SlideShare uma empresa Scribd logo
1
TEORIAS DE
ENFERMAGEM
CAPÍTULO
2
➢ CONCEITO:
o Uma teoria de enfermagem é uma
conceitualização de alguns aspectos da
enfermagem que descrevem, explicam preveem
ou prescrevem cuidados de enfermagem
(MELEIS, 2011).
o A teoria é a geração de conhecimento de
enfermagem utilizada paraa prática. O processo de
enfermagem é o método de aplicação da teoria ou
conhecimento.
➢ QUATRO CONEXÕES DE INTERESSE PARA A
PROFISSÃO:
• Individuo
• Saúde
• Meio ambiente/ situação
• Enfermagem
➢ COMPONENTES DE UMA TEORIA
• Conceitos
o Podem ser simples ou complexos e
relativos ao objeto ou evento
o Ajudam a descrever ou classificar os
fenômenos
• Definições
o Comunicam os significados gerais dos
conceitos
• Pressupostos
o São afirmações “que se pressupõe” que
expliquem a natureza dos conceitos,
definições, finalidades, relações e
estrutura de uma teoria
➢ CARACTERÍSTICAS DE UMA TEORIA
• Contribuem para o aumento do corpo de
conhecimento através da pesquisa
• Podem ser usadas por profissionais para orientar e
melhorar sua prática
• Consistentes, mas permitem o diálogo, o
questionamento, a reflexão.
➢ TIPOS DE TEORIAS
• Âmbito ou nível de abstração:
o Metateoria
o Grande teoria
o Teoria de médio alcance
o Teoria prática
• Finalidade
o Teoria descritiva
o Teoria explanatória
o Teoria preditiva
o Teoria prescritiva
• Fonte ou na disciplina de origem
o Teorias das ciências sociológicas
o Teorias das ciências comportamentais
o Teorias das ciências biomédicas
o Teorias das ciências organizacionais e
administrativas
o Teorias do aprendizado
➢ METAS DOS MODELOS TEÓRICOS DE
ENFERMAGEM
• Identificar os domínios e as metas de enfermagem
• Fornecer conhecimento para melhorar a
administração de enfermagem
• Identificar as técnicas e instrumentos de pesquisa
usados para validar as intervenções da
enfermagem
• Formular as regulamentações que regem a prática
de enfermagem, pesquisa e educação
• Formular regulamentações que interpretem as
ações da prática de enfermagem
• Desenvolver planos curriculares para a educação
de enfermagem
• Estabelecer critérios para avaliar a qualidade do
cuidado de enfermagem, educação e pesquisa
• Guiar o desenvolvimento de um sistema de
oferecimento de cuidados de enfermagem
• Fornecer uma estrutura sistemática e concreta
para as atividades de enfermagem
➢ TEORISTAS E SUAS TEORIAS
• FLORENCE NIGHTINGALE
o Conhecida como “A Dama da Lâmpada”
o Em 1859, fundou a Primeira Escola de
Enfermagem, no Hospital Saint Thomas
o Em suas escolas, Florence baseava sua
filosofia em quatro ideias-chave:
▪ 1.O dinheiro público deveria
manter o treinamento de
enfermeiras e este, deveria ser
considerado tão importante
quanto qualquer outra forma de
ensino.
TEORIAS DE ENFERMAGEM
3
▪ 2.Deveria existir uma estreita associação entre
hospitais e escolas de treinamento, sem estas
dependerem financeira e administrativamente.
▪ 3.O ensino de enfermagem deveria ser feito por
enfermeiras profissionais, e não por qualquer
pessoa não envolvida com a enfermagem.
• 4.Deveria ser oferecida às estudantes, durante
todo o período de treinamento, residência com
ambiente confortável e agradável, próximo ao
local.
o TEORIA AMBIETALISTA
o Foco da teoria
▪ Homem: Indivíduo cujas defesas
naturais são influenciadas por um
ambiente saudável ou não
▪ Saúde: Processo reparador
▪ Ambiente: Condições externas
capazes de prevenir doenças,
suprimi-las ou contribuir para ela
▪ Enfermagem: Modificar os
aspectos não saudáveis do
ambiente a fim de colocar o
paciente e na melhor condição
para a ação da natureza
o Dividida em:
▪ Ambiente Físico: Ventilação;
iluminação; calor; limpeza; lavar as
mãos; ruídos; odores;
alimentação.
▪ Ambiente Psicológico: Ambiente
negativo poderia causar estresse
físico, daí afetando o emocional do
paciente. Recomenda-se que
ofereça ao paciente uma
variedade de atividades para
manter sua mente estimulada,
enfatizando a necessidade de
comunicação. Evitar interrupções
e tratar de assuntos
desagradáveis.
▪ Ambiente Social: Essencial na
prevenção de doenças e refere-se
especialmente à coleta de dados,
na qual a enfermeira deve
empregar todo seu poder de
observação
• DOROTHEA OREM: TEORIA DO AUTOCUIDADO
o Desenvolveu sua Teoria do Autocuidado
basicamente pela ideia de que os
indivíduos, quando capazes, devem cuidar
de si mesmos.
o Quando existe a incapacidade, entra o
trabalho do enfermeiro no processo de
cuidar.
o Para as crianças e idosos esses cuidados
são necessários.
o A enfermagem se mostra necessária
quando existe o déficit do autocuidado.
• MARGARET JEAN WATSON: TEORIA DO CUIDADO
TRANSPESSOAL
o Foi construída à luz do Cuidado
Transpessoal entre 1975 e 1979 enquanto
atuou como docente na Universidade do
Colorado
o Tem como foco o ser humano em sua
integralidade: Corpo, Mente e Espírito.
o O livro da teoria descrita foi publicado em
1979, na tentativa de explicar os
fenômenos da enfermagem
o Teoria fundamentada em diversos outros
autores.
o A teoria estabelece atitude de respeito
pelo outro que é sagrado.
o Watson propôs sete pressupostos sobre a
ciência do cuidado e dez fatores de
cuidado que formam a estrutura de sua
teoria.
o Pressupostos:
