SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 51
PRIMEIROS SOCORROS
NO TRAUMA ABDOMINAL
Anatomia Abdominal
VIOLÊNCIA
Os altos índices de violência, a imprudência, e muitos outros
fatores sociais, vêm expondo os cidadãos a perigos cada vez maiores
onde o simples fato de atravessar uma rua poderá representar um ato
potencialmente perigoso.
Divide-se em...

Aberto

Fechado
Aberto ou Ferida : lesão de continuidade da pele,
mecanismo direto da lesão, pode ser penetrante
com ou sem lesão interna.
Ex; arma branca , projétil de arma de fogo...

Fechado ou Contusão: mecanismo indireto da
lesão, não apresenta solução de continuidade.
Ex: colisão, atropelamento, queda, agressão...
ALGUNS ITENS PRECISAM SER AVALIADOS...
- Presença de lesão significativa
- História: Paciente / Resgate
- Mecanismo de trauma
- Tempo decorrido
- Tratamento / Resposta - URGENTE
AVALIAÇÃO TRAUMA FECHADO
- Velocidade
-Tipo de colisão
- Deformidade / Intrusão
-Dispositivos de segurança
- Restrição
- Air bag (acionamento)
- Posição / Ejeção
Trauma Abdominal Fechado
Impacto Frontal

Agressão
Primeiros Socorros Trauma Abdominal
Trauma Abdominal

TRAUMA ABERTO

- Tempo
- Tipo de arma
- Distância
- Ferimentos (quantos / onde)
- Sangramento externo
Trauma Abdominal

Ferimentos que penetram a cavidade abdominal
são extremamente perigosos pois há possibilidade
de afetar órgão internos, no politraumatizado, o
tórax e o abdome são atingidos em 23% dos
casos. Portanto sempre que houver lesão
abdominal considerar também trauma tórax.
No RJ, no Hospital GV, até 1990, os traumas
abertos eram quase três vezes mais frequentes dos
que os fechados.
Trauma Abdominal

Em 35 anos (1955-1990), foram atendidos 6.166
pacientes com trauma abdominal; destes 4.478 com
trauma abdominal aberto e 1.688, correspondiam ao
trauma fechado.
Um estudo realizado em 1990, no Hopital, em Porto
Alegre, mostrou que o acidente automobilístico é a
causa mais freqente de trauma abdominal fechado
(68 %).
Trauma Abdominal

É a região do corpo onde é mais difícil de se fazer o
diagnóstico correto das lesões traumáticas.
Quando não identificado o trauma abdominal é uma
das principais causas de morte.
A ausência de sinais e sintomas locais não afasta a
possibilidade de trauma abdominal (mecanismo do
trauma).
Trauma Abdominal

- O objetivo principal é detectar se há lesão
abdominal interna.
- Procurar identificar o tipo de trauma e o seu
mecanismo.
Trauma abdominal aberto
Trauma Abdominal Aberto
Trauma Abdominal Aberto
Trauma Abdominal
Trauma Abdominal
Trauma Abdominal
Trauma Abdominal

Identificadas as suspeitas/lesões...

O QUE EU FAÇO?
???????????????
Trauma Abdominal

OBSERVAR
Ao olhar:
- distúrbios respiratórios, pulso- Ativar serviço
emergência
- marcas do trauma;
- feridas por projétil ou por arma branca;
- hematomas, escoriações;
O transito congestionado e a grande demanda quase sempre
impossibilita a chegada imediata do RESGATE ou SAMU no local o
acidente.

