SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
8
PORTO DE SINES FECHA 3.º TRIMESTRE
COM 27,5 MILHÕES DE TONELADAS MOVIMENTADAS E MAIS 34% NOS CONTENTORES
No mês de setembro foram
operados 113.484 TEU
O Porto de Sines fechou o terceiro trimestre com
um crescimento expressivo no segmento da carga
contentorizada, com um total de 926.531 TEU,
correspondendo a cerca de 34% acima do alcançado em igual
período de 2013. Uma movimentação que levou a que tivesse
sido já ultrapassada a barreira de um milhão de TEU no mês
de Outubro.
Nos primeiros nove meses de 2014, o Terminal de
Contentores de Sines – Terminal XXI, teve um impacto
significativo no aumento da carga geral, que ultrapassou os
11 milhões de toneladas, correspondendo a um incremento
de 22%. De facto, desde Abril passado foram movimentados
sistematicamente mais de 100.000 TEU em cada mês, tendo
Setembro sido o melhor mês de sempre com 113.484 TEU
operados.
No que diz respeito ao total global, Sines registou uma
movimentação de 27,5 milhões de toneladas, representando
um crescimento de 0,3%, em relação ao período homólogo
COORDENADAS12
jan/set 2014 jan/set 2013 Var. (%)Designação
NAVIOS
MERCADORIAS (TON)
TIPO DE CARGA (TON)
PAÍSES DE ORIGEM/DESTINO DAS MERCADORIAS (TON)
CONTENTORES
Nº navios entrados
GT Total
Nº navios em operação comercial*
Quantidade
Carga
Descarga
Granéis líquidos
Granéis sólidos
Carga geral
Continente e Regiões Autónomas
Outros países da UE
Países terceiros
TEU
Nº Contentores
* Excluem-se os navios que não fizeram operações de carga
e descarga de mercadorias
1.487
52.096.707
1.457
27.524.702
10.729.646
16.795.056
13.039.639
3.405.580
11.079.483
2.781.334
5.649.977
19.093.390
926.531
616.816
1.477
47.788.996
1.443
27.448.422
10.404.347
17.044.075
15.015.327
3.334.575
9.098.519
2.987.874
5.355.622
19.104.926
692.011
461.503
0,7%
9%
1%
0,3%
3,1%
-1,5%
-13,2%
2,1%
21,8%
-6,9%
5,5%
-0,1%
33,9%
33,7%
de 2013. Recorde-se que o início deste ano ficou marcado
pela paragem técnica da Refinaria da Petrogal, que se
prolongou por cerca de 2 meses e meio.
De destacar ainda o aumento de carga com origem e destino
em países fora da UE, da ordem dos 5,5% e, principalmente,
o importante incremento na carga à exportação, com mais
5,2%.
Embora o número de navios em operação comercial registe
apenas mais dez embarcações do que em 2013, o GT Total
aumentou 9%, em consonância com a vocação de Sines para
a receção de grandes navios.
EDIÇÃO Nº64
COORDENADAS 13
Nos primeiros nove meses do ano a movimentação de
passageiros, no Porto de Portimão registou um decréscimo
de 31,5% e uma diminuição de 13,2% no movimento
de navios.
No Porto de Faro verificou-se uma redução de 15,9% na
movimentação de navios e um decréscimo na movimentação
de mercadorias de 9,5%.
MovimentaçãodePassageiros(nº)
Embarcados
Desembarcados
Trânsito
TOTAL
Movimento de Navios
135
991
9.894
11.020
33
44
24
16.010
16.078
38
206,8%
4.029,2%
-38,2%
-31,5%
-13,2%
jan. set. 2014 jan. set. 2013 Var. Homóloga (%)
MovimentaçãodeMercadorias(kton)
Movimento de Navios
Cais Comercial
53
265
63
293
-15,9%
-9,5%
jan. set. 2014 jan. set. 2013 Var. Homóloga (%)
Movimento de Navios e Passageiros
no Porto de Portimão
Movimento de Navios e Mercadorias
no Porto de Faro
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
EDIÇÃO Nº64
