SlideShare uma empresa Scribd logo
Realize uma conversa com os
estudantes sobre as informações ou
conhecimentos que possuem sobre
o tema constelações. Pergunte se
sabem nomear alguma constelação
e se saberiam explicar porque elas
recebem tal nome. Questione se há
possibilidades de haver nomes
diferentes para o mesmo conjunto
de estrelas ou se podemos ver as
constelações com um formato
diferente do que aqueles mais
conhecidos ou acessíveis para nós.
Apresente as constelações indígenas
https://stellarium-web.org/
Unidade temática: Povos e culturas: meu
lugar no mundo e meu grupo social.
Objetos de conhecimentos: Cidadania,
diversidade cultural e respeito às diferenças
sociais, culturais e históricas.
Habilidades:
(EF05HI04) Associar a noção de cidadania
com os princípios de respeito à diversidade,
à pluralidade e aos direitos humanos.
(EF05HI05) Associar o conceito de
cidadania à conquista de direitos dos povos
e das sociedades, compreendendo-o como
conquista histórica.
(EF05CI10) Identificar algumas constelações
com o apoio de recursos.
1.
2.
3.
Resumo da Aula
Povos originários
@profgiavila
Interdisciplinar
Os povos indígenas têm uma
grande diversidade de costumes e
tradições que variam de acordo
com suas culturas, línguas e
regiões onde vivem. Alguns
exemplos de costumes que
podem ser encontrados entre os
povos indígenas, você vai
conhecer no próximo mapa
mental.
Povos
originários
Você sabe quem
são?
O Brasil é um país com uma grande
diversidade étnica e cultural, com
muitos grupos étnicos diferentes que
têm suas próprias tradições, línguas,
costumes e formas de vida. Dentre
esses grupos, estão os povos
indígenas, que são parte fundamental
da história e da cultura do Brasil.
De acordo com a Fundação
Nacional do Índio (FUNAI),
existem atualmente mais de
300 povos indígenas no Brasil,
que falam cerca de 274 línguas
diferentes. Eles habitam diversas
regiões do país, desde a
Amazônia até o sul do país.
A proteção dos direitos
dos povos indígenas é
fundamental para a
construção de uma
sociedade mais justa e
inclusiva, que valorize a
diversidade cultural e a
riqueza dos povos que
habitam o país.
Atualmente, a Constituição Federal de
1988 reconhece os direitos dos povos
indígenas, garantindo-lhes a posse
permanente das terras que
tradicionalmente ocupam, bem como o
direito à consulta prévia, livre e informada
em relação a projetos que afetem seus
territórios e modos de vida. No entanto,
esses direitos têm sido constantemente
ameaçados por interesses econômicos e
políticos.
Os povos indígenas têm
enfrentado diversos desafios ao
longo da história do Brasil, como a
colonização, a escravidão, a
exploração de seus territórios e
recursos naturais, além da violência e
do preconceito. Apesar disso, muitos
desses povos têm resistido e lutado
para manter suas tradições e modos
de vida, bem como seus direitos à
terra, à saúde, à educação e à
preservação de suas culturas.
1
2
3
4
5
6
7
Povos originários
@profgiavila
(EF05HI04)
(EF05HI05)
Medicina tradicional:
Os povos indígenas têm uma
vasta gama de conhecimentos
sobre plantas e remédios
naturais que são utilizados para
tratar doenças e promover a
saúde.
cultura
Cada povo indígena tem
sua própria cultura e
tradições únicas, e é
importante valorizar e
respeitar essa
diversidade cultural.
Conheça algumas.
Vestimentas tradicionais:
Muitas culturas indígenas têm
trajes tradicionais que são
usados ​
​
em cerimônias
importantes. Esses trajes
podem incluir penas, peles de
animais, contas, tecidos
coloridos e outros ornamentos.
Crenças e
espiritualidade: Muitos
povos indígenas têm
crenças espirituais únicas
que guiam suas práticas e
rituais. Essas crenças
podem incluir a adoração
de ancestrais, espíritos da
natureza, deuses e deusas.
Danças e músicas:
Danças e músicas são uma
parte importante da
cultura indígena. Essas
performances muitas
vezes têm um significado
espiritual ou histórico e são
realizadas em ocasiões
especiais.
Alimentação:
A alimentação dos povos
indígenas é baseada em
alimentos locais e sazonais,
incluindo frutas, vegetais, peixes
e carnes. Muitas culturas
indígenas têm práticas
alimentares específicas que
podem incluir jejuns e tabus
alimentares.
Artesanato:
Os povos indígenas têm uma rica
tradição de artesanato, incluindo
cerâmica, cestaria, tecelagem e
escultura. Essas habilidades são
muitas vezes transmitidas de
geração em geração.
2
3
4
5
6
7
Educação:
A transmissão de conhecimento e
habilidades é uma parte importante da
cultura indígena. Muitas vezes, a
educação é realizada dentro da
comunidade e inclui práticas de
aprendizagem oral e prática.
8
Arquitetura:
As casas e edifícios construídos
pelos povos indígenas são
frequentemente adaptados ao
ambiente natural e refletem as
crenças e valores culturais de suas
comunidades.
9
Agricultura:
Muitos povos indígenas
praticam agricultura de
subsistência, utilizando
técnicas tradicionais e
sustentáveis ​
​
para cultivar
alimentos em harmonia com
o meio ambiente.
Sistemas de governança:
As comunidades indígenas
frequentemente têm
sistemas de governança
únicos que são baseados em
valores culturais e tradições
locais, incluindo a tomada de
decisões em grupo e a
liderança coletiva.
10 11
Povos originários
@profgiavila
Homem Velho - Segundo a lenda, essa
constelação representa um homem
cuja esposa estava interessada no seu
irmão. Para ficar com o cunhado, a
esposa matou o marido, cortando-lhe a
perna. Segundo a mitologia, os deuses
ficaram com pena do homem e o
transformaram em uma constelação.
constelações
indígenas
Desde os tempos mais primórdios
os nossos antepassados já
possuíam o costume de observar o
céu, mesmo antes da astronomia e
objetos mais sofisticados surgirem.
Com a identificação de padrões
para predizer as estações do ano,
