Idade Moderna

1.864 visualizações

Publicada em

Saiba mais sobre a Idade Mod

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.864
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
78
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Idade Moderna

  1. 1. O ANTIGO REGIME MODERNA MÉDIA CONTEM-PORÂNEA Constan- tinopla 1453 Rev. Francesa 1789 séc. V XVIII XV FEUDALISMO CAPITALISMO comercial: MERCANTILISMO industrial: LIBERALISMO ABSOLUTISMO MONÁRQUICO ESTADOS NACIONAIS <ul><li>descentralização: </li></ul><ul><li>regionalismo </li></ul><ul><li>universalismo </li></ul>LIBERALISMO POLÍTICO burguesia + rei burguesia X rei SOCIEDADE ESTAMENTAL SOCIEDADE DE CLASSES 3 ordens (estados): clero, nobreza e “povo” TEOCENTRISMO ANTROPOCENTRISMO Renascimento Reformas Iluminismo
  2. 2. A EXPANSÃO MARÍTIMA EUROPÉIA séc.XV <ul><li>Marco Polo: aventura e fortuna </li></ul><ul><li>Cruzadas: espírito missionário </li></ul><ul><li>Renascimento: avanço científico </li></ul>Fatores Sócio-culturais <ul><li>formação do Estado Nacional </li></ul><ul><li>aliança rei-burguesia </li></ul><ul><li>queda de Constantinopla (1453) </li></ul>Fatores Políticos Fatores Econômicos <ul><li>renascimento comercial & urbano </li></ul><ul><li>busca de metais e especiarias </li></ul><ul><li>monopólio italiano no Mediterrâneo </li></ul><ul><li>conquista de terras e rotas comerciais </li></ul>“ as grandes navegações”
  3. 3. O ABSOLUTISMO <ul><li>Estados Nacionais Modernos: </li></ul><ul><li>centralização política </li></ul><ul><li>aliança rei-burguesia </li></ul><ul><li>nobreza: corte real </li></ul><ul><li>idioma nacional </li></ul><ul><li>fronteiras definidas </li></ul><ul><li>exército permanente </li></ul><ul><li>Nicolau MAQUIAVEL </li></ul><ul><li>O Príncipe </li></ul><ul><li>Estado forte: os fins </li></ul><ul><li>justificam os meios </li></ul>PRINCIPAIS TEÓRICOS: <ul><li>Thomas HOBBES </li></ul><ul><li>O Leviatã: teoria do contrato social </li></ul><ul><li>Jean BODIN & </li></ul><ul><li>Jacques BOSSUET </li></ul><ul><li>teoria do direito divino </li></ul>
  4. 4. ABSOLUTISMO FRANCÊS <ul><li>centralização política e Guerra dos 100 Anos </li></ul><ul><li>guerras religiosas: católicos X protestantes </li></ul><ul><li>Henrique IV:“Edito de Nantes”(liberdade de culto) </li></ul><ul><li>Luís XIII: Richelieu e consolidação do poder real </li></ul><ul><li>Luís XV e Luís XVI: crise e decadência </li></ul><ul><li>“ O Estado sou Eu” </li></ul><ul><li>Versalhes: corte real </li></ul><ul><li>fim do Edito de Nantes </li></ul><ul><li>intolerância e perseguição </li></ul><ul><li>saída de burgueses </li></ul><ul><li>crise econômica </li></ul>LUÍS XIV: O REI-SOL <ul><li>A Noite de São Bartolomeu (François Dubois) </li></ul>
  5. 5. REVOLUÇÕES INGLESAS séc.XVII <ul><li>ANTECEDENTES: </li></ul><ul><li>Baixa Id. Média: formação da monarquia inglesa </li></ul><ul><li>Id. Moderna (séc.XVI): auge do absolutismo inglês </li></ul><ul><li>dinastia TUDOR : aliança rei-burguesia </li></ul><ul><li>desenvolvimento marítimo-comercial </li></ul><ul><li>“ aburguesamento” de parte da nobreza </li></ul><ul><li>CONTRADIÇÕES: </li></ul><ul><li>mercantilismo: monopólios e privilégios </li></ul><ul><li>Reforma Anglicana: perseguição aos puritanos </li></ul><ul><li>cercamento dos campos: êxodo rural </li></ul><ul><li>Parlamento: resistência ao absolutismo </li></ul>
  6. 6. A CRISE DO ABSOLUTISMO INGLÊS (séc.XVII) <ul><li>PARLAMENTO </li></ul><ul><li>burguesia puritana </li></ul><ul><li>pequena nobreza </li></ul><ul><li>MONARQUIA </li></ul><ul><li>nobreza tradicional </li></ul><ul><li>anglicanos e católicos </li></ul>X <ul><li>DINASTIA STUART: </li></ul><ul><li>Jaime I: absolutismo e perseguições religiosas </li></ul><ul><li>Carlos I: choques com o Parlamento </li></ul><ul><li>Petição de Direitos: limites ao poder real </li></ul><ul><li>revolta na Escócia e guerra civil </li></ul><ul><li>REVOLUÇÃO PURITANA (1642-49) : </li></ul><ul><li>cavaleiros (rei) X cabeças redondas (Parlamento) </li></ul><ul><li>vitória da burguesia puritana: Oliver Cromwell </li></ul><ul><li>execução de Carlos I e instauração da República </li></ul><ul><li>REPÚBLICA PURITANA (1649-60) : </li></ul><ul><li>Cromwell: Lorde Protetor - ditadura </li></ul><ul><li>Atos de Navegação (1650): hegemonia marítima </li></ul><ul><li>morte de Cromwell: fim da República </li></ul><ul><li>RESTAURAÇÃO STUART (1660-88) : </li></ul><ul><li>Carlos II: pretensões absolutistas </li></ul><ul><li>Jaime II: “ameaça” católica </li></ul><ul><li>reação do Parlamento e revolução </li></ul><ul><li>REVOLUÇÃO GLORIOSA (1688-89) : </li></ul><ul><li>vitória do Parlamento e fuga de Jaime II </li></ul><ul><li>Guilherme III: submissão ao Parlamento </li></ul><ul><li>Bill of Rights: monarquia parlamentarista </li></ul><ul><li>triunfo da burguesia: liberalismo político </li></ul>

×