SlideShare uma empresa Scribd logo
EDIÇÃO 78
setembro 2019
ENTREVISTA
PauloMestre–ResponsáveldoTerminaldeGNLdaRENAtlântico
«A REN tem inscritos no seu plano de investimentos vários projetos para
o Terminal de GNL no Porto de Sines»
COORDENADAS
Porto de Sines encerra 1.º semestre de 2019 com crescimento nos
Terminais Petroquímico e de Gás Natural
Ministra do Mar apresenta
investimentos no Porto de Sines
EDIÇÃO Nº78
DIRETOR
José Luís Cacho
PROPRIEDADE
Administração dos Portos de Sines
e do Algarve, SA
Número de Registo: DSC.RV.19.002
Contribuinte n.º 501 208 950
Depósito Legal: 276191/08
ISSN 1646-2882
SEDE
Apartado 16, EC SINES
7521-953 Sines
T 269 860 600
F 269 860 690
E geral@apsinesalgarve.pt
www.apsinesalgarve.pt
ENTREVISTA
• Paulo Mestre - Responsável do Terminal de GNL da REN Atlântico
DESTAQUE
• Ministra do Mar apresenta projetos de mais de mil milhões
de euros para o Porto de Sines
• Dia do Porto de Sines
PROJETOS
• Express Gate
COORDENADAS
• Terminais Petroquímico e de Gás Natural em crescimento
O PORTO E A CIDADE
• "Sines e o Mar - As Viagens de Vasco da Gama"
• Festival Terras Sem Sombra
ZONA VERDE
• Educação Ambiental na Praia Vasco da Gama e Porto
de Recreio de Sines
GDCAPS
• IV Corrida do Porto de Sines
RADAR
REVISTA DE IMPRENSA
4
6
9
10
12
14
15
16
19
No porto de Sines e para os âmbitos declarados - ver certificados
em www.portodesines.pt
EDIÇÃO Nº78
Nesta edição, o destaque vai para a apresentação, pela
Ministra do Mar, dos projetos de investimento para a
expansão do Terminal XXI e do novo Terminal Vasco da Gama.
A expansão do Terminal XXI conta com um investimento
global de 547 milhões de euros, totalmente privado, a
concretizar pela concessionária, a PSA Sines, compreendendo
a expansão do cais de acostagem e respetivos equipamentos
de movimentação e ainda a manutenção, substituição e
renovação de equipamentos já instalados.
Ministra do Mar que nos deu o prazer da sua visita também,
ao acompanhar o Ministro dos Recursos Naturais da
República Popular da China.
A presença de governantes, nacionais e estrangeiros,
continua a ser uma constante no nosso porto; assim
aconteceu recentemente com o Ministro das Alfândegas
da China e o Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais do
governo português.
Em junho comemorámos mais um Dia do Porto de Sines,
jornada de grande confraternização entre os colaboradores
da APS e a comunidade sineense.
Continuamos na vanguarda do desenvolvimento tecnológico,
desta feita com o lançamento da plataforma eletrónica que
permite o agendamento digital de acesso direto ao Terminal
XXI.
Para além destes temas, importa relevar a excelente
entrevista de Paulo Mestre, responsável pelo Terminal de GNL
da REN ATLÂNTICO, o mesmo valendo para a apresentação do
documentário “Sines e o Mar”, uma obra ímpar sobre Vasco da
Gama, da autoria do realizador Francisco Manso.
Aos pergaminhos artísticos do filme há a acrescentar o facto
da obra ter visto a luz do dia graças a mais uma louvável
parceria entre a Comunidade Portuária de Sines, a Câmara
Municipal de Sines e a APS.
EDITORIAL
SEMESTRE MARCADO POR INVESTIMENTOS
3
EDIÇÃO Nº63
EDITORIAL
EDIÇÃO Nº78
4
PAULO MESTRE
RESPONSÁVEL DO TERMINAL DE GNL DA REN ATLÂNTICO
Enquanto Responsável do Terminal de Gás Natural
Liquefeito de Sines, como vê a evolução do Porto de Sines
ao longo destes anos?
Considero que o grande sucesso se ficou a dever,
principalmente, à correta estratégia desenvolvida pela
APS nas últimas duas décadas, no sentido de captar para
este Porto vários investimentos importantes (Terminal
XXI, Terminal de GNL, etc.) e de saber criar as condições
necessárias para a eficiente operação do Porto em Geral.
Paralelamente as condições naturais do Porto de Sines
como a sua localização geográfica e a grande profundidade
dos seus Terminais, sem necessidade de dragagens,
também contribuíram de forma positiva para este sucesso.
Já foram recebidos em Sines vários navios de gás natural
vindos dos EUA. Considera que este país tem um papel
crucial no mercado mundial de gás e que Sines se pode
assumir como porta de entrada de gás natural na Europa?
Os EUA, num período de tempo relativamente curto,
passaram de um grande importador de GNL para um grande
exportador de GNL. Esta mudança teve um importante
impacto no mercado mundial de GNL, nomeadamente no
que se refere ao preço deste combustível, tendo contribuído
de forma significativa para a sua redução. No que se refere
ao papel de Portugal como porta de entrada de GN na
Europa, considero que a distância entre Portugal e o centro
da europa e a inexistência das adequadas interligações
(gasodutos de adequada capacidade entre Portugal e
Espanha e entre a Espanha e França), limitam atualmente a
implementação desta possibilidade, todavia, o Terminal de
GNL de Sines está disponível para viabilizar esta operação.
O Porto de Sines é atualmente a principal entrada de gás
natural no nosso país, em contraponto com o pipeline do
Magreb que chega desde a Argélia. Que percentagem de
fornecimento representa hoje o terminal e qual o limite da
capacidade atual?
No ano de 2018 o Terminal de GNL foi responsável pela
importação de 65% do GN consumido em Portugal, em 2019
estima-se que esse valor aumente para cerca de 90%.
ENTREVISTA | PAULO MESTRE
EDIÇÃO Nº78
5
De onde é proveniente o Gás Natural descarregado no
terminal de Sines?
O GNL descarregado em Sines é maioritariamente
proveniente da Nigéria, Catar, EUA e Argélia.
Hoje fala-se muito no mercado ibérico de energia. No que
respeita ao Gás Natural, é possível a receção em Sines e a
sua comercialização no mercado espanhol?
Essa possibilidade não só existe como está a ser explorada
por alguns dos utilizadores do Terminal de Sines. Será
importante referir que em alguns períodos de 2019 a
interligação, por gasoduto, entre Portugal-Espanha foi já
utilizada como saída (exportação) de Gás Natural.
De acordo com a consultora londrina S&P Global Platts
Analytics, no passado dia 15 de maio, o Porto de Sines
bateu o recorde diário de regaseificação, com 19 milhões
de metros cúbicos de regaseificação de gás natural
liquefeito. Esta dinâmica tem-se mantido?
Sim, durante todo o ano de 2019 o Terminal de GNL tem
ultrapassado vários máximos históricos de atividade,
mantendo-se atualmente um nível de atividade muito
elevado (receção e emissão de 5 a 6 Navios/mês).
Com a conclusão do projeto de expansão, a REN aumentou
a sua capacidade de armazenagem com a construção de
um terceiro tanque e aumentou em 50% a sua capacidade
de regaseificação do gás natural liquefeito para a rede
nacional. Sabendo que o Porto de Sines tem um plano de
ordenamento que prevê a ampliação da infraestrutura de
GNL, há novos investimentos previstos por parte da REN?
A REN tem inscritos no seu plano de investimentos vários
projetos para o Terminal de GNL, nomeadamente projetos
relacionados com a adequação da sua instalação para
a realização das atividades de Bancas de GNL. Contudo,
é importante relembrar que a decisão de concretização
destes investimentos depende da aprovação das entidades
nacionais competentes.
A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciou a intenção
de criar em Sines um hub de GNL, conforme previsto na
Estratégia para o Aumento da Competitividade da Rede de
Portos Comerciais do Continente – Horizonte 2026. Que
impacto terá na REN a sua concretização?
Tanto quanto conheço dessa estratégia o Terminal de GNL
será uma peça fundamental do mesmo, dado ser a origem
do GNL consumido em Portugal. Na prática teremos um
significativo incremento de atividade da instalação o que
será muito positivo.
No Porto de Sines já existe capacidade para regaseificação,
para armazenagem e para a reexportação, estão criadas
as condições para fornecer navios que utilizam o GNL para
locomoção, em vez de fuel?
Atualmente essa possibilidade já existe, mas em
quantidades/caudais muito limitados, através do
enchimento de camiões cisterna (solução truck-to-ship).
O objetivo da REN é dotar a sua instalação, através dos
projetos anteriormente referidos, com a possibilidade de
efetuar as operações ship-to-ship, de modo a possibilitar
as capacidades/caudais necessários a este tipo de
fornecimentos.
A Ministra do Mar referiu ainda que empresas privadas
(uma empresa portuguesa e outra polaca) poderão fazer
um pipeline virtual de ligação de GNL entre Sines e um
porto polaco. Este projeto já teve desenvolvimentos?
Embora desconheça os detalhes desta operação e o modelo
de negócio que a sustenta, pela nossa parte estamos
disponíveis para, dentro das limitações da instalação,
viabilizar os serviços que nos forem solicitados.
Como vê o mercado da energia daqui a cinco anos?
O mercado da energia está atualmente numa fase de rápida
mudança, essencialmente ao nível das fontes primárias
