SlideShare uma empresa Scribd logo
Revolução cubana
 
Antecedentes da revolução       Cuba era uma colónia espanhola, esta explorou a ilha durante quatro séculos, retirando primeiro metais preciosos e mais tarde açúcar, este que se tornou a base da economia cubana.     Em 1898 através de uma guerrilha composta por escravos, Cuba libertou-se dos espanhóis.     Apesar de ser independente, Cuba foi dominada pelos Estados Unidos (EUA), que se aproveitou da sua posição de quase exclusivo comprador das exportações cubanas.     Este domínio foi tornado oficial quando em 1902 foi aprovada na constituição cubana  Emenda Platt , que dava aos EUA o direito de invadir cuba militarmente sempre que os interesses americanos fossem ameaçados.     Neste Momento a população cubana na sua grande maioria vivia pessimamente, alimentava-se mal, morava em barracas e vivia-se de empregos temporários.     Esta situação prolongou-se até 1933, quando Fulgêncio Batista se torna chefe do exército, e derruba a ditadura de Geraldo Machado. Segundo consta cuba cresceu economicamente, fruto do capital vindo dos EUA, no entanto a riqueza era mal dividida, estando esta nas mãos de poucas famílias.     A era Batista foi também caracterizada pela corrupção e a forte prostituição.
 
     Revolução     Por esta altura (anos 50), os jovens estavam a entrar na vida politica, estes tinham vindo a adquirir ideias e ideais revolucionários oriundos do bloco soviético, nomeadamente Fidel Alejandro Castro Ruz.     Descontentes com a situação cubana mobilizaram-se e organizaram ataques de guerrilha.     Fidel Castro em 1953 liderou o ataque contra o exército no quartel de moncada, em Santiago de Cuba, de grande importância estratégica. O assalto fracassou quando uma patrulha encontrou, por acaso, os veículos de Castro e o factor surpresa foi frustrado.     Após a intervenção fracassada, 55 dos prisioneiros foram torturados e executados. Castro e um grupo de homens conseguiram fugir para as montanhas próximas, onde planearam a sua campanha guerrilheira. Graças a uma sorte extraordinária (ou  aché , como dizem em Cuba), Castro aprisionado, foi encarcerado em vez de executado no momento.     Quando a captura do líder revolucionário foi divulgada, este foi processado e, visto ser advogado de profissão, defendeu-se a si mesmo com a famosa alegação que se converteria em manifesto politico "a história absolver-me-á". No final foi condenado a 15 anos de prisão na  Isla de la Juventud , foi libertado em seguida por interferência de alguns religiosos.     Viajou então para o México onde conheceu um médico comunista chamado de Ernesto Guevara, conhecido por Chê.    
Chê Guevara ajudou Fidel na formação de um movimento revolucionário (Movimento revolucionário 26 de Julho).     Em 1956 Fidel, o seu irmão Raul, Chê e outros 79 companheiros desembarcaram numa praia de Cuba na tentativa de uma ofensiva, esta foi reprimida violentamente e fracassou também, Fidel e mais 10 homens refugiaram-se na Sierra Maestra (Lado oriental de Cuba). Nos anos que se seguiram Fidel e os seus companheiros desenvolveram a guerrilha entre os camponeses, ganhando assim centenas de seguidores.     Ao mesmo tempo por todo o país a população estava insatisfeita e os focos de tensão sucediam-se, assim como diversos ataques da guerrilha, colaborando assim para a queda de Batista.     Batista ainda tentou se defender enviando perto de 10 mil homens para Sierra Maestra para liquidar os guerrilheiros armados de Castro, esta ofensiva foi em vão, os rebeldes ganharam e ainda beneficiaram das armas deixadas pelo exército de Batista.     Os ataques da guerrilha aumentavam, como em Santa Clara, Guisa, Serra do Escambray, entre outros locais.     Esta revolução estava à beira de se concretizar. A 1 de Janeiro de 1959 Batista foge para a Republica Dominicana, levando 40 milhões de dólares americanos dos fundos governamentais.     A coluna de Castro entrou em Santiago de Cuba nessa mesma noite, Guevara chega a Havana a 2 de Janeiro. Trabalhadores de todo o país responderam ao chamamento de greve geral e, o resto, como se diz, é historia...·
 
