Agente de desenvolvimento

5.395 visualizações

Publicada em

Apresentação do Sebrae no II Congresso de Gestão Pública do ES.

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.395
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agente de desenvolvimento

  1. 1. AGENTE DE DESENVOLVIMENTO: UM NOVO OLHAR SOBRE SEU PAPEL PARA AS ESTRATÉGIAS MUNICIPAIS
  2. 2. Estratégia de Desenvolvimento de Longo Prazo do Espírito Santo 2025 Desenvolvimento da Logística Recuperação e Conservação dos Recursos Naturais Desenvolvimento da Rede de Cidades Redução da Violência e da Criminalidade Interiorização do Desenvolvimento Inserção Estratégica Regional Agregação de valor à Produção, Adensamento das Cadeias Produtivas e Diversificação Econômica Espírito Santo 2025 Fortalecimento da Identidade e Melhoria da Imagem Capixaba Capital Social e Qualidade das Instituições Capixabas Erradicação da Pobreza e Redução das Desigualdades Desenvolvimento do Capital Humano
  3. 4. REDE DE PARCEIROS Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria de Desenvolvimento
  4. 5. REDE DE PARCEIROS PÚBLICOS ESTRATÉGICOS FOCO - SERVIÇOS PARA PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO LOCAL <ul><li>SINGULARIDADE </li></ul><ul><li>INTEGRAÇÃO E COMPLEMEN-TARIDADE DE SERVIÇOS </li></ul><ul><li>CONHECIMENTO </li></ul><ul><li>APRENDIZAGEM </li></ul><ul><li>TROCA DE EXPERIÊNCIAS </li></ul>PROPOSTA DE VALOR <ul><li>PÚBLICOS ESTRATÉGICOS </li></ul><ul><li>- Governo Municipal - 78 prefeituras municipais </li></ul><ul><li>- Conselhos Municipais </li></ul><ul><li>- Organizações da Sociedade Civil </li></ul><ul><li>- Empreendedores </li></ul><ul><li>Professores </li></ul><ul><li>Estudantes </li></ul><ul><li>- Agentes de Desenvolvimento Local </li></ul><ul><li>- Munícipes </li></ul>
  5. 6. REDE DE PARCEIROS: ALGUNS SERVIÇOS A OFERECER Capacitação empresarial e dos agentes de desenvolvimento local PMAT capixaba Apoio à articulação público-privado Soluções financeiras Plano de desenvolvimento local sustentável Programa de Competitividade Capixaba Painel municipal Cartografia Informações estatísticas e indicadores para municípios Secretaria de Desenvolvimento Secretaria de Economia e Planejamento
  6. 7. SERVIÇOS DA REDE: PRÁTICAS <ul><li>SINGULARIDADE DO PORTAL </li></ul><ul><li>FLUXOS DE INFORMAÇÃO, CONHECIMENTO E SERVIÇOS </li></ul><ul><li>COMUNICAÇÃO </li></ul><ul><li>COLABORAÇÃO E TROCA DE EXPERIÊNCIAS </li></ul><ul><li>CAPACITAÇÃO </li></ul><ul><li>PROMOÇÃO DA INOVAÇÃO </li></ul><ul><li>OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS </li></ul>CENA 1 CENA 2 CENA 3 SECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO DE CONCEIÇÃO DA BARRA DESEJA INFORMAÇÕES SOBRE PDM CIDADÃO DE GUAÇUI DESEJA FAZER CURSO DE AGENTE DE DESENVOLVIMENTO LOCAL COMUNIDADE DE PRÁTICA: FÓRUM DE DISCUSSÃO SOBRE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA
  7. 8. PORTAL INTERNET: EXPERIÊNCIAS ÁREA RESTRITA PARA PÚBLICOS SEGMENTADOS COMUNIDADES
  8. 9. PDLS 2008 (16 municípios) PDLS 2009/2010 (10 municípios) MUNICÍPIOS ATENDIDOS
  9. 10. Plano de Desenvolvimento Local Sustentável - PDLS Ações 1. Elaboração dos instrumentos legais de Ordenamento Territorial 2. Elaboração do Planejamento Estratégico de segmentos priorizados 3. Formação de Agentes de Desenvolvimento
  10. 11. <ul><li>Tem como objetivo dotar os municípios de </li></ul><ul><li>instrumentos básicos de ordenamento do território: </li></ul><ul><li>Delimitação do perímetro urbano; </li></ul><ul><li>Parcelamento do solo urbano; </li></ul><ul><li>Código de obras e edificações; </li></ul><ul><li>Código de posturas; </li></ul><ul><li>Código de meio ambiente. </li></ul>1 - ORDENAMENTO TERRITORIAL
