SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Baixar para ler offline
O Instinto sexual
Sexualidade Homem
Sexualidade mulher
Métodos contraceptivos
 Frequentemente a sexualidade tende a crescer
muito entre os adolescentes quando eles tende a
busca o instinto sexual.
 É conhecida como uma forma de necessidade
básica de satisfazer-se seu corpo ou por
curiosidade.
 O relacionamento sexual e como uma energia
que nos motiva como amor,contato, ternura e
intimidade que o ser humano se entrega no
modo em que sentimos, movemos, tocamos e
somos tocados e nos influência nos
sentimentos, ações e interações e por isso tem
uma importância significativa na nossa Saúde
física e mental
 A Puberdade são transformações
psicológicas acompanhadas pelas
mudanças morfológicas que se reflete no
comportamento e modo de pensar.
 São inúmeras as revistas femininas, que tratam da questão da
sexualidade, sedução, paquera, beleza, etc. Este é um dos temas mais
comentados das mulheres. A libertação sexual, a ampliação dos direitos
sexuais femininos é e continua sendo tema de inúmeras matérias. Quando
estão no grupo de amigas, as mulheres adoram falar sobre suas questões
pessoais e com certas amigas falam inclusive sobre sua vida sexual, com
detalhes, dúvidas, trocando experiências.
 Porém quando falamos do comportamento masculino tudo isto é diferente.
As revistas voltadas para o público masculino têm como temas assuntos
gerais como negócios, carros, sexo. Este último tema é geralmente tratado
através de fotos de mulheres nuas ou de sexo explícito, em que o aspecto da
sexualidade enfatizada é o da performance sexual, sempre com
impessoalidade. No grupo de amigos é só curtição! Brincadeiras e
papos, divertidos, mas gerais. Os homens quase nunca ou nunca colocam
em discussão suas vidas pessoais, muito menos suas vidas sexuais. Quando
falam de sexo, geralmente é de forma exagerada ou bastante estereotipada.
Falam sobre mulheres, principalmente sobre aquelas com quem tiveram
relações mais superficiais, poucas vezes sobre aquelas com as quais
realmente estão envolvidos afetivamente. Este comportamento dos homens
parece estar relacionado a estereótipos sociais em que eles são vistos como
sabendo e conhecendo tudo sobre sexo. Não tendo dúvidas ou dificuldades.
 É verdade que as coisas têm mudado e alguns homens já podem mostrar
sensibilidade, dúvidas e dificuldades sexuais, sem serem considerados
"frouxos". Mas isto ainda é tão complicado, que a propaganda em que Pelé
tratava de um assunto como dificuldade de ereção virou uma grande piada. É
assim que os homens têm tratado de suas vidas sexuais, como uma grande
brincadeira, sem importância e o homem que se arrisca em falar sobre suas
dúvidas e dificuldades vira motivo de chacota.
 É um dever humano, tanto para a mulher como para o homem. A
sua higiene sexual apenas depende da sua boa vontade.
 O sexo deve tornar confortável, tanto para si como para o seu
parceiro, dai que deve lavar as suas partes intimas, bem como o seu
corpo. Aconselho a ambos os sexos uma duche antes do ato
sexual, que ate pode acontecer durante esse mesmo duche. O sexo
durante o duche torna se um ato diferente para o casal.
 Não é aconselhável fazer sexo anal sem preservativo. O ânus possui
diversas bactérias, podendo inflamar a mucosa.
 Como devo lavar a região que fica entre ânus e o saco escrotal
( testículos)? Essa área é muito frequente a formação
de humanidade, o que proporciona o desenvolvimento de
fungos, sendo o mais frequente o vermelheço. A lavagem frequente
com água e sabão são fundamentais. Também pode usar o talco
antisséptico.
 1) Lave TODOS os dias seu pênis com água corrente e sabonete
neutro (uma vez durante o dia é indispensável);
 2) Puxe bem o prepúcio (pele) para trás e limpe completamente a
região que fica coberta, não deixando o esmegma se acumular;
 3) Depois de lavar, enxugue! Você previne assaduras;
 4) Não use pomadas ou cremes, sem antes consultar um médico;
 5) Corte o excesso de pelos da região pubiana, para não ferir a
glande quando estes ficam enroscados nela evitando ferimentos
locais;
 6) Lavar a mão antes de urinar é importante e evita doenças, pois
o pênis está limpo e a mão pode estar contaminada;
 7) Urinou? Pegue um pedaço de papel higiênico e enxugue-o,
cara. Assim você não deixa resíduo de urina na pele, que pode
causar inflamação (principalmente para quem tem muita pele);
 8) Lave o pênis antes e logo após a relação sexual. A secreção
vaginal pode provocar irritações e inflamações também, se
permanecer por muito tempo no membro.
 Além de infecções, a falta de higiene pode acarretar problemas mais sérios à
saúde do homem, como aumentar o risco de surgimento do câncer de pênis.
Apesar de raro (representa apenas 2% dos tumores malignos), a doença pode
levar à amputação do órgão e até ao óbito, caso não seja tratada
rapidamente. De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), em 2009
surgiram 4637 novos casos de tumor peniano, sendo a maioria na região
norte e nordeste.
 A fimose também aumenta a possibilidade de surgimento do tumor. O risco
ainda é maior quando o prepúcio deixa a passagem muito estreita, pois, com
a glande encoberta pela pele, o paciente pode demorar para notar sintomas
visíveis. Segundo Arap, a circuncisão (cirurgia da fimose) é considerada fator
de proteção, capaz de reduzir para zero a probabilidade de contrair a
doença.
 Mais frequentemente, a falta de asseio pode causar balanite, uma inflamação
na glande ou no prepúcio. Os principais sinais e sintomas são: sensação de
coceira, ardor ou até mesmo dor na glande, que fica com a superfície
avermelhada e apresenta secreções purulentas. Caso se prolongue até o
prepúcio, a pele nessa região também fica vermelha e dolorida.
 A falta de higiene íntima pode ainda acarretar problemas para as parceiras
sexuais. Devido à anatomia do seu órgão genital, as mulheres são mais
expostas a fungos e bactérias e contraem doenças com mais facilidade.

