Epidemiologia do Trauma.

14.267 visualizações

Publicada em

Professora Fátima.

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.267
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
250
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Epidemiologia do Trauma.

  1. 2. OS TIPOS MAIS COMUNS DE ACIDENTES SÃO: Traumatismos: Que têm como conseqüências: fraturas, luxações, entorses, hemorragias, esmagamento, contusões e etc. Epidemiologia
  2. 3. Cortes e ferimentos: Os ferimentos podem ser feitos por arma de fogo, facas, canivetes, por vidro, espinhos, lascas de madeira e etc. :
  3. 4. Queimaduras : São ferimentos causados por fogo, exposição exagerada ao sol, água quente, agentes químicos e etc; Envenenamento : pode ocorrer por ingestão, respiração ou por contato do veneno com a pele da pessoa;
  4. 5. Vertigem, desmaio : Perda momentânea dos sentidos Corpo estranho : é qualquer coisa estranha ao organismo, introduzido no mesmo Mordidas,picadas, contato - animais peçonhentos/venenosos
  5. 6. Trauma: É uma lesão caracterizada por uma alteração estrutural ou fisiológica resultante da ação de um agente externo que resulta na exposição a uma energia (mecânica, térmica, elétrica), esta energia pode ter origens bio-físico-químicas. Cinemática do Trauma
  6. 7. As mortes ocasionadas por traumas ocupam entre a segunda ou terceira posição geral na morbidade dos países, (perdendo apenas para as doenças cardiovasculares e neoplasias). - em indivíduos de 20 a 40 anos - principal causa de morte. . Cinemática do Trauma
  7. 8. O conhecimento dos mecanismos de lesão permitirão ao médico e ao socorrista um rápido diagnóstico ou pelo menos a suspeita das lesões através de métodos usuais. Cinemática do Trauma
  8. 9. No atendimento inicial do traumatizado devemos apreciar criteriosamente os mecanismos que produziram os ferimentos. Entendendo os mecanismos de trauma e mantendo um alto grau de suspeita, o socorrista ganha em aptidão para diagnosticar os ferimentos ocultos e um precioso tempo na instituição do tratamento. Todo ferimento potencialmente presente deve ser investigado, tendo em vista o mecanismo de trauma em questão . Cinemática do Trauma
  9. 10. “ Saber onde procurar lesões é tão importante quanto saber o que fazer após encontrá-las” Cinemática do Trauma

×