Tiragem: 9000
País: Portugal
Period.: Bimestral
Âmbito: Outros Assuntos
Pág: 34
Cores: Cor
Área: 18,30 x 8,40 cm²
Corte: 1 de 1ID: 56030794 01-08-2014 | Passageiros & Mobilidades
Para melhoria de condições
APS pondera alterações no porto de Portimão
A Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) adjudicou ao
Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) um estudo que tem
como objetivo melhorar as condições de acesso marítimo do Porto de
Portimão.
A APS pretende com este estudo aferir da possibilidade de redução do
molhe leste do porto de Portimão em cerca de 70 metros. O objetivo é
as condições de segurança e estabilidade das infraestruturas de prote-
ção marítima e das suas margens em cenários extremos, como os que
ocorreram no inverno passado, refere a administração.
O documento, que deverá estar pronto até ao próximo mês de outubro,
é o primeiro passo para que possa ser lançado o estudo de impacto
ambiental com vista ao desenvolvimento do Porto de Portimão, possibi-
litando que esta infraestrutura portuária possa receber navios de maior
dimensão, mantendo as necessárias condições de segurança da opera-
ção portuária.
Foto:ArquivoCMP-FilipedaPalma
Cargo
Tiragem: 6000
País: Portugal
Period.: Bimestral
Âmbito: Outros Assuntos
Pág: 14
Cores: Cor
Área: 17,40 x 18,66 cm²
Corte: 1 de 2ID: 56400144 01-07-2014
VConferênciaAPIBARRA
tevelugarnoportodeSines
No inicio do mês de julho, o
Auditório da Administração
do Porto de Sines acolheu a V
Conferência da APIBARRA,
subordinada ao tema "O
Serviço Público de Pilotagem:
Expetativas do Mercado".
Ainiciativa foi promovida pela
Associação dos Pilotos de
Barra e Portos para debater o futuro
do serviço público de pilotagem em
Portugal e revelou-se oportuna e inte-
ressante. Oportuna pelo timing e tema
escolhidos, interessante pelos painéis
propostos e audiência esclarecida.
Em cima da mesa a vontade do Exe-
cutivo em elaborar um diploma único para
juntar os serviços portuários. E a viabilida-
de da abertura da prestação de serviços
de pilotagem por concessão, uma vez
que esse figurino já vem contemplado no
atual diploma que regula os serviços de
pilotagem. A discussão sublinhou tópicos
como Segurança, Modelo de Gestão, e
serviço público de pilotagem.
Abriram a Conferência João Fran-
co da Administração do Porto de Sines
(APS), Carlos Vasconcelos da Comunida-
de Portuária de Sines (CPS), João Velho
Gouveia da Capitania do Porto de Sines,
Nuno Mascarenhas da CM de Sines, e o
João Franco abriu as portas da APS para o debate sobre um tema
que está na agenda do setor.
Presidente da APIBARRA Daniel Pitta.
João Franco, Presidente da APS, foi
o primeiro a falar. Depois de saudar e pôr
em relevo a competência da pilotagem
portuguesa, apresentou à reflexão as limi-
tações que o atual quadro de contratação
pública oferece ao serviço de pilotagem,
nomeadamente em Sines expresso na
dificuldade de contratar novos pilotos.
Uma posição partilhada, embora com
responsabilidades diferentes, pela Ca-
pitania do Porto de Sines. “ O crescimento
Cargo
Tiragem: 6000
País: Portugal
Period.: Bimestral
Âmbito: Outros Assuntos
Pág: 25
Cores: Cor
Área: 16,50 x 6,97 cm²
Corte: 1 de 1ID: 56400211 01-07-2014
Porto de Sines chegou muito perto dos 600 mil TEU no 1º semestre
O porto de Sines registou, nos primeiros seis meses
