SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
NAVEGAÇÃO DE CABOTAGEM NO BRASIL
IX Congresso dos Portos de Língua Portuguesa
Abril, 2016
Perspectivas
Dificuldades / Desafios
Mercado Potencial
Cabotagem no Brasil - Visão Geral
TÓPICOS ABORDADOS
Sobre a Log-In
CABOTAGEM NO BRASIL
Fonte: ANTAQ
Ao longo dos 7.400km de
costa, o Brasil possui mais de
30 portos organizados e
terminais de uso privativo.
Concentração ao longo da
costa dos setores produtivo
e consumidor.
Entre as regiões litorâneas
brasileiras e 200km da costa
livre vive 80% da população.
CABOTAGEM NO BRASIL | FROTA GERAL
A frota tem sido ampliada para atender à demanda nos vários segmentos.
Fonte: Associados ABAC (dados excluindo Petrobras)
Tipo de
Embarcação
2009 2010 2011 2012 2013 2014 Total
Porta Container No
2 1 1 4 2 10
TPB 70.442 38.715 38.675 208.195 115.699 471.726
Granel Sólido No
1 2 2 5
TPB 75.012 113.215 158.484 346.711
Granel Líquido No
1 1
TPB 51.188 51.188
Barcaça
Oceânica
No
1 1 2 4
TPB 7.968 6.090 12.064 26.122
Segmento Conteiner Granel Sólido Granel Líquido Gaseiros Multi-propósito
Barcaças
Oceânicas Total
N0
de
Embarcações
16 10 6 3 3 12 50
Tonelagem (TPB) 656.378 556.567 131.462 25.635 70.281 101.134 1.541.456
Idade Média 5,8 14,3 10,2 14,7 7,3 11,7 9,82
Total
20
895.747
40%
58%
CABOTAGEM NO BRASIL | EVOLUÇÃO
Por natureza da carga, em milhões de toneladas:
Fonte: ANTAQ
CABOTAGEM EM CONTÊINER NO BRASIL |
CAPACIDADE TOTAL DA FROTA
Navio
Capacidade
(TEUs)
Sebastião Caboto 3.868
Pedro Álvares Cabral 3.868
Fernão de Magalhães 3.868
Américo Vespúcio 3.868
Bartolomeu Dias 4.848
Vicente Pinzon 4.848
Aliança Santos 2.532
Aliança Manaus 2.532
Candido Randon 2.785
TOTAL 33.017
Navio
Capacidade
(TEUs)
Mercosul Santos 2.500
Mercosul Manaus 2.500
Mercosul Suape 2.500
Mercosul Itajaí 2.500
TOTAL 10.000
Navio Capacidade
(TEUs)
Jatobá 2.800
Jacarandá 2.800
Pantanal 1.700
Amazônia 1.700
RR Europa 2.400
Aldebaran 2.800
Frisia Wismar 2.500
Frisia Kiel 2.500
TOTAL 19.200
Principais operadoras:
TOTAL: 62.217 TEUs
CABOTAGEM EM CONTÊINER NO BRASIL |
PRINCIPAIS PORTOS x TEUs
Fonte: Sistema SDP da ANTAQ
Instalação Portuária 2014
Porto de Santos (SP)
Tup Chibatão
Porto de Suape (PE)
TUP Embraport (SP)
Porto de Rio Grande (RS)
Porto de Itaguaí (RJ)
Porto de Salvador (BA)
TUP Pecém (CE)
Porto do Rio de Janeiro (RJ)
Porto de Itapoá (SC)
Porto de Vitória (ES)
Porto de Paranaguá (PR)
Porto de Itajaí (SC) 64.961
69.133
76.455
80.875
84.452
91.796
104.412
122.172
140.537
230.579
246.608
356.833
440.330
CABOTAGEM EM CONTÊINER NO BRASIL |
PORTOS ATENDIDOS
Portos atendidos
atualmente pela
cabotagem de contêiner
•Rio Grande
•Imbituba
•Itapoá
•Itajaí
•Navegantes
•Paranaguá
•Santos
•Itaguaí
•Rio de Janeiro
•Vitória
•Salvador
•Suape
•Fortaleza
•Pecém
•Vila do Conde
•Manaus
PR
SP
BA
PA
AM
CE
RS
RJ
PE
ES
SC
Perspectivas
Desafios / Dificuldades
Mercado Potencial
Cabotagem no Brasil - Visão Geral
TÓPICOS ABORDADOS
Sobre a Log-In
Bunker
Custo do bunker Cabotagem ( + ICMS + PIS + Cofins) x custo do Bunker Longo Curso
Infraestrutura
Oferta de capacidade portuária e terminais
DESAFIOS
Disponibilidade do Produto em algumas regiões
Fornecedor único
Vias de acesso
Preferência dos terminais pelas cargas de Longo Curso X Cabotagem
Burocracia dos terminais
Maior capacidade dos navios de Longo Curso, gerando gargalos logísticos no Brasil
10