  11. 12. 2 - PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Tem como objetivo identificar segmentos econômicos promotores do desenvolvimento dos municípios, priorizando até 03 destes, e elaborar planejamentos estratégicos participativos para fortalecê-los.
  12. 13. São servidores públicos, indicados pela Prefeitura, que serão capacitados pelo Sebrae para implementar as estratégias municipais. 3 - AGENTES DE DESENVOLVIMENTO
  13. 14. QUEM É O AGENTE? Deverá residir na área da comunidade em que atuar e haver concluído, com aproveitamento , curso de qualificação básica para formação do Agente de Desenvolvimento. Referência : LC 128/08, art. 85-A, parágrafo 2º
  14. 15. QUAL A FUNÇÃO DO AGENTE? Articular ações públicas (mediante ações locais ou comunitárias, individuais ou coletivas) para a promoção do Desenvolvimento Local e Territorial e contribuir para a implementação da Lei Geral no Município. Referência : LC 128/08, art. 85-A, parágrafo 1º
  15. 16. <ul><li>OBJETIVO: </li></ul><ul><li>Contribuir para o desenvolvimento local </li></ul><ul><li>Estimular o protagonismo dos atores municipais </li></ul><ul><li>Aperfeiçoar o planejamento municipal </li></ul><ul><li>Melhorar o ambiente de negócios para as Micro </li></ul><ul><li>e Pequenas Empresas </li></ul><ul><li>Estruturar uma ampla rede de agentes de </li></ul><ul><li>desenvolvimento municipais </li></ul>
  16. 17. PROGRAMAÇÃO: Módulo I - Melhoria do Ambiente de Negócios para as MPEs Módulo II - Desenvolvimento Local: Conceitos, Reflexões e Fundamentos Módulo III - Elaboração de Projetos para Captação de Recursos Módulo IV - Liderança Módulo V - Finanças Públicas
  17. 18. TURMAS CONCLUÍDAS : Iúna : 5 Municípios – 28 Agentes certificados* Guaçuí : 6 Municípios – 17 Agentes certificados Santa Maria de Jetibá : 6 Municípios – 14 Agentes certificados Venda Nova do Imigrante : 6 Municípios – 38 Agentes certificados TURMAS EM ANDAMENTO: Santa Teresa : 4 Municípios Colatina : 7 Municípios Vitória : 3 Municípios * Certificados com 100% de aproveitamento
  18. 19. Muito Obrigada! <ul><li>CONTATOS: </li></ul><ul><li>GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO </li></ul><ul><li>SEG – Nádia Dorian Machado </li></ul><ul><li>(27) 3321-3672 </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>SEBRAE - Juliana Castro </li></ul><ul><li>(27) 3041-5651 </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>
  19. 20. DESENVOLVIMENTO DO CAPITAL HUMANO <ul><li>Gestão e inovação do sistema Educacional e das Escolas; </li></ul><ul><li>Formação e valorização de professores; </li></ul><ul><li>Implantação da Jornada Ampliada; </li></ul><ul><li>Qualidade e Expansão da Educação Infantil; </li></ul><ul><li>Qualidade do Ensino Fundamental; </li></ul><ul><li>Qualidade e Universalização do Ensino Médio; </li></ul><ul><li>Expansão e Qualidade do Ensino Técnico; e </li></ul><ul><li>Expansão do Acesso ao Ensino Superior de Qualidade . </li></ul>Estratégia de Desenvolvimento de Longo Prazo do Espírito Santo 2025
  20. 21. DESENVOLVIMENTO DA REDE DE CIDADES <ul><li>Planejamento de Gestão de Cidades; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento da Região metropolitana da Grande Vitória; </li></ul><ul><li>Rede de Cidades Cachoeiro de Itapemirim; </li></ul><ul><li>Rede de Cidades Colatina; </li></ul><ul><li>Rede de Cidades Linhares; </li></ul><ul><li>Rede de Cidades São Mateus; </li></ul><ul><li>Rede de Cidades de Nova Venécia; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento Urbano de Aracruz e Região de Impacto; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento Urbano de Anchieta e Região de Impacto; </li></ul><ul><li>Rede de Cidades Serrana; </li></ul><ul><li>Rede de Cidades Caparaó; e </li></ul><ul><li>Expansão com Qualidadade da Habitação Urbana . </li></ul>Estratégia de Desenvolvimento de Longo Prazo do Espírito Santo 2025