do ano, um crescimento de 41% na movimentação de
contentores, quando comparado com igual período do
ano transato, com um total de 596.474 TEU. A tendência
de crescimento deste segmento de carga intensificou-
-se na segunda metade do semestre, com abril, maio e
junho a ultrapassarem sempre os 100.000 TEU mensais.
Relativamente ao total de mercadorias movimentadas,
a pesar da paragem técnica da refinaria de Sines por um
período de 2,5 meses, foram movimentadas 17.364.576
toneladas, valor praticamente similar ao 1.º semestre
do ano anterior.
Os destinos das mercadorias têm sofrido uma impor-
tante alteração, com os mercados fora da EU a cresce-
rem muito significativamente quando comparados com
os destinos dentro da EU que têm tido uma retracção.
Igualmente as exportações têm tido um comportamento
de crescimento (+5%) comparativamente às importações
que regrediram 3%. As principais mercadorias exportadas
foram os produtos refinados, as pedras e cerâmicas, o
gás natural, pasta e papel, carvão, peças e maquinaria,
produtos alimentares, propileno e mesclas. Os principais
destinos foram os Estados Unidos, México, China, Bra-
sil, Argentina, Reino Unido, Espanha, França, Noruega,
entre outros. O número de navios operados cresceu 3%,
com um total de 965 navios. Gross Tonnage subiu 14%.
Cargo
Tiragem: 6000
País: Portugal
Period.: Bimestral
Âmbito: Outros Assuntos
Pág: 25
Cores: Cor
Área: 17,40 x 5,15 cm²
Corte: 1 de 1ID: 56400229 01-07-2014
A MSC Portugal continua a estabelecer novos recordes na movimentação de TEUs
no Terminal XXI do porto de Sines e no passado dia 1 de julho, o navio “MSC
Minerva” realizou 178.9 movimentos por hora, um novo recorde.
“O permanente empenho da MSC Portugal tem dado os seus frutos. Somos uma
empresa comprometida com os seus objetivos e poder assistir gradualmente a
um superar constante dos mesmos é algo que nos deixa satisfeitos e ainda mais
empenhados em atingir novos patamares. Em conjunto com a PSA Sines e os
trabalhadores do Terminal XXI, que nos têm acompanhado na persecução de con-
secutivos records de movimentação, estamos seguros que continuaremos a crescer
e a consolidar a importância deste Terminal” afirma Carlos Vasconcelos, Adminis-
trador da MSC Portugal.
Tiragem: 11500
País: Portugal
Period.: Semanal
Âmbito: Regional
Pág: 4
Cores: Preto e Branco
Área: 12,76 x 17,62 cm²
Corte: 1 de 1ID: 56616431 13-11-2014
Tiragem: 3000
País: Portugal
Period.: Quinzenal
Âmbito: Regional
Pág: 7
Cores: Cor
Área: 4,63 x 6,48 cm²
Corte: 1 de 114-11-2014
distinção
Porto de SineS
recebe Prémio
n A Administração dos Portos de
Sines e do Algarve (APS) foi galardo-
ada com o Rótulo Europeu de Res-
ponsabilidade Social, que distingue
a qualidade dos serviços públicos
e as boas práticas empresariais. O
prémio incidiu sobre os projectos
Janela Única Logística, Módulo de
Transportes do Sistema de Identi-
ficação e Informação Geográfica, e
minimização de riscos psico-sociais
no âmbito do stress no local de
trabalho.
País €conómico
Tiragem: 30000
País: Portugal
Period.: Mensal
Âmbito: Economia, Negócios e.
Pág: 21
Cores: Cor
Área: 12,02 x 25,00 cm²
Corte: 1 de 1ID: 56665776 01-11-2014
Tiragem: 11500
País: Portugal
Period.: Semanal
Âmbito: Regional
Pág: 19
Cores: Cor
Área: 17,53 x 15,49 cm²
Corte: 1 de 1ID: 55940675 25-09-2014
EDIÇÃO Nº64

