SlideShare uma empresa Scribd logo
Meirisa Medina
Compreender as causas da Síndrome do túnel do carpo, entender como
diagnosticar, sinais, sintomas e estabelecer um tratamento de acordo
com as limitações de cada paciente.
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
Túnel do carpo é um canal situado
a nível do punho e formado em
sua base pelos ossos do carpo, e
em sua parte superior, por
um ligamento denominado
Ligamento transverso do carpo.
(Guia Veja,2010)
http://semiologiamedica.blogspot.com/2010/06/si
ndrome-do-tunel-do-carpo.html
http://dennisfisio.blogspot.com/2011/02/si
ndrome-tunel-do-carpo.html
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
A síndrome do túnel do carpo (STC) é uma neuropatia resultante da
compressão do nervo mediano no canal do carpo.
http://www.flickr.com/photos/23752213@N05/page9/
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
Os tendões são estruturas envolvidas por
uma membrana sinovial, a qual fabrica
o líquido sinovial que possui como função
básica nutrição e lubrificação, e que
qualquer estímulo anormal sistêmico ou
localizado pode fazer com que haja uma
maior produção de líquido sinovial, quando
isto ocorre, temos um aumento de volume
das estruturas que passam pelo canal do
carpo, ocasionando a compressão do Nervo
Mediano. (Francisco Ruaro,2004) http://blogdafisiojosi.blogspot.com/2009/11/sindrome-do-
tunel-do-carpo-stc.html
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
O primeiro motivo pode estar relacionado com as doenças
ocupacionais que são chamadas de L.E.R (Lesão do Esforço
Repetitivo), geradas por movimentos repetitivos (Movimentos de
flexo-extensão). (Zumiotti, 2008)
 Traumáticas
 Inflamatórias
 Hormonais.
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
Alteração Hormonal
Não existe ainda uma explicação concreta. Acredita-se que no
tecido sinovial existam receptores para o estrógeno. Nível normal
desse hormônio impede que esse tecido prolifere. No entanto, à
medida que a produção do hormônio vai caindo, os receptores
ficam livres, o tecido sinovial começa a crescer e,
conseqüentemente, a aumentar a pressão dentro do túnel do
carpo. (Zumiotti,2008 ).
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
A sintomatologia decorrente da Síndrome do Túnel do Carpo está
relacionada ao grau da compressão, podendo ocasionar sintomas
sensitivos, motores ou a combinação de ambos.
http://www.seucorpopede.com.br/patologia-visualizar.php?
PatologiaID=7&518&width=921
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
 Parestesias
 Diminuição de sensibilidade
 Dor
 Queimação
 Fraqueza muscular
 Déficit para pinçamento
http://estudiopilatesacquafit.blogspot.com/2011/01/
sindrome-do-tunel-do-carpo-e-importante.html
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
Como em qualquer síndrome compressiva, a confirmação
diagnóstica é feita através da Eletroneuromiografia (ENMG) que
revelará os achados característicos.
O nervo recebe pequenos
estímulos que serão
registrados no aparelho e
interpretados pelo
profissional. Quando existir
compressão do nervo, as
respostas aos estímulos
estarão mais lentos
(milésimos de segundo).
http://adoratual.wordpress.com/2009/07/08/a-
sindrome-do-tunel-do-carpo/
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
•Teste de Phalen
       Os  cotovelos  são  fletidos  90º,  com  os 
antebraços  no  plano  horizontal  com  o  solo  e 
punhos  flexionados  um  contra  o  outro  por  60 
segundos. O teste é positivo quando ocorre dor ou 
parestesias dos dedos do aspecto radial da mão. 
http://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/104/
sindrome_do_tunel_do_carpo.htm
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
• Teste de Tinel
O examinador realiza percussão digital ao longo do nervo
mediano. O teste é considerado positivo quando a manobra
causa parestesias na distribuição do nervo mediano.
http://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/104/sind
rome_do_tunel_do_carpo.htm
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
O tratamento para os casos de compressão leve pode ser
inicialmente feito imobilizando-se o punho por “SPLINTS; jamais o
punho deve ser enfaixado pois pode piorar a compressão;
Os remédios e infiltrações no local podem ser utilizados, porém
são sempre paliativos.
Os SPLINTS são pequenas talas de material duro porém flexível que são colocados
desde a mão até o antebraço e fixados com velcro.
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