▪ O cuidado pode ser efetivamente
praticado quando há relação
interpessoal;
▪ O cuidado consiste em fatores que
resultam na satisfação das
necessidades humanas;
4
▪ O cuidado efetivo promove a
saúde individual e familiar;
▪ As respostas do cuidado aceitam a
pessoa atual e como poderá vir a
ser;
▪ O ambiente do cuidado oferece
desenvolvimento do potencial da
pessoa fazer as melhores escolhas
para si;
▪ A prática do cuidado integra
conhecimento biofísico e do
comportamento humano de
forma a promover a saúde aos
doentes;
▪ A prática do cuidado é a essência
da enfermagem
o Fatores de cuidados:
▪ A formação de um sistema de
valores humanístico-altruísta
▪ A estimulação da fé-esperança
▪ O cultivo da sensibilidade para si
mesmo e para os outros
▪ O desenvolvimento do
relacionamento de ajuda-
confiança
▪ A promoção e a aceitação da
expressão de sentimentos
positivos e
▪ negativos
▪ O uso sistemático do método
científico de solução de problemas
▪ para tomar decisões
▪ A promoção do ensino-
aprendizagem interpessoal
▪ A provisão de um ambiente
mental, físico, sociocultural e
espiritual sustentador, protetor e
corretivo
▪ Auxílio com a gratificação das
necessidades humanas
▪ 10. Aceitação das forças
existencial-fenomenológicas
• CALISTA ROY: TEORIA DA ADAPTAÇÃO
o Utilizou os modelos da Teoria de Sistemas
de Von Bertalanffy (Teoria dos Sistemas) e
a Teoria da Adaptação de Helson como
fundamentos para sua teoria.
o Baseia-se na aplicação de processo de
enfermagem facilitando aos enfermeiros a
coleta de dados, estabelecendo objetivos e
diagnósticos de enfermagem,
determinação de intervenções de
enfermagem e a posterior avaliação do
processo.
o Busca reconhecer a resposta do indivíduo
frente às adversidades.
o O enfermeiro atua como mediador entre a
objetividade técnica e a subjetividade
humana, a fim de elaborar estratégias para
as ações do cuidar.
• IMOGENE KING: TEORIA DO ALCANCE DOS
OBJETIVOS
o Também conhecida como Teoria de
Obtenção de Metas ou Alcance de Metas
o Fundamentou-se em diversos autores
principalmente em Von Bertalanffy (Teoria
dos Sistemas).
o A teoria de King tem ênfase na interação
paciente-enfermeiro com o ambiente,
enfatizando a importância da participação
do cliente no processo saúde-doença.
o O enfermeiro e paciente são o sistema
interpessoal e o meio ambiente e
sociedade o sistema social.
o É representado por um modelo que reúne
3 sistemas interativos:
▪ Sistema pessoal
▪ Sistema interpessoal
▪ Sistema social
• WANDA HORTA: TEORIA DAS NECESSIDADES
HUMANAS BÁSICAS
o Horta adotou de João Mohana (1964) as
necessidades básicas como:
5
▪ Psicobiológicas: Ex: Oxigenação,
hidratação, nutrição, eliminação,
sono e repouso entre outras;
▪ Psicossociais: Ex: Segurança,
amor, liberdade, comunicação,
criatividade entre outras;
▪ Psicoespirituais: Religiosa ou
teológica e ética ou de filosofia de
vida.
o Fundamentou-se ainda na Teoria de
Maslow (1970) que propõe a teoria da
motivação humana em cinco níveis
o Introduz uma nova visão da enfermagem
brasileira por meio de um conceito de
sistematização.
• MADELEINE LENINGER: TEORIA DO CUIDADO
TRANSCULTURAL
o Também conhecida como Teoria da
Diversidade e Universalidade em
Enfermagem
o O cuidado é essência da Enfermagem e
também o seu foco único, unificador e
dominante. Para ela, não existe cura sem
cuidado.
o A essência da enfermagem transcultural é
o cuidado a indivíduos de diversas
heranças culturais.
o Leninger propôs um modelo teórico-
conceitual denominado SUNRISE que é
simbolizado pelo "nascer do sol" e tem
como conceitos centrais a cultura e o
cuidado.
• MARTHA ELIZABETH ROGERS: TEORIAS DOS
SERES HUMANOS UNITÁRIOS
o É baseada na sua concepção de homem e
em um conjunto de pressupostos que
descrevem os processos vitais do homem,
que se caracteriza por:
▪ Ser unitário: o ser humano é um
todo unificado possuindo uma
integridade individual
▪ Ser aberto: o indivíduo e o
ambiente estão continuamente
trocando matéria e energia entre
si
▪ Ser unidirecional: o processo de
vida dos seres humanos é
irreversível e unidirecional
▪ Padrões e organização: os
indivíduos possuem uma
totalidade inovadora
▪ Sentimentos/Pensar: o ser
humano caracteriza-se pela
capacidade de abstração e
visualização, linguagem e
pensamento, sensibilidade e
emoção
o Criou os Princípios da Homedinâmica
▪ Integridade
▪ Ressonância
▪ Helicidade
• HILDEGARD E. PEPLAU: TEORIA DAS RELAÇÕES
INTERPESSOAIS
o Centrada na relação interpessoal
o A teoria resume duas condições de
interação que são essenciais à saúde:
▪ As necessidades fisiológicas
▪ As condições interpessoais
6
MAPA MENTAL
7
QUESTÕES
1. (VUNESP – 2019) Considere as Teorias de
Enfermagem e relacione as duas colunas do quadro a
seguir, de modo a tornar verdadeira a associação
entre o teórico de enfermagem e o tema central da
teoria que desenvolveu.
Teórico de Enfermagem
A. Florence Nightingale
B. Martha Rogers
C. Dorotea Orem
Tema central
I. Atendimento às necessidades pessoais do
paciente no ambiente.
II. Ênfase na ciência e na arte da enfermagem, com a
pessoa sendo o elemento central da disciplina de
enfermagem.
III. O autocuidado é uma necessidade humana, e
déficits de autocuidado requerem ações de
