SlideShare uma empresa Scribd logo
Ravenne Caminha
Acadêmica em Enfermagem
6º semestre
Slide share
INTRODUÇÃO
• Doenças do Sistema Osteomuscular e do
Tecido Conjuntivo Relacionadas ao Trabalho
inclui entidades representativas de dois
extremos da patologia ocupacional: de um
lado, doenças antigas, praticamente
inexistentes na atualidade, como a gota
induzida pelo chumbo, a fluorose do esqueleto,
a osteomalacia.
• E de outro, o grupo DORT (Distúrbios
Osteomuscular relacionados ao trabalho),
também conhecidas por LER.
INTRODUÇÃO
Os sinais e sintomas de LER/DORT são múltiplos e
diversificados.
• Dor espontânea ou à movimentação passiva, ativa
ou contra resistência;
• Alterações sensitivas de fraqueza, cansaço, peso,
dormência, formigamento, sensação de diminuição;
• Perda ou aumento de sensibilidade, agulhadas,
choques;
• Dificuldades para o uso dos membros,
particularmente das mãos, e, mais raramente, sinais
flogísticos e áreas de hipotrofia ou atrofia.
FATORES ENVOLVIDOS NA DOR
MÚSCULO-ESQUELÉTICA.
• Fatores biomecânicos presentes na atividade;
• Fatores psicossociais relacionados à
organização do trabalho;
• Fatores ligados à psicodinâmica do trabalho ou
aos desequilíbrios psíquicos gerados em certas
situações especiais de trabalho na gênese do
processo de adoecimento.
A DOR
• Dor não é uma sensação simples, mas uma
experiência sensorial e emocional complexa;
• Dor aguda e crônica diferem-se
fundamentalmente;
• A ausência de danos ou de lesões físicas não
justifica a aceitação de que a dor seja menos
real ou menos severa.
QUEIXAS FREQUENTES
RELACIONADAS A DOENÇAS
OSTEOMUSCULARES?
• Minha mão começou a doer e está cansada
• A minha perna está queimando por trás
• O meu ombro faz um barulho de areia dentro
• Eu sinto um desconforto muito forte na minha cervical
• Toda vez que eu estico o cotovelo, ele faz um barulho
de chicote
• Os meus dedos estão formigando
• Por dentro do meu cotovelo, dói muito
• De manhã quando acordo, os meus dedos ficam duros
• Sinto uma dor muito forte do meio das costas
• A articulação do meu quadril parece que está fora do
lugar.
PATOLOGIAS
• Patologias ortopédicas:
Tendinite do Supra-espinhoso
inflamação do músculo supra-
espinhoso .
• Cistos sinoviais degeneração
do tecido sinovial, mais
comum no punho.
• Dedo em gatilho dificuldade
em estender o dedo após
realizar flexão máxima.
FLUOROSE DO ESQUELETO
• Fluorose do Esqueleto é uma doença óssea causada
por consumo excessivo de flúor. Em casos
avançados, a fluorose óssea provoca dor e danifica os
ossos e articulações.
TENOSSINOVITES
• Tenossinovites inflamação aguda e crônica dos
tendões e bainhas dos músculos
EPICONDILITE
• Epicondilite inflamação dos pontos de inserção dos
músculos flexores ou extensores do carpo no cotovelo
BURSITES
• Bursites processo inflamatório que acomete bursas,
que são pequenas bolsas sinoviais que estão em
algumas articulações
SÍNDROME DO CANAL GUYON
• Síndrome do Canal de Guyon inflamação na face
dorsal do punho
SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO
• Síndrome do Túnel do Carpo compressão do nervo
mediano a nível do punho, pelo ligamento anular do
carpo, que se apresenta muito espessado e enrijecido
SÍNDROME
CERVICOBRAQUIALGIA
• Síndrome cervicobraquialgia degeneração do disco
cervical com a compressão e irritação das raízes
nervosas que segue para o braço
SÍNDROME DO DESFILADEIRO
• Síndrome do desfiladeiro torácico é a compressão do
plexo braquial pela passagem do desfiladeiro
torácico, formado pela clavícula, primeira costela,
músculos escalenos dessa região
OSTEÓFITO
• Osteófito é o aumento do tecido ósseo, na
proximidade de uma articulação afetada por um
processo inflamatório ou por lesão degenerativa
COM DOR O QUE FAZER?
• Alongamento
Existem vários estudos que comprovam que o
alongamento é um analgésico natural, quando bem
orientado.
• Gelo
Na dúvida entre calor e frio, sempre frio, mal nunca
fará. Na região da dor coloque um pano e um saco de
gelo em cima em mãos e pés, por 10 minutos e o
resto do corpo, por 20 minutos
• Imobilização
Não surti efeito. Apenas protela o tratamento e a
recuperação
Referências.
• 2001. Ministério da Saúde do Brasil
Organização Pan-Americana da Saúde/Brasil.
• http://www.portaleducacao.com.br/educacao/ar
tigos/44059/doencas-do-sistema-
osteomuscular-e-do-sistema-conjuntivo#!2
Obrigado pela Atenção

