SlideShare uma empresa Scribd logo
Unidades de
conservação
na Amazônia
“A criação de uma
área protegida é
uma confissão de
suicídio. Uma
sociedade que
precisa proteger
a natureza de si
mesma não pode
estar certa.”
O que são UCs?
⊱ As unidades de conservação ambiental são
espaços geralmente formados por áreas
contínuas, institucionalizados com o objetivo
de preservar e conservar a flora, a fauna, os
recursos hídricos, as características
geológicas, culturais, as belezas naturais,
recuperar ecossistemas degradados,
promover o desenvolvimento sustentável,
entre outros fatores que contribuem para a
preservação ambiental.
⊱ A criação dessas unidades de conservação
é de fundamental importância para a
preservação dos ecossistemas, proporcionado
pesquisas científicas, manejo e educação
ambiental na busca pela conservação do meio
ambiente.
⊱ Atualmente o Brasil possui 728 unidades de
conservação, sendo que existem diferentes
tipos de unidades, cada uma recebendo
classificação de acordo com suas
características e objetivos a serem atingidos.
Essas unidades podem ser destinadas à
exploração sustentável de recursos naturais,
preservação total do ecossistema, realização
de pesquisas, visitação para promover a
educação ambiental etc.
⊱ Elas são classificadas como:
 Parques Nacionais;
 Reservas Biológicas;
 Reservas Ecológicas;
 Estações Ecológicas;
 Áreas de Proteção Ambiental;
 Áreas de Relevante Interesse Ecológico;
 Floresta Nacional;
 Reserva Extrativista;
 Refúgio de Vida Silvestre;
 Reserva da Fauna;
 Reserva de Desenvolvimento Sustentável;
 Reserva Particular do Patrimônio Natural.
Hoje, 6,96% da Amazônia brasileira está
protegida dentro de UCs de Proteção
Integral – principalmente em Parques
Nacionais, Reservas Biológicas e Estações
Ecológicas - e outros 13% da floresta se
encontram dentro de UCs de Uso
Sustentável, como Reservas Extrativistas e
Florestas Nacionais, entre outras categorias.
Unidades de conservação na amazônia
A Floresta Nacional do Tapajós
⊱ A Floresta Nacional do Tapajós é uma
importante unidade de conservação da natureza
localizada na Amazônia, mais precisamente às
margens do Rio Tapajós, na região do estado do
Pará.
⊱ Criada em 1974, a Floresta Nacional do Tapajós
é a unidade de conservação federal que mais
abriga pesquisa científica no Bioma Amazônia – 91
pesquisas em 2012 (SISBIO, 2012). Com
aproximadamente 527.000 hectares – mais de 150
quilômetros de praias – a unidade apresenta
grande diversidade de paisagens: rios, lagos,
alagados, terra firme, morros, planaltos, floresta,
⊱ A cobertura florestal fortemente preservada,
o Rio Tapajós com suas águas verdes e
mornas, e a enorme beleza cênica da região
tornam Floresta Nacional do Tapajós uma das
unidades de conservação mais visitadas na
região norte do Brasil.
⊱ Além das qualidades ambientais a Floresta
Nacional do Tapajós também apresenta
expressiva riqueza sociocultural, representada
por aproximadamente 500 indígenas da Etnia
Munduruku, divididos em
três aldeias – Bragança,
Marituba e Takuara. Essa
riqueza cultural também é
representada pelos mais de
3000 moradores
tradicionais – populações
ribeirinhas com hábitos culturais
próprios – que vivem em 23
comunidades na região, desde
antes da criação da unidade.
Área de Proteção Ambiental:
Arquipélago do Marajó
⊱ A Área de Proteção Ambiental do Arquipélago do
Marajó é a maior unidade de conservação do estado
do Pará, com 5.500.000 hectares ou 55.000
quilômetros quadrados, e também considerada a
maior unidade de preservação do Brasil. O limite da
área é com o oceano Atlântico, o rio Amazonas e a
baía do Marajó .
⊱ Ilha de Marajó tem cerca de 42 mil quilômetros
quadrados e é a maior ilha fluvial do mundo, que se
estende desde a foz do rio Amazonas, entre a Linha
do Equador e o Oceano Atlântico, com a subdivisão
política em dezesseis municípios.
⊱ São cerca de 2 500 ilhas e ilhotas periféricas
espalhadas por todos os meandros insulares e
flancos de contorno da Ilha de Marajó, pertencentes
a jurisdições geopolíticas de diversos municípios
marajoaras e estuarinos continentais da periferia do
Delta, sendo 46 ilhas de tamanhos grandes e
médios.
Desafios enfrentados pelas UCs
⊱ O desmatamento predatório ainda é a ameaça mais
temerária que paira sobre as Unidades de Conservação
da Amazônia. A exploração madeireira e a pecuária
ilegais mostram-se como atividades determinantes neste
processo e responsáveis pela indução de uma série de
outros processos degenerativos, como a
descaracterização ambiental, perda da qualidade de
vida e aumento da violência.
Unidades de conservação na amazônia
⊱ Ao mesmo tempo em que o país coloca em marcha o
plano de ocupação hidrelétrica dos rios amazônicos,
fundamental para saciar a sede de energia de uma
economia cada vez mais fundamentada na exportação
de produtos primários ou semielaborados, estes
notoriamente intensivos no uso de energia, é também
implementada uma ambiciosa política de conservação
da biodiversidade nessa mesma região.
⊱ Percebe-se, portanto, uma nítida disputa entre duas
políticas de grande importância para a vida nacional: a
de produção de energia e a de proteção da
biodiversidade. Ambas centraram seus planos de
expansão sobre a região amazônica, em alguma medida
pelas mesmas razões (esgotamento de áreas
aproveitáveis no centro-sul do país, grande
disponibilidade de terras públicas, existência de grandes
“jazidas” intocadas), embora com objetivos
diametralmente opostos.
⊱ O garimpo na Amazônia representa uma importante
fonte de renda e de geração de riqueza, muitas vezes,
desrespeitosa com a natureza. Na cidade de Itaituba,
por exemplo, a atividade ligada à mineração existe
desde os anos 1950, atualmente, o garimpo
corresponde a 60% do PIB da cidade. A atividade gerou
degradação do meio ambiente, erosão do solo e
assoreamento do leito de igarapés. Além do impacto que
a exploração causa ao solo e ao ecossistema envolvido,
a corrida pelo “ouro” causa a ocupação humana
desordenada, gerando acúmulo de lixo e doenças.
Autor:
Vítor Oliveira

