Museu das Comunicações Cristina Weber

807 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
807
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
126
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Museu das Comunicações Cristina Weber

  1. 1. O Museu daFundaçãoPortuguesa dasComunicaçõesprossegue com atradição, do seu“antepassado” oMuseu dos CTT,apresentando aopúblico umespaço dedivulgação dahistória dascomunicações.Mas apresentaduas diferençassubstanciaisrelativamente aeste :Observ@rte 2013 Da Escola ao Museu e do Museu ao Bairropor um lado, constituiu-se num museude fundação, com novas coleções, e, poroutro lado, alargou o seu objeto, porefeito da modificação do conceito demuseu, conforme à doutrina e aosnormativos nacionais einternacionaisIsto é, adequou-seàs necessidades de todos os tipos depúblico, procurando criar espaços delazer e aprendizagem, participação epartilhae prestando um serviço muitomais amplo que os museus paraeruditos, no inicio do século XX.MUSEU DOS CTTMUSEU DA FPC
  2. 2. Hoje tem comomissão guardar,conservar, investigare divulgar opatrimóniohistóricodosserviços postais e detelecomunicaçõesObserv@rte 2013 Da Escola ao Museu e do Museu ao Bairromas também,apresentar asnovas tecnologiascomo objetos deexposição
  3. 3. e, sobretudo, reconfigurar o espaço expositivo, tornando-o espaço de diálogo e confrontação deidentidades e discursos, através da interação com o território, população local e comunidade escolar.Em 2009, para comemorar o Dia Internacional dos Museus, dedicado a Museus e Turismo, desafia acomunidade do bairro da Madragoa a integrar um projecto envolvendo, também, a participação dasentidades vizinhas, cujos interesses vão ao encontro de uma política de valorização da Madragoaenquanto foco de interesse cultural e turístico.Observ@rte 2013 Da Escola ao Museu e do Museu ao Bairro
  4. 4. Observ@rte 2013 Da Escola ao Museu e do Museu ao BairroDo Museu ao Bairro, histórias de viajantes foi iniciado com a inauguração de uma exposição e de umdocumentário completou-se com um ciclo de visitas guiadas a partir do Museu das Comunicaçõespara o Bairro, com a colaboração dos parceiros - Museu da Água da EPAL, o Museu da Marioneta, aCML/Unidade de Projecto da Madragoa, a ETIC, a Junta de Freguesia de Santos-o-Velho, o Teatro “ABarraca” e as associações Centro de InterCulturaCidade e Etnia - e com a participação dos moradores.
  5. 5. Observ@rte 2013 Da Escola ao Museu e do Museu ao Bairro
  6. 6. Observ@rte 2013 Da Escola ao Museu e do Museu ao BairroO Museu das Comunicações desenvolve programas de ação pedagógica e percursos temáticos, quepretendem estimular a interação com o objeto museológico e interpretação dos diversos núcleosexpositivos, bem como estabelecer uma relação efetiva e afetiva entre público e património.É neste contexto, que propomos uma ação de formação para docentes do ensino básico e secundário,que tem como objetivo o desenvolvimento de competências na análise, com os alunos, dos conceitos decomunicação, inclusão, território, herança patrimonial e museologia partecipativa, com vista à promoçãoda cidadania e do conhecimento numa era de globalização na sociedade da informação.
  7. 7. Tel: 21 393 5000 Fax: 21 396 8849www.fpc.pt e-mail: info@fpc.pt ou museu@fpc.pthttp://www.facebook.com/FundacaoPortuguesaComunicacoesObserv@rte 2013 Da Escola ao Museu e do Museu ao Bairro

×