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revista APS N.º 77 – Maio 2019
Revista APS N.º 77 – Maio 2019Revista APS N.º 77 – Maio 2019
Newsletter dos Portos de Setúbal e Sesimbra
Newsletter dos Portos  de Setúbal e SesimbraNewsletter dos Portos  de Setúbal e Sesimbra
Newsletter dos Portos de Setúbal e Sesimbra
Cláudio Carneiro
 
“Tendências na Indústria dos Portos” – Pedro Miguel Mendes
“Tendências na Indústria dos Portos” – Pedro Miguel Mendes“Tendências na Indústria dos Portos” – Pedro Miguel Mendes
“Tendências na Indústria dos Portos” – Pedro Miguel Mendes
aplop
 
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
aplop
 
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e IncertezasSHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
aplop
 

Mais procurados (20)

Revista APS N.º 77 – Maio 2019
Revista APS N.º 77 – Maio 2019Revista APS N.º 77 – Maio 2019
Revista APS N.º 77 – Maio 2019
 
Portos 2021
Portos 2021Portos 2021
Portos 2021
 
Newsletter dos Portos de Setúbal e Sesimbra
Newsletter dos Portos  de Setúbal e SesimbraNewsletter dos Portos  de Setúbal e Sesimbra
Newsletter dos Portos de Setúbal e Sesimbra
 
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
 
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
 
“Tendências na Indústria dos Portos” – Pedro Miguel Mendes
“Tendências na Indústria dos Portos” – Pedro Miguel Mendes“Tendências na Indústria dos Portos” – Pedro Miguel Mendes
“Tendências na Indústria dos Portos” – Pedro Miguel Mendes
 
Chineses fazem renascer o sonho de Sines
Chineses fazem renascer o sonho de SinesChineses fazem renascer o sonho de Sines
Chineses fazem renascer o sonho de Sines
 
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
 
Realidade da Cabotagem no Brasil
Realidade da Cabotagem no Brasil Realidade da Cabotagem no Brasil
Realidade da Cabotagem no Brasil
 
Navegação de Cabotagem no Brasil
Navegação de Cabotagem no Brasil Navegação de Cabotagem no Brasil
Navegação de Cabotagem no Brasil
 
Revista APS N.º 65 – Junho 2015
Revista APS N.º 65 – Junho 2015Revista APS N.º 65 – Junho 2015
Revista APS N.º 65 – Junho 2015
 
“O Desenvolvimento da Navegação de Cabotagem no Brasil” - Wagner de Sousa Mor...
“O Desenvolvimento da Navegação de Cabotagem no Brasil” - Wagner de Sousa Mor...“O Desenvolvimento da Navegação de Cabotagem no Brasil” - Wagner de Sousa Mor...
“O Desenvolvimento da Navegação de Cabotagem no Brasil” - Wagner de Sousa Mor...
 
Revista APS N.º 71 – Maio 2017
Revista APS N.º 71 – Maio 2017Revista APS N.º 71 – Maio 2017
Revista APS N.º 71 – Maio 2017
 
"Gestão Portuária: Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
"Gestão Portuária:Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo""Gestão Portuária:Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
"Gestão Portuária: Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
 
Revista60 online
Revista60 onlineRevista60 online
Revista60 online
 
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e IncertezasSHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
 
Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)
Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)
Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)
 
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESESINVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
 
Revista APS N.º 70 – Dezembro 2016
Revista APS N.º 70 – Dezembro 2016Revista APS N.º 70 – Dezembro 2016
Revista APS N.º 70 – Dezembro 2016
 
Revista APS N.º 54 – Agosto 2011
Revista APS N.º 54 – Agosto 2011Revista APS N.º 54 – Agosto 2011
Revista APS N.º 54 – Agosto 2011
 

Destaque

Mohamed Mahmoud elamrosycv (002)
Mohamed Mahmoud elamrosycv (002)Mohamed Mahmoud elamrosycv (002)
Mohamed Mahmoud elamrosycv (002)
Mohamed Elamrosy
 
Test web slide
Test web slideTest web slide
Test web slide
irenina2
 
Juvenile Drug Court Guidelines
Juvenile Drug Court GuidelinesJuvenile Drug Court Guidelines
Juvenile Drug Court Guidelines
Susan Broderick
 
Vakinformatie Spaans 6 1 2009 2
Vakinformatie Spaans 6 1 2009 2Vakinformatie Spaans 6 1 2009 2
Vakinformatie Spaans 6 1 2009 2
Josefina Moreno
 

Destaque (16)

Presentation for Commerce&Marketing Studies
Presentation for Commerce&Marketing StudiesPresentation for Commerce&Marketing Studies
Presentation for Commerce&Marketing Studies
 
Talentklas Kookstudio
Talentklas KookstudioTalentklas Kookstudio
Talentklas Kookstudio
 
Feliz cumple bebe
Feliz cumple bebeFeliz cumple bebe
Feliz cumple bebe
 
Mohamed Mahmoud elamrosycv (002)
Mohamed Mahmoud elamrosycv (002)Mohamed Mahmoud elamrosycv (002)
Mohamed Mahmoud elamrosycv (002)
 
Test web slide
Test web slideTest web slide
Test web slide
 
RF Resume
RF  ResumeRF  Resume
RF Resume
 
Juvenile Drug Court Guidelines
Juvenile Drug Court GuidelinesJuvenile Drug Court Guidelines
Juvenile Drug Court Guidelines
 