O tempo entre o momento do acidente e o início do
atendimento, poderá representar um fator decisivo entre a
vida e a morte.
Trauma Abdominal

- distensão abdominal;
- evisceração;
- deformidade da bacia;
- alterações no períneo e genitália.
Trauma Abdominal

Se ao Tocar - Palpação
- dor difusa ( Ex: líquido extravasado e
irritante na cavidade)
- dor localizada é menos comum (Ex:
hematoma hepático)
Trauma Abdominal

Na suspeita de trauma abdominal:
Verificar pulso e vias respiratórias;
Chamar serviço de emergência;
Controlar o sangramento e cobrir todos os ferimentos
abertos;
Se órgãos abdominais fora da cavidade – cobrir curativo
limpo e água potável;
Manter vítima aquecida sem excesso;
Trauma Abdominal

E ainda.....
Posição confortável –dorsal com pernas flexionadas, se
possível elevar as pernas;
Ficar atento a vômitos, lateralisar a cabeça (descartar
fratura)
Manter a vítima em jejum (cirurgia)
Objeto penetrante – ou – perfurante: cortar roupas ao
redor;
Curativo ao redor para controle do sangramento; estabilizar o
objeto com curativos grossos; enfaixar o objeto para evitar
que se movimente.
Trauma Abdominal

MUITA ATENÇÃO

vigilância (pulso e respiração) -PCR
“o primeiro exame não deve ser o último” – várias avaliações
ate resgate;
Paciente instável (provável lesão interna).
Trauma Abdominal

Em um estudo realizado, por trauma
fechado de abdome, identificou-se os seguintes
fatores associados com risco aumentado para
lesão intra-abdominal:
-

Hematúria franca
Hipotensão
Fraturas de últimas costelas
Hematoma ou escoriação de parede abdominal
Trauma Abdominal

EVICERAÇÃO ABDOMINAL
- Chamar serviço de emergência;
- Cobrir os órgãos abdominais protusos com curativo
limpo umedecido com água potável;
- Não utilizar toalhas, lenços de papel ou algodão;
- Cobrir o curativo úmido com material oclusivo,
com papel alumínio ou filme plástico limpos, para
reter calor e umidade;
- Fixar delicadamente;
- Não tentar recolocar na cavidade abdominal.
Trauma Abdominal

SINDROME COMPARTIMENTAL ABDOMINAL
É uma complicação do trauma abdominal. Caracteriza-se por
efeitos adversos no coração, rins, pulmões entre outros
órgãos, além de alterações metabólicas importantes que são
causadas pelo aumento da Pressão Intra – Abdominal (PIA).
A PIA é importante parâmetro indicador do estado fisiológico
do paciente.
Trauma Abdominal

No entanto, o aumento da PIA é pouco
reconhecido e tratado nos centros de traumas.
Trauma Abdominal
Trauma Abdominal

www.fm.usp.br
Trauma Abdominal

Trauma abdominal fechado - cinto de segurança de dois pontos
www.famena.br
Trauma Abdominal

Ultra-som, mostrando líquido (sangue) em paciente com trauma esplênico. Medicina,
Ribeirão Preto,32: 401-418, out./dez. 1999
Trauma Abdominal
Trauma Abdominal

Quando lesados, os órgãos sólidos e vasculares
(fígado, baço, aorta e cava) sangram e os
órgãos ocos (intestino, vesícula biliar e bexiga)
derramam seu conteúdo dentro da cavidade
peritoneal
peritonite.
Trauma Abdominal

Traumatismo de Vísceras Ocas
- Lesões do estômago, jejuno, íleo,
mesentério e cólons.
– Causas: FAF e FAB
– Compressão direta da víscera,
compressão do intestino contra a coluna
(“efeito guilhotina”) e lesões por
desaceleração.
Trauma Abdominal

Trauma abdominal penetrante - evisceração PS da Famema
Trauma Abdominal

Trauma Esplênico
• O baço é um reservatório sanguíneo e também
tem função importante de filtro imunológico.
• É um dos órgãos mais frequentemente lesados
no trauma abdominal, com grande e fatais
hemorragias.
• A esplenectomia é uma cirurgia de emergência.
Trauma Abdominal

Traumatismo Renal
• As lesões renais representam em torno de
10% dos traumas abdominais.
•
Sinais e Sintomas: o mais importante é a
hematúria, dor e equimose local, fratura de
costelas e orifício de entrada ( FAF ).
Trauma Abdominal

