SlideShare uma empresa Scribd logo
Turma: Ano Letivo ________/________
NI I E A
Defesa
H x H Sem bola
Recebe e
enquadra-se
ofensivamente
Com algum
espaço
recebe, passa
ou remata
oportuna/
Defende
entre
atacante e
baliza HxH
Recebe e
protege a
bola do
defesa,
consegue
levantar a
cabeça e ler
o jogo
Combina o
passe com a sua
própria
desmarcação
Desmarca-se
com fintas
em direção
da baliza ou
em apoio
Aclara o espaço
de penetração
do jogador com
bola ou em
desmarcação
Logo que
perde a posse
de bola marca
o seu
atacante,
dificultando a
acção ofensiva
Explora
situações de
superioridade
numérica
contra-ataque
rápido
Penetra
protegendo a
bola, fintando
para finalizar ou
fixar a acção do
adversário direto
Devolve a bola se
a recebeu de um
companheiro que
entretando abriu
linha de passe
(tabelinha)
Desmarca-se
com fintas na
direção da
baliza ou em
apoio
Marca o jogador
sem bola
aumentando a
pressão à medida
que a bola se
aproxima do seu
adversário
Realiza dobras
quando os
companheiros
são
ultrapassados
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Ataque
Defesa Defesa
AVANÇADO
Sit. jogo (3x3) ou (5x5)
NÍVEIS
Com bola
Ficha de observação – FUTEBOL – Níveis dos programas
OBJETIVOS
Indicadores do nível de
jogo
Com bola
Elevado ritmo de jogo. Poucos toques por cada jogador (tempo de posse de bola individual é
reduzido)
Ataque AtaqueTran-def-
ataque
ELEMENTAR
Sit. Jogo (3x3)
Com bola Sem bola
Poucas perdas de bola, garantida a largura e profundidade do
ataque. Alguma organização defensiva assim que a equipa perde a
posse de bola
Ocupação equilibrada do espaço. Bola
dentro de campo (poucas
interrupções). Intenção em dominar as
acções para dar continuidade ao jogo
INTRODUTÓRIO
Sit. Jogo (3x3)
Turma: Ano Letivo ________/________
NI I E A
Recebe o serviço
colocando a bola
jogável para o seu
companheiro
Desloca-se e
enquadra-se para
enviar a bola para o
alvo
Utiliza com
oportunidade o
passe e manchete
Serve, colocando a
bola no campo
adversário
Utiliza com correcção e
oportunidade o passe e
a manchete mantendo
a bola em condições
jogáveis
Finaliza em passe
colocado ou
remate em apoio
Serve por baixo ou
cima colocando a
bola numa zona de
difícil receção
Recebe serviço
colocando a bola
no jogador
Passador
Ao remate da sua
equipa, protege o
ataque
Ao ataque da
equipa adversária
em remate, realiza
bloco e protecção
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
Indicadores do nível de
jogo Bola mantém-se no ar. Passes altos e dentro do raio
da ação do colega
Bola mantém-se no ar; utilizam sempre que possível os 3
toques, passes altos, respeitam as zonas de
responsabilidade
Bola mantêm-se no ar e invariavelmente o 2ºtoque é dado pelo
passador. Intencionalidade d/ ações ofensivas/defensivas
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Ficha de observação – VOLEIBOL – Níveis dos programas
NÍVEIS INTRODUTÓRIO Sit. Jogo 3x3
(Serviço por baixo ou em passe, Mín 2 toques)
ELEMENTAR Sit. Jogo 3x3
(Serviço por baixo ou por cima; Mín. 2 toques)
OBJETIVOS
AVANÇADO Sit. jogo 4x4
Turma: Ano Letivo ________/________
NI I E A
Defesa Defesa Defesa
S/ bola H x H S/ bola HxH S/ bola HxH
Recebe a
bola com as
duas mãos
Dribla para
progredir
Lança na
passada ou
parado a
curta
distância
Passa
oportun
amente
Desmarca-
se
oportuname
nte
Defende
entre
atacante e
cesto HxH
Desmarca-
se e corta
para o
cesto
Progride
em drible
com as 2
mãos
Lança na
passada ou
parado a
curta
distância
Passa a um
colega
desmarcad
o
Oferece
linhas
de 1ª
passe
Aclara
para o
cesto
Marca o
seu
atacante
Progride de
forma
adequada
(Passe ou
drible)
Progride em
drible
(progressão,
inversão,
proteção)
Lança no
momento
adequado e
de forma
adequada
Passa e
corta
Desmarc
a-se em
corte
Ressalto
ofensivo
Desmarca-
se
garantindo
equilibrio
ofensivo
Marca o seu
atacante
sem perder a
referência
da bola
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
C/ bola
Ataque
Passes tensos: ocupação equilibrada do espaço; protegem a bola
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Ficha de observação – BASQUETEBOL – Níveis dos programas
NÍVEIS
INTRODUTÓRIO
Sit. Jogo 3X3
ELEMENTAR
Sit. Jogo 3X3
Organizam o ataque sem pressa, várias situações de 1x1 em finta e drible para o cesto, recupera
rapidamente o enquadramento defensivo
Ataque
C/ bola
AVANÇADO
Sit. Jogo 3X3
Deslocamentos intencionais e com mudanças de direcção: atacam o cesto;
assumem da imediato atitudes ofensivas e defensivas; ataque organizado
OBJETIVOS
Indicadores do nível de
jogo
Ataque
C/ bola
Turma: Ano Letivo ________/________
NI I E A
S/ Bola Sem bola Sem bola
Passe,
seguido de
desmarcaç
ão
Finaliza
em remate
em apoio
ou salto
Desmarca-se
Faz
marcação
individual
ao portador
da bola
Orienta-se para
a baliza
adversária,
opta pelo passe
ou drible em
progressão
para finalizar
Finaliza na
sequência do
movimento
sem paragens
com remate
Desmarca-se
no sentido de
receber em
condições
para remate
Triângulo
perceptiv
o
Mais
dificultar a
progressã
o em
drible
Faz
marcação
individual
nominal
Fintas e
mudanças de
direcção para
passar ou
remata em
suspensão
Perante uma
defesa zona
ataca o espaço
entre 2
adversários
Desmarca-se
garantindo a
compensação
ofensiva
Marcação
individual na
proximidade e
à distância
Triângulo
perceptivo
Coloca-se perto da
linha de área de
baliza e consegue
flutuar e atacar o
portador de bola
Enquadra-se
com a bola sem
perder a
posição relativa
à baliza
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
Indicadores do nível de
jogo
Ocupação equilibrada do espaço, passes
tensos, poucas perdas de bola
Deslocamentos intensionais e com mudanças de direção,
assume de imediato atitudes ofensivas e defensivas,
ataque organizado
No último terço ofensivo observam-se múltiplas acções de penetração sem
bola criando espaços
Defesa Individual
Defesa Ataque
Impede a ação do
adversário, coloca-se
entre a bola e a baliza
Ficha de observação – ANDEBOL – Níveis dos programas
NÍVEIS
INTRODUTÓRIO
Sit. Jogo 5x5
ELEMENTAR Sit.
Jogo 5x5
AVANÇADO Sit.
Jogo 5x5
Com bola Individual Com bola Com bola
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Defesa Zona
Como Guarda
Redes
OBJETIVOS
Ataque
Defesa Individual
Ataque
Ano Letivo ________/________
NI I E A
Serviço
colocando o
volante na
zona válida
Clear: volante
descreve uma
trajectória alta e
comprida
Lob: volante
batido por baixo,
com trajectória
alta e comprida
Serviço longo
e curto que
provoca
desloca/o
Clear: volante
descreve uma
trajectória alta e