Tema 2. la separación de poderes (I)
Tema 2. la separación de poderes (I)Tema 2. la separación de poderes (I)
Tema 2. la separación de poderes (I)
 
Vakinformatie Spaans 6 1 2009 2
Vakinformatie Spaans 6 1 2009 2Vakinformatie Spaans 6 1 2009 2
Vakinformatie Spaans 6 1 2009 2
 
Профессиональное пространство 2.0: member, lurker, leecher
Профессиональное пространство 2.0: member, lurker, leecherПрофессиональное пространство 2.0: member, lurker, leecher
Профессиональное пространство 2.0: member, lurker, leecher
 
Presentación profesional Ignacio Iglesias v.04
Presentación profesional Ignacio Iglesias v.04Presentación profesional Ignacio Iglesias v.04
Presentación profesional Ignacio Iglesias v.04
 
Osteomielitis
OsteomielitisOsteomielitis
Osteomielitis
 
いなかソンIn南島原<10月アイデアソン・レポート>
いなかソンIn南島原<10月アイデアソン・レポート>いなかソンIn南島原<10月アイデアソン・レポート>
いなかソンIn南島原<10月アイデアソン・レポート>
 
[Group Apple Pen] Hello 5 Coffee marketing planning project.
[Group Apple Pen] Hello 5 Coffee marketing planning project.[Group Apple Pen] Hello 5 Coffee marketing planning project.
[Group Apple Pen] Hello 5 Coffee marketing planning project.
 
Post fertilization structures in plants.
Post fertilization structures in plants.Post fertilization structures in plants.
Post fertilization structures in plants.
 
ñP
ñPñP
ñP
 

Semelhante a Revista APS N.º 64 – Dezembro 2014

Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
Cláudio Carneiro
 
2012: O melhor ano de sempre na história do Porto de Sines
2012: O melhor ano de sempre  na história do Porto de Sines2012: O melhor ano de sempre  na história do Porto de Sines
2012: O melhor ano de sempre na história do Porto de Sines
Cláudio Carneiro
 
Porto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégicaPorto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégica
Cláudio Carneiro
 

Semelhante a Revista APS N.º 64 – Dezembro 2014 (20)

Revista APS N.º 68 – Junho 2016
Revista APS N.º 68 – Junho 2016Revista APS N.º 68 – Junho 2016
Revista APS N.º 68 – Junho 2016
 
Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
 
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
 
Revista APS N.º 75 – Setembro 2018
Revista APS N.º 75 – Setembro 2018Revista APS N.º 75 – Setembro 2018
Revista APS N.º 75 – Setembro 2018
 
2012: O melhor ano de sempre na história do Porto de Sines
2012: O melhor ano de sempre  na história do Porto de Sines2012: O melhor ano de sempre  na história do Porto de Sines
2012: O melhor ano de sempre na história do Porto de Sines
 
Revista APS N.º 59 – Abril 2013
Revista APS N.º 59 – Abril 2013Revista APS N.º 59 – Abril 2013
Revista APS N.º 59 – Abril 2013
 
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
 
Revista APS N.º 56 – Junho 2012
Revista APS N.º 56 – Junho 2012Revista APS N.º 56 – Junho 2012
Revista APS N.º 56 – Junho 2012
 
Revista APS N.º 74 - Abril 2018
Revista APS N.º 74 - Abril 2018Revista APS N.º 74 - Abril 2018
Revista APS N.º 74 - Abril 2018
 
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
 
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
 
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
 
Sines é muito mais do que um terminal de contentores
Sines é muito mais do que um terminal de contentoresSines é muito mais do que um terminal de contentores
Sines é muito mais do que um terminal de contentores
 
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
 
Porto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégicaPorto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégica
 
Revista APS N.º 50 – Maio 2010
Revista APS N.º 50 – Maio 2010Revista APS N.º 50 – Maio 2010
Revista APS N.º 50 – Maio 2010
 
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015Revista APS N.º 66 – Setembro 2015
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015
 
Revista APS N.º 53 – Abril 2011
Revista APS N.º 53 – Abril 2011Revista APS N.º 53 – Abril 2011
Revista APS N.º 53 – Abril 2011
 
Revista APS N.º 69 – Setembro 2016
Revista APS N.º 69 – Setembro 2016Revista APS N.º 69 – Setembro 2016
Revista APS N.º 69 – Setembro 2016
 
Cargo n.º 163 – Dezembro 2005
Cargo n.º 163 – Dezembro 2005Cargo n.º 163 – Dezembro 2005
Cargo n.º 163 – Dezembro 2005
 

Mais de APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.

