SlideShare uma empresa Scribd logo
Noções Básicas de
Informática e Internet
  Marcel Caraciolo / Germano Crispim




                            Introdução à Informática - 2010.1
Roteiro

• Por que importa ?
• História de Rede de Computadores
• Noções básicas de Internet
• Ferramentas úteis para Internet
• Turismo/Hotelaria auxiliada pela internet
                               Introdução à Informática - 2010.1
Por que importa ?

“A informação tem uma grande importância para a hotelaria.
             Ela é a força primordial do setor.
     Todos que vão sair para uma viagem necessitam de
  informações para ajudá-los a planejar e fazer escolhas, à
medida que aumenta a tendência no sentido de viagens mais
           independentes. (O’CONNOR 2001)
              Fonte: http://www.slideshare.net/blogandoturismo/o-uso-da-internet-na-hotelaria




                                                                                    Introdução à Informática - 2010.1
Por que importa ?

“A familiaridade com a tecnologia vai conduzindo esses novos
   consumidores a confiarem mais nesse tipo de transação.
   Quanto mais tempo uma pesssoa tem de experiência na
  rede, mais corajosa ela vai ficando e, com isso, tendendo a
     experimentar mais e, consequentemente sendo mais
          fiel.” (CATALANI e KISCHINEVSKY, 2004)

                  Fonte: http://www.slideshare.net/blogandoturismo/o-uso-da-internet-na-hotelaria




                                                                                 Introdução à Informática - 2010.1
Por que importa ?




                Introdução à Informática - 2010.1
História de Rede de Computadores

• Internet




                        Introdução à Informática - 2010.1
História de Rede de Computadores


• Internet
    Década de 60
    Departamento Defesa dos EUA
    ARPANET - 1969
    Década de 70 – Universidades




                               Introdução à Informática - 2010.1
História de Rede de Computadores


• Internet
   Meios de transmissão
    Cabo telefônico
    Cabo de TV
    Fibra Ótica
    Ar..


                          Introdução à Informática - 2010.1
História de Rede de Computadores


• Internet agora até nos dispositivos móveis!




                               Introdução à Informática - 2010.1
Noções básicas para Internet

!!   Tim Berners Lee (CERN, Suíça)
!!   Documentos multimídia e hipertextuais
!!   Multimídia : texto, vídeo, imagem e áudio
!!   Hipertexto : links
!!   Multimídia + Hipertexto = Hipermídia
!!   Linguagem : HTML




                                           Introdução à Informática - 2010.1
Noções básicas para Internet

!! Ferramenta de navegação : Browser (Internet Explorer,
   Netscape ...)
!! Utilidade da WWW
    "! Acadêmica
    "! Comercial
    "! Troca de informações
    "! Download
    "! Lazer
    "! e muitas outras ...




                                        Introdução à Informática - 2010.1
World Wide Web
!! Natureza da organização :                          !!   País :
    .com = comercial                                        .ar = Argentina
    .edu = educacional                                      .au = Austrália
    .gov = governamental                                    .br = Brasil
    .mil = militar                                          .ca = Canadá
    .net = provedor                                         .de = Alemanha
    .org = organizações (geralmente sem fins lucrativos)    .fr = França
                                                            .pt = Portugal
                                                            .jp = Japão
                                                            .us = Estados Unidos (raro)
                                                            .uk = Reino Unid


  URL (Exemplo): http://www.turismo.gov.br
                                                           Introdução à Informática - 2010.1
Noções básicas para Internet

       • Browser: Ferramenta para Navegação



http://br.mozdev.org/                                                  http://www.google.com.br/chrome

                    http://www.microsoft.com/brasil/windows/internet-explorer/



                                                                      Introdução à Informática - 2010.1
Noções básicas para Internet


• E-mail: Seu correio eletrônico para troca de
  mensagens
 •   Webmail : Seu cliente de e-mail disponível na web!




                                         Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas básicas para Internet


• Google
   Nome da empresa que criou e mantém
   o maior site de busca da internet, o
   Google Search

   Projeto de doutorado dos estudantes
   Larry Page e Sergey Brin da
   Universidade de Stanford em 1996.

                               Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas básicas para Internet


• Google
    O nome Google foi escolhido por causa
    da expressão googol, que representa o
    número 1 seguido de 100 zeros, para
    demonstrar assim a imensidão da Web.




                                Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas básicas para Internet


• Google
    Tipos de Pesquisa
        !!   Imagens
        !!   Notícias
        !!   Iipos de documentos
        !!   Mapas – Satélite
        !!   Blogs
        !!   Livros


                                   Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

• Google




                           Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

• Até conversões numéricas!