bem como as melhores épocas para
o plantio e colheita, o estudo dos
astros possibilitou grandes avanços
para a humanidade.
As constelações
indígenas são um conjunto de
agrupamentos de estrelas
usados por diversas
comunidades indígenas para
orientação e navegação. As
constelações indígenas variam
de acordo com a região e a
cultura de cada povo, e muitas
vezes apresentam nomes e
significados diferentes dos
utilizados na astronomia
ocidental.
Cervo - É uma
constelação que
representa um veado,
um animal que é visto
como um guardião da
floresta e um símbolo de
respeito e harmonia com
a natureza.
Ema:
Na cultura Guarani, por
exemplo, o ema é visto
como um animal sagrado
que representa a força e a
determinação. Segundo a
mitologia Guarani, o ema foi
escolhido pelos deuses
para liderar todos os
animais em uma batalha
contra os humanos, mas
acabou sendo derrotado
por sua própria arrogância e
teimosia.
Jabuti - Conhecido como
Ybytu-Piruvixa pelos povos
Guarani, é uma constelação em
forma de triângulo que
representa o casco do jabuti.
Segundo a tradição Guarani, o
jabuti foi o criador da Terra e
das estrelas.
Anta - ela indica a transição
entre o frio e o calor para os
índios do Sul, e entre a seca e
a chuva para os índios do
norte do Brasil.
2
3
4
5
6
7
Garça - A constelação Yhé anuncia a
dificuldade para a obtençãode peixes. Essa
constelação faz referência a constelação de
Virgem.
8
Canoa - indica exatamente a posição
do ponto cardeal norte. A constelação
da Canoa se encontra da região das
constelações ocidentais Ursa Maior e
Leão Menor, e era conhecida
principalmente pelos índios do norte e
nordeste do Brasil, uma vez que ela se
encontra muito baixa no céu quando
vista a partir do sul do país. Portanto,
quando ela surgia para os índios do norte
e nordeste em meados de março,
indicava tempo de chuvas.
9
Onça- É uma constelação que
representa uma onça-pintada,
um animal muito importante na
cultura Xokleng. A constelação é
vista como um símbolo de força,
coragem e sabedoria.
Serpente - É uma constelação
que representa uma cobra,
animal que é visto como um
guardião da natureza e um
símbolo de sabedoria e
renovação.
10
11
1
@profgiavila
Povos originários
EF05CI10
constelações
indígenas
Você sabia?
A constelação do Homem Velho
indica que o verão está por vir; a
do Veado, o outono; a da Anta do
Norte, a primavera; e, por fim, a da
Ema, o inverno. Por isso, a
observação das constelações
também é importante para a
agricultura.
9
2
Povos originários
3
4
5
6
7
8
9
10
11
1
@profgiavila
KAINGANG
Kaingang: os Kaingang habitam
originalmente as regiões Sul e
Sudeste do Brasil, incluindo Santa
Catarina. Eles têm uma população de
cerca de 22 mil pessoas no país,
distribuídas em mais de 150
comunidades. Em Santa Catarina,
existem comunidades Kaingang em
várias regiões do estado.
Organização social: é organizada em
clãs, cada um com suas tradições e
lideranças. O cacique é o líder máximo
da comunidade e tem a função de
representar e proteger seu povo. As
decisões são tomadas em
assembleias, onde todos têm direito a
voz e voto.
Idioma: A língua falada
pelos Kaingang é da
família Jê, assim como a
língua dos Xokleng, que
também vivem em Santa
Catarina. A história dos
Kaingang está marcada
pela colonização
europeia, que afetou
profundamente suas
terras e cultura.
Hoje em dia, os Kaingang em Santa Catarina
vivem em algumas áreas de terra indígena,
como a Terra Indígena Xapecó, que fica na
região oeste do estado, e a Terra Indígena
Ibirama La Klãnõ, que fica na região do Vale
do Itajaí. Essas áreas são importantes para a
preservação da cultura e modo de vida do
povo Kaingang, que tradicionalmente vive da
caça, pesca e coleta.
Música e dança: A música e a
dança são parte integrante da
cultura Kaingang e são usadas
em diversos rituais e
celebrações. A dança do Toré,
por exemplo, é uma das mais
importantes e simboliza a união
e a força da comunidade.
Os costumes dos
Kaingang são baseados
em uma relação
harmoniosa com a
natureza e em uma forte
ligação com seus
antepassados e tradições.
Respeito à natureza: Os Kaingang
têm um profundo respeito pela
natureza e acreditam que todos os
seres vivos são sagrados e
interconectados. Eles procuram
viver em harmonia com o meio
ambiente, evitando o desperdício e
a destruição da natureza.
Cosmologia: A cosmologia
Kaingang é baseada em uma
visão cíclica do tempo, em
que tudo está interconectado.
Eles acreditam que os
antepassados estão
presentes em suas vidas e
que é importante manter viva
a memória dos que vieram
antes.
Artesanato:
têm uma tradição rica em
artesanato, produzindo peças
como cestos, colares,
pulseiras e cerâmicas. Esses
objetos são decorados com
desenhos simbólicos e
representam a história e a
cultura desse povo.
Alimentação: A
alimentação dos
Kaingang é baseada
principalmente em
produtos da agricultura e
da caça, como milho,
feijão, mandioca, carne
de caça e peixe. Eles
também têm o costume
de consumir chás e
plantas medicinais para
manter a saúde e o
bem-estar.
Povos originários
Santa Catarina
@profgiavila
São um povo que valoriza muito a vida
em comunidade e a solidariedade entre
seus membros. Eles têm uma
organização social baseada em clãs, que
são grupos de parentesco que se
consideram descendentes de um
mesmo ancestral. Cada clã tem seu
próprio território e suas próprias
tradições e rituais.
Xokleng: são um povo indígena que
habita a região da Serra do Mar em Santa
Catarina, mais especificamente na
região da Serra do Tabuleiro. Eles têm
uma população estimada em cerca de
2.500 pessoas e enfrentam diversos
desafios, como a falta de acesso a
serviços básicos e a ameaça de perda de
seus territórios.
A cultura Xokleng
também é rica em
mitos e lendas que
explicam a origem do