Mais de APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A. (12)

Porto de Sines em destaque na imprensa espanhola
Porto de Sines em destaque na imprensa espanholaPorto de Sines em destaque na imprensa espanhola
Porto de Sines em destaque na imprensa espanhola
 
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
 
Revista APS N.º 34 – Outubro 2003
Revista APS N.º 34 – Outubro 2003Revista APS N.º 34 – Outubro 2003
Revista APS N.º 34 – Outubro 2003
 
Revista APS N.º 33 – Julho 2003
Revista APS N.º 33 – Julho 2003Revista APS N.º 33 – Julho 2003
Revista APS N.º 33 – Julho 2003
 
Porto de Sines, Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines, Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines, Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines, Porta Atlântica da Europa
 
Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama
Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da GamaBreve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama
Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama
 
Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...
Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...
Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...
 
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão
 
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro
 
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines
 
Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977
Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977
Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977
 
Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971
Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971
Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971
 

Último

Último (7)

Opções estratégicas de competitividade.pdf
Opções estratégicas de competitividade.pdfOpções estratégicas de competitividade.pdf
Opções estratégicas de competitividade.pdf
 
Digitalização de varejo | Importe ou morra.
Digitalização de varejo | Importe ou morra.Digitalização de varejo | Importe ou morra.
Digitalização de varejo | Importe ou morra.
 
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
 
Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...
Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...
Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...
 