comprida
Amorti: controla a
força do batimento
e coloca o volante
junto à rede
Lob: volante
batido por
baixo, com
trajectória alta
e comprida
Drive: cabeça
da raquete
paralela à
rede e
trajectória
tensa
Serviço longo
e curto que
provoca
desloca/o
Clear: volante
descreve
uma
trajectória
alta e
comprida
Amorti:
controla a
força do
batimento e
coloca o
volante junto
à rede
Lob: volante batido
por baixo, com
trajectória alta e
comprida
Drive: cabeça da
raquete paralela à
rede e trajectória
tensa
Remata armando o
braço atrás
imprimindo ao
volante uma
trajectória
descendente e
rápida
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
Indicadores do nível
de jogo
Atitude defensiva: o jogador deixa a iniciativa ao
adversário. Procura reenviar sempre mais uma vez
que o adversário. Volante é mantido no ar durante
mais de seis batimentos
Procura desequilibrar o adversário utilizando trajectórias com diferentes velocidades.
O confronto consiste em colocar o adversário em dificuldade a partir de uma análise
do seu jogo (pontos fracos e fortes). Desequilibra e constrói o ponto em função das
oportunidades surgidas no decorrer do jogo. Recupera a posição base após batimento
OBJETIVOS
No jogo de singulares: Desloca-se com rapidez e recupera a posição base após o batimento. Explora os
espaços vazios . No jogo a pares, se
serve curto, coloca-se à frente dando o fundo do campo ao parceiro. Para defender e após serviço
comprido, coloca-se lado a lado com o parceiro. Em função da movimentação do parceiro, desloca-se,
protegendo os espaços vazios.
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Ficha de observação – BADMINTON – Níveis dos programas
NÍVEIS INTRODUTÓRIO ELEMENTAR AVANÇADO
Turma :
NI INTRODUTÓRIO I ELEMENTAR E AVANÇADO AEm line dance, realiza os passos básicos em
sequência acordada, com organização
espacial definida.Inicia no 1º tempo do
compasso e faz coincidir cada passo a 1
tempo.
A par realiza os passos básicos das danças com
correcção e ritmo na sequência acordada.
Coordena os diversos movimentos com fluidez,
adequando-os à marcação musical, mantendo as
posições adequadas no par.
Cria uma sequência com o par aplicando os passos
da dança coordenando os diversos movimentos
com fluidez e elegância, adequando-os à marcação
musical, mantendo as posições adequadas no par.
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Turma: Ano Letivo ________/________
Ficha de observação - DANÇA SOCIAL
Acção a realizar: realiza a dança social do Merengue (7º ano); Rumba Quadrada (8ºano); Chá-Chá-Chá e Valsa Inglesa (9ºano);
Merengue/Rumba Quadrada (10º ano); Chá-Chá-Chá (11ºano); Valsa inglesa, Salsa e Kizomba (12º ano)
NÍVEIS
OBJETIVOS
Indicadores de execução
correta
Sem paragens acentuadas na ligação das
frases de movimento.
Coordenado com o par. Sem paragens acentuadas na
ligação dos passos.
Coordenado com o par. Sem paragens acentuadas
na ligação dos passos. Expressão adequada à
dança
Turma: Ano Letivo ________/________
NI I E A
Ataque com bola Ataque sem bola Defesa Ataque com bola Ataque sem bola Defesa Ataque com bola Ataque sem bola Defesa
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
OBJETIVOS
Indicadores
NÍVEIS INTRODUTÓRIO
Assume de imediato uma
atitude de pressão;
procura garantir o
equilíbrio da colocação
defensiva; observa o
movimento da bola e do
seu opositor e procura
impedir a progressão do
portador da bola
Realiza com oportunidade as acções: a) passe directo
(parado e em corrida), b) recepção, c) ensaio, d) mudança
de direcção e f) fintas.
Realiza com oportunidade as acções previstas no nível introdutório e as
seguintes: a) lançamento (alinhamento), b) introdução (formação
ordenada), c) posição de empurrar (formação ordenada maul e ruck ) e d)
posição de aguentar (forma ordenada).
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Ficha de observação – RÂGUEBI – Níveis dos programas
ELEMENTAR AVANÇADO
Avança no terreno,
utilizando técnicas
de evasão e/ou
passando
oportunamente a
um colega
Apoia e aproxima-se
do portador da bola
quando este é
tocado. Segue os
pontapés quando
em jogo.
Pressiona o
adversário com
bola, tentando
tocá-lo e
interceptar os
passes. Procura
colocar- se
constantement
e em jogo
Avança no terreno
utilizando técnicas
de evasão ou
repulsão e/ou
passando
oportunamente a
um colega
Procura colocar- se
constantemente em
posição de poder jogar a
bola; dirige- se
rapidamente para o
portador da bola, quando
este é tocado, procurando
assegurar a posse da bola e
participa activamente de
forma adequada e correcta
no apoio à conquista.
Realiza com oportunidade as acções previstas nos níveis anteriores e as seguintes: a) pontapé de ressalto e b)
lançamentos no alinhamento (trajectórias para diferentes pontos de queda).
Avança no terreno utilizando
técnicas de evasão, -mudanças de
direcção, troca de pés e fintas - e
repulsão (hand-off ) assegurando o
avanço da sua equipa. Comunica
com os companheiros para
organizar ou reorganizar as acções
Apoia o portador pelo lado melhor ou abre
nova linha de passe; procura colocar-se
permanentemente em posição de poder
jogar a bola (em pé e colocado legalmente
em jogo), e integrar-se na organização
colectiva; chega rapidamente às situações de
jogo agrupado espontâneo; participa activa,
adequada e eficazmente nas situações de
conquista, no apoio à disputa, controlo,
transmissão ou utilização directa da bola;
Observa as situações e o portador da bola;
Segue prontamente os pontapés e participa
activa e adequadamente na disputa da bola.
Pressiona o adversário; Varia
adequadamente o tipo de
defesa (individual, zona ou
corredor, mista); participa
activa, adequada e
eficazmente na disputa da
bola, nas situações de
conquista; recoloca-se
rapidamente na sequência
de pontapés, participando
activamente na disputa da
bola
Bitoque-Râguebi 4x4 a 7x7 Bitoque-Râguebi 6x6 a 8x8 Bitoque-Râguebi 7x7 a 10x10
NI I E A
Transpõe 3
bar., à altura
mínima
Ritmo de 3
passadas
entre as
barreiras
Fluidez e
coordenação geral,
a corrida, a
transposição e a
receção.
Acelera
para a 1ª
bar.
Transpõe 3
bar., à altura
adequada
ao esc.
etário
Ritmo de 3
passadas
com uma
trajetória
rasante
“Ataca”
a bar.
longe
com ext.
da perna
de
ataque
Afastamen
to lateral
da perna
de
impulsão
Termina
sem
desaceleraç
ão nítida
Partida
baixa
com
blocos
de
part.
Acelera
para a 1ª
bar.
Transpõe
3 a 5
bar., à
altura
adequad
a ao esc.
etário
Ritmo de 3
passadas
com uma
trajetória
rasante
“Ataca”
