SlideShare uma empresa Scribd logo
Capitão de Indústria
Paralamas do Sucesso - Marcos Valle/Paulo Sergio Valle
 Eu às vezes fico a pensar    Eu acordo p'rá trabalhar
 Em outra vida ou lugar       Eu durmo p'rá trabalhar
 Estou cansado demais         Eu corro p'rá trabalhar

 Eu não tenho tempo de ter    Eu não tenho tempo de ter
 O tempo livre de ser         O tempo livre de ser
 De nada ter que fazer        De nada ter que fazer
 É quando eu me encontro      Eu não vejo além da fumaça
 perdido                      que
 Nas coisas que eu criei      Passa
 E eu não sei                 E polui o ar
 Eu não vejo além da fumaça   Eu nada sei
 O amor e as coisas livres,   Eu não vejo além disso tudo
 coloridas                    O amor e as coisas livres,
 Nada poluídas                coloridas
                              Nada poluídas
Século XX, intensas transformações
O ser humano no espaço   O mundo interligado




Avanços na medicina      Automação das máquinas
Era nuclear                   Direitos humanos




Desenvolvimento sustentável   Desigualdades sociais
SEGUNDA REVOLUÇÃO
    INDUSTRIAL
A PRIMEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
ATINGE PRIMEIRAMENTE A INGLATERRA.
A EXPANSÃO DA REVOLUÇÃO
       INDUSTRIAL
Motores a vapor foram sendo substituídos
pelos motores de combustão interna e
pelos motores elétricos.
Avanços nas áreas de química,
siderurgia, aparelhos elétricos e produtos
farmacêuticos
O ferro foi aos poucos substituído pelo
aço, mais maleável,
A SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL NO SÉCULO
 XIX ESTENDE POR DIVERSOS PAÍSES DA EUROPA
OCIDENTAL E ORIENTAL, JAPÃO E ESTADOS UNIDOS
JAPÃO
ESTADOS UNIDOS
A PRIMEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL NA SEGUNDA
METADE DO SÉCULO XVII, APROFUNDOU A DIVISÃO
DO TRABALHO OU PARCELAMENTO DAS TAREFAS.
A SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL CRIOU UMA
     NOVA DIVISÃO ENTRE PAÍSES RICOS E
  INDUSTRIALIZADOS E PAÍSES CONSUMIDORES
DESSES PRODUTOS E FORNECEDORES DE FONTE
        DE ENERGIA E MATÉRIA-PRIMA
MODERNIZAÇÃO DA ECONOMIA FOI A
IMPORTÂNCIA DADA NAS ESCOLAS DE
 ENSINO DAS CIÊNCIAS APLICADAS A
      PRODUÇÃO INDUSTRIAL.
A ERA DO CAPITALISMO
     FINANCEIRO
CAPITALISMO INDUSTRIAL – DONOS DAS
EMPRESAS REIVESTIAM NA PRÓPRIA PARTE
        DOS LUCROS OBTIDOS.
CAPITALISMO FINANCEIRO – INSTITUIÇÕES
  BANCÁRIAS FINANCIAM AS PRODUÇÕES
INDUSTRIAL, AGRÍCOLA E MINERAL EM CADA
    PAÍS E CONTROLANDO POR MEIO DA
   AQUISIÇÃO DE AÇÕES, EMPRESAS DE
   DIFERENTES SETORES E ATIVIDADES.
A SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
   INAUGUROU A ERA DAS EMPRESAS
GIGANTESCAS E PODEROSAS SURGIRAM:
DA CONCORRÊNCIA AO
    MONOPÓLIO
TRUSTES – Fusão de várias empresas em
apenas uma,que assume o comando com o
objetivo de concentrar e dominar todas as
fases de produção, distribuição e consumo.
CARTEL – acordo de empresas que atuam
no mesmo ramo da economia com o
objetivo de evitar a concorrência e de
estabelecer convenções quanto a preços e
nincho            de            mercado
HOLDING – empresas de médio porte são
controladas por outra grande instituição que
detém                as                ações
Transformações no cotidiano
Inventados novos meios de comunicação,
como telefone, telégrafo
Revolução nos meios de transportes:
modernização do automóvel, trem bonde
elétrico, bicicleta, avião, transatlântico
Impactos no dia a dia
Eletricidade: uso de lâmpadas elétricas,
que facilitou o estudo noturno, passeios,
trabalho. Eletrodomésticos: geladeiras,
ferro elétricos.
Primeiros fogões a gás, vasos sanitários
com descarga, maquinas fotográficas e
cinematográficas, aparelhos de raio X
Burguesia
Proprietária das grandes industrias ou
instituição bancária
Operários
Moravam próximos as fábricas, com
precárias condições de higiene e super
população.
GRANDE OFERTA DE MÃO-
   DE-OBRA BARATA
Imperialismo
O desenvolvimento industrial do século XIX levou
  as grandes potencias mundiais a empreender a
  colonização de vários territórios na África, Ásia e
  na Oceania, além do poder econômico
  controlavam pela força militar
Consequencias
Houveram vários prejuízos, trabalhos
forçados nas minas e nas plantações em
troca de baixos salários.
Impuseram sua língua, costume e religião.
Morte provocada por guerras, doenças e
fome.
Atraso econômico que se reflete no
subdesenvolvimento e desigualdades
sociais .
Créditos
Algumas partes do slide do professor
Humberto da EMEB Coronel Francisco
Orlando
PELLEGRINI, Marco. Coleção Novo
Olhar. 11ª edição. São Paulo: FTD 2010.
Imagens coletadas do site google.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
Daniel Alves Bronstrup
 
