TITULO: “IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS NÍVEIS DE RISCO EM
ÁREAS VULNERÁVEIS A INUNDAÇÕES DEVIDO A FATORES
CLIMÁTICOS, NA BAC...
floresta no novo local, tornando-se a demarcação dos lotes que foram
solicitados pelos moradores para a mudança de suas ca...
da rede de drenagem, posteriormente se realiza a modelagem do sistema
fluvial, com o intuito de obter a altura de Lâmina d...
vulnerabilidade ás catástrofes para o zoneamento de áreas vulneráveis, bem
como fotografias aéreas e imagens de satélite.
...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Identificación y análisis de los niveles de riesgo en zonas vulnerables a inundaciones debido a factores climáticos, en cuenca baja de rio madre de dios, sector pueblo viejo puerto maldonado

402 visualizações

Publicada em

Este estudo encontrou áreas vulneráveis a inundações na cidade de Puerto Maldonado, especificamente na seção “Pueblo Viejo”. O estudo analisou o comportamento de uma avenida máxima nas margens do rio Tambopata na seção "Pueblo Viejo" foi analisado para 5, 10, 20, 50 é 100 anos de período de retorno para precipitação máxima, trazendo resultados em 50 anos para abrir uma inundação total na "cidade velha" sendo afetado terras agrícolas, o setor de infra-estrutura de terra e estado residencial.

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
402
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Identificación y análisis de los niveles de riesgo en zonas vulnerables a inundaciones debido a factores climáticos, en cuenca baja de rio madre de dios, sector pueblo viejo puerto maldonado

