SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA BÍBLICA

IGREJA EVANGÉLICA SEM FRONTEIRA

O LIVRO DE
REPOUSO PARA O
POVO DE DEUS
LIÇÃO
Lição 4: REPOUSO PARA O
POVO DE DEUS
TEXTO ÁUREO

“Portanto, resta ainda um
repouso para o povo de
Deus” (Hb 4.9)
Lição 4: REPOUSO PARA O
POVO DE DEUS
VERDADE PRÁTICA

Nosso Sumo Sacerdote, Jesus,
preparou-nos um repouso sublime,
no qual só teremos acesso se
ouvirmos a sua voz, não
endurecendo o coração.
Lição 4: REPOUSO PARA O
POVO DE DEUS
LEITURA DIÁRIA
Is 23.1- Deus deu repouso a Israel
Is 32.17 - Repouso, fruto da justiça

Rm 8.34 - Jesus, nosso intercessor
Mt 11.29 - Jesus dá descanso à alma

Êx 33.14 - A presença de Deus dá descanso
Ap 14.13 - Os salvos descansarão
Lição 4: REPOUSO PARA O
POVO DE DEUS
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Hebreus 4.1-16
Lição 4: REPOUSO PARA O
POVO DE DEUS
PONTO DE CONTATO
Você crê, realmente, que Deus fará o que prometeu na
sua vida? A Palavra de Deus é digna de confiança?
Deus fez uma promessa ao povo de Israel: Ele se
responsabilizaria pela sua segurança ao entrar em
Canaã. Israel respondeu com incredulidade: o povo
duvidara da veracidade divina. No texto em estudo, o
sacro escritor adverte aos crentes hebreus acerca do
perigo da incredulidade e relembra-os que, dentre os
que saíram do Egito, somente dois (Josué e Calebe)
entraram no descanso prometido, na terra de Canaã.
Lição 4: REPOUSO PARA O
POVO DE DEUS
PONTO DE CONTATO

Mesmo tendo presenciado milagres
portentosos, operados por Deus, o povo
duvidou da capacidade do Altíssimo para
expulsar os poderosos habitantes daquela
terra.
Há também um descanso para os cristãos
no campo espiritual, mas para tomar
posse desse repouso é necessário ter fé,
obediência e perseverança em Deus.
Lição 4: REPOUSO PARA O
POVO DE DEUS
OBJETIVOS
Após esta aula, devemos estar aptos a:


Reconhecer que a pregação sem a fé não atinge
os objetivos propostos por Deus.



Definir as principais características da Palavra de
Deus.
INTRODUÇÃO
Em consequência da desobediência do povo
de Israel durante sua peregrinação, os que
pecaram, rebelando-se contra o TodoPoderoso, morreram, e seus corpos caíram no
deserto. De acordo com o juramento de Deus,
os desobedientes não entraram no seu
repouso. Que isto jamais venha a acontecer
conosco!
Nesta lição, veremos em que consiste o
repouso espiritual reservado aos crentes fiéis.
I. AS BOAS NOVAS FORAM
PREGADAS
1. Ouviram mas não obedeceram. Segundo
cálculos razoáveis, os israelitas tirados do Egito pela
poderosa mão de Deus foram cerca de três milhões
de pessoas. Somente os homens de guerra
somavam 600.000 (Êx 12.37). Desses, só entraram
em Canaã, dois: Josué e Calebe (Dt 1.36,37). Por
causa da desobediência e da incredulidade, o juízo
de Deus prostrou-os no deserto, impedindo-os de
chegar à Terra Prometida. Isso mostra que Deus dá
mais valor à qualidade do que à quantidade. No
Dilúvio, só oito escaparam. Na destruição de
Sodoma e Gomorra, somente três ficaram vivos.
I. AS BOAS NOVAS FORAM
PREGADAS
2. A pregação sem proveito (v.2). Os israelitas

ouviram as “boas novas”. A razão pela qual muitos
não entraram no “repouso”, ou seja, em Canaã, é
que “a palavra da pregação nada lhes aproveitou,
porquanto não estava misturada com a fé naqueles
que a ouviram” (v.2). Aí, vemos a importância da fé
para a salvação. A Bíblia assevera que sem fé é
impossível agradar a Deus (Hb 11.6).
Hoje, em todo o mundo, é grande a provocação ao
Senhor. Os ímpios estão em rebelião aberta e
declarada contra Deus. Infelizmente, também há
crentes que ouvem a Palavra nas igrejas, mas
preferem continuar desobedecendo aos preceitos
do Senhor.
II. O DESCANSO PARA O POVO
DE DEUS
1.