Valor Orgão Atraso
R$ 650 Milhões DMM 3 anos
R$ 350 Milhões RFB* 1 ano
Valor Orgão Atraso
R$ 650 Milhões DMM 3 anos
R$ 350 Milhões RFB* 1 ano
 (*) A MP 545 de 29/09/2011 definiu a tranferencia do Controle da geração de AFRMM e
Ressarcimento do AFRMM N&NE às EBNs do DMM para a RFB.
 A transferência só foi regulamentada pelo DL 8257 de 29/05/2014;
O débito do Departamento da Marinha Mercante e da Receita Feederal do Brasil para com as
Empresas Brasileiras de Navegação é de aproximadamente …
R$ 1,0 Bilhão
DESAFIOS | RESSARCIMENTO DO AFRMM
N& NE
DESAFIOS | CUSTOS
Fonte: Estimativa ABAC
Combustível, Tripulação e Praticagem representam mais de 80% do custo operacional:
DESTINO
Planta do
Recebedor
Porto de
Carregamento
Porto de
Descarga
OPERAÇÃO PORTA A PORTAOPERAÇÃO PORTA A PORTA
ORIGEM
Planta do
Embarcador
APENAS UM DOCUMENTO PARA TODO ESSE PROCESSO
A documentação para Cabotagem é muito simples, exatamente igual à do Transporte Rodoviário.
O cliente emite a NF-e (Nota Fiscal Eletrônica que também é um documento virtual. )
Quando impressa ela passa a chamar-se DANFE (Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica), e com base nessa
NF nós emitimos o nosso CT-e , de porta-a-porta.
Trecho Rodoviário Trecho RodoviárioTrecho Marítimo
13
DESAFIOS | DESMISTIFICAR PARA O
CLIENTE
Perspectivas
Desafios / Dificuldades
Mercado Potencial
Cabotagem no Brasil - Visão Geral
TÓPICOS ABORDADOS
Sobre a Log-In
PERSPECTIVAS | SOLUÇÕES
Diminuição da burocracia e simplificação dos processos e do volume de documentos
exigidos para operação do modal e obtenção de financiamento.
Criação de mecanismos econômicos para estimular a construção naval e a renovação da
frota, com a desburocratização do acesso às linhas de crédito e redução do número de etapas
para acesso aos recursos do FMM.
Aumento da oferta de infraestrutura portuária, com a ampliação de terminais, berços e
retroáreas, em especial no norte e nordeste.
Implantação de hub ports e feeder ports para estimular a navegação de longo curso e de
cabotagem.
Implatação do transporte de carga fracionada na cabotagem
Fonte: Pesquisa CNT do Transporte Aquaviário – Cabotagem 2013
PERSPECTIVAS | FUTURO DA CABOTAGEM
Fonte: Pesquisa ILOS 2012
Maior participação na matriz de
transporte brasileira
Modernização e crescimento da
frota brasileira
Integração multimodal
Execução do transporte com
esquema porta a porta
Ampliação da natureza da carga
transportada
Carga fracionada
Adequação e especialização de
portos e hub ports
Fonte: ANTAQ 2015
O VOLUME DE CONTÊINER NA CABOTAGEM PODE MAIS
QUE DOBRAR EM MENOS DE 10 ANOS
Volume (MM TEUs)
Crescimento
7,6% aa
3,3
1,4
2011 2021
Perspectivas
Desafios / Dificuldades
Mercado Potencial
Cabotagem no Brasil - Visão Geral
TÓPICOS ABORDADOS
Sobre a Log-In
CABOTAGEM NO BRASIL | VANTAGENS
Fonte: Pesquisa CNT 2013 – Transporte Aquaviário – Cabotagem, Análise: ILOS
MERCADO POTENCIAL |
BRASIL - DENSIDADE DEMOGRÁFICA
FONTE: ILOS, 2012
80% da população e 70%
das indústrias brasileiras
estão localizadas até
200 km da costa
PIB
Sudeste
54%
MERCADO POTENCIAL |
MATRIZ DE TRANSPORTE
FONTE: ILOS, 2012
Estudo de Demanda Potencial - ILOS Dez/2013
Para cada 1% de crescimento no PIB, a movimentação de contêineres cheios na cabotagem
cresce, em média, 3,5%, enquanto o setor de transporte como um todo cresce 1,5%.
+ Para cada TEU cheio
