História de Mato Grosso - fronteiras no século XVIII

1.967 visualizações

Publicada em

História de Mato Grosso - fronteiras no século XVIII

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.967
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
270
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
57
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História de Mato Grosso - fronteiras no século XVIII

  1. 1. Fronteira no Século XVIII
  2. 2. Aula: Fronteira no Século XVIII. a) O ouro era de aluvião. b) Técnicas rudimentares. c) Cobrança exagerada de impostos. Com a decadência das Minas ocorreu uma migração para São Paulo, a região do Parecis e Goiás. O governo metropolitano tomou a decisão de desenvolver uma política voltada para a proteção da fronteira.
  3. 3. <ul><li>1748: Criação da Capitania de Mato Grosso, sendo nomeado como capitão-general Antonio Rolim de Moura (Conde de Azambuja). </li></ul><ul><li>1750: Tratado de Madri </li></ul><ul><li>Defendido por Alexandre de Gusmão através do uti possedetis garantiu a Portugal a bacia Amazônica e o oeste do Brasil. </li></ul><ul><li>Para efetivar o uti possedetis, o governo metropolitano encarregou Rolim de Moura para construir a primeira capital de Mato Grosso; Vila Bela da Santíssima Trindade. </li></ul><ul><li>Recomendações régias: A construção deveria ocorrer no oeste de Mato Grosso, na região do Guaporé e em lugar salubre. </li></ul>
  4. 5. Vila Bela:Antemural da colônia. A fundação de Vila Bela Plano da Capital de Vila Bela do Mato Grosso. Autor não identificado (1789). Acervo da Casa da Ínsua, Portugal.
  5. 6. Marco do Jauru
  6. 8. Medidas de Rolim de Moura para povoar e defender a fronteira oeste: a) Isenção de impostos. b) Perdão das dividas. c) Criação da Companhia dos Dragões. d) Proibição da extração dos diamantes. e) Fundação da Missão Santana. f) Marco do Jauru (atualmente na cidade de Cáceres).
  7. 9. Abastecimento de Vila Bela: <ul><li>(1775-1778) Companhia de Comercio do Grão- Pará e Maranhão- Partiam de Belém e navegavam pelos rios da Bacia amazônica. </li></ul>O roteiro das monções do Norte
  8. 10. <ul><li>1776: Tratado de Santo Ildefonso- confirmou as decisões do Tratado de Madri no tocante a posse da bacia Amazônica e do oeste do Brasil. Baseado também no uti possedetis. </li></ul><ul><li>Capitão-general: Luis de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres (consolidador das fronteiras). </li></ul><ul><li>Cidades e fortes em posições estratégicas: </li></ul><ul><li>Vila Maria de Cáceres, Casalvasco, Cocais, São Pedro D’El Rey, Albuquerque. </li></ul><ul><li>Fortes: norte: Príncipe da Beira; no sul, o Forte de Coimbra. </li></ul>Capitão-general Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres Autor não identificado (década de 70 – século XVIII). Acervo da Casa da Ínsua, Portugal.

×