a bar.
longe
com ext.
da perna
de
ataque
Afastament
o lateral da
perna de
impulsão
envolvendo
a bar.
Termina à
vel
máxima
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
Coordenação técnica, fluidez e ritmo
NÍVEIS INTRODUTÓRIO
Turma :
ELEMENTAR AVANÇADO
Coordenação técnica, fluidez e ritmo Coordenação técnica, fluidez e ritmo
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Ficha de observação ATLETISMO - BARREIRAS
OBJETIVOS
Indicadores de execução
correta
Ano Letivo ________/________
NI I E A
Cor. de
balanço de 5
a 8 pas. com
impulsão
numa zona
de chamada
Aceleração
progressiva
Extensão da
perna de
impulsão
Elevação
enérgica da
coxa da
perna livre e
manutenção
em elevação
durante o voo
Queda a pés
juntos
Cor. de balanço
de 8 a 12 pas.,
com impulsão na
tábua de
chamada.
Aceleração
progressiva
Extensão da
perna de
impulsão
Elevação
enérgica da
coxa da perna
livre e
manutenção em
elevação
durante o voo
“Puxa” a perna
de impulsão para
junto da perna
livre na fase
descendente do
voo
Toca o solo o
mais longe
possível, com
flexão do
tronco à
frente.
Cor. de
balanço
ajustada
Impulsão na
tábua de
chamada
Aumenta a
cadência nas
últimas
passadas
Extensão da
perna de
impulsão
Elevação
enérgica da
coxa da
perna livre e
manutenção
em elevação
durante o
voo
“Puxa” as pernas e
os braços para a
frente e para baixo,
na parte final de
voo, inclinando o
tronco à frente
para receção na
caixa de saltos
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Turma:
NÍVEIS
Ficha de observação ATLETISMO – SALTO EM COMPRIMENTO – Níveis dos programas
Indicadores de execução
correta
OBJETIVOS
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
INTRODUTÓRIO ELEMENTAR AVANÇADO
Técnica da passada Técnica da passada Técnica da passada
Ano Letivo ________/________
NI I E A
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
OBJETIVOS
Pegacorrectamentenopeso
Empurraopesocom
extensãototaldos
segmentoseflexãodamão
Deslizadecostas,rasanteao
solo
NÍVEIS
Empurraoengenhoparaa
frenteeparacima
Preparaçãodecostasparaa
zonadelançamento
Realizaumlançamento,pelo
menos,de4,5metros
Mantémocotoveloafastado
emrelaçãoaotronco
Executaolançamentosem
balanço,partindodeuma
faseinicialdecostasparaa
ELEMENTAR
Realizaumlançamento,pelo
menos,de5metros
Rodaeavançaabaciado
ladodopesocomextensão
totaldaspernasedobraço
Deslizacomoritmode
apoios“curtoelongo”
rasanteaosolo
Realizaumlançamento,pelo
menosde5,5metros
AVANÇADO
Empurraoengenhoparaa
frenteeparacima
Recuperaçãocomarápida
trocadosapoios,ficandoem
equilíbrio
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Turma:
Ficha de observação ATLETISMO – LANÇAMENTO DO PESO – Níveis dos programas
Pegacorretamentenopeso
Mantémocotoveloalto,
numângulode45ºem
relaçãoaocorpo
preparaçãodecostasparaa
zonadelançamento,apoiado
napernadafrente,como
Rodaeavançaabaciado
ladodopesocomextensão
daperna
INTRODUTÓRIO
Mantémocotoveloafastado
emrelaçãoaotronco
Rodaeavançaabaciado
ladodopesocomextensão
daperna
Turma : Ano Letivo ________/________
NI I E A
Avião Rol fr eng Flex
Rol ret
ng
AI c/ajuda Avião
Rol fr
enc
Flex AI, rol fr Rol Ret Enc Roda Avião
Salto de
Mãos
Rol fr
saltado
Flex
AI, Rol
fr
Rol Ret
AI
Roda Rodada
Salto de
Carpa
pr af
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
AVANÇADO
OBJETIVOS
Indicadores de execução
correta
Na avaliação inicial o aluno executa as habilidades técnicas: rolamento à frente engrupado, rolamento à retaguarda engrupado, pino com ajuda, roda. O nível de desempenho final é dado pela execução do exercício
obrigatório (ver exercícios no PADEF)
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Ficha de observação – SOLO - Níveis dos programas
NÍVEIS INTRODUTÓRIO ELEMENTAR
Ano Letivo ________/________
NI I E A NI I E AVANÇADO A
½ pirueta
Salto
engrupa
do
Carpa de
pernas
afastadas
Pirueta
Carpa de
pernas
unidas
¾ de mortal à frente com
recepção dorsal num
plano elevado
Mortal à frente
engrupado
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
Receção
equilibrada.
Receção equilibrada Receção equilibrada
Receção equilibrada.
Abertura cedo
Extensão completa dos
membros inferiores em
relação ao tronco na
abertura
Ficha de observação - Plinto / Boque Ficha de observação - MiniTrampolim
AVANÇADO INTRODUTÓRIO ELEMENTAR
Indicadores de
execução correta Transpõe o
Boque / Plinto
Receção
equilibrada.
1º e 2º voo
Recepção
equilibrada.
Receção
equilibrada.
1º e
2º voo
Queda Facial no Plinto
Transversal
Eixo no Boque/Plinto Transversal
1º e 2º voo
Entre mãos no plinto
longitudinal
OBJETIVOS Eixo no Plinto Transversal
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Turma:
NÍVEIS INTRODUTÓRIO ELEMENTAR
Turma : Ano Letivo ________/________
NI I E A
Marcha na
ponta dos pés
à frente e à
frente
½ volta
Salto em
extensão
Quatro
Agachame
nto
Saída -
Salto em
extensão
Entrada a um
pé após
chamada com
o outro no
reuther
Deslocamento
à fr e ret na
ponta dos pés
Agacham
ento
Salto em
extensão com
troca de pés
Avião
Saída com salto
em extensão
com ½ pirueta
Entrada de eixo
transversal
com impulsão
no reuther
Rolamento à
frente para
pernas
afastadas
Pivot com
balanço de
uma perna
Avião
Salto de
gato, salto
de extensão
Saída em
rodada com
apoio das mãos
na extremidade
Nº Nome
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
ELEMENTAR AVANÇADONÍVEIS
Sem desequilíbrios nem movimentos parasitas Sem desequilíbrios nem movimentos parasitas Sem desequilíbrios nem movimentos parasitas
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
OBJETIVOS
Indicadores de
execução correta
Ficha de observação – TRAVE - Níveis dos programas
INTRODUTÓRIO
Turma : Ano Letivo ________/________
Avançado
Elementar
Introdutório
Nº Nome Par Par Par Trio Trio Quadra Obs Nível
Indicadores de execução
correta Coordenação Técnica, Correção, Fluidez. O nível avançado é executado com
acompanhamento musical e realizado em exercício com 4 elementos de ligação.Constituição do Grupo
3 Pares - Dois Categoria C 2 Trios - Um Categoria C 1 Quadra - Categoria C
3 Pares - Um Categoria C 2 Trios - Um Categoria B 1 Quadra - Categoria B
3 Pares - Categoria A 2 Trios - Categoria A 1 Quadra - Categoria A
NÍVEIS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS
Ficha de observação – ACROBÁTICA - Níveis dos programas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Basquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e FundamentosBasquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e Fundamentos
Prof. Saulo Bezerra
 
EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE
EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETEEDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE
EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE
Jaicinha
 
Apresentação voleibol
Apresentação voleibol Apresentação voleibol
Apresentação voleibol
Inácio Júnior
 
Observação e Análise de Jogo
Observação e Análise de JogoObservação e Análise de Jogo
Observação e Análise de Jogo
Fundação Real Madrid
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
Carlos Thavares
 
Periodizacao tactica um modelo de treino jose gu ilherme oliveira
Periodizacao tactica um modelo de treino   jose gu ilherme oliveiraPeriodizacao tactica um modelo de treino   jose gu ilherme oliveira
Periodizacao tactica um modelo de treino jose gu ilherme oliveira
Bruno Comelli
 
Basquetebol iniciação
Basquetebol iniciaçãoBasquetebol iniciação
Basquetebol iniciação
Rafael Mathias
 
Apostila handebol
Apostila handebolApostila handebol
Apostila handebol
marcelosilveirazero1
 
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio FerreiraO Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
Fundação Real Madrid
 
O basquete
O basquete O basquete
O basquete
Anna Ramos
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
evandrolhp
 
Teste basquetebol
Teste basquetebolTeste basquetebol
Teste basquetebol
Pedro Matos
 
O Ensino do Futebol
O Ensino do FutebolO Ensino do Futebol
O Ensino do Futebol
Fundação Real Madrid
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Fundação Real Madrid
 
Futebol
FutebolFutebol
Andebol - Nível Elementar
Andebol  - Nível ElementarAndebol  - Nível Elementar
Andebol - Nível Elementar
Maria João Vasconcelos
 
Treinos em construção
Treinos em construçãoTreinos em construção
Treinos em construção
Humberto Bettencourt
 
Rugby
RugbyRugby
Rugby
kyzinha
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
KrashovJC
 
treino
 treino treino
treino
Hugo Ferreira
 

Mais procurados (20)

Basquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e FundamentosBasquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e Fundamentos
 
EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE
EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETEEDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE
EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE
 
Apresentação voleibol
Apresentação voleibol Apresentação voleibol
Apresentação voleibol
 
Observação e Análise de Jogo
Observação e Análise de JogoObservação e Análise de Jogo
Observação e Análise de Jogo
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
 
Periodizacao tactica um modelo de treino jose gu ilherme oliveira
Periodizacao tactica um modelo de treino   jose gu ilherme oliveiraPeriodizacao tactica um modelo de treino   jose gu ilherme oliveira
Periodizacao tactica um modelo de treino jose gu ilherme oliveira
 
Basquetebol iniciação
Basquetebol iniciaçãoBasquetebol iniciação
Basquetebol iniciação
 
Apostila handebol
Apostila handebolApostila handebol
Apostila handebol
 
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio FerreiraO Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
 
O basquete
O basquete O basquete
O basquete
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
 
Teste basquetebol
Teste basquetebolTeste basquetebol
Teste basquetebol
 
O Ensino do Futebol
O Ensino do FutebolO Ensino do Futebol
O Ensino do Futebol
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Andebol - Nível Elementar
Andebol  - Nível ElementarAndebol  - Nível Elementar
Andebol - Nível Elementar
 
Treinos em construção
Treinos em construçãoTreinos em construção
Treinos em construção
 
Rugby
RugbyRugby
Rugby
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
treino
 treino treino
treino
 

Destaque

Ficha de jogo Futebol
Ficha de jogo FutebolFicha de jogo Futebol
Ficha de jogo Futebol
António Seromenho
 
Relatório de observação de Jogo
Relatório de observação de JogoRelatório de observação de Jogo
Relatório de observação de Jogo
Rogério Martinho
 
Ginástica de aparelhos
Ginástica de aparelhosGinástica de aparelhos
Ginástica de aparelhos
Rui Lemos
 
O scout técnico e a análise de uma equipe de futebol: os números da campanha ...
O scout técnico e a análise de uma equipe de futebol: os números da campanha ...O scout técnico e a análise de uma equipe de futebol: os números da campanha ...
O scout técnico e a análise de uma equipe de futebol: os números da campanha ...
Renato Moreira
 
Relatório de Observação e Análise do Southmapton
Relatório de Observação e Análise do SouthmaptonRelatório de Observação e Análise do Southmapton
Relatório de Observação e Análise do Southmapton
Telmo Silva
 
Sporting CP - Relatório de Observação
Sporting CP - Relatório de ObservaçãoSporting CP - Relatório de Observação
Sporting CP - Relatório de Observação
Futebol Relatórios e Tácticas
 
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo   Vsc X Rio AveObservaçãO Jogo   Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
Ricardo Miguel Silva
 
Ginastica de solo e aparelhos
Ginastica de solo e aparelhosGinastica de solo e aparelhos
Ginastica de solo e aparelhos
jose_santinha
 
Regras oficiais andebol
Regras oficiais andebolRegras oficiais andebol
Regras oficiais andebol
Tiago Mendes de Sousa
 