Traumatismo Pelviperineal
• São na maioria das vezes, decorrentes de
acidentes de trânsito, FAF, acidente de
trabalho, agressão sexual e auto erotismo.
• São classificados em: ferimentos, contusões
e empalamentos.
Trauma Abdominal

Corpos Estranhos no Reto
• No caso de auto erotismo raramente há lesão de
esfíncter ou do reto.
• O diagnóstico é feito pela história, toque retal
e RX.
• O tratamento consiste na retirada do corpo
estranho sob anestesia geral ou raquidiana e
dilatação do esfincter anal.
Trauma Abdominal

Conforme a natureza do corpo
estranho, poderá haver a
necessidade de laparotomia.
Nas lesões anorretais,
predominam as decorrentes
da introdução no reto de
projéteis por arma de fogo até
os mais diferentes objetos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atendimento inicial ao politraumatizado
Atendimento inicial ao politraumatizadoAtendimento inicial ao politraumatizado
Atendimento inicial ao politraumatizadoFagner Athayde
 
Atendimento inicial ao politraumatizado
Atendimento inicial ao politraumatizadoAtendimento inicial ao politraumatizado
Atendimento inicial ao politraumatizadorozenaisna
 
24ª aula trauma de tórax Silvio
24ª aula   trauma de tórax Silvio24ª aula   trauma de tórax Silvio
24ª aula trauma de tórax SilvioProf Silvio Rosa
 
Traumatismo abdominal
Traumatismo abdominalTraumatismo abdominal
Traumatismo abdominalLaís Lucas
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e EmergênciaRenata Araújo
 
3ª aula atendimento inicial no trauma
3ª aula   atendimento inicial no trauma3ª aula   atendimento inicial no trauma
3ª aula atendimento inicial no traumaProf Silvio Rosa
 
Trauma abdominal final
Trauma abdominal finalTrauma abdominal final
Trauma abdominal finalIvanTramujas
 
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edisonAula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edisonEdison Santos
 
Primeiros socorros (PRS 71) - Hemorragia
Primeiros socorros (PRS 71) - HemorragiaPrimeiros socorros (PRS 71) - Hemorragia
Primeiros socorros (PRS 71) - HemorragiaLucas Damasceno
 
Choque
ChoqueChoque
Choquedapab
 
Clínica Cirúrgica AULA 1
Clínica Cirúrgica AULA 1Clínica Cirúrgica AULA 1
Clínica Cirúrgica AULA 1Aline Bandeira
 
Abordagem geral - Trauma abdominal
Abordagem geral - Trauma abdominalAbordagem geral - Trauma abdominal
Abordagem geral - Trauma abdominalJeferson Espindola
 

Mais procurados (20)

Atendimento inicial ao politraumatizado
Atendimento inicial ao politraumatizadoAtendimento inicial ao politraumatizado
Atendimento inicial ao politraumatizado
 
Atendimento inicial ao politraumatizado
Atendimento inicial ao politraumatizadoAtendimento inicial ao politraumatizado
Atendimento inicial ao politraumatizado
 
24ª aula trauma de tórax Silvio
24ª aula   trauma de tórax Silvio24ª aula   trauma de tórax Silvio
24ª aula trauma de tórax Silvio
 
Traumatismo abdominal
Traumatismo abdominalTraumatismo abdominal
Traumatismo abdominal
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
 
3ª aula atendimento inicial no trauma
3ª aula   atendimento inicial no trauma3ª aula   atendimento inicial no trauma
3ª aula atendimento inicial no trauma
 
Trauma abdominal final
Trauma abdominal finalTrauma abdominal final
Trauma abdominal final
 
Trauma torácico
Trauma torácicoTrauma torácico
Trauma torácico
 
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edisonAula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
 
Palestra oficial traumas
Palestra oficial  traumasPalestra oficial  traumas
Palestra oficial traumas
 
Cinemática do trauma ii
Cinemática do  trauma iiCinemática do  trauma ii
Cinemática do trauma ii
 