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Artrose
ArtroseArtrose
Sistema esqueletico.ppt
Sistema esqueletico.pptSistema esqueletico.ppt
Assepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsiaAssepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsia
Fernando de Oliveira Dutra
 
Tempos cirurgicos
Tempos cirurgicosTempos cirurgicos
Tempos cirurgicos
Edilaine Torrecilha
 
Fraturas
FraturasFraturas
Fraturas
jonesrobsonpc
 
Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4
Morgana Oliveira
 
Aula 7 posições cirúrgicas
Aula 7 posições cirúrgicasAula 7 posições cirúrgicas
Aula 7 posições cirúrgicas
Marci Oliveira
 
Curativos e coberturas
Curativos e coberturasCurativos e coberturas
Curativos e coberturas
Janaína Lassala
 
Aula Central de material Esterilizado
Aula Central de material EsterilizadoAula Central de material Esterilizado
Aula Central de material Esterilizado
Conceição Quirino
 
Aula 05 sistema muscular esquelético
Aula 05   sistema muscular esqueléticoAula 05   sistema muscular esquelético
Aula 05 sistema muscular esquelético
Hamilton Nobrega
 
Medicamentos
MedicamentosMedicamentos
Medicamentos
Leonardo Souza
 
Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
 Comissão de  Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) Comissão de  Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
ivanaferraz
 
Fios de suturas
Fios de suturasFios de suturas
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
Centro Universitário Ages
 
instrumentação cirurgica
instrumentação cirurgicainstrumentação cirurgica
instrumentação cirurgica
Simone Alvarenga
 
Gerenciamento de enfermagem: avaliação de serviços de saúde
Gerenciamento de enfermagem: avaliação de serviços de saúdeGerenciamento de enfermagem: avaliação de serviços de saúde
Gerenciamento de enfermagem: avaliação de serviços de saúde
Aroldo Gavioli
 
1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologia1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologia
Ieda Dorneles
 
Manual-fita-kinesio-pdf
 Manual-fita-kinesio-pdf Manual-fita-kinesio-pdf
Manual-fita-kinesio-pdf
Claudia Pinto
 
Processo de esterilização
Processo de esterilizaçãoProcesso de esterilização
Processo de esterilização
Amanda Amate
 
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Humanização Na Assistencia de  EnfermagemHumanização Na Assistencia de  Enfermagem
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Charles Lima
 

Mais procurados (20)

Artrose
ArtroseArtrose
Artrose
 
Sistema esqueletico.ppt
Sistema esqueletico.pptSistema esqueletico.ppt
Sistema esqueletico.ppt
 
Assepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsiaAssepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsia
 