enfermagem
Assinale a alternativa que apresenta a associação
correta.
(A) A-III; B-I; C-II.
(B) A-I; B-II; C-III.
(C) A-III, B-II; C-I.
(D) A-II; B-III; C-I.
(E) A-I; B-III; C-II.
2. (IBADE – 2020) Na ciência da enfermagem, os
conceitos centrais das teorias constituem a natureza
da enfermagem, distinguindo-a claramente de outras
profissões da área da saúde, e certamente sendo o
cerne na formulação de proposições relativas às
ações de enfermagem para desenvolver-se enquanto
ciência e prática profissional. Sabendo-se disso,
assinale a alternativa que demonstra o foco do
trabalho da enfermagem comum em todas as
Teorias.
(A) Cuidado
(B) Cura
(C) Manejo
(D) Estatística
(E) Tratamento
3. (VUNESP – 2019) A Teoria de Enfermagem de
Dorothea Orem
(A) Envolve três construtos, a saber: o autocuidado,
as deficiências do autocuidado e prognóstico de
enfermagem.
(B) Destaca a importância do envolvimento do
profissional no cuidado para possibilitar a
melhoria da qualidade de vida, saúde e bem-
estar.
(C) Se desenvolve por meio de uma sucessão regular
de ações, denominada de “Operações do Processo
Tecnológico da Prática de Enfermagem”, sendo
estas categorizadas em três passos.
(D) Inclui “operações de gerência”, nas quais são
estabelecidos o diagnóstico e a evolução de
enfermagem.
(E) Requer a execução do esquema de um sistema de
enfermagem que corresponda à implementação
do controle do processo de enfermagem,
caracterizada como “esboço para operações
regulatórias”.
4. (CESGRANRIO – 2019) As teorias em enfermagem
organizam e servem de base para o cuidado, de
acordo com a realidade dos serviços de saúde e
das características de quem recebe esse cuidado
A teoria que propõe a organização do ambiente e
o processo administrativo para as tarefas em
enfermagem foi formulada por:
(A) Callista Roy
(B) Dorothea Orem
(C) Florence Nightingale
(D) Martha E. Roger
(E) Madeleine Leininger
5. (CPCON – 2019) Reconhece-se que Florence
Nightingale foi um marco na prática da
enfermagem moderna. Considera-se que muitas
teóricas também contribuíram na construção da
ciência e da prática profissional através de
modelos conceituais teóricos importantes e no
desenvolvimento de metodologias assistenciais
de enfermagem.
De acordo com a evolução histórica e o
conhecimento teórico da ciência da enfermagem,
qual das alternativas abaixo discorre
CORRETAMENTE sobre as teóricas e suas teorias
de enfermagem?
8
(A) Callista Roy lançou nos anos 50 a teoria do
autocuidado como uma necessidade humana e a
enfermagem como um serviço humano.
Formalizou: a Teoria do Autocuidado, a Teoria do
Déficit do Autocuidado e a Teoria dos Sistemas de
Enfermagem.
(B) Virgínia Henderson definiu que a única função do
enfermeiro é o de assistir o ser humano, doente
ou saudável, no desempenho das atividades que
contribuem para a saúde ou para a sua
recuperação e identificou 14 necessidades básicas
dos doentes.
(C) Dorothea Orem criou nos anos 60 a Teoria do
Modelo de Adaptação como um excelente
exemplo do conhecimento de Enfermagem
aplicado ao conhecimento da Psicologia.
(D) Florence Nightingale escreveu sobre a Teoria do
Cuidado Humano de Enfermagem, abordando os
dez fatores de cuidados que efetivam o processo
de cuidar em enfermagem, com base na
metodologia científica.
(E) Madeleine Leininger publicou as necessidades
humanas básicas no Brasil na década de 70, com o
lançamento do livro Processo de Enfermagem.
6. (VUNESP – 2018) A enfermeira Anna tem um
método muito interessante de organizar
informações na sua memória: ela se imagina
convivendo com pessoas e conceitos e inventa
uma pequena história para relacioná-los. No
último dezembro, ela estava estudando Teorias
de Enfermagem e se imaginou chegando a uma
festa de Natal com algumas teoristas. Logo que
entrou no salão, ouviu uma delas lhe dizer que
deveria fechar a porta para evitar correntes de ar
sobre as pessoas. Em seguida, viu outra que
colocava as mãos próximo à arvore de natal e
esta intensificava a velocidade e o brilho das
luzes pisca-pisca. Por fim, uma terceira lhe avisou
que deveria se dirigir ao buffet e abastecer-se de
comida e bebida, pois ninguém seria servido,
uma vez que todos os presentes poderiam fazê-
lo sozinhos.
Essas teoristas eram, em ordem de aparição na
história de Anna:
(A) Florence Nightingale aplicando sua Teoria
Ambiental, Martha Rogers e sua Teoria dos Seres
Humanos Unitários e Dorothea Orem, com sua
Teoria do Autocuidado.
(B) Calista Roy, aplicando sua Teoria da
Adaptabilidade, Myra Levine e sua Teoria da
Conservação de Energia e Nancy Roper e sua
Teoria de Atividade da Vida.
(C) Imogenes King aplicando sua Teoria da Realização
da Meta, Myra Levine e sua Teoria da
Conservação de Energia e Nancy Roper com sua
Teoria de Atividade da Vida.
(D) Jean Watson aplicando sua Teoria da Ciência
Sagrada do Cuidado, Margareth Newman e sua
Teoria da Saúde como Conscientização Expandida
e Nola Pender, com sua Teoria de Promoção da
Saúde.
(E) Kolkaba aplicando sua Teoria do Conforto, Pamela
Reed e sua Teoria da Auto transcendência e
Madeleine Leininger com sua Teoria sobre
Diversidade Cultural e Universalidade.
9
GABARITO
1 B
2 A
3 C
4 C
5 B
6 A