A
ilustração
do
descanso de Deus. O
escritor, no v.10, relembra o
que está escrito em Gn 2.2,
quando Deus, no sétimo
dia, descansou de suas
obras: “Porque aquele que
entrou no seu repouso, ele
próprio repousou de suas
obras, como Deus das
suas”. Obviamente que aqui
não se trata de descanso
físico, pois por ser Espírito,
Deus não sofre desgaste.
II. O DESCANSO PARA O POVO
DE DEUS
2. O descanso dos israelitas. O sofrimento dos
israelitas no Egito após a morte de José foi cruel.
Por mão de Moisés e pelo poder de Deus, o povo
foi libertado milagrosamente. Entretanto, por causa
da incredulidade e rebeldia, grande parte deles não
pôde entrar na Terra Prometida. Foram obrigados a
passar 40 anos caminhando no deserto (Hb 3.19;
4.6,11; 1 Co 10.1-11). Somente por misericórdia,
Deus lhes destinou a terra de Canaã, onde enfim
encontraram o descanso de seus sofrimentos.
II. O DESCANSO PARA O POVO
DE DEUS
3. O descanso (repouso) do povo de Deus (v.9).
Aqui o descanso prometido não é físico, mas
espiritual, celestial, indizível e pleno para os salvos:
“Ainda resta um descanso para o povo de Deus”.
Trata-se do bendito estado da alma e do espírito, em
que os crentes, obedientes e santos, que ouvem a
Palavra e a obedecem, terão direito à paz e a
tranqüilidade perene, na comunhão com o Senhor.
Lembremo-nos de que o descanso espiritual só se
obtém através da nova vida em Cristo (ver Mt
11.28,29). É preciso ouvir e obedecer a Palavra de
Deus. “Procuremos pois entrar naquele repouso, para
que ninguém caia no mesmo exemplo de
II. O DESCANSO PARA O POVO
DE DEUS
Entendendendo
mais
sobre
esse
descanso:
Ao morrer o justo (salvo), a sua alma apresentar-seá (será levada) ao Seio de Abraão, que é uma
espécie de “ante-sala” do Céu, para aguardar o
arrebatamento, a fim de participar da 1ª
ressurreição (Salmo 110.3). O Seio de Abraão é um
lugar de descanso, conforto e consolação para a
alma do salvo, que ali estará aguardando a volta de
Cristo (João 13.23). A morte física do ímpio é
desesperadora porque a sua alma vai para o



II. O DESCANSO PARA O POVO
DE DEUS
O Seio de Abraão não será a morada definitiva da
alma do salvo. O Seio de Abraão é um Céu
temporário para o cristão falecido (Jó 5.24). O Seio
de Abraão está reservado para os filhos de Deus,
também chamados de “filhos da Luz do Evangelho de
Cristo” – (1Tessalonicenses 5.5). O seio de Abraão é
a morada intermediária daqueles que serviram a
Jesus. O galardão destes está reservado por Jesus,
no Céu, para as Bodas do Cordeiro (Mateus 19.21). A
vida eterna começa no Seio de Abraão, pois é lá que
a alma do justo aguardará, em paz com Deus, a sua
morada eterna (1Timóteo 6.17-19).
II. O DESCANSO PARA O POVO
DE DEUS


O gozo do Senhor, o Seio de Abraão, é a morada
inicial da alma do cristão. Depois ele passará as Bodas
do Cordeiro com Jesus. O Reino de Deus foi chegado
ao homem no momento em que Jesus começou o seu
ministério terreno, estende-se ao Seio de Abraão, até
as Bodas do Cordeiro, o Reino Milenar de Cristo e a
Eternidade (Mateus 4.17). Jesus aconselha a não
investir nas coisas do mundo (mundanas), pois os
tesouros aqui juntados não poderão ser levados para o
Seio de Abraão (pelos salvos), e nem para o inferno
(Hades ou Seol) pelos ímpios (Mateus 6.19). Jesus
recomenda ajuntar tesouros nos Céus (investir nossa
vida no Reino de Deus), pois isso terá reflexos
III. O PODER PENETRANTE DA
PALAVRA DE DEUS
1. Ela é viva. A Palavra de
Deus mostra quem vai entrar
no repouso eterno. Ela não se
constitui
de
meras
argumentações humanas ou
filosóficas, que atingem o
intelecto, mas não penetram
no coração, no mais íntimo do
ser humano. A Palavra de
Deus é viva, poderosa e
vivificante. Jesus afirmou: “as
palavras que eu vos disse são
espírito e vida” (Jo 6.63).
Somente Ele tem palavras de
III. O PODER PENETRANTE DA
PALAVRA DE DEUS
2. Ela é eficaz. A palavra de Deus sempre produz
efeitos: “Porque, assim como descem a chuva e a
neve dos céus e para lá não tornam, mas regam a
terra e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao
semeador, e pão ao que come, assim será a
palavra que sair da minha boca; ela não voltará
para mim vazia; antes, fará o que me apraz e
prosperará naquilo para que a enviei” (Is 55.11).
Ninguém ouve a palavra de Deus sem ser
alcançado por seus resultados. Quem ouve e crê
“tem a vida eterna” (Jo 5.24). Quem ouve e não crê
“já está condenado” (Jo 3.18).
III. O PODER PENETRANTE DA
PALAVRA DE DEUS
3. Ela é penetrante. É
comparada a uma
espada cortante, que
“penetra até à divisão
da alma e do espírito e
das juntas e medulas”.
Sendo “espírito e
vida”, a palavra de
Deus atinge a parte
sensorial do homem.
O espírito, a alma e o corpo são alcançados pelo poder
penetrante da palavra divina. Por quê? Quando o homem ouve a
Palavra e crê, no seu interior ocorrem modificações
extraordinárias que beneficiam inclusive o funcionamento
orgânico do seu corpo.
III. O PODER PENETRANTE DA
PALAVRA DE DEUS
4. Ela discerne pensamentos e
intenções. Muitos filósofos, com seu
intelectualismo frio e racionalista, têm
confundido os homens afastando-os
ainda mais do seu Criador. A Bíblia,
no entanto, sendo a Palavra de Deus,
tem transformado a vida de inúmeras
pessoas, elevando-as à condição de
salvas e remidas pelo sangue de
Jesus.
No v.13 o escritor adverte que diante
do poder penetrante da palavra de
Deus, “não há criatura alguma
encoberta diante dele”, e todas as
coisas estão “nuas e patentes aos
seus olhos”, ou seja, não há nada
CONCLUSÃO
Três das grandes mensagens da lição estudada
são:
1 - Deus tem preparado um verdadeiro descanso
espiritual em Cristo para os que a Ele vêm;
2 - Deus tem um prometido lugar de descanso
celestial para seu povo, em sua presença, na
eternidade. Para chegarmos lá, só precisamos ser
fiéis, obedientes e santos e
3 - Jesus é o nosso Sumo Sacerdote perfeito, que,
como homem, “em tudo foi tentado, mas sem
pecado”. Que o Senhor nos ajude a servi-lo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Lição 1 o chamado do profeta
Lição 1   o chamado do profetaLição 1   o chamado do profeta
Lição 1 o chamado do profeta
Éder Tomé
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
Respirando Deus
 