                              Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

• Blogs: Publicação de conteúdo na Web




                                                      http://blog.mundi.com.br/


              http://blogger.com e http://wordpress.com


                                          Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

• RSS: Acompanhe outros blogs também!




              http://www.google.com.br/reader/view/
                                       Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

• Twitter (Microblogging)




                 http://twitter.com/MTurismo


                                Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

• Redes Sociais - Orkut, Facebook, etc.




    http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=41137

                                             Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

  • Redes Sociais - Orkut, Facebook, etc.




http://pt-br.facebook.com/pages/Sao-Paulo-Brazil/Interpoint-Viagens-e-Turismo/51883069465
                                                          Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

• Flickr, Google Earth, Youtube...




                           Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

• Um guia turístico em suas mãos




                http://wikitravel.org/
                              Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

   • Converse com seus clientes...




http://www.google.com/talk/intl/pt-BR/   http://www.windowslive.com.br



                                                    Introdução à Informática - 2010.1
Ferramentas úteis para Internet

• Gerencie seus negócios...




               http://docs.google.com/



                                         Introdução à Informática - 2010.1
Turismo e Hotelaria auxiliado pela internet



•   Baixo custo

•   Atingir um mercado não explorado

•   Feedback em tempo real

•   Teste de produtos: Imagem

•   Novos canais de comercialização


                                 Introdução à Informática - 2010.1
Turismo e Hotelaria auxiliado pela internet




                          Introdução à Informática - 2010.1
Turismo e Hotelaria auxiliado pela internet


  !"#$%&#'
    ''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''()*+#,-#'




         ''           '          ''''''
      '''''''''''''''''''''''''''''./0*"#-#'



                                                      Introdução à Informática - 2010.1
Turismo e Hotelaria auxiliado pela internet




                          Introdução à Informática - 2010.1
Turismo e Hotelaria auxiliado pela internet




          http://www.revistaturismo.com.br/index.htm


                                              Introdução à Informática - 2010.1
Futuro ?! Convergência para mobilidade.




                        Introdução à Informática - 2010.1
Dúvidas ?! Sugestões?! Discussões ?!




•   Marcel Pinheiro Caraciolo

•   caraciol@gmail.com

•   twitter: marcelcaraciolo




                                Introdução à Informática - 2010.1

Mais conteúdo relacionado

Destaque

CapíTulo 1 IntroduçãO à InformáTica
CapíTulo 1   IntroduçãO à InformáTicaCapíTulo 1   IntroduçãO à InformáTica
CapíTulo 1 IntroduçãO à InformáTica
guest501765
 
Etec Informatica
Etec InformaticaEtec Informatica
Etec Informatica
Frederick Freitas Monteiro
 
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
Itarare proinfo
 
Proposta Pedagógica do NTM
Proposta Pedagógica do NTMProposta Pedagógica do NTM
Proposta Pedagógica do NTM
Moisés Rodrigues
 
Curso de didática
Curso de didáticaCurso de didática
Curso de didática
Sebastião Gessy Fonseca
 
Introdução à informática
Introdução à informáticaIntrodução à informática
Introdução à informática
Adeildo Telles
 
Apostila de Tecnologia de Educação
Apostila de Tecnologia de EducaçãoApostila de Tecnologia de Educação
Apostila de Tecnologia de Educação
Prefeitura Municipal de Araçariguama
 
O professor e o Software Educacional
O professor e o Software EducacionalO professor e o Software Educacional
O professor e o Software Educacional
guestb98123
 
EMENTA TI - Administração 2010
EMENTA TI - Administração 2010EMENTA TI - Administração 2010
EMENTA TI - Administração 2010
Robson Santos
 
TIC - Conceitos Básicos
TIC - Conceitos BásicosTIC - Conceitos Básicos
TIC - Conceitos Básicos
Antonio Semedo
 
Atividades – informática educativa 2º ano
Atividades – informática educativa 2º anoAtividades – informática educativa 2º ano
Atividades – informática educativa 2º ano
carmemdavid
 
Aula 10 Software - sistema operacional e aplicativos
Aula 10 Software - sistema operacional e aplicativosAula 10 Software - sistema operacional e aplicativos
Aula 10 Software - sistema operacional e aplicativos
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
Hardware e software
Hardware e softwareHardware e software
Hardware e software
Aron Sporkens
 
CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA
CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICACURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA
CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA
Leonam dos Santos
 
