VÍRUS :


      ACELULARES
Parasitas Intracelulares
      obrigatórios !
        Professora Ionara Urrutia Moura   1
Primeiro vírus estudado por
Adolf Mayer , em 1883




                              Professora Ionara Urrutia Moura   2
Professora Ionara Urrutia Moura   3
Estrutura viral


Genoma(RNA ou DNA)= vírion
Capsídeo= Capsula protéica que
envolve o genoma
Genoma+ capsídeo =
nucleocaps...
HEPATITE




        http://images.encarta.msn.com/xrefmedia/sharemed/targets/images/pho/t045/T045379A.jpg




       A He...
--De 3 a 5 dias, os sintomas são febre alta, tosse, coriza,
                conjuntivite e fotofobia e falta de apetite

 ...
SARAMPO




                                            pt.wikipedia.org
          Professora Ionara Urrutia Moura   7
VARÍOLA



O primeiro sintoma é a febre súbita, acompanhada de mal-estar, prostração,
   dores de cabeça, no abdome e na c...
VARÍOLA                      HERPES



                               INFLUENZA( gripes)




      Professora Ionara Urrut...
Dengue
Transmitida de uma pessoa doente para uma pessoa sadia por meio da picada da fêmea
   do mosquito Aedes aegypti inf...
Desenvolvimento da Doença
1.   O mosquito infectado pica o homem;
2.   O vírus se dissemina pelo sangue;
3.   Um dos locai...
PÓLIO




Professora Ionara Urrutia Moura       12
CACHUMBA




     Professora Ionara Urrutia Moura   13
EBOLA
        Professora Ionara Urrutia Moura   14
ROTAVÍRUS
 Causam gastroenterites
   com diarréia, vômitos,
       dor abdominal e
           náuseas.
transmissão em comi...
HEPATITE B
Transmissão : sangue, agulhas e
   materiais cortantes contaminados,
   tintas de tatuagens, sexualmente
   tra...
HEPATITE C
  Transmissão: sangue, agulhas e
    materiais cortantes contaminados,
  transfusão sanguínea, tatuagens, uso
 ...
** HIV **
         O HIV (Human
      lmunnedeficiency Virus),
 -   Vírus da Imunodeficiência
             Humana,.

O HIV...
HIV e a AIDS




     Professora Ionara Urrutia Moura   19
Há a possibilidade do HIV já
   ter infectado 33 milhões
    de pessoas em todo o
  mundo. Aparentemente, a
     sua infec...
Tipos de vírus                                  Quanto ao organismo que invadem


                                        ...
Ação Viral
1-Invasão do organismo : via fluidos, ar,
  objetos, toque
2-Invasão da célula alvo
3-Reprodução




          ...
Para impedir uma doença
viral, impede-se a invasão
celular.
Nos animais, os anticorpos
são proteínas que encaixam
nos víru...
A ação viral depende da invasão celular:
   Os vírus sabotam a atividade celular obrigando
a célula hospedeira a duplicar ...
Vírus




               anticorpo


                                          célula


        Professora Ionara Urrutia ...
Prevenção: Ex:vacina/doença
Recebe-se antígenos que provocam
produção de anticorpos. Imunização
ativa.
Cura:Ex: soro/ amam...
Formas de invasão
                                     1?

      Fusão




                                          2?
  ...
Formas de invasão



 Fusão                           A célula hospedeira funde sua
                                 membr...
Fusão




        Influenza: Vírus de RNA
              Professora Ionara Urrutia Moura   29
Bacteriófago e o ciclo
             lítico/lisogênico
Injeção




     a.Contato
     b. Injeção ou infecção
     c. Dupli...
Prófago;

                                  Genoma em
                                  Espera!
Professora Ionara Urrutia ...
Professora Ionara Urrutia Moura   32
Professora Ionara Urrutia Moura   33
Ciclo
                                  flash



Professora Ionara Urrutia Moura           34
Professora Ionara Urrutia Moura   35
http://drauziovarella.ig.com.br/arqui
vo/arquivo.asp?doe_id=100

http://www.cpqrr.fiocruz.br/informa
%C3%A7%C3%A3o%20em%20...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

V rus 08_03_2010]

1.827 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Saúde e medicina
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • caro professor excelente trabalho. Gostaria de poder passar este material durante as aulas poodeia habilitá-lo para download. Obrigada.
    Prof Elaine
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.827
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

V rus 08_03_2010]

