A juventude do século XXI

5.148 visualizações

Publicada em

Um pequeno retrato da geração atual e a reflexão desse comportamento na escola.

Publicada em: Educação
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.148
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
235
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A juventude do século XXI

  1. 1. As características dos adolescentes eas grandes inquietações que rondamas salas de aula
  2. 2.  A família, o Estado e a escola são os três principais componentes naformação sócio-educacional de todo jovem. Quando o Estado não dáa devida assistência e a família não cumpre seu papel, sobra para aescola essa tarefa.
  3. 3.  O primeiro lugar onde o jovem deve ser educado é no seular. É dever da família promover esse ensinamento. O problema é quando a família falha nessa parte e jogapara cima das escolas toda essa responsabilidade. Os pais, além de educarem, devem participar da vidaescolar, em consonância com a escola, sempre visandoa melhor qualidade da educação. Em contrapartida, aescola deve ser a responsável por criar meios deaproximação com as famílias e a comunidade.
  4. 4.  A geração atual é marcada por um excesso de violência.Segundo a pedagoga Ana Rosa Ainker, a falta de limitesdentro de casa e na própria escola proporciona essaviolência.
  5. 5.  Veja alguns trechos de uma entrevista com a pedagoga. “Existe uma palavrinha que define muito bem isso, queé limite. O jovem pode não ter nenhum limite em casa,mas ele pede isso o tempo todo. (...) Agora, a casa nãodá limite, nem a escola, haja vista o que escutamossobre agressões com professores, de jovens com outrosjovens, práticas de bullying, etc..” “Mas temos que colocar limites (...) o adulto tambémvai a uma reunião e não desliga o celular, então quemodelo esse jovem tem? Não adianta tomar o celular eentregar aos pais. É preciso explicar que durante a auladevem estar conscientes de que não o utilizarão.”
  6. 6.  É nesta fase da vida que os jovens começam a descobrir seupróprio corpo e passam a sentir os desejos provocados pelo“coquetel” de hormônios que age dentro deles. Com isso é necessário muita atenção, pois acaba sendonessa época que a maioria dos jovens tem sua iniciaçãosexual, muitas vezes sem conhecimento pleno do queestão fazendo e sem informação alguma, ocasionandoem paternidades precoces.
  7. 7.  Outrossim, essa geração pertence a era tecnológica, ou seja, sãojovens que já nasceram “conectados”. Hoje em dia eles podemdescobrir qualquer coisa, sendo essas boas ou ruins, com apenasum clique.
  8. 8. Muitos acabam descobrindo as drogas como o cigarro, o álcool,a maconha, entre outras. Muitas vezes os adolescentes entram no caminho das drogas,sejam elas quais forem, pela falsa sensação de LIBERDADEe de PODER que elas proporcionam. Ou então, como uma alternativa de fuga da realidade,geralmente provocada por problemas familiares. Infelizmente, a escola é um lugar onde esses jovensconseguem adquirir drogas com facilidade
  9. 9.  Acompanhe adeclaração de umamenina de apenas 14anos que estuda em umcolégio de classemédia:“Já experimenteimaconha, extasy, LSDe lança perfume,sempre em festas e nacompanhia de amigos.Na minha escola, entreos mais velhos, difícil éachar quem nunca usounenhuma dessascoisas.”“É ali que os jovens aprendem a beijare têm sua iniciação sexual, mastambém pode ser ali o lugar ondeeles terão o primeiro contato comas drogas”
  10. 10.  A juventude de hoje está muito preocupada com o“aqui, agora” em detrimento do pensamento futurocomo “Onde vou trabalhar? Com o que vou trabalhar?Onde vou morar? Em que vou me formar?” Todavia, uma socióloga discorda dessa opinião deque a juventude é autocêntrica, acompanhe. - Essa pesquisa quebra mitos sobre percepções que asociedade em geral tem sobre a juventude. Oprimeiro é de que ela é auto-centrada. Ela estápreocupada com si mesma, sim, mas tem tambémuma grande preocupação social - avalia a sociólogaMiriam Abramovay.
  11. 11.  A mídia ainda impõe sobre esses jovens modelos estético e devida sem fundamentos. Outro agravante, é a forte influência que a mídia tem na vida dessesadolescentes, o que acarreta o niilismo pelo excesso de informações.
  12. 12.  A estagnação pelo excesso de informações, geralmenteinúteis e alienadoras - NIILISMO
  13. 13. Manipulação estética
  14. 14. Mídia como sacrossanta, detentora do saber (ainformação)
  15. 15. Conclusão Em suma, a geração do século XXI é formada por jovenscom problemas de concentração em sala de aula, devido oelevado número de informações que a tecnologiaproporciona –os, seja no celular, seja no ipad. Além disso, uma outra característica encontrada no perfildesses jovens é o excesso da ansiedade, outro fator da faltade concentração. Vale destacar também, que esses adolescentes estão maisimprudentes, violentos, autoritários e inconsequentes, devidoà falta de limites. Escola e família devem agir juntas para tentar solucionaresses problemas que surgem nessa fase da vida.
  16. 16. Vale a pena ler http://www.focoemgeracoes.com.br/index.php/2010/01/22/fortalecer-relacao-com-o-jovem-e-o-primeiro-passo-para-educa-lo/ http://www.psicopedagogia.com.br/entrevistas/entrevista.asp?entrID=61 http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/drogas-perigo-ronda-escolas
  17. 17. Referências Bibliográficas http://monografias.brasilescola.com/educacao/interacao-entre-escola-familia-no-processo-ensino-aprendizagem.htm http://toni-desafiosdajuventude.blogspot.com.br/2010/04/os-jovens-de-hoje-um-quadro-global.html http://biblioinfonews.blogspot.com.br/2010/07/nova-geracao-de-jovens-o-desafio-da.html

×