AGIR, DE INTERPRETAR A REALIDADE. ESSE COMPORTAMENTO CARACTERIZA-SE PELA OBJETIVIDADE, POR UMA ATITUDE RACIONAL DAS COISAS PODE OCORRER EM QUALQUER TEMPO DA HISTÓRIA. O TERMO REALISMO SIGNIFICA UM ESTILO DE ÉPOCA QUE PREDOMINOU NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX.
  12. 12. Gustave Courbet "Mulheres Peneirando Trigo" é um exemplo do realismo do trabalho de Courbet. Ao contrário das pinturas do estilo romântico, esta pintura não tem um perfeito uso da linha e da forma. Em vez disso, ilustra as paredes sujas, o olhar entediado no rosto da mulher deitada, e o cabelo desgrenhado do menino curioso. Courbet utilizou modelos reais nas suas pinturas; diz-se que as mulheres na pintura são as suas duas irmãs Zoe e Julieta, e o menino é o seu filho ilegítimo, Desire Binet. Esta pintura foi exibida pela primeira vez em 1855 no Salão de Paris e mais tarde, em 1861, quando foi comprado para o Musée des Beaux-Arts de Nantes.
  13. 13. A imagem representa a afeição que Courbet tinha com as classes menos favorecidas. Pelo que se pode perceber, a intenção dele foi transmitir uma cena rotineira, o cotidiano de um trabalhador rural. Possui um verdadeiro sentimento de realidade, realçando a forma verdadeira das pessoas. Mas apesar de possuir este toque realista/trabalhador, a imagem nos transmite bastante a força do proletariado.
  14. 14. Jean-François MilletJean-François Millet Na tela de Millet, no primeiro plano do quadro, destacam- se as três personagens, tendo como fundo uma iluminada paisagem de campo. Duas respigadoras, curvadas para o chão, apanham as espigas que os ceifeiros deixaram para trás, e a terceira amarra o seu feixe. O espectador do quadro fica insatisfeito, pois os rostos das camponesas encontram-se obscurecidos; só se vê o perfil da última. O rosto desta é escurecido pelo sol e os traços são grosseiros. As mãos são rudes. Com a sua pincelada realista, o artista, por conseguinte, evita idealizar o seu tema. Chama a atenção para a grandeza e dignidade da tarefa executada por pessoas simples e resignadas diante de uma realidade existencial que não conseguem mudar. No fundo iluminado, o resultado da colheita. O trigo, colhido em grande quantidade, está sendo empilhado. No canto superior direito, vê-se o senhorio supervisionando o trabalho. Este tipo de olhar retratou com enorme significado o que eram as camadas mais baixas da sociedade rural — o que, aliás, não foi muito bem recebido pelas classes franceses mais privilegiadas. As Respigadoras (The Gleaners)
  15. 15. Um casal de camponeses, frontes abaixadas, de pé sobre uma vasta plantação que se estendia até vermos, ao fundo, uma igrejinha. A seu lado, as ferramentas repousando, enquanto a luz se esvanecia. Do lado de cá, onde estamos, não ouvimos coisa alguma; mas do lado de lá, nas terras cultivadas, ouvia-se o dobrar dos sinos ecoando da igrejinha: é o Angelus que (se) anuncia. O Angelus, de Jean-François Millet, é uma das pinturas mais reproduzidas e conhecidas do mundo e encontra-se exposta no Museu D’Orsay. Mesmo em meio à delicadeza das pinturas de Renoir, ou ao realismo seco do ventre nu de Coubert, o Angelus se destaca. Angelus
  16. 16. NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX, O BRASIL PASSOU POR MUDANÇAS POLÍTICAS E SOCIAIS MARCANTES. O TRÁFICO DE ESCRAVOS FOI EXTINTO E A ABOLIÇÃO DA ESCRAVATURA OCORREU EM 1888. A FALTA DA MÃO-DE-OBRA ESCRAVA FOI SUBSTITUÍDA PELO TRABALHO DOS IMIGRANTES EUROPEUS. POR CAUSA DO PRECONCEITO E DA QUALIFICAÇÃO EUROPÉIA PARA O TRABALHO ASSALARIADO, O NEGRO FOI MARGINALIZADO SOCIALMENTE. A ECONOMIA AÇUCAREIRA ESTAVA EM DECADÊNCIA, ENQUANTO O EIXO ECONÔMICO DESLOCAVA-SE PARA O RIO DE JANEIRO, DEVIDO AO CRESCIMENTO DO COMÉRCIO CAFEEIRO NESSA REGIÃO. A EVOLUÇÃO NA INDÚSTRIA TROUXE TECNOLOGIA ÀS EMPREITADAS DO GOVERNO: A PRIMEIRA ESTRADA DE FERRO FOI CONSTRUÍDA EM 1954 (LIGAVA O PORTO DE MAUÁ À RAIZ DA SERRA DA ESTRELA) E LOGO DEPOIS, A ESTRADA DE FERRO CENTRAL DO BRASIL. EM 1889 FOI PROCLAMADA A REPÚBLICA PELO PARTIDO BURGUÊS REPUBLICANO PAULISTA (PRP), COM A POSSE DO PRIMEIRO PRESIDENTE, O MARECHAL DEODORO DA FONSECA. Realismo no BrasilRealismo no Brasil
  17. 17. EM MEIO ÀS QUESTÕES SOCIAIS, ECONÔMICAS E POLÍTICAS PELAS QUAIS O BRASIL PASSAVA, A LITERATURA REAGIA CONTRA AS PROPOSTAS ROMÂNTICAS COM O SURGIMENTO DO REALISMO SOB INFLUÊNCIA DO POSITIVISMO. O POSITIVISMO, CHEGADO DA FRANÇA, ERA UMA CORRENTE FILOSÓFICA QUE TINHA COMO FUNDAMENTO ANALISAR A REALIDADE. LOGO, AS PRODUÇÕES LITERÁRIAS DO REALISMO NO BRASIL, COMO O PRÓPRIO NOME JÁ DIZ, ESTÃO VOLTADAS À REALIDADE BRASILEIRA. PODEMOS APONTAR ALGUMAS CARACTERÍSTICAS DA LITERATURA REALISTA EM OPOSIÇÃO À ROMÂNTICA: OS CENÁRIOS (FOCADOS EM CENTROS URBANOS); A NATUREZA NÃO MAIS VISTA COMO REFLEXO DOS SENTIMENTOS, MAS DANDO VAZÃO AO AMBIENTE SOCIAL; O AMOR VISTO DE MANEIRA IRÔNICA, SEM EXALTAÇÕES, O CASAMENTO REALIZADO PARA FINS DE ASCENSÃO SOCIAL; O TRABALHO COMO PARTE DA VIDA COTIDIANA DAS PERSONAGENS. O REALISMO NO BRASIL PODE SER DIVIDIDO ENTRE AS PRODUÇÕES EM PROSA E POESIA, NAS QUAIS SE DESTACAM OS AUTORES: ALUÍSIO AZEVEDO, RAUL POMPÉIA E MACHADO DE ASSIS.
  18. 18. EQUIPEEQUIPE ALISSONALISSON ANA FERNANDAANA FERNANDA EKTONEKTON JAMERSONJAMERSON KARINEKARINE LAYSLAYS VITORIAVITORIA

×