II Guerra Mundial
II Guerra MundialII Guerra Mundial
II Guerra Mundial
Jorge Almeida
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Segunda Revolução Industrial - 9o ano
Segunda Revolução Industrial - 9o anoSegunda Revolução Industrial - 9o ano
Segunda Revolução Industrial - 9o ano
Lucas Degiovani
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
Fabiana Tonsis
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Janaína Tavares
 
9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial
Janaína Bindá
 
Primeira e Segunda Revolução Industrial
Primeira e Segunda Revolução IndustrialPrimeira e Segunda Revolução Industrial
Primeira e Segunda Revolução Industrial
Valéria Shoujofan
 
O brasil na primeira republica
O brasil na primeira republicaO brasil na primeira republica
O brasil na primeira republica
Simone P Baldissera
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
REVOLUÇÃO INDUSTRIALREVOLUÇÃO INDUSTRIAL
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
Franciny Wagner da Silva
 
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudalCrise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Douglas Barraqui
 
Neocolonialismo geral2
Neocolonialismo geral2Neocolonialismo geral2
Neocolonialismo geral2
Kéliton Ferreira
 
História 9º ano slide Guerra Fria
História   9º ano slide Guerra FriaHistória   9º ano slide Guerra Fria
História 9º ano slide Guerra Fria
Janaína Bindá
 
Inconfidência Mineira
Inconfidência MineiraInconfidência Mineira
Inconfidência Mineira
Marina Wekid
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
Claudenilson da Silva
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Victor Said
 
2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.
Daniel Alves Bronstrup
 
3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria
Daniel Alves Bronstrup
 
O REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO IO REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO I
Isabel Aguiar
 
A Revolta da Chibata
A Revolta da ChibataA Revolta da Chibata
A Revolta da Chibata
Mari Anny Souza
 

Mais procurados (20)

3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
 
II Guerra Mundial
II Guerra MundialII Guerra Mundial
II Guerra Mundial
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
Segunda Revolução Industrial - 9o ano
Segunda Revolução Industrial - 9o anoSegunda Revolução Industrial - 9o ano
Segunda Revolução Industrial - 9o ano
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial
 
Primeira e Segunda Revolução Industrial
Primeira e Segunda Revolução IndustrialPrimeira e Segunda Revolução Industrial
Primeira e Segunda Revolução Industrial
 