Nos casos em que se revela uma compressão mais grave do nervo
devem ser submetidos à cirurgia. O Objetivo é abrir o canal por
onde o nervo passa, resolvendo o problema definitivamente.
Quando o nervo fica por muito tempo comprimido pode levar a
atrofia definitiva (“nervo atrofiado ou seco”) com pouca
recuperação mesmo após a cirurgia.
http://www.institutobalsini.com.br/sindrome-do-
tunel-do-carpo/
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
A diminuição do edema gerado pela inflamação das estruturas
vizinhas ao nervo mediano deverá ser o primeiro objetivo do
tratamento fisioterápico.
 Ultra-som
Possui princípios analgésicos e anti-inflamatórios acompanhados
de manipulações da região acometida.
 TENS
Corrente analgésica, ela atua nos sistemas modulares da dor,
aumentando sua tolerância à dor causando uma analgesia.
CRIOTERAPIA
O frio reduz a atividade elétrica da fibra muscular, elevando o
limiar de estímulo de dor e reduzindo o índice de estímulos
aferentes, diminuindo, desta forma o estímulo doloroso.
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
Exercícios de alongamento dos flexores dos dedos e
do punho para melhorar a função e aumentar a
formação de líquido sinovial auxiliando com isso, a
lubrificação dos tendões, bainhas e fáscias
adjacentes (tendões lubrificados diminuem o atrito
entre as bainhas evitando a inflamação).
http://adoratual.wordpress.com/2009/07/08/a-
sindrome-do-tunel-do-carpo/
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
A mobilização articular dos ossos do carpo, especialmente do capitato
para o aumento do espaço no interior do túnel do carpo. E assim,
diminuindo os efeitos de compressão no nervo mediano.
Exercícios de mobilização neural. A mobilização do nervo mediano
envolve todo o membro superior e cervical e esses exercícios devem
ser realizados sem provocar irritação nervosa. Caso provoque o
aumento de dor, edema e parestesia é sinal de excesso de exercícios
(SHACKLOCK, 2005).
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
Caso clínico
Paciente sexo feminino, 72 anos, chega ao ambulatório
queixando-se de fortes dores em membro superior direito,
mão , braço e antebraço. Na EVA a dor é de intensidade 8. A
paciente relata já sentir essa dor a aproximadamente 1 ano
e que vem piorando nos últimos 2 meses. Com dificuldade
de elaborar algumas de suas atividade diárias como:
pentear o cabelo, fazer comida, lavar roupa , arrumar a casa
e durante a noite essa dor se intensifica impossibilitando a
paciente de dormir.
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
CONCLUSÃO
A avaliação fisioterapêutica e os exames complementares, são
importantíssimos para confirmar a patologia e sua
complexibilidade. Seus resultados possibilitam que tenhamos
uma conduta específica, de acordo com a sua fase.
A atuação do fisioterapeuta na STC deve ser direcionada tanta
na prevenção quanto no tratamento da síndrome.
Portanto, quanto mais precoce o diagnóstico da doença mais
rapidamente podemos melhorar o quadro álgico e diminuição do
quadro inflamatório, evitando assim a utilização de fármacos e
tratamento cirúrgico.
Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
Doenças Ocupacionais. Síndrome do túnel do carpo, Disponível em :
http://www.lerdort.com.br/dd_tunel.php?skey=24b525ddb765bf67b40c312733e5c6e6
Acesso em 27 de março,2011.
Estimulação elétrica nervosa transcutâneam Disponínel em:
http://www.wgate.com.br/conteudo/medicinaesaude/fisioterapia/eletro/estimulacao_ne
rvosa_tens.htm. Acesso em 02 de abril,2011.
Guia Veja, Atlas do corpo humano; Síndrome do túnel do carpo. Ed.1;Pág69,2010.
Ortopedia e traumatologia; Ruaro,Francisco; Síndrome do túnel do carpo.Ed.1;Pág.312.
Set.2004.
Síndrome do túnel do carpo: Aspectos do tratamento fisioterapêutico, Disponível em:
http://www.frasce.edu.br/nova/prod_cientifica/STC.pdf
Acesso em 27 de março,2011.
Síndrome do Túnel do carpo, Disponível em:
http://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/sindrome_do_tunel_do_carpo.htm
Acesso em 26 de março,2011.
Turrini, Elizabete. Diagnóstico por Imagem do Punho na Síndrome do Túnel do Carpo
Disponível em: www.scielo.br/pdf/rbr/v45n2/v45n2a06.pdf
Acesso em 23 de março,2011.
Zumiotti, Arnaldo. Entrevista Síndrome Túnel do carpo, Disponível em:
http://www.drauziovarella.com.br/ExibirConteudo/1394/sindrome-do-tunel-do-carpo
Acesso em 26 de março,2011.
REFERÊNCIAS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkraisWilliams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Thalita Tassiani
 
