Cinemática do trauma ii

729 visualizações

Publicada em

ESTUDO DA CINEMÁTICA DO TRAUMA

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
729
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cinemática do trauma ii

  1. 1. CINEMÁTICA DO TRAUMA CINEMÁTICA DO TRAUMA
  2. 2. • Descrever os mecanismos de trauma e sua relação com as lesões. • Definir energia associada a movimento e suas leis e a importância da velocidade na gênese das lesões. • Identificar as lesões associadas com os mecanismos de trauma mais comuns. • Explicar as lesões associadas a atropelamentos e quedas e a ferimentos penetrantes. • Reconhecer a importância do mecanismo de trauma na avaliação do doente. • Descrever os mecanismos de trauma e sua relação com as lesões. • Definir energia associada a movimento e suas leis e a importância da velocidade na gênese das lesões. • Identificar as lesões associadas com os mecanismos de trauma mais comuns. • Explicar as lesões associadas a atropelamentos e quedas e a ferimentos penetrantes. • Reconhecer a importância do mecanismo de trauma na avaliação do doente. OBJETIVOSOBJETIVOS
  3. 3. PRIMEIRA LEI DE NEWTONPRIMEIRA LEI DE NEWTON Um corpo não pode, por si só, modificar seu estado de repouso ou de movimento. Um corpo não pode, por si só, modificar seu estado de repouso ou de movimento.
  4. 4. LEI DA CONSERVAÇÃO DA ENERGIALEI DA CONSERVAÇÃO DA ENERGIA A energia não pode ser criada ou destruída. Ela pode ser transformada ou transferida. A energia não pode ser criada ou destruída. Ela pode ser transformada ou transferida.
  5. 5. EXEMPLOS DE TRANSFORMAÇÃO DA ENERGIA EXEMPLOS DE TRANSFORMAÇÃO DA ENERGIA • Freada de um carro • Atropelamento • Colisão • Ferimentos penetrantes • Freada de um carro • Atropelamento • Colisão • Ferimentos penetrantes
  6. 6. ENERGIA CINÉTICAENERGIA CINÉTICA Ec = 1/2 (m.v2)Ec = 1/2 (m.v2)
  7. 7. • Aceleração / Desaceleração • Distância de parada (quedas, colisões) • Aceleração / Desaceleração • Distância de parada (quedas, colisões) ENERGIA CINÉTICAENERGIA CINÉTICA
  8. 8. CAVITAÇÃOCAVITAÇÃO • Temporária • Permanente • Trauma fechado • Ferimentos penetrantes (velocidade) • Temporária • Permanente • Trauma fechado • Ferimentos penetrantes (velocidade)
  9. 9. Cavidade temporária Cavidade permanente Retorno pela elasticidade dos tecidos Compressão e esmagamento Trajetória Projétil
  10. 10. TIPOS DE COLISÕESTIPOS DE COLISÕES • Frontal • Posterior • Lateral • Com rotação • Capotamento • Frontal • Posterior • Lateral • Com rotação • Capotamento
  11. 11. IMPACTO FRONTALIMPACTO FRONTAL Para cima • Face, cabeça, pescoço (pára-brisas) • Tórax e abdome (direção) • Dispositivos de contenção Para cima • Face, cabeça, pescoço (pára-brisas) • Tórax e abdome (direção) • Dispositivos de contenção
  12. 12. OLHO DE TOURO / TEIA DE ARANHAOLHO DE TOURO / TEIA DE ARANHA
  13. 13. IMPACTO FRONTALIMPACTO FRONTAL Para baixo • Joelhos (poplítea) • Fêmur • Bacia • Abdome e tórax Para baixo • Joelhos (poplítea) • Fêmur • Bacia • Abdome e tórax
  14. 14. DEFORMIDADE DO PAINELDEFORMIDADE DO PAINEL
  15. 15. IMPACTO POSTERIORIMPACTO POSTERIOR • Aceleração • Coluna cervical / Encosto de cabeça • Novo impacto (frontal) • Aceleração • Coluna cervical / Encosto de cabeça • Novo impacto (frontal)
  16. 16. IMPACTO LATERALIMPACTO LATERAL • Posição da vítima • Intrusão do veículo • Cabeça e pescoço (flexão lateral e rotação) • Tórax (costelas e clavícula) • Abdome • Bacia e coxa • Colisão com outro passageiro • Posição da vítima • Intrusão do veículo • Cabeça e pescoço (flexão lateral e rotação) • Tórax (costelas e clavícula) • Abdome • Bacia e coxa • Colisão com outro passageiro
  17. 17. IMPACTO LATERALIMPACTO LATERAL
  18. 18. IMPACTO COM ROTAÇÃOIMPACTO COM ROTAÇÃO • Fora do centro • Vários impactos (frontal e lateral) • Colisão com outros passageiros • Fora do centro • Vários impactos (frontal e lateral) • Colisão com outros passageiros
  19. 19. CAPOTAMENTOCAPOTAMENTO • Várias colisões • Lesões múltiplas e imprevisíveis • Ejeção • Dispositivos de contenção • Várias colisões • Lesões múltiplas e imprevisíveis • Ejeção • Dispositivos de contenção