Modelo de Ficha Inclusao
Modelo de Ficha InclusaoModelo de Ficha Inclusao
Modelo de Ficha Inclusao
Tania Gonçalves
 
Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
ana pinho
 
Testes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapasTestes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapas
Maria José Silva
 
Plano Desenvolvimento Individual
Plano Desenvolvimento IndividualPlano Desenvolvimento Individual
Plano Desenvolvimento Individual
Diogo Santos
 
Manual de estágio_supervisionado
Manual de estágio_supervisionadoManual de estágio_supervisionado
Manual de estágio_supervisionado
ADRIANA BECKER
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Nethy Marques
 

Destaque (15)

Ficha de jogo Futebol
Ficha de jogo FutebolFicha de jogo Futebol
Ficha de jogo Futebol
 
Relatório de observação de Jogo
Relatório de observação de JogoRelatório de observação de Jogo
Relatório de observação de Jogo
 
Ginástica de aparelhos
Ginástica de aparelhosGinástica de aparelhos
Ginástica de aparelhos
 
O scout técnico e a análise de uma equipe de futebol: os números da campanha ...
O scout técnico e a análise de uma equipe de futebol: os números da campanha ...O scout técnico e a análise de uma equipe de futebol: os números da campanha ...
O scout técnico e a análise de uma equipe de futebol: os números da campanha ...
 
Relatório de Observação e Análise do Southmapton
Relatório de Observação e Análise do SouthmaptonRelatório de Observação e Análise do Southmapton
Relatório de Observação e Análise do Southmapton
 
Sporting CP - Relatório de Observação
Sporting CP - Relatório de ObservaçãoSporting CP - Relatório de Observação
Sporting CP - Relatório de Observação
 
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo   Vsc X Rio AveObservaçãO Jogo   Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
 
Ginastica de solo e aparelhos
Ginastica de solo e aparelhosGinastica de solo e aparelhos
Ginastica de solo e aparelhos
 
Regras oficiais andebol
Regras oficiais andebolRegras oficiais andebol
Regras oficiais andebol
 
Modelo de Ficha Inclusao
Modelo de Ficha InclusaoModelo de Ficha Inclusao
Modelo de Ficha Inclusao
 
Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
 
Testes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapasTestes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapas
 
Plano Desenvolvimento Individual
Plano Desenvolvimento IndividualPlano Desenvolvimento Individual
Plano Desenvolvimento Individual
 
Manual de estágio_supervisionado
Manual de estágio_supervisionadoManual de estágio_supervisionado
Manual de estágio_supervisionado
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
 

Semelhante a Anexo 6 fichas de observação

Andebol elementar
Andebol elementarAndebol elementar
Andebol elementar
Maria Sequeira
 
Relatório Benfica B
Relatório Benfica BRelatório Benfica B
Relatório Benfica B
Francisco Guimaraes
 
Desportivo das Aves - Apontamentos
Desportivo das Aves - ApontamentosDesportivo das Aves - Apontamentos
Desportivo das Aves - Apontamentos
Bruno Fidalgo
 
Relatorio scp vs fcp jun c
Relatorio scp vs fcp   jun cRelatorio scp vs fcp   jun c
Relatorio scp vs fcp jun c
Joao Filipe Machado
 
GD Estoril-Praia
GD Estoril-PraiaGD Estoril-Praia
11º ano
11º ano11º ano
11º ano
António amorim
 
12º ano
12º ano12º ano
12º ano
António amorim
 
Juniores Portimonense Època Desportiva 2014/2015
Juniores Portimonense Època Desportiva 2014/2015Juniores Portimonense Època Desportiva 2014/2015
Juniores Portimonense Època Desportiva 2014/2015
António Seromenho
 
Andebol avancado
Andebol  avancadoAndebol  avancado
Andebol avancado
Maria João Vasconcelos
 
Estudo FC Twente
Estudo FC TwenteEstudo FC Twente
Estudo FC Twente
Gonçalo Lourinho
 
Análise ao Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga Europa
Análise ao Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga EuropaAnálise ao Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga Europa
Análise ao Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga Europa
TacticZone
 
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga EuropaAnálise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
TacticZone
 
10º ano convertido
10º ano convertido10º ano convertido
10º ano convertido
António amorim
 
Táticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebolTáticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebol
Elaine Lima
 
FC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensivaFC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensiva
Ricardo Luiz Pace
 
Jornadas tecnicas
Jornadas tecnicasJornadas tecnicas
Jornadas tecnicas
Rogerioserrador
 
SC Braga B - Apontamentos
SC Braga B -  Apontamentos SC Braga B -  Apontamentos
SC Braga B - Apontamentos
Bruno Fidalgo
 
Aula sobre futsal
Aula sobre futsal Aula sobre futsal
Aula sobre futsal
Mateus Pacheco
 
Treinamento de goleiros de handebol
Treinamento de goleiros de handebolTreinamento de goleiros de handebol
Treinamento de goleiros de handebol
Everton Januário de Sousa
 
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Fundação Real Madrid
 

Semelhante a Anexo 6 fichas de observação (20)

Andebol elementar
Andebol elementarAndebol elementar
Andebol elementar
 
Relatório Benfica B
Relatório Benfica BRelatório Benfica B
Relatório Benfica B
 
Desportivo das Aves - Apontamentos
Desportivo das Aves - ApontamentosDesportivo das Aves - Apontamentos
Desportivo das Aves - Apontamentos
 
Relatorio scp vs fcp jun c
Relatorio scp vs fcp   jun cRelatorio scp vs fcp   jun c
Relatorio scp vs fcp jun c
 
GD Estoril-Praia
GD Estoril-PraiaGD Estoril-Praia
GD Estoril-Praia
 
11º ano
11º ano11º ano
11º ano
 
12º ano
12º ano12º ano
12º ano
 
Juniores Portimonense Època Desportiva 2014/2015
Juniores Portimonense Època Desportiva 2014/2015Juniores Portimonense Època Desportiva 2014/2015
Juniores Portimonense Època Desportiva 2014/2015
 
Andebol avancado
Andebol  avancadoAndebol  avancado
Andebol avancado
 
Estudo FC Twente
Estudo FC TwenteEstudo FC Twente
Estudo FC Twente
 
Análise ao Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga Europa
Análise ao Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga EuropaAnálise ao Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga Europa
Análise ao Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga Europa
 
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga EuropaAnálise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
 
10º ano convertido
10º ano convertido10º ano convertido
10º ano convertido
 
Táticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebolTáticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebol
 
FC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensivaFC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensiva
 
Jornadas tecnicas
Jornadas tecnicasJornadas tecnicas
Jornadas tecnicas
 
SC Braga B - Apontamentos
SC Braga B -  Apontamentos SC Braga B -  Apontamentos
SC Braga B - Apontamentos
 
