SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 1
A realidade não pode ser subestimada.
VAMOS
RELEMBRAR
Vigiai e orai, ...,
mas a carne é
fraca.
Mateus 26:41
Jesus veio nos ensinar a lidar
Com as fraquezas da carne
VIMOS ALGUNS EXEMPLOS
No Éden. Adão deu lugar à
carne, e, se rebelou contra
Deus.
No Getsemane. Jesus deu lugar ao
espírito, entrou na presença de Deus
e se submeteu A Sua Vontade.
VIMOS ALGUNS EXEMPLOS
No Getsemane, Jesus deu lugar ao
espírito, entrou na presença de Deus
e se submeteu A Sua Vontade.
Dando lugar à carne, os discípulos
não perceberam que este, era um
dos últimos momentos ao lado do
Mestre
Dando lugar ao espírito a mulher
Ungiu Jesus para Seu Sepultamento
VIMOS ALGUNS EXEMPLOS
No Getsemane, Jesus deu lugar ao
espírito, entrou na presença de Deus
e se submeteu A Sua Vontade.
Dando lugar à carne os discípulos
não perceberam que este, era os
últimos momentos ao lado do
Mestre
Dando lugar ao espírito a mulher
Ungiu Jesus para Seu Sepultamento
30 moedas
300 denários
Na carne Judas vendeu Jesus por
30 moedas de prata.
No espírito a Mulher Ungiu Jesus com
300 denários.
Quem é o ganhador, nestas negociações? O que recebeu aqui ou na eternidade?
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 2
A beleza do Mundo Espiritual
60
10
20
30
50
40
Bendizei ao Senhor, todos os
seus anjos, vós que excedeis
em força, que guardais os seus
mandamentos, obedecendo à
voz da sua palavra.
Salmos 103:20
As misericórdias do Senhor, é a
causa de não sermos consumidos.
Ele age em favor do que O temem.
O salmista não quer
perder nem mais um
minuto de tempo para
adorar a Deus. E Você?
Na trajetória da vida não há favoritos, todos somos carente e
dependentes do Senhor, o tempo todo.
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 3 Demônios
Agentes da maldade no mundo espiritual
120
10
20
30
40
50
60
110
100
90
80
70
Cuidado porque satanás,
trabalha em união com seu
exército satânico.Belzebu príncipe dos demônios. Lc 11:15
Demonologista Johann Weyer
Akamaná – demônio das más intensões,
dos maus pensamentos, das mentes que
maquina o mal, é ele quem impulsiona as
mentes para o desejo sexual desenfreado,
tornando seu adepto, maníaco.
Ditado: Mente vazia, oficina do diabo.
Conselho de Paulo: Se ocupe com as boas
novas de salvação e tenham a Mente de
Cristo. II Cor 2:6
E demos uma boa Notícia: JESUS TEM
PODER SOBRE TODA CRIATURA.
Os demônios tremem e estremecem.
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 4 Possessão demoníaca e a Autoridade
do Nome de Jesus
5
1
2
4
3
LIMITE DE TEMPO:
5 minutos
Especificamos mais algumas
classes de Demônios.
ARDAD. DEMÔNIO QUE FAZ O VIAJANTE SE PERDER,
PERDER O QUE GUARDA OU ESTACIONA.
AGARES – DEMÔNIO DA LINGUAGEM CHULA E DA
DESTRUIÇÃO DA DIGNIDADE MORAL.
ASTAROTH – DEMÔNIO DA VAIDADE, PREGUIÇA,
RACIONALIZAÇÃO, MESQUINHÊS. Prov 6: 4-6
Ose - DEMÔNIO Da insanidade, vai rotular
Sua Presa, fazendo-o achar que é um rei. Quem já ouviu
aquela frase: Você será como Deus. Gên 3:4 -6
Sitri – DEMÔNIO Que faz As pessoas revelarem-se nuas.
Ef 5:17 – 18 –Não sejam insensatos, nem se embriaguez
com vinho (para não perder a vergonha) enchei-vos do E.
Pruflas – DEMÔNIO DA discórdia, brigas, Falsidades e
promotor da Mentira.
Asmodeus – DEMÔNIO da luxuria, lascívia e libertinagem.
Lúcifer - DEMÔNIO De tudo o que é mau e torpe, inclusive o orgulho.
E, não para por aí. Lc 11:14 – A Bíblia diz que Jesus Expulsou Um demônio MUDO,
que: - Não berrava, não gritava, Não se revoltava com nada,
não ameaçava, não atacava, Não usava de violência.
Aparentemente tudo normal e Pacífico. SÓ QUE NÃO.
Porque essa entidade, leva a pessoa ao
suicídio. É muito Perigoso porque entra
na pessoa e a faz ENGOLIR A RAIVA,
A AMARGURA, A TEIMOSIA,
OS RANCORES, OS MEDOS,E FAZ A
PESSOA FICAR HUMILHADA
COM SUAS FRAQUEZAS TIRANDO-LHE O DIREITO DE FALAR.
Vocês se lembram
do gadareno?
Jesus foi a Gadara só por causa de Um
homem.
Excluído da sociedade, fedido, dormia
no sepulcro, gritava dia e noite, não
havia prisão que lhe pudesse resistir a
força.
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 5 –
Um inimigo que precisa ser resistido.
10
1
2
3
4
9
8
7
6
LEI DE NEWTON: DOIS CORPOS
NÃO PODEM OCUPAR O MESMO
ESPAÇO, AO MESMO TEMPO
“Não deis lugar ao diabo. “ Efésios 4:27
EGO QUE PROMOVE
AS GUERRAS
ÓLEO de cozinha
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 6
Quem domina sua mente?
20
2
4
6
8
10
18
16
14
12
30
5
10
15
25
20
Lição 7 - TENTAÇÃO
A Batalha por nossas ESCOLHAS e ATITUDES
Vilma
Deus
NA TRAJETÓRIA DA VIDA ESTAMOS
SEMPRE “JOGANDO” PARA VENCER
ACASO
SATANÁS
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 8
Nossa luta não é contra a Carne e o Sangue.
20
2
4
6
8
10
18
16
14
12
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 09
Conhecendo a Armadura de Deus.
20
2
4
6
8
10
18
16
14
12
Jo 8:32
Conhecerei a verdade...
Couraça da
Tg 1:27
Para levar a Boa Nova
O justo
Viverá pela fé
Capacete da
Para rejeitar as coisas do
mundo
Espada da Verdade
(Viva e Eficaz)
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 10
Poder do Alto contra as Hostes da maldade.
20
2
4
6
8
10
18
16
14
12
Jo 8:32
Conhecerei a verdade...
Couraça da
Tg 1:27
Para levar a Boa Nova
O justo
Viverá pela fé
Capacete da
Para rejeitar as coisas do
mundo
Espada da Verdade
(Viva e Eficaz)
Felipe revolucionou a cidade de Samaria,
Pregando Jesus Cristo Ressurreto.
Pedro com o Dom de Discernimento confrontou
O mágico Simão, dando-lhe a oportunidade
De se consertar e ser fiel ao Evangelho das
Boas Novas que estava ouvindo e vendo por
Meio dos Sinais, Prodígios e Maravilhas.
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 11
Discernimentos de Espíritos – Um Dom Imprescindível.
20
2
4
6
8
10
18
16
14
12
Jo 8:32
Conhecerei a verdade...
Couraça da
Tg 1:27
Para levar a Boa Nova
O justo
Viverá pela fé
Capacete da
Para rejeitar as coisas do
mundo
Espada da Verdade
(Viva e Eficaz)
Felipe revolucionou a cidade de Samaria,
Pregando Jesus Cristo Ressurreto.
Pedro com o Dom de Discernimento confrontou
O mágico Simão, dando-lhe a oportunidade
De se consertar e ser fiel ao Evangelho das
Boas Novas que estava ouvindo e vendo por
Meio dos Sinais, Prodígios e Maravilhas.
Não sabe discernir
E, ou chama o diabo
De Anjo, ou chama
Ele próprio de satanás.
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 12
Vivendo em constante Vigilância.
20
2
4
6
8
10
18
16
14
12
Jo 8:32
Conhecerei a verdade...
Couraça da
Tg 1:27
Para levar a Boa Nova
O justo
Viverá pela fé
Capacete da
Para rejeitar as coisas do
mundo
Espada da Verdade
(Viva e Eficaz)
u
Monte das Oliveiras
Getsêmani = Tabernáculo
Lugar SANTÍSSIMO
Jesus Sumo Sacerdote
Pedro – Tiago e João
Lugar Santo
Os 08 discípulos
Átrio
01 Discípulo se perdeu
5.000 alimentados
(corpo e alma) por Jesus
(+-) 500 ICor 15:6
viram-O Ressurreto
Somente 120 (reunidos)
70 eram os (Enviados)
12 eram os (Apóstolos)