O brasil na primeira republica
O brasil na primeira republicaO brasil na primeira republica
O brasil na primeira republica
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
REVOLUÇÃO INDUSTRIALREVOLUÇÃO INDUSTRIAL
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
 
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudalCrise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
 
Neocolonialismo geral2
Neocolonialismo geral2Neocolonialismo geral2
Neocolonialismo geral2
 
História 9º ano slide Guerra Fria
História   9º ano slide Guerra FriaHistória   9º ano slide Guerra Fria
História 9º ano slide Guerra Fria
 
Inconfidência Mineira
Inconfidência MineiraInconfidência Mineira
Inconfidência Mineira
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.
 
3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria
 
O REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO IO REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO I
 
A Revolta da Chibata
A Revolta da ChibataA Revolta da Chibata
A Revolta da Chibata
 

Destaque

Neavalley 1er Evento
Neavalley 1er EventoNeavalley 1er Evento
Neavalley 1er Evento
neavalley
 
Diseño del evento digital
Diseño del evento digitalDiseño del evento digital
Diseño del evento digital
raydemarquez
 
PresentacióN De Resultados De Difusión Area de Comunicación
PresentacióN De Resultados De Difusión Area de ComunicaciónPresentacióN De Resultados De Difusión Area de Comunicación
PresentacióN De Resultados De Difusión Area de Comunicación
Nao XG
 
Patrocinio TEDxCanarias
Patrocinio TEDxCanariasPatrocinio TEDxCanarias
Patrocinio TEDxCanarias
yaelho
 
Presentacion en el Evento Blog Espana de Sevilla
Presentacion en el Evento Blog Espana de SevillaPresentacion en el Evento Blog Espana de Sevilla
Presentacion en el Evento Blog Espana de Sevilla
Enrique Dans
 
Briefing ShowMe Baby
Briefing ShowMe Baby Briefing ShowMe Baby
Briefing ShowMe Baby
Prensa y Comunicación
 
Ingredientes para hacer un evento exitoso
Ingredientes para hacer un evento exitosoIngredientes para hacer un evento exitoso
Ingredientes para hacer un evento exitoso
Eventbrite Latam
 
Uso de Redes Sociales en Organización de Eventos
Uso de Redes Sociales en Organización de EventosUso de Redes Sociales en Organización de Eventos
Uso de Redes Sociales en Organización de Eventos
Cecilia Nuñez
 
Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 2
Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 2Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 2
Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 2
edsonfgodoy
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
Isabel Aguiar
 
La difusión de los eventos
La difusión de los eventosLa difusión de los eventos
La difusión de los eventos
Stella Pereyra
 
Estrategias para la comunicación y la difusión de eventos
Estrategias para la comunicación y la difusión de eventosEstrategias para la comunicación y la difusión de eventos
Estrategias para la comunicación y la difusión de eventos
Guillermo José Pedrotti
 
11 Slideshare Presentaciones Powerpoint
11 Slideshare Presentaciones Powerpoint11 Slideshare Presentaciones Powerpoint
11 Slideshare Presentaciones Powerpoint
jlzurdol
 
Clase 5 ORGANIZACION DE EVENTOS
Clase 5 ORGANIZACION DE EVENTOSClase 5 ORGANIZACION DE EVENTOS
Clase 5 ORGANIZACION DE EVENTOS
Guillermo José Pedrotti
 
Etapas De Un Evento
Etapas De Un EventoEtapas De Un Evento
Etapas De Un Evento
Cristina Marcano Lárez
 
Manual sobre la organización de eventos
Manual sobre la organización de eventosManual sobre la organización de eventos
Manual sobre la organización de eventos
Wilmer Montoya Castillo
 
Los eventos y sus etapas
Los eventos y sus etapasLos eventos y sus etapas
Los eventos y sus etapas
Maribel Lárez Salazar
 

Destaque (17)

Neavalley 1er Evento
Neavalley 1er EventoNeavalley 1er Evento
Neavalley 1er Evento
 
Diseño del evento digital
Diseño del evento digitalDiseño del evento digital
Diseño del evento digital
 
