SlideShare uma empresa Scribd logo
Revolução Cubana
O que foi?
• A Revolução Cubana foi um movimento popular, que derrubou o
governo do presidente Fulgêncio Batista, em janeiro de 1959. Com o
processo revolucionário foi implantado em Cuba o sistema socialista,
com o governo sendo liderado por Fidel Castro.
• Antes de 1959, Cuba era um país que vivia sob forte influência dos
Estados Unidos. As indústrias de açúcar e muitos hotéis eram
dominados por grandes empresários norte-americanos. Os Estados
Unidos também influenciavam muito na política da ilha, apoiando
sempre os presidentes pró-Estados Unidos. Do ponto de vista
econômico, Cuba seguia o capitalismo com grande dependência dos
Estados Unidos. Era uma ilha com grandes desigualdades sociais,
pois grande parte da população vivia na pobreza. Todo este contexto
gerava muita insatisfação nas camadas mais pobres da sociedade
cubana, que era a maioria.
• Fidel Castro era o grande opositor do governo de Fulgêncio
Batista. De princípios socialistas, planejava derrubar o governo
e acabar com a corrupção e com a influência norte-americana
na ilha. Conseguiu organizar um grupo de guerrilheiros
enquanto estava exilado no México.
Em 1957, Fidel Castro e um grupo de cerca de 80 combatentes
instalaram-se nas florestas de Sierra Maestra. Os combates
com as forças do governo foram intensos e vários guerrilheiros
morreram ou foram presos. Mesmo assim, Fidel Castro e
Ernesto Che Guevara não desistiram e mesmo com um grupo
pequeno continuaram a luta. Começaram a usar transmissões
de rádio para divulgar as idéias revolucionárias e conseguir o
apoio da população cubana.
• Com as mensagens revolucionárias, os guerrilheiros
conseguiram o apoio de muitas pessoas. Isto ocorreu, pois
havia muitos camponeses e operários desiludidos com o
governo de Fulgêncio Batista e com as péssimas condições
sociais (salários baixos, desemprego, falta de terras,
analfabetismo, doenças). Muitos cubanos das cidades e do
campo começaram a entrar na guerrilha, aumentando o
número de combatentes e conquistando vitórias em várias
cidades. O exército cubano estava registrando muitas baixas e
o governo de Batista sentia o fortalecimento da guerrilha.
• No primeiro dia de janeiro de 1959, Fidel Castro e os revolucionários
tomaram o poder em Cuba. Fulgêncio Batista e muitos integrantes
do governo fugiram da ilha.
O governo de Fidel Castro tomou várias medidas em Cuba, como,
por exemplo, nacionalização de bancos e empresas, reforma agrária,
expropriação de grandes propriedades e reformas nos sistemas de
educação e saúde. O Partido Comunista dominou a vida política na
ilha, não dando espaço para qualquer partido de oposição.
Com estas medidas, Cuba tornou-se um país socialista, ganhando
apoio da União Soviética dentro do contexto da Guerra Fria.
Até hoje os ideais revolucionários fazem parte de Cuba, que é
considerado o único país que mantém o socialismo plenamente vivo.
Com a piora no estado de saúde de Fidel Castro em 2007, Raul
Castro, seu irmão, passou a governar oficialmente Cuba, em
fevereiro de 2008.
Quem foram seus
líderes?
• Fidel Castro, Raul Castro, Juan Almeida, Che Guevara, Camilo
Cienfuegos, Frank Pais...
Um pouco mais
sobre...
Che Guevara
• Ernesto Rafael Guevara de La Serna, mais conhecido como
Che Guevara, foi um famoso revolucionário socialista do
século XX. Argentino, nasceu na cidade de Rosário em 14 de
junho de 1928. Faleceu em 9 de outubro de 1967, na aldeia de
La Higuera (Bolívia).
• Nasceu numa família de boas condições sociais. Desde a
infância sofreu com a asma e, por recomendação médica, sua
família mudou-se para uma região de campo, próxima a
cidade de Córdoba (região central da Argentina), que possuía
o ar de melhor qualidade.
Desde a adolescência foi incentivado pelos pais a ler livros da
biblioteca particular da família. Foi nesta fase que entrou em
contato com a literatura socialista (Marx, Engels e Lênin).
• Como o negócio da família estava indo mal, resolveu trabalhar ainda com 14
anos de idade. Sem largar os estudos, conseguiu um emprego numa Câmara
próxima a cidade de Córdoba.
• Em 1946, a família resolveu mudar para a cidade de Bogotá (Colômbia) e Che
Guevara começou a cursar Medicina na Universidade. Nesta mesma época,
conseguiu um trabalho numa tipografia. Fazia também trabalho voluntário
numa instituição de pesquisas sexuais.
• Com o final da Segunda Guerra Mundial, começaram os movimentos estudantis