 É um termo que abrangem várias
questões, como o aspecto
fisiológicos, psicológicos, culturais, espirituai
s, políticos.
 A sexualidade varia entre as culturas e
regiões do mundo, e tem mudado ao logo da
história.
 Que são os hormônios sexuais que são
responsáveis pela a diferenciação sexual.
 Chamados: Hormônios folículos estimulante
( FSH) E Hormônios luterizantes( LH ) eles
atuarão sobre os ovários que vão produzir os
hormônios sexuais feminino. Estrógeno e
Progesterona.
 A vagina aumenta a espessura de suas
paredes e aumenta a acidez, pela ação
estrogênica, favorecendo crescimento dos
bacilos, o que é um fato de proteção contra
infecção.
 Exemplo: ( Vulvo Vaginite).
 O corpo feminino tem uma forma
característica que começa a ser desenhada na
puberdade, é o cargo violão.
 Em geral, há alargamento dos quadris, com
afinação da cintura mais isto é regulado pela
as características, raciais, familiares e
individuais dentre outras.
 Variando muito de Mulher para
 Mulher...
 Existe vários métodos contraceptivo:
 Os Naturais- consiste em calcular o período
fértil e, desta forma , evitar que ocorra
fecundação. Assim, durante este período
, devem evitar se as relações sexuais
periódicas.
 Os naturais- impedem a gravidez através de
dispositivos, de medicamentos com
hormônio sintéticas ou de intervenções
cirúrgicas que são classificados em
mecânicos, químicos e cirúrgicos.
 Barreira D.I.U, Diafragma, preservativo
masculino e feminino.
 Espermicida
 Contracepção de emergência pílula do dia
seguinte.
 Cirúrgicos
Vasectomia
Laqueação das trompas de falópio
Hormonais: Adesivos,pílulas,anel
vaginal,implante subcutâneo contraceptível
injetável.
 DIU “ Dispositivo intra- uterino”
 É uma pequena haste de cobre ou polietileno
revestida revestida com um produto
hormonal.
 É introduzido na cavidade uterina ele impedi
liberação de hormonal. No caso de fazer
fecundação o DIU impede que o ovulo se
estabeleça no útero tem taxa de 96% de
sucesso.
 VANTAGENS-
 Não tem efeitos médicos secundários.
 Não interfere no acto sexual
 Pode permanecer anos no útero.
 DESVANTAGENS
 Pode provocar dores durante a inserção.
 Não protege da DST
 Tem que se inserido por um especialista.
 É um disco de borracha que se coloca na
vagina, antes da relação sexual e que impede os
espermatozoides de fecundar o óvulo. Tem 94%
de taxa de sucesso.
 Deve ser usado sempre com espermicidas para
aumentar sua eficácia.
 Vantagens não tem efeito hormonais
 Não interferi no ato sexual
 Desvantagens modelo do diafragma Pode ser
retirado 6 a 8 horas depois da relação sexual,mal
aplicado pode causa feridas vaginais.
 Método contraceptivel utilizado para impedir que
o espermatozoides fecunde o óvulo
 Funciona como barreira de proteção, contra
doenças sexualmente transmissível e gravidez.
 Feito de látex já lubrificado em varias cores e
aromas.
 Se não coloca corretamente pode rasgar durante
o ato sexual ou ficar no interior da vagina, não
necessita de receita medica pode se comprada ou
distribuídos em posto de saúde publica.
 É um preservativo de látex que qualquer
mulher pode colocar manualmente na vagina.
 Vantagens- da a mulher mais controle e
prevenção contra doenças sexualmente
transmissíveis.
 Pode se coloca em qualquer altura “ mesmo
