2015 CURSO 'A PRÁTICA DO PSICANALISTA' - Aula 3: a transferência e seu manejo

688 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
688
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
49
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2015 CURSO 'A PRÁTICA DO PSICANALISTA' - Aula 3: a transferência e seu manejo

  1. 1. Curso A prática do psicanalista Coordenação Alexandre Simões Encontro 3: A transferência e seu manejo
  2. 2. Transferência: enlace entre analisando e analista ALEXANDRE SIMÕES ® Todos os direitos de autor reservados.
  3. 3. Freud, em diversas ocasiões, refere-se ao psicanalista como uma ‚figura‛ (‘figura do médico’ , ‘figura do psicanalista’) Psicanalista: como destinatário como local de investimento ALEXANDRE SIMÕES ® Todos os direitos de autor reservados.
  4. 4. Na mesma proporção, Freud indica a transferência como um locus de produção
  5. 5. Isto, a ponto de afirmar que a transferência é a condição imprescindível para a condução de uma análise ALEXANDRE SIMÕES ® Todos os direitos de autor reservados.
  6. 6. Psicanalista: como destinatário como local de investimento Freud Fenômeno amoroso Lacan Fenômeno relacionado ao saber
  7. 7. A transferência pode ser uma condição dada (seus fenômenos podem se apresentar como ponto de partida), mas não é uma condição garantida ALEXANDRE SIMÕES ® Todos os direitos de autor
  8. 8. Em função destas observações prévias, vale se perguntar a cada caso clínico: • Oque se vincula na transferência ? # em outros termos: quais elementos se articulam na transferência e sob quais modos se dá esta articulação? • Oque é produzido a cada forma de vinculação ? ALEXANDRE SIMÕES ® Todos os direitos de autor reservados.
  9. 9. Em outros termos, não há psicanálise sem transferência deve ser ressaltado que a transferência se manifesta de modos bem diversos ALEXANDRE SIMÕES ® Todos os direitos de autor reservados.
  10. 10. Jacques Lacan, no Seminário 11 (p.14): A psicanálise é um modo de tratar o real pelo simbólico. Que nisto ela encontre mais ou menos imaginário tem aqui valor apenas secundário Transferência como uma ‘rede’ que torna possível a prática psicanalítica:
  11. 11. Textos de Freud que elucidam introdutoriamente o tema da transferência: Tratamento psíquico (1905, vide vol. VII da Edição Standard); neste texto, Freud aponta a sua trajetória instrumental pela hipnose e seu subsequente abandono; A dinâmica da transferência (1912) [obs.: texto integrante da série ‘Artigos sobre técnica e outros trabalhos’]; Observações sobre o amor de transferencial (1914) [obs.: texto integrante da série ‘Artigos sobre técnica e outros trabalhos’]; Esboço de psicanálise (1938, vide vol.l XXIII, a partir da pag. 201) ALEXANDRE SIMÕES ® Todos os direitos de autor reservados.
  12. 12. Prosseguiremos com o tema de nosso próximo encontro: Tempo e dinheiro: seus manejos na experiência analítica Até lá! ALEXANDRE SIMÕES ® Todos os direitos de autor reservados.

×