de protesto contra o governo populista argentino de Domingo Perón. Guevara
participou destes protestos.
Em 1951, na companhia do amigo Alberto Granado, deu início a uma viagem de
motocicleta para conhecer a situação política, social e econômica da América
Latina. Visitou várias regiões carentes como, por exemplo, minas de cobre,
povoados indígenas e leprosários. Ficou impressionado com a miséria e as
péssimas condições de vida das camadas mais pobres da sociedade.
No ano de 1953, formou-se médico e retornou para a Argentina. Porém, passou
a dedicar-se ao mundo da política. Neste mesmo ano, fez uma nova viagem
pela Bolívia, Peru, Panamá, Colômbia, Equador, Costa Rica, El
Salvador e Guatemala.
• Em 1954, conheceu, no México, Raúl Castro e logo depois o irmão Fidel Castro. Entrou para
o grupo revolucionário de Castro, que se instalou na região de Sierra Maestra, em 1957.
Pretendiam derrubar o governo de Fulgencio Batista, que era apoiado pelos Estados
Unidos, e implantar o socialismo na ilha.
Após a vitória dos revolucionários, em 1959 e a implantação do socialismo em Cuba, Che
Guevara tornou-se membro do governo cubano de Fidel Castro, exercendo as funções de
embaixador, presidente do Banco Nacional e Ministro da Indústria.
Em 1961, Che visitou o Brasil e foi condecorado, pelo então presidente Jânio Quadros, com
a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul.
Che Guevara acreditava que a revolução socialista, contra o imperialismo comandado pelos
Estados Unidos, deveria ser levada para outros países. Lutou no Congo (África) e depois foi
para a Bolívia, onde estabeleceu uma base guerrilheira. Pretendia unificar os países da
América Latina sob a bandeira do socialismo e invadir a Argentina.
Com pouco conhecimento do território e sem apoio dos camponeses e do partido
comunista boliviano, sua luta tornou-se difícil. Foi capturado pelos soldados bolivianos, na
selva de La Higuera (Bolívia), em 8 de outubro de 1967. No dia seguinte foi executado.
Um pouco mais
sobre...
Fidel Castro
• Fidel Alejandro Castro Ruz nasceu no dia 13 de agosto de 1926, no
povoado cubano de Birán (província de Holguin). Seu pai, Ángel
Castro Argiz, era um agricultor neste povoado.
• Fidel Castro foi presidente de Cuba desde a Revolução Cubana
(1958-1959), que derrubou o governo pró-americano do general
Fulgêncio Batista, até fevereiro de 2008. Esta revolução tinha um
caráter nacionalista e socialista, pois recebeu forte influência do
“companheiro” Ernesto Che Guevara (conhecido como “Che”) e do
irmão de Fidel, Raúl Castro.
• Após a revolução, Fidel Castro aproxima-se da União Soviética,
fazendo de Cuba uma aliada do socialismo na América. Fato que fez
com que os Estados Unidos passasse a tratar a ilha como uma
perigosa inimiga. Os Estados Unidos, na década de 1960, implantou
um bloqueio econômico a Cuba, influenciando também na expulsão
do país da OEA (Organização dos Estados Americanos).
• Após a revolução, Fidel implantou um sistema socialista na ilha, acabando com a
desigualdade social entre os cidadãos cubanos. Implantou uma economia
planificada, que contou com o apoio soviético durante a Guerra Fria. Após a
queda do muro de Berlim e o fim dos regimes socialistas na Europa Oriental,
Cuba começou a passar dificuldades sem os investimentos soviéticos.
Atualmente, embora possua bons sistemas educacional e de saúde, os cubanos
sofrem com as dificuldades financeiras.
• Castro ocupou o cargo de primeiro ministro da República de Cuba de 1959 até
1976. Em 2 de dezembro de 1976, passa a ser o presidente do Conselho de
Estado (chefe do Estado) e presidente do Conselho de Ministros (chefe de
governo) de Cuba. Além de todos os cargos que acumula no governo, é o
primeiro secretário do Partido Comunista Cubano desde a fundação em 1965.
• Após 49 anos no poder, em 19 de fevereiro de 2008, Fidel Castro anunciou sua
renúncia ao cargo de presidente de Cuba e à chefia do Partido Comunista
Cubano. O sucessor de Castro, no comando de Cuba, é seu irmão mais jovem
Raúl Castro. Embora não possua o mesmo prestígio que o irmão, Raúl passou a
sentir o gosto do poder no final de julho de 2006, após os problemas de saúde
apresentados por Fidel Castro.
• Em abril de 2011, durante o 6º Congresso do Partido Comunista de Cuba, Fidel
castro renunciou a chefia do PCC. Na ocasião, Fidel afirmou que ainda seria um
"soldado de ideias".