Curso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deusCurso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deus
Presbítero Neves Leal
 
Panorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - ProvérbiosPanorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - Provérbios
Respirando Deus
 
lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
Hilda Helena Heringer
 
Homilética
HomiléticaHomilética
Homilética
Moisés Sampaio
 
38. O Profeta Jonas
38. O Profeta Jonas38. O Profeta Jonas
33. O profeta Daniel
33. O profeta Daniel33. O profeta Daniel
33. O profeta Daniel
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Cristologia aula04
Cristologia aula04Cristologia aula04
Cristologia aula04
Pastor W. Costa
 
8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Éder Tomé
 
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01
Erivelton Rodrigues Nunes
 
O pentateuco
O pentateucoO pentateuco
Ezequiel
EzequielEzequiel
Ezequiel
Ricardo Gondim
 
Panorama do AT - Isaías
Panorama do AT - IsaíasPanorama do AT - Isaías
Panorama do AT - Isaías
Respirando Deus
 
Oséias
OséiasOséias
Panorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - EclesiastesPanorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - Eclesiastes
Respirando Deus
 

Mais procurados (20)

29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
 
Lição 1 o chamado do profeta
Lição 1   o chamado do profetaLição 1   o chamado do profeta
Lição 1 o chamado do profeta
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
 
Curso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deusCurso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deus
 
Panorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - ProvérbiosPanorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - Provérbios
 
lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
lLIÇÃO 1 : "A carta aos hebreus e a excelência de cristo"
 
Homilética
HomiléticaHomilética
Homilética
 
38. O Profeta Jonas
38. O Profeta Jonas38. O Profeta Jonas
38. O Profeta Jonas
 
33. O profeta Daniel
33. O profeta Daniel33. O profeta Daniel
33. O profeta Daniel
 
Cristologia aula04
Cristologia aula04Cristologia aula04
Cristologia aula04
 
8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
 
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
 
25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios
 
Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01
 
O pentateuco
O pentateucoO pentateuco
O pentateuco
 
Ezequiel
EzequielEzequiel
Ezequiel
 
Panorama do AT - Isaías
Panorama do AT - IsaíasPanorama do AT - Isaías
Panorama do AT - Isaías
 
Oséias
OséiasOséias
Oséias
 
Panorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - EclesiastesPanorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - Eclesiastes
 

Destaque

Aula 5 hebreus
Aula 5   hebreusAula 5   hebreus
Aula 5 hebreus
Profdaltonjunior
 
Introdução à Carta aos Hebreus
Introdução à Carta aos Hebreus Introdução à Carta aos Hebreus
Introdução à Carta aos Hebreus
ipbmorrinhos
 
Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus
Aula 1 e 2   A mensagem de HebreusAula 1 e 2   A mensagem de Hebreus
Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus
Ricardo Gondim
 
Hebreus_introducao 01
Hebreus_introducao 01Hebreus_introducao 01
Hebreus_introducao 01
aylanj
 
O povo Hebreu - n 9
O povo Hebreu - n 9O povo Hebreu - n 9
O povo Hebreu - n 9
Graça Maciel
 
Trabalho de História - Hebreus
Trabalho de História - HebreusTrabalho de História - Hebreus
Trabalho de História - Hebreus
Daniel de Andrade
 
Lição 3 Hebreus
Lição 3   HebreusLição 3   Hebreus
3º trimestre 2015 adolescentes lição 01
3º trimestre 2015 adolescentes lição 013º trimestre 2015 adolescentes lição 01
3º trimestre 2015 adolescentes lição 01
Joel Silva
 
