O Realismo“O heroísmo da vida moderna”        Charles Baudelaire
Contexto Histórico  O Realismo surge em meio ao fracasso da Revolução Francesa e de seus ideais de Liberdade, Igualdade e ...
O que foi o Realismo?Realismo foi o movimento artístico surgido na França porvolta de 1830 e que se prolongou até o final ...
A gênese...     Gustave Courbet (1819 – 1877) deu nome ao movimento, quando em 1855, abriu uma exposição individual num ba...
Pressupostos...“A pintura é essencialmente uma arte concreta e tem de ser aplicada às coisas reais e existentes.” (Gustave...
Temas recorrentesPolitização: a arte passa a ser um meio para denunciar  uma ordem social que consideram injusta; a arte  ...
Características gerais            O cientificismo        A valorização do objeto        O sóbrio e o minuciosoA expressão ...
Características da pintura Representação da realidade com a mesma objetividadecom que um cientista estuda um fenômeno da n...
Gustave Courbet (1819 – 1877). O baluarte.   Orgulhoso de sua origem camponesa – nascera em Ornans, França, uma aldeia pró...
Jean François – Millet (1814 – 1875)Millet, conservador por natureza, não punha na sua arte qualquer    intenção de reform...
Daumier (1808 – 1879)     Grande desenhista de caricaturas, sempre satíricas. Alfinetou os poderosos bonapartistas e polít...
Reconhecendo a estética Realista.1.                    2.         3.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula realismo

561 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
561
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula realismo

  1. 1. O Realismo“O heroísmo da vida moderna” Charles Baudelaire
  2. 2. Contexto Histórico O Realismo surge em meio ao fracasso da Revolução Francesa e de seus ideais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade. A sociedade se dividia entre a classe operária e a burguesia. Logo mais tarde, em 1848, oscomunistas Marx e Engels publicam o Manifesto que faz apologias à classe operária.
  3. 3. O que foi o Realismo?Realismo foi o movimento artístico surgido na França porvolta de 1830 e que se prolongou até o final do século XIX. Courbet, Millet e Darmier produziram um conjunto de pinturas que abordavam temáticas ligadas à paisagem, cruzadas com certa atenção pelos conteúdos sociais e humanos presentes principalmente no território rural.
  4. 4. A gênese... Gustave Courbet (1819 – 1877) deu nome ao movimento, quando em 1855, abriu uma exposição individual num barraco em Paris intitulando –a LeRéalisme, G. Courbet. Seu “realismo” iria marcar uma revolução na arte.
  5. 5. Pressupostos...“A pintura é essencialmente uma arte concreta e tem de ser aplicada às coisas reais e existentes.” (Gustave Courbet) Neoclassicismo x Romantismo – Anacronismo x Escapismo O Mundo Moderno
  6. 6. Temas recorrentesPolitização: a arte passa a ser um meio para denunciar uma ordem social que consideram injusta; a arte manifesta um protesto em favor dos oprimidos. Pintura social denunciando as injustiças e as imensas desigualdades entre a miséria dos trabalhadores e a opulência da burguesia. As pessoas das classes menosfavorecidas - o povo, em resumo - tornaram-se assunto frequente da pintura realista.
  7. 7. Características gerais O cientificismo A valorização do objeto O sóbrio e o minuciosoA expressão da realidade e dos aspectos descritivos.
  8. 8. Características da pintura Representação da realidade com a mesma objetividadecom que um cientista estuda um fenômeno da natureza, ou seja o pintor buscava representar o mundo de maneira documental; Ao artista não cabe "melhorar" artisticamente a natureza, pois a beleza está na realidade tal qual ela é;Revelação dos aspectos mais característicos e expressivos da realidade.
  9. 9. Gustave Courbet (1819 – 1877). O baluarte. Orgulhoso de sua origem camponesa – nascera em Ornans, França, uma aldeia próxima a fronteira com a Suíça. Ainda muito jovem demonstrava convicções socialistas em política.Cético, Courbet dizia que o artista moderno devia reger- se pela vivencia (“Eu não posso pintar um anjo porque nunca vi nenhum”).
  10. 10. Jean François – Millet (1814 – 1875)Millet, conservador por natureza, não punha na sua arte qualquer intenção de reforma política: antes a colocava ao serviço da constante reiteração das obscuras emoções despertadas peloeterno ciclo das sementeiras e das colheitas daqueles camponeses que viviam da terra onde repousavam os corpos dos seus antepassados.
  11. 11. Daumier (1808 – 1879) Grande desenhista de caricaturas, sempre satíricas. Alfinetou os poderosos bonapartistas e políticos. Foi preso por conta de uma caricaturado rei Louis Philippe onde apresentava o monarca engolindo “sacos de ouro e extorquindo o povo”.
  12. 12. Reconhecendo a estética Realista.1. 2. 3.

×