hora antes da relação sexual”
 Pode ser usada com lubrificantes,raramente
provoca alergias.
 São produtos que matam os espermatozoides
 Impedindo que eles entram no útero
 São em cremes, espumas ou comprimidos
sua eficácia é de 80% a 94%.
 Eles serve de lubrificantes,de fácil acesso
pode se colocado antes do ato sexual.
 Desvantagens- pode causa irritação e deve
ser usados com preservativos.
 Ele atua de varias formas impedi a ovulação e
a fecundação.
 Deve ser tomado o mais cedo possível,
dentro de 72 horas após a relação sexual
vende-se na farmácia.
 Desvantagens- não pode ser usado com
frequência, pois pode provocar
náuseas,vômitos, e outros efeitos
secundários.
 Vasectomia
 Os canais deferentes são
cortados, impedindo a passagem dos
espermatozoides.
 Continua-se a ejacular normalmente mas o
sêmen deixa de ter espermatozoides.
 E quase 100% eficaz. Operação simples 20
minutos sob anestesia local, não afeta na
produção sexuais. 3 primeiros meses usa
algum método contraceptivel por medida de
segurança.
 Aplicação de anéis de aperto ou clipe ou na
queima dos anéis trompas de falópio
 Operação simples e sem risco,não e preciso a
utilização de outros métodos.
 A cirurgia pode provoca dores nos dias
seguintes a intervenção e seu processo e
irreversível.
 Comprimidos que contem hormonal feminino
estrogênio e progesterona que fazem com
que o celebro deixe de mandar produzir e
expulsar os óvulos.
 Tem que ser tomada diariamente, a
menstruação pode diminuir,pode provocar
mais apetite e aumento de peso mais e raro.
 Reduz as dores menstruais.
 Tem cerca de 5 centímetro de diâmetro , e
inserido na vagina durante três semanas na
semana em que e retirada ocorre a
menstruaçao e uma semana depois volta a
coloca-lo durante esse tempo é liberada , de
forma regular e controlada, uma baixa dose
de hornonas, que e absorvida diariamente
pelo organismo não permitindo que haja a
ovulação, assim não ocorre a gravidez
 Pequeno bastonete que funciona como um
deposito de hormonas , que são liberadas
continuadamente para o sangue inibindo a
ovulação, e que é inserido debaixo da pele do
braço.
 Ele incolor e eficaz por 3 anos e provoca
alterações na menstruaçao mais que não e
prejudicial.
 E um adesivo fino, quadrado e de fácil
aplicação, que se coloca semanalmente na
pele “ costas,nádegas, abdômen,braços”de
três em três semanas faz-se uma semana de
intervalo em que ocorre a menstruaçao.
 O adesivo transfere uma dose diária de
hormonal através da pele para corrente
sanguínea ele agir de duas formas impede
ovulação e torna mais espesso o muco do
colo do útero, que torna difícil a entrada do
espermatozoide sua eficácia e de 99%.
 Com esse trabalho concluímos que ser
adolescente é ser jovem e que a sexualidade
faz parte do ser humano mais e na
adolescência que há a busca por experiências
e curiosidade onde leva os jovem irem a
busca de experiência novas.
 Mais tem que acontecer com bastante juízo e
sem preconceito. E se prevenir com métodos
contraceptiveis e com o uso da camisinha.
 www.fotonet.com.br
 www.minsaude.pt/portal/conteudos/sexualid
ade
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Miguel esteves catarina
Miguel esteves catarinaMiguel esteves catarina
Miguel esteves catarinanavegananet
 
