35. O Profeta Joel

5.029 visualizações

Publicada em

Curso Visão Panorâmica da Bíblia, lecionado na Igreja Presbiteriana de Dourados, toda quarta-feira, às 19h30' pelo Rev. Ildemar de Oliveira Berbert.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.029
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
466
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
499
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

35. O Profeta Joel

  1. 1. Palavra-chave: “Convertei-vos” Jerusalém, 830 antes do nascimento de Cristo, invadida por um exército de gafanhotos O PROFETA JOEL
  2. 2. DIVISÃO HISTÓRICA DA BÍBLIA OS PROFÉTICOS 12 MENORES OSÉIAS JOEL AMÓS OBADIAS JONAS MIQUÉIAS NAUM HABACUQUE SOFONIAS AGEU ZACARIAS MALAQUIAS
  3. 3. o nome Joel significa "o SENHOR é Deus". Através deste profeta podemos ter uma noção ainda mais clara do "quanto" o SENHOR, de fato, é Deus: Ele tem domínio sobre a natureza, Ele tem domínio sobre o governo humano Autor
  4. 4. Ele tem domínio sobre o coração humano (em Sua bondade, leva o homem ao arrependimento). Ele é, em verdade, o Grande Soberano Autor
  5. 5. Joel foi um dos profetas Menores filho de Fatuel: “Oráculo do Senhor dirigido a Joel, filho de Fatuel” (Jl 1, 1). De Joel, filho de Fatuel, nada se sabe para além do que pode deduzir-se da sua obra. Autor
  6. 6. Profetizou durante o tempo de Joás, rei de Judá (II Reis 12) O profeta exerceu o seu ministério em Jerusalém e foi um homem profundamente conhecedor do mundo rural, embora se suponha que não fosse de origem camponesa. Autor
  7. 7. Autor De fato, a sua qualidade poética, o conhecimento profundo dos profetas anteriores e a maneira como trata a própria língua, situam- no num ambiente cultural muito mais elaborado.
  8. 8. Sua profecia foi marcada por: 1. Uma praga de gafanhotos que destruiu a colheita 2. A fome como consequência 3. O Dia vindouro do Senhor - profeta interpreta a calamidade como uma visitação do juízo de Deus A PROFECIA DO LIVRO
  9. 9. 4. O Derramamento do Espírito Santo - Profeta do Pentecostes É dele a profecia sobre a descida do Espírito Santo – 2:28-32 Considerado “O Dia do Senhor” É considerada uma marca do Juízo de Deus sobre o povo de Israel. A PROFECIA DO LIVRO
  10. 10. Aproveitando-se de uma ocasião calamitosa na vida do Reino do Sul (Judá), onde gafanhotos, seca e fogo trouxeram prejuízos incalculáveis à nação, o profeta Joel anuncia o “Dia do SENHOR", em que se conhecerá claramente o poder da Sua ira, e conclama o povo a converter-se enquanto é tempo. O PROPÓSITO DO LIVRO
  11. 11. Apresenta, ainda, as promessas de Deus a serem derramadas sobre os Seus, no tempo da restauração. O PROPÓSITO DO LIVRO
  12. 12. Versículo-chave do Livro "Ainda assim, agora mesmo diz o SENHOR: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, com choro e com pranto" (2.12).
  13. 13. Narrativa Histórica Joel acordou certa madrugada ouvindo um barulho de um inseto, matou o primeiro e o barulho continuou, ao abrir a janela viu uma nuvem escura e um barulho atemorizante, era uma nuvem de gafanhotos que devorava as plantas...
  14. 14. Narrativa Histórica Os agricultores tentavam em vão acudir a lavoura e espantar aqueles insetos (1:4) Eles tinham classificação: - o cortador - o migrador - o devorador - e o destruidor “Nunca se viu...”
  15. 15. - o texto deste livro apresenta duas fases bem distintas na mensagem do profeta: 1 - a primeira delas vai de 1.1 até 2.27. Aqui, fala-se em três calamidades reais e históricas que a nação está atravessando: 1.1 - desequilíbrio ecológico: nuvens de gafanhotos invadem o país, assolando sua agricultura; 1.2 - outro desequilíbrio ecológico: uma grande seca afetando profundamente a agricultura e a pecuária; 1.3 - focos de incêndio, completando a calamidade. Esboço do Livro
  16. 16. Essas calamidades prenunciam o "dia do SENHOR" (2.11), que virá por meio de um exército enorme que irá assolar a terra (2.3). Todavia, porque o SENHOR prefere salvar a punir, um apelo tocante e profundo é feito ao povo, no sentido de que se arrependa (2.12,13). O apelo para que esse arrependimento se manifestasse de modo real e nacional parece ter surtido grande efeito. Como conseqüência, vêm as promessas de restauração (2.18-27). Esboço do Livro