de energia, com um crescimento exponencial das energias
renováveis. Simultaneamente a eletricidade continua a
afirmar-se como o vetor energético por excelência e a sua
produção será no futuro cada vez mais distribuída, mais
centrais de menores dimensões. Relativamente ao Gás
Natural, acredito que, por ser a mais limpa das fontes
primárias de energia totalmente controladas pelo homem,
continuará a ter um papel muito importante na nossa
sociedade, pelo menos enquanto não for desenvolvida a
armazenagem eficiente de energia elétrica.
E vê o futuro do Porto de Sines com otimismo?
O Porto de Sines tem todas as condições, desde recursos
humanos, localização geográfica, áreas de suporte, áreas
para futuras expansões e condições de mar para ser
um grande Porto, comparável aos melhores e maiores
da Europa, não tenho dúvidas que estas condições vão
continuar a potenciar o seu crescimento nos próximos anos
ou décadas. Contudo, é igualmente importante que todos,
desde os decisores políticos aos colaboradores locais,
continuem a dar o seu melhor para que este potencial se
concretize, em novos projetos (Terminais) e em melhores
e mais eficientes condições de funcionamento dos
atualmente existentes.
PAULO MESTRE | ENTREVISTA
EDIÇÃO Nº78
6
INVESTIMENTOS
MINISTRA DO MAR APRESENTA PROJETOS DE MAIS DE MIL MILHÕES DE EUROS
PARA O PORTO DE SINES
DESTAQUE
A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, realizou uma visita
ao Porto de Sines para a apresentação oficial dos projetos
de investimento para a expansão do Terminal XXI e do novo
Terminal Vasco da Gama. Nesta deslocação, a Ministra do
Mar visitou, também, o novo sistema de controlo de tráfego
marítimo, VTS, investimento recente que permite aumentar
a segurança e vigilância marítima.
A expansão do Terminal XXI conta com um investimento
global de 547 milhões de euros, totalmente privado,
a concretizar pela concessionária, a PSA Sines,
compreendendo a expansão do cais de acostagem e
respetivos equipamentos de movimentação e ainda a
manutenção, substituição e renovação de equipamentos já
instalados.
Esta expansão permitirá o aumento da capacidade atual
dos 2,3 Milhões de TEU (unidade padrão equivalente a um
contentor de 20 Pés), para 4,1 Milhões de TEU e ainda a
ampliação da área de armazenagem dos atuais 42 hectares
para 60 hectares. Com este investimento garante-se a
atracação simultânea de quatro navios porta-contentores
de última geração e a criação de 900 postos de trabalho.
Por seu lado, a construção do novo Terminal de Contentores,
o Terminal Vasco da Gama, representará um investimento
EDIÇÃO Nº78
7DESTAQUE
de fundos privados, num total estimado em 642 M€ a cargo
da futura entidade concessionária.
O novo terminal terá uma capacidade de movimentação
anual de 3 milhões de TEU e um cais com 1.375 m de
comprimento, com 3 posições de acostagem simultânea
para os maiores navios do mundo, uma área de terrapleno
de 46 hectares, 15 pórticos de cais e fundos de -17,5 m ZH.
Estima-se que a construção do Terminal Vasco da Gama
gere um impacto económico de 0,28% do PIB e 0,33% do VAB
português e crie cerca de 1.350 postos de trabalho diretos
na fase de exploração.
Na sua totalidade, os projetos mencionados contam com um
investimento privado de mais de mil milhões de euros.
No que compete à autoridade portuária, estão também
previstos vários investimentos públicos, com destaque
para a ampliação do Molhe Leste do Porto de Sines em 750
metros, no valor de 75 Milhões de euros.
A contratualização da construção de uma nova lancha
de pilotos (900 mil euros); a construção de um Centro
de Despacho de Mercadorias & Pré-Gate Rodoviária (4,8
M€); o reforço da rede elétrica para alta tensão (10 M€);
e a requalificação do ramal ferroviário do Porto de Sines
(8,4 M€), são outros projetos previstos que envolvem um
volume total de investimento público de 99,1 Milhões de
Euros.
A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, destacou a
importância destes investimentos, já aprovados em
Conselho de Ministros, bem como da recente modernização
do novo sistema de Controlo de Tráfego Marítimo da APS,
afirmando tratarem-se de “investimentos vitais para a
afirmação dos portos nacionais como uma referência
num setor de atividade altamente competitivo a nível
internacional.”
Respeitando as especificações e recomendações da IALA
(The International Association of Marine Aids to Navigation
and Lighthouse Authorities), o novo Sistema VTS permite
aumentar a fluidez e a segurança da navegação das
embarcações que demandam os portos de Sines, Faro e
Portimão. Está também integrado com o principal sistema
operacional de suporte ao negócio (a JUP), permitindo obter
dados essenciais para o processo de faturação da APS e
das restantes autoridades, no âmbito da FUP – Fatura Única
Portuária.
Este investimento de cerca de 900 mil euros, adjudicado
através de Concurso Público Internacional, veio repor
as condições de operacionalidade dos equipamentos,
adequando-os às exigências do desenvolvimento marítimo-
portuário e da legislação em vigor, imprescindível para
a manutenção da competitividade do porto e para a
manutenção das suas certificações.
EDIÇÃO Nº78
8 DESTAQUE
DIA DO PORTO DE SINES
INICIATIVA REUNIU MAIS DE 700 PARTICIPANTES
A edição de 2019 das comemorações do Dia do Porto
de Sines reuniu mais de 700 pessoas nas diversas
atividades promovidas pela APS em conjunto com várias
empresas da comunidade portuária. Este dia tem o
objetivo de abrir o porto e a sua componente operacional
à sociedade envolvente, com particular incidência sobre
as escolas, aproximando o porto e as empresas da
comunidade.
As celebrações iniciaram-se com uma sessão interna
sob o tema “De olhos postos no futuro”, dirigida
aos trabalhadores da empresa, na qual foram
debatidas ideias e projetos que permitem reforçar
o posicionamento de Sines no mercado portuário
internacional.
Cerca de 150 participantes participaram na visita aos
terminais portuários por terra e por mar a bordo de um
veículo anfíbio. O “HippoTrip” fez a delícia de miúdos e
graúdos, que tiveram a oportunidade de realizar uma
visita diferente ao Porto de Sines e ficar a conhecer um
pouco sobre o funcionamento do maior porto do país, em
volume de carga movimentada.
Durante todo o dia, centenas de crianças de
estabelecimentos de ensino da cidade aproveitaram para
celebrar o Dia do Porto de Sines a brincar, num espaço
dedicado aos mais pequenos com insufláveis, trampolins
e air bungee, entre outras diversões.
As comemorações terminaram com a quarta edição da
“Corrida Porto de Sines”.
EDIÇÃO Nº78
PROJETOS 9
EXPRESS GATE
PORTO DE SINES POSSIBILITA AGENDAMENTO DIGITAL DE ACESSO AO TXXI
O Porto de Sines lançou uma plataforma eletrónica
que permite o agendamento digital de acesso direto à
Portaria Rodoviária do Terminal XXI. A Express Gate, nome
deste recente e inovador serviço, vai agilizar todo o
processo de entrada no Terminal de Contentores do Porto
de Sines.
Para além de garantir a autorização antecipada e o
acesso facilitado e direto, através de um cartão único
pessoal e vitalício, entre as diferentes vantagens deste
novo serviço destaca-se também a criação de um acesso
exclusivo para entradas agendadas, que possibilitará
ainda que a transportadora só se desloque ao Terminal
para operar.
A optimização dos processos continua a ser uma das
prioridades no Porto de Sines, pretendendo-se com este
novo serviço reforçar a fluidez da carga import/export
associada ao hinterland, cujo crescimento ultrapassou
os 20% durante o 1º semestre deste ano.
EDIÇÃO Nº78
8
TERMINAIS PETROQUÍMICO
E DE GÁS NATURAL EM CRESCIMENTO
NÚMERO DE NAVIOS A ESCALAR
EM SINES AUMENTOU 0,9%
OPortodeSinesencerrouoprimeirosemestredocorrenteanomantendo
umarecuperaçãopositivanosGranéisLíquidospara3,2%.
Comumamovimentaçãototalde22.18milhõesdetoneladasnosprimeiros
seismesesdesteano,oPortodeSinesregistouumdecréscimode4,7%
faceaoperíodohomólogodoanotransato.Paraesteregistocontribuíram,
principalmente,osGranéisSólidoseaCargaGeralqueregistaramvariações
negativasde,respetivamente,-4,8%e-12,4%faceaosvaloresacumulados
noprimeirosemestrede2018.
Otráfegodecontentorestotalizou754.481TEUmovimentados,aque
correspondeumdecréscimode8.7%faceaoperíodohomólogo.
NoquedizrespeitoaodesempenhodosterminaisdoPortodeSinesverifica-
seumarecuperaçãodoTGLS,emboraaindacomumavariaçãonegativade
-6,8%faceaovaloracumuladoemjunhode2018.
Verifica-seaindaacontinuaçãodocrescimentonostráfegosdosterminais
PetroquímicoedeGásNatural,comvariaçõespositivasde,respetivamente,
47,5%e74,3%,faceaosregistosdejunhodoanotransato.
Destaca-seaindaonúmerodenaviosqueescalaramSinesnoperíodoem
análise,numtotalde1.060,refletindoumcrescimentoem0,9%faceao
períodohomólogo,associando-se-lheumGTtotalde42.940.268.
COORDENADAS10
MOVIMENTODENAVIOSEMERCADORIAS-SINES