Primeiros socorros (PRS 71) - Hemorragia
Primeiros socorros (PRS 71) - HemorragiaPrimeiros socorros (PRS 71) - Hemorragia
Primeiros socorros (PRS 71) - Hemorragia
 
Choque
ChoqueChoque
Choque
 
Colostomia
ColostomiaColostomia
Colostomia
 
Aula sobre Hemorragias
Aula sobre HemorragiasAula sobre Hemorragias
Aula sobre Hemorragias
 
Trauma Cranioencefálico - Urgência & Emergência
Trauma Cranioencefálico - Urgência & EmergênciaTrauma Cranioencefálico - Urgência & Emergência
Trauma Cranioencefálico - Urgência & Emergência
 
Clínica Cirúrgica AULA 1
Clínica Cirúrgica AULA 1Clínica Cirúrgica AULA 1
Clínica Cirúrgica AULA 1
 
Intoxicação exógena
Intoxicação exógenaIntoxicação exógena
Intoxicação exógena
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
 
Abordagem geral - Trauma abdominal
Abordagem geral - Trauma abdominalAbordagem geral - Trauma abdominal
Abordagem geral - Trauma abdominal
 

Semelhante a Primeiros socorros trauma abdominal

Dicionário de termos médicos
Dicionário de termos médicosDicionário de termos médicos
Dicionário de termos médicosCleyton Veríssimo
 
Cirurgia abdominal completa (2012)
Cirurgia abdominal   completa (2012)Cirurgia abdominal   completa (2012)
Cirurgia abdominal completa (2012)Jucie Vasconcelos
 
Abordagem ao Politraumatizado CAOT IV.ppt
Abordagem ao Politraumatizado CAOT IV.pptAbordagem ao Politraumatizado CAOT IV.ppt
Abordagem ao Politraumatizado CAOT IV.pptHelderGarciaAfonsoQu
 
7. texto trauma abdome masella 2012
7. texto trauma abdome masella 20127. texto trauma abdome masella 2012
7. texto trauma abdome masella 2012Juan Zambon
 
Atendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalarAtendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalarNailtonBelo
 
Aula-de-Primeiros-Socorros-SENAC.pptx
Aula-de-Primeiros-Socorros-SENAC.pptxAula-de-Primeiros-Socorros-SENAC.pptx
Aula-de-Primeiros-Socorros-SENAC.pptxJoaoVictorAlencarSan
 
Lesoes Traumaticas No Spa Maj Jose
Lesoes Traumaticas No Spa   Maj JoseLesoes Traumaticas No Spa   Maj Jose
Lesoes Traumaticas No Spa Maj Joseaidamehanna
 
Suporte Básico de Vida no Trauma Lesões Especificas Trauma Torácico e Abdomin...
Suporte Básico de Vida no Trauma Lesões Especificas Trauma Torácico e Abdomin...Suporte Básico de Vida no Trauma Lesões Especificas Trauma Torácico e Abdomin...
Suporte Básico de Vida no Trauma Lesões Especificas Trauma Torácico e Abdomin...DEPTFIRESERVIOS
 
Assistência de Enfermagem em urgência e emergência 6.pptx
Assistência de Enfermagem em urgência e emergência 6.pptxAssistência de Enfermagem em urgência e emergência 6.pptx
Assistência de Enfermagem em urgência e emergência 6.pptxbialoyfigura
 
TRAUMATISMO ABDOMINAL E PE_LVICO.pptx
TRAUMATISMO ABDOMINAL E PE_LVICO.pptxTRAUMATISMO ABDOMINAL E PE_LVICO.pptx
TRAUMATISMO ABDOMINAL E PE_LVICO.pptxPriscila Cunha
 
Primeiros Socorros-7.pptx
Primeiros Socorros-7.pptxPrimeiros Socorros-7.pptx
Primeiros Socorros-7.pptxandrikazi
 
0319 traumatismo em áreas específicas - Marion
0319 traumatismo em áreas específicas - Marion0319 traumatismo em áreas específicas - Marion
0319 traumatismo em áreas específicas - Marionlaiscarlini
 