  21. 22. INTERIORIZAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO <ul><li>Gestão da Competitividade Sistêmica no Interior; </li></ul><ul><li>APL Mármore e Granito; </li></ul><ul><li>APL Confecções e Vestuário; </li></ul><ul><li>APL Florestal-moveleiro; </li></ul><ul><li>APL Fruticultura; </li></ul><ul><li>APL Café; </li></ul><ul><li>APL Alimentos e Bebidas; </li></ul><ul><li>APL Turismo; e </li></ul><ul><li>Cadeia Produtiva da Pecuária Leiteira . </li></ul>Estratégia de Desenvolvimento de Longo Prazo do Espírito Santo 2025
  22. 23. INSERÇÃO ESTRATÉGICA REGIONAL <ul><li>Alianças Estratégicas para Erradicação da Pobreza e Redução das Desigualdades; </li></ul><ul><li>Alianças Estratégicas para Desenvolvimento Econômico Integrado; </li></ul><ul><li>Alianças Estratégicas para Integração Logística; e </li></ul><ul><li>Alianças Estratégicas para Recuperação e Conservação de Recursos Naturais . </li></ul>Estratégia de Desenvolvimento de Longo Prazo do Espírito Santo 2025
  23. 24. FORTALECIMENTO DA IDENTIDADE E MELHORIA DA IMAGEM CAPIXABA <ul><li>Valorização e Divulgação da Imagem; </li></ul><ul><li>Disseminação da Cultura Capixaba na Educação; </li></ul><ul><li>Preservação das Manifestações Culturais Tradicionais; </li></ul><ul><li>Rede de Espaços Culturais; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento do Esporte; e </li></ul><ul><li>A Cultura em Transformação . </li></ul>Estratégia de Desenvolvimento de Longo Prazo do Espírito Santo 2025
  24. 25. CAPITAL SOCIAL E QUALIDADE DAS INSTITUIÇÕES CAPIXABAS <ul><li>Profissionalização e Inovação no Serviço Público; </li></ul><ul><li>Gestão Orientada para Resultados; </li></ul><ul><li>Governo Eletrônico; </li></ul><ul><li>Modernização da Gestão Pública Municipal; </li></ul><ul><li>Pesquisa Aplicada em Políticas Públicas; </li></ul><ul><li>Qualidade da Administração Pública; e </li></ul><ul><li>Ampliação da Gestão Pública Não Governamental . </li></ul>Estratégia de Desenvolvimento de Longo Prazo do Espírito Santo 2025
  25. 26. AGREGAÇÃO DE VALOR À PRODUÇÃO, ADENSAMENTO DAS CADEIAS PRODUTIVAS E DIVERSIFICAÇÃO ECONÔMICA <ul><li>Promoção e Atração de Investimentos; </li></ul><ul><li>Qualificação de Mão-de-Obra para os Setores Produtivos; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores; </li></ul><ul><li>Tecnologia e Inovação; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Setor Petróleo e Gás Natural; </li></ul><ul><li>Implantação do Pólo Gás-Químico do Espírito Santo; </li></ul><ul><li>Implantação do Pólo Siderúrgico em Anchieta; </li></ul><ul><li>Implantação da Unidade de Ferro-Esponja Briquetado e Aciaria; </li></ul><ul><li>Implantação de Unidades de Laminação a Frio e Galvanização; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento de Fontes alternativas de Energia; </li></ul><ul><li>Geração de Energia Elétrica; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento da Indústria Naval;e </li></ul><ul><li>APL Metal-mecânico </li></ul>Estratégia de Desenvolvimento de Longo Prazo do Espírito Santo 2025
  26. 27. ERRADICAÇÃO DA POBREZA E REDUÇÃO DAS DESIGUALDADES <ul><li>Promoção do Desenvolvimento Local; </li></ul><ul><li>Consolidação e Ampliação das Transferências de Renda Condicionadas; </li></ul><ul><li>Universalização do Acesso à Tecnologia da Informação; </li></ul><ul><li>Educação de Adultos; </li></ul><ul><li>Universalização dos Serviços de Saúde da Familia;e </li></ul><ul><li>Ampliação do Acesso à Habitação de Baixa Renda . </li></ul>Estratégia de Desenvolvimento de Longo Prazo do Espírito Santo 2025

×