Power point jogos e brincadeiras
Power point jogos e brincadeirasPower point jogos e brincadeiras
Power point jogos e brincadeiras
pdg2013
 
Hardware E Software
Hardware E SoftwareHardware E Software
Hardware E Software
Daniel Matos
 
Hardware e software
Hardware e softwareHardware e software
Hardware e software
Rafael Delmonego
 
Sequencia cristiane hilberto
Sequencia cristiane hilbertoSequencia cristiane hilberto
Sequencia cristiane hilberto
Marisa Seara
 
Apostila Educação Digital
Apostila Educação DigitalApostila Educação Digital
Apostila Educação Digital
Sônia Aparecida Bonfim de Souza
 
CONCEPÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
CONCEPÇÕES  DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLARCONCEPÇÕES  DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
CONCEPÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
Valéria Barreto
 

Destaque (20)

CapíTulo 1 IntroduçãO à InformáTica
CapíTulo 1   IntroduçãO à InformáTicaCapíTulo 1   IntroduçãO à InformáTica
CapíTulo 1 IntroduçãO à InformáTica
 
Etec Informatica
Etec InformaticaEtec Informatica
Etec Informatica
 
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
 
Proposta Pedagógica do NTM
Proposta Pedagógica do NTMProposta Pedagógica do NTM
Proposta Pedagógica do NTM
 
Curso de didática
Curso de didáticaCurso de didática
Curso de didática
 
Introdução à informática
Introdução à informáticaIntrodução à informática
Introdução à informática
 
Apostila de Tecnologia de Educação
Apostila de Tecnologia de EducaçãoApostila de Tecnologia de Educação
Apostila de Tecnologia de Educação
 
O professor e o Software Educacional
O professor e o Software EducacionalO professor e o Software Educacional
O professor e o Software Educacional
 
EMENTA TI - Administração 2010
EMENTA TI - Administração 2010EMENTA TI - Administração 2010
EMENTA TI - Administração 2010
 
TIC - Conceitos Básicos
TIC - Conceitos BásicosTIC - Conceitos Básicos
TIC - Conceitos Básicos
 
Atividades – informática educativa 2º ano
Atividades – informática educativa 2º anoAtividades – informática educativa 2º ano
Atividades – informática educativa 2º ano
 
Aula 10 Software - sistema operacional e aplicativos
Aula 10 Software - sistema operacional e aplicativosAula 10 Software - sistema operacional e aplicativos
Aula 10 Software - sistema operacional e aplicativos
 
Hardware e software
Hardware e softwareHardware e software
Hardware e software
 
CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA
CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICACURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA
CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA
 
Power point jogos e brincadeiras
Power point jogos e brincadeirasPower point jogos e brincadeiras
Power point jogos e brincadeiras
 
Hardware E Software
Hardware E SoftwareHardware E Software
Hardware E Software
 
Hardware e software
Hardware e softwareHardware e software
Hardware e software
 
Sequencia cristiane hilberto
Sequencia cristiane hilbertoSequencia cristiane hilberto
Sequencia cristiane hilberto
 
Apostila Educação Digital
Apostila Educação DigitalApostila Educação Digital
Apostila Educação Digital
 
CONCEPÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
CONCEPÇÕES  DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLARCONCEPÇÕES  DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
CONCEPÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR
 

Semelhante a Turismo e a Internet

To be or not to be where the user is (Portugues)
To be or not to be where the user is (Portugues)To be or not to be where the user is (Portugues)
To be or not to be where the user is (Portugues)
David Novillo Ortiz, MLIS, PhD
 
Aula 2.pptx
Aula 2.pptxAula 2.pptx
Aula 2.pptx
mhap19
 
Informática basica avançada -brasil-2024
Informática basica avançada -brasil-2024Informática basica avançada -brasil-2024
Informática basica avançada -brasil-2024
gabrielmoxi31
 
Mudanças no mercado de ti com a popularização da internet gustavo freitas
Mudanças no mercado de ti com a popularização da internet   gustavo freitasMudanças no mercado de ti com a popularização da internet   gustavo freitas
Mudanças no mercado de ti com a popularização da internet gustavo freitas
Gustavo Freitas
 
Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP
Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP
Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP
Kleber Pinto
 
Aulas Senac Imp Oficial
Aulas Senac Imp OficialAulas Senac Imp Oficial
Aulas Senac Imp Oficial
guesta74cab7
 