754.481
10.780.732
2.146.472
9.251.939
9.163.439
70.808
17.692
22.179.143
1.060
42.940.268
1º Sem. 2019 1º Sem. 2018 Var. Homóloga (%)
Contentores (TEU)
Movimentação de Mercadorias (ton)
Granéis líquidos
Granéis sólidos
Carga geral
Contentorizada
Fraccionada
Ro-Ro
Total
Movimento de Navios
Nº de Navios
GT
825.975
10.448.093
2.254.352
10.566.396
10.512.530
48.966
4.900
23.268.841
1.051
42.293.486
-8,7%
3,2%
-4,8%
-12,4%
-12,8%
44,6%
261,0%
-4,7%
0,9%
1,5%
EDIÇÃO Nº78
COORDENADAS 11
EDIÇÃO Nº78
12 O PORTO E A CIDADE
A CPSI - Comunidade Portuária de Sines, a Câmara Municipal
de Sines e a APS – Administração dos Portos de Sines e do
Algarve, apresentaram o documentário “Sines e o Mar”, do
realizador Francisco Manso.
Quando passam 522 anos da partida da 1ª Armada de
Vasco da Gama à descoberta do caminho marítimo para a
Índia, as três entidades uniram-se para avançar com um
documentário, que ficará para a história, e que estabelece
a ligação entre esta viagem épica e a cidade berço do
navegador.
Uma viagem, que deu a Portugal o controle do comércio das
especiarias e riquezas do Oriente, que afirmou a supremacia
da Rota do Cabo sobre as arriscadas viagens por terra de
caravanas de mercadores desde a longínqua Ásia até ao
Mediterrâneo e que mudou o mundo de então.
APRESENTAÇÃO DO DOCUMENTÁRIO SOBRE VASCO DA GAMA
CPSI, CÂMARA MUNICIPAL DE SINES E APS DIVULGARAM DOCUMENTÁRIO “SINES E O MAR”
Sines tem um enorme significado para a história do nosso país
e para o mundo moderno – o local onde nasceu o homem que
foi pioneiro na ligação por mar entre o Ocidente e o Oriente, e
que hoje continua a ter no mar a porta para o seu futuro.
Volvidos mais de cinco séculos, Sines acolhe o maior porto
português, que é também um dos maiores portos da Península
Ibérica e um dos cem maiores do mundo.
Este documentário é um retrato perfeito que une Sines na
atualidade, a dimensão e a importância económica do seu
Porto e a sua ligação ao mundo global.
Recordar a epopeia marítima de Vasco da Gama é a chave para
estabelecer a ligação entre o passado, o presente e o futuro de
Sines ao mar; um futuro que continuará a catapultar o Porto de
Sines para uma posição de destaque no Shipping internacional.
EDIÇÃO Nº78
O PORTO E A CIDADE 13
Sines recebeu o Festival Terras sem Sombra, um festival
que alia as dimensões da música, do património e da
biodiversidade.
A atividade deste ano, “Nereu e Proteu: Vigiar e Cultivar o
Mar”, cumpriu o objetivo de dar a conhecer as atividades
desenvolvidas no Porto de Sines que contribuem para a
utilização sustentável do ambiente marinho, nomeadamente
de avaliação e monitorização da qualidade de ambientes
marinhos, e de piscicultura.
Mostrar outras potencialidades oferecidas pelas
infraestruturas portuárias foi também um objetivo desta
ação, dando a conhecer uma forma de valorização dos
recursos naturais da zona costeira através de atividades que,
FESTIVAL TERRAS SEM SOMBRA
VISITA GUIADA AO PORTO DE SINES TEVE ENFOQUE NA BIODIVERSIDADE
não sendo as principais do porto, são também um contributo
para diminuir o impacte da pesca e o declínio de espécies
oceânicas.
Na referida avaliação e monitorização, diferentes ambientes
marinhos do Porto de Sines têm sido analisados para detetar
eventuais níveis e/ou efeitos de contaminação por poluentes,
contribuir para a gestão e o controlo ambiental deste porto e
avaliar, a longo prazo, os impactes de atividades humanas e
os decorrentes de eventuais acidentes.
Esta ação incluiu um visita guiada ao Porto de Sines, assim
como a observação de organismos litorais na proximidade
dos terminais, como exemplo de um dos ambientes utilizados
nesta monitorização.
EDIÇÃO Nº78
14 ZONA VERDE
“DO RIO AO MAR SEM LIXO”
PRAIA VASCO DA GAMA E PORTO DE RECREIO DE SINES RENOVAM BANDEIRA AZUL
A Associação Bandeira Azul da Europa anunciou a atribuição,
em 2019, da Bandeira Azul à Praia Vasco da Gama e ao Porto
de Recreio de Sines, infraestruturas geridas pela APS, que
têm vindo a ser distinguidos com este galardão de forma
ininterrupta desde 2007
e 2008, respetivamente.
A Bandeira Azul é concedida a praias ou infraestruturas que
obedeçam a um conjunto de requisitos não só ambientais,
mas também de segurança e bem-estar dos utentes, tanto
a nível da informação disponível como no que respeita a
ações de sensibilização ambiental.
Em 2019, o tema escolhido foi “Do Rio ao Mar sem Lixo”
e o desafio do Programa Bandeira Azul continua a ser
sensibilizar a população para o facto do lixo marinho ter
origem em atividades terrestres, como consequência do
comportamento humano. O papel dos rios enquanto ponte
de ligação entre terra e mar foi também uma das temáticas
das atividades de Educação Ambiental, que decorreram na
Praia Vasco da Gama e no Porto de Recreio de Sines durante
a primeira semana de julho.
EDIÇÃO Nº78
GDCAPS 15
IV CORRIDA DO PORTO DE SINES
INICIATIVA CONTOU COM A PARTICIPAÇÃO DE MAIS DE 360 ATLETAS
No âmbito das celebrações do Dia do Porto de Sines,
realizou-se mais uma edição da “Corrida Porto de Sines”.
A tão esperada corrida, que se realiza pela quarta vez,
contou com a participação de mais de 360 atletas que,
a correr 10 km ou a caminhar 5 km, percorreram zonas
portuárias e o centro histórico da terra de Vasco
da Gama.
Fábio Silva, do Grupo Desportivo e Recreativo de São
Francisco da Serra, foi o vencedor no setor masculino
desta corrida e Solange Guerreiro, do Núcleo Desportivo
e Cultural de Odemira, foi a primeira classificada
feminina.
O Juventude Atlético Clube arrecadou o primeiro lugar na
classificação por equipas.
EDIÇÃO Nº78
RADAR16
A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, deslocou-se ao
Porto de Sines com uma comitiva que integrou o Ministro
dos Recursos Naturais da República Popular da China,
Lu Hao.
Esta visita, que decorreu no âmbito do Oceans
Meeting 2019, teve como objetivo dar a conhecer o
funcionamento e as potencialidades desta infraestrutura
MINISTRA DO MAR VISITOU O PORTO DE SINES
COM MINISTRO DOS RECURSOS NATURAIS DA RP DA CHINA
VISITA DECORREU NO ÂMBITO DO OCEANS MEETING
portuária, as novas oportunidades de investimento no
Porto de Sines e o importante papel de Portugal e de
Sines na nova Rota da Seda (Belt and Road Initiative).
Durante a visita, foi demonstrado um claro interesse no
Porto de Sines, por parte dos investidores internacionais,
que encaram a infraestrutura portuária como uma
oportunidade por explorar.
EDIÇÃO Nº78
RADAR 17
SECRETÁRIO DE ESTADO DOS ASSUNTOS FISCAIS NO PORTO
DE SINES COM MINISTRO DAS ALFÂNDEGAS DA CHINA
DELEGAÇÃO RECEBIDA PELO PRESIDENTE DA APS
O Ministro das Alfândegas da República Popular da China,
Ni Yuefeng, visitou o Porto de Sines acompanhado pelo
Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais do Governo
Português, António Mendonça Mendes.
A delegação, que integrou igualmente altos
representantes dos sistemas tributários e aduaneiros
da China e de Portugal, foi recebida pelo Presidente
da APS, José Luís Cacho, que fez a apresentação das
principais características do Porto de Sines e dos
projetos de expansão portuária. Recorde-se que o Porto
de Sines oferece uma ligação semanal com aquele país
do Extremo Oriente, que representa uma movimentação
anual de mais de 100 mil contentores.
Esta visita, enquadrada pelo Ministério do Mar,
pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros e pelo
Ministério das Finanças, teve como principais temas de
agenda o mecanismo de cooperação das Autoridades
Alfandegárias UE-China, assim como a partilha de pontos
de vista e experiência sobre o conceito de “balcão
único”, implementado no Porto de Sines através da JUP –
Janela Única Portuária e atualmente a ser estendido ao
hinterland através da JUL – Janela Única Logística.
EDIÇÃO Nº78
RADAR18
LIGAÇÃO ENTRE O FUNCHAL E PORTIMÃO ESTÁ DE VOLTA
“FERRY” DA MADEIRA REGRESSOU NO INÍCIO DE JULHO
A ligação marítima entre o Funchal, na Madeira, e
Portimão, no Algarve, está de volta e durante este ano
para um serviço regular, que se iniciou a 9 de julho e se
prolonga até 25 de setembro.
Com uma frequência semanal e uma capacidade para
transportar 1000 passageiros e 300 viaturas ligeiras,
o Volcan de Timanfaya, navio pertencente ao armador
Espanhol ARMAS, encontra-se ao serviço da ENM –
Empresa de Navegação Madeirense (Grupo Sousa),
prevendo-se que, em 2019, ofereça um total de 12
ligações entre Portimão e o Funchal.
EDIÇÃO Nº78
REVISTA DE IMPRENSA 19
NEGÓCIOS, 7 de agosto de 2019
JORNAL DE NOTÍCIAS, 1 de agosto de 2019LUSA, 18 de junho de 2019
M24, 31 de julho de 2019
APP, 13 de julho de 2019
RÁDIO SINES, 20 de junho de 2019
O SETUBALENSE, 7 de junho de 2019
DIÁRIO DO SUL, 4 de junho de 2019 CARGO REVISTA, 1 de agosto de 2019
VIDA ECONÓMICA, 19 de julho de 2019
JORNAL I , 19 de julho de 2019
EDIÇÃO Nº78

