Tecnófilo
Isabela Alves Lacerda
O Papel do Educador na
Inclusão Digital das
Escolas de Educação
Básica.
Introdução de microcomputadores na
educação.
 O processo de informatização da sociedade que já
atinge o Brasil caminha co...
A Informática na Educação demonstra que o contato
regrado e orientado da criança com o computador em
situação de ensino-ap...
Maneiras de Utilizar o Computador na
Educação:
Algumas maneiras em que o microcomputador pode
auxiliar no processo pedagóg...
Dificuldades Principais para a
Introdução do Computador na Escola:
 Custo do Equipamento;
 Inexistência de Software Educ...
Sugestões para Contornar as
Dificuldades:
 projetos especiais dos fabricantes nacionais para a
venda de equipamentos para...
 cursos de especialização, aperfeiçoamento, extensão, com o
objetivo de preparar profissionais interdisciplinares de que
...
Conclusão:
O computador só será uma excelente ferramenta, se
houver a consciência de que possibilitará mais
rapidamente o ...
Referências:
 O computador na educação. Eduardo O. C.
Chaves/UNICAMP
http://www.ich.pucminas.br/pged/db/wq/wq_pmv/loca
l/...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Atividade3isabelaalveslacerda

104 visualizações

Publicada em

Atividade Disciplina Tecnologia e Práticas Educativas.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
104
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atividade3isabelaalveslacerda

  1. 1. Tecnófilo Isabela Alves Lacerda
  2. 2. O Papel do Educador na Inclusão Digital das Escolas de Educação Básica.
  3. 3. Introdução de microcomputadores na educação.  O processo de informatização da sociedade que já atinge o Brasil caminha com espantosa rapidez e parece ser irreversível.  A escola tem que preparar cidadãos suficientemente familiarizados com os mais básicos desenvolvimentos tecnológicos, de modo a poder participar no processo de geração e incorporação da tecnologia de que o País precisa para sair do estágio de subdesenvolvimento econômico e de dependência cultural e tecnológica em que se encontra.
  4. 4. A Informática na Educação demonstra que o contato regrado e orientado da criança com o computador em situação de ensino-aprendizagem contribui positivamente para o aceleramento de seu desenvolvimento cognitivo e intelectual, em especial no que esse desenvolvimento diz respeito ao raciocínio lógico e formal, à capacidade de pensar com rigor e sistematicidade, à habilidade de inventar ou encontrar soluções para problemas.
  5. 5. Maneiras de Utilizar o Computador na Educação: Algumas maneiras em que o microcomputador pode auxiliar no processo pedagógico:  Instrução Programada;  Simulações e Jogos;  Aprendizagem por Descoberta;  Instrução Programada.
  6. 6. Dificuldades Principais para a Introdução do Computador na Escola:  Custo do Equipamento;  Inexistência de Software Educacional;  Recursos Humanos;  Barreiras às Inovações Tecnológicas;  A Falta de Paciência.
  7. 7. Sugestões para Contornar as Dificuldades:  projetos especiais dos fabricantes nacionais para a venda de equipamentos para escolas;  de incentivos às "software-houses" interessadas para que, com autonomia, ou em convênio com universidades que tenham envolvimento com escolas de primeiro e segundo graus, engajem-se em projetos sérios de desenvolvimento de software educacional,
  8. 8.  cursos de especialização, aperfeiçoamento, extensão, com o objetivo de preparar profissionais interdisciplinares de que necessitamos.  programas nos meios de comunicação de massa, como os que já começam a acontecer em nosso meio. É necessário, porém, que haja maior envolvimento de educadores e dos demais agentes da educação nesses projetos;  incentivo a pesquisa séria nas universidades, talvez até aumentando o número de universidade incluídas, para que a tarefa de gestação do projeto brasileiro de Informática na Educação chegue a bom termo, cumprindo os objetivos para os quais foi instituído.
  9. 9. Conclusão: O computador só será uma excelente ferramenta, se houver a consciência de que possibilitará mais rapidamente o acesso ao conhecimento e não, somente, utilizado como uma máquina de escrever, de entretenimento, de armazenagem de dados. Cabe usá- lo como tecnologia a favor de uma educação mais dinâmica, como auxiliadora de professores e alunos, para uma aprendizagem mais consistente, não perdendo de vista que o computador deve ter um uso adequado e significativo, pois Informática Educativa nada tem a ver com aulas de computação.
  10. 10. Referências:  O computador na educação. Eduardo O. C. Chaves/UNICAMP http://www.ich.pucminas.br/pged/db/wq/wq_pmv/loca l/ec_funteve.htm  O uso do computador na educação: a informática educativa. Sinara Socorro Duarte Rocha http://www.espacoacademico.com.br/085/85rocha.ht m

×