Educação
Um campo social
• "Brincar com crianças não é perder tempo, é
ganhá-lo; se é triste ver meninos sem
escola, mais triste ainda é vê-los sen...
EDUCAÇÃO:
• A escola que não se expande para o mundo
limita a formação de atores sociais, tornando
seres humanos em meros ...
CONSEQUÊNCIAS :
• limitam a capacidade de nossas crianças e
adolescentes quanto a interpretação e análise de
suas existênc...
• Nossas crianças, hoje, sentem-se completamende
desafiadas, desamparadas e inseguras frente a
possilidade em aproximarem-...
• Estão desprovidas da capacidade em gerenciar o
stress a que são submetidas
• Consequências: São vitimadas por inúmeros
s...
• A escola:
• Deve compreender a complexidade nas formas de
relações, desenvolvendo suas identidades próprias
e sendo as m...
• Quadros de ansiedade, estresse, agressividade,
intolerância, incompreensão em relação aos
valores, não apenas hierárquic...
Programa preventivo e resignificativo
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

Apresentação aos pais.
1 - Em primeiro lugar serão ...
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

2.1. Levantamentos dos :
- Dons e vocações das crianças/ adolescentes .
- Auto-controle d...
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

- Capacidade para seguir regras, obediência à hierarquia .
- Iniciativa e D...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Que educação estamos construindo? Projeto preventvo

270 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
270
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Que educação estamos construindo? Projeto preventvo

  1. 1. Educação Um campo social
  2. 2. • "Brincar com crianças não é perder tempo, é ganhá-lo; se é triste ver meninos sem escola, mais triste ainda é vê-los sentados enfileirados em salas sem ar, com exercícios estéreis, sem valor para a formação do homem." Carlos Drummond de Andrade
  3. 3. EDUCAÇÃO: • A escola que não se expande para o mundo limita a formação de atores sociais, tornando seres humanos em meros competidores, fomentadores do consumo e pessoas adoecidas em suas estruturas.
  4. 4. CONSEQUÊNCIAS : • limitam a capacidade de nossas crianças e adolescentes quanto a interpretação e análise de suas existências. • Fazem reféns de um pesado universo de informações, cujas aplicabilidades, são extremamente restritas ao mundo das disciplinas. • Tornam-se distantes das necessidades em compreenderem o mundo que são, bem como, o que devem fazer para sentirem-se mellhores diante do grande desafio que é viver.
  5. 5. • Nossas crianças, hoje, sentem-se completamende desafiadas, desamparadas e inseguras frente a possilidade em aproximarem-se de si mesmas. • Ausência ou fragilidade dos niveis de sustentação interna. • Estão pressionadas a corresponder qto as expectativas que nada tem com as etapas que vivem. ( Instibilidade do desenvolvimento dos processos afetivos em relação aos processos sociais)
  6. 6. • Estão desprovidas da capacidade em gerenciar o stress a que são submetidas • Consequências: São vitimadas por inúmeros sentimentos, entre eles, os de incompetência e culpa, que irão desencadear niveis mais elevados de ansiedade, e consequentemente, os mais variados transtornos psicoemocionais. • Formação de sentimentos e emoções negativas. • Alteração dos níveis atenção (Stress) • Agitação psicomotora como forma em lidar com a pressão interna
  7. 7. • A escola: • Deve compreender a complexidade nas formas de relações, desenvolvendo suas identidades próprias e sendo as mesmas complexamente dinâmicas. • Não há uma escola estática. Acreditar nisso, é isentar e limitar as capacidades desse campo social quanto ao que pode produzir, bem como, quanto às responsabilidades inerentes ao processo do educar. • Estimular o crescimento, não apenas cognitivo, mas, o aprimoramento quanto ao desenvolvimento psicoafetivo de seus alunos.
  8. 8. • Quadros de ansiedade, estresse, agressividade, intolerância, incompreensão em relação aos valores, não apenas hierárquicos, mas, quanto a importância que há no outro na questão da interdependência. • Deve adequar suas propostas pedagógicas às características individuais
  9. 9. Programa preventivo e resignificativo • • • • • • • • • • • • • • • • Apresentação aos pais. 1 - Em primeiro lugar serão feitas as avaliações estruturais ou dinâmicas, e em seguida ,entrega de relatórios a escola . 1.2 - Devolutiva Oral aos pais. 1.3 - Apresentação do Ateliê aos alunos e observações através de dinâmicas dos campos de tensão no grupo social. 1.4 - Elaboração e prática das intervenções quanto aos aspectos cognitivos , emocionais e sociais a serem trabalhados. . 1.5- Discussão das temáticas e trocas dentro do espaço social. 1.6- Ao término do ano letivo apresentaremos os resultados nos aspectos quantitativos e quantitativos . 1.7 - Exposição de painéis e vídeos curta-metragem
  10. 10. • • • • • • • • • • • • • • • • 2.1. Levantamentos dos : - Dons e vocações das crianças/ adolescentes . - Auto-controle das emoções . - Habilidades para lidar com situações de conflitos e traumas - Rapidez Perceptiva - Habilidade no trato com pessoas - Autonomia
  11. 11. • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • - Capacidade para seguir regras, obediência à hierarquia . - Iniciativa e Dinamismo - Fatores motivacionais - Criatividade - Responsabilidade - Facilidade para tomar decisões - Flexibilidade, adaptação a situações novas. - Presença ou ausência de T.D.A .H( Mitos e REALIADE) - Fragilidades emocionais tais como , por exemplo, agressividad e auto e hetero- dirigida. - Ansiedade e seus níveis e depressão. - Impulsividade

×