Cuba após revolução        Castro já nomeado primeiro-ministro, promoveu a reforma agrária (redigida por Chê Guevara), com a distribuição de terras a 200 mil famílias; a nacionalização das empresas estrangeiras e privadas, nomeadamente Industrias e refinarias; entre outras reformas de cariz socialista, que levou inevitavelmente ao país que é hoje, com a riqueza a ser dividida de igual forma por todos, educação e saúde de grande qualidade e acessível a todos.     Os EUA sentiram-se prejudicados com algumas medidas tomadas por Castro nomeadamente a das nacionalizações. Deixaram de comprar o açúcar cubano, e Cuba começou assim a aproximar-se do bloco soviético, passando este a comprar o açúcar cubano.     Os EUA reagiram e cortaram relações com Cuba, ao ponto de em 1961, 1500 homens invadiram Cubam (baia dos porcos), esta invasão fracassou e centenas de norte americanos foram presos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
Valéria Shoujofan
 
Revolução cubana (of)
Revolução cubana (of)Revolução cubana (of)
Revolução cubana (of)
Vitor Morais
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
anotheruntitled
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
Valéria Shoujofan
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
Aulas de História
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
maysacristina
 
Revoluções Socialistas
  Revoluções Socialistas   Revoluções Socialistas
Revoluções Socialistas
Fabio Salvari
 
Regimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
Regimes Totalitários E 2ª Guerra MundialRegimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
Regimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
Carlos Glufke
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
Alinehl
 
A Crise De 1929
A Crise De 1929A Crise De 1929
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
Lais Kerry
 
Independência da índia
Independência da índiaIndependência da índia
Independência da índia
Valéria Shoujofan
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
patriciacaralo
 
América latina no século xx
América latina no século xxAmérica latina no século xx
América latina no século xx
harlissoncarvalho
 
Crise dos misseis de cuba
Crise dos misseis de cuba Crise dos misseis de cuba
Crise dos misseis de cuba
turmac12
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
Jorge Miklos
 
Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
dmflores21
 
O mundo pós guerra
O mundo pós guerraO mundo pós guerra
O mundo pós guerra
Carla Teixeira
 
Descolonização africana
Descolonização africanaDescolonização africana
Descolonização africana
Camila Brito
 
Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásia
Isaquel Silva
 

Mais procurados (20)

Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Revolução cubana (of)
Revolução cubana (of)Revolução cubana (of)
Revolução cubana (of)
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revoluções Socialistas
  Revoluções Socialistas   Revoluções Socialistas
Revoluções Socialistas
 
Regimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
Regimes Totalitários E 2ª Guerra MundialRegimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
Regimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
A Crise De 1929
A Crise De 1929A Crise De 1929
A Crise De 1929
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Independência da índia
Independência da índiaIndependência da índia
Independência da índia
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
América latina no século xx
América latina no século xxAmérica latina no século xx
América latina no século xx
 
Crise dos misseis de cuba
Crise dos misseis de cuba Crise dos misseis de cuba
Crise dos misseis de cuba
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
 
Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
 
O mundo pós guerra
O mundo pós guerraO mundo pós guerra
O mundo pós guerra
 
Descolonização africana
Descolonização africanaDescolonização africana
Descolonização africana
 
Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásia
 

Destaque

Haiti
HaitiHaiti
A revolução haitiana
A revolução haitiana A revolução haitiana
A revolução haitiana
DeaaSouza
 
HAITI
HAITIHAITI
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
eduardosalgdo
 
Marcello de martino an jaç214 - semana 2 - ntem - inforática educativa i -...
Marcello de martino   an jaç214 -  semana 2 - ntem - inforática educativa i -...Marcello de martino   an jaç214 -  semana 2 - ntem - inforática educativa i -...
Marcello de martino an jaç214 - semana 2 - ntem - inforática educativa i -...
Marcello Martino
 
SéCulo Xx – AméRica Latina Site
SéCulo Xx – AméRica Latina   SiteSéCulo Xx – AméRica Latina   Site
SéCulo Xx – AméRica Latina Site
Carlos Glufke
 
Present continous
Present continousPresent continous
Present continous
advUmu
 
Simple present and Present continuos
Simple present and Present continuosSimple present and Present continuos
Simple present and Present continuos
Inglesem1minuto
 