movimentado hoje por cabotagem
(excluindo feeder), existem
6,5 TEUs que estão no
rodoviário e poderiam
migrar para a cabotagem.
21
MERCADO POTENCIAL |
ESTUDO DE DEMANDA
Perspectivas
Desafios / Dificuldades
Mercado Potencial
Cabotagem no Brasil - Visão Geral
TÓPICOS ABORDADOS
Sobre a Log-In
SOBRE A LOG-IN | QUEM SOMOS
DE COLETAS E ENTREGAS
MAIS DE
1.500
CLIENTES
NO MERCOSUL
CRESCIMENTO SUPERIOR A
20% EM VOLUME
NOS ÚLTIMOS 6 ANOS
+ DE 2 MILHÕES
EMBARQUES REGULARES SEMANAIS
EM DIVERSOS PORTOS NO
BRASIL E MERCOSUL
Oferta Única de Serviços Integrados
Navegação Costeira
Transporte Rodoviário
Planejamento Logístico
Terminal de
Camaçari - TERCAM
Terminal Portuário (TVV)
Terminal de
SÃO FRANCISCO - SC
O portfólio de serviços oferecidos pela Log-In
é abrangente e nos permite capturar oportunidades
de negócios em diversos segmentos.
SOBRE A LOG-IN | O QUE FAZEMOS
SOBRE A LOG-IN | BENEFÍCIOS
| Monitoramento de risco e informação
de todas as viagens
MONITORAMENTO 24HS DAS CARGAS
INTERMODALIDADE COM SERVIÇOS
PORTA A PORTA
ÚNICO OPERADOR DE CABOTAGEM COM
PROJETOS EM CONSTRUÇÃO NO BRASIL
| Área interna focada no atendimento ao cliente
GESTÃO DO RELACIONAMENTO DO CLIENTE
| Integração dos serviços de transporte marítimo,
rodoviário, armazenagem e terminais
| Somos uma empresa de capital aberto com
transparência e musculatura para grandes
movimentações de carga
SOBRE A LOG-IN | INVESTIMENTOS
A LOG-IN INVESTE R$ 1,4 BILHÃO NA EXPANSÃO DA CAPACIDADE DE SUA MALHA INTERMODAL.
Expansão de Terminais
Terrestres (4%)
Expansão de Terminais
Portuários (18%)
Aquisição e Construção
de Novos Navios (69%)
Outros (9%)
Cabotagem, Feeder e MERCOSUL
SOBRE A LOG-IN | SERVIÇOS
Cabotagem, Feeder e MERCOSUL
SOBRE A LOG-IN | SERVIÇOS
Cabotagem, Feeder e MERCOSUL
SOBRE A LOG-IN | SERVIÇOS
Cabotagem, Feeder e MERCOSUL
SERVIÇO
AMAZONAS
SOBRE A LOG-IN | SERVIÇOS
SOBRE A LOG-IN | SERVIÇOS
Cerca de 3
atracações por dia
TOTAL
NB SB NB SB NB SB
NB +
SB
ARBUE 4 - - - - - 4
ARZAE 4 - - - - - 4
UYMVD 2 - - - - - 2
BRRIG 4 - - - - - 4
BRNVT 4 4 - - - - 8
BRITJ - - 4 - - - 4
BRPNG - - 4 - - - 4
BRSSZ 4 4 4 - 4 - 16
BRIGI - - 4 - - - 4
BRRIO - - - - - 4 4
BRVIX - - - - - 4 4
BRSSA - 4 - - - - 4
BRSUA - 4 4 4 - - 12
BRFOR 4 - - - - - 4
BRPEC - - 4 - - - 4
BRVDC - - 4 - - - 4
BRMAO - - - 4 - - 4
90TOTAL ATRACAÇÕES
PORTO
SAS SAM SSR
SOBRE A LOG-IN | CLIENTES
ALIMENTOS
E BEBIDAS
CONSTRUÇÃO
AUTOMOTIVO
E 2 RODAS
ELETRO-
ELETRÔNICOS
HIGIENE E
LIMPEZA
QUÍMICOS E
PETROQUÍMICOS
METALURGIA
PAPEL,
MADEIRA E
CELULOSE
SOBRE A LOG-IN | FROTA
Afretado
Log-In
Tambaqui
82 mil t
Serviço Granel
(Contrato Alunorte)
Log-In
Jatobá
2.800 TEUs
Log-In
Pantanal
1.700 TEUs
Aldebaran
2.800 TEUs
Log-In
Jacarandá
2.800 TEUs
Log-In
Amazônia
1.700 TEUs
RR Europa
2.400 TEUs
Frisia Wismar
2.500 TEUs
Log-In
Tucunaré
82 mil t
Frisia Kiel
2.500 TEUs
SOBRE A LOG-IN |
EVOLUÇÃO DA CABOTAGEM
Log-In | Presente em toda a cadeia do alumínio
Carregamento de bauxitaCarregamento de bauxita Lingote deLingote de
alumínioalumínio
Bobinas de alumínioBobinas de alumínio Latas vaziasLatas vazias Latas cheiasLatas cheias Log. Reversa | Sucata
INTERMODALIDADE | CADEIA DO ALUMÍNIO
www.loginlogistica.com.br
OBRIGADO!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação modal hidroviário
Apresentação   modal hidroviárioApresentação   modal hidroviário
Apresentação modal hidroviário
Leila Miranda
 