  1. 1. VÍRUS : ACELULARES Parasitas Intracelulares obrigatórios ! Professora Ionara Urrutia Moura 1
  2. 2. Primeiro vírus estudado por Adolf Mayer , em 1883 Professora Ionara Urrutia Moura 2
  3. 3. Professora Ionara Urrutia Moura 3
  4. 4. Estrutura viral Genoma(RNA ou DNA)= vírion Capsídeo= Capsula protéica que envolve o genoma Genoma+ capsídeo = nucleocapsideo Envelope (ou cápsula lipo- protéica)= membrana semelhante á membrana plasmática que envolve o capsídeo. Presente em alguns vírus apenas Professora Ionara Urrutia Moura 4
  5. 5. HEPATITE http://images.encarta.msn.com/xrefmedia/sharemed/targets/images/pho/t045/T045379A.jpg A Hepatite é uma doença viral que ataca o fígado. Hepatites A e B, C Professora Ionara Urrutia Moura 5
  6. 6. --De 3 a 5 dias, os sintomas são febre alta, tosse, coriza, conjuntivite e fotofobia e falta de apetite --Depois surgem manchas brancas na mucosa da boca -- A partir do 4º dia as manchas espalhadas pelo corpo, especialmente no pescoço escamam tornando-se feridas, e depois vão regredindo e a pessoa fica boa novamente sem riscos de ter sarampo novamente. Professora Ionara Urrutia Moura 6
  7. 7. SARAMPO pt.wikipedia.org Professora Ionara Urrutia Moura 7
  8. 8. VARÍOLA O primeiro sintoma é a febre súbita, acompanhada de mal-estar, prostração, dores de cabeça, no abdome e na coluna vertebral. Cerca de dois dias depois, surgem erupções que caracterizam o período de contágio e que passam sucessivamente pelos estágios de mácula, pápula, vesícula e pústula, com formação de crostas que secam e finalmente se destacam ao término da terceira semana. Professora Ionara Urrutia Moura 8
  9. 9. VARÍOLA HERPES INFLUENZA( gripes) Professora Ionara Urrutia Moura 9
  10. 10. Dengue Transmitida de uma pessoa doente para uma pessoa sadia por meio da picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectada. Teoricamente, a transfusão de sangue infectado também transmite a doença. Sintomas: Febre,pode ser branda ou muito alta, que dura cerca de sete dias; Manchas vermelhas em todo o corpo, as chamadas exantemas. Como o vírus se instala também próximo aos vasos, é comum estes inflamarem e ficarem evidentes na pele; Cansaço, falta de apetite,dores de cabeça , musculares e atrás dos olhos; Aumento das glândulas linfáticas e comprometimento das vias aéreas superiores http://www.santalucia.com.br/virus/dengue.htm Professora Ionara Urrutia Moura 10
  11. 11. Desenvolvimento da Doença 1. O mosquito infectado pica o homem; 2. O vírus se dissemina pelo sangue; 3. Um dos locais preferidos do vírus para se instalar no corpo humano é o tecido que envolve os vasos sangüíneos, chamado retículo-endotelial; 4. A multiplicação do vírus sobre o tecido que provoca a inflamação dos vasos. O sangue, com isso, circula mais lentamente; 5. Como a circulação fica mais lenta, é comum que os líquidos do sangue extravasem dos vasos. O sangue torna-se mais espesso; 6. O sangue, mais espesso, pode coagular dentro dos vasos provocando trombos (entupimentos). Além disso, a circulação lenta prejudica a oxigenação e nutrição ideal dos órgãos; 7. Com o tempo, se não houver tratamento específico, pode haver um choque circulatório. O sangue deixa de circular, os órgãos ficam prejudicados e podem parar de funcionar. Isso leva à morte. Professora Ionara Urrutia Moura 11
  12. 12. PÓLIO Professora Ionara Urrutia Moura 12
  13. 13. CACHUMBA Professora Ionara Urrutia Moura 13
  14. 14. EBOLA Professora Ionara Urrutia Moura 14
  15. 15. ROTAVÍRUS Causam gastroenterites com diarréia, vômitos, dor abdominal e náuseas. transmissão em comida, objetos ou água infectada com vírus proveniente de fezes. O tratamento é feito pela administração de soro caseiro. A prevenção é feita pela adoção das medidas de higiene embora, em crianças, o contágio seja comum, mesmo em ambientes higiênicos. Professora Ionara Urrutia Moura 15
  16. 16. HEPATITE B Transmissão : sangue, agulhas e materiais cortantes contaminados, tintas de tatuagens, sexualmente transmissível, piercings, equipamento de dentista e até em sessões de depilação. Sintomas : ataque ao fígado, cirrose hepática crônica. Prevenção : preservativos nas relações sexuais , não utilizando materiais cortantes ou agulhas que não estejam devidamente esterilizadas. Recomenda-se o uso de descartáveis de uso único. Vacina: em três doses intramusculares e deve ser repetida a cada 10 anos. Professora Ionara Urrutia Moura 16