Os Hebreus
Os HebreusOs Hebreus
Os Hebreus
Ramon Chieppe
 
Lição 10 hebreus
Lição 10   hebreusLição 10   hebreus
Lição 10 hebreus
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Eucaristia
EucaristiaEucaristia
Eucaristia
mceu67
 
Viagem ao tempo de jesus
Viagem ao tempo de jesusViagem ao tempo de jesus
Viagem ao tempo de jesus
mceu67
 
Lição 14 hebreus (Final)
Lição 14   hebreus (Final)Lição 14   hebreus (Final)
Lição 14 hebreus (Final)
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Calebe e sua herança
Calebe e sua herançaCalebe e sua herança
Calebe e sua herança
Pr.Jocemar Porto
 
O pais de jesus
O pais de jesusO pais de jesus
O pais de jesus
mceu67
 
Escola de louvor - 2016 - Capitulo 2 copia
Escola de louvor - 2016 - Capitulo 2   copiaEscola de louvor - 2016 - Capitulo 2   copia
Escola de louvor - 2016 - Capitulo 2 copia
Pró Viver
 
Jesus - o sumo sacerdote
Jesus - o sumo sacerdoteJesus - o sumo sacerdote
Jesus - o sumo sacerdote
Geversom Sousa
 
Historia de vida verdadeira exemplo para ser seguido
Historia  de vida verdadeira exemplo para ser seguidoHistoria  de vida verdadeira exemplo para ser seguido
Historia de vida verdadeira exemplo para ser seguido
siaromjo
 
Sim, ele é o Cristo lição 01
Sim, ele é o Cristo  lição 01Sim, ele é o Cristo  lição 01
Sim, ele é o Cristo lição 01
Mariângela Domeniche Perdomo
 
Cap. 03 hebreus, fenicios e persas
Cap. 03   hebreus, fenicios e persasCap. 03   hebreus, fenicios e persas
Cap. 03 hebreus, fenicios e persas
Evanildo Pitombeira
 

Destaque (20)

Aula 5 hebreus
Aula 5   hebreusAula 5   hebreus
Aula 5 hebreus
 
Introdução à Carta aos Hebreus
Introdução à Carta aos Hebreus Introdução à Carta aos Hebreus
Introdução à Carta aos Hebreus
 
Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus
Aula 1 e 2   A mensagem de HebreusAula 1 e 2   A mensagem de Hebreus
Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus
 
Hebreus_introducao 01
Hebreus_introducao 01Hebreus_introducao 01
Hebreus_introducao 01
 
O povo Hebreu - n 9
O povo Hebreu - n 9O povo Hebreu - n 9
O povo Hebreu - n 9
 
Trabalho de História - Hebreus
Trabalho de História - HebreusTrabalho de História - Hebreus
Trabalho de História - Hebreus
 
Lição 3 Hebreus
Lição 3   HebreusLição 3   Hebreus
Lição 3 Hebreus
 
3º trimestre 2015 adolescentes lição 01
3º trimestre 2015 adolescentes lição 013º trimestre 2015 adolescentes lição 01
3º trimestre 2015 adolescentes lição 01
 
Os Hebreus
Os HebreusOs Hebreus
Os Hebreus
 
Lição 10 hebreus
Lição 10   hebreusLição 10   hebreus
Lição 10 hebreus
 
Eucaristia
EucaristiaEucaristia
Eucaristia
 
Viagem ao tempo de jesus
Viagem ao tempo de jesusViagem ao tempo de jesus
Viagem ao tempo de jesus
 
Lição 14 hebreus (Final)
Lição 14   hebreus (Final)Lição 14   hebreus (Final)
Lição 14 hebreus (Final)
 
Calebe e sua herança
Calebe e sua herançaCalebe e sua herança
Calebe e sua herança
 
O pais de jesus
O pais de jesusO pais de jesus
O pais de jesus
 
Escola de louvor - 2016 - Capitulo 2 copia
Escola de louvor - 2016 - Capitulo 2   copiaEscola de louvor - 2016 - Capitulo 2   copia
Escola de louvor - 2016 - Capitulo 2 copia
 
Jesus - o sumo sacerdote
Jesus - o sumo sacerdoteJesus - o sumo sacerdote
Jesus - o sumo sacerdote
 
Historia de vida verdadeira exemplo para ser seguido
Historia  de vida verdadeira exemplo para ser seguidoHistoria  de vida verdadeira exemplo para ser seguido
Historia de vida verdadeira exemplo para ser seguido
 
Sim, ele é o Cristo lição 01
Sim, ele é o Cristo  lição 01Sim, ele é o Cristo  lição 01
Sim, ele é o Cristo lição 01
 
Cap. 03 hebreus, fenicios e persas
Cap. 03   hebreus, fenicios e persasCap. 03   hebreus, fenicios e persas
Cap. 03 hebreus, fenicios e persas
 

Semelhante a Lição 4 Hebreus

Lição 4 - Jesus é Superior a Josué - O meio de entrar no Repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é Superior a Josué - O meio de entrar no Repouso de DeusLição 4 - Jesus é Superior a Josué - O meio de entrar no Repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é Superior a Josué - O meio de entrar no Repouso de Deus
Éder Tomé
 