52 anos cuba
52 anos cuba52 anos cuba
52 anos cuba
aplalmir
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
Cristina Soares
 
7 present continuous tense resume
7 present continuous tense resume7 present continuous tense resume
7 present continuous tense resume
Carlos Marte
 
Revolução cubana slides
Revolução cubana  slidesRevolução cubana  slides
Revolução cubana slides
Lohayne Rosa
 
O Presente Simples
O Presente SimplesO Presente Simples
O Presente Simples
Julián Rodríguez
 
Do código à produção com Gitlab (mundo python)
Do código à produção com Gitlab (mundo python)Do código à produção com Gitlab (mundo python)
Do código à produção com Gitlab (mundo python)
Better Developer
 
Simple Past X Past Progressive
Simple Past X Past ProgressiveSimple Past X Past Progressive
Simple Past X Past Progressive
Narielyn Elias
 
A independência do haiti
A independência do haitiA independência do haiti
A independência do haiti
historiando
 
Simple Present X Present Continuous
Simple Present X Present ContinuousSimple Present X Present Continuous
Simple Present X Present Continuous
Narielyn Elias
 

Destaque (17)

Haiti
HaitiHaiti
Haiti
 
A revolução haitiana
A revolução haitiana A revolução haitiana
A revolução haitiana
 
HAITI
HAITIHAITI
HAITI
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Marcello de martino an jaç214 - semana 2 - ntem - inforática educativa i -...
Marcello de martino   an jaç214 -  semana 2 - ntem - inforática educativa i -...Marcello de martino   an jaç214 -  semana 2 - ntem - inforática educativa i -...
Marcello de martino an jaç214 - semana 2 - ntem - inforática educativa i -...
 
SéCulo Xx – AméRica Latina Site
SéCulo Xx – AméRica Latina   SiteSéCulo Xx – AméRica Latina   Site
SéCulo Xx – AméRica Latina Site
 
Present continous
Present continousPresent continous
Present continous
 
Simple present and Present continuos
Simple present and Present continuosSimple present and Present continuos
Simple present and Present continuos
 
52 anos cuba
52 anos cuba52 anos cuba
52 anos cuba
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
7 present continuous tense resume
7 present continuous tense resume7 present continuous tense resume
7 present continuous tense resume
 
Revolução cubana slides
Revolução cubana  slidesRevolução cubana  slides
Revolução cubana slides
 
O Presente Simples
O Presente SimplesO Presente Simples
O Presente Simples
 
Do código à produção com Gitlab (mundo python)
Do código à produção com Gitlab (mundo python)Do código à produção com Gitlab (mundo python)
Do código à produção com Gitlab (mundo python)
 
Simple Past X Past Progressive
Simple Past X Past ProgressiveSimple Past X Past Progressive
Simple Past X Past Progressive
 
A independência do haiti
A independência do haitiA independência do haiti
A independência do haiti
 
Simple Present X Present Continuous
Simple Present X Present ContinuousSimple Present X Present Continuous
Simple Present X Present Continuous
 

Semelhante a Revolução Cubana

Slide-cuba pre e pos fidel castro
Slide-cuba pre e pos fidel  castro Slide-cuba pre e pos fidel  castro
Slide-cuba pre e pos fidel castro
daianespereira
 
Revolução cubana 1959
Revolução cubana   1959Revolução cubana   1959
Revolução cubana 1959
Valeria Kosicki
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
historiando
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
anotheruntitled
 
Fidel Castro
Fidel CastroFidel Castro
revoluocubana-110509210255-phpapp01.pdf
revoluocubana-110509210255-phpapp01.pdfrevoluocubana-110509210255-phpapp01.pdf
revoluocubana-110509210255-phpapp01.pdf
maria aparecida coelho lira
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
Nelia Salles Nantes
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
Maria Casimiro
 
Rev.cubana
Rev.cubanaRev.cubana
Rev.cubana
TinaCriis
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
historiando
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
Nelia Salles Nantes
 
364 abcd socialismo real em cuba
364 abcd socialismo real em cuba364 abcd socialismo real em cuba
364 abcd socialismo real em cuba
crpp
 
Socialimo em cuba - Mateus Duarte
Socialimo em cuba - Mateus DuarteSocialimo em cuba - Mateus Duarte
Socialimo em cuba - Mateus Duarte
Mateus Duarte
 