mundo e dos seres
humanos, além de
ensinar valores como
respeito à natureza e
aos mais velhos.
A música e a dança
também são
importantes para os
Xokleng, com
instrumentos como a
flauta de bambu e a
maraca sendo
utilizados em diversas
celebrações.
Infelizmente, os Xokleng enfrentaram muitas
dificuldades ao longo da história, desde a chegada
dos colonizadores europeus até os dias atuais. A
perda de suas terras e a pressão de outros grupos
econômicos têm colocado em risco a sobrevivência
da cultura e da língua Xokleng. No entanto, muitos
Xoklengs têm lutado bravamente para preservar sua
identidade e seus modos de vida, o que é
fundamental para garantir a diversidade cultural do
Brasil.
A história dos Xoklengs é marcada pela luta contra a
colonização europeia, que trouxe doenças e conflitos
que afetaram significativamente a população. No
século XX, a construção da rodovia BR-101 cortou o
território tradicional dos Xoklengs, afetando ainda mais
a comunidade. Em 2009, a Funai reconheceu
oficialmente o território indígena Xokleng da Serra do
Tabuleiro, mas a disputa por terras ainda é um desafio
para os Xoklengs.
Apesar das dificuldades, os Xoklengs mantêm tradições
e práticas culturais importantes para a preservação de
sua identidade. Entre elas, destacam-se a caça, a pesca,
a coleta de frutas e a agricultura de subsistência.
A comunidade
promove eventos
culturais, como o
Encontro de Culturas
Indígenas, que reúne
diferentes povos
indígenas de Santa
Catarina para celebrar
suas tradições e
compartilhar
experiências.
Povos originários
Santa Catarina
@profgiavila
São um povo que valoriza muito a vida
em comunidade e a solidariedade entre
seus membros. Eles têm uma
organização social baseada em clãs, que
são grupos de parentesco que se
consideram descendentes de um
mesmo ancestral. Cada clã tem seu
próprio território e suas próprias
tradições e rituais.
Xokleng: são um povo indígena que
habita a região da Serra do Mar em Santa
Catarina, mais especificamente na
região da Serra do Tabuleiro. Eles têm
uma população estimada em cerca de
2.500 pessoas e enfrentam diversos
desafios, como a falta de acesso a
serviços básicos e a ameaça de perda de
seus territórios.
A cultura Xokleng
também é rica em
mitos e lendas que
explicam a origem do
mundo e dos seres
humanos, além de
ensinar valores como
respeito à natureza e
aos mais velhos.
A música e a dança
também são
importantes para os
Xokleng, com
instrumentos como a
flauta de bambu e a
maraca sendo
utilizados em diversas
celebrações.
Infelizmente, os Xokleng enfrentaram muitas
dificuldades ao longo da história, desde a chegada
dos colonizadores europeus até os dias atuais. A
perda de suas terras e a pressão de outros grupos
econômicos têm colocado em risco a sobrevivência
da cultura e da língua Xokleng. No entanto, muitos
Xoklengs têm lutado bravamente para preservar sua
identidade e seus modos de vida, o que é
fundamental para garantir a diversidade cultural do
Brasil.
A história dos Xoklengs é marcada pela luta contra a
colonização europeia, que trouxe doenças e conflitos
que afetaram significativamente a população. No
século XX, a construção da rodovia BR-101 cortou o
território tradicional dos Xoklengs, afetando ainda mais
a comunidade. Em 2009, a Funai reconheceu
oficialmente o território indígena Xokleng da Serra do
Tabuleiro, mas a disputa por terras ainda é um desafio
para os Xoklengs.
Apesar das dificuldades, os Xoklengs mantêm tradições
e práticas culturais importantes para a preservação de
sua identidade. Entre elas, destacam-se a caça, a pesca,
a coleta de frutas e a agricultura de subsistência.
A comunidade
promove eventos
culturais, como o
Encontro de Culturas
Indígenas, que reúne
diferentes povos
indígenas de Santa
Catarina para celebrar
suas tradições e
compartilhar
experiências.
Povos originários
Santa Catarina
@profgiavila
1. Leia os textos a seguir e depois responda às questões:
Os direitos dos povos indígenas sobre as terras onde vivem existem há muito tempo e foram reforçados a partir da Constituição Federal de 1988:
são direitos garantidos por lei. O Estado brasileiro é responsável, assim, por demarcar e proteger as Terras Indígenas. [...]
Como é garantido os direitos dos Índios à terra? Disponível em: <https://mirim.org/onde-estao>. Acesso em: 05 out. 2020.
Terras Indígenas são territórios legalmente demarcados pelo Estado brasileiro. Isso quer dizer que o Estado brasileiro tem por obrigação protegê-los,
sendo assim não é permitida a entrada de não indígenas nessas terras, a não ser com a autorização da comunidade indígena ou da Funai [Fundação
Nacional do Índio]. [...]
Terras Indígenas. Disponível em: <https://mirim.org/terras-indigenas>. Acesso em: 05 out. 2020.
a. O que são Terras Indígenas? Por que elas são importantes?
b. Qual foi a importância da Constituição de 1988 para a garantia dos direitos dos povos indígenas brasileiros?
c. Em sua opinião, o direito indígena sobre a posse de suas terras, garantidos pela Constituição de 1988, é respeitado? Por quê?
2. Pesquise informações que envolvem os povos indígenas e a luta por seus direitos no Brasil, na atualidade. Consulte notícias divulgadas em
revistas, jornais e na internet. Anote o resultados e depois converse com o professor e os colegas.
ANTA
EMA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades feudalismo na idade média
Atividades   feudalismo na idade médiaAtividades   feudalismo na idade média
Atividades feudalismo na idade média
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividade sobre a evolução do homem 6º ano
Atividade sobre a evolução do homem 6º anoAtividade sobre a evolução do homem 6º ano
Atividade sobre a evolução do homem 6º ano
Prefeitura Municipal de São Leopoldo
 