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mata atlântica
Mata atlânticaMata atlântica
Mata atlântica
Edmar Souza
 
Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
Rodrigo Pavesi
 
O cerrado
O cerradoO cerrado
O cerrado
David Cavalcante
 
Aula Unidades de Conservação
Aula Unidades de ConservaçãoAula Unidades de Conservação
Aula Unidades de Conservação
Diego Igawa
 
Amazônia
AmazôniaAmazônia
Amazônia
Edmar Souza
 
Bacias hidrográficas
Bacias hidrográficasBacias hidrográficas
Bacias hidrográficas
João José Ferreira Tojal
 
Bioma da Caatinga - Completo
Bioma da Caatinga - CompletoBioma da Caatinga - Completo
Bioma da Caatinga - Completo
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
Professor
 
Saneamento básico
Saneamento básicoSaneamento básico
Saneamento básico
ThaisRocha05
 
Palestra unidades de conservação
Palestra unidades de conservaçãoPalestra unidades de conservação
Palestra unidades de conservação
Cristy Handson
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Amazônia o desenvolvimento sustentavel
Amazônia o desenvolvimento sustentavelAmazônia o desenvolvimento sustentavel
Amazônia o desenvolvimento sustentavel
Vy Oly
 
Vegetação Brasileira
Vegetação BrasileiraVegetação Brasileira
Vegetação Brasileira
Cleber Reis
 
Geografia do Marahão
Geografia do MarahãoGeografia do Marahão
Geografia do Marahão
Adilson P Motta Motta
 