Aula 3 - Júlio Cortázar
Aula 3 - Júlio CortázarAula 3 - Júlio Cortázar
Aula 3 - Júlio Cortázar
isadoravivacqua
 
A Despedida De Fidel
A Despedida De  FidelA Despedida De  Fidel
A Despedida De Fidel
guestc79f8f
 
Genoma cuba ontem e hoje
Genoma   cuba ontem e hojeGenoma   cuba ontem e hoje
Genoma cuba ontem e hoje
Murilo Cisalpino
 
Guerrilhas latinas
Guerrilhas latinasGuerrilhas latinas
Guerrilhas latinas
Geovane da Silva Pessoa
 
Revolução Cubana.
Revolução Cubana.Revolução Cubana.
Revolução Cubana.
marise brandao
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
alunosbertoni
 
Rev cubana
Rev cubanaRev cubana

Semelhante a Revolução Cubana (20)

Slide-cuba pre e pos fidel castro
Slide-cuba pre e pos fidel  castro Slide-cuba pre e pos fidel  castro
Slide-cuba pre e pos fidel castro
 
Revolução cubana 1959
Revolução cubana   1959Revolução cubana   1959
Revolução cubana 1959
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Fidel Castro
Fidel CastroFidel Castro
Fidel Castro
 
revoluocubana-110509210255-phpapp01.pdf
revoluocubana-110509210255-phpapp01.pdfrevoluocubana-110509210255-phpapp01.pdf
revoluocubana-110509210255-phpapp01.pdf
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Rev.cubana
Rev.cubanaRev.cubana
Rev.cubana
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
364 abcd socialismo real em cuba
364 abcd socialismo real em cuba364 abcd socialismo real em cuba
364 abcd socialismo real em cuba
 
Socialimo em cuba - Mateus Duarte
Socialimo em cuba - Mateus DuarteSocialimo em cuba - Mateus Duarte
Socialimo em cuba - Mateus Duarte
 
Aula 3 - Júlio Cortázar
Aula 3 - Júlio CortázarAula 3 - Júlio Cortázar
Aula 3 - Júlio Cortázar
 
A Despedida De Fidel
A Despedida De  FidelA Despedida De  Fidel
A Despedida De Fidel
 
Genoma cuba ontem e hoje
Genoma   cuba ontem e hojeGenoma   cuba ontem e hoje
Genoma cuba ontem e hoje
 
Guerrilhas latinas
Guerrilhas latinasGuerrilhas latinas
Guerrilhas latinas
 
Revolução Cubana.
Revolução Cubana.Revolução Cubana.
Revolução Cubana.
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Rev cubana
Rev cubanaRev cubana
Rev cubana
 

Mais de João Lima

Ensaio sobre a fome
Ensaio sobre a fome Ensaio sobre a fome
Ensaio sobre a fome
João Lima
 
Utopias 2014 Programa
Utopias 2014 ProgramaUtopias 2014 Programa
Utopias 2014 Programa
João Lima
 
Um Gato Verde e um Homem Velho
Um Gato Verde e um Homem VelhoUm Gato Verde e um Homem Velho
Um Gato Verde e um Homem Velho
João Lima
 
Aula Cenários e Silêncios
Aula Cenários e SilênciosAula Cenários e Silêncios
Aula Cenários e Silêncios
João Lima
 
Prototype Present
Prototype PresentPrototype Present
Prototype Present
João Lima
 
Ideas and Choices
Ideas and ChoicesIdeas and Choices
Ideas and Choices
João Lima
 
Empathy Map and Problem Statement
Empathy Map and Problem StatementEmpathy Map and Problem Statement
Empathy Map and Problem Statement
João Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 5
Roteiro de exploração pedagógica 5Roteiro de exploração pedagógica 5
Roteiro de exploração pedagógica 5
João Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 4
Roteiro de exploração pedagógica 4Roteiro de exploração pedagógica 4
Roteiro de exploração pedagógica 4
João Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 3
Roteiro de exploração pedagógica 3Roteiro de exploração pedagógica 3
Roteiro de exploração pedagógica 3
João Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 2
Roteiro de exploração pedagógica 2Roteiro de exploração pedagógica 2
Roteiro de exploração pedagógica 2
João Lima
 