Modais de transporte
Modais de transporteModais de transporte
Modais de transporte
Matheus Roger
 

Mais procurados (20)

Apresentação modal hidroviário
Apresentação   modal hidroviárioApresentação   modal hidroviário
Apresentação modal hidroviário
 
Modais de transporte
Modais de transporteModais de transporte
Modais de transporte
 
Modal rodoviário
Modal rodoviárioModal rodoviário
Modal rodoviário
 
Transporte aquaviário brasileiro
Transporte aquaviário brasileiroTransporte aquaviário brasileiro
Transporte aquaviário brasileiro
 
Aula gestão estratégica do lead time
Aula gestão estratégica do lead timeAula gestão estratégica do lead time
Aula gestão estratégica do lead time
 
Logística Empresarial Armazenagem E Embalagem
Logística Empresarial Armazenagem E EmbalagemLogística Empresarial Armazenagem E Embalagem
Logística Empresarial Armazenagem E Embalagem
 
A logística
A logísticaA logística
A logística
 
Slide modal rodoviário
Slide   modal rodoviárioSlide   modal rodoviário
Slide modal rodoviário
 
Logística - Modal Rodoviário
Logística - Modal RodoviárioLogística - Modal Rodoviário
Logística - Modal Rodoviário
 
Gestão de estoque
Gestão de estoqueGestão de estoque
Gestão de estoque
 
Gestão de transporte
Gestão de transporteGestão de transporte
Gestão de transporte
 
4. embalagem, acondicionamento e unitizacao
4. embalagem, acondicionamento e unitizacao4. embalagem, acondicionamento e unitizacao
4. embalagem, acondicionamento e unitizacao
 
Transporte ferroviário brasileiro
Transporte ferroviário brasileiroTransporte ferroviário brasileiro
Transporte ferroviário brasileiro
 
Logistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - SlidesLogistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - Slides
 
Logística Empresarial Cadeia De Suprimentos
Logística Empresarial Cadeia De SuprimentosLogística Empresarial Cadeia De Suprimentos
Logística Empresarial Cadeia De Suprimentos
 
Modal rodoviário
Modal rodoviárioModal rodoviário
Modal rodoviário
 
Leitura e interpretação iso 9000
Leitura e interpretação iso 9000Leitura e interpretação iso 9000
Leitura e interpretação iso 9000
 
Tipos de Transportes - Marítimo e fluvial
Tipos de Transportes - Marítimo e fluvialTipos de Transportes - Marítimo e fluvial
Tipos de Transportes - Marítimo e fluvial
 
Logística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentosLogística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentos
 
Logística 3 transportes
Logística 3 transportesLogística 3 transportes
Logística 3 transportes
 

Destaque

Destaque (20)

“O Desenvolvimento da Navegação de Cabotagem no Brasil” - Wagner de Sousa Mor...
“O Desenvolvimento da Navegação de Cabotagem no Brasil” - Wagner de Sousa Mor...“O Desenvolvimento da Navegação de Cabotagem no Brasil” - Wagner de Sousa Mor...
“O Desenvolvimento da Navegação de Cabotagem no Brasil” - Wagner de Sousa Mor...
 
Evolução do setor tecnológico em SC - Dados Acate
Evolução do setor tecnológico em SC - Dados AcateEvolução do setor tecnológico em SC - Dados Acate
Evolução do setor tecnológico em SC - Dados Acate
 
Brazilian Wave 2
Brazilian Wave 2Brazilian Wave 2
Brazilian Wave 2
 
Arrais
ArraisArrais
Arrais
 
SEPORT – Secretaria de Assuntos Portuários e Marítimos -
SEPORT – Secretaria de Assuntos  Portuários e Marítimos - SEPORT – Secretaria de Assuntos  Portuários e Marítimos -
SEPORT – Secretaria de Assuntos Portuários e Marítimos -
 
04 manobra, luzes e sinais (1)
04   manobra, luzes e sinais (1)04   manobra, luzes e sinais (1)
04 manobra, luzes e sinais (1)
 
Portos 2021
Portos 2021Portos 2021
Portos 2021
 
Prova simulada arrais
Prova simulada arraisProva simulada arrais
Prova simulada arrais
 
Caaq acesso
Caaq   acessoCaaq   acesso
Caaq acesso
 
Catálogo Bóias e Balizas 2014
Catálogo Bóias e Balizas 2014Catálogo Bóias e Balizas 2014
Catálogo Bóias e Balizas 2014
 
Programa de Investimento em Portos
Programa de Investimento em PortosPrograma de Investimento em Portos
Programa de Investimento em Portos
 
"Gestão Portuária: Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
"Gestão Portuária:Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo""Gestão Portuária:Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
"Gestão Portuária: Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
 
Guia do Capitão Bombarco
Guia do Capitão BombarcoGuia do Capitão Bombarco
Guia do Capitão Bombarco
 
13 sobrevivência do náufrago
13 sobrevivência do náufrago13 sobrevivência do náufrago
13 sobrevivência do náufrago
 
Arrais apostila 2010a
Arrais apostila 2010aArrais apostila 2010a
Arrais apostila 2010a
 
DNIT - 6º encontro de Logística e Transportes
DNIT - 6º encontro de Logística e TransportesDNIT - 6º encontro de Logística e Transportes
DNIT - 6º encontro de Logística e Transportes
 
RIPEAM
RIPEAMRIPEAM
RIPEAM
 
Setor Portuário: Desafios e Oportunidades
Setor Portuário: Desafios e OportunidadesSetor Portuário: Desafios e Oportunidades
Setor Portuário: Desafios e Oportunidades
 
Lembretes Arrais Amador
Lembretes Arrais AmadorLembretes Arrais Amador
Lembretes Arrais Amador
 
US shipyards 2015
US shipyards 2015US shipyards 2015
US shipyards 2015
 

Semelhante a Navegação de Cabotagem no Brasil

Logística De Transportes Para A Desenvolvimento Nacional
Logística De Transportes Para A Desenvolvimento NacionalLogística De Transportes Para A Desenvolvimento Nacional
Logística De Transportes Para A Desenvolvimento Nacional
Luis Nassif
 