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
Valéria Shoujofan
 
Aula revolução cubana
Aula revolução cubanaAula revolução cubana
Aula revolução cubana
tyromello
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
historiando
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
maysacristina
 
Revolução Cubana - HISTÓRIA
Revolução Cubana - HISTÓRIARevolução Cubana - HISTÓRIA
Revolução Cubana - HISTÓRIA
Matheus Felipe Schmitt
 
ATUALIDADES CUBA Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]
ATUALIDADES CUBA Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]ATUALIDADES CUBA Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]
ATUALIDADES CUBA Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]
Marco Aurélio Gondim
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
maria morais
 
Revolução Cubana
 Revolução Cubana Revolução Cubana
Revolução Cubana
Zelma Alzareth Almeida
 
A Revolução Cubana
A Revolução CubanaA Revolução Cubana
A Revolução Cubana
Joao Victor
 
Revolução cubana (1959)
Revolução cubana (1959)Revolução cubana (1959)
Revolução cubana (1959)
João Marcelo
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
João Lima
 
Revolucão Cubana
Revolucão CubanaRevolucão Cubana
Revolucão Cubana
eiprofessor
 
24 Revolução Cubana
24  Revolução  Cubana24  Revolução  Cubana
24 Revolução Cubana
Renato Coutinho
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
eduardosalgdo
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
alunosbertoni
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
Luana Bastos
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
Cássio Marcelo
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
Robert Plant
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
Ademir Aquino
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
Aulas de História
 

Mais procurados (20)

Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Aula revolução cubana
Aula revolução cubanaAula revolução cubana
Aula revolução cubana
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revolução Cubana - HISTÓRIA
Revolução Cubana - HISTÓRIARevolução Cubana - HISTÓRIA
Revolução Cubana - HISTÓRIA
 
ATUALIDADES CUBA Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]
ATUALIDADES CUBA Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]ATUALIDADES CUBA Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]
ATUALIDADES CUBA Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revolução Cubana
 Revolução Cubana Revolução Cubana
Revolução Cubana
 
