103853168 educacao-sexual

1.079 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

103853168 educacao-sexual

  1. 1. Sexo    Prazer e Respeito Preservação da Espécie Doenças Sexualmente Transmissíveis
  2. 2. Aparelho Reprodutor Feminino
  3. 3. Aparelho Reprodutor Masculino
  4. 4. Puberdade Meninos:     10 aos 16 anos pêlos, barba voz grossa produção de espermatozóides Meninas:     dos 8 aos 14 anos mamas pêlos menstruação/ovulaçã o
  5. 5. Gravidez    Pode ocorrer em QUALQUER relação sexual entre homem e mulher saudáveis Primeiro sintoma: falha na menstruação Idade ideal até 35 anos
  6. 6. Chance de Gravidez Casais saudáveis, relações freqüentes     Um dia fértil: 08% Durante um mês: 16% Durante um ano: 85% Durante dois anos: 95%
  7. 7. DST Doenças Sexualmente Transmissíveis      Gonorréia Sífilis AIDS HPV Hepatite B e C
  8. 8. DST Doenças Sexualmente Transmissíveis Gonorréia  No homem: pus na uretra  Na mulher: dor pélvica  Pode provocar infertilidade Sífilis  Úlcera (ferida) amarelada  Provoca fetos com defeitos Transmissão somente pelo sexo (vaginal, anal ou oral) Têm tratamento simples e são curáveis
  9. 9. DST Doenças Sexualmente Transmissíveis AIDS  não dá sintomas  sexo (vaginal, oral ou anal), transfusão, agulha reutilizada, gravidez, amamentação  não pega pelo beijo, saliva, urina, respiração ou contato de pele  preservativo evita totalmente a transmissão sexual  não tem cura, mas o tratamento é eficaz
  10. 10. DST Doenças Sexualmente Transmissíveis HPV  provoca verrugas e câncer de útero  provoca câncer de pênis  sexo (vaginal, oral e anal), contato de pele  muito freqüente  preservativo protege parcialmente  não tem cura, tratamento eficaz
  11. 11. DST Doenças Sexualmente Transmissíveis Hepatite B e C  sexo (vaginal, oral e anal), transfusão, agulha reutilizada, gravidez, feridas  não dá sintomas no começo, mas provoca câncer de fígado  não tem cura, tratamento caro e difícil
  12. 12. Métodos Contraceptivos      Preservativo Pílula Injeção      Implante DIU Laqueadura Vasectomia Tabelinha Diafragma Espermicida
  13. 13. Preservativo     Impede contato do sêmen com o corpo da mulher Evita transmissão de doenças relacionadas ao ato sexual (HIV, hepatite B e C, sífilis, dentre outras) Contra-indicação: alergia Eficácia: 14% de gravidez/ano
  14. 14. Anticoncepcional Hormonal (pílula e injeção)      Bloqueia a ovulação Dificulta progressão do espermatozóide Grande variedade Poucas contra-indicações Eficácia: 6% gravidez/ano (pílula) 0,3% gravidez/ano (injeção)
  15. 15. Anticoncepcional Hormonal (pílula e injeção)        Diminui cólica e sangramento menstrual Diminui risco de anemia Diminui risco de infecção nas trompas Diminui risco de câncer Não necessita “descanso” Pode ser usado por longos períodos Aumenta risco de trombose venosa (pacientes fumantes, acima de 35 anos)
  16. 16. Anticoncepcional Hormonal (pílulas)
  17. 17. DIU (Dispositivo Intra Uterino) Não provoca câncer  Não provoca infecção  Efeito totalmente reversível  Pode provocar aumento de fluxo menstrual 
  18. 18. DIU (Dispositivo Intra Uterino) T
  19. 19.       Adolescência e Puberdade Virgindade Primeira vez Ginecologista Prevenção de Gravidez Camisinha Feminina

×