Set-Up

4.586 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.586
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
73
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Set-Up

  1. 1. SET-UPO Pit-Stop para as Empresas Paulo D. Oliveira
  2. 2. História Desenvolvido no Japãona década de 1950, ondea primeira pessoa a usar esse termo como ferramenta para a redução de tempo natroca de ferramentas foi Shingeo Shingo. Paulo D. Oliveira
  3. 3. Evolução• 1950 – Fábrica da Mazda (Japão)• 1957 – Fábrica da Mitsubishi (Japão)• 1969 – Fábrica da Toyota (Japão) Paulo D. Oliveira
  4. 4. A Necessidade As prensas eram os maiores gargalos da produção pois as mesmas ficavas paradas noaguardo do trabalho realizado pela prensa, enquanto isso váriasatividades poderiam ser realizadasdurante esse tempo ocioso em que as prensas estavam em funcionamento, então surgiu o conceito de set-up interno e externo. Paulo D. Oliveira
  5. 5. A Transformação A plaina utilizada na usinagem dos motores à diesel não operava em sua capacidade plena, sendo assim ogargalo da produção, e algumas tarefase modificações poderiam ser realizadas na produção durante o funcionamento da plaina, então houve a necessidade de transformar o set-up interno em externo. Paulo D. Oliveira
  6. 6. A Implantação A Volkwagen foi a empresa que importou e implantou o conceito de set-up em suas plantas e conseguiuobter eficiência em seus processos na mesma época em que a Toyota aindaanalisava a necessidade da redução de tempo nas trocas de ferramentas, já pensando em melhoria contínua. Paulo D. Oliveira
  7. 7. A Modernização Com a necessidade da redução de tempo nas trocas de ferramentas, tempo esse que era de 4 horas e que deveria ser reduzido pela metade conforme exigência da gerência, com muita análise, esse tempo caiu para 90 minutos e após 3 meses de muitotrabalho, foi possível realizar trocas de ferramentas em menos de 10 minutos. Paulo D. Oliveira
  8. 8. Outras aplicaçõesESPORTE ARTESEGURANÇA SAÚDE Paulo D. Oliveira
  9. 9. Conceito GeralO set-up nada mais é do que a trocarápida de ferramentas em função do tempo decorrido à partir da interrupção de execução de um trabalho até o momento em que o trabalho possa novamente ter continuidade em sua execução já depois da troca de ferramentas. Paulo D. Oliveira
  10. 10. Melhoria ContínuaO set-up deve ser classificado como uma melhoria contínua, poispodemos aplicar o set-up na própria redução de tempo de set-up, podendo assim traçar novas metas de redução e objetivos a serem alcançados mantendo sempre a qualidade total. Paulo D. Oliveira
  11. 11. Valores O momento de set-up não agregavalor algum a empresa, ao contrário disso, significa um tempo não produtivo, tempo em que a produção fica parada e não gera lucro, por isso se pensa muito em redução de tempo de set-up. Paulo D. Oliveira
  12. 12. Troca de FerramentasProdução Anterior TROCA DE Iniciando Nova FERRAMENTAS Produção OU SET-UP Paulo D. Oliveira
  13. 13. Set-up Externo (Offline) Quando as ferramentas sãoseparadas de forma organizada para sua utilização antes mesmo deinterromper a produção, chamamos de Set-Up Externo, ou seja, tudo aquilo que é preparado sem interromper a linha de produção. Paulo D. Oliveira
  14. 14. Set-up Interno (Online) Quando é efetuada a troca de ferramentas interrompendo a linha de produção, ou seja, a troca deferramentas é efetuada na linha, isto é dando-se início ao Set-Up Interno, trabalho esse que deve ser finalizado o quantos antes para que a produção não sofra atraso já que o set-up está em função do tempo. Paulo D. Oliveira
  15. 15. O Set-Up está cada vez maisamarrado diretamente a produção já que a mesma depende de um tempo hábil para não influenciar negativamente na capacidade produtiva da empresa econsequentemente na entrega de seus produtos dentro do prazo regulamentado com seu cliente direto. Paulo D. Oliveira

×