Pé torto congenito (clubfoot)
Pé torto congenito (clubfoot)Pé torto congenito (clubfoot)
Pé torto congenito (clubfoot)
Potencial Empresário
 
Fibromialgia
Fibromialgia Fibromialgia
Fibromialgia
Paulo Alambert
 
Acidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular EncefálicoAcidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular Encefálico
PCare Fisioterapia
 
5.protocolo fisioterapia urgencia_e_emergencia_versao_final
5.protocolo fisioterapia urgencia_e_emergencia_versao_final5.protocolo fisioterapia urgencia_e_emergencia_versao_final
5.protocolo fisioterapia urgencia_e_emergencia_versao_final
Marcos Pires
 
Corrente interferencial
Corrente interferencial Corrente interferencial
Corrente interferencial
FUAD HAZIME
 
Semiologia da Dor
Semiologia da DorSemiologia da Dor
Semiologia da Dor
pauloalambert
 
Fascite plantar
Fascite plantarFascite plantar
Fascite plantar
Pes_semdor
 
Parkinson
ParkinsonParkinson
Estudo de caso clinico
Estudo de caso clinicoEstudo de caso clinico
Estudo de caso clinico
Grupo Ivan Ervilha
 
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em TraumatofuncionalFisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Secretaria Municipal da Cidade do Rio de Janeiro
 
15 -amplitude_de_movimento
15  -amplitude_de_movimento15  -amplitude_de_movimento
15 -amplitude_de_movimento
Johnny Martins
 
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
Cleanto Santos Vieira
 
Doença de de parkinson
Doença de de parkinsonDoença de de parkinson
Doença de de parkinson
Isadora Oliveira
 
Aulas Avaliação Controle Motor
Aulas Avaliação Controle MotorAulas Avaliação Controle Motor
Aulas Avaliação Controle Motor
Cassio Meira Jr.
 
Parkinson seminário
Parkinson seminárioParkinson seminário
Parkinson seminário
Isabel Amarante
 
Sensibilidade 14
Sensibilidade 14Sensibilidade 14
Sensibilidade 14
pauloalambert
 
Eletroterapia Resumo
Eletroterapia ResumoEletroterapia Resumo
Eletroterapia Resumo
Danillo Aguiar
 
Fisioterapia no pré e pós operatório de cirurgias cardíacas
Fisioterapia no pré e pós operatório de cirurgias cardíacasFisioterapia no pré e pós operatório de cirurgias cardíacas
Fisioterapia no pré e pós operatório de cirurgias cardíacas
Mayara Rodrigues
 
1 Avaliação em fisioterapia neurofuncional IMPRIMIR.pdf
1 Avaliação em fisioterapia neurofuncional IMPRIMIR.pdf1 Avaliação em fisioterapia neurofuncional IMPRIMIR.pdf
1 Avaliação em fisioterapia neurofuncional IMPRIMIR.pdf
MariliaSilva75
 

Mais procurados (20)

Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkraisWilliams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
 
Pé torto congenito (clubfoot)
Pé torto congenito (clubfoot)Pé torto congenito (clubfoot)
Pé torto congenito (clubfoot)
 
Fibromialgia
Fibromialgia Fibromialgia
Fibromialgia
 
Acidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular EncefálicoAcidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular Encefálico
 
5.protocolo fisioterapia urgencia_e_emergencia_versao_final
5.protocolo fisioterapia urgencia_e_emergencia_versao_final5.protocolo fisioterapia urgencia_e_emergencia_versao_final
5.protocolo fisioterapia urgencia_e_emergencia_versao_final
 
Corrente interferencial
Corrente interferencial Corrente interferencial
Corrente interferencial
 
Semiologia da Dor
Semiologia da DorSemiologia da Dor
Semiologia da Dor
 
Fascite plantar
Fascite plantarFascite plantar
Fascite plantar
 
Parkinson
ParkinsonParkinson
Parkinson
 
Estudo de caso clinico
Estudo de caso clinicoEstudo de caso clinico
Estudo de caso clinico
 
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em TraumatofuncionalFisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em Traumatofuncional
 
15 -amplitude_de_movimento
15  -amplitude_de_movimento15  -amplitude_de_movimento
15 -amplitude_de_movimento
 
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
 
Doença de de parkinson
Doença de de parkinsonDoença de de parkinson
Doença de de parkinson
 
Aulas Avaliação Controle Motor
Aulas Avaliação Controle MotorAulas Avaliação Controle Motor
Aulas Avaliação Controle Motor
 
Parkinson seminário
Parkinson seminárioParkinson seminário
Parkinson seminário
 
Sensibilidade 14
Sensibilidade 14Sensibilidade 14
Sensibilidade 14
 
Eletroterapia Resumo
Eletroterapia ResumoEletroterapia Resumo
Eletroterapia Resumo
 