Aula sobre futsal
Aula sobre futsal Aula sobre futsal
Aula sobre futsal
 
Treinamento de goleiros de handebol
Treinamento de goleiros de handebolTreinamento de goleiros de handebol
Treinamento de goleiros de handebol
 
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
 

Último

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 

Último (20)

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 

Anexo 6 fichas de observação

  • 1. Turma: Ano Letivo ________/________ NI I E A Defesa H x H Sem bola Recebe e enquadra-se ofensivamente Com algum espaço recebe, passa ou remata oportuna/ Defende entre atacante e baliza HxH Recebe e protege a bola do defesa, consegue levantar a cabeça e ler o jogo Combina o passe com a sua própria desmarcação Desmarca-se com fintas em direção da baliza ou em apoio Aclara o espaço de penetração do jogador com bola ou em desmarcação Logo que perde a posse de bola marca o seu atacante, dificultando a acção ofensiva Explora situações de superioridade numérica contra-ataque rápido Penetra protegendo a bola, fintando para finalizar ou fixar a acção do adversário direto Devolve a bola se a recebeu de um companheiro que entretando abriu linha de passe (tabelinha) Desmarca-se com fintas na direção da baliza ou em apoio Marca o jogador sem bola aumentando a pressão à medida que a bola se aproxima do seu adversário Realiza dobras quando os companheiros são ultrapassados Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Ataque Defesa Defesa AVANÇADO Sit. jogo (3x3) ou (5x5) NÍVEIS Com bola Ficha de observação – FUTEBOL – Níveis dos programas OBJETIVOS Indicadores do nível de jogo Com bola Elevado ritmo de jogo. Poucos toques por cada jogador (tempo de posse de bola individual é reduzido) Ataque AtaqueTran-def- ataque ELEMENTAR Sit. Jogo (3x3) Com bola Sem bola Poucas perdas de bola, garantida a largura e profundidade do ataque. Alguma organização defensiva assim que a equipa perde a posse de bola Ocupação equilibrada do espaço. Bola dentro de campo (poucas interrupções). Intenção em dominar as acções para dar continuidade ao jogo INTRODUTÓRIO Sit. Jogo (3x3)
  • 2. Turma: Ano Letivo ________/________ NI I E A Recebe o serviço colocando a bola jogável para o seu companheiro Desloca-se e enquadra-se para enviar a bola para o alvo Utiliza com oportunidade o passe e manchete Serve, colocando a bola no campo adversário Utiliza com correcção e oportunidade o passe e a manchete mantendo a bola em condições jogáveis Finaliza em passe colocado ou remate em apoio Serve por baixo ou cima colocando a bola numa zona de difícil receção Recebe serviço colocando a bola no jogador Passador Ao remate da sua equipa, protege o ataque Ao ataque da equipa adversária em remate, realiza bloco e protecção Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 Indicadores do nível de jogo Bola mantém-se no ar. Passes altos e dentro do raio da ação do colega Bola mantém-se no ar; utilizam sempre que possível os 3 toques, passes altos, respeitam as zonas de responsabilidade Bola mantêm-se no ar e invariavelmente o 2ºtoque é dado pelo passador. Intencionalidade d/ ações ofensivas/defensivas AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Ficha de observação – VOLEIBOL – Níveis dos programas NÍVEIS INTRODUTÓRIO Sit. Jogo 3x3 (Serviço por baixo ou em passe, Mín 2 toques) ELEMENTAR Sit. Jogo 3x3 (Serviço por baixo ou por cima; Mín. 2 toques) OBJETIVOS AVANÇADO Sit. jogo 4x4
  • 3. Turma: Ano Letivo ________/________ NI I E A Defesa Defesa Defesa S/ bola H x H S/ bola HxH S/ bola HxH Recebe a bola com as duas mãos Dribla para progredir Lança na passada ou parado a curta distância Passa oportun amente Desmarca- se oportuname nte Defende entre atacante e cesto HxH Desmarca- se e corta para o cesto Progride em drible com as 2 mãos Lança na passada ou parado a curta distância Passa a um colega desmarcad o Oferece linhas de 1ª passe Aclara para o cesto Marca o seu atacante Progride de forma adequada (Passe ou drible) Progride em drible (progressão, inversão, proteção) Lança no momento adequado e de forma adequada Passa e corta Desmarc a-se em corte Ressalto ofensivo Desmarca- se garantindo equilibrio ofensivo Marca o seu atacante sem perder a referência da bola Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 C/ bola Ataque Passes tensos: ocupação equilibrada do espaço; protegem a bola AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Ficha de observação – BASQUETEBOL – Níveis dos programas NÍVEIS INTRODUTÓRIO Sit. Jogo 3X3 ELEMENTAR Sit. Jogo 3X3 Organizam o ataque sem pressa, várias situações de 1x1 em finta e drible para o cesto, recupera rapidamente o enquadramento defensivo Ataque C/ bola AVANÇADO Sit. Jogo 3X3 Deslocamentos intencionais e com mudanças de direcção: atacam o cesto; assumem da imediato atitudes ofensivas e defensivas; ataque organizado OBJETIVOS Indicadores do nível de jogo Ataque C/ bola
  • 4. Turma: Ano Letivo ________/________ NI I E A S/ Bola Sem bola Sem bola Passe, seguido de desmarcaç ão Finaliza em remate em apoio ou salto Desmarca-se Faz marcação individual ao portador da bola Orienta-se para a baliza adversária, opta pelo passe ou drible em progressão para finalizar Finaliza na sequência do movimento sem paragens com remate Desmarca-se no sentido de receber em condições para remate Triângulo perceptiv o Mais dificultar a progressã o em drible Faz marcação individual nominal Fintas e mudanças de direcção para passar ou remata em suspensão Perante uma defesa zona ataca o espaço entre 2 adversários Desmarca-se garantindo a compensação ofensiva Marcação individual na proximidade e à distância Triângulo perceptivo Coloca-se perto da linha de área de baliza e consegue flutuar e atacar o portador de bola Enquadra-se com a bola sem perder a posição relativa à baliza Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 Indicadores do nível de jogo Ocupação equilibrada do espaço, passes tensos, poucas perdas de bola Deslocamentos intensionais e com mudanças de direção, assume de imediato atitudes ofensivas e defensivas, ataque organizado No último terço ofensivo observam-se múltiplas acções de penetração sem bola criando espaços Defesa Individual Defesa Ataque Impede a ação do adversário, coloca-se entre a bola e a baliza Ficha de observação – ANDEBOL – Níveis dos programas NÍVEIS INTRODUTÓRIO Sit. Jogo 5x5 ELEMENTAR Sit. Jogo 5x5 AVANÇADO Sit. Jogo 5x5 Com bola Individual Com bola Com bola AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Defesa Zona Como Guarda Redes OBJETIVOS Ataque Defesa Individual Ataque