A Revolução Cubana
A Revolução CubanaA Revolução Cubana
A Revolução Cubana
 
Revolução cubana (1959)
Revolução cubana (1959)Revolução cubana (1959)
Revolução cubana (1959)
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Revolucão Cubana
Revolucão CubanaRevolucão Cubana
Revolucão Cubana
 
24 Revolução Cubana
24  Revolução  Cubana24  Revolução  Cubana
24 Revolução Cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 

Destaque

Proyecto paquini
Proyecto paquiniProyecto paquini
Proyecto paquini
ronaldoyestrella
 
Levels of Organization Review
Levels of Organization ReviewLevels of Organization Review
Levels of Organization Review
cjunsay
 
Comprender al estudiante con síndromede asperger
Comprender al estudiante con síndromede aspergerComprender al estudiante con síndromede asperger
Comprender al estudiante con síndromede asperger
Marta Montoro
 
2010-11-16 Exploiter La Navigation Virtuelle by Competitic
2010-11-16 Exploiter La Navigation Virtuelle by Competitic2010-11-16 Exploiter La Navigation Virtuelle by Competitic
2010-11-16 Exploiter La Navigation Virtuelle by Competitic
COMPETITIC
 
2101010090102
21010100901022101010090102
2101010090102
alexandrar15
 
Proyecto paquini
Proyecto paquiniProyecto paquini
Proyecto paquini
ronaldoyestrella
 
Pasadena 09
Pasadena 09Pasadena 09
Pasadena 09
Teri Lesesne
 
2012 psiq inf da teoria à prática
2012 psiq inf da teoria à prática2012 psiq inf da teoria à prática
2012 psiq inf da teoria à prática
Cláudio Costa
 

Destaque (8)

Proyecto paquini
Proyecto paquiniProyecto paquini
Proyecto paquini
 
Levels of Organization Review
Levels of Organization ReviewLevels of Organization Review
Levels of Organization Review
 
Comprender al estudiante con síndromede asperger
Comprender al estudiante con síndromede aspergerComprender al estudiante con síndromede asperger
Comprender al estudiante con síndromede asperger
 
2010-11-16 Exploiter La Navigation Virtuelle by Competitic
2010-11-16 Exploiter La Navigation Virtuelle by Competitic2010-11-16 Exploiter La Navigation Virtuelle by Competitic
2010-11-16 Exploiter La Navigation Virtuelle by Competitic
 
2101010090102
21010100901022101010090102
2101010090102
 
Proyecto paquini
Proyecto paquiniProyecto paquini
Proyecto paquini
 
Pasadena 09
Pasadena 09Pasadena 09
Pasadena 09
 
2012 psiq inf da teoria à prática
2012 psiq inf da teoria à prática2012 psiq inf da teoria à prática
2012 psiq inf da teoria à prática
 

Semelhante a Revolução cubana

Socialimo em cuba - Mateus Duarte
Socialimo em cuba - Mateus DuarteSocialimo em cuba - Mateus Duarte
Socialimo em cuba - Mateus Duarte
Mateus Duarte
 
Slide-cuba pre e pos fidel castro
Slide-cuba pre e pos fidel  castro Slide-cuba pre e pos fidel  castro
Slide-cuba pre e pos fidel castro
daianespereira
 
.
..
Fidel Castro
Fidel CastroFidel Castro
Cuba
CubaCuba
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
Marconi Borba Mondo
 
Revisão 9º ano
Revisão 9º ano Revisão 9º ano
Revisão 9º ano
Janaína Bindá
 
A Despedida De Fidel
A Despedida De  FidelA Despedida De  Fidel
A Despedida De Fidel
guestc79f8f
 
Guerrilhas latinas
Guerrilhas latinasGuerrilhas latinas
Guerrilhas latinas
Geovane da Silva Pessoa
 