Seminário Marketing Digital - O Alentejo já é digital? - João Mateus (27 mar14)
Seminário Marketing Digital - O Alentejo já é digital? - João Mateus (27 mar14)Seminário Marketing Digital - O Alentejo já é digital? - João Mateus (27 mar14)
Seminário Marketing Digital - O Alentejo já é digital? - João Mateus (27 mar14)
Inesting
 
Interatividade gerando Resultados
Interatividade gerando ResultadosInteratividade gerando Resultados
Interatividade gerando Resultados
Willie Taminato
 
Internet
InternetInternet
Internet e educação
Internet e educaçãoInternet e educação
Internet e educação
wab030
 
Mat.informatica basica ifro
Mat.informatica basica ifroMat.informatica basica ifro
Mat.informatica basica ifro
Christiano Silva Rocha
 
Informática e suas tecnologias
Informática e suas tecnologiasInformática e suas tecnologias
Informática e suas tecnologias
Andrey Martins
 
Apresentacao Sebrae Pi Novembro 2008
Apresentacao Sebrae Pi Novembro 2008Apresentacao Sebrae Pi Novembro 2008
Apresentacao Sebrae Pi Novembro 2008
Ricardo Neves
 
Comunicação na web
Comunicação na webComunicação na web
Comunicação na web
Mariana Ruggeri
 
Web 3.0: desafios e oportunidades para as empresas
Web 3.0: desafios e oportunidades para as empresasWeb 3.0: desafios e oportunidades para as empresas
Web 3.0: desafios e oportunidades para as empresas
Reinaldo Ferreira
 
E-book MBV 2
E-book MBV 2E-book MBV 2
E Books MBV - Livro 2
E Books MBV - Livro 2E Books MBV - Livro 2
E Books MBV - Livro 2
Catherine Henry
 
Gerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberais
Gerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberaisGerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberais
Gerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberais
midiaria.com | branding e comportamento digital
 
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
Joana Tadeu
 
Gestão em Ambientes Digitais - aula 2
Gestão em Ambientes Digitais - aula 2Gestão em Ambientes Digitais - aula 2
Gestão em Ambientes Digitais - aula 2
Luiz Adolfo de Andrade
 

Semelhante a Turismo e a Internet (20)

To be or not to be where the user is (Portugues)
To be or not to be where the user is (Portugues)To be or not to be where the user is (Portugues)
To be or not to be where the user is (Portugues)
 
Aula 2.pptx
Aula 2.pptxAula 2.pptx
Aula 2.pptx
 
Informática basica avançada -brasil-2024
Informática basica avançada -brasil-2024Informática basica avançada -brasil-2024
Informática basica avançada -brasil-2024
 
Mudanças no mercado de ti com a popularização da internet gustavo freitas
Mudanças no mercado de ti com a popularização da internet   gustavo freitasMudanças no mercado de ti com a popularização da internet   gustavo freitas
Mudanças no mercado de ti com a popularização da internet gustavo freitas
 
Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP
Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP
Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP
 
Aulas Senac Imp Oficial
Aulas Senac Imp OficialAulas Senac Imp Oficial
Aulas Senac Imp Oficial
 
Seminário Marketing Digital - O Alentejo já é digital? - João Mateus (27 mar14)
Seminário Marketing Digital - O Alentejo já é digital? - João Mateus (27 mar14)Seminário Marketing Digital - O Alentejo já é digital? - João Mateus (27 mar14)
Seminário Marketing Digital - O Alentejo já é digital? - João Mateus (27 mar14)
 
Interatividade gerando Resultados
Interatividade gerando ResultadosInteratividade gerando Resultados
Interatividade gerando Resultados
 
Internet
InternetInternet
Internet
 
Internet e educação
Internet e educaçãoInternet e educação
Internet e educação
 
Mat.informatica basica ifro
Mat.informatica basica ifroMat.informatica basica ifro
Mat.informatica basica ifro
 
Informática e suas tecnologias
Informática e suas tecnologiasInformática e suas tecnologias
Informática e suas tecnologias
 
Apresentacao Sebrae Pi Novembro 2008
Apresentacao Sebrae Pi Novembro 2008Apresentacao Sebrae Pi Novembro 2008
Apresentacao Sebrae Pi Novembro 2008
 
Comunicação na web
Comunicação na webComunicação na web
Comunicação na web
 
Web 3.0: desafios e oportunidades para as empresas
Web 3.0: desafios e oportunidades para as empresasWeb 3.0: desafios e oportunidades para as empresas
Web 3.0: desafios e oportunidades para as empresas
 
E-book MBV 2
E-book MBV 2E-book MBV 2
E-book MBV 2
 
E Books MBV - Livro 2
E Books MBV - Livro 2E Books MBV - Livro 2
E Books MBV - Livro 2
 
Gerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberais
Gerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberaisGerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberais
Gerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberais
 
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
 
Gestão em Ambientes Digitais - aula 2
Gestão em Ambientes Digitais - aula 2Gestão em Ambientes Digitais - aula 2
Gestão em Ambientes Digitais - aula 2
 

Mais de Marcel Caraciolo

Como interpretar seu próprio genoma com Python
Como interpretar seu próprio genoma com PythonComo interpretar seu próprio genoma com Python
Como interpretar seu próprio genoma com Python
Marcel Caraciolo
 
Joblib: Lightweight pipelining for parallel jobs (v2)
Joblib:  Lightweight pipelining for parallel jobs (v2)Joblib:  Lightweight pipelining for parallel jobs (v2)
Joblib: Lightweight pipelining for parallel jobs (v2)
Marcel Caraciolo
 
Construindo softwares de bioinformática para análises clínicas : Desafios e...
Construindo softwares  de bioinformática  para análises clínicas : Desafios e...Construindo softwares  de bioinformática  para análises clínicas : Desafios e...
Construindo softwares de bioinformática para análises clínicas : Desafios e...
Marcel Caraciolo
 
Como Python ajudou a automatizar o nosso laboratório v.2
Como Python ajudou a automatizar o nosso laboratório v.2Como Python ajudou a automatizar o nosso laboratório v.2
Como Python ajudou a automatizar o nosso laboratório v.2
Marcel Caraciolo
 
Como Python pode ajudar na automação do seu laboratório
Como Python pode ajudar na automação do  seu laboratórioComo Python pode ajudar na automação do  seu laboratório
Como Python pode ajudar na automação do seu laboratório
Marcel Caraciolo
 
Python on Science ? Yes, We can.
Python on Science ?   Yes, We can.Python on Science ?   Yes, We can.
Python on Science ? Yes, We can.
Marcel Caraciolo
 
Oficina Python: Hackeando a Web com Python 3
Oficina Python: Hackeando a Web com Python 3Oficina Python: Hackeando a Web com Python 3
Oficina Python: Hackeando a Web com Python 3
Marcel Caraciolo
 
Recommender Systems with Ruby (adding machine learning, statistics, etc)
Recommender Systems with Ruby (adding machine learning, statistics, etc)Recommender Systems with Ruby (adding machine learning, statistics, etc)
Recommender Systems with Ruby (adding machine learning, statistics, etc)
Marcel Caraciolo
 
Opensource - Como começar e dá dinheiro ?
Opensource - Como começar e dá dinheiro ?Opensource - Como começar e dá dinheiro ?
Opensource - Como começar e dá dinheiro ?
Marcel Caraciolo
 
Big Data com Python
Big Data com PythonBig Data com Python
Big Data com Python
Marcel Caraciolo
 
Benchy, python framework for performance benchmarking of Python Scripts
Benchy, python framework for performance benchmarking  of Python ScriptsBenchy, python framework for performance benchmarking  of Python Scripts
Benchy, python framework for performance benchmarking of Python Scripts
Marcel Caraciolo
 
Python e 10 motivos por que devo conhece-la ?
Python e 10 motivos por que devo conhece-la ?Python e 10 motivos por que devo conhece-la ?
Python e 10 motivos por que devo conhece-la ?
Marcel Caraciolo
 
GeoMapper, Python Script for Visualizing Data on Social Networks with Geo-loc...
GeoMapper, Python Script for Visualizing Data on Social Networks with Geo-loc...GeoMapper, Python Script for Visualizing Data on Social Networks with Geo-loc...
GeoMapper, Python Script for Visualizing Data on Social Networks with Geo-loc...
Marcel Caraciolo
 
Benchy: Lightweight framework for Performance Benchmarks
Benchy: Lightweight framework for Performance Benchmarks Benchy: Lightweight framework for Performance Benchmarks
Benchy: Lightweight framework for Performance Benchmarks
Marcel Caraciolo
 
Construindo Sistemas de Recomendação com Python
Construindo Sistemas de Recomendação com PythonConstruindo Sistemas de Recomendação com Python
Construindo Sistemas de Recomendação com Python
Marcel Caraciolo
 
Python, A pílula Azul da programação
Python, A pílula Azul da programaçãoPython, A pílula Azul da programação
Python, A pílula Azul da programação
Marcel Caraciolo
 
