SlideShare uma empresa Scribd logo
AGENDA DE EDUCAÇÃO FÍSICA DIA 07/08/2023
VOLEIBOL
*Um pouco da história
*Algumas considerações sobre o voleibol (regras e posições).
* Atividade
O voleibol é um jogo em que os jogadores tocam a bola,
preferencialmente com as mãos, com o objetivo de fazê-la cair no
lado do adversário, atravessando a rede que separa os campos de
cada equipe. Não é permitido carregar ou segurar a bola, que, no
entanto, pode ser tocada com qualquer parte do corpo, inclusive
com os pés. A bola deve ser lançada para o lado adversário, e vice-
versa, por cima da rede que separa os campos de cada equipe.
O desporto foi considerado por William Morgan, na Associação
Cristã de Moços de Holyoke, Massachusetts (EUA), por volta de
1895. Assim, como atividade recreativa para os trabalhadores que
frequentavam a ACM no período noturno, nasceu o minnonette.
Inspirado no tênis e desenvolvido para ser um jogo recreativo
para senhores, o voleibol era lento e pouco movimentado.
Consistia em manter a bola em voleio por cima da rede que
dividia a quadra ao meio, a 1,90 m do chão. Daí o nome de
voleibol. Introduzido nas escolas, logo alcançou grande
popularidade e, com a modificação de algumas características,
tornou-se um jogo rápido e movimentado, que exige bom preparo
físico e técnica apurada.
O jogo de voleibol inicia com a bola sendo lançada para o
campo adversário por um jogador que se coloca atrás da
linha de fundo de seu campo. Esse lançamento é chamado
saque . O direito ao primeiro saque ou à posse de bola é
decidido por sorteio.
O objetivo do jogo é fazer com que a bola caia no chão do campo adversário.
Quando a equipe adversária não consegue devolver a bola dentro da área de
jogo ( bola fora ) ou quando, utilizando até 3 toques, não consegue devolver a
bola, a equipe que fez o lançamento marcar pontos.
Quando a equipe que saca erra, seu adversário marca ponto e adquire o direito
ao saque, realizando antes um rodízio das posições dos jogadores na quadra.
Essa característica torna o voleibol um jogo bastante dinâmico, em que todos
devem saber atuar em todas as posições.
Uma partida de voleibol é disputada com 12 jogadores, seis de cada
equipe, Cada equipe, por sua vez, deve ser composta de 12 jogadores:
seis jogadores que iniciam o jogo e seis reservas, que, normalmente,
no decorrer do jogo, substituem os titulares. Ao entrar em campo, três
jogadores colocam-se na zona de ataque. Esta são os atacantes.
Outros três se deslocam mais para o fundo da quadra, na zona de
defesa. São os defensores.
O voleibol é jogado em sets. Quando uma das equipes atinge a contagem de 25
pontos, com uma diferença mínima de dois pontos em relação ao adversário,
completa-se um set. Não havendo diferença mínima quando uma equipe
completa 25 pontos, o jogo se estende até que haja dois pontos de diferença
entre ambas. Nas partidas oficiais disputa-se o melhor de cinco sets. Portanto,
vence a equipe que ganhar três sets.
Uma partida de voleibol não termina empatada, sendo que o quinto set, ou tie
break, terá uma contagem diferenciada, encerrando-se quando uma das equipes
fizer 15 pontos ou estendendo-se até que haja uma diferença de dois pontos
entre elas.
Os jogos oficiais devem ser conduzidos por dois árbitros, dois fiscais
de linha e dois apontadores – são chamados de oficiais do voleibol. Os
árbitros assinalam as violações e determinam as penalidades. Os
fiscais de linha auxiliam os árbitros. Um apontador registra todas as
ocorrências da partida e o apontador assistente registra todas as ações
do líbero.
Voleibol 7º Ano.pptx
Voleibol 7º Ano.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Voleibol 7º Ano.pptx

Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Marcia Barbosa
 
222
222222
213
213213
Voleibol
VoleibolVoleibol
Word 9 d_11
Word 9 d_11Word 9 d_11
Word 9 d_11
pedrofranciscotic
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
evandrolhp
 
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
SilvaStefano
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
Aandréa Rodrigues
 
Trabalho de ed fisica
Trabalho de ed fisicaTrabalho de ed fisica
Trabalho de ed fisica
mateusmmm
 
Basquete
BasqueteBasquete
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptx
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptxTrabalho 1º Periodo FINAL.pptx
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptx
Laura Ferraria
 
Voleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdfVoleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdf
Ghost
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Vitor Dalcégio
 
Rugby
RugbyRugby
Rugby
kyzinha
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
smigano
 
Apresentação voleibol.pdf
Apresentação voleibol.pdfApresentação voleibol.pdf
Apresentação voleibol.pdf
JOÃO PEREIRA
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
tv2aetabua
 