103853168 educacao-sexual
103853168 educacao-sexual103853168 educacao-sexual
103853168 educacao-sexualPelo Siro
 
Educação sexual para todos
Educação sexual para todosEducação sexual para todos
Educação sexual para todosMarina Ferreira
 
Resp ed sexual_gia
Resp ed sexual_giaResp ed sexual_gia
Resp ed sexual_giaMsaude
 
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IVEducação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IVBruno Djvan Ramos Barbosa
 
Seminário métodos contraceptivos 8 ano
Seminário métodos contraceptivos 8 anoSeminário métodos contraceptivos 8 ano
Seminário métodos contraceptivos 8 anoNTE RJ14/SEEDUC RJ
 
40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexualPelo Siro
 
Gravidez na adolescência e métodos contraceptivos
Gravidez na adolescência e métodos contraceptivosGravidez na adolescência e métodos contraceptivos
Gravidez na adolescência e métodos contraceptivosjessica sanielly
 
Sexualidade para jovens
Sexualidade para jovensSexualidade para jovens
Sexualidade para jovensDarkWolf
 
Planeamento familiar
Planeamento familiarPlaneamento familiar
Planeamento familiarZaara Miranda
 
Reprodução 2013
Reprodução  2013Reprodução  2013
Reprodução 2013Simone Maia
 
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2Sergio Gaio
 
Planeamento familiar sandra santos
Planeamento familiar   sandra santosPlaneamento familiar   sandra santos
Planeamento familiar sandra santosbloglerporquesim
 
Menus cidadania educação sexual
Menus cidadania   educação sexualMenus cidadania   educação sexual
Menus cidadania educação sexualFátima Rocha
 
Planejamento Familiar
Planejamento  FamiliarPlanejamento  Familiar
Planejamento Familiarguest9d8c5a
 

Mais procurados (19)

Miguel esteves catarina
Miguel esteves catarinaMiguel esteves catarina
Miguel esteves catarina
 
103853168 educacao-sexual
103853168 educacao-sexual103853168 educacao-sexual
103853168 educacao-sexual
 
Educação sexual para todos
Educação sexual para todosEducação sexual para todos
Educação sexual para todos
 
Resp ed sexual_gia
Resp ed sexual_giaResp ed sexual_gia
Resp ed sexual_gia
 
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IVEducação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
 
Seminário métodos contraceptivos 8 ano
Seminário métodos contraceptivos 8 anoSeminário métodos contraceptivos 8 ano
Seminário métodos contraceptivos 8 ano
 
Guia Sexual para Raparigas
Guia Sexual para RaparigasGuia Sexual para Raparigas
Guia Sexual para Raparigas
 
40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual
 
Gravidez na adolescência e métodos contraceptivos
Gravidez na adolescência e métodos contraceptivosGravidez na adolescência e métodos contraceptivos
Gravidez na adolescência e métodos contraceptivos
 
Sexualidade para jovens
Sexualidade para jovensSexualidade para jovens
Sexualidade para jovens
 
Planeamento familiar
Planeamento familiarPlaneamento familiar
Planeamento familiar
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
Planejamento familiar
Planejamento familiarPlanejamento familiar
Planejamento familiar
 
Reprodução 2013
Reprodução  2013Reprodução  2013
Reprodução 2013
 
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2
 
Planeamento familiar sandra santos
Planeamento familiar   sandra santosPlaneamento familiar   sandra santos
Planeamento familiar sandra santos
 
Menus cidadania educação sexual
Menus cidadania   educação sexualMenus cidadania   educação sexual
Menus cidadania educação sexual
 
Planejamento Familiar
Planejamento  FamiliarPlanejamento  Familiar
Planejamento Familiar
 
Métodos Contraceptivos
Métodos ContraceptivosMétodos Contraceptivos
Métodos Contraceptivos
 