3 + íntimos
E, Só 1 é do amor
AagoniadoGetsêmani e o Contextoescatológico
Números não mentem, VIGIE!!
QUEM ESTÁ EM PÉ, CUIDE-SE.
Orai sem cessar.
I Tess 5:17
INICIAR
TEMPORIZADOR
Lição 13
Orando sem cessar.
20
2
4
6
8
10
18
16
14
12
Jo 8:32
Conhecerei a verdade...
Couraça da
Tg 1:27
Para levar a Boa Nova
O justo
Viverá pela fé
Capacete da
Para rejeitar as coisas do
mundo
Espada da Verdade
(Viva e Eficaz)
u
Monte das Oliveiras
Jardim Getsêmani = Tabernáculo
Lugar SANTÍSSIMO
Jesus Sumo Sacerdote
Pedro – Tiago e João
Lugar Santo
Os 08 discípulos
Átrio
01 Discípulo se perdeu
E aconteceu que, estando ele a orar num certo
lugar, quando acabou, lhe disse um dos seus
discípulos: Senhor, ensina-nos a orar, como
também João ensinou aos seus discípulos. Lc 11:1
Orai sem cessar.
I Tess 5:17
O candelabro não se apagava
O que é
orar?
Mais uma coisa que se Jesus
não nos contasse, não saberíamos.
Deus Nosso Pai, vê e ouve nossa oração.
Mt 6:6b
Texto
Tema
Introdução
I – TÓPICO
E 1. sub tópico
I 2. sub tópico
A 3. sub tópico
II – TÓPICO
E 1. sub tópico
I 2. sub tópico
A 3. sub tópico
Conclusão
APLICAÇÃO
Moisés sempre apresentou ao povo,
Deus como O Criador, Aquele que
nem se podia mencionar O Nome.
E Jesus ensina que Deus, o Pai Dele
É também nosso Pai.
Pai Nosso
adoração (santificado seja o Teu nome);
submissão(seja feita a Tua vontade);
pedido de provisão (dá-nos hoje o nosso
pão de cada dia);
pedido de perdão (perdoa as nossas
ofensas ou dívidas);
liberação de perdão (assim como
perdoamos aos nossos devedores);
pedido de proteção (e não nos deixes
cair em tentação, mas livra-nos do mal).
AGRADECIMENTO – porque Teu é o Poder....
Se eu perguntar para
Uma costureira:
Me ensina a costurar?
I- A ORAÇÃO – 1. Definição
Orar:
No gr. Proseuche = Invocar, Pedir, Suplicar
No hb. Hitpallel = julgar a si mesmo
Oração no hb. Tefillal = Julgar, Pensar, Crer, Rogar
Expressa nossa total dependência de
Deus, o Pai que supre.
Tipos de Oração.
Oração de chantagem – não podemos exigir coisas de Deus, fazendo chantagem, porque Ele
não nos deve nada; devemos orar com humildade
Oração contrária – Oração contrária é quando alguém ora pedindo que algo mau aconteça
com alguém. (amaldiçoando) –
Segundo Tg 3:8-12 ( esse tal não é vaso de honra para Deus, mas é um linguarudo com
peçonhas mortais.
Oração mentirosa – Deus sabe quando estamos mentindo, não O podemos enganar;
devemos ser sempre honestos com Deus
Atitude correta para Orar.
Reconhecer a soberania de Deus - Orar não é fazer magia. É errado manipular Deus
achando que assim conseguiremos o que queremos.
Nem sempre aquilo que pedimos é o melhor para nós e Deus não faz.
Ser humilde/Submisso - Deus sabe o que é melhor para nós.
Não podemos exigir nada de Deus nem Lhe ensinar o que fazer.
Ser honesto/Pedir a Provisão de cada dia - Não precisamos fingir com Deus. Podemos
Lhe contar o que estamos sentindo, nossos medos e problemas.
Deus é nosso amigo, podemos conversar com Ele sobre tudo.
Pedir perdão pelos erros cometidos em todas as áreas – Financeira, social, e familiar
Liberar perdão para aqueles que nos fizeram mal –
Que nos machucaram com palavras ofensivas ou pouco caso.
Agradecer - Orar não é só fazer pedidos a Deus. Temos que agradecer por aquilo que
Deus tem feito e que eu usufruo ( saúde, família...).
Pense em coisas boas e agradeça a Deus por elas (1 Tessalonicenses 5:18).
Qual é o poder da oração?
Deus é o poder por trás da oração. Nós oramos a Deus,
não porque precisamos contar alguma coisa que Ele não saiba, mas porque queremos ficar
bem próximo Dele, conversar com Ele, atrair Sua Atenção, ter relacionamento com Ele, ser
amigo de Deus.
Para Curar – qualquer tipo de doença,
por isso com humildade pedimos Sua Intervenção sobre o enfermo.
Para Libertar – da opressão espiritual do diabo e do pecado;
a oração pode libertar de vícios
Para Fortalecer – a oração nos ajuda a focar em Deus e no Seu poder; recebemos DEle a
força que precisamos para superar as dificuldades, perdas e medos.
Para Perdoar – Deus nos ajuda a liberar perdoar para as pessoas que nos machucaram –
Marcos 11:25 (perdoa se tiver algo contra seu irmão)
Fazer milagres e maravilhas – não há limites para o poder de Deus;
Deus já abriu caminhos na água, mandou fogo do céu, Parou o Sol, Ressuscitou mortos,
Multiplicou comida, Abriu portas de prisões, ...
Jesus é o Nosso
MAIOR EXEMPLO na
Oração
II – A ORAÇÃO NO SERMÃO DO MONTE
• 1. A oração nas praças e nas sinagogas. Mt.6:5 O problema neste caso não está no
local da oração, mas na forma como a pessoa conduz a mesma, como já falamos pode
estar fazendo errado até dentro da igreja (se o intuito for se mostrar, já recebeu)
• 2. Oração em secreto. Mt 6:6 Também não está dizendo que a oração secreta é a
única forma. Deus que tudo vê, sempre vai nos recompensar quando orarmos da
forma como Jesus nos ensinou. (é um momento de desabafo com Aquele que pode)
• 3. As vãs repetições Mt. 6:7 A eficácia da oração não está em repetir palavras sem
sentido e sim na Fé que temos no Altíssimo. Ex.- gentios- (...) Ah! Baal, responde-nos.
(...) 1Rs 18:26 - Isaías 29:13, Deus diz: "Visto que este povo se aproxima de mim e com
a sua boca e com os seus lábios me honra, mas o seu coração está longe de mim... "
• 4. Entendendo o Ensino de Jesus. Jesus repetiu as mesmas palavras em Sua oração e
esse não é o problema, mas sim as repetições de palavras que não fazem sentido
algum, ou seja que não saiu do âmago da alma. “(...) Responde-me, SENHOR,
responde-me, para que este povo saiba que tu, SENHOR, és Deus e que a ti fizeste
retroceder o coração deles” (1 Reis 18:36, 37).
III – A ORAÇÃO DO PAI NOSSO – EM 3 PARTES.
• 1. SOBRE O DEUS QUE ADORAMOS. O nosso Deus. Jesus revolucionou a forma
de tratar Deus, pois os justos do A.T. nunca se aproximaram Dele assim. Esse
tratamento é um privilégio para nós, oferecido por Jesus. Santificar o Nome do
Senhor é Honrar e bendizer, um dever que temos.
• 2. SOBRE AS NOSSAS NECESSIDADES. Jesus nos ensina a sermos moderados em
nossos pedidos “Afasta de mim a vaidade e a palavra mentirosa; não me
dês nem a pobreza nem a riqueza; mantém-me do pão da minha porção de
costume; Para que, porventura, estando farto não te negue, e venha a
dizer: Quem é o Senhor? ou que, empobrecendo, não venha a furtar, e
tome o nome de Deus em vão.” Provérbios 30:8,9
• 3. O Livramento dos nossos perigos. Porque estamos sujeitos aos perigos
diariamente e precisamos da Sua Proteção.
A ORAÇÃO É UM
MANDAMENTO OU UMA
NECESSIDADE?CONCLUSÃO
Temos necessidade de mantermos em comunhão com o Pai.
Jesus quer nos encontrar orando quando Ele voltar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 3 - Jó e a Realidade de Satanás (Windscreen)
Lição 3 - Jó e a Realidade de Satanás (Windscreen)Lição 3 - Jó e a Realidade de Satanás (Windscreen)
Lição 3 - Jó e a Realidade de Satanás (Windscreen)Éder Tomé
 