  1. 1. TITULO: “IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS NÍVEIS DE RISCO EM ÁREAS VULNERÁVEIS A INUNDAÇÕES DEVIDO A FATORES CLIMÁTICOS, NA BACIA BAIXA DO RIO MADRE DE DIOS, SETOR DO "PUEBLO VIEJO" CIDADE DE PUERTO MALDONADO" Reyner CASTILLO Tacora*1 Reynercastillot@gmail.com RESUMO Este estudo encontrou áreas vulneráveis a inundações na cidade de Puerto Maldonado, especificamente na seção “Pueblo Viejo”. O estudo analisou o comportamento de uma avenida máxima nas margens do rio Tambopata na seção "Pueblo Viejo" foi analisado para 5, 10, 20, 50 é 100 anos de período de retorno para precipitação máxima, trazendo resultados em 50 anos para abrir uma inundação total na "cidade velha" sendo afetado terras agrícolas, o setor de infra-estrutura de terra e estado residencial. PALAVRAS-CHAVE: Zoneamento do território, vulneráveis, inundações, fenômenos naturais, prevenção, mitigação. I. INTRODUÇÃO Na região de Madre de Dios a principal via de penetração e exploração, é o rio Madre de Dios e o rio Tambopata, e a área onde está localizado Puerto Maldonado é ponto entre esses rios, o último dos que penetra em áreas de exploração de borracha e madeireira está localizado no setor norte, constituindo, portanto, uma localização estratégica para aceder às áreas de exploração e o ponto mais adequado para a instalação da sede administrativa da região. No ano de 1923, houve uma grande enchente que invadiu todas as casas em Puerto Maldonado (Pueblo Viejo), na qual foi envolvido por barro e com suas casas desniveladas, segundo o depoimento de Don Carlos Leon Velarde, na época Prefeito do Departamento e a cujas iniciativa, se dispôs o deslocamento do população a terrenos mais altos, na área denominada Bellavista. No entanto, apenas a casa do industrial Andrés Mallea e o quartel Tarapacá foram os únicos prédios na nova localização, permanecendo os demais povoadores no lugar prédios na original. No mês de janeiro de 1925 uma nova e mais devastadora inundação volta a Puerto Maldonado (Pueblo viejo), com perdas maiores. Dada esta experiência e, desta vez, com o apoio de toda a população, que passou a fazer o toque de
  2. 2. floresta no novo local, tornando-se a demarcação dos lotes que foram solicitados pelos moradores para a mudança de suas casas, desde o local original. Estes danos causados sobre a produção a propriedade, afundam a situação de pobreza dos pequenos e medianos agricultores, moradas localizadas nas margens do rio (Pueblo Viejo) II. ÁREA DE ESTUDO O departamento de Madre de Dios está localizado no sudeste do Peru; É limitada ao norte pelo departamento de Ucayali e da República Federativa do Brasil, a leste com as repúblicas do Brasil e da Bolívia, ao sul com os departamentos de Cusco e Puno e ao oeste pelo departamento de Cusco. A cidade de Puerto Maldonado Distrito de Tambopata encontra-se dentro do limite do departamento de Madre de Dios, é a capital da província de Tambopata. III. METODOLOGIA DE INVESTIGAÇÃO A. FASE PRELIMINAR DO GABINETE: É o conjunto de informações contidas nos estudos existentes, relacionadas com o mapeamento, topografia, geologia, geotécnica, hidrologia, mecânica dos solos, etc. B. FASE DA PESQUISA DE CAMPO: São trabalhos na área de interesse, como objetivo de obter "in situ", referindo-se a características topográficas, batimétrico, geológicos, geomorfológicos, hidrológicos, geotécnicos, hidráulica fluvial e outras informações. C. FASE DE LABORATÓRIO E PRÉ GABINETE (Testes de Laboratório): Estes trabalhos são desenvolvidos em um laboratório e gabinete e cujo principal objetivo é determinar as propriedades físicas do solo e da fundação química, geomecânica. Também o desenvolvimento de planos e laminas. A metodologia utilizada é a seguinte: o zoneamento do território é proposto com base ao fluxo inundação calculado para diferentes tempestades de desenho; em resumo se escolheu por tempestades de 24 horas e períodos de retorno de 5,10, 25, 50 e 100 anos. E calculada gerado escoamento superficial gerada em cada sub-bacia nas tempestades do desenho e modela-se hidrologicamente a bacia os caudais picos instantâneos emdiferentes pontos
  3. 3. da rede de drenagem, posteriormente se realiza a modelagem do sistema fluvial, com o intuito de obter a altura de Lâmina de inundações em diferentes seções do cauce. Finalmente, depois de realizar uma interpolação, se representam as áreas inundados em formato raster. A metodologia proposta requer o uso combinado de diferentes ferramentas: vetoriais e raster GIS, modelos hidrológicos e hidráulicos, planilhas e consultas de bases de dados. D. FASE FINAL DO GABINETE: São aqueles que baseados na informações recolhidas nas fases de campo e de laboratório e fazer ajustes para os resultados em gabinete na fase 3, permitem desenvolver estudos básicos correspondentes e, finalmente, desenvolver e identificar mapas de perigos de inundações, em seguida, avaliá-los para a conclusão das zonas de risco de inundações. V. RESULTADOS Esta pesquisa intitulada: “IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS NÍVEIS DE RISCO EM ÁREAS VULNERÁVEIS A INUNDAÇÕES DEVIDO A FATORES CLIMÁTICOS, NA BACIA BAIXA DO RIO MADRE DE DIOS, SETOR DO "PUEBLO VIEJO" CIDADE DE PUERTO MALDONADO " Sua utilidade serve de matriz para evitar impactos negativos que afetam a cidade de Puerto Maldonado, é um conjunto de atividades interligadas que inclui a prevenção, mitigação e execução das orientações técnicas que são necessárias para eliminar e/ou minimizar os efeitos causados por fenômenos naturais na cidade . V. CONCLUSÕES Desastres ocorrem freqüentemente têm um alto custo em termos de perdas humanas e econômicas, é necessária uma identificação em tempo real e magnitude das zonas de perigo de desastre e risco os consagrados nos planos e mapas das áreas com maior segurança exigido para sua morada; correspondendo a áreas de menor grau de perigo múltiplo, existem vários métodos, tais como estudos com fotografias aéreas, imagens de satélite ou avaliações in situ, de unidades litológicas, hidrogeologia, zoneamento geotécnico, voçorocas e identificação, história de fenômenos climáticos, e, assim, assumir as precauções adequadas. A tecnologia do Sistema de Informação Geográfica (GIS) é um sistema que de computadoras através de dados geográficos e ajuda a compreender melhor o ambiente em que moramos e nos permite resolver os problemas que enfrentamos diariamente. GIS é usado para diagnosticar possíveis locais de transbordo e planejar ações para mitigar a ocorrência de inundações e
  4. 4. vulnerabilidade ás catástrofes para o zoneamento de áreas vulneráveis, bem como fotografias aéreas e imagens de satélite. Esta consistiu de Pesquisa para traduzir os dados recolhidos tanto, topográfico, hidrológico, geotécnica, avaliação no local e outros, em mapas vulneráveis zoneadas para desastres como inundações, a instabilidade do solo, condições climáticas, grau de habitabilidade como áreas tipo de solo. Mapeamento nas várias componentes dos riscos e perigos, onde se pode visualizar e quantificar a magnitude do risco. VI. REFERÊNCIAS 1. INGEMMET; Boletín Nº 123: Geología del Cuadrángulo de Puerto Maldonado (Hoja 22-x); Impreso en INGEMMET, Lima, Noviembre 1998, Primera Edición. 2. Jiménez. F.; Faustino. G.; Velásquez. "Análisis integral de la vulnerabilidad de amenazas naturales en cuencas hidrográficas de América Latina. Costa Rica (2004). 3. Municipalidad Provincial de Tahuamanu-Puerto Maldonado, Dirección de Desarrollo Urbano Rural, Consultora HIDROTEC Ingenieros Electromecánicos S.R.L.; Plan de Ordenamiento de Puerto Maldonado; Puerto Maldonado, Diciembre 2000. 4. ROCHA FELICES, Arturo, "Introducción a la Hidráulica Fluvial". Universidad Nacional de Ingeniería, Lima-Perú, 1998. 5. VILLÓN BEJAR, Máximo. "Hidrología", Instituto Tecnológico de Costa Rica, Cartago - Costa Rica, 2002.

×