Semelhante a Sexualidada na adolescência

Educaosexualeafectividade 110320145538-phpapp01
Educaosexualeafectividade 110320145538-phpapp01Educaosexualeafectividade 110320145538-phpapp01
Educaosexualeafectividade 110320145538-phpapp01Pelo Siro
 
Revisão bloco 4 parte i [somente leitura] [modo de compatibilidade]
Revisão bloco 4   parte i [somente leitura] [modo de compatibilidade]Revisão bloco 4   parte i [somente leitura] [modo de compatibilidade]
Revisão bloco 4 parte i [somente leitura] [modo de compatibilidade]saudefieb
 
Cartilha saúde do homem
Cartilha saúde do homem Cartilha saúde do homem
Cartilha saúde do homem Dr. Benevenuto
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3saudefieb
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3saudefieb
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3saudefieb
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3saudefieb
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3saudefieb
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3saudefieb
 
Educação Sexual na Adolescência
Educação Sexual na AdolescênciaEducação Sexual na Adolescência
Educação Sexual na Adolescênciapatte
 
Dúvidas existenciais
Dúvidas existenciaisDúvidas existenciais
Dúvidas existenciaisanabela
 
Direitos Humanos - Adolescencia
Direitos Humanos - AdolescenciaDireitos Humanos - Adolescencia
Direitos Humanos - AdolescenciaRaquel Figueiredo
 
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2Elson Gomes
 
Palestra educação sexual 2023.pptx
Palestra educação sexual 2023.pptxPalestra educação sexual 2023.pptx
Palestra educação sexual 2023.pptxCarol de Oliveira
 
EDUCAÇÃO SEXUAL ALUNOS SENAC REALIZARAM O TRABALHO
EDUCAÇÃO SEXUAL ALUNOS SENAC REALIZARAM O TRABALHOEDUCAÇÃO SEXUAL ALUNOS SENAC REALIZARAM O TRABALHO
EDUCAÇÃO SEXUAL ALUNOS SENAC REALIZARAM O TRABALHORAFAEL COSTA
 

Semelhante a Sexualidada na adolescência (20)

Educaosexualeafectividade 110320145538-phpapp01
Educaosexualeafectividade 110320145538-phpapp01Educaosexualeafectividade 110320145538-phpapp01
Educaosexualeafectividade 110320145538-phpapp01
 
Revisão bloco 4 parte i [somente leitura] [modo de compatibilidade]
Revisão bloco 4   parte i [somente leitura] [modo de compatibilidade]Revisão bloco 4   parte i [somente leitura] [modo de compatibilidade]
Revisão bloco 4 parte i [somente leitura] [modo de compatibilidade]
 
Caderno duvidas jozieli
Caderno duvidas jozieliCaderno duvidas jozieli
Caderno duvidas jozieli
 
Sexualidade1
Sexualidade1Sexualidade1
Sexualidade1
 
Cartilha saúde do homem
Cartilha saúde do homem Cartilha saúde do homem
Cartilha saúde do homem
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3
 
Revisão bloco 3
Revisão bloco 3Revisão bloco 3
Revisão bloco 3
 
Educação Sexual na Adolescência
Educação Sexual na AdolescênciaEducação Sexual na Adolescência
Educação Sexual na Adolescência
 
Dúvidas existenciais
Dúvidas existenciaisDúvidas existenciais
Dúvidas existenciais
 
Palestra Sexualidade
Palestra SexualidadePalestra Sexualidade
Palestra Sexualidade
 
Direitos Humanos - Adolescencia
Direitos Humanos - AdolescenciaDireitos Humanos - Adolescencia
Direitos Humanos - Adolescencia
 
Palestra
PalestraPalestra
Palestra
 
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2
Sexualidade na-adolescncia1-1232369927059987-2
 
Palestra educação sexual 2023.pptx
Palestra educação sexual 2023.pptxPalestra educação sexual 2023.pptx
Palestra educação sexual 2023.pptx
 
Sexualidade
Sexualidade Sexualidade
Sexualidade
 
EDUCAÇÃO SEXUAL ALUNOS SENAC REALIZARAM O TRABALHO
EDUCAÇÃO SEXUAL ALUNOS SENAC REALIZARAM O TRABALHOEDUCAÇÃO SEXUAL ALUNOS SENAC REALIZARAM O TRABALHO
EDUCAÇÃO SEXUAL ALUNOS SENAC REALIZARAM O TRABALHO
 