Arte e literatura cacgm
Arte e literatura cacgmArte e literatura cacgm
Arte e literatura cacgm
João Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 1
Roteiro de exploração pedagógica 1Roteiro de exploração pedagógica 1
Roteiro de exploração pedagógica 1
João Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 6
Roteiro de exploração pedagógica 6Roteiro de exploração pedagógica 6
Roteiro de exploração pedagógica 6
João Lima
 
Op mni 2
Op mni 2Op mni 2
Op mni 2
João Lima
 
Op mni 1
Op mni 1Op mni 1
Op mni 1
João Lima
 
Museu das Comunicações Cristina Weber
Museu das Comunicações Cristina WeberMuseu das Comunicações Cristina Weber
Museu das Comunicações Cristina Weber
João Lima
 
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina WeberDa escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
João Lima
 
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina WeberDa escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
João Lima
 

Mais de João Lima (20)

Ensaio sobre a fome
Ensaio sobre a fome Ensaio sobre a fome
Ensaio sobre a fome
 
Utopias 2014 Programa
Utopias 2014 ProgramaUtopias 2014 Programa
Utopias 2014 Programa
 
Um Gato Verde e um Homem Velho
Um Gato Verde e um Homem VelhoUm Gato Verde e um Homem Velho
Um Gato Verde e um Homem Velho
 
Aula Cenários e Silêncios
Aula Cenários e SilênciosAula Cenários e Silêncios
Aula Cenários e Silêncios
 
Prototype
PrototypePrototype
Prototype
 
Prototype Present
Prototype PresentPrototype Present
Prototype Present
 
Ideas and Choices
Ideas and ChoicesIdeas and Choices
Ideas and Choices
 
Empathy Map and Problem Statement
Empathy Map and Problem StatementEmpathy Map and Problem Statement
Empathy Map and Problem Statement
 
Roteiro de exploração pedagógica 5
Roteiro de exploração pedagógica 5Roteiro de exploração pedagógica 5
Roteiro de exploração pedagógica 5
 
Roteiro de exploração pedagógica 4
Roteiro de exploração pedagógica 4Roteiro de exploração pedagógica 4
Roteiro de exploração pedagógica 4
 
Roteiro de exploração pedagógica 3
Roteiro de exploração pedagógica 3Roteiro de exploração pedagógica 3
Roteiro de exploração pedagógica 3
 
Roteiro de exploração pedagógica 2
Roteiro de exploração pedagógica 2Roteiro de exploração pedagógica 2
Roteiro de exploração pedagógica 2
 
Arte e literatura cacgm
Arte e literatura cacgmArte e literatura cacgm
Arte e literatura cacgm
 
Roteiro de exploração pedagógica 1
Roteiro de exploração pedagógica 1Roteiro de exploração pedagógica 1
Roteiro de exploração pedagógica 1
 
Roteiro de exploração pedagógica 6
Roteiro de exploração pedagógica 6Roteiro de exploração pedagógica 6
Roteiro de exploração pedagógica 6
 
Op mni 2
Op mni 2Op mni 2
Op mni 2
 
Op mni 1
Op mni 1Op mni 1
Op mni 1
 
Museu das Comunicações Cristina Weber
Museu das Comunicações Cristina WeberMuseu das Comunicações Cristina Weber
Museu das Comunicações Cristina Weber
 
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina WeberDa escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
 
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina WeberDa escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
 