Tempos cirurgicos
Tempos cirurgicosTempos cirurgicos
Tempos cirurgicos
 
Fraturas
FraturasFraturas
Fraturas
 
Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4
 
Aula 7 posições cirúrgicas
Aula 7 posições cirúrgicasAula 7 posições cirúrgicas
Aula 7 posições cirúrgicas
 
Curativos e coberturas
Curativos e coberturasCurativos e coberturas
Curativos e coberturas
 
Aula Central de material Esterilizado
Aula Central de material EsterilizadoAula Central de material Esterilizado
Aula Central de material Esterilizado
 
Aula 05 sistema muscular esquelético
Aula 05   sistema muscular esqueléticoAula 05   sistema muscular esquelético
Aula 05 sistema muscular esquelético
 
Medicamentos
MedicamentosMedicamentos
Medicamentos
 
Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
 Comissão de  Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) Comissão de  Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
 
Fios de suturas
Fios de suturasFios de suturas
Fios de suturas
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
 
instrumentação cirurgica
instrumentação cirurgicainstrumentação cirurgica
instrumentação cirurgica
 
Gerenciamento de enfermagem: avaliação de serviços de saúde
Gerenciamento de enfermagem: avaliação de serviços de saúdeGerenciamento de enfermagem: avaliação de serviços de saúde
Gerenciamento de enfermagem: avaliação de serviços de saúde
 
1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologia1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologia
 
Manual-fita-kinesio-pdf
 Manual-fita-kinesio-pdf Manual-fita-kinesio-pdf
Manual-fita-kinesio-pdf
 
Processo de esterilização
Processo de esterilizaçãoProcesso de esterilização
Processo de esterilização
 
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Humanização Na Assistencia de  EnfermagemHumanização Na Assistencia de  Enfermagem
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
 

Destaque

Fotos de ergonomia
Fotos de ergonomiaFotos de ergonomia
Fotos de ergonomia
fechoc1
 
Palestra antinflamatórios em Veterinária
Palestra antinflamatórios em VeterináriaPalestra antinflamatórios em Veterinária
Palestra antinflamatórios em Veterinária
Leonora Mello
 
Antifúngicos
Antifúngicos Antifúngicos
Antifúngicos
Thiara Cerqueira
 
Aines(Analgésicos,antiitérmicos e antiinflamatórios
Aines(Analgésicos,antiitérmicos e antiinflamatóriosAines(Analgésicos,antiitérmicos e antiinflamatórios
Aines(Analgésicos,antiitérmicos e antiinflamatórios
Artemosfera Cia de Artes
 
Ergonomia Postura
Ergonomia PosturaErgonomia Postura
Ergonomia Postura
Grupo Centroflora
 
Canal de guyon
Canal de guyonCanal de guyon
Canal de guyon
monyk86
 
Farmacologia das drogas do snc
Farmacologia das drogas do sncFarmacologia das drogas do snc
Farmacologia das drogas do snc
Julia Martins Ulhoa
 
Aula questões dissertativas
Aula   questões dissertativasAula   questões dissertativas
Aula questões dissertativas
Eduardo Lopes
 

Destaque (8)

Fotos de ergonomia
Fotos de ergonomiaFotos de ergonomia
Fotos de ergonomia
 
Palestra antinflamatórios em Veterinária
Palestra antinflamatórios em VeterináriaPalestra antinflamatórios em Veterinária
Palestra antinflamatórios em Veterinária
 
Antifúngicos
Antifúngicos Antifúngicos
Antifúngicos
 
Aines(Analgésicos,antiitérmicos e antiinflamatórios
Aines(Analgésicos,antiitérmicos e antiinflamatóriosAines(Analgésicos,antiitérmicos e antiinflamatórios
Aines(Analgésicos,antiitérmicos e antiinflamatórios
 
Ergonomia Postura
Ergonomia PosturaErgonomia Postura
Ergonomia Postura
 
Canal de guyon
Canal de guyonCanal de guyon
Canal de guyon
 
Farmacologia das drogas do snc
Farmacologia das drogas do sncFarmacologia das drogas do snc
Farmacologia das drogas do snc
 