Último

Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 

Último (20)

Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 

Sexualidada na adolescência

  • 1. O Instinto sexual Sexualidade Homem Sexualidade mulher Métodos contraceptivos
  • 2.  Frequentemente a sexualidade tende a crescer muito entre os adolescentes quando eles tende a busca o instinto sexual.  É conhecida como uma forma de necessidade básica de satisfazer-se seu corpo ou por curiosidade.  O relacionamento sexual e como uma energia que nos motiva como amor,contato, ternura e intimidade que o ser humano se entrega no modo em que sentimos, movemos, tocamos e somos tocados e nos influência nos sentimentos, ações e interações e por isso tem uma importância significativa na nossa Saúde física e mental
  • 3.  A Puberdade são transformações psicológicas acompanhadas pelas mudanças morfológicas que se reflete no comportamento e modo de pensar.
  • 4.  São inúmeras as revistas femininas, que tratam da questão da sexualidade, sedução, paquera, beleza, etc. Este é um dos temas mais comentados das mulheres. A libertação sexual, a ampliação dos direitos sexuais femininos é e continua sendo tema de inúmeras matérias. Quando estão no grupo de amigas, as mulheres adoram falar sobre suas questões pessoais e com certas amigas falam inclusive sobre sua vida sexual, com detalhes, dúvidas, trocando experiências.  Porém quando falamos do comportamento masculino tudo isto é diferente. As revistas voltadas para o público masculino têm como temas assuntos gerais como negócios, carros, sexo. Este último tema é geralmente tratado através de fotos de mulheres nuas ou de sexo explícito, em que o aspecto da sexualidade enfatizada é o da performance sexual, sempre com impessoalidade. No grupo de amigos é só curtição! Brincadeiras e papos, divertidos, mas gerais. Os homens quase nunca ou nunca colocam em discussão suas vidas pessoais, muito menos suas vidas sexuais. Quando falam de sexo, geralmente é de forma exagerada ou bastante estereotipada. Falam sobre mulheres, principalmente sobre aquelas com quem tiveram relações mais superficiais, poucas vezes sobre aquelas com as quais realmente estão envolvidos afetivamente. Este comportamento dos homens parece estar relacionado a estereótipos sociais em que eles são vistos como sabendo e conhecendo tudo sobre sexo. Não tendo dúvidas ou dificuldades.  É verdade que as coisas têm mudado e alguns homens já podem mostrar sensibilidade, dúvidas e dificuldades sexuais, sem serem considerados "frouxos". Mas isto ainda é tão complicado, que a propaganda em que Pelé tratava de um assunto como dificuldade de ereção virou uma grande piada. É assim que os homens têm tratado de suas vidas sexuais, como uma grande brincadeira, sem importância e o homem que se arrisca em falar sobre suas dúvidas e dificuldades vira motivo de chacota.
  • 5.  É um dever humano, tanto para a mulher como para o homem. A sua higiene sexual apenas depende da sua boa vontade.  O sexo deve tornar confortável, tanto para si como para o seu parceiro, dai que deve lavar as suas partes intimas, bem como o seu corpo. Aconselho a ambos os sexos uma duche antes do ato sexual, que ate pode acontecer durante esse mesmo duche. O sexo durante o duche torna se um ato diferente para o casal.  Não é aconselhável fazer sexo anal sem preservativo. O ânus possui diversas bactérias, podendo inflamar a mucosa.  Como devo lavar a região que fica entre ânus e o saco escrotal ( testículos)? Essa área é muito frequente a formação de humanidade, o que proporciona o desenvolvimento de fungos, sendo o mais frequente o vermelheço. A lavagem frequente com água e sabão são fundamentais. Também pode usar o talco antisséptico.