Logum_ Forum_Ecoflex_15out15_v1
Logum_ Forum_Ecoflex_15out15_v1Logum_ Forum_Ecoflex_15out15_v1
Logum_ Forum_Ecoflex_15out15_v1
Rodrigo Fonseca
 
A operação comercial da portonave
A operação comercial da portonaveA operação comercial da portonave
A operação comercial da portonave
TriunfoRi
 
Bndes dimensionamento do potencial de investimento para o setor portuário p
Bndes dimensionamento do potencial de investimento para o setor portuário pBndes dimensionamento do potencial de investimento para o setor portuário p
Bndes dimensionamento do potencial de investimento para o setor portuário p
Isis Perdigão
 
Intermodal 2017 - Tendências do Transporte de Contêineres após fusões e aquis...
Intermodal 2017 - Tendências do Transporte de Contêineres após fusões e aquis...Intermodal 2017 - Tendências do Transporte de Contêineres após fusões e aquis...
Intermodal 2017 - Tendências do Transporte de Contêineres após fusões e aquis...
Leandro Carelli Barreto
 
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de LuandaI Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
aplop
 
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
aplop
 

Semelhante a Navegação de Cabotagem no Brasil (20)

Porto 24 Horas
Porto 24 HorasPorto 24 Horas
Porto 24 Horas
 
Cabotagem - Entraves e propostas de soluções
Cabotagem - Entraves e propostas de soluçõesCabotagem - Entraves e propostas de soluções
Cabotagem - Entraves e propostas de soluções
 
Transporte
TransporteTransporte
Transporte
 
Logística De Transportes Para A Desenvolvimento Nacional
Logística De Transportes Para A Desenvolvimento NacionalLogística De Transportes Para A Desenvolvimento Nacional
Logística De Transportes Para A Desenvolvimento Nacional
 
16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)
16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)
16.11.2015 - Apresentação do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP)
 
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
 
Logum_ Forum_Ecoflex_15out15_v1
Logum_ Forum_Ecoflex_15out15_v1Logum_ Forum_Ecoflex_15out15_v1
Logum_ Forum_Ecoflex_15out15_v1
 
A operação comercial da portonave
A operação comercial da portonaveA operação comercial da portonave
A operação comercial da portonave
 
Bndes dimensionamento do potencial de investimento para o setor portuário p
Bndes dimensionamento do potencial de investimento para o setor portuário pBndes dimensionamento do potencial de investimento para o setor portuário p
Bndes dimensionamento do potencial de investimento para o setor portuário p
 
Cabotagem, novo conceito
Cabotagem, novo conceito Cabotagem, novo conceito
Cabotagem, novo conceito
 
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia navalRui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
 
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia NavalRui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
 
Projeto Centro-Oeste Competitivo
Projeto Centro-Oeste CompetitivoProjeto Centro-Oeste Competitivo
Projeto Centro-Oeste Competitivo
 
Porto de Vitória: Uma porta aberta para o mundo e para a cidade
Porto de Vitória: Uma porta aberta para o mundo e para a cidadePorto de Vitória: Uma porta aberta para o mundo e para a cidade
Porto de Vitória: Uma porta aberta para o mundo e para a cidade
 
Intermodal 2017 - Tendências do Transporte de Contêineres após fusões e aquis...
Intermodal 2017 - Tendências do Transporte de Contêineres após fusões e aquis...Intermodal 2017 - Tendências do Transporte de Contêineres após fusões e aquis...
Intermodal 2017 - Tendências do Transporte de Contêineres após fusões e aquis...
 
13 alternativas de_financiamento_bndes
13 alternativas de_financiamento_bndes13 alternativas de_financiamento_bndes
13 alternativas de_financiamento_bndes
 
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de LuandaI Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
 
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
Transporte Marítimo de Curta Distância (TMCD) nos Portos da APLOP
 
Les coûts de passage portuaires
Les coûts de passage portuaires Les coûts de passage portuaires
Les coûts de passage portuaires
 
Portos Em Busca De Solucoes TCU WB Junho 2008
Portos  Em Busca De Solucoes TCU WB Junho 2008Portos  Em Busca De Solucoes TCU WB Junho 2008
Portos Em Busca De Solucoes TCU WB Junho 2008
 

Mais de aplop

Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
aplop
 
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
aplop
 
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
aplop
 
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
aplop
 
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
aplop
 
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
aplop
 
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
aplop
 
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logísticaA estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
aplop
 
Janela Única Logística dos portos portugueses
Janela Única Logística dos portos portuguesesJanela Única Logística dos portos portugueses
Janela Única Logística dos portos portugueses
aplop
 
Direito portuário nos países membros da APLOP
Direito portuário nos países membros da APLOPDireito portuário nos países membros da APLOP
Direito portuário nos países membros da APLOP
aplop
 
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de MoçambiqueOs Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
aplop
 
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e EstratégiaO Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
aplop
 
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do BrasilO Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
aplop
 
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo VerdeNovo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
aplop
 
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
aplop
 
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófonoPortugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
aplop
 
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e IncertezasSHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
aplop
 
A JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única LogísticaA JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única Logística
aplop
 
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLPExportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
aplop
 

Mais de aplop (20)

Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
 
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
 
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
 
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
 
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
 
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
 
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
 
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logísticaA estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
 
Janela Única Logística dos portos portugueses
Janela Única Logística dos portos portuguesesJanela Única Logística dos portos portugueses
Janela Única Logística dos portos portugueses
 
Direito portuário nos países membros da APLOP
Direito portuário nos países membros da APLOPDireito portuário nos países membros da APLOP
Direito portuário nos países membros da APLOP
 
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de MoçambiqueOs Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
 
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e EstratégiaO Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
 
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do BrasilO Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
 
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo VerdeNovo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
 
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
 
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófonoPortugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
 
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e IncertezasSHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
 
A JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única LogísticaA JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única Logística
 
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLPExportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
 
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESESINVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
 

Último

Último (8)

Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
 
Digitalização de varejo | Importe ou morra.
Digitalização de varejo | Importe ou morra.Digitalização de varejo | Importe ou morra.
Digitalização de varejo | Importe ou morra.
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
 
Opções estratégicas de competitividade.pdf
Opções estratégicas de competitividade.pdfOpções estratégicas de competitividade.pdf
Opções estratégicas de competitividade.pdf
 
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
 
Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...
Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...
Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
 