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Teorias do cuidado de Enfermagem - Slide

Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminalPrincípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Associação Viva e Deixe Viver
 
96020392 anamnese-examefisico-cap-01
96020392 anamnese-examefisico-cap-0196020392 anamnese-examefisico-cap-01
96020392 anamnese-examefisico-cap-01
Klíscia Rosa
 

Semelhante a Teorias do cuidado de Enfermagem - Slide (20)

Jean watson
Jean watsonJean watson
Jean watson
 
15629 53695-1-pb
15629 53695-1-pb15629 53695-1-pb
15629 53695-1-pb
 
Dorothea orem
Dorothea oremDorothea orem
Dorothea orem
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de EnfermagemTeorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
 
Teoria socio humanista de beatriz b capella e maria tereza leopardi
Teoria socio humanista de beatriz b capella e maria tereza leopardiTeoria socio humanista de beatriz b capella e maria tereza leopardi
Teoria socio humanista de beatriz b capella e maria tereza leopardi
 
DOROTHEA E.OREM.pdf
DOROTHEA E.OREM.pdfDOROTHEA E.OREM.pdf
DOROTHEA E.OREM.pdf
 
TEORIAS DA ENFERMAGEM - HISTÓRIA
TEORIAS DA ENFERMAGEM - HISTÓRIATEORIAS DA ENFERMAGEM - HISTÓRIA
TEORIAS DA ENFERMAGEM - HISTÓRIA
 
Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4
Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4
Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4
 
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminalPrincípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
 
Aula 1 teorias de enfermagem.pptx
Aula 1 teorias de enfermagem.pptxAula 1 teorias de enfermagem.pptx
Aula 1 teorias de enfermagem.pptx
 
Tese de Doutorado sobre Cuidado Espiritual (Prof. Michell Ângelo)
Tese de Doutorado sobre Cuidado Espiritual (Prof. Michell Ângelo)Tese de Doutorado sobre Cuidado Espiritual (Prof. Michell Ângelo)
Tese de Doutorado sobre Cuidado Espiritual (Prof. Michell Ângelo)
 
Tese de Doutorado sobre Cuidado Espiritual (Prof. Michell Ângelo)
Tese de Doutorado sobre Cuidado Espiritual (Prof. Michell Ângelo)Tese de Doutorado sobre Cuidado Espiritual (Prof. Michell Ângelo)
Tese de Doutorado sobre Cuidado Espiritual (Prof. Michell Ângelo)
 
Ensaio teorias e_principios_da_aprendizagem_no_adulto
Ensaio teorias e_principios_da_aprendizagem_no_adultoEnsaio teorias e_principios_da_aprendizagem_no_adulto
Ensaio teorias e_principios_da_aprendizagem_no_adulto
 
Sistematização de enfermagem
Sistematização de enfermagemSistematização de enfermagem
Sistematização de enfermagem
 
Teoria de Enfermagem - Dorothea Orem
Teoria de Enfermagem - Dorothea OremTeoria de Enfermagem - Dorothea Orem
Teoria de Enfermagem - Dorothea Orem
 
Apresentação teoria transcultural
Apresentação teoria transculturalApresentação teoria transcultural
Apresentação teoria transcultural
 
Wanda horta e o cuidado.pptx
Wanda horta e o cuidado.pptxWanda horta e o cuidado.pptx
Wanda horta e o cuidado.pptx
 
Aula 1 historia da enfermagem enf3
Aula 1  historia da enfermagem enf3Aula 1  historia da enfermagem enf3
Aula 1 historia da enfermagem enf3
 
96020392 anamnese-examefisico-cap-01
96020392 anamnese-examefisico-cap-0196020392 anamnese-examefisico-cap-01
96020392 anamnese-examefisico-cap-01
 
Enfermagem e Ciencia UND2.pptx..........
Enfermagem e Ciencia UND2.pptx..........Enfermagem e Ciencia UND2.pptx..........
Enfermagem e Ciencia UND2.pptx..........
 