Fisioterapia no pré e pós operatório de cirurgias cardíacas
Fisioterapia no pré e pós operatório de cirurgias cardíacasFisioterapia no pré e pós operatório de cirurgias cardíacas
Fisioterapia no pré e pós operatório de cirurgias cardíacas
 
1 Avaliação em fisioterapia neurofuncional IMPRIMIR.pdf
1 Avaliação em fisioterapia neurofuncional IMPRIMIR.pdf1 Avaliação em fisioterapia neurofuncional IMPRIMIR.pdf
1 Avaliação em fisioterapia neurofuncional IMPRIMIR.pdf
 

Destaque

Fascículo anatomia da mão
Fascículo anatomia da mãoFascículo anatomia da mão
Fascículo anatomia da mão
Geane Sarges
 
FISIOTERAPIA : Síndrome do Túnel do Carpo; Tenossinovite ; Lesões de Labrum
FISIOTERAPIA : Síndrome do Túnel do Carpo; Tenossinovite; Lesões de LabrumFISIOTERAPIA : Síndrome do Túnel do Carpo; Tenossinovite; Lesões de Labrum
FISIOTERAPIA : Síndrome do Túnel do Carpo; Tenossinovite ; Lesões de Labrum
Danyllo Lucas
 
Dort -patologias
Dort  -patologiasDort  -patologias
Dort -patologias
pamcolbano
 
Tratamento síndrome do tunel do carpo diretrizes 2011
Tratamento síndrome do tunel do carpo diretrizes 2011Tratamento síndrome do tunel do carpo diretrizes 2011
Tratamento síndrome do tunel do carpo diretrizes 2011
Rosiane Pinho
 
Anatomia do tunel
Anatomia do tunelAnatomia do tunel
Anatomia do tunel
Mesaque Veloso
 
Propedeutica reumato eraldoxx2012
Propedeutica reumato eraldoxx2012Propedeutica reumato eraldoxx2012
Propedeutica reumato eraldoxx2012
ERALDO DOS SANTOS
 
Modulo 14
Modulo 14Modulo 14
Modulo 14
SemioOrto
 
Modulo 16
Modulo 16Modulo 16
Modulo 16
SemioOrto
 
Sd tunel carpo
Sd tunel carpoSd tunel carpo
Sd tunel carpo
juliagarciagozalbes
 
Apresentação tendinopatia calcarea
Apresentação tendinopatia calcareaApresentação tendinopatia calcarea
Apresentação tendinopatia calcarea
Cinthia Salto
 
Biomecanica dos tendões e ligamentos
Biomecanica dos tendões e ligamentosBiomecanica dos tendões e ligamentos
Biomecanica dos tendões e ligamentos
washington carlos vieira
 
Modulo 23
Modulo 23Modulo 23
Modulo 23
SemioOrto
 
Capsulite adesiva Dr Omar Mohamad M. Abdallah
Capsulite adesiva  Dr Omar Mohamad M. Abdallah Capsulite adesiva  Dr Omar Mohamad M. Abdallah
Capsulite adesiva Dr Omar Mohamad M. Abdallah
Omar Mohamad Abdallah
 
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondiliteAula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
Mauricio Fabiani
 
Rotinas Específicas nas Incidências do Punho
Rotinas Específicas nas Incidências do PunhoRotinas Específicas nas Incidências do Punho
Rotinas Específicas nas Incidências do Punho
Robson Rocha
 
Aula sindrome impacto e lesão manguito rotador
Aula sindrome impacto e lesão manguito rotadorAula sindrome impacto e lesão manguito rotador
Aula sindrome impacto e lesão manguito rotador
Mauricio Fabiani
 
Sindromes compresivos de mano
Sindromes compresivos de manoSindromes compresivos de mano
Sindromes compresivos de mano
Dante Von Brucke
 
Exame Físico de Ombro
Exame Físico de Ombro Exame Físico de Ombro
Exame Físico de Ombro
Omar Mohamad Abdallah
 
Ombro, Cotovelo, Punho e Mão
Ombro, Cotovelo, Punho e MãoOmbro, Cotovelo, Punho e Mão
Classificação neurofisiológica da síndrome do túnel do carpo
Classificação neurofisiológica da síndrome do túnel do carpoClassificação neurofisiológica da síndrome do túnel do carpo
Classificação neurofisiológica da síndrome do túnel do carpo
adrianomedico
 

Destaque (20)

Fascículo anatomia da mão
Fascículo anatomia da mãoFascículo anatomia da mão
Fascículo anatomia da mão
 