  • 6.  1) Lave TODOS os dias seu pênis com água corrente e sabonete neutro (uma vez durante o dia é indispensável);  2) Puxe bem o prepúcio (pele) para trás e limpe completamente a região que fica coberta, não deixando o esmegma se acumular;  3) Depois de lavar, enxugue! Você previne assaduras;  4) Não use pomadas ou cremes, sem antes consultar um médico;  5) Corte o excesso de pelos da região pubiana, para não ferir a glande quando estes ficam enroscados nela evitando ferimentos locais;  6) Lavar a mão antes de urinar é importante e evita doenças, pois o pênis está limpo e a mão pode estar contaminada;  7) Urinou? Pegue um pedaço de papel higiênico e enxugue-o, cara. Assim você não deixa resíduo de urina na pele, que pode causar inflamação (principalmente para quem tem muita pele);  8) Lave o pênis antes e logo após a relação sexual. A secreção vaginal pode provocar irritações e inflamações também, se permanecer por muito tempo no membro.
  • 7.  Além de infecções, a falta de higiene pode acarretar problemas mais sérios à saúde do homem, como aumentar o risco de surgimento do câncer de pênis. Apesar de raro (representa apenas 2% dos tumores malignos), a doença pode levar à amputação do órgão e até ao óbito, caso não seja tratada rapidamente. De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), em 2009 surgiram 4637 novos casos de tumor peniano, sendo a maioria na região norte e nordeste.  A fimose também aumenta a possibilidade de surgimento do tumor. O risco ainda é maior quando o prepúcio deixa a passagem muito estreita, pois, com a glande encoberta pela pele, o paciente pode demorar para notar sintomas visíveis. Segundo Arap, a circuncisão (cirurgia da fimose) é considerada fator de proteção, capaz de reduzir para zero a probabilidade de contrair a doença.  Mais frequentemente, a falta de asseio pode causar balanite, uma inflamação na glande ou no prepúcio. Os principais sinais e sintomas são: sensação de coceira, ardor ou até mesmo dor na glande, que fica com a superfície avermelhada e apresenta secreções purulentas. Caso se prolongue até o prepúcio, a pele nessa região também fica vermelha e dolorida.  A falta de higiene íntima pode ainda acarretar problemas para as parceiras sexuais. Devido à anatomia do seu órgão genital, as mulheres são mais expostas a fungos e bactérias e contraem doenças com mais facilidade. 
  • 8.  É um termo que abrangem várias questões, como o aspecto fisiológicos, psicológicos, culturais, espirituai s, políticos.  A sexualidade varia entre as culturas e regiões do mundo, e tem mudado ao logo da história.
  • 9.  Que são os hormônios sexuais que são responsáveis pela a diferenciação sexual.  Chamados: Hormônios folículos estimulante ( FSH) E Hormônios luterizantes( LH ) eles atuarão sobre os ovários que vão produzir os hormônios sexuais feminino. Estrógeno e Progesterona.
  • 10.  A vagina aumenta a espessura de suas paredes e aumenta a acidez, pela ação estrogênica, favorecendo crescimento dos bacilos, o que é um fato de proteção contra infecção.  Exemplo: ( Vulvo Vaginite).
  • 11.  O corpo feminino tem uma forma característica que começa a ser desenhada na puberdade, é o cargo violão.  Em geral, há alargamento dos quadris, com afinação da cintura mais isto é regulado pela as características, raciais, familiares e individuais dentre outras.  Variando muito de Mulher para  Mulher...
  • 12.  Existe vários métodos contraceptivo:  Os Naturais- consiste em calcular o período fértil e, desta forma , evitar que ocorra fecundação. Assim, durante este período , devem evitar se as relações sexuais periódicas.  Os naturais- impedem a gravidez através de dispositivos, de medicamentos com hormônio sintéticas ou de intervenções cirúrgicas que são classificados em mecânicos, químicos e cirúrgicos.
  • 13.  Barreira D.I.U, Diafragma, preservativo masculino e feminino.  Espermicida  Contracepção de emergência pílula do dia seguinte.  Cirúrgicos Vasectomia Laqueação das trompas de falópio Hormonais: Adesivos,pílulas,anel vaginal,implante subcutâneo contraceptível injetável.
  • 14.  DIU “ Dispositivo intra- uterino”  É uma pequena haste de cobre ou polietileno revestida revestida com um produto hormonal.  É introduzido na cavidade uterina ele impedi liberação de hormonal. No caso de fazer fecundação o DIU impede que o ovulo se estabeleça no útero tem taxa de 96% de sucesso.
  • 15.  VANTAGENS-  Não tem efeitos médicos secundários.  Não interfere no acto sexual  Pode permanecer anos no útero.  DESVANTAGENS  Pode provocar dores durante a inserção.  Não protege da DST  Tem que se inserido por um especialista.