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 07 1Trim (1).pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 07 1Trim (1).pptxSlide - EBD ADEB 2022 Licao 07 1Trim (1).pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 07 1Trim (1).pptx
ssuserc15eea1
 
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimentoPneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Dangelo Nascimento
 
Lição 3 joel, o derramamento do espírito santo
Lição 3   joel, o derramamento do espírito santoLição 3   joel, o derramamento do espírito santo
Lição 3 joel, o derramamento do espírito santo
Ebd Brasil
 
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSLição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Erberson Pinheiro
 
Resplandecer
ResplandecerResplandecer
Resplandecer
Pastor Robson Colaço
 
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iLição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Erberson Pinheiro
 
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUSEBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
Pneumatologia 6
Pneumatologia 6Pneumatologia 6
Pneumatologia 6
DENISE DE ALMEIDA
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
Joel Silva
 
Como orar pelos perdidos
Como orar pelos perdidosComo orar pelos perdidos
Como orar pelos perdidos
MarceloeOtilia Sales
 
Você é espírita ou cristão?
Você é espírita ou cristão?Você é espírita ou cristão?
Você é espírita ou cristão?
11091961
 
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do SalvadorLição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Éder Tomé
 
Hebreus
Hebreus Hebreus
Hebreus
Paulo Ferreira
 
Manual para novos convertidos2
Manual para novos convertidos2Manual para novos convertidos2
Manual para novos convertidos2
Willams Alfaia
 
Comentário Bíblico para o 5° domingo do tempo comum
Comentário Bíblico para o 5° domingo do tempo comumComentário Bíblico para o 5° domingo do tempo comum
Comentário Bíblico para o 5° domingo do tempo comum
José Lima
 
11 visão panorâmica da bíblia sagrada
11   visão panorâmica da bíblia sagrada11   visão panorâmica da bíblia sagrada
11 visão panorâmica da bíblia sagrada
Luiz Ferreira
 
Domínio espiritual – completo de 01 a 10
Domínio espiritual – completo de 01 a 10Domínio espiritual – completo de 01 a 10
Domínio espiritual – completo de 01 a 10
REPRESENTANTE COMERCIAL NA AREA DE IMOBILIARIA
 
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
Joel Silva
 
Um famoso teólogo luterano renomeia o Espírito Santo
Um famoso teólogo luterano renomeia o Espírito SantoUm famoso teólogo luterano renomeia o Espírito Santo
Um famoso teólogo luterano renomeia o Espírito Santo
JonasTopfer
 

Semelhante a Lição 4 Hebreus (20)

Lição 4 - Jesus é Superior a Josué - O meio de entrar no Repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é Superior a Josué - O meio de entrar no Repouso de DeusLição 4 - Jesus é Superior a Josué - O meio de entrar no Repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é Superior a Josué - O meio de entrar no Repouso de Deus
 
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 07 1Trim (1).pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 07 1Trim (1).pptxSlide - EBD ADEB 2022 Licao 07 1Trim (1).pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 07 1Trim (1).pptx
 
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimentoPneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
 
Lição 3 joel, o derramamento do espírito santo
Lição 3   joel, o derramamento do espírito santoLição 3   joel, o derramamento do espírito santo
Lição 3 joel, o derramamento do espírito santo
 
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSLição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
 
Resplandecer
ResplandecerResplandecer
Resplandecer
 
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iLição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
 
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUSEBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
 
Pneumatologia 6
Pneumatologia 6Pneumatologia 6
Pneumatologia 6
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
 
Como orar pelos perdidos
Como orar pelos perdidosComo orar pelos perdidos
Como orar pelos perdidos
 
Você é espírita ou cristão?
Você é espírita ou cristão?Você é espírita ou cristão?
Você é espírita ou cristão?
 
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do SalvadorLição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
 
Hebreus
Hebreus Hebreus
Hebreus
 
Manual para novos convertidos2
Manual para novos convertidos2Manual para novos convertidos2
Manual para novos convertidos2
 
Comentário Bíblico para o 5° domingo do tempo comum
Comentário Bíblico para o 5° domingo do tempo comumComentário Bíblico para o 5° domingo do tempo comum
Comentário Bíblico para o 5° domingo do tempo comum
 
11 visão panorâmica da bíblia sagrada
11   visão panorâmica da bíblia sagrada11   visão panorâmica da bíblia sagrada
11 visão panorâmica da bíblia sagrada
 
Domínio espiritual – completo de 01 a 10
Domínio espiritual – completo de 01 a 10Domínio espiritual – completo de 01 a 10
Domínio espiritual – completo de 01 a 10
 
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
 
Um famoso teólogo luterano renomeia o Espírito Santo
Um famoso teólogo luterano renomeia o Espírito SantoUm famoso teólogo luterano renomeia o Espírito Santo
Um famoso teólogo luterano renomeia o Espírito Santo
 