  17. 17. HEPATITE C Transmissão: sangue, agulhas e materiais cortantes contaminados, transfusão sanguínea, tatuagens, uso de drogas, piercings, no dentista e em manicure. A hepatite C pode cronificar e provocar a cirrose hepática e câncer de fígado. Prevenção :não utilizar materiais cortantes ou agulhas que não estejam devidamente esterilizadas. Uso de descartáveis , bem como material próprio em manicures. Não existe vacina para a hepatite C e é considerada pela Organização Mundial da Saúde como o maior problema de saúde pública, e transmite-se pelo sangue mais facilmente do que a AIDS. Professora Ionara Urrutia Moura 17
  18. 18. ** HIV ** O HIV (Human lmunnedeficiency Virus), - Vírus da Imunodeficiência Humana,. O HIV tem "atração" (tropismo) pelas células do sistema imunológico. Ele interfere nas células que nos protegem contra infecções, A infecção pode acontecer via fluidos corporais, durante uma relação sexual ,uma transfusão de sangue, uso de agulhas e seringas contaminadas, feridas ou cortes em pele ou mucosas. Professora Ionara Urrutia Moura 18
  19. 19. HIV e a AIDS Professora Ionara Urrutia Moura 19
  20. 20. Há a possibilidade do HIV já ter infectado 33 milhões de pessoas em todo o mundo. Aparentemente, a sua infecção ganhou dimensão geográfica, primeiramente no continente africano, disseminando-se então para as Américas e Europa. A epidemia encontra-se em expansão na Ásia. Professora Ionara Urrutia Moura 20
  21. 21. Tipos de vírus Quanto ao organismo que invadem De animais, de plantas , de bactérias Quanto ao conteúdo genético Quanto á sua estrutura De DNA De RNA : Capsulados Não capsulados De Cadeia (+) De cadeia( -) Retrovírus Retrovírus: RNA+ transcriptase reversa De cadeia + : produzem RNAm a partir de seu genoma. De RNA(-) precisam produzir RNA(+) para produzir proteínas Professora Ionara Urrutia Moura 21
  22. 22. Ação Viral 1-Invasão do organismo : via fluidos, ar, objetos, toque 2-Invasão da célula alvo 3-Reprodução Professora Ionara Urrutia Moura 22
  23. 23. Para impedir uma doença viral, impede-se a invasão celular. Nos animais, os anticorpos são proteínas que encaixam nos vírus, impedindo que invadam as células( chave fechadura) !! Professora Ionara Urrutia Moura 23
  24. 24. A ação viral depende da invasão celular: Os vírus sabotam a atividade celular obrigando a célula hospedeira a duplicar material genético viral e produzir proteínas virais Professora Ionara Urrutia Moura 24
  25. 25. Vírus anticorpo célula Professora Ionara Urrutia Moura 25
  26. 26. Prevenção: Ex:vacina/doença Recebe-se antígenos que provocam produção de anticorpos. Imunização ativa. Cura:Ex: soro/ amamentação Recebe-se os anticorpos prontos, não provocam produção de anticorpos mas protegem contra o antígeno. Imunização passiva. Professora Ionara Urrutia Moura 26
  27. 27. Formas de invasão 1? Fusão 2? Englobamento Injeção 3? Professora Ionara Urrutia Moura 27
  28. 28. Formas de invasão Fusão A célula hospedeira funde sua membrana com a cápsula do vírus Englobamento A célula fagocita o vírus Injeção Apenas o material genético é inoculado Ficando a cápsula protéica para fora Professora Ionara Urrutia Moura 28
  29. 29. Fusão Influenza: Vírus de RNA Professora Ionara Urrutia Moura 29
  30. 30. Bacteriófago e o ciclo lítico/lisogênico Injeção a.Contato b. Injeção ou infecção c. Duplicação e montagem( * ) d.Lise celular( *) Professora Ionara Urrutia Moura 30
  31. 31. Prófago; Genoma em Espera! Professora Ionara Urrutia Moura 31
  32. 32. Professora Ionara Urrutia Moura 32
  33. 33. Professora Ionara Urrutia Moura 33
  34. 34. Ciclo flash Professora Ionara Urrutia Moura 34
  35. 35. Professora Ionara Urrutia Moura 35
  36. 36. http://drauziovarella.ig.com.br/arqui vo/arquivo.asp?doe_id=100 http://www.cpqrr.fiocruz.br/informa %C3%A7%C3%A3o%20em%20saud e/CICT/dengue.htm Professora Ionara Urrutia Moura 36

×