Atividade 11 tecnófilo

195 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentado na disciplina "Tecnologia e práticas educativas", da PUC-MG, coordenada pelo Prof. Dr. Simão Marinho

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
195
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atividade 11 tecnófilo

  1. 1. Bons motivos paraser um tecnófiloJanine ResendeRocha
  2. 2. O COMPUTADOR NA EDUCAÇÃOEDUARDO O. C. CHAVES/UNICAMP“Muito se tem dito acerca da utilização do computador na educação. A favor e contra. Competente e incompetentemente. Mas o potencial pedagógico do computador mal começou a ser explorado. Suas possibilidades são quase que ilimitadas. A cada dia se ouve falar em uma nova modalidade de utilização - no aprendizado da arte, da musica, de línguas (materna e estrangeira) etc.”
  3. 3. ARGUMENTOS FAVORÁVEIS À UTILIZAÇÃO DOCOMPUTADOR NA ESCOLA:“O processo do informatização da sociedade que já atinge o Brasil caminha com espantosa rapidez e parece ser irreversível. [...] Assim sendo, não podemos perder de vista o fato de que a escola tem que preparar cidadãos suficientemente familiarizados com os mais básicos desenvolvimentos tecnológicos, de modo a poder participar no processo de geração e incorporação da tecnologia de que o País precisa para sair do estágio de subdesenvolvimento econômico e de dependência cultural e tecnol6gica em que se encontra. E a informática está no centro de toda essa tecnologia”.
  4. 4. + UM ARGUMENTO: “Devemo-nos preocupar com a questão da Informática na Educação porque a evidência disponível, embora não tão ampla e contundente quanto se poderia desejar, demonstra que o contato regrado e orientado da criança com o computador em situação de ensino-aprendizagem contribui positivamente para o aceleramento de seu desenvolvimento cognitivo e intelectual, em especial no que esse desenvolvimento diz respeito ao raciocínio lógico e formal, à capacidade de pensar com rigor e sistematicidade, à habilidade de inventar ou encontrar soluções para problemas. Mesmo os maiores críticos do uso do computador na educação não ousam negar esse fato”.
  5. 5. COMO UTILIZAR O COMPUTADOR NA ESCOLA:“Além de discutir, em princípio, as vantagens e os benefícios da introdução de microcomputadores na educação, é necessário indicar algumas das maneiras em que o microcomputador pode auxiliar o processo pedagógico:A - Instrução programada;B - Simulações e Jogos;C - Aprendizagem por descoberta;D - Pacotes aplicativos”
  6. 6. É PRECISO DIVERSIFICAR AS FORMAS DEUTILIZAÇÃO DO COMPUTADOR NA ESCOLA: “Nem toda forma de utilização do computador na educação se presta igualmente bem a atingir certos objetivos educacionais. Algumas formas de utilização são mais adaptadas a certos objetivos educacionais, outras se prestam melhor a outras finalidades pedagógicas. Mas, ao final, quase todo emprego do computador na educação pode trazer resultados pedagogicamente benéficos”.
  7. 7. O USO DO COMPUTADOR NA EDUCAÇÃO:A INFORMÁTICA EDUCATIVASINARA SOCORRO DUARTE ROCHA “A chegada das tecnologias no ambiente escolar provoca uma mudança de paradigmas. A Informática Educativa nos oferece uma vastidão de recursos que, se bem aproveitados, nos dão suporte para o desenvolvimento de diversas atividades com os alunos. Todavia, a escola contemporânea continua muito arraigada ao padrão jesuítico, no qual o professor fala, o aluno escuta, o professor manda, o aluno obedece. A chegada da era digital coloca a figura do professor como um „mediador‟ de processos que são, estes sim, capitaneados pelo próprio sujeito aprendiz”.
  8. 8. O COMPUTADOR PODE SER UM PODEROSORECURSO: A INFORMÁTICA EDUCATIVA“A Informática Educativa privilegia a utilização docomputador como a ferramenta pedagógica queauxilia no processo de construção do conhecimento.Neste momento, o computador é um meio e não umfim [...]. Nesse sentido, o computador transforma-seem um poderoso recurso de suporte àaprendizagem, com inúmeras possibilidadespedagógicas, desde que haja uma reformulação nocurrículo, que se criem novos modelosmetodológicos e didáticos, e principalmente que serepense qual o verdadeiro significado daaprendizagem, para que o computador não se tornemais um adereço travestido de modernidade”.
  9. 9. MUDANÇA NO PAPEL DO PROFESSOR “Certamente, o papel do professor está mudando, seu maior desafio é reaprender a aprender. Compreender que não é mais a única fonte de informação, o transmissor do conhecimento, aquele que ensina, mas aquele que faz aprender, tornando-se um mediador entre o conhecimento e a realidade, um especialista no processo de aprendizagem, em prol de uma educação que priorize não apenas o domínio dos conteúdos, mas o desenvolvimento de habilidades, competências, inteligências, atitudes e valores”.
  10. 10. PAPEL DA ESCOLA CONTEMPORÂNEA“A democratização do acesso a esses produtostecnológicos é talvez o maior desafio para estasociedade, demandando esforços e mudanças nasesferas econômica e educacional. [...] Como astecnologias estão permanentemente em mudança, aaprendizagem contínua é consequência natural domomento social e tecnológico que vivemos, a ponto depodermos chamar nossa de sociedade de „sociedadede aprendizagem‟. [...] É papel da escola democratizaro acesso ao computador, promovendo a inclusãosócio-digital de nossos alunos. É preciso também queos dirigentes discutam e compreendam aspossibilidades pedagógicas deste valioso recurso.Contudo, é preciso estar conscientes de que não ésomente a introdução da tecnologia em sala de aula,que trará mudanças na aprendizagem dos alunos, ocomputador não é uma „panaceia‟ para todos osproblemas educacionais”.

×