Aula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisAula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos Ambientais
Carlos Priante
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
Prof.Paulo/geografia
 
A água slide
A água slideA água slide
A água slide
kelrryma
 
Biomas - resumo
Biomas - resumoBiomas - resumo
Biomas - resumo
Estude Mais
 
A Bacia Amazônica
 A Bacia Amazônica A Bacia Amazônica
A Bacia Amazônica
Joemille Leal
 
Impacto ambiental
Impacto ambientalImpacto ambiental
Impacto ambiental
Jaqueline Fernandes
 

Mais procurados (20)

Mata atlântica
Mata atlânticaMata atlântica
Mata atlântica
 
Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
 
O cerrado
O cerradoO cerrado
O cerrado
 
Aula Unidades de Conservação
Aula Unidades de ConservaçãoAula Unidades de Conservação
Aula Unidades de Conservação
 
Amazônia
AmazôniaAmazônia
Amazônia
 
Bacias hidrográficas
Bacias hidrográficasBacias hidrográficas
Bacias hidrográficas
 
Bioma da Caatinga - Completo
Bioma da Caatinga - CompletoBioma da Caatinga - Completo
Bioma da Caatinga - Completo
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
 
Saneamento básico
Saneamento básicoSaneamento básico
Saneamento básico
 
Palestra unidades de conservação
Palestra unidades de conservaçãoPalestra unidades de conservação
Palestra unidades de conservação
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
 
Amazônia o desenvolvimento sustentavel
Amazônia o desenvolvimento sustentavelAmazônia o desenvolvimento sustentavel
Amazônia o desenvolvimento sustentavel
 
Vegetação Brasileira
Vegetação BrasileiraVegetação Brasileira
Vegetação Brasileira
 
Geografia do Marahão
Geografia do MarahãoGeografia do Marahão
Geografia do Marahão
 
Aula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisAula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos Ambientais
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
A água slide
A água slideA água slide
A água slide
 
Biomas - resumo
Biomas - resumoBiomas - resumo
Biomas - resumo
 
A Bacia Amazônica
 A Bacia Amazônica A Bacia Amazônica
A Bacia Amazônica
 
Impacto ambiental
Impacto ambientalImpacto ambiental
Impacto ambiental
 

Destaque

SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
Leandro A. Machado de Moura
 
Gestão de Unidades de Conservação
Gestão de Unidades de ConservaçãoGestão de Unidades de Conservação
Gestão de Unidades de Conservação
Urialisson Queiroz
 
Floresta Amazônica
Floresta AmazônicaFloresta Amazônica
Floresta Amazônica
Maria Olandina Machado
 
A conservação do cerrado com imagens
A conservação do cerrado com imagensA conservação do cerrado com imagens
A conservação do cerrado com imagens
Uelson E E
 
Ciencias 5ª série vol 1
Ciencias 5ª série vol 1Ciencias 5ª série vol 1
Ciencias 5ª série vol 1
nicholasfavaro
 
Ecologia - Bioma Amazônia
Ecologia - Bioma AmazôniaEcologia - Bioma Amazônia
Ecologia - Bioma Amazônia
Bruno Anacleto
 
Unidades de Conservação de Carajás e Floresta nacional de Carajás
Unidades de Conservação de Carajás e Floresta nacional de CarajásUnidades de Conservação de Carajás e Floresta nacional de Carajás
Unidades de Conservação de Carajás e Floresta nacional de Carajás
Adilson P Motta Motta
 
Núcleos de Conservação e Sustentabilidade - Fundação Amazonas Sustentável
Núcleos de Conservação e Sustentabilidade - Fundação Amazonas SustentávelNúcleos de Conservação e Sustentabilidade - Fundação Amazonas Sustentável
Núcleos de Conservação e Sustentabilidade - Fundação Amazonas Sustentável
fasamazonas
 
Task2 sr
Task2 srTask2 sr
Consema 26 04 (1)
Consema 26 04 (1)Consema 26 04 (1)
Consema 26 04 (1)
Projeto Golfinho Rotador
 