Geo 7º ano M 3ª prova A 2ª etapa 2014 gabarito
Geo 7º ano M 3ª prova A 2ª etapa 2014 gabaritoGeo 7º ano M 3ª prova A 2ª etapa 2014 gabarito
Geo 7º ano M 3ª prova A 2ª etapa 2014 gabarito
CBM
 
A ocupação humana na América
A ocupação  humana na América    A ocupação  humana na América
A ocupação humana na América
Mary Alvarenga
 
Caça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade MédiaCaça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade Média
Mary Alvarenga
 
Quilombos orig.
Quilombos  orig.Quilombos  orig.
Quilombos orig.
Felipe Weizenmann
 
A ocupação humana na América
A ocupação humana na América    A ocupação humana na América
A ocupação humana na América
Mary Alvarenga
 
Gabarito prova cidadania direitos,_segregaçao,_populaçoes_t radicionais
Gabarito prova cidadania direitos,_segregaçao,_populaçoes_t radicionaisGabarito prova cidadania direitos,_segregaçao,_populaçoes_t radicionais
Gabarito prova cidadania direitos,_segregaçao,_populaçoes_t radicionais
Atividades Diversas Cláudia
 
Avaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º anoAvaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º ano
Acrópole - História & Educação
 
Slides 6 ano ensino religioso.pptx
Slides 6 ano ensino religioso.pptxSlides 6 ano ensino religioso.pptx
Slides 6 ano ensino religioso.pptx
ViviSimoni
 
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
SEMEC
 
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdfHistoria Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
marilei4
 
Primeiros habitantes do brasil
Primeiros habitantes do brasilPrimeiros habitantes do brasil
Primeiros habitantes do brasil
Profdaltonjunior
 
Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga
Frederico Marques Sodré
 
Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.
Jose Ribamar Santos
 
At cidadania-pav
At cidadania-pavAt cidadania-pav
Tópico 3 cidadania e direitos sociais (idh)
Tópico 3 cidadania e direitos sociais (idh)Tópico 3 cidadania e direitos sociais (idh)
Tópico 3 cidadania e direitos sociais (idh)
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Atividades Diversas Cláudia
 
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma AntigaAVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
Acrópole - História & Educação
 
História, fontes e historiadores
História, fontes e historiadoresHistória, fontes e historiadores
História, fontes e historiadores
Ivanilton Junior
 

Mais procurados (20)

Atividades feudalismo na idade média
Atividades   feudalismo na idade médiaAtividades   feudalismo na idade média
Atividades feudalismo na idade média
 
Atividade sobre a evolução do homem 6º ano
Atividade sobre a evolução do homem 6º anoAtividade sobre a evolução do homem 6º ano
Atividade sobre a evolução do homem 6º ano
 
Geo 7º ano M 3ª prova A 2ª etapa 2014 gabarito
Geo 7º ano M 3ª prova A 2ª etapa 2014 gabaritoGeo 7º ano M 3ª prova A 2ª etapa 2014 gabarito
Geo 7º ano M 3ª prova A 2ª etapa 2014 gabarito
 
A ocupação humana na América
A ocupação  humana na América    A ocupação  humana na América
A ocupação humana na América
 
Caça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade MédiaCaça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade Média
 
Quilombos orig.
Quilombos  orig.Quilombos  orig.
Quilombos orig.
 
A ocupação humana na América
A ocupação humana na América    A ocupação humana na América
A ocupação humana na América
 
Gabarito prova cidadania direitos,_segregaçao,_populaçoes_t radicionais
Gabarito prova cidadania direitos,_segregaçao,_populaçoes_t radicionaisGabarito prova cidadania direitos,_segregaçao,_populaçoes_t radicionais
Gabarito prova cidadania direitos,_segregaçao,_populaçoes_t radicionais
 
Avaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º anoAvaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º ano
 
Slides 6 ano ensino religioso.pptx
Slides 6 ano ensino religioso.pptxSlides 6 ano ensino religioso.pptx
Slides 6 ano ensino religioso.pptx
 
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
 
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdfHistoria Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
 
Primeiros habitantes do brasil
Primeiros habitantes do brasilPrimeiros habitantes do brasil
Primeiros habitantes do brasil
 
Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga
 
Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.
 
