Ensino de química na EJA: compreensões e práticas docentes: fotos

1.363 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.363
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ensino de química na EJA: compreensões e práticas docentes: fotos

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA – UFSC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA – PPGECT SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCA ÇÃO DO PARANÁ - SEED FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO ESTADO DE SANTA CATARINA - FAPESC ENSINO DE QUÍMICA NA EJA: COMPREENSÕES E PRÁTICAS DOCENTES MARCELO LAMBACH
  2. 2. QUEM É O PÚBLICO DA EJA? <ul><li>UNICEF (2009) - somente 53,7% matriculados concluem EF, dos que passam para o EM só 50,9% chegam ao final desse nível. </li></ul><ul><li>Motivos educandos da EJA retornam aos estudos: </li></ul><ul><li>conseguir melhores oportunidades de trabalho </li></ul><ul><li>acelerar os estudos </li></ul><ul><li>conseguir diploma </li></ul>
  3. 3. O QUE PENSAM OS PROF. QUÍMICA/EJA <ul><li>Universo pesquisado </li></ul><ul><li>205 Professores Efetivos da Rede Pública Estadual – PR (2006). </li></ul><ul><li>73 Questionários Enviados dividos em 32 NREs e 10 Mesoregiões. </li></ul><ul><li>47 Questionários Respondidos. </li></ul><ul><li>25 Entrevistas Semi-estruturadas Realizadas. </li></ul>
  4. 4. ELEMENTOS OBTIDOS A PARTIR DAS RESPOSTAS (QUESTIONÁRIOS) <ul><li>Valorizam atividades empíricas (práticas de laboratório) para ilustrar e reforçar o conteúdo teórico - reflexo de sua formação inicial. </li></ul><ul><li>Reconhecem a necessidade de uma metodologia de ensino de Química específica para a EJA. </li></ul>
  5. 5. ELEMENTOS OBTIDOS A PARTIR DAS RESPOSTAS (QUESTIONÁRIOS) <ul><li>Indicam a necessidade de observar o cotidiano dos alunos, porém não foi possível detectar, com esse instrumento, como essa informação é utilizada no planejamento e se contribui nos encaminhamentos metodológicos da disciplina. </li></ul>
  6. 6. ELEMENTOS OBTIDOS A PARTIR DAS RESPOSTAS (QUESTIONÁRIOS) <ul><li>Demandam organiza ção cursos de FC por área do conhecimento, momentos para trocas de experiências, o que parece pretender reforçar uma forma de entender o ensino de Química. </li></ul><ul><li>Selecionam conteúdos destinados ao ensino de Química para a EJA em relação ao Ensino Regular, sem apresentar os critérios ou então justificando-se por uma tendência de aligeirar a escolarização. </li></ul>
  7. 7. ELEMENTOS OBTIDOS A PARTIR DAS RESPOSTAS (QUESTIONÁRIOS) <ul><li>Utilizam linguagem específica da Química, apoiando-se em processos de memorização de fórmulas e nomes de substâncias Químicas, além da resolução de problemas de Química matematizando os fenômenos ao invés de tratá-los qualitativamente. </li></ul>
  8. 8. ELEMENTOS DAS ENTREVISTAS Possíveis EPs Baseia-se nas atividades práticas para reforçar o conteúdo teórico ministrado. Empiricista Metodológico Atribui um caráter social ao conhecimento científico justificando, dessa forma, a presença da Ciência Química em diversos contextos do dia-a-dia dos educandos. Professor Químico-Justificador Lança mão de exemplos locais ou de qualquer lugar, utilizando-os como pré-texto para introduzir os conteúdos de Química. A realidade serve como ilustração. Conteudista Relaciona o tempo físico com a idéia de recuperação do tempo perdido do aluno, necessitando acelerar/aligeirar o processo educacional, para a certificação rápida. Professor Suplência Elementos Caracterizadores Possíveis EP Detectados
  9. 9. CONCLUSÕES <ul><li>Formação Inicial exerce grande influência no EP. </li></ul><ul><li>Caráter compensatório da EJA. </li></ul><ul><li>Estratégias de ensino negligenciam a realidade local. </li></ul><ul><li>Portanto: Os Cursos de Formação Continuada, nos formatos comumente adotados e distantes dos anseios docentes, parecem não operar mudanças no EP dos Professores de Química da EJA. </li></ul>
  10. 10. HÁ COMO FAZER DIFERENTE? <ul><li>Formação Permante Perspectiva Freireana </li></ul><ul><li>Problematização de Situações Existenciais dos Alunos Adultos </li></ul><ul><li>Redução Temática </li></ul><ul><li>Interdisciplinaridade </li></ul><ul><li>Fornecer Elementos Caracterizem Possíveis Complicações nos EP de Prof. de Química da EJA em Busca de uma Práxis Pedagógica Progressista </li></ul>
  11. 11. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA – UFSC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA – PPGECT SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCA ÇÃO DO PARANÁ – SEED FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO ESTADO DE SANTA CATARINA - FAPESC MARCELO LAMBACH (marcelolambach@gmail.com)

×