FISIOTERAPIA : Síndrome do Túnel do Carpo; Tenossinovite ; Lesões de Labrum
FISIOTERAPIA : Síndrome do Túnel do Carpo; Tenossinovite; Lesões de LabrumFISIOTERAPIA : Síndrome do Túnel do Carpo; Tenossinovite; Lesões de Labrum
FISIOTERAPIA : Síndrome do Túnel do Carpo; Tenossinovite ; Lesões de Labrum
 
Dort -patologias
Dort  -patologiasDort  -patologias
Dort -patologias
 
Tratamento síndrome do tunel do carpo diretrizes 2011
Tratamento síndrome do tunel do carpo diretrizes 2011Tratamento síndrome do tunel do carpo diretrizes 2011
Tratamento síndrome do tunel do carpo diretrizes 2011
 
Anatomia do tunel
Anatomia do tunelAnatomia do tunel
Anatomia do tunel
 
Propedeutica reumato eraldoxx2012
Propedeutica reumato eraldoxx2012Propedeutica reumato eraldoxx2012
Propedeutica reumato eraldoxx2012
 
Modulo 14
Modulo 14Modulo 14
Modulo 14
 
Modulo 16
Modulo 16Modulo 16
Modulo 16
 
Sd tunel carpo
Sd tunel carpoSd tunel carpo
Sd tunel carpo
 
Apresentação tendinopatia calcarea
Apresentação tendinopatia calcareaApresentação tendinopatia calcarea
Apresentação tendinopatia calcarea
 
Biomecanica dos tendões e ligamentos
Biomecanica dos tendões e ligamentosBiomecanica dos tendões e ligamentos
Biomecanica dos tendões e ligamentos
 
Modulo 23
Modulo 23Modulo 23
Modulo 23
 
Capsulite adesiva Dr Omar Mohamad M. Abdallah
Capsulite adesiva  Dr Omar Mohamad M. Abdallah Capsulite adesiva  Dr Omar Mohamad M. Abdallah
Capsulite adesiva Dr Omar Mohamad M. Abdallah
 
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondiliteAula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
 
Rotinas Específicas nas Incidências do Punho
Rotinas Específicas nas Incidências do PunhoRotinas Específicas nas Incidências do Punho
Rotinas Específicas nas Incidências do Punho
 
Aula sindrome impacto e lesão manguito rotador
Aula sindrome impacto e lesão manguito rotadorAula sindrome impacto e lesão manguito rotador
Aula sindrome impacto e lesão manguito rotador
 
Sindromes compresivos de mano
Sindromes compresivos de manoSindromes compresivos de mano
Sindromes compresivos de mano
 
Exame Físico de Ombro
Exame Físico de Ombro Exame Físico de Ombro
Exame Físico de Ombro
 
Ombro, Cotovelo, Punho e Mão
Ombro, Cotovelo, Punho e MãoOmbro, Cotovelo, Punho e Mão
Ombro, Cotovelo, Punho e Mão
 
Classificação neurofisiológica da síndrome do túnel do carpo
Classificação neurofisiológica da síndrome do túnel do carpoClassificação neurofisiológica da síndrome do túnel do carpo
Classificação neurofisiológica da síndrome do túnel do carpo
 

Semelhante a Síndrome Túnel do carpo

Síndrome do túnel do carpo aspectos do tratamento fisioterapêutico
Síndrome do túnel do carpo aspectos do tratamento fisioterapêuticoSíndrome do túnel do carpo aspectos do tratamento fisioterapêutico
Síndrome do túnel do carpo aspectos do tratamento fisioterapêutico
adrianomedico
 
Spiral taping ou esparadrapoterapia
Spiral taping ou  esparadrapoterapiaSpiral taping ou  esparadrapoterapia
Spiral taping ou esparadrapoterapia
Claudemir Sewald
 
Tst ergonomia aula 6
Tst   ergonomia aula 6Tst   ergonomia aula 6
Tst ergonomia aula 6
Bolivar Motta
 
DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)
DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)
DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)
GabrielaSoares07
 
Cotovelo FAOT 2020.pdf
Cotovelo FAOT 2020.pdfCotovelo FAOT 2020.pdf
Cotovelo FAOT 2020.pdf
fernandosouza442
 
122091768 revistapodologia-com-028pt
122091768 revistapodologia-com-028pt122091768 revistapodologia-com-028pt
122091768 revistapodologia-com-028pt
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Boletim de dor
Boletim de dorBoletim de dor
Boletim de dor
Marinho Fisiologia
 
Síndrome Compartimental
Síndrome CompartimentalSíndrome Compartimental
Síndrome Compartimental
Marcus Murata
 