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Porto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégicaPorto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégica
Cláudio Carneiro
 
Revista APS N.º 71 – Maio 2017
Revista APS N.º 71 – Maio 2017Revista APS N.º 71 – Maio 2017
Revista APS N.º 68 – Junho 2016
Revista APS N.º 68 – Junho 2016Revista APS N.º 68 – Junho 2016
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Sines é muito mais do que um terminal de contentores
Sines é muito mais do que um terminal de contentoresSines é muito mais do que um terminal de contentores
Sines é muito mais do que um terminal de contentores
Cláudio Carneiro
 
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
Chineses fazem renascer o sonho de Sines
Chineses fazem renascer o sonho de SinesChineses fazem renascer o sonho de Sines
Chineses fazem renascer o sonho de Sines
Cláudio Carneiro
 
Terminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de SinesTerminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de Sines
Tânia Domingos
 
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
aplop
 
Revista APS N.º 56 – Junho 2012
Revista APS N.º 56 – Junho 2012Revista APS N.º 56 – Junho 2012
Revista APS N.º 33 – Julho 2003
Revista APS N.º 33 – Julho 2003Revista APS N.º 33 – Julho 2003
Revista APS N.º 59 – Abril 2013
Revista APS N.º 59 – Abril 2013Revista APS N.º 59 – Abril 2013
2012: O melhor ano de sempre na história do Porto de Sines
2012: O melhor ano de sempre  na história do Porto de Sines2012: O melhor ano de sempre  na história do Porto de Sines
2012: O melhor ano de sempre na história do Porto de Sines
Cláudio Carneiro
 
Revista APS N.º 49 – Dezembro 2009
Revista APS N.º 49 – Dezembro 2009Revista APS N.º 49 – Dezembro 2009
Revista APS N.º 47 – Abril 2009
Revista APS N.º 47 – Abril 2009Revista APS N.º 47 – Abril 2009
Revista APS N.º 50 – Maio 2010
Revista APS N.º 50 – Maio 2010Revista APS N.º 50 – Maio 2010
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
Sines no clube dos 14 mil - Cargo
Sines no clube dos 14 mil - CargoSines no clube dos 14 mil - Cargo
Sines no clube dos 14 mil - Cargo
Cláudio Carneiro
 
Revista APS N.º 53 – Abril 2011
Revista APS N.º 53 – Abril 2011Revista APS N.º 53 – Abril 2011

Mais procurados (19)

Porto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégicaPorto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégica
 
Revista APS N.º 71 – Maio 2017
Revista APS N.º 71 – Maio 2017Revista APS N.º 71 – Maio 2017
Revista APS N.º 71 – Maio 2017
 
Revista APS N.º 68 – Junho 2016
Revista APS N.º 68 – Junho 2016Revista APS N.º 68 – Junho 2016
Revista APS N.º 68 – Junho 2016
 
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
 
Sines é muito mais do que um terminal de contentores
Sines é muito mais do que um terminal de contentoresSines é muito mais do que um terminal de contentores
Sines é muito mais do que um terminal de contentores
 
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
 
Chineses fazem renascer o sonho de Sines
Chineses fazem renascer o sonho de SinesChineses fazem renascer o sonho de Sines
Chineses fazem renascer o sonho de Sines
 
Terminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de SinesTerminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de Sines
 
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
 
Revista APS N.º 56 – Junho 2012
Revista APS N.º 56 – Junho 2012Revista APS N.º 56 – Junho 2012
Revista APS N.º 56 – Junho 2012
 
Revista APS N.º 33 – Julho 2003
Revista APS N.º 33 – Julho 2003Revista APS N.º 33 – Julho 2003
Revista APS N.º 33 – Julho 2003
 
Revista APS N.º 59 – Abril 2013
Revista APS N.º 59 – Abril 2013Revista APS N.º 59 – Abril 2013
Revista APS N.º 59 – Abril 2013
 
2012: O melhor ano de sempre na história do Porto de Sines
2012: O melhor ano de sempre  na história do Porto de Sines2012: O melhor ano de sempre  na história do Porto de Sines
2012: O melhor ano de sempre na história do Porto de Sines
 
Revista APS N.º 49 – Dezembro 2009
Revista APS N.º 49 – Dezembro 2009Revista APS N.º 49 – Dezembro 2009
Revista APS N.º 49 – Dezembro 2009
 