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
 

Navegação de Cabotagem no Brasil

  • 1. NAVEGAÇÃO DE CABOTAGEM NO BRASIL IX Congresso dos Portos de Língua Portuguesa Abril, 2016
  • 2. Perspectivas Dificuldades / Desafios Mercado Potencial Cabotagem no Brasil - Visão Geral TÓPICOS ABORDADOS Sobre a Log-In
  • 3. CABOTAGEM NO BRASIL Fonte: ANTAQ Ao longo dos 7.400km de costa, o Brasil possui mais de 30 portos organizados e terminais de uso privativo. Concentração ao longo da costa dos setores produtivo e consumidor. Entre as regiões litorâneas brasileiras e 200km da costa livre vive 80% da população.
  • 4. CABOTAGEM NO BRASIL | FROTA GERAL A frota tem sido ampliada para atender à demanda nos vários segmentos. Fonte: Associados ABAC (dados excluindo Petrobras) Tipo de Embarcação 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Total Porta Container No 2 1 1 4 2 10 TPB 70.442 38.715 38.675 208.195 115.699 471.726 Granel Sólido No 1 2 2 5 TPB 75.012 113.215 158.484 346.711 Granel Líquido No 1 1 TPB 51.188 51.188 Barcaça Oceânica No 1 1 2 4 TPB 7.968 6.090 12.064 26.122 Segmento Conteiner Granel Sólido Granel Líquido Gaseiros Multi-propósito Barcaças Oceânicas Total N0 de Embarcações 16 10 6 3 3 12 50 Tonelagem (TPB) 656.378 556.567 131.462 25.635 70.281 101.134 1.541.456 Idade Média 5,8 14,3 10,2 14,7 7,3 11,7 9,82 Total 20 895.747 40% 58%
  • 5. CABOTAGEM NO BRASIL | EVOLUÇÃO Por natureza da carga, em milhões de toneladas: Fonte: ANTAQ
  • 6. CABOTAGEM EM CONTÊINER NO BRASIL | CAPACIDADE TOTAL DA FROTA Navio Capacidade (TEUs) Sebastião Caboto 3.868 Pedro Álvares Cabral 3.868 Fernão de Magalhães 3.868 Américo Vespúcio 3.868 Bartolomeu Dias 4.848 Vicente Pinzon 4.848 Aliança Santos 2.532 Aliança Manaus 2.532 Candido Randon 2.785 TOTAL 33.017 Navio Capacidade (TEUs) Mercosul Santos 2.500 Mercosul Manaus 2.500 Mercosul Suape 2.500 Mercosul Itajaí 2.500 TOTAL 10.000 Navio Capacidade (TEUs) Jatobá 2.800 Jacarandá 2.800 Pantanal 1.700 Amazônia 1.700 RR Europa 2.400 Aldebaran 2.800 Frisia Wismar 2.500 Frisia Kiel 2.500 TOTAL 19.200 Principais operadoras: TOTAL: 62.217 TEUs
  • 7. CABOTAGEM EM CONTÊINER NO BRASIL | PRINCIPAIS PORTOS x TEUs Fonte: Sistema SDP da ANTAQ Instalação Portuária 2014 Porto de Santos (SP) Tup Chibatão Porto de Suape (PE) TUP Embraport (SP) Porto de Rio Grande (RS) Porto de Itaguaí (RJ) Porto de Salvador (BA) TUP Pecém (CE) Porto do Rio de Janeiro (RJ) Porto de Itapoá (SC) Porto de Vitória (ES) Porto de Paranaguá (PR) Porto de Itajaí (SC) 64.961 69.133 76.455 80.875 84.452 91.796 104.412 122.172 140.537 230.579 246.608 356.833 440.330
  • 8. CABOTAGEM EM CONTÊINER NO BRASIL | PORTOS ATENDIDOS Portos atendidos atualmente pela cabotagem de contêiner •Rio Grande •Imbituba •Itapoá •Itajaí •Navegantes •Paranaguá •Santos •Itaguaí •Rio de Janeiro •Vitória •Salvador •Suape •Fortaleza •Pecém •Vila do Conde •Manaus PR SP BA PA AM CE RS RJ PE ES SC
  • 9. Perspectivas Desafios / Dificuldades Mercado Potencial Cabotagem no Brasil - Visão Geral TÓPICOS ABORDADOS Sobre a Log-In
  • 10. Bunker Custo do bunker Cabotagem ( + ICMS + PIS + Cofins) x custo do Bunker Longo Curso Infraestrutura Oferta de capacidade portuária e terminais DESAFIOS Disponibilidade do Produto em algumas regiões Fornecedor único Vias de acesso Preferência dos terminais pelas cargas de Longo Curso X Cabotagem Burocracia dos terminais Maior capacidade dos navios de Longo Curso, gerando gargalos logísticos no Brasil 10
  • 11. Valor Orgão Atraso R$ 650 Milhões DMM 3 anos R$ 350 Milhões RFB* 1 ano Valor Orgão Atraso R$ 650 Milhões DMM 3 anos R$ 350 Milhões RFB* 1 ano  (*) A MP 545 de 29/09/2011 definiu a tranferencia do Controle da geração de AFRMM e Ressarcimento do AFRMM N&NE às EBNs do DMM para a RFB.  A transferência só foi regulamentada pelo DL 8257 de 29/05/2014; O débito do Departamento da Marinha Mercante e da Receita Feederal do Brasil para com as Empresas Brasileiras de Navegação é de aproximadamente … R$ 1,0 Bilhão DESAFIOS | RESSARCIMENTO DO AFRMM N& NE
  • 12. DESAFIOS | CUSTOS Fonte: Estimativa ABAC Combustível, Tripulação e Praticagem representam mais de 80% do custo operacional:
  • 13. DESTINO Planta do Recebedor Porto de Carregamento Porto de Descarga OPERAÇÃO PORTA A PORTAOPERAÇÃO PORTA A PORTA ORIGEM Planta do Embarcador APENAS UM DOCUMENTO PARA TODO ESSE PROCESSO A documentação para Cabotagem é muito simples, exatamente igual à do Transporte Rodoviário. O cliente emite a NF-e (Nota Fiscal Eletrônica que também é um documento virtual. ) Quando impressa ela passa a chamar-se DANFE (Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica), e com base nessa NF nós emitimos o nosso CT-e , de porta-a-porta. Trecho Rodoviário Trecho RodoviárioTrecho Marítimo 13 DESAFIOS | DESMISTIFICAR PARA O CLIENTE
  • 14. Perspectivas Desafios / Dificuldades Mercado Potencial Cabotagem no Brasil - Visão Geral TÓPICOS ABORDADOS Sobre a Log-In