IBBC - Livros poéticos - Jó
IBBC - Livros poéticos  - Jó IBBC - Livros poéticos  - Jó
IBBC - Livros poéticos - Jó PrAndré Luiz
 
Lição 4 - O Drama de Jó
Lição 4 - O Drama de JóLição 4 - O Drama de Jó
Lição 4 - O Drama de JóÉder Tomé
 
Livros Poéticos: Jó
Livros Poéticos: JóLivros Poéticos: Jó
Livros Poéticos: JóViva a Igreja
 
Semelhantes a jó.
Semelhantes a jó.Semelhantes a jó.
Semelhantes a jó.Eid Marques
 
Lição 10 - A Última Defesa de Jó
Lição 10 - A Última Defesa de JóLição 10 - A Última Defesa de Jó
Lição 10 - A Última Defesa de JóÉder Tomé
 
58 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Jó - parte 2)
58   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Jó - parte 2)58   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Jó - parte 2)
58 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Jó - parte 2)Robson Tavares Fernandes
 
Lição 13 - Quando Deus Restaura o Justo
Lição 13 - Quando Deus Restaura o JustoLição 13 - Quando Deus Restaura o Justo
Lição 13 - Quando Deus Restaura o JustoÉder Tomé
 

Mais procurados (18)

Lição 3 - Jó e a Realidade de Satanás (Windscreen)
Lição 3 - Jó e a Realidade de Satanás (Windscreen)Lição 3 - Jó e a Realidade de Satanás (Windscreen)
Lição 3 - Jó e a Realidade de Satanás (Windscreen)
 