Revista APS N.º 47 – Abril 2009
Revista APS N.º 47 – Abril 2009Revista APS N.º 47 – Abril 2009
Revista APS N.º 47 – Abril 2009
 
Revista APS N.º 50 – Maio 2010
Revista APS N.º 50 – Maio 2010Revista APS N.º 50 – Maio 2010
Revista APS N.º 50 – Maio 2010
 
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
 
Sines no clube dos 14 mil - Cargo
Sines no clube dos 14 mil - CargoSines no clube dos 14 mil - Cargo
Sines no clube dos 14 mil - Cargo
 
Revista APS N.º 53 – Abril 2011
Revista APS N.º 53 – Abril 2011Revista APS N.º 53 – Abril 2011
Revista APS N.º 53 – Abril 2011
 

Semelhante a Revista APS N.º 78 – Setembro 2019

Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
Cláudio Carneiro
 
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
Revista APS N.º 63 – Setembro 2014
Revista APS N.º 63 – Setembro 2014Revista APS N.º 63 – Setembro 2014
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 74 - Abril 2018
Revista APS N.º 74 - Abril 2018Revista APS N.º 74 - Abril 2018
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
Revista APS N.º 69 – Setembro 2016
Revista APS N.º 69 – Setembro 2016Revista APS N.º 69 – Setembro 2016
Revista APS N.º 51 – Setembro 2010
Revista APS N.º 51 – Setembro 2010Revista APS N.º 51 – Setembro 2010
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
Cargo n.º 163 – Dezembro 2005
Cargo n.º 163 – Dezembro 2005Cargo n.º 163 – Dezembro 2005
Cargo n.º 163 – Dezembro 2005
MANCHETE
 
Economia do Mar
Economia do MarEconomia do Mar
Economia do Mar
Pedro Duque
 
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
É preciso “acarinhar todas as iniciativas de excelência”
É preciso “acarinhar todas as  iniciativas de excelência”É preciso “acarinhar todas as  iniciativas de excelência”
É preciso “acarinhar todas as iniciativas de excelência”
Cláudio Carneiro
 
Revista APS N.º 64 – Dezembro 2014
Revista APS N.º 64 – Dezembro 2014Revista APS N.º 64 – Dezembro 2014
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Feliciana Monteiro
 

Semelhante a Revista APS N.º 78 – Setembro 2019 (16)

Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
 
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
 
Revista APS N.º 63 – Setembro 2014
Revista APS N.º 63 – Setembro 2014Revista APS N.º 63 – Setembro 2014
Revista APS N.º 63 – Setembro 2014
 
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
 
Revista APS N.º 74 - Abril 2018
Revista APS N.º 74 - Abril 2018Revista APS N.º 74 - Abril 2018
Revista APS N.º 74 - Abril 2018
 
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
 
Revista APS N.º 69 – Setembro 2016
Revista APS N.º 69 – Setembro 2016Revista APS N.º 69 – Setembro 2016
Revista APS N.º 69 – Setembro 2016
 
Revista APS N.º 51 – Setembro 2010
Revista APS N.º 51 – Setembro 2010Revista APS N.º 51 – Setembro 2010
Revista APS N.º 51 – Setembro 2010
 
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
 
Cargo n.º 163 – Dezembro 2005
Cargo n.º 163 – Dezembro 2005Cargo n.º 163 – Dezembro 2005
Cargo n.º 163 – Dezembro 2005
 
Economia do Mar
Economia do MarEconomia do Mar
Economia do Mar
 
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
 
É preciso “acarinhar todas as iniciativas de excelência”
É preciso “acarinhar todas as  iniciativas de excelência”É preciso “acarinhar todas as  iniciativas de excelência”
É preciso “acarinhar todas as iniciativas de excelência”
 
Revista APS N.º 64 – Dezembro 2014
Revista APS N.º 64 – Dezembro 2014Revista APS N.º 64 – Dezembro 2014
Revista APS N.º 64 – Dezembro 2014
 
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
 
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
 

Mais de APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.

Porto de Sines em destaque na imprensa espanhola
Porto de Sines em destaque na imprensa espanholaPorto de Sines em destaque na imprensa espanhola
Porto de Sines em destaque na imprensa espanhola
APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.
 
Revista APS N.º 34 – Outubro 2003
Revista APS N.º 34 – Outubro 2003Revista APS N.º 34 – Outubro 2003
Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama
Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da GamaBreve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama
Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama
APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.
 
Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...
Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...
Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...
APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.
 
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão
APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.
 
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro
APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.
 
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines
APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.
 
Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977
Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977
Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977
APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.
 
Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971
Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971
Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971
APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.
 
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015Revista APS N.º 66 – Setembro 2015

Mais de APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A. (10)

Porto de Sines em destaque na imprensa espanhola
Porto de Sines em destaque na imprensa espanholaPorto de Sines em destaque na imprensa espanhola
Porto de Sines em destaque na imprensa espanhola
 
Revista APS N.º 34 – Outubro 2003
Revista APS N.º 34 – Outubro 2003Revista APS N.º 34 – Outubro 2003
Revista APS N.º 34 – Outubro 2003
 
Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama
Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da GamaBreve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama
Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama
 
Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...
Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...
Sines em "Os portos maritimos de Portugal e ilhas adjacentes", de Adolpho Lou...
 
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Portimão
 
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Faro
 
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines
Tabela de Marés para 2017 – Porto de Sines
 
Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977
Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977
Diário de Lisboa – 14 de Dezembro de 1977
 
Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971
Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971
Diário de Lisboa – 19 de Junho de 1971
 
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015Revista APS N.º 66 – Setembro 2015
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015
 