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
 

Revista APS N.º 64 – Dezembro 2014

  • 1.
  • 12. EDIÇÃO Nº64 8 PORTO DE SINES FECHA 3.º TRIMESTRE COM 27,5 MILHÕES DE TONELADAS MOVIMENTADAS E MAIS 34% NOS CONTENTORES No mês de setembro foram operados 113.484 TEU O Porto de Sines fechou o terceiro trimestre com um crescimento expressivo no segmento da carga contentorizada, com um total de 926.531 TEU, correspondendo a cerca de 34% acima do alcançado em igual período de 2013. Uma movimentação que levou a que tivesse sido já ultrapassada a barreira de um milhão de TEU no mês de Outubro. Nos primeiros nove meses de 2014, o Terminal de Contentores de Sines – Terminal XXI, teve um impacto significativo no aumento da carga geral, que ultrapassou os 11 milhões de toneladas, correspondendo a um incremento de 22%. De facto, desde Abril passado foram movimentados sistematicamente mais de 100.000 TEU em cada mês, tendo Setembro sido o melhor mês de sempre com 113.484 TEU operados. No que diz respeito ao total global, Sines registou uma movimentação de 27,5 milhões de toneladas, representando um crescimento de 0,3%, em relação ao período homólogo COORDENADAS12 jan/set 2014 jan/set 2013 Var. (%)Designação NAVIOS MERCADORIAS (TON) TIPO DE CARGA (TON) PAÍSES DE ORIGEM/DESTINO DAS MERCADORIAS (TON) CONTENTORES Nº navios entrados GT Total Nº navios em operação comercial* Quantidade Carga Descarga Granéis líquidos Granéis sólidos Carga geral Continente e Regiões Autónomas Outros países da UE Países terceiros TEU Nº Contentores * Excluem-se os navios que não fizeram operações de carga e descarga de mercadorias 1.487 52.096.707 1.457 27.524.702 10.729.646 16.795.056 13.039.639 3.405.580 11.079.483 2.781.334 5.649.977 19.093.390 926.531 616.816 1.477 47.788.996 1.443 27.448.422 10.404.347 17.044.075 15.015.327 3.334.575 9.098.519 2.987.874 5.355.622 19.104.926 692.011 461.503 0,7% 9% 1% 0,3% 3,1% -1,5% -13,2% 2,1% 21,8% -6,9% 5,5% -0,1% 33,9% 33,7% de 2013. Recorde-se que o início deste ano ficou marcado pela paragem técnica da Refinaria da Petrogal, que se prolongou por cerca de 2 meses e meio. De destacar ainda o aumento de carga com origem e destino em países fora da UE, da ordem dos 5,5% e, principalmente, o importante incremento na carga à exportação, com mais 5,2%. Embora o número de navios em operação comercial registe apenas mais dez embarcações do que em 2013, o GT Total aumentou 9%, em consonância com a vocação de Sines para a receção de grandes navios.
  • 13. EDIÇÃO Nº64 COORDENADAS 13 Nos primeiros nove meses do ano a movimentação de passageiros, no Porto de Portimão registou um decréscimo de 31,5% e uma diminuição de 13,2% no movimento de navios. No Porto de Faro verificou-se uma redução de 15,9% na movimentação de navios e um decréscimo na movimentação de mercadorias de 9,5%. MovimentaçãodePassageiros(nº) Embarcados Desembarcados Trânsito TOTAL Movimento de Navios 135 991 9.894 11.020 33 44 24 16.010 16.078 38 206,8% 4.029,2% -38,2% -31,5% -13,2% jan. set. 2014 jan. set. 2013 Var. Homóloga (%) MovimentaçãodeMercadorias(kton) Movimento de Navios Cais Comercial 53 265 63 293 -15,9% -9,5% jan. set. 2014 jan. set. 2013 Var. Homóloga (%) Movimento de Navios e Passageiros no Porto de Portimão Movimento de Navios e Mercadorias no Porto de Faro
  • 19. EDIÇÃO Nº64 Tiragem: 9000 País: Portugal Period.: Bimestral Âmbito: Outros Assuntos Pág: 34 Cores: Cor Área: 18,30 x 8,40 cm² Corte: 1 de 1ID: 56030794 01-08-2014 | Passageiros & Mobilidades Para melhoria de condições APS pondera alterações no porto de Portimão A Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) adjudicou ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) um estudo que tem como objetivo melhorar as condições de acesso marítimo do Porto de Portimão. A APS pretende com este estudo aferir da possibilidade de redução do molhe leste do porto de Portimão em cerca de 70 metros. O objetivo é as condições de segurança e estabilidade das infraestruturas de prote- ção marítima e das suas margens em cenários extremos, como os que ocorreram no inverno passado, refere a administração. O documento, que deverá estar pronto até ao próximo mês de outubro, é o primeiro passo para que possa ser lançado o estudo de impacto ambiental com vista ao desenvolvimento do Porto de Portimão, possibi- litando que esta infraestrutura portuária possa receber navios de maior dimensão, mantendo as necessárias condições de segurança da opera- ção portuária. Foto:ArquivoCMP-FilipedaPalma Cargo Tiragem: 6000 País: Portugal Period.: Bimestral Âmbito: Outros Assuntos Pág: 14 Cores: Cor Área: 17,40 x 18,66 cm² Corte: 1 de 2ID: 56400144 01-07-2014 VConferênciaAPIBARRA tevelugarnoportodeSines No inicio do mês de julho, o Auditório da Administração do Porto de Sines acolheu a V Conferência da APIBARRA, subordinada ao tema "O Serviço Público de Pilotagem: Expetativas do Mercado". Ainiciativa foi promovida pela Associação dos Pilotos de