Construindo Soluções Científicas com Big Data & MapReduce
Construindo Soluções Científicas com Big Data & MapReduceConstruindo Soluções Científicas com Big Data & MapReduce
Construindo Soluções Científicas com Big Data & MapReduce
Marcel Caraciolo
 
Como Python está mudando a forma de aprendizagem à distância no Brasil
Como Python está mudando a forma de aprendizagem à distância no BrasilComo Python está mudando a forma de aprendizagem à distância no Brasil
Como Python está mudando a forma de aprendizagem à distância no Brasil
Marcel Caraciolo
 
Novas Tendências para a Educação a Distância: Como reinventar a educação ?
Novas Tendências para a Educação a Distância: Como reinventar a educação ?Novas Tendências para a Educação a Distância: Como reinventar a educação ?
Novas Tendências para a Educação a Distância: Como reinventar a educação ?
Marcel Caraciolo
 
Aula WebCrawlers com Regex - PyCursos
Aula WebCrawlers com Regex - PyCursosAula WebCrawlers com Regex - PyCursos
Aula WebCrawlers com Regex - PyCursos
Marcel Caraciolo
 

Mais de Marcel Caraciolo (20)

Como interpretar seu próprio genoma com Python
Como interpretar seu próprio genoma com PythonComo interpretar seu próprio genoma com Python
Como interpretar seu próprio genoma com Python
 
Joblib: Lightweight pipelining for parallel jobs (v2)
Joblib:  Lightweight pipelining for parallel jobs (v2)Joblib:  Lightweight pipelining for parallel jobs (v2)
Joblib: Lightweight pipelining for parallel jobs (v2)
 
Construindo softwares de bioinformática para análises clínicas : Desafios e...
Construindo softwares  de bioinformática  para análises clínicas : Desafios e...Construindo softwares  de bioinformática  para análises clínicas : Desafios e...
Construindo softwares de bioinformática para análises clínicas : Desafios e...
 
Como Python ajudou a automatizar o nosso laboratório v.2
Como Python ajudou a automatizar o nosso laboratório v.2Como Python ajudou a automatizar o nosso laboratório v.2
Como Python ajudou a automatizar o nosso laboratório v.2
 
Como Python pode ajudar na automação do seu laboratório
Como Python pode ajudar na automação do  seu laboratórioComo Python pode ajudar na automação do  seu laboratório
Como Python pode ajudar na automação do seu laboratório
 
Python on Science ? Yes, We can.
Python on Science ?   Yes, We can.Python on Science ?   Yes, We can.
Python on Science ? Yes, We can.
 
Oficina Python: Hackeando a Web com Python 3
Oficina Python: Hackeando a Web com Python 3Oficina Python: Hackeando a Web com Python 3
Oficina Python: Hackeando a Web com Python 3
 
Recommender Systems with Ruby (adding machine learning, statistics, etc)
Recommender Systems with Ruby (adding machine learning, statistics, etc)Recommender Systems with Ruby (adding machine learning, statistics, etc)
Recommender Systems with Ruby (adding machine learning, statistics, etc)
 
Opensource - Como começar e dá dinheiro ?
Opensource - Como começar e dá dinheiro ?Opensource - Como começar e dá dinheiro ?
Opensource - Como começar e dá dinheiro ?
 
Big Data com Python
Big Data com PythonBig Data com Python
Big Data com Python
 
Benchy, python framework for performance benchmarking of Python Scripts
Benchy, python framework for performance benchmarking  of Python ScriptsBenchy, python framework for performance benchmarking  of Python Scripts
Benchy, python framework for performance benchmarking of Python Scripts
 
Python e 10 motivos por que devo conhece-la ?
Python e 10 motivos por que devo conhece-la ?Python e 10 motivos por que devo conhece-la ?
Python e 10 motivos por que devo conhece-la ?
 
GeoMapper, Python Script for Visualizing Data on Social Networks with Geo-loc...
GeoMapper, Python Script for Visualizing Data on Social Networks with Geo-loc...GeoMapper, Python Script for Visualizing Data on Social Networks with Geo-loc...
GeoMapper, Python Script for Visualizing Data on Social Networks with Geo-loc...
 