PresentacióN De Resultados De Difusión Area de Comunicación
PresentacióN De Resultados De Difusión Area de ComunicaciónPresentacióN De Resultados De Difusión Area de Comunicación
PresentacióN De Resultados De Difusión Area de Comunicación
 
Patrocinio TEDxCanarias
Patrocinio TEDxCanariasPatrocinio TEDxCanarias
Patrocinio TEDxCanarias
 
Presentacion en el Evento Blog Espana de Sevilla
Presentacion en el Evento Blog Espana de SevillaPresentacion en el Evento Blog Espana de Sevilla
Presentacion en el Evento Blog Espana de Sevilla
 
Briefing ShowMe Baby
Briefing ShowMe Baby Briefing ShowMe Baby
Briefing ShowMe Baby
 
Ingredientes para hacer un evento exitoso
Ingredientes para hacer un evento exitosoIngredientes para hacer un evento exitoso
Ingredientes para hacer un evento exitoso
 
Uso de Redes Sociales en Organización de Eventos
Uso de Redes Sociales en Organización de EventosUso de Redes Sociales en Organización de Eventos
Uso de Redes Sociales en Organización de Eventos
 
Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 2
Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 2Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 2
Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 2
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
La difusión de los eventos
La difusión de los eventosLa difusión de los eventos
La difusión de los eventos
 
Estrategias para la comunicación y la difusión de eventos
Estrategias para la comunicación y la difusión de eventosEstrategias para la comunicación y la difusión de eventos
Estrategias para la comunicación y la difusión de eventos
 
11 Slideshare Presentaciones Powerpoint
11 Slideshare Presentaciones Powerpoint11 Slideshare Presentaciones Powerpoint
11 Slideshare Presentaciones Powerpoint
 
Clase 5 ORGANIZACION DE EVENTOS
Clase 5 ORGANIZACION DE EVENTOSClase 5 ORGANIZACION DE EVENTOS
Clase 5 ORGANIZACION DE EVENTOS
 
Etapas De Un Evento
Etapas De Un EventoEtapas De Un Evento
Etapas De Un Evento
 
Manual sobre la organización de eventos
Manual sobre la organización de eventosManual sobre la organización de eventos
Manual sobre la organización de eventos
 
Los eventos y sus etapas
Los eventos y sus etapasLos eventos y sus etapas
Los eventos y sus etapas
 

Semelhante a Segunda revolucao industrial

2 revolucaoindustrial
2 revolucaoindustrial2 revolucaoindustrial
2 revolucaoindustrial
Elisângela Martins Rodrigues
 
RevoluçAo Industrial
RevoluçAo IndustrialRevoluçAo Industrial
RevoluçAo Industrial
Ana Batista
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
joana71
 
A civilização industrial no século XIX
A civilização industrial no século XIXA civilização industrial no século XIX
A civilização industrial no século XIX
BeatrizMarques25
 
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço GeograficoRevolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
Gabriel Siqueira
 
Seminário de historia 2ª Revolução industrial
Seminário de historia  2ª Revolução industrial Seminário de historia  2ª Revolução industrial
Seminário de historia 2ª Revolução industrial
Wendell Junior
 
Revolucao Industrial parte I: Introdução
Revolucao Industrial parte I: Introdução Revolucao Industrial parte I: Introdução
Revolucao Industrial parte I: Introdução
Paulo Roberto
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
Janaina Flavia Santos Azevedo
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
Rose Vital
 
1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial
Laerciolns12
 
Revolução industrial PIBID História UEPB Campus I
Revolução industrial PIBID História UEPB Campus IRevolução industrial PIBID História UEPB Campus I
Revolução industrial PIBID História UEPB Campus I
Naldo Stithi
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
PauloNilber
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
maria aparecida coelho lira
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
Antonio Gilberto De Aquino e Silva
 