Plano de trabalho - plano de manejo
Plano de trabalho - plano de manejoPlano de trabalho - plano de manejo
Plano de trabalho - plano de manejo
CBH Rio das Velhas
 
Guillermo estupinan ceuc
Guillermo estupinan   ceucGuillermo estupinan   ceuc
Guillermo estupinan ceuc
theREDDdesk
 
Artigo 36 do cpp
Artigo 36 do cppArtigo 36 do cpp
Artigo 36 do cpp
Urbano Felix Pugliese
 
Sistema nacional de unidades de conservação
Sistema nacional de unidades de conservaçãoSistema nacional de unidades de conservação
Sistema nacional de unidades de conservação
guest0a95ab
 
Populações humanas e ambiente
Populações humanas e ambientePopulações humanas e ambiente
Populações humanas e ambiente
unesp
 
Rede Hidrográfica da Serra do Cabral
Rede Hidrográfica da Serra do CabralRede Hidrográfica da Serra do Cabral
Rede Hidrográfica da Serra do Cabral
CBH Rio das Velhas
 
Corredores ecológicos Serra do Cabral
Corredores ecológicos Serra do CabralCorredores ecológicos Serra do Cabral
Corredores ecológicos Serra do Cabral
CBH Rio das Velhas
 
SNUC 2 - Pontos relevantes
SNUC 2 - Pontos relevantes SNUC 2 - Pontos relevantes
SNUC 2 - Pontos relevantes
Leandro A. Machado de Moura
 
Lei 9985 2000 - snuc
Lei 9985   2000 - snucLei 9985   2000 - snuc
Lei 9985 2000 - snuc
João Alfredo Telles Melo
 
Monumentos naturais do brasil
Monumentos naturais do brasilMonumentos naturais do brasil
Monumentos naturais do brasil
Maria Salete Rios
 

Destaque (20)

SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
 
Gestão de Unidades de Conservação
Gestão de Unidades de ConservaçãoGestão de Unidades de Conservação
Gestão de Unidades de Conservação
 
Floresta Amazônica
Floresta AmazônicaFloresta Amazônica
Floresta Amazônica
 
A conservação do cerrado com imagens
A conservação do cerrado com imagensA conservação do cerrado com imagens
A conservação do cerrado com imagens
 
Ciencias 5ª série vol 1
Ciencias 5ª série vol 1Ciencias 5ª série vol 1
Ciencias 5ª série vol 1
 
Ecologia - Bioma Amazônia
Ecologia - Bioma AmazôniaEcologia - Bioma Amazônia
Ecologia - Bioma Amazônia
 
Unidades de Conservação de Carajás e Floresta nacional de Carajás
Unidades de Conservação de Carajás e Floresta nacional de CarajásUnidades de Conservação de Carajás e Floresta nacional de Carajás
Unidades de Conservação de Carajás e Floresta nacional de Carajás
 
Núcleos de Conservação e Sustentabilidade - Fundação Amazonas Sustentável
Núcleos de Conservação e Sustentabilidade - Fundação Amazonas SustentávelNúcleos de Conservação e Sustentabilidade - Fundação Amazonas Sustentável
Núcleos de Conservação e Sustentabilidade - Fundação Amazonas Sustentável
 
Task2 sr
Task2 srTask2 sr
Task2 sr
 
Consema 26 04 (1)
Consema 26 04 (1)Consema 26 04 (1)
Consema 26 04 (1)
 
Plano de trabalho - plano de manejo
Plano de trabalho - plano de manejoPlano de trabalho - plano de manejo
Plano de trabalho - plano de manejo
 
Guillermo estupinan ceuc
Guillermo estupinan   ceucGuillermo estupinan   ceuc
Guillermo estupinan ceuc
 
Artigo 36 do cpp
Artigo 36 do cppArtigo 36 do cpp
Artigo 36 do cpp
 
Sistema nacional de unidades de conservação
Sistema nacional de unidades de conservaçãoSistema nacional de unidades de conservação
Sistema nacional de unidades de conservação
 