  17. 17. 2 - a segunda fase vai de 2.28 ao final do livro, 3.21. 2.1 - passada essa fase da história do povo de Israel (particularmente, Judá), o SENHOR fez uma nova promessa de restauração ainda maior que a da primeira fase Esboço do Livro
  18. 18. - a do derramamento do Seu Espírito (2.28-32)! Sabemos que essa época, iniciada no Pentecoste, inaugura o "período evangelístico" na história da humanidade, quando "todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo" (2.32). Esboço do Livro
  19. 19. 2.2 - o "período evangelístico" parece culminar com uma atuação especial de Deus sobre Israel (A Igreja) quando todas as nações que fizeram mal ao Israel de Deus passarão por um julgamento especial e sofrerão as devidas conseqüências do seu pecado. Haverá multidões reunidas no Vale de Josafá (também conhecido como Vale do Cedrom, no lado oriental de Jerusalém), no grande "dia do SENHOR". Esboço do Livro
  20. 20. 2.3 - não há razão para os salvos temerem (3.17,18). 2.4 - nos versículos 18-21 (do capítulo 3) há promessas finais de bênção para o povo do SENHOR, e de maldição para aqueles que O rejeitaram, bem como ao Seu povo (19). Esboço do Livro
  21. 21. Os seus escritos estão divididos em duas partes: 1. uma invasão de gafanhotos que assola Judá provoca uma liturgia de luto e súplica; Javé responde prometendo o fim da praga e a volta da abundância (1, 2-2, 27). 2. E a descrição em estilo apocalíptico o julgamento das nações e a vitória definitiva de Iahweh e de Israel (3-4). Mensagem Central
  22. 22. 1 - A descrição feita dos soldados do exército inimigo. Leia 2.1-11. 1 - correm como valentes, sem medo, sem covardia! 2 - cada um vai no seu caminho - Cada qual sabe qual é a sua porção, a sua tarefa. 3 - arremetem contra lanças - não têm medo da morte: lutam por seu objetivo sem temor! 4 - conquistam! Olhando para esse exército, eu me pergunto: nós, que somos o Exército do SENHOR dos Exércitos, somos assim? Valentes? LIÇÕES DO LIVRO 1ª. Lição
  23. 23. fala de conversão genuína, real, de coração, sem hipocrisia: "Rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes". Não adianta mentir. Deus sabe. Ele conhece os nossos sentimentos mais profundos. O verdadeiro arrependimento é exigido! LIÇÕES DO LIVRO 2ª. Lição
  24. 24. há sempre lindas promessas para aqueles que rasgam o coração, e não as vestes. Dentre elas, destaco: "o meu povo jamais será envergonhado". LIÇÕES DO LIVRO 3ª. Lição
  25. 25. O homem tem pavor do Dia do SENHOR. E não é para menos, pois será terrível. A Bíblia é bastante clara quanto a isto. Diante da voz do SENHOR "os céus e a terra tremerão" (3.16). LIÇÕES DO LIVRO 4ª. Lição
  26. 26. Todavia, que doce paz há para o povo de Deus! Estes, nada precisam temer, pois "o SENHOR será o refúgio do seu povo, e a fortaleza dos filhos de Israel" (3.16). (Assim estaremos também nós, naquele dia tremendo!). LIÇÕES DO LIVRO 4ª. Lição
  27. 27. quem irá morar em Jerusalém? - 3.17 diz que "estranhos não passarão por ela". Somente os da família (Ef 2.19). Nenhum estranho! Haverá perfeita alegria, perfeita harmonia! LIÇÕES DO LIVRO 5ª. Lição
  28. 28. Medite nesta palavra: "E com respeito a Sião se dirá: Este e aquele nasceram nela; e o próprio Altíssimo a estabelecerá. O SENHOR, ao registrar os povos, dirá: Este nasceu lá" (Sl 87.5,6). Você nasceu lá? É fruto do Calvário? Ou ainda é um estranho? LIÇÕES DO LIVRO 5ª. Lição
  29. 29. 1 - na vinda do Senhor Jesus, haverá sinais nos céus (2.10,11). Comparar com Mt 24.29-31. A CRISTOLIGIA DO LIVRO
  30. 30. 2 - um Dia, o SENHOR há de julgar todas as nações (3.2,12). A CRISTOLIGIA DO LIVRO
  31. 31. Essa mensagem aponta para o Senhor Jesus, conforme Mt 25.31,32 – “Quando vier o Filho do homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e todas as nações serão reunidas em sua presença, e ele separará uns dos outros, como o pastor separa dos cabritos as ovelhas". A CRISTOLIGIA DO LIVRO
  32. 32. “E acontecerá naquele Dia...” “Porque o dia do Senhor está perto, no vale da decisão” – 3:14

×