  • 15. PERSPECTIVAS | SOLUÇÕES Diminuição da burocracia e simplificação dos processos e do volume de documentos exigidos para operação do modal e obtenção de financiamento. Criação de mecanismos econômicos para estimular a construção naval e a renovação da frota, com a desburocratização do acesso às linhas de crédito e redução do número de etapas para acesso aos recursos do FMM. Aumento da oferta de infraestrutura portuária, com a ampliação de terminais, berços e retroáreas, em especial no norte e nordeste. Implantação de hub ports e feeder ports para estimular a navegação de longo curso e de cabotagem. Implatação do transporte de carga fracionada na cabotagem Fonte: Pesquisa CNT do Transporte Aquaviário – Cabotagem 2013
  • 16. PERSPECTIVAS | FUTURO DA CABOTAGEM Fonte: Pesquisa ILOS 2012 Maior participação na matriz de transporte brasileira Modernização e crescimento da frota brasileira Integração multimodal Execução do transporte com esquema porta a porta Ampliação da natureza da carga transportada Carga fracionada Adequação e especialização de portos e hub ports Fonte: ANTAQ 2015 O VOLUME DE CONTÊINER NA CABOTAGEM PODE MAIS QUE DOBRAR EM MENOS DE 10 ANOS Volume (MM TEUs) Crescimento 7,6% aa 3,3 1,4 2011 2021
  • 17. Perspectivas Desafios / Dificuldades Mercado Potencial Cabotagem no Brasil - Visão Geral TÓPICOS ABORDADOS Sobre a Log-In
  • 18. CABOTAGEM NO BRASIL | VANTAGENS Fonte: Pesquisa CNT 2013 – Transporte Aquaviário – Cabotagem, Análise: ILOS
  • 19. MERCADO POTENCIAL | BRASIL - DENSIDADE DEMOGRÁFICA FONTE: ILOS, 2012 80% da população e 70% das indústrias brasileiras estão localizadas até 200 km da costa PIB Sudeste 54%
  • 20. MERCADO POTENCIAL | MATRIZ DE TRANSPORTE FONTE: ILOS, 2012
  • 21. Estudo de Demanda Potencial - ILOS Dez/2013 Para cada 1% de crescimento no PIB, a movimentação de contêineres cheios na cabotagem cresce, em média, 3,5%, enquanto o setor de transporte como um todo cresce 1,5%. + Para cada TEU cheio movimentado hoje por cabotagem (excluindo feeder), existem 6,5 TEUs que estão no rodoviário e poderiam migrar para a cabotagem. 21 MERCADO POTENCIAL | ESTUDO DE DEMANDA
  • 22. Perspectivas Desafios / Dificuldades Mercado Potencial Cabotagem no Brasil - Visão Geral TÓPICOS ABORDADOS Sobre a Log-In
  • 23. SOBRE A LOG-IN | QUEM SOMOS DE COLETAS E ENTREGAS MAIS DE 1.500 CLIENTES NO MERCOSUL CRESCIMENTO SUPERIOR A 20% EM VOLUME NOS ÚLTIMOS 6 ANOS + DE 2 MILHÕES EMBARQUES REGULARES SEMANAIS EM DIVERSOS PORTOS NO BRASIL E MERCOSUL
  • 24. Oferta Única de Serviços Integrados Navegação Costeira Transporte Rodoviário Planejamento Logístico Terminal de Camaçari - TERCAM Terminal Portuário (TVV) Terminal de SÃO FRANCISCO - SC O portfólio de serviços oferecidos pela Log-In é abrangente e nos permite capturar oportunidades de negócios em diversos segmentos. SOBRE A LOG-IN | O QUE FAZEMOS
  • 25. SOBRE A LOG-IN | BENEFÍCIOS | Monitoramento de risco e informação de todas as viagens MONITORAMENTO 24HS DAS CARGAS INTERMODALIDADE COM SERVIÇOS PORTA A PORTA ÚNICO OPERADOR DE CABOTAGEM COM PROJETOS EM CONSTRUÇÃO NO BRASIL | Área interna focada no atendimento ao cliente GESTÃO DO RELACIONAMENTO DO CLIENTE | Integração dos serviços de transporte marítimo, rodoviário, armazenagem e terminais | Somos uma empresa de capital aberto com transparência e musculatura para grandes movimentações de carga
  • 26. SOBRE A LOG-IN | INVESTIMENTOS A LOG-IN INVESTE R$ 1,4 BILHÃO NA EXPANSÃO DA CAPACIDADE DE SUA MALHA INTERMODAL. Expansão de Terminais Terrestres (4%) Expansão de Terminais Portuários (18%) Aquisição e Construção de Novos Navios (69%) Outros (9%)
  • 27. Cabotagem, Feeder e MERCOSUL SOBRE A LOG-IN | SERVIÇOS
  • 28. Cabotagem, Feeder e MERCOSUL SOBRE A LOG-IN | SERVIÇOS
  • 29. Cabotagem, Feeder e MERCOSUL SOBRE A LOG-IN | SERVIÇOS
  • 30. Cabotagem, Feeder e MERCOSUL SERVIÇO AMAZONAS SOBRE A LOG-IN | SERVIÇOS
  • 31. SOBRE A LOG-IN | SERVIÇOS Cerca de 3 atracações por dia TOTAL NB SB NB SB NB SB NB + SB ARBUE 4 - - - - - 4 ARZAE 4 - - - - - 4 UYMVD 2 - - - - - 2 BRRIG 4 - - - - - 4 BRNVT 4 4 - - - - 8 BRITJ - - 4 - - - 4 BRPNG - - 4 - - - 4 BRSSZ 4 4 4 - 4 - 16 BRIGI - - 4 - - - 4 BRRIO - - - - - 4 4 BRVIX - - - - - 4 4 BRSSA - 4 - - - - 4 BRSUA - 4 4 4 - - 12 BRFOR 4 - - - - - 4 BRPEC - - 4 - - - 4 BRVDC - - 4 - - - 4 BRMAO - - - 4 - - 4 90TOTAL ATRACAÇÕES PORTO SAS SAM SSR
  • 32. SOBRE A LOG-IN | CLIENTES ALIMENTOS E BEBIDAS CONSTRUÇÃO AUTOMOTIVO E 2 RODAS ELETRO- ELETRÔNICOS HIGIENE E LIMPEZA QUÍMICOS E PETROQUÍMICOS METALURGIA PAPEL, MADEIRA E CELULOSE
  • 33. SOBRE A LOG-IN | FROTA Afretado Log-In Tambaqui 82 mil t Serviço Granel (Contrato Alunorte) Log-In Jatobá 2.800 TEUs Log-In Pantanal 1.700 TEUs Aldebaran 2.800 TEUs Log-In Jacarandá 2.800 TEUs Log-In Amazônia 1.700 TEUs RR Europa 2.400 TEUs Frisia Wismar 2.500 TEUs Log-In Tucunaré 82 mil t Frisia Kiel 2.500 TEUs
  • 34. SOBRE A LOG-IN | EVOLUÇÃO DA CABOTAGEM
  • 35. Log-In | Presente em toda a cadeia do alumínio Carregamento de bauxitaCarregamento de bauxita Lingote deLingote de alumínioalumínio Bobinas de alumínioBobinas de alumínio Latas vaziasLatas vazias Latas cheiasLatas cheias Log. Reversa | Sucata INTERMODALIDADE | CADEIA DO ALUMÍNIO