26993-17760-2_NR10 - 1º Socorros_ SEP atualizado.pptx
26993-17760-2_NR10 - 1º Socorros_ SEP atualizado.pptx26993-17760-2_NR10 - 1º Socorros_ SEP atualizado.pptx
26993-17760-2_NR10 - 1º Socorros_ SEP atualizado.pptxcrascruzeirodosul
 
7. trauma abdominal ribas filho 2008
7. trauma abdominal   ribas filho 20087. trauma abdominal   ribas filho 2008
7. trauma abdominal ribas filho 2008Juan Zambon
 
125399933 primeiros socorros
125399933 primeiros socorros125399933 primeiros socorros
125399933 primeiros socorrosPelo Siro
 

Semelhante a Primeiros socorros trauma abdominal (20)

AT16 - TAA AT17 - TAF.pptx
AT16 - TAA  AT17 - TAF.pptxAT16 - TAA  AT17 - TAF.pptx
AT16 - TAA AT17 - TAF.pptx
 
Dicionário de termos médicos
Dicionário de termos médicosDicionário de termos médicos
Dicionário de termos médicos
 
Cirurgia abdominal completa (2012)
Cirurgia abdominal   completa (2012)Cirurgia abdominal   completa (2012)
Cirurgia abdominal completa (2012)
 
Abordagem ao Politraumatizado CAOT IV.ppt
Abordagem ao Politraumatizado CAOT IV.pptAbordagem ao Politraumatizado CAOT IV.ppt
Abordagem ao Politraumatizado CAOT IV.ppt
 
7. texto trauma abdome masella 2012
7. texto trauma abdome masella 20127. texto trauma abdome masella 2012
7. texto trauma abdome masella 2012
 
Atendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalarAtendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalar
 
Trabalho 2023.ppsx
Trabalho 2023.ppsxTrabalho 2023.ppsx
Trabalho 2023.ppsx
 
Aula-de-Primeiros-Socorros-SENAC.pptx
Aula-de-Primeiros-Socorros-SENAC.pptxAula-de-Primeiros-Socorros-SENAC.pptx
Aula-de-Primeiros-Socorros-SENAC.pptx
 
Trabalho.pdf
Trabalho.pdfTrabalho.pdf
Trabalho.pdf
 
Lesoes Traumaticas No Spa Maj Jose
Lesoes Traumaticas No Spa   Maj JoseLesoes Traumaticas No Spa   Maj Jose
Lesoes Traumaticas No Spa Maj Jose
 
Suporte Básico de Vida no Trauma Lesões Especificas Trauma Torácico e Abdomin...
Suporte Básico de Vida no Trauma Lesões Especificas Trauma Torácico e Abdomin...Suporte Básico de Vida no Trauma Lesões Especificas Trauma Torácico e Abdomin...
Suporte Básico de Vida no Trauma Lesões Especificas Trauma Torácico e Abdomin...
 
Assistência de Enfermagem em urgência e emergência 6.pptx
Assistência de Enfermagem em urgência e emergência 6.pptxAssistência de Enfermagem em urgência e emergência 6.pptx
Assistência de Enfermagem em urgência e emergência 6.pptx
 
TRAUMATISMO ABDOMINAL E PE_LVICO.pptx
TRAUMATISMO ABDOMINAL E PE_LVICO.pptxTRAUMATISMO ABDOMINAL E PE_LVICO.pptx
TRAUMATISMO ABDOMINAL E PE_LVICO.pptx
 
Primeiros Socorros-7.pptx
Primeiros Socorros-7.pptxPrimeiros Socorros-7.pptx
Primeiros Socorros-7.pptx
 
0319 traumatismo em áreas específicas - Marion
0319 traumatismo em áreas específicas - Marion0319 traumatismo em áreas específicas - Marion
0319 traumatismo em áreas específicas - Marion
 
26993-17760-2_NR10 - 1º Socorros_ SEP atualizado.pptx
26993-17760-2_NR10 - 1º Socorros_ SEP atualizado.pptx26993-17760-2_NR10 - 1º Socorros_ SEP atualizado.pptx
26993-17760-2_NR10 - 1º Socorros_ SEP atualizado.pptx
 