  20. 20. CAPOTAMENTOCAPOTAMENTO
  21. 21. DISPOSITIVOS DE CONTENÇÃO CINTOS DISPOSITIVOS DE CONTENÇÃO CINTOS • Uso apropriado • Cinto abdominal • Evita ejeção • Órgãos abdominais e coluna lombar • Cinto abdominal e diagonal • Evita ejeção e colisão de tronco • Permite movimentação de cabeça e pescoço • Uso apropriado • Cinto abdominal • Evita ejeção • Órgãos abdominais e coluna lombar • Cinto abdominal e diagonal • Evita ejeção e colisão de tronco • Permite movimentação de cabeça e pescoço
  22. 22. DISPOSITIVOS DE CONTENÇÃO CINTOS DISPOSITIVOS DE CONTENÇÃO CINTOS
  23. 23. DISPOSITIVOS DE CONTENÇÃO AIR BAG DISPOSITIVOS DE CONTENÇÃO AIR BAG • Colisão frontal / Primeiro impacto • Associação com cinto • Criança • Colisão frontal / Primeiro impacto • Associação com cinto • Criança
  24. 24. LESÕES POR AIR BAGLESÕES POR AIR BAG
  25. 25. MOTOCICLETA • Impacto / lesões • Proteção • “Deitar a moto”
  26. 26. MOTO - COLISÃO FRONTALMOTO - COLISÃO FRONTAL
  27. 27. MOTO - COLISÃO ANGULARMOTO - COLISÃO ANGULAR
  28. 28. DEITAR A MOTODEITAR A MOTO
  29. 29. ATIVIDADES ESPORTIVAS / RECREATIVAS ATIVIDADES ESPORTIVAS / RECREATIVAS • Mecanismos / Tipos • Equipamento • Preparação / Risco • Idade • Mecanismos / Tipos • Equipamento • Preparação / Risco • Idade
  30. 30. ATROPELAMENTOATROPELAMENTO • Três impactos • Adulto x Criança • Três impactos • Adulto x Criança
  31. 31. ATROPELAMENTOATROPELAMENTO
  32. 32. ATROPELAMENTO EM VIA DE ALTA VELOCIDADE ATROPELAMENTO EM VIA DE ALTA VELOCIDADE
  33. 33. QUEDASQUEDAS • Altura • Impacto intermediário • Parte do corpo que impacta • Superfície de impacto • Altura • Impacto intermediário • Parte do corpo que impacta • Superfície de impacto
  34. 34. De pé • Calcâneo / membros inferiores • Coluna • Articulações • Membros superiores • Desaceleração De pé • Calcâneo / membros inferiores • Coluna • Articulações • Membros superiores • Desaceleração QUEDASQUEDAS
  35. 35. ACIDENTE DE TRABALHO QUEDA DE PÉ ± 30 M ACIDENTE DE TRABALHO QUEDA DE PÉ ± 30 M
  36. 36. De cabeça • Crânio / Coluna • Tórax / Pelve De cabeça • Crânio / Coluna • Tórax / Pelve QUEDASQUEDAS
  37. 37. FERIMENTOS PENETRANTESFERIMENTOS PENETRANTES • Velocidade • Número de ferimentos • Locais de penetração • Trajetória / Órgãos • Velocidade • Número de ferimentos • Locais de penetração • Trajetória / Órgãos
  38. 38. FERIMENTOS POR ARMA BRANCAFERIMENTOS POR ARMA BRANCA • Velocidade • Sexo do agressor • Tamanho da faca • Posição da vítima • Velocidade • Sexo do agressor • Tamanho da faca • Posição da vítima
  39. 39. FERIMENTOS POR ARMA DE FOGOFERIMENTOS POR ARMA DE FOGO • Velocidade / Cavitação • Distância • Massa • Área frontal / Tombo • Fragmentação (Cartucheira) • Trajetória • Orifícios de entrada e de saída • Velocidade / Cavitação • Distância • Massa • Área frontal / Tombo • Fragmentação (Cartucheira) • Trajetória • Orifícios de entrada e de saída
  40. 40. ORIFÍCIO DE ENTRADA E DE SAÍDAORIFÍCIO DE ENTRADA E DE SAÍDA EntradaEntrada SaídaSaída AbrasãoAbrasão QueimaduraQueimadura TatuagemTatuagem RupturaRuptura LaceraçãoLaceração
  41. 41. EntradaEntrada SaídaSaída
  42. 42. DISPARO A QUEIMA ROUPADISPARO A QUEIMA ROUPA
  43. 43. DISPARO A QUEIMA ROUPADISPARO A QUEIMA ROUPA
  44. 44. EXPLOSÕESEXPLOSÕES • Gás / gasolina • Fogos • Indústrias • Guerras • Gás / gasolina • Fogos • Indústrias • Guerras
  45. 45. Explosões - FasesExplosões - Fases • Primária: Onda de pressão • Órgãos com ar • Lesões graves podem não ser aparentes • Secundária: Fragmentos • Lacerações, Empalação • Fraturas, Queimaduras • Terciária: Ejeção / Queda • Primária: Onda de pressão • Órgãos com ar • Lesões graves podem não ser aparentes • Secundária: Fragmentos • Lacerações, Empalação • Fraturas, Queimaduras • Terciária: Ejeção / Queda
  46. 46. EXPLOSÕES - FASESEXPLOSÕES - FASES Ondas de pressão 2 3 1
  47. 47. RESUMORESUMO • Avaliar a cena • Lembrar do mecanismo de trauma • Suspeitar das lesões • Avaliar a cena • Lembrar do mecanismo de trauma • Suspeitar das lesões

×