Barra e Portos para debater o futuro do serviço público de pilotagem em Portugal e revelou-se oportuna e inte- ressante. Oportuna pelo timing e tema escolhidos, interessante pelos painéis propostos e audiência esclarecida. Em cima da mesa a vontade do Exe- cutivo em elaborar um diploma único para juntar os serviços portuários. E a viabilida- de da abertura da prestação de serviços de pilotagem por concessão, uma vez que esse figurino já vem contemplado no atual diploma que regula os serviços de pilotagem. A discussão sublinhou tópicos como Segurança, Modelo de Gestão, e serviço público de pilotagem. Abriram a Conferência João Fran- co da Administração do Porto de Sines (APS), Carlos Vasconcelos da Comunida- de Portuária de Sines (CPS), João Velho Gouveia da Capitania do Porto de Sines, Nuno Mascarenhas da CM de Sines, e o João Franco abriu as portas da APS para o debate sobre um tema que está na agenda do setor. Presidente da APIBARRA Daniel Pitta. João Franco, Presidente da APS, foi o primeiro a falar. Depois de saudar e pôr em relevo a competência da pilotagem portuguesa, apresentou à reflexão as limi- tações que o atual quadro de contratação pública oferece ao serviço de pilotagem, nomeadamente em Sines expresso na dificuldade de contratar novos pilotos. Uma posição partilhada, embora com responsabilidades diferentes, pela Ca- pitania do Porto de Sines. “ O crescimento Cargo Tiragem: 6000 País: Portugal Period.: Bimestral Âmbito: Outros Assuntos Pág: 25 Cores: Cor Área: 16,50 x 6,97 cm² Corte: 1 de 1ID: 56400211 01-07-2014 Porto de Sines chegou muito perto dos 600 mil TEU no 1º semestre O porto de Sines registou, nos primeiros seis meses do ano, um crescimento de 41% na movimentação de contentores, quando comparado com igual período do ano transato, com um total de 596.474 TEU. A tendência de crescimento deste segmento de carga intensificou- -se na segunda metade do semestre, com abril, maio e junho a ultrapassarem sempre os 100.000 TEU mensais. Relativamente ao total de mercadorias movimentadas, a pesar da paragem técnica da refinaria de Sines por um período de 2,5 meses, foram movimentadas 17.364.576 toneladas, valor praticamente similar ao 1.º semestre do ano anterior. Os destinos das mercadorias têm sofrido uma impor- tante alteração, com os mercados fora da EU a cresce- rem muito significativamente quando comparados com os destinos dentro da EU que têm tido uma retracção. Igualmente as exportações têm tido um comportamento de crescimento (+5%) comparativamente às importações que regrediram 3%. As principais mercadorias exportadas foram os produtos refinados, as pedras e cerâmicas, o gás natural, pasta e papel, carvão, peças e maquinaria, produtos alimentares, propileno e mesclas. Os principais destinos foram os Estados Unidos, México, China, Bra- sil, Argentina, Reino Unido, Espanha, França, Noruega, entre outros. O número de navios operados cresceu 3%, com um total de 965 navios. Gross Tonnage subiu 14%. Cargo Tiragem: 6000 País: Portugal Period.: Bimestral Âmbito: Outros Assuntos Pág: 25 Cores: Cor Área: 17,40 x 5,15 cm² Corte: 1 de 1ID: 56400229 01-07-2014 A MSC Portugal continua a estabelecer novos recordes na movimentação de TEUs no Terminal XXI do porto de Sines e no passado dia 1 de julho, o navio “MSC Minerva” realizou 178.9 movimentos por hora, um novo recorde. “O permanente empenho da MSC Portugal tem dado os seus frutos. Somos uma empresa comprometida com os seus objetivos e poder assistir gradualmente a um superar constante dos mesmos é algo que nos deixa satisfeitos e ainda mais empenhados em atingir novos patamares. Em conjunto com a PSA Sines e os trabalhadores do Terminal XXI, que nos têm acompanhado na persecução de con- secutivos records de movimentação, estamos seguros que continuaremos a crescer e a consolidar a importância deste Terminal” afirma Carlos Vasconcelos, Adminis- trador da MSC Portugal. Tiragem: 11500 País: Portugal Period.: Semanal Âmbito: Regional Pág: 4 Cores: Preto e Branco Área: 12,76 x 17,62 cm² Corte: 1 de 1ID: 56616431 13-11-2014 Tiragem: 3000 País: Portugal Period.: Quinzenal Âmbito: Regional Pág: 7 Cores: Cor Área: 4,63 x 6,48 cm² Corte: 1 de 114-11-2014 distinção Porto de SineS recebe Prémio n A Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) foi galardo- ada com o Rótulo Europeu de Res- ponsabilidade Social, que distingue a qualidade dos serviços públicos e as boas práticas empresariais. O prémio incidiu sobre os projectos Janela Única Logística, Módulo de Transportes do Sistema de Identi- ficação e Informação Geográfica, e minimização de riscos psico-sociais no âmbito do stress no local de trabalho. País €conómico Tiragem: 30000 País: Portugal Period.: Mensal Âmbito: Economia, Negócios e. Pág: 21 Cores: Cor Área: 12,02 x 25,00 cm² Corte: 1 de 1ID: 56665776 01-11-2014 Tiragem: 11500 País: Portugal Period.: Semanal Âmbito: Regional Pág: 19 Cores: Cor Área: 17,53 x 15,49 cm² Corte: 1 de 1ID: 55940675 25-09-2014