Yamamoto ynsa
Yamamoto ynsaYamamoto ynsa
Yamamoto ynsa
Simone Sant Ana
 
Teórico prático l 2013
Teórico prático l 2013Teórico prático l 2013
Teórico prático l 2013
pauloalambert
 
167682767 apostila-acupuntura-laser
167682767 apostila-acupuntura-laser167682767 apostila-acupuntura-laser
167682767 apostila-acupuntura-laser
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Epicondilite Lateral,STC e LMR - 3o Ano
Epicondilite Lateral,STC e LMR - 3o AnoEpicondilite Lateral,STC e LMR - 3o Ano
Epicondilite Lateral,STC e LMR - 3o Ano
Carlos Andrade
 
Fasciculo3
Fasciculo3Fasciculo3
Fasciculo3
cristianocpt
 
Síndrome+do+Túnel+do+Carpo.ppt
Síndrome+do+Túnel+do+Carpo.pptSíndrome+do+Túnel+do+Carpo.ppt
Síndrome+do+Túnel+do+Carpo.ppt
MiltonRicardodeMedei
 
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
Elcos&Ulcus - Sociedade Feridas
 
Síndrome do esmagamento
Síndrome do esmagamentoSíndrome do esmagamento
Síndrome do esmagamento
Carly Glaser
 
Revista Fisiomagazine Edição.02
Revista Fisiomagazine Edição.02Revista Fisiomagazine Edição.02
Revista Fisiomagazine Edição.02
Terapia Manual
 
OstFisio - Levando Qualidade à Vida
OstFisio - Levando Qualidade à VidaOstFisio - Levando Qualidade à Vida
OstFisio - Levando Qualidade à Vida
OstFisio
 
Espinal medula
Espinal medulaEspinal medula
Espinal medula
FranciscoM72
 
Síndrome do compartimento3
Síndrome  do compartimento3Síndrome  do compartimento3
Síndrome do compartimento3
Marcella Reis Goulart
 

Semelhante a Síndrome Túnel do carpo (20)

Síndrome do túnel do carpo aspectos do tratamento fisioterapêutico
Síndrome do túnel do carpo aspectos do tratamento fisioterapêuticoSíndrome do túnel do carpo aspectos do tratamento fisioterapêutico
Síndrome do túnel do carpo aspectos do tratamento fisioterapêutico
 
Spiral taping ou esparadrapoterapia
Spiral taping ou  esparadrapoterapiaSpiral taping ou  esparadrapoterapia
Spiral taping ou esparadrapoterapia
 
Tst ergonomia aula 6
Tst   ergonomia aula 6Tst   ergonomia aula 6
Tst ergonomia aula 6
 
DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)
DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)
DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)
 
Cotovelo FAOT 2020.pdf
Cotovelo FAOT 2020.pdfCotovelo FAOT 2020.pdf
Cotovelo FAOT 2020.pdf
 
122091768 revistapodologia-com-028pt
122091768 revistapodologia-com-028pt122091768 revistapodologia-com-028pt
122091768 revistapodologia-com-028pt
 
Boletim de dor
Boletim de dorBoletim de dor
Boletim de dor
 
Síndrome Compartimental
Síndrome CompartimentalSíndrome Compartimental
Síndrome Compartimental
 
Yamamoto ynsa
Yamamoto ynsaYamamoto ynsa
Yamamoto ynsa
 
Teórico prático l 2013
Teórico prático l 2013Teórico prático l 2013
Teórico prático l 2013
 
167682767 apostila-acupuntura-laser
167682767 apostila-acupuntura-laser167682767 apostila-acupuntura-laser
167682767 apostila-acupuntura-laser
 
Epicondilite Lateral,STC e LMR - 3o Ano
Epicondilite Lateral,STC e LMR - 3o AnoEpicondilite Lateral,STC e LMR - 3o Ano
Epicondilite Lateral,STC e LMR - 3o Ano
 
Fasciculo3
Fasciculo3Fasciculo3
Fasciculo3
 
Síndrome+do+Túnel+do+Carpo.ppt
Síndrome+do+Túnel+do+Carpo.pptSíndrome+do+Túnel+do+Carpo.ppt
Síndrome+do+Túnel+do+Carpo.ppt
 
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
 
Síndrome do esmagamento
Síndrome do esmagamentoSíndrome do esmagamento
Síndrome do esmagamento
 
Revista Fisiomagazine Edição.02
Revista Fisiomagazine Edição.02Revista Fisiomagazine Edição.02
Revista Fisiomagazine Edição.02
 