At cidadania-pav
At cidadania-pavAt cidadania-pav
At cidadania-pav
 
Tópico 3 cidadania e direitos sociais (idh)
Tópico 3 cidadania e direitos sociais (idh)Tópico 3 cidadania e direitos sociais (idh)
Tópico 3 cidadania e direitos sociais (idh)
 
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
 
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma AntigaAVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
 
História, fontes e historiadores
História, fontes e historiadoresHistória, fontes e historiadores
História, fontes e historiadores
 

Semelhante a Povos originários (Certificado (paisagem)).pdf

Povo e cultura
Povo e culturaPovo e cultura
Povo e cultura
Pedro Neves
 
A questão indígena no Brasil
A questão indígena no BrasilA questão indígena no Brasil
A questão indígena no Brasil
BeatrizLeitedosSanto
 
Do coração da Amazônia para o topo do mundo
Do coração da Amazônia para o topo do mundoDo coração da Amazônia para o topo do mundo
Do coração da Amazônia para o topo do mundo
Erika Fernandes-Pinto
 
O processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenasO processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenas
Maira Conde
 
Os himba – povo das mulheres de vermelho
Os himba – povo das mulheres de vermelhoOs himba – povo das mulheres de vermelho
Os himba – povo das mulheres de vermelho
Maria Camila dos Santos Rocha
 
Oficina de Geociências
Oficina de GeociênciasOficina de Geociências
Oficina de Geociências
Escola Silene de Andrade
 
Dia do indio
Dia do indioDia do indio
Dia do indio
ANDRÉA LEMOS
 
Nações indígenas no brasil
Nações indígenas no brasilNações indígenas no brasil
Nações indígenas no brasil
Acrópole - História & Educação
 
Seminário Tópicos Especiais em Brasil V.pptx
Seminário  Tópicos Especiais em Brasil V.pptxSeminário  Tópicos Especiais em Brasil V.pptx
Seminário Tópicos Especiais em Brasil V.pptx
Caelen1
 
Psicologia duas sociedades
Psicologia   duas sociedadesPsicologia   duas sociedades
Psicologia duas sociedades
fergwen
 
#Diversidade Cultural.ppt sociologia E.M
#Diversidade Cultural.ppt sociologia E.M#Diversidade Cultural.ppt sociologia E.M
#Diversidade Cultural.ppt sociologia E.M
AurileneSousa9
 
As identidades culturais indiginas na pós modernidade
As identidades culturais indiginas na pós modernidadeAs identidades culturais indiginas na pós modernidade
As identidades culturais indiginas na pós modernidade
Hérika Diniz
 
Cartilha-Indigenas-1.pdf
Cartilha-Indigenas-1.pdfCartilha-Indigenas-1.pdf
Cartilha-Indigenas-1.pdf
JaquelineSouza798953
 
kaio
kaio                                     kaio
kaio
Kaio Cesar
 
Plano de aula 1º ano [salvo automaticamente]
Plano de aula 1º ano [salvo automaticamente]Plano de aula 1º ano [salvo automaticamente]
Plano de aula 1º ano [salvo automaticamente]
Jefferson Nascimento
 
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileiraHistória da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
Raphael Lanzillotte
 
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no BrasilCapítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Índios. Uma análise de como estamos... 2014
Índios. Uma análise de como estamos... 2014Índios. Uma análise de como estamos... 2014
Índios. Uma análise de como estamos... 2014
Dayse Alves
 
Aula maias astecas e incas
Aula maias astecas e incasAula maias astecas e incas
Aula maias astecas e incas
RafaelStuart
 
Povos indigenas brasil 2
Povos indigenas brasil 2Povos indigenas brasil 2
Povos indigenas brasil 2
Profgalao
 

Semelhante a Povos originários (Certificado (paisagem)).pdf (20)

Povo e cultura
Povo e culturaPovo e cultura
Povo e cultura
 
A questão indígena no Brasil
A questão indígena no BrasilA questão indígena no Brasil
A questão indígena no Brasil
 
Do coração da Amazônia para o topo do mundo
Do coração da Amazônia para o topo do mundoDo coração da Amazônia para o topo do mundo
Do coração da Amazônia para o topo do mundo
 
O processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenasO processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenas
 
Os himba – povo das mulheres de vermelho
Os himba – povo das mulheres de vermelhoOs himba – povo das mulheres de vermelho
Os himba – povo das mulheres de vermelho
 
Oficina de Geociências
Oficina de GeociênciasOficina de Geociências
Oficina de Geociências
 
Dia do indio
Dia do indioDia do indio
Dia do indio
 
Nações indígenas no brasil
Nações indígenas no brasilNações indígenas no brasil
Nações indígenas no brasil
 
Seminário Tópicos Especiais em Brasil V.pptx
Seminário  Tópicos Especiais em Brasil V.pptxSeminário  Tópicos Especiais em Brasil V.pptx
Seminário Tópicos Especiais em Brasil V.pptx
 
Psicologia duas sociedades
Psicologia   duas sociedadesPsicologia   duas sociedades
Psicologia duas sociedades
 
#Diversidade Cultural.ppt sociologia E.M
#Diversidade Cultural.ppt sociologia E.M#Diversidade Cultural.ppt sociologia E.M
#Diversidade Cultural.ppt sociologia E.M
 
As identidades culturais indiginas na pós modernidade
As identidades culturais indiginas na pós modernidadeAs identidades culturais indiginas na pós modernidade
As identidades culturais indiginas na pós modernidade
 
Cartilha-Indigenas-1.pdf
Cartilha-Indigenas-1.pdfCartilha-Indigenas-1.pdf
Cartilha-Indigenas-1.pdf
 
kaio
kaio                                     kaio
kaio
 
Plano de aula 1º ano [salvo automaticamente]
Plano de aula 1º ano [salvo automaticamente]Plano de aula 1º ano [salvo automaticamente]
Plano de aula 1º ano [salvo automaticamente]
 
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileiraHistória da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
História da Arte: Arte e cultura indígena brasileira
 
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no BrasilCapítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
 