A segunda revolução industrial expansão do capitalismo e concentração de ca...
A segunda revolução industrial   expansão do capitalismo e concentração de ca...A segunda revolução industrial   expansão do capitalismo e concentração de ca...
A segunda revolução industrial expansão do capitalismo e concentração de ca...
GilbertoDeAquino
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
Diego Avendaño
 
SLIDES_ A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentraç...
SLIDES_ A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentraç...SLIDES_ A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentraç...
SLIDES_ A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentraç...
JULIOCARVALHO47
 
Revolução industrial 2012
Revolução industrial 2012Revolução industrial 2012
Revolução industrial 2012
MariaAuxiliadora40
 
Revisao historia
Revisao historiaRevisao historia
Revisao historia
Sarah Guimarães Portela
 
Evolução Histórica do Trabalho
Evolução Histórica  do TrabalhoEvolução Histórica  do Trabalho
Evolução Histórica do Trabalho
Luisa Lamas
 

Semelhante a Segunda revolucao industrial (20)

2 revolucaoindustrial
2 revolucaoindustrial2 revolucaoindustrial
2 revolucaoindustrial
 
RevoluçAo Industrial
RevoluçAo IndustrialRevoluçAo Industrial
RevoluçAo Industrial
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
A civilização industrial no século XIX
A civilização industrial no século XIXA civilização industrial no século XIX
A civilização industrial no século XIX
 
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço GeograficoRevolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
 
Seminário de historia 2ª Revolução industrial
Seminário de historia  2ª Revolução industrial Seminário de historia  2ª Revolução industrial
Seminário de historia 2ª Revolução industrial
 
Revolucao Industrial parte I: Introdução
Revolucao Industrial parte I: Introdução Revolucao Industrial parte I: Introdução
Revolucao Industrial parte I: Introdução
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial
 
Revolução industrial PIBID História UEPB Campus I
Revolução industrial PIBID História UEPB Campus IRevolução industrial PIBID História UEPB Campus I
Revolução industrial PIBID História UEPB Campus I
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
 
A segunda revolução industrial expansão do capitalismo e concentração de ca...
A segunda revolução industrial   expansão do capitalismo e concentração de ca...A segunda revolução industrial   expansão do capitalismo e concentração de ca...
A segunda revolução industrial expansão do capitalismo e concentração de ca...
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
 
SLIDES_ A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentraç...
SLIDES_ A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentraç...SLIDES_ A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentraç...
SLIDES_ A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentraç...
 
Revolução industrial 2012
Revolução industrial 2012Revolução industrial 2012
Revolução industrial 2012
 
Revisao historia
Revisao historiaRevisao historia
Revisao historia
 
Evolução Histórica do Trabalho
Evolução Histórica  do TrabalhoEvolução Histórica  do Trabalho
Evolução Histórica do Trabalho
 

Último

Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 

Último (20)

Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 

Segunda revolucao industrial

  • 1. Capitão de Indústria Paralamas do Sucesso - Marcos Valle/Paulo Sergio Valle Eu às vezes fico a pensar Eu acordo p'rá trabalhar Em outra vida ou lugar Eu durmo p'rá trabalhar Estou cansado demais Eu corro p'rá trabalhar Eu não tenho tempo de ter Eu não tenho tempo de ter O tempo livre de ser O tempo livre de ser De nada ter que fazer De nada ter que fazer É quando eu me encontro Eu não vejo além da fumaça perdido que Nas coisas que eu criei Passa E eu não sei E polui o ar Eu não vejo além da fumaça Eu nada sei O amor e as coisas livres, Eu não vejo além disso tudo coloridas O amor e as coisas livres, Nada poluídas coloridas Nada poluídas
  • 2. Século XX, intensas transformações O ser humano no espaço O mundo interligado Avanços na medicina Automação das máquinas
  • 3. Era nuclear Direitos humanos Desenvolvimento sustentável Desigualdades sociais
  • 4. SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
  • 5. A PRIMEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL ATINGE PRIMEIRAMENTE A INGLATERRA.
  • 6. A EXPANSÃO DA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
  • 7. Motores a vapor foram sendo substituídos pelos motores de combustão interna e pelos motores elétricos.
  • 8. Avanços nas áreas de química, siderurgia, aparelhos elétricos e produtos farmacêuticos
  • 9. O ferro foi aos poucos substituído pelo aço, mais maleável,
  • 10. A SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL NO SÉCULO XIX ESTENDE POR DIVERSOS PAÍSES DA EUROPA OCIDENTAL E ORIENTAL, JAPÃO E ESTADOS UNIDOS
  • 13. A PRIMEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XVII, APROFUNDOU A DIVISÃO DO TRABALHO OU PARCELAMENTO DAS TAREFAS.
  • 14. A SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL CRIOU UMA NOVA DIVISÃO ENTRE PAÍSES RICOS E INDUSTRIALIZADOS E PAÍSES CONSUMIDORES DESSES PRODUTOS E FORNECEDORES DE FONTE DE ENERGIA E MATÉRIA-PRIMA
  • 15. MODERNIZAÇÃO DA ECONOMIA FOI A IMPORTÂNCIA DADA NAS ESCOLAS DE ENSINO DAS CIÊNCIAS APLICADAS A PRODUÇÃO INDUSTRIAL.
  • 16. A ERA DO CAPITALISMO FINANCEIRO
  • 17. CAPITALISMO INDUSTRIAL – DONOS DAS EMPRESAS REIVESTIAM NA PRÓPRIA PARTE DOS LUCROS OBTIDOS.
  • 18. CAPITALISMO FINANCEIRO – INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS FINANCIAM AS PRODUÇÕES INDUSTRIAL, AGRÍCOLA E MINERAL EM CADA PAÍS E CONTROLANDO POR MEIO DA AQUISIÇÃO DE AÇÕES, EMPRESAS DE DIFERENTES SETORES E ATIVIDADES.
  • 19. A SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL INAUGUROU A ERA DAS EMPRESAS GIGANTESCAS E PODEROSAS SURGIRAM:
  • 20. DA CONCORRÊNCIA AO MONOPÓLIO
  • 21. TRUSTES – Fusão de várias empresas em apenas uma,que assume o comando com o objetivo de concentrar e dominar todas as fases de produção, distribuição e consumo.
  • 22.
  • 23. CARTEL – acordo de empresas que atuam no mesmo ramo da economia com o objetivo de evitar a concorrência e de estabelecer convenções quanto a preços e nincho de mercado
  • 24. HOLDING – empresas de médio porte são controladas por outra grande instituição que detém as ações
  • 25. Transformações no cotidiano Inventados novos meios de comunicação, como telefone, telégrafo
  • 26. Revolução nos meios de transportes: modernização do automóvel, trem bonde elétrico, bicicleta, avião, transatlântico
  • 27. Impactos no dia a dia Eletricidade: uso de lâmpadas elétricas, que facilitou o estudo noturno, passeios, trabalho. Eletrodomésticos: geladeiras, ferro elétricos. Primeiros fogões a gás, vasos sanitários com descarga, maquinas fotográficas e cinematográficas, aparelhos de raio X
  • 28. Burguesia Proprietária das grandes industrias ou instituição bancária
  • 29. Operários Moravam próximos as fábricas, com precárias condições de higiene e super população.
  • 30. GRANDE OFERTA DE MÃO- DE-OBRA BARATA
  • 31. Imperialismo O desenvolvimento industrial do século XIX levou as grandes potencias mundiais a empreender a colonização de vários territórios na África, Ásia e na Oceania, além do poder econômico controlavam pela força militar
  • 32. Consequencias Houveram vários prejuízos, trabalhos forçados nas minas e nas plantações em troca de baixos salários. Impuseram sua língua, costume e religião. Morte provocada por guerras, doenças e fome. Atraso econômico que se reflete no subdesenvolvimento e desigualdades sociais .
  • 33. Créditos Algumas partes do slide do professor Humberto da EMEB Coronel Francisco Orlando PELLEGRINI, Marco. Coleção Novo Olhar. 11ª edição. São Paulo: FTD 2010. Imagens coletadas do site google.