Mais de Escola Bíblica Sem Fronteiras

Lição 11 final
Lição 11   finalLição 11   final
Lição 10
Lição 10Lição 10
Lição 09
Lição 09Lição 09
Lição 08
Lição 08Lição 08
Lição 07
Lição 07Lição 07
Lição 06
Lição 06Lição 06
Lição 05
Lição 05Lição 05
Lição 04
Lição 04Lição 04
Lição 03
Lição 03Lição 03
Lição 02
Lição 02Lição 02
Lição 01
Lição 01Lição 01
Lição 02 ester
Lição 02 esterLição 02 ester
Lição 19 - Livro Apocalipse FINAL
Lição 19 - Livro Apocalipse FINALLição 19 - Livro Apocalipse FINAL
Lição 19 - Livro Apocalipse FINAL
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Lição 18 - Livro de Apocalipse
Lição 18 - Livro de ApocalipseLição 18 - Livro de Apocalipse
Lição 18 - Livro de Apocalipse
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Lição 17 Livro Apocalipse
Lição 17 Livro Apocalipse Lição 17 Livro Apocalipse
Lição 17 Livro Apocalipse
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Lição 16 Livro Apocalipse
Lição 16 Livro Apocalipse Lição 16 Livro Apocalipse
Lição 16 Livro Apocalipse
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Lição 15 Livro Apocalipse
Lição 15 Livro Apocalipse Lição 15 Livro Apocalipse
Lição 15 Livro Apocalipse
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Lição 14 Livro Apocalipse
Lição 14 Livro Apocalipse Lição 14 Livro Apocalipse
Lição 14 Livro Apocalipse
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Lição 12 Livro Apocalipse
Lição 12 Livro Apocalipse Lição 12 Livro Apocalipse
Lição 12 Livro Apocalipse
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 

Mais de Escola Bíblica Sem Fronteiras (20)

Lição 11 final
Lição 11   finalLição 11   final
Lição 11 final
 
Lição 10
Lição 10Lição 10
Lição 10
 
Lição 09
Lição 09Lição 09
Lição 09
 
Lição 08
Lição 08Lição 08
Lição 08
 
Lição 07
Lição 07Lição 07
Lição 07
 
Lição 06
Lição 06Lição 06
Lição 06
 
Lição 05
Lição 05Lição 05
Lição 05
 
Lição 04
Lição 04Lição 04
Lição 04
 
Lição 03
Lição 03Lição 03
Lição 03
 
Lição 02
Lição 02Lição 02
Lição 02
 
Lição 01
Lição 01Lição 01
Lição 01
 
Lição 02 ester
Lição 02 esterLição 02 ester
Lição 02 ester
 
Lição 19 - Livro Apocalipse FINAL
Lição 19 - Livro Apocalipse FINALLição 19 - Livro Apocalipse FINAL
Lição 19 - Livro Apocalipse FINAL
 
Lição 18 - Livro de Apocalipse
Lição 18 - Livro de ApocalipseLição 18 - Livro de Apocalipse
Lição 18 - Livro de Apocalipse
 
Lição 17 Livro Apocalipse
Lição 17 Livro Apocalipse Lição 17 Livro Apocalipse
Lição 17 Livro Apocalipse
 
Lição 16 Livro Apocalipse
Lição 16 Livro Apocalipse Lição 16 Livro Apocalipse
Lição 16 Livro Apocalipse
 
Lição 15 Livro Apocalipse
Lição 15 Livro Apocalipse Lição 15 Livro Apocalipse
Lição 15 Livro Apocalipse
 
Lição 14 Livro Apocalipse
Lição 14 Livro Apocalipse Lição 14 Livro Apocalipse
Lição 14 Livro Apocalipse
 
Lição 13 Livro Apocalipse
Lição 13 Livro Apocalipse Lição 13 Livro Apocalipse
Lição 13 Livro Apocalipse
 
Lição 12 Livro Apocalipse
Lição 12 Livro Apocalipse Lição 12 Livro Apocalipse
Lição 12 Livro Apocalipse
 

Último

Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
Sammis Reachers
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 

Último (14)

Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 

Lição 4 Hebreus

  • 1. ESCOLA BÍBLICA IGREJA EVANGÉLICA SEM FRONTEIRA O LIVRO DE
  • 2. REPOUSO PARA O POVO DE DEUS LIÇÃO
  • 3. Lição 4: REPOUSO PARA O POVO DE DEUS TEXTO ÁUREO “Portanto, resta ainda um repouso para o povo de Deus” (Hb 4.9)
  • 4. Lição 4: REPOUSO PARA O POVO DE DEUS VERDADE PRÁTICA Nosso Sumo Sacerdote, Jesus, preparou-nos um repouso sublime, no qual só teremos acesso se ouvirmos a sua voz, não endurecendo o coração.
  • 5. Lição 4: REPOUSO PARA O POVO DE DEUS LEITURA DIÁRIA Is 23.1- Deus deu repouso a Israel Is 32.17 - Repouso, fruto da justiça Rm 8.34 - Jesus, nosso intercessor Mt 11.29 - Jesus dá descanso à alma Êx 33.14 - A presença de Deus dá descanso Ap 14.13 - Os salvos descansarão
  • 6. Lição 4: REPOUSO PARA O POVO DE DEUS LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Hebreus 4.1-16
  • 7. Lição 4: REPOUSO PARA O POVO DE DEUS PONTO DE CONTATO Você crê, realmente, que Deus fará o que prometeu na sua vida? A Palavra de Deus é digna de confiança? Deus fez uma promessa ao povo de Israel: Ele se responsabilizaria pela sua segurança ao entrar em Canaã. Israel respondeu com incredulidade: o povo duvidara da veracidade divina. No texto em estudo, o sacro escritor adverte aos crentes hebreus acerca do perigo da incredulidade e relembra-os que, dentre os que saíram do Egito, somente dois (Josué e Calebe) entraram no descanso prometido, na terra de Canaã.
  • 8. Lição 4: REPOUSO PARA O POVO DE DEUS PONTO DE CONTATO Mesmo tendo presenciado milagres portentosos, operados por Deus, o povo duvidou da capacidade do Altíssimo para expulsar os poderosos habitantes daquela terra. Há também um descanso para os cristãos no campo espiritual, mas para tomar posse desse repouso é necessário ter fé, obediência e perseverança em Deus.
  • 9. Lição 4: REPOUSO PARA O POVO DE DEUS OBJETIVOS Após esta aula, devemos estar aptos a:  Reconhecer que a pregação sem a fé não atinge os objetivos propostos por Deus.  Definir as principais características da Palavra de Deus.
  • 10. INTRODUÇÃO Em consequência da desobediência do povo de Israel durante sua peregrinação, os que pecaram, rebelando-se contra o TodoPoderoso, morreram, e seus corpos caíram no deserto. De acordo com o juramento de Deus, os desobedientes não entraram no seu repouso. Que isto jamais venha a acontecer conosco! Nesta lição, veremos em que consiste o repouso espiritual reservado aos crentes fiéis.
  • 11. I. AS BOAS NOVAS FORAM PREGADAS 1. Ouviram mas não obedeceram. Segundo cálculos razoáveis, os israelitas tirados do Egito pela poderosa mão de Deus foram cerca de três milhões de pessoas. Somente os homens de guerra somavam 600.000 (Êx 12.37). Desses, só entraram em Canaã, dois: Josué e Calebe (Dt 1.36,37). Por causa da desobediência e da incredulidade, o juízo de Deus prostrou-os no deserto, impedindo-os de chegar à Terra Prometida. Isso mostra que Deus dá mais valor à qualidade do que à quantidade. No Dilúvio, só oito escaparam. Na destruição de Sodoma e Gomorra, somente três ficaram vivos.
  • 12. I. AS BOAS NOVAS FORAM PREGADAS 2. A pregação sem proveito (v.2). Os israelitas ouviram as “boas novas”. A razão pela qual muitos não entraram no “repouso”, ou seja, em Canaã, é que “a palavra da pregação nada lhes aproveitou, porquanto não estava misturada com a fé naqueles que a ouviram” (v.2). Aí, vemos a importância da fé para a salvação. A Bíblia assevera que sem fé é impossível agradar a Deus (Hb 11.6). Hoje, em todo o mundo, é grande a provocação ao Senhor. Os ímpios estão em rebelião aberta e declarada contra Deus. Infelizmente, também há crentes que ouvem a Palavra nas igrejas, mas preferem continuar desobedecendo aos preceitos do Senhor.
  • 13. II. O DESCANSO PARA O POVO DE DEUS 1. A ilustração do descanso de Deus. O escritor, no v.10, relembra o que está escrito em Gn 2.2, quando Deus, no sétimo dia, descansou de suas obras: “Porque aquele que entrou no seu repouso, ele próprio repousou de suas obras, como Deus das suas”. Obviamente que aqui não se trata de descanso físico, pois por ser Espírito, Deus não sofre desgaste.
  • 14. II. O DESCANSO PARA O POVO DE DEUS 2. O descanso dos israelitas. O sofrimento dos israelitas no Egito após a morte de José foi cruel. Por mão de Moisés e pelo poder de Deus, o povo foi libertado milagrosamente. Entretanto, por causa da incredulidade e rebeldia, grande parte deles não pôde entrar na Terra Prometida. Foram obrigados a passar 40 anos caminhando no deserto (Hb 3.19; 4.6,11; 1 Co 10.1-11). Somente por misericórdia, Deus lhes destinou a terra de Canaã, onde enfim encontraram o descanso de seus sofrimentos.
  • 15. II. O DESCANSO PARA O POVO DE DEUS 3. O descanso (repouso) do povo de Deus (v.9). Aqui o descanso prometido não é físico, mas espiritual, celestial, indizível e pleno para os salvos: “Ainda resta um descanso para o povo de Deus”. Trata-se do bendito estado da alma e do espírito, em que os crentes, obedientes e santos, que ouvem a Palavra e a obedecem, terão direito à paz e a tranqüilidade perene, na comunhão com o Senhor. Lembremo-nos de que o descanso espiritual só se obtém através da nova vida em Cristo (ver Mt 11.28,29). É preciso ouvir e obedecer a Palavra de Deus. “Procuremos pois entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de