Índios. Uma análise de como estamos... 2014
Índios. Uma análise de como estamos... 2014Índios. Uma análise de como estamos... 2014
Índios. Uma análise de como estamos... 2014
 
Aula maias astecas e incas
Aula maias astecas e incasAula maias astecas e incas
Aula maias astecas e incas
 
Povos indigenas brasil 2
Povos indigenas brasil 2Povos indigenas brasil 2
Povos indigenas brasil 2
 

Último

Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
MariaFatima425285
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
GiselaAlves15
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Luana Neres
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
WelidaFreitas1
 

Último (20)

Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
 

Povos originários (Certificado (paisagem)).pdf

  • 1. Realize uma conversa com os estudantes sobre as informações ou conhecimentos que possuem sobre o tema constelações. Pergunte se sabem nomear alguma constelação e se saberiam explicar porque elas recebem tal nome. Questione se há possibilidades de haver nomes diferentes para o mesmo conjunto de estrelas ou se podemos ver as constelações com um formato diferente do que aqueles mais conhecidos ou acessíveis para nós. Apresente as constelações indígenas https://stellarium-web.org/ Unidade temática: Povos e culturas: meu lugar no mundo e meu grupo social. Objetos de conhecimentos: Cidadania, diversidade cultural e respeito às diferenças sociais, culturais e históricas. Habilidades: (EF05HI04) Associar a noção de cidadania com os princípios de respeito à diversidade, à pluralidade e aos direitos humanos. (EF05HI05) Associar o conceito de cidadania à conquista de direitos dos povos e das sociedades, compreendendo-o como conquista histórica. (EF05CI10) Identificar algumas constelações com o apoio de recursos. 1. 2. 3. Resumo da Aula Povos originários @profgiavila Interdisciplinar
  • 2. Os povos indígenas têm uma grande diversidade de costumes e tradições que variam de acordo com suas culturas, línguas e regiões onde vivem. Alguns exemplos de costumes que podem ser encontrados entre os povos indígenas, você vai conhecer no próximo mapa mental. Povos originários Você sabe quem são? O Brasil é um país com uma grande diversidade étnica e cultural, com muitos grupos étnicos diferentes que têm suas próprias tradições, línguas, costumes e formas de vida. Dentre esses grupos, estão os povos indígenas, que são parte fundamental da história e da cultura do Brasil. De acordo com a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), existem atualmente mais de 300 povos indígenas no Brasil, que falam cerca de 274 línguas diferentes. Eles habitam diversas regiões do país, desde a Amazônia até o sul do país. A proteção dos direitos dos povos indígenas é fundamental para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva, que valorize a diversidade cultural e a riqueza dos povos que habitam o país. Atualmente, a Constituição Federal de 1988 reconhece os direitos dos povos indígenas, garantindo-lhes a posse permanente das terras que tradicionalmente ocupam, bem como o direito à consulta prévia, livre e informada em relação a projetos que afetem seus territórios e modos de vida. No entanto, esses direitos têm sido constantemente ameaçados por interesses econômicos e políticos. Os povos indígenas têm enfrentado diversos desafios ao longo da história do Brasil, como a colonização, a escravidão, a exploração de seus territórios e recursos naturais, além da violência e do preconceito. Apesar disso, muitos desses povos têm resistido e lutado para manter suas tradições e modos de vida, bem como seus direitos à terra, à saúde, à educação e à preservação de suas culturas. 1 2 3 4 5 6 7 Povos originários @profgiavila (EF05HI04) (EF05HI05)
  • 3. Medicina tradicional: Os povos indígenas têm uma vasta gama de conhecimentos sobre plantas e remédios naturais que são utilizados para tratar doenças e promover a saúde. cultura Cada povo indígena tem sua própria cultura e tradições únicas, e é importante valorizar e respeitar essa diversidade cultural. Conheça algumas. Vestimentas tradicionais: Muitas culturas indígenas têm trajes tradicionais que são usados ​ ​ em cerimônias importantes. Esses trajes podem incluir penas, peles de animais, contas, tecidos coloridos e outros ornamentos. Crenças e espiritualidade: Muitos povos indígenas têm crenças espirituais únicas que guiam suas práticas e rituais. Essas crenças podem incluir a adoração de ancestrais, espíritos da natureza, deuses e deusas. Danças e músicas: Danças e músicas são uma parte importante da cultura indígena. Essas performances muitas vezes têm um significado espiritual ou histórico e são realizadas em ocasiões especiais. Alimentação: A alimentação dos povos indígenas é baseada em alimentos locais e sazonais, incluindo frutas, vegetais, peixes e carnes. Muitas culturas indígenas têm práticas alimentares específicas que podem incluir jejuns e tabus alimentares. Artesanato: Os povos indígenas têm uma rica tradição de artesanato, incluindo cerâmica, cestaria, tecelagem e escultura. Essas habilidades são muitas vezes transmitidas de geração em geração. 2 3 4 5 6 7 Educação: A transmissão de conhecimento e habilidades é uma parte importante da cultura indígena. Muitas vezes, a educação é realizada dentro da comunidade e inclui práticas de aprendizagem oral e prática. 8 Arquitetura: As casas e edifícios construídos pelos povos indígenas são frequentemente adaptados ao ambiente natural e refletem as crenças e valores culturais de suas comunidades. 9 Agricultura: Muitos povos indígenas praticam agricultura de subsistência, utilizando técnicas tradicionais e sustentáveis ​ ​ para cultivar alimentos em harmonia com o meio ambiente. Sistemas de governança: As comunidades indígenas frequentemente têm sistemas de governança únicos que são baseados em valores culturais e tradições locais, incluindo a tomada de decisões em grupo e a liderança coletiva. 10 11 Povos originários @profgiavila