Haiti,cuba,chile,nicarágua e colômbia no século xx
Haiti,cuba,chile,nicarágua e colômbia no século xxHaiti,cuba,chile,nicarágua e colômbia no século xx
Haiti,cuba,chile,nicarágua e colômbia no século xx
Norma Almeida
 
Revolução cubana (of)
Revolução cubana (of)Revolução cubana (of)
Revolução cubana (of)
Vitor Morais
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
João Gonçalves Macedo
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
harlissoncarvalho
 
Movimentos comunistas
Movimentos comunistasMovimentos comunistas
Movimentos comunistas
Nívia Sales
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
historiando
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
Nelia Salles Nantes
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
Nelia Salles Nantes
 
Aulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptx
Aulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptxAulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptx
Aulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptx
JacksonFrigotto
 
Trabalho de história 91
Trabalho de história 91 Trabalho de história 91
Trabalho de história 91
Robert Plant
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
Fernanda Zuccon
 

Semelhante a Revolução cubana (20)

Socialimo em cuba - Mateus Duarte
Socialimo em cuba - Mateus DuarteSocialimo em cuba - Mateus Duarte
Socialimo em cuba - Mateus Duarte
 
Slide-cuba pre e pos fidel castro
Slide-cuba pre e pos fidel  castro Slide-cuba pre e pos fidel  castro
Slide-cuba pre e pos fidel castro
 
.
..
.
 
Fidel Castro
Fidel CastroFidel Castro
Fidel Castro
 
Cuba
CubaCuba
Cuba
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Revisão 9º ano
Revisão 9º ano Revisão 9º ano
Revisão 9º ano
 
A Despedida De Fidel
A Despedida De  FidelA Despedida De  Fidel
A Despedida De Fidel
 
Guerrilhas latinas
Guerrilhas latinasGuerrilhas latinas
Guerrilhas latinas
 
Haiti,cuba,chile,nicarágua e colômbia no século xx
Haiti,cuba,chile,nicarágua e colômbia no século xxHaiti,cuba,chile,nicarágua e colômbia no século xx
Haiti,cuba,chile,nicarágua e colômbia no século xx
 
Revolução cubana (of)
Revolução cubana (of)Revolução cubana (of)
Revolução cubana (of)
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Movimentos comunistas
Movimentos comunistasMovimentos comunistas
Movimentos comunistas
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
Aulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptx
Aulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptxAulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptx
Aulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptx
 
Trabalho de história 91
Trabalho de história 91 Trabalho de história 91
Trabalho de história 91
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 

Último

Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 

Último (20)

Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 

Revolução cubana

  • 2. O que foi? • A Revolução Cubana foi um movimento popular, que derrubou o governo do presidente Fulgêncio Batista, em janeiro de 1959. Com o processo revolucionário foi implantado em Cuba o sistema socialista, com o governo sendo liderado por Fidel Castro. • Antes de 1959, Cuba era um país que vivia sob forte influência dos Estados Unidos. As indústrias de açúcar e muitos hotéis eram dominados por grandes empresários norte-americanos. Os Estados Unidos também influenciavam muito na política da ilha, apoiando sempre os presidentes pró-Estados Unidos. Do ponto de vista econômico, Cuba seguia o capitalismo com grande dependência dos Estados Unidos. Era uma ilha com grandes desigualdades sociais, pois grande parte da população vivia na pobreza. Todo este contexto gerava muita insatisfação nas camadas mais pobres da sociedade cubana, que era a maioria.
  • 3. • Fidel Castro era o grande opositor do governo de Fulgêncio Batista. De princípios socialistas, planejava derrubar o governo e acabar com a corrupção e com a influência norte-americana na ilha. Conseguiu organizar um grupo de guerrilheiros enquanto estava exilado no México. Em 1957, Fidel Castro e um grupo de cerca de 80 combatentes instalaram-se nas florestas de Sierra Maestra. Os combates com as forças do governo foram intensos e vários guerrilheiros morreram ou foram presos. Mesmo assim, Fidel Castro e Ernesto Che Guevara não desistiram e mesmo com um grupo pequeno continuaram a luta. Começaram a usar transmissões de rádio para divulgar as idéias revolucionárias e conseguir o apoio da população cubana.
  • 4. • Com as mensagens revolucionárias, os guerrilheiros conseguiram o apoio de muitas pessoas. Isto ocorreu, pois havia muitos camponeses e operários desiludidos com o governo de Fulgêncio Batista e com as péssimas condições sociais (salários baixos, desemprego, falta de terras, analfabetismo, doenças). Muitos cubanos das cidades e do campo começaram a entrar na guerrilha, aumentando o número de combatentes e conquistando vitórias em várias cidades. O exército cubano estava registrando muitas baixas e o governo de Batista sentia o fortalecimento da guerrilha.
  • 5. • No primeiro dia de janeiro de 1959, Fidel Castro e os revolucionários tomaram o poder em Cuba. Fulgêncio Batista e muitos integrantes do governo fugiram da ilha. O governo de Fidel Castro tomou várias medidas em Cuba, como, por exemplo, nacionalização de bancos e empresas, reforma agrária, expropriação de grandes propriedades e reformas nos sistemas de educação e saúde. O Partido Comunista dominou a vida política na ilha, não dando espaço para qualquer partido de oposição. Com estas medidas, Cuba tornou-se um país socialista, ganhando apoio da União Soviética dentro do contexto da Guerra Fria. Até hoje os ideais revolucionários fazem parte de Cuba, que é considerado o único país que mantém o socialismo plenamente vivo. Com a piora no estado de saúde de Fidel Castro em 2007, Raul Castro, seu irmão, passou a governar oficialmente Cuba, em fevereiro de 2008.
  • 7. • Fidel Castro, Raul Castro, Juan Almeida, Che Guevara, Camilo Cienfuegos, Frank Pais...
  • 9. • Ernesto Rafael Guevara de La Serna, mais conhecido como Che Guevara, foi um famoso revolucionário socialista do século XX. Argentino, nasceu na cidade de Rosário em 14 de junho de 1928. Faleceu em 9 de outubro de 1967, na aldeia de La Higuera (Bolívia). • Nasceu numa família de boas condições sociais. Desde a infância sofreu com a asma e, por recomendação médica, sua família mudou-se para uma região de campo, próxima a cidade de Córdoba (região central da Argentina), que possuía o ar de melhor qualidade. Desde a adolescência foi incentivado pelos pais a ler livros da biblioteca particular da família. Foi nesta fase que entrou em contato com a literatura socialista (Marx, Engels e Lênin).