Benchy: Lightweight framework for Performance Benchmarks
Benchy: Lightweight framework for Performance Benchmarks Benchy: Lightweight framework for Performance Benchmarks
Benchy: Lightweight framework for Performance Benchmarks
 
Construindo Sistemas de Recomendação com Python
Construindo Sistemas de Recomendação com PythonConstruindo Sistemas de Recomendação com Python
Construindo Sistemas de Recomendação com Python
 
Python, A pílula Azul da programação
Python, A pílula Azul da programaçãoPython, A pílula Azul da programação
Python, A pílula Azul da programação
 
Construindo Soluções Científicas com Big Data & MapReduce
Construindo Soluções Científicas com Big Data & MapReduceConstruindo Soluções Científicas com Big Data & MapReduce
Construindo Soluções Científicas com Big Data & MapReduce
 
Como Python está mudando a forma de aprendizagem à distância no Brasil
Como Python está mudando a forma de aprendizagem à distância no BrasilComo Python está mudando a forma de aprendizagem à distância no Brasil
Como Python está mudando a forma de aprendizagem à distância no Brasil
 
Novas Tendências para a Educação a Distância: Como reinventar a educação ?
Novas Tendências para a Educação a Distância: Como reinventar a educação ?Novas Tendências para a Educação a Distância: Como reinventar a educação ?
Novas Tendências para a Educação a Distância: Como reinventar a educação ?
 
Aula WebCrawlers com Regex - PyCursos
Aula WebCrawlers com Regex - PyCursosAula WebCrawlers com Regex - PyCursos
Aula WebCrawlers com Regex - PyCursos
 