Revista APS N.º 78 – Setembro 2019

  • 1. EDIÇÃO 78 setembro 2019 ENTREVISTA PauloMestre–ResponsáveldoTerminaldeGNLdaRENAtlântico «A REN tem inscritos no seu plano de investimentos vários projetos para o Terminal de GNL no Porto de Sines» COORDENADAS Porto de Sines encerra 1.º semestre de 2019 com crescimento nos Terminais Petroquímico e de Gás Natural Ministra do Mar apresenta investimentos no Porto de Sines
  • 2. EDIÇÃO Nº78 DIRETOR José Luís Cacho PROPRIEDADE Administração dos Portos de Sines e do Algarve, SA Número de Registo: DSC.RV.19.002 Contribuinte n.º 501 208 950 Depósito Legal: 276191/08 ISSN 1646-2882 SEDE Apartado 16, EC SINES 7521-953 Sines T 269 860 600 F 269 860 690 E geral@apsinesalgarve.pt www.apsinesalgarve.pt ENTREVISTA • Paulo Mestre - Responsável do Terminal de GNL da REN Atlântico DESTAQUE • Ministra do Mar apresenta projetos de mais de mil milhões de euros para o Porto de Sines • Dia do Porto de Sines PROJETOS • Express Gate COORDENADAS • Terminais Petroquímico e de Gás Natural em crescimento O PORTO E A CIDADE • "Sines e o Mar - As Viagens de Vasco da Gama" • Festival Terras Sem Sombra ZONA VERDE • Educação Ambiental na Praia Vasco da Gama e Porto de Recreio de Sines GDCAPS • IV Corrida do Porto de Sines RADAR REVISTA DE IMPRENSA 4 6 9 10 12 14 15 16 19 No porto de Sines e para os âmbitos declarados - ver certificados em www.portodesines.pt
  • 3. EDIÇÃO Nº78 Nesta edição, o destaque vai para a apresentação, pela Ministra do Mar, dos projetos de investimento para a expansão do Terminal XXI e do novo Terminal Vasco da Gama. A expansão do Terminal XXI conta com um investimento global de 547 milhões de euros, totalmente privado, a concretizar pela concessionária, a PSA Sines, compreendendo a expansão do cais de acostagem e respetivos equipamentos de movimentação e ainda a manutenção, substituição e renovação de equipamentos já instalados. Ministra do Mar que nos deu o prazer da sua visita também, ao acompanhar o Ministro dos Recursos Naturais da República Popular da China. A presença de governantes, nacionais e estrangeiros, continua a ser uma constante no nosso porto; assim aconteceu recentemente com o Ministro das Alfândegas da China e o Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais do governo português. Em junho comemorámos mais um Dia do Porto de Sines, jornada de grande confraternização entre os colaboradores da APS e a comunidade sineense. Continuamos na vanguarda do desenvolvimento tecnológico, desta feita com o lançamento da plataforma eletrónica que permite o agendamento digital de acesso direto ao Terminal XXI. Para além destes temas, importa relevar a excelente entrevista de Paulo Mestre, responsável pelo Terminal de GNL da REN ATLÂNTICO, o mesmo valendo para a apresentação do documentário “Sines e o Mar”, uma obra ímpar sobre Vasco da Gama, da autoria do realizador Francisco Manso. Aos pergaminhos artísticos do filme há a acrescentar o facto da obra ter visto a luz do dia graças a mais uma louvável parceria entre a Comunidade Portuária de Sines, a Câmara Municipal de Sines e a APS. EDITORIAL SEMESTRE MARCADO POR INVESTIMENTOS 3 EDIÇÃO Nº63 EDITORIAL
  • 4. EDIÇÃO Nº78 4 PAULO MESTRE RESPONSÁVEL DO TERMINAL DE GNL DA REN ATLÂNTICO Enquanto Responsável do Terminal de Gás Natural Liquefeito de Sines, como vê a evolução do Porto de Sines ao longo destes anos? Considero que o grande sucesso se ficou a dever, principalmente, à correta estratégia desenvolvida pela APS nas últimas duas décadas, no sentido de captar para este Porto vários investimentos importantes (Terminal XXI, Terminal de GNL, etc.) e de saber criar as condições necessárias para a eficiente operação do Porto em Geral. Paralelamente as condições naturais do Porto de Sines como a sua localização geográfica e a grande profundidade dos seus Terminais, sem necessidade de dragagens, também contribuíram de forma positiva para este sucesso. Já foram recebidos em Sines vários navios de gás natural vindos dos EUA. Considera que este país tem um papel crucial no mercado mundial de gás e que Sines se pode assumir como porta de entrada de gás natural na Europa? Os EUA, num período de tempo relativamente curto, passaram de um grande importador de GNL para um grande exportador de GNL. Esta mudança teve um importante impacto no mercado mundial de GNL, nomeadamente no que se refere ao preço deste combustível, tendo contribuído de forma significativa para a sua redução. No que se refere ao papel de Portugal como porta de entrada de GN na Europa, considero que a distância entre Portugal e o centro da europa e a inexistência das adequadas interligações (gasodutos de adequada capacidade entre Portugal e Espanha e entre a Espanha e França), limitam atualmente a implementação desta possibilidade, todavia, o Terminal de GNL de Sines está disponível para viabilizar esta operação. O Porto de Sines é atualmente a principal entrada de gás natural no nosso país, em contraponto com o pipeline do Magreb que chega desde a Argélia. Que percentagem de fornecimento representa hoje o terminal e qual o limite da capacidade atual? No ano de 2018 o Terminal de GNL foi responsável pela importação de 65% do GN consumido em Portugal, em 2019 estima-se que esse valor aumente para cerca de 90%. ENTREVISTA | PAULO MESTRE
  • 5. EDIÇÃO Nº78 5 De onde é proveniente o Gás Natural descarregado no terminal de Sines? O GNL descarregado em Sines é maioritariamente proveniente da Nigéria, Catar, EUA e Argélia. Hoje fala-se muito no mercado ibérico de energia. No que respeita ao Gás Natural, é possível a receção em Sines e a sua comercialização no mercado espanhol? Essa possibilidade não só existe como está a ser explorada por alguns dos utilizadores do Terminal de Sines. Será importante referir que em alguns períodos de 2019 a interligação, por gasoduto, entre Portugal-Espanha foi já utilizada como saída (exportação) de Gás Natural. De acordo com a consultora londrina S&P Global Platts Analytics, no passado dia 15 de maio, o Porto de Sines bateu o recorde diário de regaseificação, com 19 milhões de metros cúbicos de regaseificação de gás natural liquefeito. Esta dinâmica tem-se mantido? Sim, durante todo o ano de 2019 o Terminal de GNL tem ultrapassado vários máximos históricos de atividade, mantendo-se atualmente um nível de atividade muito elevado (receção e emissão de 5 a 6 Navios/mês). Com a conclusão do projeto de expansão, a REN aumentou a sua capacidade de armazenagem com a construção de um terceiro tanque e aumentou em 50% a sua capacidade de regaseificação do gás natural liquefeito para a rede nacional. Sabendo que o Porto de Sines tem um plano de ordenamento que prevê a ampliação da infraestrutura de GNL, há novos investimentos previstos por parte da REN? A REN tem inscritos no seu plano de investimentos vários projetos para o Terminal de GNL, nomeadamente projetos relacionados com a adequação da sua instalação para a realização das atividades de Bancas de GNL. Contudo, é importante relembrar que a decisão de concretização destes investimentos depende da aprovação das entidades nacionais competentes. A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciou a intenção de criar em Sines um hub de GNL, conforme previsto na Estratégia para o Aumento da Competitividade da Rede de Portos Comerciais do Continente – Horizonte 2026. Que impacto terá na REN a sua concretização? Tanto quanto conheço dessa estratégia o Terminal de GNL será uma peça fundamental do mesmo, dado ser a origem do GNL consumido em Portugal. Na prática teremos um significativo incremento de atividade da instalação o que será muito positivo. No Porto de Sines já existe capacidade para regaseificação, para armazenagem e para a reexportação, estão criadas as condições para fornecer navios que utilizam o GNL para locomoção, em vez de fuel? Atualmente essa possibilidade já existe, mas em quantidades/caudais muito limitados, através do enchimento de camiões cisterna (solução truck-to-ship). O objetivo da REN é dotar a sua instalação, através dos projetos anteriormente referidos, com a possibilidade de efetuar as operações ship-to-ship, de modo a possibilitar as capacidades/caudais necessários a este tipo de fornecimentos. A Ministra do Mar referiu ainda que empresas privadas (uma empresa portuguesa e outra polaca) poderão fazer um pipeline virtual de ligação de GNL entre Sines e um porto polaco. Este projeto já teve desenvolvimentos? Embora desconheça os detalhes desta operação e o modelo de negócio que a sustenta, pela nossa parte estamos disponíveis para, dentro das limitações da instalação, viabilizar os serviços que nos forem solicitados. Como vê o mercado da energia daqui a cinco anos? O mercado da energia está atualmente numa fase de rápida mudança, essencialmente ao nível das fontes primárias de energia, com um crescimento exponencial das energias renováveis. Simultaneamente a eletricidade continua a afirmar-se como o vetor energético por excelência e a sua produção será no futuro cada vez mais distribuída, mais centrais de menores dimensões. Relativamente ao Gás Natural, acredito que, por ser a mais limpa das fontes primárias de energia totalmente controladas pelo homem, continuará a ter um papel muito importante na nossa sociedade, pelo menos enquanto não for desenvolvida a armazenagem eficiente de energia elétrica. E vê o futuro do Porto de Sines com otimismo? O Porto de Sines tem todas as condições, desde recursos humanos, localização geográfica, áreas de suporte, áreas para futuras expansões e condições de mar para ser um grande Porto, comparável aos melhores e maiores da Europa, não tenho dúvidas que estas condições vão continuar a potenciar o seu crescimento nos próximos anos ou décadas. Contudo, é igualmente importante que todos, desde os decisores políticos aos colaboradores locais, continuem a dar o seu melhor para que este potencial se concretize, em novos projetos (Terminais) e em melhores e mais eficientes condições de funcionamento dos atualmente existentes. PAULO MESTRE | ENTREVISTA