  • 5. Ano Letivo ________/________ NI I E A Serviço colocando o volante na zona válida Clear: volante descreve uma trajectória alta e comprida Lob: volante batido por baixo, com trajectória alta e comprida Serviço longo e curto que provoca desloca/o Clear: volante descreve uma trajectória alta e comprida Amorti: controla a força do batimento e coloca o volante junto à rede Lob: volante batido por baixo, com trajectória alta e comprida Drive: cabeça da raquete paralela à rede e trajectória tensa Serviço longo e curto que provoca desloca/o Clear: volante descreve uma trajectória alta e comprida Amorti: controla a força do batimento e coloca o volante junto à rede Lob: volante batido por baixo, com trajectória alta e comprida Drive: cabeça da raquete paralela à rede e trajectória tensa Remata armando o braço atrás imprimindo ao volante uma trajectória descendente e rápida Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 Indicadores do nível de jogo Atitude defensiva: o jogador deixa a iniciativa ao adversário. Procura reenviar sempre mais uma vez que o adversário. Volante é mantido no ar durante mais de seis batimentos Procura desequilibrar o adversário utilizando trajectórias com diferentes velocidades. O confronto consiste em colocar o adversário em dificuldade a partir de uma análise do seu jogo (pontos fracos e fortes). Desequilibra e constrói o ponto em função das oportunidades surgidas no decorrer do jogo. Recupera a posição base após batimento OBJETIVOS No jogo de singulares: Desloca-se com rapidez e recupera a posição base após o batimento. Explora os espaços vazios . No jogo a pares, se serve curto, coloca-se à frente dando o fundo do campo ao parceiro. Para defender e após serviço comprido, coloca-se lado a lado com o parceiro. Em função da movimentação do parceiro, desloca-se, protegendo os espaços vazios. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Ficha de observação – BADMINTON – Níveis dos programas NÍVEIS INTRODUTÓRIO ELEMENTAR AVANÇADO Turma :
  • 6. NI INTRODUTÓRIO I ELEMENTAR E AVANÇADO AEm line dance, realiza os passos básicos em sequência acordada, com organização espacial definida.Inicia no 1º tempo do compasso e faz coincidir cada passo a 1 tempo. A par realiza os passos básicos das danças com correcção e ritmo na sequência acordada. Coordena os diversos movimentos com fluidez, adequando-os à marcação musical, mantendo as posições adequadas no par. Cria uma sequência com o par aplicando os passos da dança coordenando os diversos movimentos com fluidez e elegância, adequando-os à marcação musical, mantendo as posições adequadas no par. Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Turma: Ano Letivo ________/________ Ficha de observação - DANÇA SOCIAL Acção a realizar: realiza a dança social do Merengue (7º ano); Rumba Quadrada (8ºano); Chá-Chá-Chá e Valsa Inglesa (9ºano); Merengue/Rumba Quadrada (10º ano); Chá-Chá-Chá (11ºano); Valsa inglesa, Salsa e Kizomba (12º ano) NÍVEIS OBJETIVOS Indicadores de execução correta Sem paragens acentuadas na ligação das frases de movimento. Coordenado com o par. Sem paragens acentuadas na ligação dos passos. Coordenado com o par. Sem paragens acentuadas na ligação dos passos. Expressão adequada à dança
  • 7. Turma: Ano Letivo ________/________ NI I E A Ataque com bola Ataque sem bola Defesa Ataque com bola Ataque sem bola Defesa Ataque com bola Ataque sem bola Defesa Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 OBJETIVOS Indicadores NÍVEIS INTRODUTÓRIO Assume de imediato uma atitude de pressão; procura garantir o equilíbrio da colocação defensiva; observa o movimento da bola e do seu opositor e procura impedir a progressão do portador da bola Realiza com oportunidade as acções: a) passe directo (parado e em corrida), b) recepção, c) ensaio, d) mudança de direcção e f) fintas. Realiza com oportunidade as acções previstas no nível introdutório e as seguintes: a) lançamento (alinhamento), b) introdução (formação ordenada), c) posição de empurrar (formação ordenada maul e ruck ) e d) posição de aguentar (forma ordenada). AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Ficha de observação – RÂGUEBI – Níveis dos programas ELEMENTAR AVANÇADO Avança no terreno, utilizando técnicas de evasão e/ou passando oportunamente a um colega Apoia e aproxima-se do portador da bola quando este é tocado. Segue os pontapés quando em jogo. Pressiona o adversário com bola, tentando tocá-lo e interceptar os passes. Procura colocar- se constantement e em jogo Avança no terreno utilizando técnicas de evasão ou repulsão e/ou passando oportunamente a um colega Procura colocar- se constantemente em posição de poder jogar a bola; dirige- se rapidamente para o portador da bola, quando este é tocado, procurando assegurar a posse da bola e participa activamente de forma adequada e correcta no apoio à conquista. Realiza com oportunidade as acções previstas nos níveis anteriores e as seguintes: a) pontapé de ressalto e b) lançamentos no alinhamento (trajectórias para diferentes pontos de queda). Avança no terreno utilizando técnicas de evasão, -mudanças de direcção, troca de pés e fintas - e repulsão (hand-off ) assegurando o avanço da sua equipa. Comunica com os companheiros para organizar ou reorganizar as acções Apoia o portador pelo lado melhor ou abre nova linha de passe; procura colocar-se permanentemente em posição de poder jogar a bola (em pé e colocado legalmente em jogo), e integrar-se na organização colectiva; chega rapidamente às situações de jogo agrupado espontâneo; participa activa, adequada e eficazmente nas situações de conquista, no apoio à disputa, controlo, transmissão ou utilização directa da bola; Observa as situações e o portador da bola; Segue prontamente os pontapés e participa activa e adequadamente na disputa da bola. Pressiona o adversário; Varia adequadamente o tipo de defesa (individual, zona ou corredor, mista); participa activa, adequada e eficazmente na disputa da bola, nas situações de conquista; recoloca-se rapidamente na sequência de pontapés, participando activamente na disputa da bola Bitoque-Râguebi 4x4 a 7x7 Bitoque-Râguebi 6x6 a 8x8 Bitoque-Râguebi 7x7 a 10x10