  • 16.  É um disco de borracha que se coloca na vagina, antes da relação sexual e que impede os espermatozoides de fecundar o óvulo. Tem 94% de taxa de sucesso.  Deve ser usado sempre com espermicidas para aumentar sua eficácia.  Vantagens não tem efeito hormonais  Não interferi no ato sexual  Desvantagens modelo do diafragma Pode ser retirado 6 a 8 horas depois da relação sexual,mal aplicado pode causa feridas vaginais.
  • 17.  Método contraceptivel utilizado para impedir que o espermatozoides fecunde o óvulo  Funciona como barreira de proteção, contra doenças sexualmente transmissível e gravidez.  Feito de látex já lubrificado em varias cores e aromas.  Se não coloca corretamente pode rasgar durante o ato sexual ou ficar no interior da vagina, não necessita de receita medica pode se comprada ou distribuídos em posto de saúde publica.
  • 18.  É um preservativo de látex que qualquer mulher pode colocar manualmente na vagina.  Vantagens- da a mulher mais controle e prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis.  Pode se coloca em qualquer altura “ mesmo hora antes da relação sexual”  Pode ser usada com lubrificantes,raramente provoca alergias.
  • 19.  São produtos que matam os espermatozoides  Impedindo que eles entram no útero  São em cremes, espumas ou comprimidos sua eficácia é de 80% a 94%.  Eles serve de lubrificantes,de fácil acesso pode se colocado antes do ato sexual.  Desvantagens- pode causa irritação e deve ser usados com preservativos.
  • 20.  Ele atua de varias formas impedi a ovulação e a fecundação.  Deve ser tomado o mais cedo possível, dentro de 72 horas após a relação sexual vende-se na farmácia.  Desvantagens- não pode ser usado com frequência, pois pode provocar náuseas,vômitos, e outros efeitos secundários.
  • 21.  Vasectomia  Os canais deferentes são cortados, impedindo a passagem dos espermatozoides.  Continua-se a ejacular normalmente mas o sêmen deixa de ter espermatozoides.  E quase 100% eficaz. Operação simples 20 minutos sob anestesia local, não afeta na produção sexuais. 3 primeiros meses usa algum método contraceptivel por medida de segurança.
  • 22.  Aplicação de anéis de aperto ou clipe ou na queima dos anéis trompas de falópio  Operação simples e sem risco,não e preciso a utilização de outros métodos.  A cirurgia pode provoca dores nos dias seguintes a intervenção e seu processo e irreversível.
  • 23.  Comprimidos que contem hormonal feminino estrogênio e progesterona que fazem com que o celebro deixe de mandar produzir e expulsar os óvulos.  Tem que ser tomada diariamente, a menstruação pode diminuir,pode provocar mais apetite e aumento de peso mais e raro.  Reduz as dores menstruais.
  • 24.  Tem cerca de 5 centímetro de diâmetro , e inserido na vagina durante três semanas na semana em que e retirada ocorre a menstruaçao e uma semana depois volta a coloca-lo durante esse tempo é liberada , de forma regular e controlada, uma baixa dose de hornonas, que e absorvida diariamente pelo organismo não permitindo que haja a ovulação, assim não ocorre a gravidez
  • 25.  Pequeno bastonete que funciona como um deposito de hormonas , que são liberadas continuadamente para o sangue inibindo a ovulação, e que é inserido debaixo da pele do braço.  Ele incolor e eficaz por 3 anos e provoca alterações na menstruaçao mais que não e prejudicial.
  • 26.  E um adesivo fino, quadrado e de fácil aplicação, que se coloca semanalmente na pele “ costas,nádegas, abdômen,braços”de três em três semanas faz-se uma semana de intervalo em que ocorre a menstruaçao.  O adesivo transfere uma dose diária de hormonal através da pele para corrente sanguínea ele agir de duas formas impede ovulação e torna mais espesso o muco do colo do útero, que torna difícil a entrada do espermatozoide sua eficácia e de 99%.
  • 27.  Com esse trabalho concluímos que ser adolescente é ser jovem e que a sexualidade faz parte do ser humano mais e na adolescência que há a busca por experiências e curiosidade onde leva os jovem irem a busca de experiência novas.  Mais tem que acontecer com bastante juízo e sem preconceito. E se prevenir com métodos contraceptiveis e com o uso da camisinha.
  • 29. FIM