  • 4. Homem Velho - Segundo a lenda, essa constelação representa um homem cuja esposa estava interessada no seu irmão. Para ficar com o cunhado, a esposa matou o marido, cortando-lhe a perna. Segundo a mitologia, os deuses ficaram com pena do homem e o transformaram em uma constelação. constelações indígenas Desde os tempos mais primórdios os nossos antepassados já possuíam o costume de observar o céu, mesmo antes da astronomia e objetos mais sofisticados surgirem. Com a identificação de padrões para predizer as estações do ano, bem como as melhores épocas para o plantio e colheita, o estudo dos astros possibilitou grandes avanços para a humanidade. As constelações indígenas são um conjunto de agrupamentos de estrelas usados por diversas comunidades indígenas para orientação e navegação. As constelações indígenas variam de acordo com a região e a cultura de cada povo, e muitas vezes apresentam nomes e significados diferentes dos utilizados na astronomia ocidental. Cervo - É uma constelação que representa um veado, um animal que é visto como um guardião da floresta e um símbolo de respeito e harmonia com a natureza. Ema: Na cultura Guarani, por exemplo, o ema é visto como um animal sagrado que representa a força e a determinação. Segundo a mitologia Guarani, o ema foi escolhido pelos deuses para liderar todos os animais em uma batalha contra os humanos, mas acabou sendo derrotado por sua própria arrogância e teimosia. Jabuti - Conhecido como Ybytu-Piruvixa pelos povos Guarani, é uma constelação em forma de triângulo que representa o casco do jabuti. Segundo a tradição Guarani, o jabuti foi o criador da Terra e das estrelas. Anta - ela indica a transição entre o frio e o calor para os índios do Sul, e entre a seca e a chuva para os índios do norte do Brasil. 2 3 4 5 6 7 Garça - A constelação Yhé anuncia a dificuldade para a obtençãode peixes. Essa constelação faz referência a constelação de Virgem. 8 Canoa - indica exatamente a posição do ponto cardeal norte. A constelação da Canoa se encontra da região das constelações ocidentais Ursa Maior e Leão Menor, e era conhecida principalmente pelos índios do norte e nordeste do Brasil, uma vez que ela se encontra muito baixa no céu quando vista a partir do sul do país. Portanto, quando ela surgia para os índios do norte e nordeste em meados de março, indicava tempo de chuvas. 9 Onça- É uma constelação que representa uma onça-pintada, um animal muito importante na cultura Xokleng. A constelação é vista como um símbolo de força, coragem e sabedoria. Serpente - É uma constelação que representa uma cobra, animal que é visto como um guardião da natureza e um símbolo de sabedoria e renovação. 10 11 1 @profgiavila Povos originários EF05CI10
  • 5. constelações indígenas Você sabia? A constelação do Homem Velho indica que o verão está por vir; a do Veado, o outono; a da Anta do Norte, a primavera; e, por fim, a da Ema, o inverno. Por isso, a observação das constelações também é importante para a agricultura. 9 2 Povos originários 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 @profgiavila
  • 6. KAINGANG Kaingang: os Kaingang habitam originalmente as regiões Sul e Sudeste do Brasil, incluindo Santa Catarina. Eles têm uma população de cerca de 22 mil pessoas no país, distribuídas em mais de 150 comunidades. Em Santa Catarina, existem comunidades Kaingang em várias regiões do estado. Organização social: é organizada em clãs, cada um com suas tradições e lideranças. O cacique é o líder máximo da comunidade e tem a função de representar e proteger seu povo. As decisões são tomadas em assembleias, onde todos têm direito a voz e voto. Idioma: A língua falada pelos Kaingang é da família Jê, assim como a língua dos Xokleng, que também vivem em Santa Catarina. A história dos Kaingang está marcada pela colonização europeia, que afetou profundamente suas terras e cultura. Hoje em dia, os Kaingang em Santa Catarina vivem em algumas áreas de terra indígena, como a Terra Indígena Xapecó, que fica na região oeste do estado, e a Terra Indígena Ibirama La Klãnõ, que fica na região do Vale do Itajaí. Essas áreas são importantes para a preservação da cultura e modo de vida do povo Kaingang, que tradicionalmente vive da caça, pesca e coleta. Música e dança: A música e a dança são parte integrante da cultura Kaingang e são usadas em diversos rituais e celebrações. A dança do Toré, por exemplo, é uma das mais importantes e simboliza a união e a força da comunidade. Os costumes dos Kaingang são baseados em uma relação harmoniosa com a natureza e em uma forte ligação com seus antepassados e tradições. Respeito à natureza: Os Kaingang têm um profundo respeito pela natureza e acreditam que todos os seres vivos são sagrados e interconectados. Eles procuram viver em harmonia com o meio ambiente, evitando o desperdício e a destruição da natureza. Cosmologia: A cosmologia Kaingang é baseada em uma visão cíclica do tempo, em que tudo está interconectado. Eles acreditam que os antepassados estão presentes em suas vidas e que é importante manter viva a memória dos que vieram antes. Artesanato: têm uma tradição rica em artesanato, produzindo peças como cestos, colares, pulseiras e cerâmicas. Esses objetos são decorados com desenhos simbólicos e representam a história e a cultura desse povo. Alimentação: A alimentação dos Kaingang é baseada principalmente em produtos da agricultura e da caça, como milho, feijão, mandioca, carne de caça e peixe. Eles também têm o costume de consumir chás e plantas medicinais para manter a saúde e o bem-estar. Povos originários Santa Catarina @profgiavila