Revolução Cubana

  • 2.  
  • 3. Antecedentes da revolução    Cuba era uma colónia espanhola, esta explorou a ilha durante quatro séculos, retirando primeiro metais preciosos e mais tarde açúcar, este que se tornou a base da economia cubana.    Em 1898 através de uma guerrilha composta por escravos, Cuba libertou-se dos espanhóis.    Apesar de ser independente, Cuba foi dominada pelos Estados Unidos (EUA), que se aproveitou da sua posição de quase exclusivo comprador das exportações cubanas.    Este domínio foi tornado oficial quando em 1902 foi aprovada na constituição cubana Emenda Platt , que dava aos EUA o direito de invadir cuba militarmente sempre que os interesses americanos fossem ameaçados.    Neste Momento a população cubana na sua grande maioria vivia pessimamente, alimentava-se mal, morava em barracas e vivia-se de empregos temporários.    Esta situação prolongou-se até 1933, quando Fulgêncio Batista se torna chefe do exército, e derruba a ditadura de Geraldo Machado. Segundo consta cuba cresceu economicamente, fruto do capital vindo dos EUA, no entanto a riqueza era mal dividida, estando esta nas mãos de poucas famílias.    A era Batista foi também caracterizada pela corrupção e a forte prostituição.
  • 4.  
  • 5.     Revolução    Por esta altura (anos 50), os jovens estavam a entrar na vida politica, estes tinham vindo a adquirir ideias e ideais revolucionários oriundos do bloco soviético, nomeadamente Fidel Alejandro Castro Ruz.    Descontentes com a situação cubana mobilizaram-se e organizaram ataques de guerrilha.    Fidel Castro em 1953 liderou o ataque contra o exército no quartel de moncada, em Santiago de Cuba, de grande importância estratégica. O assalto fracassou quando uma patrulha encontrou, por acaso, os veículos de Castro e o factor surpresa foi frustrado.    Após a intervenção fracassada, 55 dos prisioneiros foram torturados e executados. Castro e um grupo de homens conseguiram fugir para as montanhas próximas, onde planearam a sua campanha guerrilheira. Graças a uma sorte extraordinária (ou aché , como dizem em Cuba), Castro aprisionado, foi encarcerado em vez de executado no momento.    Quando a captura do líder revolucionário foi divulgada, este foi processado e, visto ser advogado de profissão, defendeu-se a si mesmo com a famosa alegação que se converteria em manifesto politico "a história absolver-me-á". No final foi condenado a 15 anos de prisão na Isla de la Juventud , foi libertado em seguida por interferência de alguns religiosos.    Viajou então para o México onde conheceu um médico comunista chamado de Ernesto Guevara, conhecido por Chê.   
  • 6. Chê Guevara ajudou Fidel na formação de um movimento revolucionário (Movimento revolucionário 26 de Julho).    Em 1956 Fidel, o seu irmão Raul, Chê e outros 79 companheiros desembarcaram numa praia de Cuba na tentativa de uma ofensiva, esta foi reprimida violentamente e fracassou também, Fidel e mais 10 homens refugiaram-se na Sierra Maestra (Lado oriental de Cuba). Nos anos que se seguiram Fidel e os seus companheiros desenvolveram a guerrilha entre os camponeses, ganhando assim centenas de seguidores.    Ao mesmo tempo por todo o país a população estava insatisfeita e os focos de tensão sucediam-se, assim como diversos ataques da guerrilha, colaborando assim para a queda de Batista.    Batista ainda tentou se defender enviando perto de 10 mil homens para Sierra Maestra para liquidar os guerrilheiros armados de Castro, esta ofensiva foi em vão, os rebeldes ganharam e ainda beneficiaram das armas deixadas pelo exército de Batista.    Os ataques da guerrilha aumentavam, como em Santa Clara, Guisa, Serra do Escambray, entre outros locais.    Esta revolução estava à beira de se concretizar. A 1 de Janeiro de 1959 Batista foge para a Republica Dominicana, levando 40 milhões de dólares americanos dos fundos governamentais.    A coluna de Castro entrou em Santiago de Cuba nessa mesma noite, Guevara chega a Havana a 2 de Janeiro. Trabalhadores de todo o país responderam ao chamamento de greve geral e, o resto, como se diz, é historia...·
  • 7.  
  • 8. Cuba após revolução     Castro já nomeado primeiro-ministro, promoveu a reforma agrária (redigida por Chê Guevara), com a distribuição de terras a 200 mil famílias; a nacionalização das empresas estrangeiras e privadas, nomeadamente Industrias e refinarias; entre outras reformas de cariz socialista, que levou inevitavelmente ao país que é hoje, com a riqueza a ser dividida de igual forma por todos, educação e saúde de grande qualidade e acessível a todos.    Os EUA sentiram-se prejudicados com algumas medidas tomadas por Castro nomeadamente a das nacionalizações. Deixaram de comprar o açúcar cubano, e Cuba começou assim a aproximar-se do bloco soviético, passando este a comprar o açúcar cubano.    Os EUA reagiram e cortaram relações com Cuba, ao ponto de em 1961, 1500 homens invadiram Cubam (baia dos porcos), esta invasão fracassou e centenas de norte americanos foram presos.