Último

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 

Turismo e a Internet

  • 1. Noções Básicas de Informática e Internet Marcel Caraciolo / Germano Crispim Introdução à Informática - 2010.1
  • 2. Roteiro • Por que importa ? • História de Rede de Computadores • Noções básicas de Internet • Ferramentas úteis para Internet • Turismo/Hotelaria auxiliada pela internet Introdução à Informática - 2010.1
  • 3. Por que importa ? “A informação tem uma grande importância para a hotelaria. Ela é a força primordial do setor. Todos que vão sair para uma viagem necessitam de informações para ajudá-los a planejar e fazer escolhas, à medida que aumenta a tendência no sentido de viagens mais independentes. (O’CONNOR 2001) Fonte: http://www.slideshare.net/blogandoturismo/o-uso-da-internet-na-hotelaria Introdução à Informática - 2010.1
  • 4. Por que importa ? “A familiaridade com a tecnologia vai conduzindo esses novos consumidores a confiarem mais nesse tipo de transação. Quanto mais tempo uma pesssoa tem de experiência na rede, mais corajosa ela vai ficando e, com isso, tendendo a experimentar mais e, consequentemente sendo mais fiel.” (CATALANI e KISCHINEVSKY, 2004) Fonte: http://www.slideshare.net/blogandoturismo/o-uso-da-internet-na-hotelaria Introdução à Informática - 2010.1
  • 5. Por que importa ? Introdução à Informática - 2010.1
  • 6. História de Rede de Computadores • Internet Introdução à Informática - 2010.1
  • 7. História de Rede de Computadores • Internet Década de 60 Departamento Defesa dos EUA ARPANET - 1969 Década de 70 – Universidades Introdução à Informática - 2010.1
  • 8. História de Rede de Computadores • Internet Meios de transmissão Cabo telefônico Cabo de TV Fibra Ótica Ar.. Introdução à Informática - 2010.1
  • 9. História de Rede de Computadores • Internet agora até nos dispositivos móveis! Introdução à Informática - 2010.1
  • 10. Noções básicas para Internet !! Tim Berners Lee (CERN, Suíça) !! Documentos multimídia e hipertextuais !! Multimídia : texto, vídeo, imagem e áudio !! Hipertexto : links !! Multimídia + Hipertexto = Hipermídia !! Linguagem : HTML Introdução à Informática - 2010.1
  • 11. Noções básicas para Internet !! Ferramenta de navegação : Browser (Internet Explorer, Netscape ...) !! Utilidade da WWW "! Acadêmica "! Comercial "! Troca de informações "! Download "! Lazer "! e muitas outras ... Introdução à Informática - 2010.1
  • 12. World Wide Web !! Natureza da organização : !! País : .com = comercial .ar = Argentina .edu = educacional .au = Austrália .gov = governamental .br = Brasil .mil = militar .ca = Canadá .net = provedor .de = Alemanha .org = organizações (geralmente sem fins lucrativos) .fr = França .pt = Portugal .jp = Japão .us = Estados Unidos (raro) .uk = Reino Unid URL (Exemplo): http://www.turismo.gov.br Introdução à Informática - 2010.1
  • 13. Noções básicas para Internet • Browser: Ferramenta para Navegação http://br.mozdev.org/ http://www.google.com.br/chrome http://www.microsoft.com/brasil/windows/internet-explorer/ Introdução à Informática - 2010.1
  • 14. Noções básicas para Internet • E-mail: Seu correio eletrônico para troca de mensagens • Webmail : Seu cliente de e-mail disponível na web! Introdução à Informática - 2010.1
  • 15. Ferramentas básicas para Internet • Google Nome da empresa que criou e mantém o maior site de busca da internet, o Google Search Projeto de doutorado dos estudantes Larry Page e Sergey Brin da Universidade de Stanford em 1996. Introdução à Informática - 2010.1
  • 16. Ferramentas básicas para Internet • Google O nome Google foi escolhido por causa da expressão googol, que representa o número 1 seguido de 100 zeros, para demonstrar assim a imensidão da Web. Introdução à Informática - 2010.1
  • 17. Ferramentas básicas para Internet • Google Tipos de Pesquisa !! Imagens !! Notícias !! Iipos de documentos !! Mapas – Satélite !! Blogs !! Livros Introdução à Informática - 2010.1
  • 18. Ferramentas úteis para Internet • Google Introdução à Informática - 2010.1
  • 19. Ferramentas úteis para Internet • Até conversões numéricas! Introdução à Informática - 2010.1
  • 20. Ferramentas úteis para Internet • Blogs: Publicação de conteúdo na Web http://blog.mundi.com.br/ http://blogger.com e http://wordpress.com Introdução à Informática - 2010.1
  • 21. Ferramentas úteis para Internet • RSS: Acompanhe outros blogs também! http://www.google.com.br/reader/view/ Introdução à Informática - 2010.1
  • 22. Ferramentas úteis para Internet • Twitter (Microblogging) http://twitter.com/MTurismo Introdução à Informática - 2010.1
  • 23. Ferramentas úteis para Internet • Redes Sociais - Orkut, Facebook, etc. http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=41137 Introdução à Informática - 2010.1
  • 24. Ferramentas úteis para Internet • Redes Sociais - Orkut, Facebook, etc. http://pt-br.facebook.com/pages/Sao-Paulo-Brazil/Interpoint-Viagens-e-Turismo/51883069465 Introdução à Informática - 2010.1
  • 25. Ferramentas úteis para Internet • Flickr, Google Earth, Youtube... Introdução à Informática - 2010.1
  • 26. Ferramentas úteis para Internet • Um guia turístico em suas mãos http://wikitravel.org/ Introdução à Informática - 2010.1
  • 27. Ferramentas úteis para Internet • Converse com seus clientes... http://www.google.com/talk/intl/pt-BR/ http://www.windowslive.com.br Introdução à Informática - 2010.1
  • 28. Ferramentas úteis para Internet • Gerencie seus negócios... http://docs.google.com/ Introdução à Informática - 2010.1
  • 29. Turismo e Hotelaria auxiliado pela internet • Baixo custo • Atingir um mercado não explorado • Feedback em tempo real • Teste de produtos: Imagem • Novos canais de comercialização Introdução à Informática - 2010.1
  • 30. Turismo e Hotelaria auxiliado pela internet Introdução à Informática - 2010.1
  • 31. Turismo e Hotelaria auxiliado pela internet !"#$%&#' ''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''()*+#,-#' '' ' '''''' '''''''''''''''''''''''''''''./0*"#-#' Introdução à Informática - 2010.1
  • 32. Turismo e Hotelaria auxiliado pela internet Introdução à Informática - 2010.1
  • 33. Turismo e Hotelaria auxiliado pela internet http://www.revistaturismo.com.br/index.htm Introdução à Informática - 2010.1
  • 34. Futuro ?! Convergência para mobilidade. Introdução à Informática - 2010.1
  • 35. Dúvidas ?! Sugestões?! Discussões ?! • Marcel Pinheiro Caraciolo • caraciol@gmail.com • twitter: marcelcaraciolo Introdução à Informática - 2010.1

Notas do Editor

  1. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  2. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  3. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  4. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  5. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  6. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  7. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  8. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  9. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  10. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  11. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  12. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  13. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  14. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  15. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  16. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  17. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  18. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  19. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  20. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  21. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  22. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  23. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  24. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  25. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  26. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  27. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  28. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.
  29. Com as tensoes criadas pela Guerra Fria, os EUA desenvolveram uma rede ivulneravel a possiveis ataques russos. O principal beneficio era descentralizacao. Daí surgiu a Apranet. Arpa (Advanced Research Projects Agency) era um orgao de defesa dos EUA e foi responsavel pela criacao de um sistema de comunicacao nao hierarquico batizado de Arpanet.