OstFisio - Levando Qualidade à Vida
OstFisio - Levando Qualidade à VidaOstFisio - Levando Qualidade à Vida
OstFisio - Levando Qualidade à Vida
 
Espinal medula
Espinal medulaEspinal medula
Espinal medula
 
Síndrome do compartimento3
Síndrome  do compartimento3Síndrome  do compartimento3
Síndrome do compartimento3
 

Síndrome Túnel do carpo

  • 2. Compreender as causas da Síndrome do túnel do carpo, entender como diagnosticar, sinais, sintomas e estabelecer um tratamento de acordo com as limitações de cada paciente. Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 3. Túnel do carpo é um canal situado a nível do punho e formado em sua base pelos ossos do carpo, e em sua parte superior, por um ligamento denominado Ligamento transverso do carpo. (Guia Veja,2010) http://semiologiamedica.blogspot.com/2010/06/si ndrome-do-tunel-do-carpo.html http://dennisfisio.blogspot.com/2011/02/si ndrome-tunel-do-carpo.html Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 4. A síndrome do túnel do carpo (STC) é uma neuropatia resultante da compressão do nervo mediano no canal do carpo. http://www.flickr.com/photos/23752213@N05/page9/ Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 5. Os tendões são estruturas envolvidas por uma membrana sinovial, a qual fabrica o líquido sinovial que possui como função básica nutrição e lubrificação, e que qualquer estímulo anormal sistêmico ou localizado pode fazer com que haja uma maior produção de líquido sinovial, quando isto ocorre, temos um aumento de volume das estruturas que passam pelo canal do carpo, ocasionando a compressão do Nervo Mediano. (Francisco Ruaro,2004) http://blogdafisiojosi.blogspot.com/2009/11/sindrome-do- tunel-do-carpo-stc.html Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 6. O primeiro motivo pode estar relacionado com as doenças ocupacionais que são chamadas de L.E.R (Lesão do Esforço Repetitivo), geradas por movimentos repetitivos (Movimentos de flexo-extensão). (Zumiotti, 2008)  Traumáticas  Inflamatórias  Hormonais. Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 7. Alteração Hormonal Não existe ainda uma explicação concreta. Acredita-se que no tecido sinovial existam receptores para o estrógeno. Nível normal desse hormônio impede que esse tecido prolifere. No entanto, à medida que a produção do hormônio vai caindo, os receptores ficam livres, o tecido sinovial começa a crescer e, conseqüentemente, a aumentar a pressão dentro do túnel do carpo. (Zumiotti,2008 ). Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 8. A sintomatologia decorrente da Síndrome do Túnel do Carpo está relacionada ao grau da compressão, podendo ocasionar sintomas sensitivos, motores ou a combinação de ambos. http://www.seucorpopede.com.br/patologia-visualizar.php? PatologiaID=7&518&width=921 Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 9.  Parestesias  Diminuição de sensibilidade  Dor  Queimação  Fraqueza muscular  Déficit para pinçamento http://estudiopilatesacquafit.blogspot.com/2011/01/ sindrome-do-tunel-do-carpo-e-importante.html Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 10. Como em qualquer síndrome compressiva, a confirmação diagnóstica é feita através da Eletroneuromiografia (ENMG) que revelará os achados característicos. O nervo recebe pequenos estímulos que serão registrados no aparelho e interpretados pelo profissional. Quando existir compressão do nervo, as respostas aos estímulos estarão mais lentos (milésimos de segundo). http://adoratual.wordpress.com/2009/07/08/a- sindrome-do-tunel-do-carpo/ Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 11. •Teste de Phalen        Os  cotovelos  são  fletidos  90º,  com  os  antebraços  no  plano  horizontal  com  o  solo  e  punhos  flexionados  um  contra  o  outro  por  60  segundos. O teste é positivo quando ocorre dor ou  parestesias dos dedos do aspecto radial da mão.  http://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/104/ sindrome_do_tunel_do_carpo.htm Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 12. • Teste de Tinel O examinador realiza percussão digital ao longo do nervo mediano. O teste é considerado positivo quando a manobra causa parestesias na distribuição do nervo mediano. http://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/104/sind rome_do_tunel_do_carpo.htm Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 13. Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 14. O tratamento para os casos de compressão leve pode ser inicialmente feito imobilizando-se o punho por “SPLINTS; jamais o punho deve ser enfaixado pois pode piorar a compressão; Os remédios e infiltrações no local podem ser utilizados, porém são sempre paliativos. Os SPLINTS são pequenas talas de material duro porém flexível que são colocados desde a mão até o antebraço e fixados com velcro. Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 15. Nos casos em que se revela uma compressão mais grave do nervo devem ser submetidos à cirurgia. O Objetivo é abrir o canal por onde o nervo passa, resolvendo o problema definitivamente. Quando o nervo fica por muito tempo comprimido pode levar a atrofia definitiva (“nervo atrofiado ou seco”) com pouca recuperação mesmo após a cirurgia. http://www.institutobalsini.com.br/sindrome-do- tunel-do-carpo/ Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 16. A diminuição do edema gerado pela inflamação das estruturas vizinhas ao nervo mediano deverá ser o primeiro objetivo do tratamento fisioterápico.  Ultra-som Possui princípios analgésicos e anti-inflamatórios acompanhados de manipulações da região acometida.  TENS Corrente analgésica, ela atua nos sistemas modulares da dor, aumentando sua tolerância à dor causando uma analgesia. CRIOTERAPIA O frio reduz a atividade elétrica da fibra muscular, elevando o limiar de estímulo de dor e reduzindo o índice de estímulos aferentes, diminuindo, desta forma o estímulo doloroso. Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 17. Exercícios de alongamento dos flexores dos dedos e do punho para melhorar a função e aumentar a formação de líquido sinovial auxiliando com isso, a lubrificação dos tendões, bainhas e fáscias adjacentes (tendões lubrificados diminuem o atrito entre as bainhas evitando a inflamação). http://adoratual.wordpress.com/2009/07/08/a- sindrome-do-tunel-do-carpo/ Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 18. A mobilização articular dos ossos do carpo, especialmente do capitato para o aumento do espaço no interior do túnel do carpo. E assim, diminuindo os efeitos de compressão no nervo mediano. Exercícios de mobilização neural. A mobilização do nervo mediano envolve todo o membro superior e cervical e esses exercícios devem ser realizados sem provocar irritação nervosa. Caso provoque o aumento de dor, edema e parestesia é sinal de excesso de exercícios (SHACKLOCK, 2005). Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 19. Caso clínico Paciente sexo feminino, 72 anos, chega ao ambulatório queixando-se de fortes dores em membro superior direito, mão , braço e antebraço. Na EVA a dor é de intensidade 8. A paciente relata já sentir essa dor a aproximadamente 1 ano e que vem piorando nos últimos 2 meses. Com dificuldade de elaborar algumas de suas atividade diárias como: pentear o cabelo, fazer comida, lavar roupa , arrumar a casa e durante a noite essa dor se intensifica impossibilitando a paciente de dormir. Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 20. CONCLUSÃO A avaliação fisioterapêutica e os exames complementares, são importantíssimos para confirmar a patologia e sua complexibilidade. Seus resultados possibilitam que tenhamos uma conduta específica, de acordo com a sua fase. A atuação do fisioterapeuta na STC deve ser direcionada tanta na prevenção quanto no tratamento da síndrome. Portanto, quanto mais precoce o diagnóstico da doença mais rapidamente podemos melhorar o quadro álgico e diminuição do quadro inflamatório, evitando assim a utilização de fármacos e tratamento cirúrgico. Síndrome do Túnel do Carpo. Fisioterapia 6°semestre
  • 21. Doenças Ocupacionais. Síndrome do túnel do carpo, Disponível em : http://www.lerdort.com.br/dd_tunel.php?skey=24b525ddb765bf67b40c312733e5c6e6 Acesso em 27 de março,2011. Estimulação elétrica nervosa transcutâneam Disponínel em: http://www.wgate.com.br/conteudo/medicinaesaude/fisioterapia/eletro/estimulacao_ne rvosa_tens.htm. Acesso em 02 de abril,2011. Guia Veja, Atlas do corpo humano; Síndrome do túnel do carpo. Ed.1;Pág69,2010. Ortopedia e traumatologia; Ruaro,Francisco; Síndrome do túnel do carpo.Ed.1;Pág.312. Set.2004. Síndrome do túnel do carpo: Aspectos do tratamento fisioterapêutico, Disponível em: http://www.frasce.edu.br/nova/prod_cientifica/STC.pdf Acesso em 27 de março,2011. Síndrome do Túnel do carpo, Disponível em: http://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/sindrome_do_tunel_do_carpo.htm Acesso em 26 de março,2011. Turrini, Elizabete. Diagnóstico por Imagem do Punho na Síndrome do Túnel do Carpo Disponível em: www.scielo.br/pdf/rbr/v45n2/v45n2a06.pdf Acesso em 23 de março,2011. Zumiotti, Arnaldo. Entrevista Síndrome Túnel do carpo, Disponível em: http://www.drauziovarella.com.br/ExibirConteudo/1394/sindrome-do-tunel-do-carpo Acesso em 26 de março,2011. REFERÊNCIAS