IBBC - Livros poéticos - Jó
IBBC - Livros poéticos  - Jó IBBC - Livros poéticos  - Jó
IBBC - Livros poéticos - Jó
 
Jó, um homem de deus
Jó, um homem de deusJó, um homem de deus
Jó, um homem de deus
 
4 conduzidos por deus para a conquista parte 2
4 conduzidos por deus para a conquista parte 24 conduzidos por deus para a conquista parte 2
4 conduzidos por deus para a conquista parte 2
 
Jormi- Jornal Missionario n° 37
Jormi- Jornal Missionario n° 37Jormi- Jornal Missionario n° 37
Jormi- Jornal Missionario n° 37
 
SANTIDADE VALE A PENA
SANTIDADE VALE A PENASANTIDADE VALE A PENA
SANTIDADE VALE A PENA
 
63573803 manual-do-encontro-com-deus
63573803 manual-do-encontro-com-deus63573803 manual-do-encontro-com-deus
63573803 manual-do-encontro-com-deus
 
Lição 4 - O Drama de Jó
Lição 4 - O Drama de JóLição 4 - O Drama de Jó
Lição 4 - O Drama de Jó
 
Livros Poéticos: Jó
Livros Poéticos: JóLivros Poéticos: Jó
Livros Poéticos: Jó
 
Semelhantes a jó.
Semelhantes a jó.Semelhantes a jó.
Semelhantes a jó.
 
Lição 10 - A Última Defesa de Jó
Lição 10 - A Última Defesa de JóLição 10 - A Última Defesa de Jó
Lição 10 - A Última Defesa de Jó
 
VENCENDO AS TENTAÇÕES
VENCENDO AS TENTAÇÕESVENCENDO AS TENTAÇÕES
VENCENDO AS TENTAÇÕES
 
58 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Jó - parte 2)
58   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Jó - parte 2)58   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Jó - parte 2)
58 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Jó - parte 2)
 
O livro de jó
O livro de jóO livro de jó
O livro de jó
 
05 02 12
05 02 1205 02 12
05 02 12
 
A queda do homem
A queda do homemA queda do homem
A queda do homem
 
Lição 13 - Quando Deus Restaura o Justo
Lição 13 - Quando Deus Restaura o JustoLição 13 - Quando Deus Restaura o Justo
Lição 13 - Quando Deus Restaura o Justo
 
Por que o justo sofre 1
 Por que o justo sofre 1 Por que o justo sofre 1
Por que o justo sofre 1
 

Semelhante a O poder da oração

Libertação espiritual
Libertação espiritualLibertação espiritual
Libertação espiritualMoreno Preto
 
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 11A - Superando problemas - Passos para a vit...
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 11A - Superando problemas - Passos para a vit...As 12 Pedras do Alicerce — Aula 11A - Superando problemas - Passos para a vit...
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 11A - Superando problemas - Passos para a vit...Freekidstories
 
EBJ - Encontro 01/07/2012
EBJ - Encontro 01/07/2012EBJ - Encontro 01/07/2012
EBJ - Encontro 01/07/2012EBJ IPBCP
 
A tentação de Jesus
A tentação de Jesus A tentação de Jesus
A tentação de Jesus Quenia Damata
 
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015Pr. Andre Luiz
 
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...José Carlos Polozi
 
Batalha espiritual 1 trim 2019 slide
Batalha espiritual 1 trim 2019 slideBatalha espiritual 1 trim 2019 slide
Batalha espiritual 1 trim 2019 slideVilma Longuini
 
Ebook o poder da palavra
Ebook o poder da palavraEbook o poder da palavra
Ebook o poder da palavraJulioSantos198
 
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017Pr. Andre Luiz
 
Book cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-curaBook cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-curatadslideshare
 
Evangelho perdido-Existe uma GUERRA a qual você é o PRÊMIO! _ Evangelho Perdido
Evangelho perdido-Existe uma GUERRA a qual você é o PRÊMIO! _ Evangelho PerdidoEvangelho perdido-Existe uma GUERRA a qual você é o PRÊMIO! _ Evangelho Perdido
Evangelho perdido-Existe uma GUERRA a qual você é o PRÊMIO! _ Evangelho PerdidoELIAS OMEGA
 
11 - panorama do AT -jo e salmos.pptx
11 - panorama do AT -jo e salmos.pptx11 - panorama do AT -jo e salmos.pptx
11 - panorama do AT -jo e salmos.pptxPIB Penha
 
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSFPalestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSFClea Alves
 
O Inimigo das Nossas Almas Lição 21.pptx
O Inimigo das Nossas Almas Lição 21.pptxO Inimigo das Nossas Almas Lição 21.pptx
O Inimigo das Nossas Almas Lição 21.pptxSamuel A. Nunes
 
006-Jornal Cesesul 04-05-14
006-Jornal Cesesul 04-05-14006-Jornal Cesesul 04-05-14
006-Jornal Cesesul 04-05-14CESESUL
 

Semelhante a O poder da oração (20)

Libertação espiritual
Libertação espiritualLibertação espiritual
Libertação espiritual
 
Libertação espiritual
Libertação espiritualLibertação espiritual
Libertação espiritual
 
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 11A - Superando problemas - Passos para a vit...
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 11A - Superando problemas - Passos para a vit...As 12 Pedras do Alicerce — Aula 11A - Superando problemas - Passos para a vit...
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 11A - Superando problemas - Passos para a vit...
 
EBJ - Encontro 01/07/2012
EBJ - Encontro 01/07/2012EBJ - Encontro 01/07/2012
EBJ - Encontro 01/07/2012
 
A tentação de Jesus
A tentação de Jesus A tentação de Jesus
A tentação de Jesus
 
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
 
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...
 