Apresentação trauma
Apresentação traumaApresentação trauma
Apresentação trauma
 
7. trauma abdominal ribas filho 2008
7. trauma abdominal   ribas filho 20087. trauma abdominal   ribas filho 2008
7. trauma abdominal ribas filho 2008
 
125399933 primeiros socorros
125399933 primeiros socorros125399933 primeiros socorros
125399933 primeiros socorros
 
Politraumas
PolitraumasPolitraumas
Politraumas
 

Mais de Felipe Mago

5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regrasFelipe Mago
 
Futebol 1ª aula
Futebol 1ª aulaFutebol 1ª aula
Futebol 1ª aulaFelipe Mago
 
Futebol 2ª aula
Futebol 2ª aulaFutebol 2ª aula
Futebol 2ª aulaFelipe Mago
 
5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regrasFelipe Mago
 
Futebol 1ª aula
Futebol 1ª aulaFutebol 1ª aula
Futebol 1ª aulaFelipe Mago
 
Futebol 2ª aula
Futebol 2ª aulaFutebol 2ª aula
Futebol 2ª aulaFelipe Mago
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientificaFelipe Mago
 
Elaboracao de projetos
Elaboracao de projetosElaboracao de projetos
Elaboracao de projetosFelipe Mago
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientificaFelipe Mago
 
Elaboracao de projetos
Elaboracao de projetosElaboracao de projetos
Elaboracao de projetosFelipe Mago
 
Princípios biológicos afa univap2013
Princípios biológicos afa univap2013Princípios biológicos afa univap2013
Princípios biológicos afa univap2013Felipe Mago
 
Trab paulo freire
Trab paulo freireTrab paulo freire
Trab paulo freireFelipe Mago
 
Apostila biomecanica parte 2
Apostila biomecanica parte 2Apostila biomecanica parte 2
Apostila biomecanica parte 2Felipe Mago
 

Mais de Felipe Mago (20)

Afogamento
AfogamentoAfogamento
Afogamento
 
Sbv rcp e de
Sbv   rcp  e deSbv   rcp  e de
Sbv rcp e de
 
5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras
 
Futebol 1ª aula
Futebol 1ª aulaFutebol 1ª aula
Futebol 1ª aula
 
Futebol 2ª aula
Futebol 2ª aulaFutebol 2ª aula
Futebol 2ª aula
 
5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras
 
Futebol 1ª aula
Futebol 1ª aulaFutebol 1ª aula
Futebol 1ª aula
 
Futebol 2ª aula
Futebol 2ª aulaFutebol 2ª aula
Futebol 2ª aula
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientifica
 
Elaboracao de projetos
Elaboracao de projetosElaboracao de projetos
Elaboracao de projetos
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientifica
 
Elaboracao de projetos
Elaboracao de projetosElaboracao de projetos
Elaboracao de projetos
 
Princípios biológicos afa univap2013
Princípios biológicos afa univap2013Princípios biológicos afa univap2013
Princípios biológicos afa univap2013
 
Trab paulo freire
Trab paulo freireTrab paulo freire
Trab paulo freire
 
Skinner slides
Skinner   slidesSkinner   slides
Skinner slides
 
Jean piaget 1
Jean piaget  1Jean piaget  1
Jean piaget 1
 
Howard gardner
Howard  gardnerHoward  gardner
Howard gardner
 
Henry wallon
Henry wallonHenry wallon
Henry wallon
 
Vigotsky
VigotskyVigotsky
Vigotsky
 
Apostila biomecanica parte 2
Apostila biomecanica parte 2Apostila biomecanica parte 2
Apostila biomecanica parte 2
 