Paralibras
ParalibrasParalibras
Paralibras
ErikMartirena
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Marta Marinho
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
Nilceia Sc
 

Semelhante a Voleibol 7º Ano.pptx (20)

Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
222
222222
222
 
213
213213
213
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Word 9 d_11
Word 9 d_11Word 9 d_11
Word 9 d_11
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
 
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
 
Trabalho de ed fisica
Trabalho de ed fisicaTrabalho de ed fisica
Trabalho de ed fisica
 
Basquete
BasqueteBasquete
Basquete
 
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptx
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptxTrabalho 1º Periodo FINAL.pptx
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptx
 
Voleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdfVoleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdf
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Rugby
RugbyRugby
Rugby
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Apresentação voleibol.pdf
Apresentação voleibol.pdfApresentação voleibol.pdf
Apresentação voleibol.pdf
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
 
Paralibras
ParalibrasParalibras
Paralibras
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
 

Último

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 

Último (20)

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 

Voleibol 7º Ano.pptx

  • 1. AGENDA DE EDUCAÇÃO FÍSICA DIA 07/08/2023 VOLEIBOL *Um pouco da história *Algumas considerações sobre o voleibol (regras e posições). * Atividade
  • 2. O voleibol é um jogo em que os jogadores tocam a bola, preferencialmente com as mãos, com o objetivo de fazê-la cair no lado do adversário, atravessando a rede que separa os campos de cada equipe. Não é permitido carregar ou segurar a bola, que, no entanto, pode ser tocada com qualquer parte do corpo, inclusive com os pés. A bola deve ser lançada para o lado adversário, e vice- versa, por cima da rede que separa os campos de cada equipe.
  • 3. O desporto foi considerado por William Morgan, na Associação Cristã de Moços de Holyoke, Massachusetts (EUA), por volta de 1895. Assim, como atividade recreativa para os trabalhadores que frequentavam a ACM no período noturno, nasceu o minnonette.
  • 4. Inspirado no tênis e desenvolvido para ser um jogo recreativo para senhores, o voleibol era lento e pouco movimentado. Consistia em manter a bola em voleio por cima da rede que dividia a quadra ao meio, a 1,90 m do chão. Daí o nome de voleibol. Introduzido nas escolas, logo alcançou grande popularidade e, com a modificação de algumas características, tornou-se um jogo rápido e movimentado, que exige bom preparo físico e técnica apurada.
  • 5. O jogo de voleibol inicia com a bola sendo lançada para o campo adversário por um jogador que se coloca atrás da linha de fundo de seu campo. Esse lançamento é chamado saque . O direito ao primeiro saque ou à posse de bola é decidido por sorteio.
  • 6. O objetivo do jogo é fazer com que a bola caia no chão do campo adversário. Quando a equipe adversária não consegue devolver a bola dentro da área de jogo ( bola fora ) ou quando, utilizando até 3 toques, não consegue devolver a bola, a equipe que fez o lançamento marcar pontos. Quando a equipe que saca erra, seu adversário marca ponto e adquire o direito ao saque, realizando antes um rodízio das posições dos jogadores na quadra. Essa característica torna o voleibol um jogo bastante dinâmico, em que todos devem saber atuar em todas as posições.
  • 7.
  • 8. Uma partida de voleibol é disputada com 12 jogadores, seis de cada equipe, Cada equipe, por sua vez, deve ser composta de 12 jogadores: seis jogadores que iniciam o jogo e seis reservas, que, normalmente, no decorrer do jogo, substituem os titulares. Ao entrar em campo, três jogadores colocam-se na zona de ataque. Esta são os atacantes. Outros três se deslocam mais para o fundo da quadra, na zona de defesa. São os defensores.
  • 9. O voleibol é jogado em sets. Quando uma das equipes atinge a contagem de 25 pontos, com uma diferença mínima de dois pontos em relação ao adversário, completa-se um set. Não havendo diferença mínima quando uma equipe completa 25 pontos, o jogo se estende até que haja dois pontos de diferença entre ambas. Nas partidas oficiais disputa-se o melhor de cinco sets. Portanto, vence a equipe que ganhar três sets. Uma partida de voleibol não termina empatada, sendo que o quinto set, ou tie break, terá uma contagem diferenciada, encerrando-se quando uma das equipes fizer 15 pontos ou estendendo-se até que haja uma diferença de dois pontos entre elas.
  • 10. Os jogos oficiais devem ser conduzidos por dois árbitros, dois fiscais de linha e dois apontadores – são chamados de oficiais do voleibol. Os árbitros assinalam as violações e determinam as penalidades. Os fiscais de linha auxiliam os árbitros. Um apontador registra todas as ocorrências da partida e o apontador assistente registra todas as ações do líbero.