Populações humanas e ambiente
Populações humanas e ambientePopulações humanas e ambiente
Populações humanas e ambiente
 
Rede Hidrográfica da Serra do Cabral
Rede Hidrográfica da Serra do CabralRede Hidrográfica da Serra do Cabral
Rede Hidrográfica da Serra do Cabral
 
Corredores ecológicos Serra do Cabral
Corredores ecológicos Serra do CabralCorredores ecológicos Serra do Cabral
Corredores ecológicos Serra do Cabral
 
SNUC 2 - Pontos relevantes
SNUC 2 - Pontos relevantes SNUC 2 - Pontos relevantes
SNUC 2 - Pontos relevantes
 
Lei 9985 2000 - snuc
Lei 9985   2000 - snucLei 9985   2000 - snuc
Lei 9985 2000 - snuc
 
Monumentos naturais do brasil
Monumentos naturais do brasilMonumentos naturais do brasil
Monumentos naturais do brasil
 

Semelhante a Unidades de conservação na amazônia

Os biomas brasileiros ......
Os biomas brasileiros ......Os biomas brasileiros ......
Os biomas brasileiros ......
Anacleto Damiani
 
Apresentação do PowerPoint.pdf
Apresentação do PowerPoint.pdfApresentação do PowerPoint.pdf
Apresentação do PowerPoint.pdf
CacauMoreno2
 
1 c i_hotspots
1 c i_hotspots1 c i_hotspots
1 c i_hotspots
Tatiana Santos
 
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptxBiomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
ClaudioAdriano4
 
Subdivisão Regional da Amazônia
Subdivisão Regional da Amazônia Subdivisão Regional da Amazônia
Subdivisão Regional da Amazônia
Laisa Cabral Caetano
 
Mata Atlântica 
Mata Atlântica Mata Atlântica 
Mata Atlântica 
João M Brisac
 
Conservação no brasil
Conservação  no brasilConservação  no brasil
Conservação no brasil
Wallace Soares Cocati
 
Tc bio
Tc bioTc bio
Unidades de Conservação Ambiental.pptx
Unidades de Conservação Ambiental.pptxUnidades de Conservação Ambiental.pptx
Unidades de Conservação Ambiental.pptx
rickriordan
 
Uc's - Unidades de conservação
Uc's - Unidades de conservação Uc's - Unidades de conservação
Uc's - Unidades de conservação
Jhoony Larrye
 
Pode ser config. --chapada dos veadeiros – cavalcante-go
Pode ser config.  --chapada dos veadeiros –  cavalcante-goPode ser config.  --chapada dos veadeiros –  cavalcante-go
Pode ser config. --chapada dos veadeiros – cavalcante-go
olecramsepol
 
Reserva Florestal Ingazeira - Proposta de Conservação da Biodiversidade e Val...
Reserva Florestal Ingazeira - Proposta de Conservação da Biodiversidade e Val...Reserva Florestal Ingazeira - Proposta de Conservação da Biodiversidade e Val...
Reserva Florestal Ingazeira - Proposta de Conservação da Biodiversidade e Val...
Benito Fernandez Mera
 
Biodiversidade - Biomas Brasileiros
Biodiversidade - Biomas BrasileirosBiodiversidade - Biomas Brasileiros
Biodiversidade - Biomas Brasileiros
Angelita Silva
 
Dia da amazônia 5 09
Dia da amazônia 5 09Dia da amazônia 5 09
Dia da amazônia 5 09
Atividades Diversas Cláudia
 
Bioma Savana slide.pptx
Bioma Savana slide.pptxBioma Savana slide.pptx
Bioma Savana slide.pptx
ssuser3f56cf
 
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambienteatlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
eliezerconceicao
 
PARQUE ESTADUAL DA PEDRA SELADA - Audiência Pública
PARQUE ESTADUAL DA PEDRA SELADA - Audiência PúblicaPARQUE ESTADUAL DA PEDRA SELADA - Audiência Pública
PARQUE ESTADUAL DA PEDRA SELADA - Audiência Pública
Fernando Lemos
 
Conservação da biodiversidade.pptx
Conservação da biodiversidade.pptxConservação da biodiversidade.pptx
Conservação da biodiversidade.pptx
FelipeBarros13693
 
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
EcoHospedagem
 
Chamada para o manifesto sueste
Chamada para o manifesto suesteChamada para o manifesto sueste
Chamada para o manifesto sueste
Projeto Golfinho Rotador
 

Semelhante a Unidades de conservação na amazônia (20)

Os biomas brasileiros ......
Os biomas brasileiros ......Os biomas brasileiros ......
Os biomas brasileiros ......
 