  • 8. NI I E A Transpõe 3 bar., à altura mínima Ritmo de 3 passadas entre as barreiras Fluidez e coordenação geral, a corrida, a transposição e a receção. Acelera para a 1ª bar. Transpõe 3 bar., à altura adequada ao esc. etário Ritmo de 3 passadas com uma trajetória rasante “Ataca” a bar. longe com ext. da perna de ataque Afastamen to lateral da perna de impulsão Termina sem desaceleraç ão nítida Partida baixa com blocos de part. Acelera para a 1ª bar. Transpõe 3 a 5 bar., à altura adequad a ao esc. etário Ritmo de 3 passadas com uma trajetória rasante “Ataca” a bar. longe com ext. da perna de ataque Afastament o lateral da perna de impulsão envolvendo a bar. Termina à vel máxima Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 Coordenação técnica, fluidez e ritmo NÍVEIS INTRODUTÓRIO Turma : ELEMENTAR AVANÇADO Coordenação técnica, fluidez e ritmo Coordenação técnica, fluidez e ritmo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Ficha de observação ATLETISMO - BARREIRAS OBJETIVOS Indicadores de execução correta
  • 9. Ano Letivo ________/________ NI I E A Cor. de balanço de 5 a 8 pas. com impulsão numa zona de chamada Aceleração progressiva Extensão da perna de impulsão Elevação enérgica da coxa da perna livre e manutenção em elevação durante o voo Queda a pés juntos Cor. de balanço de 8 a 12 pas., com impulsão na tábua de chamada. Aceleração progressiva Extensão da perna de impulsão Elevação enérgica da coxa da perna livre e manutenção em elevação durante o voo “Puxa” a perna de impulsão para junto da perna livre na fase descendente do voo Toca o solo o mais longe possível, com flexão do tronco à frente. Cor. de balanço ajustada Impulsão na tábua de chamada Aumenta a cadência nas últimas passadas Extensão da perna de impulsão Elevação enérgica da coxa da perna livre e manutenção em elevação durante o voo “Puxa” as pernas e os braços para a frente e para baixo, na parte final de voo, inclinando o tronco à frente para receção na caixa de saltos Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Turma: NÍVEIS Ficha de observação ATLETISMO – SALTO EM COMPRIMENTO – Níveis dos programas Indicadores de execução correta OBJETIVOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS INTRODUTÓRIO ELEMENTAR AVANÇADO Técnica da passada Técnica da passada Técnica da passada
  • 10. Ano Letivo ________/________ NI I E A Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 OBJETIVOS Pegacorrectamentenopeso Empurraopesocom extensãototaldos segmentoseflexãodamão Deslizadecostas,rasanteao solo NÍVEIS Empurraoengenhoparaa frenteeparacima Preparaçãodecostasparaa zonadelançamento Realizaumlançamento,pelo menos,de4,5metros Mantémocotoveloafastado emrelaçãoaotronco Executaolançamentosem balanço,partindodeuma faseinicialdecostasparaa ELEMENTAR Realizaumlançamento,pelo menos,de5metros Rodaeavançaabaciado ladodopesocomextensão totaldaspernasedobraço Deslizacomoritmode apoios“curtoelongo” rasanteaosolo Realizaumlançamento,pelo menosde5,5metros AVANÇADO Empurraoengenhoparaa frenteeparacima Recuperaçãocomarápida trocadosapoios,ficandoem equilíbrio AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Turma: Ficha de observação ATLETISMO – LANÇAMENTO DO PESO – Níveis dos programas Pegacorretamentenopeso Mantémocotoveloalto, numângulode45ºem relaçãoaocorpo preparaçãodecostasparaa zonadelançamento,apoiado napernadafrente,como Rodaeavançaabaciado ladodopesocomextensão daperna INTRODUTÓRIO Mantémocotoveloafastado emrelaçãoaotronco Rodaeavançaabaciado ladodopesocomextensão daperna
  • 11. Turma : Ano Letivo ________/________ NI I E A Avião Rol fr eng Flex Rol ret ng AI c/ajuda Avião Rol fr enc Flex AI, rol fr Rol Ret Enc Roda Avião Salto de Mãos Rol fr saltado Flex AI, Rol fr Rol Ret AI Roda Rodada Salto de Carpa pr af Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 AVANÇADO OBJETIVOS Indicadores de execução correta Na avaliação inicial o aluno executa as habilidades técnicas: rolamento à frente engrupado, rolamento à retaguarda engrupado, pino com ajuda, roda. O nível de desempenho final é dado pela execução do exercício obrigatório (ver exercícios no PADEF) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Ficha de observação – SOLO - Níveis dos programas NÍVEIS INTRODUTÓRIO ELEMENTAR
  • 12. Ano Letivo ________/________ NI I E A NI I E AVANÇADO A ½ pirueta Salto engrupa do Carpa de pernas afastadas Pirueta Carpa de pernas unidas ¾ de mortal à frente com recepção dorsal num plano elevado Mortal à frente engrupado Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 Receção equilibrada. Receção equilibrada Receção equilibrada Receção equilibrada. Abertura cedo Extensão completa dos membros inferiores em relação ao tronco na abertura Ficha de observação - Plinto / Boque Ficha de observação - MiniTrampolim AVANÇADO INTRODUTÓRIO ELEMENTAR Indicadores de execução correta Transpõe o Boque / Plinto Receção equilibrada. 1º e 2º voo Recepção equilibrada. Receção equilibrada. 1º e 2º voo Queda Facial no Plinto Transversal Eixo no Boque/Plinto Transversal 1º e 2º voo Entre mãos no plinto longitudinal OBJETIVOS Eixo no Plinto Transversal AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Turma: NÍVEIS INTRODUTÓRIO ELEMENTAR
  • 13. Turma : Ano Letivo ________/________ NI I E A Marcha na ponta dos pés à frente e à frente ½ volta Salto em extensão Quatro Agachame nto Saída - Salto em extensão Entrada a um pé após chamada com o outro no reuther Deslocamento à fr e ret na ponta dos pés Agacham ento Salto em extensão com troca de pés Avião Saída com salto em extensão com ½ pirueta Entrada de eixo transversal com impulsão no reuther Rolamento à frente para pernas afastadas Pivot com balanço de uma perna Avião Salto de gato, salto de extensão Saída em rodada com apoio das mãos na extremidade Nº Nome 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 ELEMENTAR AVANÇADONÍVEIS Sem desequilíbrios nem movimentos parasitas Sem desequilíbrios nem movimentos parasitas Sem desequilíbrios nem movimentos parasitas AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS OBJETIVOS Indicadores de execução correta Ficha de observação – TRAVE - Níveis dos programas INTRODUTÓRIO
  • 14. Turma : Ano Letivo ________/________ Avançado Elementar Introdutório Nº Nome Par Par Par Trio Trio Quadra Obs Nível Indicadores de execução correta Coordenação Técnica, Correção, Fluidez. O nível avançado é executado com acompanhamento musical e realizado em exercício com 4 elementos de ligação.Constituição do Grupo 3 Pares - Dois Categoria C 2 Trios - Um Categoria C 1 Quadra - Categoria C 3 Pares - Um Categoria C 2 Trios - Um Categoria B 1 Quadra - Categoria B 3 Pares - Categoria A 2 Trios - Categoria A 1 Quadra - Categoria A NÍVEIS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Ficha de observação – ACROBÁTICA - Níveis dos programas