Teorias do cuidado de Enfermagem - Slide

  • 2. 2 ➢ CONCEITO: o Uma teoria de enfermagem é uma conceitualização de alguns aspectos da enfermagem que descrevem, explicam preveem ou prescrevem cuidados de enfermagem (MELEIS, 2011). o A teoria é a geração de conhecimento de enfermagem utilizada paraa prática. O processo de enfermagem é o método de aplicação da teoria ou conhecimento. ➢ QUATRO CONEXÕES DE INTERESSE PARA A PROFISSÃO: • Individuo • Saúde • Meio ambiente/ situação • Enfermagem ➢ COMPONENTES DE UMA TEORIA • Conceitos o Podem ser simples ou complexos e relativos ao objeto ou evento o Ajudam a descrever ou classificar os fenômenos • Definições o Comunicam os significados gerais dos conceitos • Pressupostos o São afirmações “que se pressupõe” que expliquem a natureza dos conceitos, definições, finalidades, relações e estrutura de uma teoria ➢ CARACTERÍSTICAS DE UMA TEORIA • Contribuem para o aumento do corpo de conhecimento através da pesquisa • Podem ser usadas por profissionais para orientar e melhorar sua prática • Consistentes, mas permitem o diálogo, o questionamento, a reflexão. ➢ TIPOS DE TEORIAS • Âmbito ou nível de abstração: o Metateoria o Grande teoria o Teoria de médio alcance o Teoria prática • Finalidade o Teoria descritiva o Teoria explanatória o Teoria preditiva o Teoria prescritiva • Fonte ou na disciplina de origem o Teorias das ciências sociológicas o Teorias das ciências comportamentais o Teorias das ciências biomédicas o Teorias das ciências organizacionais e administrativas o Teorias do aprendizado ➢ METAS DOS MODELOS TEÓRICOS DE ENFERMAGEM • Identificar os domínios e as metas de enfermagem • Fornecer conhecimento para melhorar a administração de enfermagem • Identificar as técnicas e instrumentos de pesquisa usados para validar as intervenções da enfermagem • Formular as regulamentações que regem a prática de enfermagem, pesquisa e educação • Formular regulamentações que interpretem as ações da prática de enfermagem • Desenvolver planos curriculares para a educação de enfermagem • Estabelecer critérios para avaliar a qualidade do cuidado de enfermagem, educação e pesquisa • Guiar o desenvolvimento de um sistema de oferecimento de cuidados de enfermagem • Fornecer uma estrutura sistemática e concreta para as atividades de enfermagem ➢ TEORISTAS E SUAS TEORIAS • FLORENCE NIGHTINGALE o Conhecida como “A Dama da Lâmpada” o Em 1859, fundou a Primeira Escola de Enfermagem, no Hospital Saint Thomas o Em suas escolas, Florence baseava sua filosofia em quatro ideias-chave: ▪ 1.O dinheiro público deveria manter o treinamento de enfermeiras e este, deveria ser considerado tão importante quanto qualquer outra forma de ensino. TEORIAS DE ENFERMAGEM
  • 3. 3 ▪ 2.Deveria existir uma estreita associação entre hospitais e escolas de treinamento, sem estas dependerem financeira e administrativamente. ▪ 3.O ensino de enfermagem deveria ser feito por enfermeiras profissionais, e não por qualquer pessoa não envolvida com a enfermagem. • 4.Deveria ser oferecida às estudantes, durante todo o período de treinamento, residência com ambiente confortável e agradável, próximo ao local. o TEORIA AMBIETALISTA o Foco da teoria ▪ Homem: Indivíduo cujas defesas naturais são influenciadas por um ambiente saudável ou não ▪ Saúde: Processo reparador ▪ Ambiente: Condições externas capazes de prevenir doenças, suprimi-las ou contribuir para ela ▪ Enfermagem: Modificar os aspectos não saudáveis do ambiente a fim de colocar o paciente e na melhor condição para a ação da natureza o Dividida em: ▪ Ambiente Físico: Ventilação; iluminação; calor; limpeza; lavar as mãos; ruídos; odores; alimentação. ▪ Ambiente Psicológico: Ambiente negativo poderia causar estresse físico, daí afetando o emocional do paciente. Recomenda-se que ofereça ao paciente uma variedade de atividades para manter sua mente estimulada, enfatizando a necessidade de comunicação. Evitar interrupções e tratar de assuntos desagradáveis. ▪ Ambiente Social: Essencial na prevenção de doenças e refere-se especialmente à coleta de dados, na qual a enfermeira deve empregar todo seu poder de observação • DOROTHEA OREM: TEORIA DO AUTOCUIDADO o Desenvolveu sua Teoria do Autocuidado basicamente pela ideia de que os indivíduos, quando capazes, devem cuidar de si mesmos. o Quando existe a incapacidade, entra o trabalho do enfermeiro no processo de cuidar. o Para as crianças e idosos esses cuidados são necessários. o A enfermagem se mostra necessária quando existe o déficit do autocuidado. • MARGARET JEAN WATSON: TEORIA DO CUIDADO TRANSPESSOAL o Foi construída à luz do Cuidado Transpessoal entre 1975 e 1979 enquanto atuou como docente na Universidade do Colorado o Tem como foco o ser humano em sua integralidade: Corpo, Mente e Espírito. o O livro da teoria descrita foi publicado em 1979, na tentativa de explicar os fenômenos da enfermagem o Teoria fundamentada em diversos outros autores. o A teoria estabelece atitude de respeito pelo outro que é sagrado. o Watson propôs sete pressupostos sobre a ciência do cuidado e dez fatores de cuidado que formam a estrutura de sua teoria. o Pressupostos: ▪ O cuidado pode ser efetivamente praticado quando há relação interpessoal; ▪ O cuidado consiste em fatores que resultam na satisfação das necessidades humanas;