Batalha espiritual 1 trim 2019 slide
Batalha espiritual 1 trim 2019 slideBatalha espiritual 1 trim 2019 slide
Batalha espiritual 1 trim 2019 slide
 
Ebook o poder da palavra
Ebook o poder da palavraEbook o poder da palavra
Ebook o poder da palavra
 
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
 
Interceder
IntercederInterceder
Interceder
 
Book cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-curaBook cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-cura
 
Boletim CBG_18 ago-2013
Boletim CBG_18 ago-2013Boletim CBG_18 ago-2013
Boletim CBG_18 ago-2013
 
Evangelho perdido-Existe uma GUERRA a qual você é o PRÊMIO! _ Evangelho Perdido
Evangelho perdido-Existe uma GUERRA a qual você é o PRÊMIO! _ Evangelho PerdidoEvangelho perdido-Existe uma GUERRA a qual você é o PRÊMIO! _ Evangelho Perdido
Evangelho perdido-Existe uma GUERRA a qual você é o PRÊMIO! _ Evangelho Perdido
 
Qual o segredo para...
Qual o segredo para...Qual o segredo para...
Qual o segredo para...
 
11 - panorama do AT -jo e salmos.pptx
11 - panorama do AT -jo e salmos.pptx11 - panorama do AT -jo e salmos.pptx
11 - panorama do AT -jo e salmos.pptx
 
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSFPalestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
 
estudos
estudosestudos
estudos
 
O Inimigo das Nossas Almas Lição 21.pptx
O Inimigo das Nossas Almas Lição 21.pptxO Inimigo das Nossas Almas Lição 21.pptx
O Inimigo das Nossas Almas Lição 21.pptx
 
006-Jornal Cesesul 04-05-14
006-Jornal Cesesul 04-05-14006-Jornal Cesesul 04-05-14
006-Jornal Cesesul 04-05-14
 

Mais de Vilma Longuini

Jesus eh o rei da gloria jo 1 v 14 [salvo automaticamente]
Jesus eh o rei da gloria   jo 1 v 14 [salvo automaticamente]Jesus eh o rei da gloria   jo 1 v 14 [salvo automaticamente]
Jesus eh o rei da gloria jo 1 v 14 [salvo automaticamente]Vilma Longuini
 
Deveres dos juizes politicos e policiais
Deveres dos juizes politicos e policiaisDeveres dos juizes politicos e policiais
Deveres dos juizes politicos e policiaisVilma Longuini
 
O testemunho jo 1 de 6 a 13
O testemunho jo 1 de 6 a 13O testemunho jo 1 de 6 a 13
O testemunho jo 1 de 6 a 13Vilma Longuini
 
Licao 5 3 trim 2020 zorobabel recomeca a construcao do templo
Licao 5 3 trim 2020 zorobabel recomeca a construcao do temploLicao 5 3 trim 2020 zorobabel recomeca a construcao do templo
Licao 5 3 trim 2020 zorobabel recomeca a construcao do temploVilma Longuini
 
Slide da licao 2 3 trim 2020
Slide da licao 2   3 trim 2020Slide da licao 2   3 trim 2020
Slide da licao 2 3 trim 2020Vilma Longuini
 
Slide da licao 1 3 trim 2020
Slide da licao 1   3 trim 2020Slide da licao 1   3 trim 2020
Slide da licao 1 3 trim 2020Vilma Longuini
 
Slide da licao 1 3 trim 2020
Slide da licao 1   3 trim 2020Slide da licao 1   3 trim 2020
Slide da licao 1 3 trim 2020Vilma Longuini
 
Revista ebd 3 trimestre 2020
Revista ebd 3 trimestre 2020Revista ebd 3 trimestre 2020
Revista ebd 3 trimestre 2020Vilma Longuini
 
Quando deres ouvidos em pdf editado
Quando deres ouvidos em pdf editadoQuando deres ouvidos em pdf editado
Quando deres ouvidos em pdf editadoVilma Longuini
 
Sabedoria estatura graca -pdf
Sabedoria estatura graca -pdfSabedoria estatura graca -pdf
Sabedoria estatura graca -pdfVilma Longuini
 
A historia e a promessa
A historia e a promessaA historia e a promessa
A historia e a promessaVilma Longuini
 
Nao basta ser namorado
Nao basta ser namoradoNao basta ser namorado
Nao basta ser namoradoVilma Longuini
 
Passando o dia com jesus pdf
Passando o dia com jesus pdfPassando o dia com jesus pdf
Passando o dia com jesus pdfVilma Longuini
 
A parabola do filho prodigo lc 15 v 11 a 32
A parabola do filho prodigo lc 15 v 11 a 32A parabola do filho prodigo lc 15 v 11 a 32
A parabola do filho prodigo lc 15 v 11 a 32Vilma Longuini
 
Vamos confeccionar nossa mascara
Vamos confeccionar nossa mascaraVamos confeccionar nossa mascara
Vamos confeccionar nossa mascaraVilma Longuini
 
Fortalecei vos - a ordem e marchar
Fortalecei vos - a ordem e marcharFortalecei vos - a ordem e marchar
Fortalecei vos - a ordem e marcharVilma Longuini
 
As 12 vulnerabilidades
As 12 vulnerabilidadesAs 12 vulnerabilidades
As 12 vulnerabilidadesVilma Longuini
 
Comentarios judaicos do novo testamento david h
Comentarios judaicos do novo testamento david hComentarios judaicos do novo testamento david h
Comentarios judaicos do novo testamento david hVilma Longuini
 

Mais de Vilma Longuini (20)

Jesus eh o rei da gloria jo 1 v 14 [salvo automaticamente]
Jesus eh o rei da gloria   jo 1 v 14 [salvo automaticamente]Jesus eh o rei da gloria   jo 1 v 14 [salvo automaticamente]
Jesus eh o rei da gloria jo 1 v 14 [salvo automaticamente]
 
Deveres dos juizes politicos e policiais
Deveres dos juizes politicos e policiaisDeveres dos juizes politicos e policiais
Deveres dos juizes politicos e policiais
 
O testemunho jo 1 de 6 a 13
O testemunho jo 1 de 6 a 13O testemunho jo 1 de 6 a 13
O testemunho jo 1 de 6 a 13
 
Licao 5 3 trim 2020 zorobabel recomeca a construcao do templo
Licao 5 3 trim 2020 zorobabel recomeca a construcao do temploLicao 5 3 trim 2020 zorobabel recomeca a construcao do templo
Licao 5 3 trim 2020 zorobabel recomeca a construcao do templo
 
Slide da licao 2 3 trim 2020
Slide da licao 2   3 trim 2020Slide da licao 2   3 trim 2020
Slide da licao 2 3 trim 2020
 
Slide da licao 1 3 trim 2020
Slide da licao 1   3 trim 2020Slide da licao 1   3 trim 2020
Slide da licao 1 3 trim 2020
 