  • 10. • Como o negócio da família estava indo mal, resolveu trabalhar ainda com 14 anos de idade. Sem largar os estudos, conseguiu um emprego numa Câmara próxima a cidade de Córdoba. • Em 1946, a família resolveu mudar para a cidade de Bogotá (Colômbia) e Che Guevara começou a cursar Medicina na Universidade. Nesta mesma época, conseguiu um trabalho numa tipografia. Fazia também trabalho voluntário numa instituição de pesquisas sexuais. • Com o final da Segunda Guerra Mundial, começaram os movimentos estudantis de protesto contra o governo populista argentino de Domingo Perón. Guevara participou destes protestos. Em 1951, na companhia do amigo Alberto Granado, deu início a uma viagem de motocicleta para conhecer a situação política, social e econômica da América Latina. Visitou várias regiões carentes como, por exemplo, minas de cobre, povoados indígenas e leprosários. Ficou impressionado com a miséria e as péssimas condições de vida das camadas mais pobres da sociedade. No ano de 1953, formou-se médico e retornou para a Argentina. Porém, passou a dedicar-se ao mundo da política. Neste mesmo ano, fez uma nova viagem pela Bolívia, Peru, Panamá, Colômbia, Equador, Costa Rica, El Salvador e Guatemala.
  • 11. • Em 1954, conheceu, no México, Raúl Castro e logo depois o irmão Fidel Castro. Entrou para o grupo revolucionário de Castro, que se instalou na região de Sierra Maestra, em 1957. Pretendiam derrubar o governo de Fulgencio Batista, que era apoiado pelos Estados Unidos, e implantar o socialismo na ilha. Após a vitória dos revolucionários, em 1959 e a implantação do socialismo em Cuba, Che Guevara tornou-se membro do governo cubano de Fidel Castro, exercendo as funções de embaixador, presidente do Banco Nacional e Ministro da Indústria. Em 1961, Che visitou o Brasil e foi condecorado, pelo então presidente Jânio Quadros, com a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul. Che Guevara acreditava que a revolução socialista, contra o imperialismo comandado pelos Estados Unidos, deveria ser levada para outros países. Lutou no Congo (África) e depois foi para a Bolívia, onde estabeleceu uma base guerrilheira. Pretendia unificar os países da América Latina sob a bandeira do socialismo e invadir a Argentina. Com pouco conhecimento do território e sem apoio dos camponeses e do partido comunista boliviano, sua luta tornou-se difícil. Foi capturado pelos soldados bolivianos, na selva de La Higuera (Bolívia), em 8 de outubro de 1967. No dia seguinte foi executado.
  • 13. • Fidel Alejandro Castro Ruz nasceu no dia 13 de agosto de 1926, no povoado cubano de Birán (província de Holguin). Seu pai, Ángel Castro Argiz, era um agricultor neste povoado. • Fidel Castro foi presidente de Cuba desde a Revolução Cubana (1958-1959), que derrubou o governo pró-americano do general Fulgêncio Batista, até fevereiro de 2008. Esta revolução tinha um caráter nacionalista e socialista, pois recebeu forte influência do “companheiro” Ernesto Che Guevara (conhecido como “Che”) e do irmão de Fidel, Raúl Castro. • Após a revolução, Fidel Castro aproxima-se da União Soviética, fazendo de Cuba uma aliada do socialismo na América. Fato que fez com que os Estados Unidos passasse a tratar a ilha como uma perigosa inimiga. Os Estados Unidos, na década de 1960, implantou um bloqueio econômico a Cuba, influenciando também na expulsão do país da OEA (Organização dos Estados Americanos).
  • 14. • Após a revolução, Fidel implantou um sistema socialista na ilha, acabando com a desigualdade social entre os cidadãos cubanos. Implantou uma economia planificada, que contou com o apoio soviético durante a Guerra Fria. Após a queda do muro de Berlim e o fim dos regimes socialistas na Europa Oriental, Cuba começou a passar dificuldades sem os investimentos soviéticos. Atualmente, embora possua bons sistemas educacional e de saúde, os cubanos sofrem com as dificuldades financeiras. • Castro ocupou o cargo de primeiro ministro da República de Cuba de 1959 até 1976. Em 2 de dezembro de 1976, passa a ser o presidente do Conselho de Estado (chefe do Estado) e presidente do Conselho de Ministros (chefe de governo) de Cuba. Além de todos os cargos que acumula no governo, é o primeiro secretário do Partido Comunista Cubano desde a fundação em 1965. • Após 49 anos no poder, em 19 de fevereiro de 2008, Fidel Castro anunciou sua renúncia ao cargo de presidente de Cuba e à chefia do Partido Comunista Cubano. O sucessor de Castro, no comando de Cuba, é seu irmão mais jovem Raúl Castro. Embora não possua o mesmo prestígio que o irmão, Raúl passou a sentir o gosto do poder no final de julho de 2006, após os problemas de saúde apresentados por Fidel Castro. • Em abril de 2011, durante o 6º Congresso do Partido Comunista de Cuba, Fidel castro renunciou a chefia do PCC. Na ocasião, Fidel afirmou que ainda seria um "soldado de ideias".