Aula questões dissertativas
Aula   questões dissertativasAula   questões dissertativas
Aula questões dissertativas
 

Semelhante a Slide share

Ler e Dort
Ler e DortLer e Dort
Ler e Dort
Fabiano Bartmann
 
Apostila de reumatologia
Apostila de reumatologiaApostila de reumatologia
Apostila de reumatologia
Ivone Reges
 
Aula 2 fisiologia humana (2)
Aula 2   fisiologia humana (2)Aula 2   fisiologia humana (2)
Aula 2 fisiologia humana (2)
Daniel Moura
 
Hotmail
HotmailHotmail
Modulo 04
Modulo 04Modulo 04
Modulo 04
SemioOrto
 
Dor lombar soma uam
Dor lombar soma  uamDor lombar soma  uam
Dor lombar soma uam
Maria Pippa
 
07 sistema articular
07 sistema articular07 sistema articular
07 sistema articular
Tamara Paz
 
Manifestações clínicas Artrite reumatóide
Manifestações clínicas Artrite reumatóideManifestações clínicas Artrite reumatóide
Manifestações clínicas Artrite reumatóide
Raí Batista
 
LER - DORT
LER - DORT LER - DORT
LER - DORT
claudio179
 
Diagnóstico Diferencial das Poliartrites
Diagnóstico Diferencial das PoliartritesDiagnóstico Diferencial das Poliartrites
Diagnóstico Diferencial das Poliartrites
pauloalambert
 
Apostila osteo 2016
Apostila osteo 2016Apostila osteo 2016
Apostila osteo 2016
CCBRJ
 
Disfunções da coluna(1)
Disfunções da coluna(1)Disfunções da coluna(1)
Disfunções da coluna(1)
Rosely Mota
 
Ler dort
Ler dort Ler dort
Ler dort
Ana Hollanders
 
Osgood – schlatter e condromalácia patelar
Osgood – schlatter e condromalácia patelarOsgood – schlatter e condromalácia patelar
Osgood – schlatter e condromalácia patelar
nikkisilva
 
Hernia de Disco e Estenose de Canal
Hernia de Disco e Estenose de CanalHernia de Disco e Estenose de Canal
Hernia de Disco e Estenose de Canal
Laenca Unirg
 
Espondiloartropatias, gota, fibromialgia
Espondiloartropatias, gota, fibromialgiaEspondiloartropatias, gota, fibromialgia
Espondiloartropatias, gota, fibromialgia
Anderson Armstrong
 
Aula 2 - Ergonomia
Aula 2 - ErgonomiaAula 2 - Ergonomia
Aula 6 Exame-Fisico-do-Aparelho-Locomotor.pptx
Aula 6 Exame-Fisico-do-Aparelho-Locomotor.pptxAula 6 Exame-Fisico-do-Aparelho-Locomotor.pptx
Aula 6 Exame-Fisico-do-Aparelho-Locomotor.pptx
IsabelCristina275253
 
6- Objetos empalados e encravados, Lesões e fraturas, Técnicas de imobilizaçã...
6- Objetos empalados e encravados, Lesões e fraturas, Técnicas de imobilizaçã...6- Objetos empalados e encravados, Lesões e fraturas, Técnicas de imobilizaçã...
6- Objetos empalados e encravados, Lesões e fraturas, Técnicas de imobilizaçã...
ElioenaiAlmeida1
 
pptx_20221211_210509_0000.pptx
pptx_20221211_210509_0000.pptxpptx_20221211_210509_0000.pptx
pptx_20221211_210509_0000.pptx
RanielyMatias1
 

Semelhante a Slide share (20)

Ler e Dort
Ler e DortLer e Dort
Ler e Dort
 
Apostila de reumatologia
Apostila de reumatologiaApostila de reumatologia
Apostila de reumatologia
 