  • 6. EDIÇÃO Nº78 6 INVESTIMENTOS MINISTRA DO MAR APRESENTA PROJETOS DE MAIS DE MIL MILHÕES DE EUROS PARA O PORTO DE SINES DESTAQUE A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, realizou uma visita ao Porto de Sines para a apresentação oficial dos projetos de investimento para a expansão do Terminal XXI e do novo Terminal Vasco da Gama. Nesta deslocação, a Ministra do Mar visitou, também, o novo sistema de controlo de tráfego marítimo, VTS, investimento recente que permite aumentar a segurança e vigilância marítima. A expansão do Terminal XXI conta com um investimento global de 547 milhões de euros, totalmente privado, a concretizar pela concessionária, a PSA Sines, compreendendo a expansão do cais de acostagem e respetivos equipamentos de movimentação e ainda a manutenção, substituição e renovação de equipamentos já instalados. Esta expansão permitirá o aumento da capacidade atual dos 2,3 Milhões de TEU (unidade padrão equivalente a um contentor de 20 Pés), para 4,1 Milhões de TEU e ainda a ampliação da área de armazenagem dos atuais 42 hectares para 60 hectares. Com este investimento garante-se a atracação simultânea de quatro navios porta-contentores de última geração e a criação de 900 postos de trabalho. Por seu lado, a construção do novo Terminal de Contentores, o Terminal Vasco da Gama, representará um investimento
  • 7. EDIÇÃO Nº78 7DESTAQUE de fundos privados, num total estimado em 642 M€ a cargo da futura entidade concessionária. O novo terminal terá uma capacidade de movimentação anual de 3 milhões de TEU e um cais com 1.375 m de comprimento, com 3 posições de acostagem simultânea para os maiores navios do mundo, uma área de terrapleno de 46 hectares, 15 pórticos de cais e fundos de -17,5 m ZH. Estima-se que a construção do Terminal Vasco da Gama gere um impacto económico de 0,28% do PIB e 0,33% do VAB português e crie cerca de 1.350 postos de trabalho diretos na fase de exploração. Na sua totalidade, os projetos mencionados contam com um investimento privado de mais de mil milhões de euros. No que compete à autoridade portuária, estão também previstos vários investimentos públicos, com destaque para a ampliação do Molhe Leste do Porto de Sines em 750 metros, no valor de 75 Milhões de euros. A contratualização da construção de uma nova lancha de pilotos (900 mil euros); a construção de um Centro de Despacho de Mercadorias & Pré-Gate Rodoviária (4,8 M€); o reforço da rede elétrica para alta tensão (10 M€); e a requalificação do ramal ferroviário do Porto de Sines (8,4 M€), são outros projetos previstos que envolvem um volume total de investimento público de 99,1 Milhões de Euros. A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, destacou a importância destes investimentos, já aprovados em Conselho de Ministros, bem como da recente modernização do novo sistema de Controlo de Tráfego Marítimo da APS, afirmando tratarem-se de “investimentos vitais para a afirmação dos portos nacionais como uma referência num setor de atividade altamente competitivo a nível internacional.” Respeitando as especificações e recomendações da IALA (The International Association of Marine Aids to Navigation and Lighthouse Authorities), o novo Sistema VTS permite aumentar a fluidez e a segurança da navegação das embarcações que demandam os portos de Sines, Faro e Portimão. Está também integrado com o principal sistema operacional de suporte ao negócio (a JUP), permitindo obter dados essenciais para o processo de faturação da APS e das restantes autoridades, no âmbito da FUP – Fatura Única Portuária. Este investimento de cerca de 900 mil euros, adjudicado através de Concurso Público Internacional, veio repor as condições de operacionalidade dos equipamentos, adequando-os às exigências do desenvolvimento marítimo- portuário e da legislação em vigor, imprescindível para a manutenção da competitividade do porto e para a manutenção das suas certificações.
  • 8. EDIÇÃO Nº78 8 DESTAQUE DIA DO PORTO DE SINES INICIATIVA REUNIU MAIS DE 700 PARTICIPANTES A edição de 2019 das comemorações do Dia do Porto de Sines reuniu mais de 700 pessoas nas diversas atividades promovidas pela APS em conjunto com várias empresas da comunidade portuária. Este dia tem o objetivo de abrir o porto e a sua componente operacional à sociedade envolvente, com particular incidência sobre as escolas, aproximando o porto e as empresas da comunidade. As celebrações iniciaram-se com uma sessão interna sob o tema “De olhos postos no futuro”, dirigida aos trabalhadores da empresa, na qual foram debatidas ideias e projetos que permitem reforçar o posicionamento de Sines no mercado portuário internacional. Cerca de 150 participantes participaram na visita aos terminais portuários por terra e por mar a bordo de um veículo anfíbio. O “HippoTrip” fez a delícia de miúdos e graúdos, que tiveram a oportunidade de realizar uma visita diferente ao Porto de Sines e ficar a conhecer um pouco sobre o funcionamento do maior porto do país, em volume de carga movimentada. Durante todo o dia, centenas de crianças de estabelecimentos de ensino da cidade aproveitaram para celebrar o Dia do Porto de Sines a brincar, num espaço dedicado aos mais pequenos com insufláveis, trampolins e air bungee, entre outras diversões. As comemorações terminaram com a quarta edição da “Corrida Porto de Sines”.
  • 9. EDIÇÃO Nº78 PROJETOS 9 EXPRESS GATE PORTO DE SINES POSSIBILITA AGENDAMENTO DIGITAL DE ACESSO AO TXXI O Porto de Sines lançou uma plataforma eletrónica que permite o agendamento digital de acesso direto à Portaria Rodoviária do Terminal XXI. A Express Gate, nome deste recente e inovador serviço, vai agilizar todo o processo de entrada no Terminal de Contentores do Porto de Sines. Para além de garantir a autorização antecipada e o acesso facilitado e direto, através de um cartão único pessoal e vitalício, entre as diferentes vantagens deste novo serviço destaca-se também a criação de um acesso exclusivo para entradas agendadas, que possibilitará ainda que a transportadora só se desloque ao Terminal para operar. A optimização dos processos continua a ser uma das prioridades no Porto de Sines, pretendendo-se com este novo serviço reforçar a fluidez da carga import/export associada ao hinterland, cujo crescimento ultrapassou os 20% durante o 1º semestre deste ano.
  • 10. EDIÇÃO Nº78 8 TERMINAIS PETROQUÍMICO E DE GÁS NATURAL EM CRESCIMENTO NÚMERO DE NAVIOS A ESCALAR EM SINES AUMENTOU 0,9% OPortodeSinesencerrouoprimeirosemestredocorrenteanomantendo umarecuperaçãopositivanosGranéisLíquidospara3,2%. Comumamovimentaçãototalde22.18milhõesdetoneladasnosprimeiros seismesesdesteano,oPortodeSinesregistouumdecréscimode4,7% faceaoperíodohomólogodoanotransato.Paraesteregistocontribuíram, principalmente,osGranéisSólidoseaCargaGeralqueregistaramvariações negativasde,respetivamente,-4,8%e-12,4%faceaosvaloresacumulados noprimeirosemestrede2018. Otráfegodecontentorestotalizou754.481TEUmovimentados,aque correspondeumdecréscimode8.7%faceaoperíodohomólogo. NoquedizrespeitoaodesempenhodosterminaisdoPortodeSinesverifica- seumarecuperaçãodoTGLS,emboraaindacomumavariaçãonegativade -6,8%faceaovaloracumuladoemjunhode2018. Verifica-seaindaacontinuaçãodocrescimentonostráfegosdosterminais PetroquímicoedeGásNatural,comvariaçõespositivasde,respetivamente, 47,5%e74,3%,faceaosregistosdejunhodoanotransato. Destaca-seaindaonúmerodenaviosqueescalaramSinesnoperíodoem análise,numtotalde1.060,refletindoumcrescimentoem0,9%faceao períodohomólogo,associando-se-lheumGTtotalde42.940.268. COORDENADAS10 MOVIMENTODENAVIOSEMERCADORIAS-SINES 754.481 10.780.732 2.146.472 9.251.939 9.163.439 70.808 17.692 22.179.143 1.060 42.940.268 1º Sem. 2019 1º Sem. 2018 Var. Homóloga (%) Contentores (TEU) Movimentação de Mercadorias (ton) Granéis líquidos Granéis sólidos Carga geral Contentorizada Fraccionada Ro-Ro Total Movimento de Navios Nº de Navios GT 825.975 10.448.093 2.254.352 10.566.396 10.512.530 48.966 4.900 23.268.841 1.051 42.293.486 -8,7% 3,2% -4,8% -12,4% -12,8% 44,6% 261,0% -4,7% 0,9% 1,5%