Apresentação do PowerPoint.pdf
Apresentação do PowerPoint.pdfApresentação do PowerPoint.pdf
Apresentação do PowerPoint.pdf
 
1 c i_hotspots
1 c i_hotspots1 c i_hotspots
1 c i_hotspots
 
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptxBiomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
 
Subdivisão Regional da Amazônia
Subdivisão Regional da Amazônia Subdivisão Regional da Amazônia
Subdivisão Regional da Amazônia
 
Mata Atlântica 
Mata Atlântica Mata Atlântica 
Mata Atlântica 
 
Conservação no brasil
Conservação  no brasilConservação  no brasil
Conservação no brasil
 
Tc bio
Tc bioTc bio
Tc bio
 
Unidades de Conservação Ambiental.pptx
Unidades de Conservação Ambiental.pptxUnidades de Conservação Ambiental.pptx
Unidades de Conservação Ambiental.pptx
 
Uc's - Unidades de conservação
Uc's - Unidades de conservação Uc's - Unidades de conservação
Uc's - Unidades de conservação
 
Pode ser config. --chapada dos veadeiros – cavalcante-go
Pode ser config.  --chapada dos veadeiros –  cavalcante-goPode ser config.  --chapada dos veadeiros –  cavalcante-go
Pode ser config. --chapada dos veadeiros – cavalcante-go
 
Reserva Florestal Ingazeira - Proposta de Conservação da Biodiversidade e Val...
Reserva Florestal Ingazeira - Proposta de Conservação da Biodiversidade e Val...Reserva Florestal Ingazeira - Proposta de Conservação da Biodiversidade e Val...
Reserva Florestal Ingazeira - Proposta de Conservação da Biodiversidade e Val...
 
Biodiversidade - Biomas Brasileiros
Biodiversidade - Biomas BrasileirosBiodiversidade - Biomas Brasileiros
Biodiversidade - Biomas Brasileiros
 
Dia da amazônia 5 09
Dia da amazônia 5 09Dia da amazônia 5 09
Dia da amazônia 5 09
 
Bioma Savana slide.pptx
Bioma Savana slide.pptxBioma Savana slide.pptx
Bioma Savana slide.pptx
 
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambienteatlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
 
PARQUE ESTADUAL DA PEDRA SELADA - Audiência Pública
PARQUE ESTADUAL DA PEDRA SELADA - Audiência PúblicaPARQUE ESTADUAL DA PEDRA SELADA - Audiência Pública
PARQUE ESTADUAL DA PEDRA SELADA - Audiência Pública
 
Conservação da biodiversidade.pptx
Conservação da biodiversidade.pptxConservação da biodiversidade.pptx
Conservação da biodiversidade.pptx
 
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
 
Chamada para o manifesto sueste
Chamada para o manifesto suesteChamada para o manifesto sueste
Chamada para o manifesto sueste
 

Mais de Universidade Federal Rural da Amazônia

Papa francisco
Papa franciscoPapa francisco
Seminário sobre a amazônia.
Seminário sobre a amazônia.Seminário sobre a amazônia.
Seminário sobre a amazônia.
Universidade Federal Rural da Amazônia
 
Las 10 revoluciones tecnológicas de 2013
Las 10 revoluciones tecnológicas de 2013Las 10 revoluciones tecnológicas de 2013
Las 10 revoluciones tecnológicas de 2013
Universidade Federal Rural da Amazônia
 