Primeiros socorros trauma abdominal

  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6. VIOLÊNCIA Os altos índices de violência, a imprudência, e muitos outros fatores sociais, vêm expondo os cidadãos a perigos cada vez maiores onde o simples fato de atravessar uma rua poderá representar um ato potencialmente perigoso.
  • 8. Aberto ou Ferida : lesão de continuidade da pele, mecanismo direto da lesão, pode ser penetrante com ou sem lesão interna. Ex; arma branca , projétil de arma de fogo... Fechado ou Contusão: mecanismo indireto da lesão, não apresenta solução de continuidade. Ex: colisão, atropelamento, queda, agressão...
  • 9. ALGUNS ITENS PRECISAM SER AVALIADOS... - Presença de lesão significativa - História: Paciente / Resgate - Mecanismo de trauma - Tempo decorrido - Tratamento / Resposta - URGENTE
  • 10. AVALIAÇÃO TRAUMA FECHADO - Velocidade -Tipo de colisão - Deformidade / Intrusão -Dispositivos de segurança - Restrição - Air bag (acionamento) - Posição / Ejeção
  • 12.
  • 15. Trauma Abdominal TRAUMA ABERTO - Tempo - Tipo de arma - Distância - Ferimentos (quantos / onde) - Sangramento externo
  • 16. Trauma Abdominal Ferimentos que penetram a cavidade abdominal são extremamente perigosos pois há possibilidade de afetar órgão internos, no politraumatizado, o tórax e o abdome são atingidos em 23% dos casos. Portanto sempre que houver lesão abdominal considerar também trauma tórax. No RJ, no Hospital GV, até 1990, os traumas abertos eram quase três vezes mais frequentes dos que os fechados.
  • 17. Trauma Abdominal Em 35 anos (1955-1990), foram atendidos 6.166 pacientes com trauma abdominal; destes 4.478 com trauma abdominal aberto e 1.688, correspondiam ao trauma fechado. Um estudo realizado em 1990, no Hopital, em Porto Alegre, mostrou que o acidente automobilístico é a causa mais freqente de trauma abdominal fechado (68 %).
  • 18. Trauma Abdominal É a região do corpo onde é mais difícil de se fazer o diagnóstico correto das lesões traumáticas. Quando não identificado o trauma abdominal é uma das principais causas de morte. A ausência de sinais e sintomas locais não afasta a possibilidade de trauma abdominal (mecanismo do trauma).
  • 19. Trauma Abdominal - O objetivo principal é detectar se há lesão abdominal interna. - Procurar identificar o tipo de trauma e o seu mecanismo.
  • 23.
  • 27. Trauma Abdominal Identificadas as suspeitas/lesões... O QUE EU FAÇO? ???????????????
  • 28. Trauma Abdominal OBSERVAR Ao olhar: - distúrbios respiratórios, pulso- Ativar serviço emergência - marcas do trauma; - feridas por projétil ou por arma branca; - hematomas, escoriações;
  • 29. O transito congestionado e a grande demanda quase sempre impossibilita a chegada imediata do RESGATE ou SAMU no local o acidente. O tempo entre o momento do acidente e o início do atendimento, poderá representar um fator decisivo entre a vida e a morte.
  • 30. Trauma Abdominal - distensão abdominal; - evisceração; - deformidade da bacia; - alterações no períneo e genitália.
  • 31. Trauma Abdominal Se ao Tocar - Palpação - dor difusa ( Ex: líquido extravasado e irritante na cavidade) - dor localizada é menos comum (Ex: hematoma hepático)
  • 32. Trauma Abdominal Na suspeita de trauma abdominal: Verificar pulso e vias respiratórias; Chamar serviço de emergência; Controlar o sangramento e cobrir todos os ferimentos abertos; Se órgãos abdominais fora da cavidade – cobrir curativo limpo e água potável; Manter vítima aquecida sem excesso;