Aula 2 fisiologia humana (2)
Aula 2   fisiologia humana (2)Aula 2   fisiologia humana (2)
Aula 2 fisiologia humana (2)
 
Hotmail
HotmailHotmail
Hotmail
 
Modulo 04
Modulo 04Modulo 04
Modulo 04
 
Dor lombar soma uam
Dor lombar soma  uamDor lombar soma  uam
Dor lombar soma uam
 
07 sistema articular
07 sistema articular07 sistema articular
07 sistema articular
 
Manifestações clínicas Artrite reumatóide
Manifestações clínicas Artrite reumatóideManifestações clínicas Artrite reumatóide
Manifestações clínicas Artrite reumatóide
 
LER - DORT
LER - DORT LER - DORT
LER - DORT
 
Diagnóstico Diferencial das Poliartrites
Diagnóstico Diferencial das PoliartritesDiagnóstico Diferencial das Poliartrites
Diagnóstico Diferencial das Poliartrites
 
Apostila osteo 2016
Apostila osteo 2016Apostila osteo 2016
Apostila osteo 2016
 
Disfunções da coluna(1)
Disfunções da coluna(1)Disfunções da coluna(1)
Disfunções da coluna(1)
 
Ler dort
Ler dort Ler dort
Ler dort
 
Osgood – schlatter e condromalácia patelar
Osgood – schlatter e condromalácia patelarOsgood – schlatter e condromalácia patelar
Osgood – schlatter e condromalácia patelar
 
Hernia de Disco e Estenose de Canal
Hernia de Disco e Estenose de CanalHernia de Disco e Estenose de Canal
Hernia de Disco e Estenose de Canal
 
Espondiloartropatias, gota, fibromialgia
Espondiloartropatias, gota, fibromialgiaEspondiloartropatias, gota, fibromialgia
Espondiloartropatias, gota, fibromialgia
 
Aula 2 - Ergonomia
Aula 2 - ErgonomiaAula 2 - Ergonomia
Aula 2 - Ergonomia
 
Aula 6 Exame-Fisico-do-Aparelho-Locomotor.pptx
Aula 6 Exame-Fisico-do-Aparelho-Locomotor.pptxAula 6 Exame-Fisico-do-Aparelho-Locomotor.pptx
Aula 6 Exame-Fisico-do-Aparelho-Locomotor.pptx
 
6- Objetos empalados e encravados, Lesões e fraturas, Técnicas de imobilizaçã...
6- Objetos empalados e encravados, Lesões e fraturas, Técnicas de imobilizaçã...6- Objetos empalados e encravados, Lesões e fraturas, Técnicas de imobilizaçã...
6- Objetos empalados e encravados, Lesões e fraturas, Técnicas de imobilizaçã...
 
pptx_20221211_210509_0000.pptx
pptx_20221211_210509_0000.pptxpptx_20221211_210509_0000.pptx
pptx_20221211_210509_0000.pptx
 