Parque guell
Parque guellParque guell
Formação do espaço brasileiro
Formação do espaço brasileiroFormação do espaço brasileiro
Formação do espaço brasileiro
Universidade Federal Rural da Amazônia
 
Mundo grego-2013-slides-ho1
Mundo grego-2013-slides-ho1Mundo grego-2013-slides-ho1
Mundo grego-2013-slides-ho1
Universidade Federal Rural da Amazônia
 
União Europeia
União EuropeiaUnião Europeia
Guerra do Iraque
Guerra do IraqueGuerra do Iraque
Terapia gênica
Terapia gênicaTerapia gênica

Mais de Universidade Federal Rural da Amazônia (9)

Papa francisco
Papa franciscoPapa francisco
Papa francisco
 
Seminário sobre a amazônia.
Seminário sobre a amazônia.Seminário sobre a amazônia.
Seminário sobre a amazônia.
 
Las 10 revoluciones tecnológicas de 2013
Las 10 revoluciones tecnológicas de 2013Las 10 revoluciones tecnológicas de 2013
Las 10 revoluciones tecnológicas de 2013
 
Parque guell
Parque guellParque guell
Parque guell
 
Formação do espaço brasileiro
Formação do espaço brasileiroFormação do espaço brasileiro
Formação do espaço brasileiro
 
Mundo grego-2013-slides-ho1
Mundo grego-2013-slides-ho1Mundo grego-2013-slides-ho1
Mundo grego-2013-slides-ho1
 
União Europeia
União EuropeiaUnião Europeia
União Europeia
 
Guerra do Iraque
Guerra do IraqueGuerra do Iraque
Guerra do Iraque
 
Terapia gênica
Terapia gênicaTerapia gênica
Terapia gênica
 

Último

A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 

Último (20)