  • 12. EDIÇÃO Nº78 12 O PORTO E A CIDADE A CPSI - Comunidade Portuária de Sines, a Câmara Municipal de Sines e a APS – Administração dos Portos de Sines e do Algarve, apresentaram o documentário “Sines e o Mar”, do realizador Francisco Manso. Quando passam 522 anos da partida da 1ª Armada de Vasco da Gama à descoberta do caminho marítimo para a Índia, as três entidades uniram-se para avançar com um documentário, que ficará para a história, e que estabelece a ligação entre esta viagem épica e a cidade berço do navegador. Uma viagem, que deu a Portugal o controle do comércio das especiarias e riquezas do Oriente, que afirmou a supremacia da Rota do Cabo sobre as arriscadas viagens por terra de caravanas de mercadores desde a longínqua Ásia até ao Mediterrâneo e que mudou o mundo de então. APRESENTAÇÃO DO DOCUMENTÁRIO SOBRE VASCO DA GAMA CPSI, CÂMARA MUNICIPAL DE SINES E APS DIVULGARAM DOCUMENTÁRIO “SINES E O MAR” Sines tem um enorme significado para a história do nosso país e para o mundo moderno – o local onde nasceu o homem que foi pioneiro na ligação por mar entre o Ocidente e o Oriente, e que hoje continua a ter no mar a porta para o seu futuro. Volvidos mais de cinco séculos, Sines acolhe o maior porto português, que é também um dos maiores portos da Península Ibérica e um dos cem maiores do mundo. Este documentário é um retrato perfeito que une Sines na atualidade, a dimensão e a importância económica do seu Porto e a sua ligação ao mundo global. Recordar a epopeia marítima de Vasco da Gama é a chave para estabelecer a ligação entre o passado, o presente e o futuro de Sines ao mar; um futuro que continuará a catapultar o Porto de Sines para uma posição de destaque no Shipping internacional.
  • 13. EDIÇÃO Nº78 O PORTO E A CIDADE 13 Sines recebeu o Festival Terras sem Sombra, um festival que alia as dimensões da música, do património e da biodiversidade. A atividade deste ano, “Nereu e Proteu: Vigiar e Cultivar o Mar”, cumpriu o objetivo de dar a conhecer as atividades desenvolvidas no Porto de Sines que contribuem para a utilização sustentável do ambiente marinho, nomeadamente de avaliação e monitorização da qualidade de ambientes marinhos, e de piscicultura. Mostrar outras potencialidades oferecidas pelas infraestruturas portuárias foi também um objetivo desta ação, dando a conhecer uma forma de valorização dos recursos naturais da zona costeira através de atividades que, FESTIVAL TERRAS SEM SOMBRA VISITA GUIADA AO PORTO DE SINES TEVE ENFOQUE NA BIODIVERSIDADE não sendo as principais do porto, são também um contributo para diminuir o impacte da pesca e o declínio de espécies oceânicas. Na referida avaliação e monitorização, diferentes ambientes marinhos do Porto de Sines têm sido analisados para detetar eventuais níveis e/ou efeitos de contaminação por poluentes, contribuir para a gestão e o controlo ambiental deste porto e avaliar, a longo prazo, os impactes de atividades humanas e os decorrentes de eventuais acidentes. Esta ação incluiu um visita guiada ao Porto de Sines, assim como a observação de organismos litorais na proximidade dos terminais, como exemplo de um dos ambientes utilizados nesta monitorização.
  • 14. EDIÇÃO Nº78 14 ZONA VERDE “DO RIO AO MAR SEM LIXO” PRAIA VASCO DA GAMA E PORTO DE RECREIO DE SINES RENOVAM BANDEIRA AZUL A Associação Bandeira Azul da Europa anunciou a atribuição, em 2019, da Bandeira Azul à Praia Vasco da Gama e ao Porto de Recreio de Sines, infraestruturas geridas pela APS, que têm vindo a ser distinguidos com este galardão de forma ininterrupta desde 2007 e 2008, respetivamente. A Bandeira Azul é concedida a praias ou infraestruturas que obedeçam a um conjunto de requisitos não só ambientais, mas também de segurança e bem-estar dos utentes, tanto a nível da informação disponível como no que respeita a ações de sensibilização ambiental. Em 2019, o tema escolhido foi “Do Rio ao Mar sem Lixo” e o desafio do Programa Bandeira Azul continua a ser sensibilizar a população para o facto do lixo marinho ter origem em atividades terrestres, como consequência do comportamento humano. O papel dos rios enquanto ponte de ligação entre terra e mar foi também uma das temáticas das atividades de Educação Ambiental, que decorreram na Praia Vasco da Gama e no Porto de Recreio de Sines durante a primeira semana de julho.
  • 15. EDIÇÃO Nº78 GDCAPS 15 IV CORRIDA DO PORTO DE SINES INICIATIVA CONTOU COM A PARTICIPAÇÃO DE MAIS DE 360 ATLETAS No âmbito das celebrações do Dia do Porto de Sines, realizou-se mais uma edição da “Corrida Porto de Sines”. A tão esperada corrida, que se realiza pela quarta vez, contou com a participação de mais de 360 atletas que, a correr 10 km ou a caminhar 5 km, percorreram zonas portuárias e o centro histórico da terra de Vasco da Gama. Fábio Silva, do Grupo Desportivo e Recreativo de São Francisco da Serra, foi o vencedor no setor masculino desta corrida e Solange Guerreiro, do Núcleo Desportivo e Cultural de Odemira, foi a primeira classificada feminina. O Juventude Atlético Clube arrecadou o primeiro lugar na classificação por equipas.
  • 16. EDIÇÃO Nº78 RADAR16 A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, deslocou-se ao Porto de Sines com uma comitiva que integrou o Ministro dos Recursos Naturais da República Popular da China, Lu Hao. Esta visita, que decorreu no âmbito do Oceans Meeting 2019, teve como objetivo dar a conhecer o funcionamento e as potencialidades desta infraestrutura MINISTRA DO MAR VISITOU O PORTO DE SINES COM MINISTRO DOS RECURSOS NATURAIS DA RP DA CHINA VISITA DECORREU NO ÂMBITO DO OCEANS MEETING portuária, as novas oportunidades de investimento no Porto de Sines e o importante papel de Portugal e de Sines na nova Rota da Seda (Belt and Road Initiative). Durante a visita, foi demonstrado um claro interesse no Porto de Sines, por parte dos investidores internacionais, que encaram a infraestrutura portuária como uma oportunidade por explorar.
  • 17. EDIÇÃO Nº78 RADAR 17 SECRETÁRIO DE ESTADO DOS ASSUNTOS FISCAIS NO PORTO DE SINES COM MINISTRO DAS ALFÂNDEGAS DA CHINA DELEGAÇÃO RECEBIDA PELO PRESIDENTE DA APS O Ministro das Alfândegas da República Popular da China, Ni Yuefeng, visitou o Porto de Sines acompanhado pelo Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais do Governo Português, António Mendonça Mendes. A delegação, que integrou igualmente altos representantes dos sistemas tributários e aduaneiros da China e de Portugal, foi recebida pelo Presidente da APS, José Luís Cacho, que fez a apresentação das principais características do Porto de Sines e dos projetos de expansão portuária. Recorde-se que o Porto de Sines oferece uma ligação semanal com aquele país do Extremo Oriente, que representa uma movimentação anual de mais de 100 mil contentores. Esta visita, enquadrada pelo Ministério do Mar, pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros e pelo Ministério das Finanças, teve como principais temas de agenda o mecanismo de cooperação das Autoridades Alfandegárias UE-China, assim como a partilha de pontos de vista e experiência sobre o conceito de “balcão único”, implementado no Porto de Sines através da JUP – Janela Única Portuária e atualmente a ser estendido ao hinterland através da JUL – Janela Única Logística.
  • 18. EDIÇÃO Nº78 RADAR18 LIGAÇÃO ENTRE O FUNCHAL E PORTIMÃO ESTÁ DE VOLTA “FERRY” DA MADEIRA REGRESSOU NO INÍCIO DE JULHO A ligação marítima entre o Funchal, na Madeira, e Portimão, no Algarve, está de volta e durante este ano para um serviço regular, que se iniciou a 9 de julho e se prolonga até 25 de setembro. Com uma frequência semanal e uma capacidade para transportar 1000 passageiros e 300 viaturas ligeiras, o Volcan de Timanfaya, navio pertencente ao armador Espanhol ARMAS, encontra-se ao serviço da ENM – Empresa de Navegação Madeirense (Grupo Sousa), prevendo-se que, em 2019, ofereça um total de 12 ligações entre Portimão e o Funchal.
  • 19. EDIÇÃO Nº78 REVISTA DE IMPRENSA 19 NEGÓCIOS, 7 de agosto de 2019 JORNAL DE NOTÍCIAS, 1 de agosto de 2019LUSA, 18 de junho de 2019 M24, 31 de julho de 2019 APP, 13 de julho de 2019 RÁDIO SINES, 20 de junho de 2019 O SETUBALENSE, 7 de junho de 2019 DIÁRIO DO SUL, 4 de junho de 2019 CARGO REVISTA, 1 de agosto de 2019 VIDA ECONÓMICA, 19 de julho de 2019 JORNAL I , 19 de julho de 2019