  • 4. 4 ▪ O cuidado efetivo promove a saúde individual e familiar; ▪ As respostas do cuidado aceitam a pessoa atual e como poderá vir a ser; ▪ O ambiente do cuidado oferece desenvolvimento do potencial da pessoa fazer as melhores escolhas para si; ▪ A prática do cuidado integra conhecimento biofísico e do comportamento humano de forma a promover a saúde aos doentes; ▪ A prática do cuidado é a essência da enfermagem o Fatores de cuidados: ▪ A formação de um sistema de valores humanístico-altruísta ▪ A estimulação da fé-esperança ▪ O cultivo da sensibilidade para si mesmo e para os outros ▪ O desenvolvimento do relacionamento de ajuda- confiança ▪ A promoção e a aceitação da expressão de sentimentos positivos e ▪ negativos ▪ O uso sistemático do método científico de solução de problemas ▪ para tomar decisões ▪ A promoção do ensino- aprendizagem interpessoal ▪ A provisão de um ambiente mental, físico, sociocultural e espiritual sustentador, protetor e corretivo ▪ Auxílio com a gratificação das necessidades humanas ▪ 10. Aceitação das forças existencial-fenomenológicas • CALISTA ROY: TEORIA DA ADAPTAÇÃO o Utilizou os modelos da Teoria de Sistemas de Von Bertalanffy (Teoria dos Sistemas) e a Teoria da Adaptação de Helson como fundamentos para sua teoria. o Baseia-se na aplicação de processo de enfermagem facilitando aos enfermeiros a coleta de dados, estabelecendo objetivos e diagnósticos de enfermagem, determinação de intervenções de enfermagem e a posterior avaliação do processo. o Busca reconhecer a resposta do indivíduo frente às adversidades. o O enfermeiro atua como mediador entre a objetividade técnica e a subjetividade humana, a fim de elaborar estratégias para as ações do cuidar. • IMOGENE KING: TEORIA DO ALCANCE DOS OBJETIVOS o Também conhecida como Teoria de Obtenção de Metas ou Alcance de Metas o Fundamentou-se em diversos autores principalmente em Von Bertalanffy (Teoria dos Sistemas). o A teoria de King tem ênfase na interação paciente-enfermeiro com o ambiente, enfatizando a importância da participação do cliente no processo saúde-doença. o O enfermeiro e paciente são o sistema interpessoal e o meio ambiente e sociedade o sistema social. o É representado por um modelo que reúne 3 sistemas interativos: ▪ Sistema pessoal ▪ Sistema interpessoal ▪ Sistema social • WANDA HORTA: TEORIA DAS NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS o Horta adotou de João Mohana (1964) as necessidades básicas como:
  • 5. 5 ▪ Psicobiológicas: Ex: Oxigenação, hidratação, nutrição, eliminação, sono e repouso entre outras; ▪ Psicossociais: Ex: Segurança, amor, liberdade, comunicação, criatividade entre outras; ▪ Psicoespirituais: Religiosa ou teológica e ética ou de filosofia de vida. o Fundamentou-se ainda na Teoria de Maslow (1970) que propõe a teoria da motivação humana em cinco níveis o Introduz uma nova visão da enfermagem brasileira por meio de um conceito de sistematização. • MADELEINE LENINGER: TEORIA DO CUIDADO TRANSCULTURAL o Também conhecida como Teoria da Diversidade e Universalidade em Enfermagem o O cuidado é essência da Enfermagem e também o seu foco único, unificador e dominante. Para ela, não existe cura sem cuidado. o A essência da enfermagem transcultural é o cuidado a indivíduos de diversas heranças culturais. o Leninger propôs um modelo teórico- conceitual denominado SUNRISE que é simbolizado pelo "nascer do sol" e tem como conceitos centrais a cultura e o cuidado. • MARTHA ELIZABETH ROGERS: TEORIAS DOS SERES HUMANOS UNITÁRIOS o É baseada na sua concepção de homem e em um conjunto de pressupostos que descrevem os processos vitais do homem, que se caracteriza por: ▪ Ser unitário: o ser humano é um todo unificado possuindo uma integridade individual ▪ Ser aberto: o indivíduo e o ambiente estão continuamente trocando matéria e energia entre si ▪ Ser unidirecional: o processo de vida dos seres humanos é irreversível e unidirecional ▪ Padrões e organização: os indivíduos possuem uma totalidade inovadora ▪ Sentimentos/Pensar: o ser humano caracteriza-se pela capacidade de abstração e visualização, linguagem e pensamento, sensibilidade e emoção o Criou os Princípios da Homedinâmica ▪ Integridade ▪ Ressonância ▪ Helicidade • HILDEGARD E. PEPLAU: TEORIA DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS o Centrada na relação interpessoal o A teoria resume duas condições de interação que são essenciais à saúde: ▪ As necessidades fisiológicas ▪ As condições interpessoais