A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 

Unidades de conservação na amazônia

  • 1. Unidades de conservação na Amazônia “A criação de uma área protegida é uma confissão de suicídio. Uma sociedade que precisa proteger a natureza de si mesma não pode estar certa.”
  • 2. O que são UCs? ⊱ As unidades de conservação ambiental são espaços geralmente formados por áreas contínuas, institucionalizados com o objetivo de preservar e conservar a flora, a fauna, os recursos hídricos, as características geológicas, culturais, as belezas naturais, recuperar ecossistemas degradados, promover o desenvolvimento sustentável, entre outros fatores que contribuem para a preservação ambiental.
  • 3. ⊱ A criação dessas unidades de conservação é de fundamental importância para a preservação dos ecossistemas, proporcionado pesquisas científicas, manejo e educação ambiental na busca pela conservação do meio ambiente.
  • 4. ⊱ Atualmente o Brasil possui 728 unidades de conservação, sendo que existem diferentes tipos de unidades, cada uma recebendo classificação de acordo com suas características e objetivos a serem atingidos. Essas unidades podem ser destinadas à exploração sustentável de recursos naturais, preservação total do ecossistema, realização de pesquisas, visitação para promover a educação ambiental etc.
  • 5. ⊱ Elas são classificadas como:  Parques Nacionais;  Reservas Biológicas;  Reservas Ecológicas;  Estações Ecológicas;  Áreas de Proteção Ambiental;  Áreas de Relevante Interesse Ecológico;  Floresta Nacional;  Reserva Extrativista;  Refúgio de Vida Silvestre;  Reserva da Fauna;  Reserva de Desenvolvimento Sustentável;  Reserva Particular do Patrimônio Natural.
  • 6. Hoje, 6,96% da Amazônia brasileira está protegida dentro de UCs de Proteção Integral – principalmente em Parques Nacionais, Reservas Biológicas e Estações Ecológicas - e outros 13% da floresta se encontram dentro de UCs de Uso Sustentável, como Reservas Extrativistas e Florestas Nacionais, entre outras categorias.
  • 8. A Floresta Nacional do Tapajós ⊱ A Floresta Nacional do Tapajós é uma importante unidade de conservação da natureza localizada na Amazônia, mais precisamente às margens do Rio Tapajós, na região do estado do Pará. ⊱ Criada em 1974, a Floresta Nacional do Tapajós é a unidade de conservação federal que mais abriga pesquisa científica no Bioma Amazônia – 91 pesquisas em 2012 (SISBIO, 2012). Com aproximadamente 527.000 hectares – mais de 150 quilômetros de praias – a unidade apresenta grande diversidade de paisagens: rios, lagos, alagados, terra firme, morros, planaltos, floresta,
  • 9. ⊱ A cobertura florestal fortemente preservada, o Rio Tapajós com suas águas verdes e mornas, e a enorme beleza cênica da região tornam Floresta Nacional do Tapajós uma das unidades de conservação mais visitadas na região norte do Brasil.
  • 10. ⊱ Além das qualidades ambientais a Floresta Nacional do Tapajós também apresenta expressiva riqueza sociocultural, representada por aproximadamente 500 indígenas da Etnia Munduruku, divididos em três aldeias – Bragança, Marituba e Takuara. Essa riqueza cultural também é representada pelos mais de 3000 moradores tradicionais – populações ribeirinhas com hábitos culturais próprios – que vivem em 23 comunidades na região, desde antes da criação da unidade.
  • 11. Área de Proteção Ambiental: Arquipélago do Marajó ⊱ A Área de Proteção Ambiental do Arquipélago do Marajó é a maior unidade de conservação do estado do Pará, com 5.500.000 hectares ou 55.000 quilômetros quadrados, e também considerada a maior unidade de preservação do Brasil. O limite da área é com o oceano Atlântico, o rio Amazonas e a baía do Marajó . ⊱ Ilha de Marajó tem cerca de 42 mil quilômetros quadrados e é a maior ilha fluvial do mundo, que se estende desde a foz do rio Amazonas, entre a Linha do Equador e o Oceano Atlântico, com a subdivisão política em dezesseis municípios.
  • 12. ⊱ São cerca de 2 500 ilhas e ilhotas periféricas espalhadas por todos os meandros insulares e flancos de contorno da Ilha de Marajó, pertencentes a jurisdições geopolíticas de diversos municípios marajoaras e estuarinos continentais da periferia do Delta, sendo 46 ilhas de tamanhos grandes e médios.
  • 13. Desafios enfrentados pelas UCs ⊱ O desmatamento predatório ainda é a ameaça mais temerária que paira sobre as Unidades de Conservação da Amazônia. A exploração madeireira e a pecuária ilegais mostram-se como atividades determinantes neste processo e responsáveis pela indução de uma série de outros processos degenerativos, como a descaracterização ambiental, perda da qualidade de vida e aumento da violência.
  • 15. ⊱ Ao mesmo tempo em que o país coloca em marcha o plano de ocupação hidrelétrica dos rios amazônicos, fundamental para saciar a sede de energia de uma economia cada vez mais fundamentada na exportação de produtos primários ou semielaborados, estes notoriamente intensivos no uso de energia, é também implementada uma ambiciosa política de conservação da biodiversidade nessa mesma região.
  • 16. ⊱ Percebe-se, portanto, uma nítida disputa entre duas políticas de grande importância para a vida nacional: a de produção de energia e a de proteção da biodiversidade. Ambas centraram seus planos de expansão sobre a região amazônica, em alguma medida pelas mesmas razões (esgotamento de áreas aproveitáveis no centro-sul do país, grande disponibilidade de terras públicas, existência de grandes “jazidas” intocadas), embora com objetivos diametralmente opostos.
  • 17. ⊱ O garimpo na Amazônia representa uma importante fonte de renda e de geração de riqueza, muitas vezes, desrespeitosa com a natureza. Na cidade de Itaituba, por exemplo, a atividade ligada à mineração existe desde os anos 1950, atualmente, o garimpo corresponde a 60% do PIB da cidade. A atividade gerou degradação do meio ambiente, erosão do solo e assoreamento do leito de igarapés. Além do impacto que a exploração causa ao solo e ao ecossistema envolvido, a corrida pelo “ouro” causa a ocupação humana desordenada, gerando acúmulo de lixo e doenças.