Slide share

  • 1. Ravenne Caminha Acadêmica em Enfermagem 6º semestre
  • 3. INTRODUÇÃO • Doenças do Sistema Osteomuscular e do Tecido Conjuntivo Relacionadas ao Trabalho inclui entidades representativas de dois extremos da patologia ocupacional: de um lado, doenças antigas, praticamente inexistentes na atualidade, como a gota induzida pelo chumbo, a fluorose do esqueleto, a osteomalacia. • E de outro, o grupo DORT (Distúrbios Osteomuscular relacionados ao trabalho), também conhecidas por LER.
  • 4. INTRODUÇÃO Os sinais e sintomas de LER/DORT são múltiplos e diversificados. • Dor espontânea ou à movimentação passiva, ativa ou contra resistência; • Alterações sensitivas de fraqueza, cansaço, peso, dormência, formigamento, sensação de diminuição; • Perda ou aumento de sensibilidade, agulhadas, choques; • Dificuldades para o uso dos membros, particularmente das mãos, e, mais raramente, sinais flogísticos e áreas de hipotrofia ou atrofia.
  • 5. FATORES ENVOLVIDOS NA DOR MÚSCULO-ESQUELÉTICA. • Fatores biomecânicos presentes na atividade; • Fatores psicossociais relacionados à organização do trabalho; • Fatores ligados à psicodinâmica do trabalho ou aos desequilíbrios psíquicos gerados em certas situações especiais de trabalho na gênese do processo de adoecimento.
  • 6. A DOR • Dor não é uma sensação simples, mas uma experiência sensorial e emocional complexa; • Dor aguda e crônica diferem-se fundamentalmente; • A ausência de danos ou de lesões físicas não justifica a aceitação de que a dor seja menos real ou menos severa.
  • 7. QUEIXAS FREQUENTES RELACIONADAS A DOENÇAS OSTEOMUSCULARES? • Minha mão começou a doer e está cansada • A minha perna está queimando por trás • O meu ombro faz um barulho de areia dentro • Eu sinto um desconforto muito forte na minha cervical • Toda vez que eu estico o cotovelo, ele faz um barulho de chicote • Os meus dedos estão formigando • Por dentro do meu cotovelo, dói muito • De manhã quando acordo, os meus dedos ficam duros • Sinto uma dor muito forte do meio das costas • A articulação do meu quadril parece que está fora do lugar.
  • 8. PATOLOGIAS • Patologias ortopédicas: Tendinite do Supra-espinhoso inflamação do músculo supra- espinhoso . • Cistos sinoviais degeneração do tecido sinovial, mais comum no punho. • Dedo em gatilho dificuldade em estender o dedo após realizar flexão máxima.
  • 9. FLUOROSE DO ESQUELETO • Fluorose do Esqueleto é uma doença óssea causada por consumo excessivo de flúor. Em casos avançados, a fluorose óssea provoca dor e danifica os ossos e articulações.
  • 10. TENOSSINOVITES • Tenossinovites inflamação aguda e crônica dos tendões e bainhas dos músculos
  • 11. EPICONDILITE • Epicondilite inflamação dos pontos de inserção dos músculos flexores ou extensores do carpo no cotovelo
  • 12. BURSITES • Bursites processo inflamatório que acomete bursas, que são pequenas bolsas sinoviais que estão em algumas articulações
  • 13. SÍNDROME DO CANAL GUYON • Síndrome do Canal de Guyon inflamação na face dorsal do punho
  • 14. SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO • Síndrome do Túnel do Carpo compressão do nervo mediano a nível do punho, pelo ligamento anular do carpo, que se apresenta muito espessado e enrijecido
  • 15. SÍNDROME CERVICOBRAQUIALGIA • Síndrome cervicobraquialgia degeneração do disco cervical com a compressão e irritação das raízes nervosas que segue para o braço
  • 16. SÍNDROME DO DESFILADEIRO • Síndrome do desfiladeiro torácico é a compressão do plexo braquial pela passagem do desfiladeiro torácico, formado pela clavícula, primeira costela, músculos escalenos dessa região
  • 17. OSTEÓFITO • Osteófito é o aumento do tecido ósseo, na proximidade de uma articulação afetada por um processo inflamatório ou por lesão degenerativa
  • 18. COM DOR O QUE FAZER? • Alongamento Existem vários estudos que comprovam que o alongamento é um analgésico natural, quando bem orientado. • Gelo Na dúvida entre calor e frio, sempre frio, mal nunca fará. Na região da dor coloque um pano e um saco de gelo em cima em mãos e pés, por 10 minutos e o resto do corpo, por 20 minutos • Imobilização Não surti efeito. Apenas protela o tratamento e a recuperação
  • 19. Referências. • 2001. Ministério da Saúde do Brasil Organização Pan-Americana da Saúde/Brasil. • http://www.portaleducacao.com.br/educacao/ar tigos/44059/doencas-do-sistema- osteomuscular-e-do-sistema-conjuntivo#!2