  • 33. Trauma Abdominal E ainda..... Posição confortável –dorsal com pernas flexionadas, se possível elevar as pernas; Ficar atento a vômitos, lateralisar a cabeça (descartar fratura) Manter a vítima em jejum (cirurgia) Objeto penetrante – ou – perfurante: cortar roupas ao redor; Curativo ao redor para controle do sangramento; estabilizar o objeto com curativos grossos; enfaixar o objeto para evitar que se movimente.
  • 34. Trauma Abdominal MUITA ATENÇÃO vigilância (pulso e respiração) -PCR “o primeiro exame não deve ser o último” – várias avaliações ate resgate; Paciente instável (provável lesão interna).
  • 35. Trauma Abdominal Em um estudo realizado, por trauma fechado de abdome, identificou-se os seguintes fatores associados com risco aumentado para lesão intra-abdominal: - Hematúria franca Hipotensão Fraturas de últimas costelas Hematoma ou escoriação de parede abdominal
  • 36. Trauma Abdominal EVICERAÇÃO ABDOMINAL - Chamar serviço de emergência; - Cobrir os órgãos abdominais protusos com curativo limpo umedecido com água potável; - Não utilizar toalhas, lenços de papel ou algodão; - Cobrir o curativo úmido com material oclusivo, com papel alumínio ou filme plástico limpos, para reter calor e umidade; - Fixar delicadamente; - Não tentar recolocar na cavidade abdominal.
  • 37. Trauma Abdominal SINDROME COMPARTIMENTAL ABDOMINAL É uma complicação do trauma abdominal. Caracteriza-se por efeitos adversos no coração, rins, pulmões entre outros órgãos, além de alterações metabólicas importantes que são causadas pelo aumento da Pressão Intra – Abdominal (PIA). A PIA é importante parâmetro indicador do estado fisiológico do paciente.
  • 38. Trauma Abdominal No entanto, o aumento da PIA é pouco reconhecido e tratado nos centros de traumas.
  • 41. Trauma Abdominal Trauma abdominal fechado - cinto de segurança de dois pontos www.famena.br
  • 42. Trauma Abdominal Ultra-som, mostrando líquido (sangue) em paciente com trauma esplênico. Medicina, Ribeirão Preto,32: 401-418, out./dez. 1999
  • 44. Trauma Abdominal Quando lesados, os órgãos sólidos e vasculares (fígado, baço, aorta e cava) sangram e os órgãos ocos (intestino, vesícula biliar e bexiga) derramam seu conteúdo dentro da cavidade peritoneal peritonite.
  • 45. Trauma Abdominal Traumatismo de Vísceras Ocas - Lesões do estômago, jejuno, íleo, mesentério e cólons. – Causas: FAF e FAB – Compressão direta da víscera, compressão do intestino contra a coluna (“efeito guilhotina”) e lesões por desaceleração.
  • 46. Trauma Abdominal Trauma abdominal penetrante - evisceração PS da Famema
  • 47. Trauma Abdominal Trauma Esplênico • O baço é um reservatório sanguíneo e também tem função importante de filtro imunológico. • É um dos órgãos mais frequentemente lesados no trauma abdominal, com grande e fatais hemorragias. • A esplenectomia é uma cirurgia de emergência.
  • 48. Trauma Abdominal Traumatismo Renal • As lesões renais representam em torno de 10% dos traumas abdominais. • Sinais e Sintomas: o mais importante é a hematúria, dor e equimose local, fratura de costelas e orifício de entrada ( FAF ).
  • 49. Trauma Abdominal Traumatismo Pelviperineal • São na maioria das vezes, decorrentes de acidentes de trânsito, FAF, acidente de trabalho, agressão sexual e auto erotismo. • São classificados em: ferimentos, contusões e empalamentos.
  • 50. Trauma Abdominal Corpos Estranhos no Reto • No caso de auto erotismo raramente há lesão de esfíncter ou do reto. • O diagnóstico é feito pela história, toque retal e RX. • O tratamento consiste na retirada do corpo estranho sob anestesia geral ou raquidiana e dilatação do esfincter anal.
  • 51. Trauma Abdominal Conforme a natureza do corpo estranho, poderá haver a necessidade de laparotomia. Nas lesões anorretais, predominam as decorrentes da introdução no reto de projéteis por arma de fogo até os mais diferentes objetos.