  • 7. 7 QUESTÕES 1. (VUNESP – 2019) Considere as Teorias de Enfermagem e relacione as duas colunas do quadro a seguir, de modo a tornar verdadeira a associação entre o teórico de enfermagem e o tema central da teoria que desenvolveu. Teórico de Enfermagem A. Florence Nightingale B. Martha Rogers C. Dorotea Orem Tema central I. Atendimento às necessidades pessoais do paciente no ambiente. II. Ênfase na ciência e na arte da enfermagem, com a pessoa sendo o elemento central da disciplina de enfermagem. III. O autocuidado é uma necessidade humana, e déficits de autocuidado requerem ações de enfermagem Assinale a alternativa que apresenta a associação correta. (A) A-III; B-I; C-II. (B) A-I; B-II; C-III. (C) A-III, B-II; C-I. (D) A-II; B-III; C-I. (E) A-I; B-III; C-II. 2. (IBADE – 2020) Na ciência da enfermagem, os conceitos centrais das teorias constituem a natureza da enfermagem, distinguindo-a claramente de outras profissões da área da saúde, e certamente sendo o cerne na formulação de proposições relativas às ações de enfermagem para desenvolver-se enquanto ciência e prática profissional. Sabendo-se disso, assinale a alternativa que demonstra o foco do trabalho da enfermagem comum em todas as Teorias. (A) Cuidado (B) Cura (C) Manejo (D) Estatística (E) Tratamento 3. (VUNESP – 2019) A Teoria de Enfermagem de Dorothea Orem (A) Envolve três construtos, a saber: o autocuidado, as deficiências do autocuidado e prognóstico de enfermagem. (B) Destaca a importância do envolvimento do profissional no cuidado para possibilitar a melhoria da qualidade de vida, saúde e bem- estar. (C) Se desenvolve por meio de uma sucessão regular de ações, denominada de “Operações do Processo Tecnológico da Prática de Enfermagem”, sendo estas categorizadas em três passos. (D) Inclui “operações de gerência”, nas quais são estabelecidos o diagnóstico e a evolução de enfermagem. (E) Requer a execução do esquema de um sistema de enfermagem que corresponda à implementação do controle do processo de enfermagem, caracterizada como “esboço para operações regulatórias”. 4. (CESGRANRIO – 2019) As teorias em enfermagem organizam e servem de base para o cuidado, de acordo com a realidade dos serviços de saúde e das características de quem recebe esse cuidado A teoria que propõe a organização do ambiente e o processo administrativo para as tarefas em enfermagem foi formulada por: (A) Callista Roy (B) Dorothea Orem (C) Florence Nightingale (D) Martha E. Roger (E) Madeleine Leininger 5. (CPCON – 2019) Reconhece-se que Florence Nightingale foi um marco na prática da enfermagem moderna. Considera-se que muitas teóricas também contribuíram na construção da ciência e da prática profissional através de modelos conceituais teóricos importantes e no desenvolvimento de metodologias assistenciais de enfermagem. De acordo com a evolução histórica e o conhecimento teórico da ciência da enfermagem, qual das alternativas abaixo discorre CORRETAMENTE sobre as teóricas e suas teorias de enfermagem?
  • 8. 8 (A) Callista Roy lançou nos anos 50 a teoria do autocuidado como uma necessidade humana e a enfermagem como um serviço humano. Formalizou: a Teoria do Autocuidado, a Teoria do Déficit do Autocuidado e a Teoria dos Sistemas de Enfermagem. (B) Virgínia Henderson definiu que a única função do enfermeiro é o de assistir o ser humano, doente ou saudável, no desempenho das atividades que contribuem para a saúde ou para a sua recuperação e identificou 14 necessidades básicas dos doentes. (C) Dorothea Orem criou nos anos 60 a Teoria do Modelo de Adaptação como um excelente exemplo do conhecimento de Enfermagem aplicado ao conhecimento da Psicologia. (D) Florence Nightingale escreveu sobre a Teoria do Cuidado Humano de Enfermagem, abordando os dez fatores de cuidados que efetivam o processo de cuidar em enfermagem, com base na metodologia científica. (E) Madeleine Leininger publicou as necessidades humanas básicas no Brasil na década de 70, com o lançamento do livro Processo de Enfermagem. 6. (VUNESP – 2018) A enfermeira Anna tem um método muito interessante de organizar informações na sua memória: ela se imagina convivendo com pessoas e conceitos e inventa uma pequena história para relacioná-los. No último dezembro, ela estava estudando Teorias de Enfermagem e se imaginou chegando a uma festa de Natal com algumas teoristas. Logo que entrou no salão, ouviu uma delas lhe dizer que deveria fechar a porta para evitar correntes de ar sobre as pessoas. Em seguida, viu outra que colocava as mãos próximo à arvore de natal e esta intensificava a velocidade e o brilho das luzes pisca-pisca. Por fim, uma terceira lhe avisou que deveria se dirigir ao buffet e abastecer-se de comida e bebida, pois ninguém seria servido, uma vez que todos os presentes poderiam fazê- lo sozinhos. Essas teoristas eram, em ordem de aparição na história de Anna: (A) Florence Nightingale aplicando sua Teoria Ambiental, Martha Rogers e sua Teoria dos Seres Humanos Unitários e Dorothea Orem, com sua Teoria do Autocuidado. (B) Calista Roy, aplicando sua Teoria da Adaptabilidade, Myra Levine e sua Teoria da Conservação de Energia e Nancy Roper e sua Teoria de Atividade da Vida. (C) Imogenes King aplicando sua Teoria da Realização da Meta, Myra Levine e sua Teoria da Conservação de Energia e Nancy Roper com sua Teoria de Atividade da Vida. (D) Jean Watson aplicando sua Teoria da Ciência Sagrada do Cuidado, Margareth Newman e sua Teoria da Saúde como Conscientização Expandida e Nola Pender, com sua Teoria de Promoção da Saúde. (E) Kolkaba aplicando sua Teoria do Conforto, Pamela Reed e sua Teoria da Auto transcendência e Madeleine Leininger com sua Teoria sobre Diversidade Cultural e Universalidade.
  • 9. 9 GABARITO 1 B 2 A 3 C 4 C 5 B 6 A