Slide da licao 1 3 trim 2020
Slide da licao 1   3 trim 2020Slide da licao 1   3 trim 2020
Slide da licao 1 3 trim 2020
 
Revista ebd 3 trimestre 2020
Revista ebd 3 trimestre 2020Revista ebd 3 trimestre 2020
Revista ebd 3 trimestre 2020
 
Quando deres ouvidos em pdf editado
Quando deres ouvidos em pdf editadoQuando deres ouvidos em pdf editado
Quando deres ouvidos em pdf editado
 
Sabedoria estatura graca -pdf
Sabedoria estatura graca -pdfSabedoria estatura graca -pdf
Sabedoria estatura graca -pdf
 
A historia e a promessa
A historia e a promessaA historia e a promessa
A historia e a promessa
 
Nao basta ser namorado
Nao basta ser namoradoNao basta ser namorado
Nao basta ser namorado
 
Passando o dia com jesus pdf
Passando o dia com jesus pdfPassando o dia com jesus pdf
Passando o dia com jesus pdf
 
A parabola do filho prodigo lc 15 v 11 a 32
A parabola do filho prodigo lc 15 v 11 a 32A parabola do filho prodigo lc 15 v 11 a 32
A parabola do filho prodigo lc 15 v 11 a 32
 
Ate quando daniel 12
Ate quando   daniel 12Ate quando   daniel 12
Ate quando daniel 12
 
Vamos confeccionar nossa mascara
Vamos confeccionar nossa mascaraVamos confeccionar nossa mascara
Vamos confeccionar nossa mascara
 
Mascaras tecido e uso
Mascaras   tecido e usoMascaras   tecido e uso
Mascaras tecido e uso
 
Fortalecei vos - a ordem e marchar
Fortalecei vos - a ordem e marcharFortalecei vos - a ordem e marchar
Fortalecei vos - a ordem e marchar
 
As 12 vulnerabilidades
As 12 vulnerabilidadesAs 12 vulnerabilidades
As 12 vulnerabilidades
 
Comentarios judaicos do novo testamento david h
Comentarios judaicos do novo testamento david hComentarios judaicos do novo testamento david h
Comentarios judaicos do novo testamento david h
 

Último

Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 

Último (20)

Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 

O poder da oração

  • 1. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 1 A realidade não pode ser subestimada. VAMOS RELEMBRAR Vigiai e orai, ..., mas a carne é fraca. Mateus 26:41 Jesus veio nos ensinar a lidar Com as fraquezas da carne
  • 2. VIMOS ALGUNS EXEMPLOS No Éden. Adão deu lugar à carne, e, se rebelou contra Deus. No Getsemane. Jesus deu lugar ao espírito, entrou na presença de Deus e se submeteu A Sua Vontade.
  • 3. VIMOS ALGUNS EXEMPLOS No Getsemane, Jesus deu lugar ao espírito, entrou na presença de Deus e se submeteu A Sua Vontade. Dando lugar à carne, os discípulos não perceberam que este, era um dos últimos momentos ao lado do Mestre Dando lugar ao espírito a mulher Ungiu Jesus para Seu Sepultamento
  • 4. VIMOS ALGUNS EXEMPLOS No Getsemane, Jesus deu lugar ao espírito, entrou na presença de Deus e se submeteu A Sua Vontade. Dando lugar à carne os discípulos não perceberam que este, era os últimos momentos ao lado do Mestre Dando lugar ao espírito a mulher Ungiu Jesus para Seu Sepultamento 30 moedas 300 denários Na carne Judas vendeu Jesus por 30 moedas de prata. No espírito a Mulher Ungiu Jesus com 300 denários. Quem é o ganhador, nestas negociações? O que recebeu aqui ou na eternidade?
  • 5. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 2 A beleza do Mundo Espiritual 60 10 20 30 50 40 Bendizei ao Senhor, todos os seus anjos, vós que excedeis em força, que guardais os seus mandamentos, obedecendo à voz da sua palavra. Salmos 103:20 As misericórdias do Senhor, é a causa de não sermos consumidos. Ele age em favor do que O temem. O salmista não quer perder nem mais um minuto de tempo para adorar a Deus. E Você?
  • 6. Na trajetória da vida não há favoritos, todos somos carente e dependentes do Senhor, o tempo todo.
  • 7. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 3 Demônios Agentes da maldade no mundo espiritual 120 10 20 30 40 50 60 110 100 90 80 70 Cuidado porque satanás, trabalha em união com seu exército satânico.Belzebu príncipe dos demônios. Lc 11:15 Demonologista Johann Weyer Akamaná – demônio das más intensões, dos maus pensamentos, das mentes que maquina o mal, é ele quem impulsiona as mentes para o desejo sexual desenfreado, tornando seu adepto, maníaco. Ditado: Mente vazia, oficina do diabo. Conselho de Paulo: Se ocupe com as boas novas de salvação e tenham a Mente de Cristo. II Cor 2:6 E demos uma boa Notícia: JESUS TEM PODER SOBRE TODA CRIATURA. Os demônios tremem e estremecem.
  • 8. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 4 Possessão demoníaca e a Autoridade do Nome de Jesus 5 1 2 4 3 LIMITE DE TEMPO: 5 minutos Especificamos mais algumas classes de Demônios. ARDAD. DEMÔNIO QUE FAZ O VIAJANTE SE PERDER, PERDER O QUE GUARDA OU ESTACIONA. AGARES – DEMÔNIO DA LINGUAGEM CHULA E DA DESTRUIÇÃO DA DIGNIDADE MORAL. ASTAROTH – DEMÔNIO DA VAIDADE, PREGUIÇA, RACIONALIZAÇÃO, MESQUINHÊS. Prov 6: 4-6 Ose - DEMÔNIO Da insanidade, vai rotular Sua Presa, fazendo-o achar que é um rei. Quem já ouviu aquela frase: Você será como Deus. Gên 3:4 -6 Sitri – DEMÔNIO Que faz As pessoas revelarem-se nuas. Ef 5:17 – 18 –Não sejam insensatos, nem se embriaguez com vinho (para não perder a vergonha) enchei-vos do E. Pruflas – DEMÔNIO DA discórdia, brigas, Falsidades e promotor da Mentira.
  • 9. Asmodeus – DEMÔNIO da luxuria, lascívia e libertinagem. Lúcifer - DEMÔNIO De tudo o que é mau e torpe, inclusive o orgulho. E, não para por aí. Lc 11:14 – A Bíblia diz que Jesus Expulsou Um demônio MUDO, que: - Não berrava, não gritava, Não se revoltava com nada, não ameaçava, não atacava, Não usava de violência. Aparentemente tudo normal e Pacífico. SÓ QUE NÃO. Porque essa entidade, leva a pessoa ao suicídio. É muito Perigoso porque entra na pessoa e a faz ENGOLIR A RAIVA, A AMARGURA, A TEIMOSIA, OS RANCORES, OS MEDOS,E FAZ A PESSOA FICAR HUMILHADA COM SUAS FRAQUEZAS TIRANDO-LHE O DIREITO DE FALAR.
  • 10. Vocês se lembram do gadareno? Jesus foi a Gadara só por causa de Um homem. Excluído da sociedade, fedido, dormia no sepulcro, gritava dia e noite, não havia prisão que lhe pudesse resistir a força.
  • 11. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 5 – Um inimigo que precisa ser resistido. 10 1 2 3 4 9 8 7 6 LEI DE NEWTON: DOIS CORPOS NÃO PODEM OCUPAR O MESMO ESPAÇO, AO MESMO TEMPO “Não deis lugar ao diabo. “ Efésios 4:27 EGO QUE PROMOVE AS GUERRAS ÓLEO de cozinha
  • 12. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 6 Quem domina sua mente? 20 2 4 6 8 10 18 16 14 12
  • 13. 30 5 10 15 25 20 Lição 7 - TENTAÇÃO A Batalha por nossas ESCOLHAS e ATITUDES Vilma Deus NA TRAJETÓRIA DA VIDA ESTAMOS SEMPRE “JOGANDO” PARA VENCER ACASO SATANÁS
  • 14. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 8 Nossa luta não é contra a Carne e o Sangue. 20 2 4 6 8 10 18 16 14 12
  • 15. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 09 Conhecendo a Armadura de Deus. 20 2 4 6 8 10 18 16 14 12 Jo 8:32 Conhecerei a verdade... Couraça da Tg 1:27 Para levar a Boa Nova O justo Viverá pela fé Capacete da Para rejeitar as coisas do mundo Espada da Verdade (Viva e Eficaz)
  • 16. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 10 Poder do Alto contra as Hostes da maldade. 20 2 4 6 8 10 18 16 14 12 Jo 8:32 Conhecerei a verdade... Couraça da Tg 1:27 Para levar a Boa Nova O justo Viverá pela fé Capacete da Para rejeitar as coisas do mundo Espada da Verdade (Viva e Eficaz) Felipe revolucionou a cidade de Samaria, Pregando Jesus Cristo Ressurreto. Pedro com o Dom de Discernimento confrontou O mágico Simão, dando-lhe a oportunidade De se consertar e ser fiel ao Evangelho das Boas Novas que estava ouvindo e vendo por Meio dos Sinais, Prodígios e Maravilhas.
  • 17. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 11 Discernimentos de Espíritos – Um Dom Imprescindível. 20 2 4 6 8 10 18 16 14 12 Jo 8:32 Conhecerei a verdade... Couraça da Tg 1:27 Para levar a Boa Nova O justo Viverá pela fé Capacete da Para rejeitar as coisas do mundo Espada da Verdade (Viva e Eficaz) Felipe revolucionou a cidade de Samaria, Pregando Jesus Cristo Ressurreto. Pedro com o Dom de Discernimento confrontou O mágico Simão, dando-lhe a oportunidade De se consertar e ser fiel ao Evangelho das Boas Novas que estava ouvindo e vendo por Meio dos Sinais, Prodígios e Maravilhas. Não sabe discernir E, ou chama o diabo De Anjo, ou chama Ele próprio de satanás.
  • 18. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 12 Vivendo em constante Vigilância. 20 2 4 6 8 10 18 16 14 12 Jo 8:32 Conhecerei a verdade... Couraça da Tg 1:27 Para levar a Boa Nova O justo Viverá pela fé Capacete da Para rejeitar as coisas do mundo Espada da Verdade (Viva e Eficaz) u Monte das Oliveiras Getsêmani = Tabernáculo Lugar SANTÍSSIMO Jesus Sumo Sacerdote Pedro – Tiago e João Lugar Santo Os 08 discípulos Átrio 01 Discípulo se perdeu 5.000 alimentados (corpo e alma) por Jesus (+-) 500 ICor 15:6 viram-O Ressurreto Somente 120 (reunidos) 70 eram os (Enviados) 12 eram os (Apóstolos) 3 + íntimos E, Só 1 é do amor AagoniadoGetsêmani e o Contextoescatológico Números não mentem, VIGIE!! QUEM ESTÁ EM PÉ, CUIDE-SE. Orai sem cessar. I Tess 5:17