  • 7. São um povo que valoriza muito a vida em comunidade e a solidariedade entre seus membros. Eles têm uma organização social baseada em clãs, que são grupos de parentesco que se consideram descendentes de um mesmo ancestral. Cada clã tem seu próprio território e suas próprias tradições e rituais. Xokleng: são um povo indígena que habita a região da Serra do Mar em Santa Catarina, mais especificamente na região da Serra do Tabuleiro. Eles têm uma população estimada em cerca de 2.500 pessoas e enfrentam diversos desafios, como a falta de acesso a serviços básicos e a ameaça de perda de seus territórios. A cultura Xokleng também é rica em mitos e lendas que explicam a origem do mundo e dos seres humanos, além de ensinar valores como respeito à natureza e aos mais velhos. A música e a dança também são importantes para os Xokleng, com instrumentos como a flauta de bambu e a maraca sendo utilizados em diversas celebrações. Infelizmente, os Xokleng enfrentaram muitas dificuldades ao longo da história, desde a chegada dos colonizadores europeus até os dias atuais. A perda de suas terras e a pressão de outros grupos econômicos têm colocado em risco a sobrevivência da cultura e da língua Xokleng. No entanto, muitos Xoklengs têm lutado bravamente para preservar sua identidade e seus modos de vida, o que é fundamental para garantir a diversidade cultural do Brasil. A história dos Xoklengs é marcada pela luta contra a colonização europeia, que trouxe doenças e conflitos que afetaram significativamente a população. No século XX, a construção da rodovia BR-101 cortou o território tradicional dos Xoklengs, afetando ainda mais a comunidade. Em 2009, a Funai reconheceu oficialmente o território indígena Xokleng da Serra do Tabuleiro, mas a disputa por terras ainda é um desafio para os Xoklengs. Apesar das dificuldades, os Xoklengs mantêm tradições e práticas culturais importantes para a preservação de sua identidade. Entre elas, destacam-se a caça, a pesca, a coleta de frutas e a agricultura de subsistência. A comunidade promove eventos culturais, como o Encontro de Culturas Indígenas, que reúne diferentes povos indígenas de Santa Catarina para celebrar suas tradições e compartilhar experiências. Povos originários Santa Catarina @profgiavila
  • 8. São um povo que valoriza muito a vida em comunidade e a solidariedade entre seus membros. Eles têm uma organização social baseada em clãs, que são grupos de parentesco que se consideram descendentes de um mesmo ancestral. Cada clã tem seu próprio território e suas próprias tradições e rituais. Xokleng: são um povo indígena que habita a região da Serra do Mar em Santa Catarina, mais especificamente na região da Serra do Tabuleiro. Eles têm uma população estimada em cerca de 2.500 pessoas e enfrentam diversos desafios, como a falta de acesso a serviços básicos e a ameaça de perda de seus territórios. A cultura Xokleng também é rica em mitos e lendas que explicam a origem do mundo e dos seres humanos, além de ensinar valores como respeito à natureza e aos mais velhos. A música e a dança também são importantes para os Xokleng, com instrumentos como a flauta de bambu e a maraca sendo utilizados em diversas celebrações. Infelizmente, os Xokleng enfrentaram muitas dificuldades ao longo da história, desde a chegada dos colonizadores europeus até os dias atuais. A perda de suas terras e a pressão de outros grupos econômicos têm colocado em risco a sobrevivência da cultura e da língua Xokleng. No entanto, muitos Xoklengs têm lutado bravamente para preservar sua identidade e seus modos de vida, o que é fundamental para garantir a diversidade cultural do Brasil. A história dos Xoklengs é marcada pela luta contra a colonização europeia, que trouxe doenças e conflitos que afetaram significativamente a população. No século XX, a construção da rodovia BR-101 cortou o território tradicional dos Xoklengs, afetando ainda mais a comunidade. Em 2009, a Funai reconheceu oficialmente o território indígena Xokleng da Serra do Tabuleiro, mas a disputa por terras ainda é um desafio para os Xoklengs. Apesar das dificuldades, os Xoklengs mantêm tradições e práticas culturais importantes para a preservação de sua identidade. Entre elas, destacam-se a caça, a pesca, a coleta de frutas e a agricultura de subsistência. A comunidade promove eventos culturais, como o Encontro de Culturas Indígenas, que reúne diferentes povos indígenas de Santa Catarina para celebrar suas tradições e compartilhar experiências. Povos originários Santa Catarina @profgiavila
  • 9. 1. Leia os textos a seguir e depois responda às questões: Os direitos dos povos indígenas sobre as terras onde vivem existem há muito tempo e foram reforçados a partir da Constituição Federal de 1988: são direitos garantidos por lei. O Estado brasileiro é responsável, assim, por demarcar e proteger as Terras Indígenas. [...] Como é garantido os direitos dos Índios à terra? Disponível em: <https://mirim.org/onde-estao>. Acesso em: 05 out. 2020. Terras Indígenas são territórios legalmente demarcados pelo Estado brasileiro. Isso quer dizer que o Estado brasileiro tem por obrigação protegê-los, sendo assim não é permitida a entrada de não indígenas nessas terras, a não ser com a autorização da comunidade indígena ou da Funai [Fundação Nacional do Índio]. [...] Terras Indígenas. Disponível em: <https://mirim.org/terras-indigenas>. Acesso em: 05 out. 2020. a. O que são Terras Indígenas? Por que elas são importantes? b. Qual foi a importância da Constituição de 1988 para a garantia dos direitos dos povos indígenas brasileiros? c. Em sua opinião, o direito indígena sobre a posse de suas terras, garantidos pela Constituição de 1988, é respeitado? Por quê? 2. Pesquise informações que envolvem os povos indígenas e a luta por seus direitos no Brasil, na atualidade. Consulte notícias divulgadas em revistas, jornais e na internet. Anote o resultados e depois converse com o professor e os colegas.
  • 10. ANTA
  • 11. EMA