  • 16. II. O DESCANSO PARA O POVO DE DEUS Entendendendo mais sobre esse descanso: Ao morrer o justo (salvo), a sua alma apresentar-seá (será levada) ao Seio de Abraão, que é uma espécie de “ante-sala” do Céu, para aguardar o arrebatamento, a fim de participar da 1ª ressurreição (Salmo 110.3). O Seio de Abraão é um lugar de descanso, conforto e consolação para a alma do salvo, que ali estará aguardando a volta de Cristo (João 13.23). A morte física do ímpio é desesperadora porque a sua alma vai para o 
  • 17.  II. O DESCANSO PARA O POVO DE DEUS O Seio de Abraão não será a morada definitiva da alma do salvo. O Seio de Abraão é um Céu temporário para o cristão falecido (Jó 5.24). O Seio de Abraão está reservado para os filhos de Deus, também chamados de “filhos da Luz do Evangelho de Cristo” – (1Tessalonicenses 5.5). O seio de Abraão é a morada intermediária daqueles que serviram a Jesus. O galardão destes está reservado por Jesus, no Céu, para as Bodas do Cordeiro (Mateus 19.21). A vida eterna começa no Seio de Abraão, pois é lá que a alma do justo aguardará, em paz com Deus, a sua morada eterna (1Timóteo 6.17-19).
  • 18. II. O DESCANSO PARA O POVO DE DEUS  O gozo do Senhor, o Seio de Abraão, é a morada inicial da alma do cristão. Depois ele passará as Bodas do Cordeiro com Jesus. O Reino de Deus foi chegado ao homem no momento em que Jesus começou o seu ministério terreno, estende-se ao Seio de Abraão, até as Bodas do Cordeiro, o Reino Milenar de Cristo e a Eternidade (Mateus 4.17). Jesus aconselha a não investir nas coisas do mundo (mundanas), pois os tesouros aqui juntados não poderão ser levados para o Seio de Abraão (pelos salvos), e nem para o inferno (Hades ou Seol) pelos ímpios (Mateus 6.19). Jesus recomenda ajuntar tesouros nos Céus (investir nossa vida no Reino de Deus), pois isso terá reflexos
  • 19. III. O PODER PENETRANTE DA PALAVRA DE DEUS 1. Ela é viva. A Palavra de Deus mostra quem vai entrar no repouso eterno. Ela não se constitui de meras argumentações humanas ou filosóficas, que atingem o intelecto, mas não penetram no coração, no mais íntimo do ser humano. A Palavra de Deus é viva, poderosa e vivificante. Jesus afirmou: “as palavras que eu vos disse são espírito e vida” (Jo 6.63). Somente Ele tem palavras de
  • 20. III. O PODER PENETRANTE DA PALAVRA DE DEUS 2. Ela é eficaz. A palavra de Deus sempre produz efeitos: “Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, mas regam a terra e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia; antes, fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a enviei” (Is 55.11). Ninguém ouve a palavra de Deus sem ser alcançado por seus resultados. Quem ouve e crê “tem a vida eterna” (Jo 5.24). Quem ouve e não crê “já está condenado” (Jo 3.18).
  • 21. III. O PODER PENETRANTE DA PALAVRA DE DEUS 3. Ela é penetrante. É comparada a uma espada cortante, que “penetra até à divisão da alma e do espírito e das juntas e medulas”. Sendo “espírito e vida”, a palavra de Deus atinge a parte sensorial do homem. O espírito, a alma e o corpo são alcançados pelo poder penetrante da palavra divina. Por quê? Quando o homem ouve a Palavra e crê, no seu interior ocorrem modificações extraordinárias que beneficiam inclusive o funcionamento orgânico do seu corpo.
  • 22. III. O PODER PENETRANTE DA PALAVRA DE DEUS 4. Ela discerne pensamentos e intenções. Muitos filósofos, com seu intelectualismo frio e racionalista, têm confundido os homens afastando-os ainda mais do seu Criador. A Bíblia, no entanto, sendo a Palavra de Deus, tem transformado a vida de inúmeras pessoas, elevando-as à condição de salvas e remidas pelo sangue de Jesus. No v.13 o escritor adverte que diante do poder penetrante da palavra de Deus, “não há criatura alguma encoberta diante dele”, e todas as coisas estão “nuas e patentes aos seus olhos”, ou seja, não há nada
  • 23. CONCLUSÃO Três das grandes mensagens da lição estudada são: 1 - Deus tem preparado um verdadeiro descanso espiritual em Cristo para os que a Ele vêm; 2 - Deus tem um prometido lugar de descanso celestial para seu povo, em sua presença, na eternidade. Para chegarmos lá, só precisamos ser fiéis, obedientes e santos e 3 - Jesus é o nosso Sumo Sacerdote perfeito, que, como homem, “em tudo foi tentado, mas sem pecado”. Que o Senhor nos ajude a servi-lo

Notas do Editor

  1. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  2. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  3. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  4. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  5. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  6. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  7. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  8. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  9. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  10. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  11. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  12. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  13. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  14. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  15. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  16. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  17. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  18. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  19. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  20. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.
  21. Beginning course details and/or books/materials needed for a class/project.