  • 19. INICIAR TEMPORIZADOR Lição 13 Orando sem cessar. 20 2 4 6 8 10 18 16 14 12 Jo 8:32 Conhecerei a verdade... Couraça da Tg 1:27 Para levar a Boa Nova O justo Viverá pela fé Capacete da Para rejeitar as coisas do mundo Espada da Verdade (Viva e Eficaz) u Monte das Oliveiras Jardim Getsêmani = Tabernáculo Lugar SANTÍSSIMO Jesus Sumo Sacerdote Pedro – Tiago e João Lugar Santo Os 08 discípulos Átrio 01 Discípulo se perdeu E aconteceu que, estando ele a orar num certo lugar, quando acabou, lhe disse um dos seus discípulos: Senhor, ensina-nos a orar, como também João ensinou aos seus discípulos. Lc 11:1 Orai sem cessar. I Tess 5:17 O candelabro não se apagava O que é orar?
  • 20. Mais uma coisa que se Jesus não nos contasse, não saberíamos. Deus Nosso Pai, vê e ouve nossa oração. Mt 6:6b Texto Tema Introdução I – TÓPICO E 1. sub tópico I 2. sub tópico A 3. sub tópico II – TÓPICO E 1. sub tópico I 2. sub tópico A 3. sub tópico Conclusão APLICAÇÃO Moisés sempre apresentou ao povo, Deus como O Criador, Aquele que nem se podia mencionar O Nome. E Jesus ensina que Deus, o Pai Dele É também nosso Pai. Pai Nosso adoração (santificado seja o Teu nome); submissão(seja feita a Tua vontade); pedido de provisão (dá-nos hoje o nosso pão de cada dia); pedido de perdão (perdoa as nossas ofensas ou dívidas); liberação de perdão (assim como perdoamos aos nossos devedores); pedido de proteção (e não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal). AGRADECIMENTO – porque Teu é o Poder.... Se eu perguntar para Uma costureira: Me ensina a costurar?
  • 21. I- A ORAÇÃO – 1. Definição Orar: No gr. Proseuche = Invocar, Pedir, Suplicar No hb. Hitpallel = julgar a si mesmo Oração no hb. Tefillal = Julgar, Pensar, Crer, Rogar Expressa nossa total dependência de Deus, o Pai que supre. Tipos de Oração. Oração de chantagem – não podemos exigir coisas de Deus, fazendo chantagem, porque Ele não nos deve nada; devemos orar com humildade Oração contrária – Oração contrária é quando alguém ora pedindo que algo mau aconteça com alguém. (amaldiçoando) – Segundo Tg 3:8-12 ( esse tal não é vaso de honra para Deus, mas é um linguarudo com peçonhas mortais. Oração mentirosa – Deus sabe quando estamos mentindo, não O podemos enganar; devemos ser sempre honestos com Deus
  • 22. Atitude correta para Orar. Reconhecer a soberania de Deus - Orar não é fazer magia. É errado manipular Deus achando que assim conseguiremos o que queremos. Nem sempre aquilo que pedimos é o melhor para nós e Deus não faz. Ser humilde/Submisso - Deus sabe o que é melhor para nós. Não podemos exigir nada de Deus nem Lhe ensinar o que fazer. Ser honesto/Pedir a Provisão de cada dia - Não precisamos fingir com Deus. Podemos Lhe contar o que estamos sentindo, nossos medos e problemas. Deus é nosso amigo, podemos conversar com Ele sobre tudo. Pedir perdão pelos erros cometidos em todas as áreas – Financeira, social, e familiar Liberar perdão para aqueles que nos fizeram mal – Que nos machucaram com palavras ofensivas ou pouco caso. Agradecer - Orar não é só fazer pedidos a Deus. Temos que agradecer por aquilo que Deus tem feito e que eu usufruo ( saúde, família...). Pense em coisas boas e agradeça a Deus por elas (1 Tessalonicenses 5:18).
  • 23. Qual é o poder da oração? Deus é o poder por trás da oração. Nós oramos a Deus, não porque precisamos contar alguma coisa que Ele não saiba, mas porque queremos ficar bem próximo Dele, conversar com Ele, atrair Sua Atenção, ter relacionamento com Ele, ser amigo de Deus. Para Curar – qualquer tipo de doença, por isso com humildade pedimos Sua Intervenção sobre o enfermo. Para Libertar – da opressão espiritual do diabo e do pecado; a oração pode libertar de vícios Para Fortalecer – a oração nos ajuda a focar em Deus e no Seu poder; recebemos DEle a força que precisamos para superar as dificuldades, perdas e medos. Para Perdoar – Deus nos ajuda a liberar perdoar para as pessoas que nos machucaram – Marcos 11:25 (perdoa se tiver algo contra seu irmão) Fazer milagres e maravilhas – não há limites para o poder de Deus; Deus já abriu caminhos na água, mandou fogo do céu, Parou o Sol, Ressuscitou mortos, Multiplicou comida, Abriu portas de prisões, ...
  • 24. Jesus é o Nosso MAIOR EXEMPLO na Oração
  • 25. II – A ORAÇÃO NO SERMÃO DO MONTE • 1. A oração nas praças e nas sinagogas. Mt.6:5 O problema neste caso não está no local da oração, mas na forma como a pessoa conduz a mesma, como já falamos pode estar fazendo errado até dentro da igreja (se o intuito for se mostrar, já recebeu) • 2. Oração em secreto. Mt 6:6 Também não está dizendo que a oração secreta é a única forma. Deus que tudo vê, sempre vai nos recompensar quando orarmos da forma como Jesus nos ensinou. (é um momento de desabafo com Aquele que pode) • 3. As vãs repetições Mt. 6:7 A eficácia da oração não está em repetir palavras sem sentido e sim na Fé que temos no Altíssimo. Ex.- gentios- (...) Ah! Baal, responde-nos. (...) 1Rs 18:26 - Isaías 29:13, Deus diz: "Visto que este povo se aproxima de mim e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas o seu coração está longe de mim... " • 4. Entendendo o Ensino de Jesus. Jesus repetiu as mesmas palavras em Sua oração e esse não é o problema, mas sim as repetições de palavras que não fazem sentido algum, ou seja que não saiu do âmago da alma. “(...) Responde-me, SENHOR, responde-me, para que este povo saiba que tu, SENHOR, és Deus e que a ti fizeste retroceder o coração deles” (1 Reis 18:36, 37).
  • 26. III – A ORAÇÃO DO PAI NOSSO – EM 3 PARTES. • 1. SOBRE O DEUS QUE ADORAMOS. O nosso Deus. Jesus revolucionou a forma de tratar Deus, pois os justos do A.T. nunca se aproximaram Dele assim. Esse tratamento é um privilégio para nós, oferecido por Jesus. Santificar o Nome do Senhor é Honrar e bendizer, um dever que temos. • 2. SOBRE AS NOSSAS NECESSIDADES. Jesus nos ensina a sermos moderados em nossos pedidos “Afasta de mim a vaidade e a palavra mentirosa; não me dês nem a pobreza nem a riqueza; mantém-me do pão da minha porção de costume; Para que, porventura, estando farto não te negue, e venha a dizer: Quem é o Senhor? ou que, empobrecendo, não venha a furtar, e tome o nome de Deus em vão.” Provérbios 30:8,9 • 3. O Livramento dos nossos perigos. Porque estamos sujeitos aos perigos diariamente e precisamos da Sua Proteção.
  • 27. A ORAÇÃO É UM MANDAMENTO OU UMA NECESSIDADE?CONCLUSÃO Temos necessidade de mantermos em comunhão com o Pai. Jesus quer nos encontrar orando quando Ele voltar