SlideShare uma empresa Scribd logo
dilemas e desafios de 
quem quer inovar no Brasil 
startups
Startups são pequenas empresas nascentes geralmente 
inovadoras e, por tudo isso, são muito diferentes de 
grandes empresas. 
Enquanto grandes empresas focam em fluxo de caixa, 
rentabilidade, produção em escala e possuem 
gerentes sêniores que dominam os processos, 
startups deveriam focar em testar seu modelo de 
negócio e suas hipóteses, encontrar o melhor 
formato para seu produto ou serviço e possuir um 
time gestor empreendedor. 
Startups, antes de mais nada, são sinônimo de 
incerteza, e não podem ser geridas como empresas 
maduras. 
1. O q 
ue é uma startup
Nenhum modelo de negócio deveria sobreviver ao 
primeiro contato com o cliente. Para chegar em um 
modelo que crie, entregue e capture valor, o 
empreendedor deve entender que está em um 
processo de busca, em que ajustes são 
fundamentais. 
Outro grande desafio do modelo de negócio para 
inovação é encontrar formas de capturar e 
expressar a visão que motivou o nascimento da 
empresa, a maioria dos empreendedores de 
sucesso são mais movidos pelo impacto 
essencial de seu negócio que pelo dinheiro ou 
reconhecimento*. 
Startup genome report 2011 
2. Mo 
delo de negócio
Papel do empreendedor: 
reconhecer em si a principal 
fonte dos desafios e soluções 3. 
Ser empreendedor não é deixar de ter um chefe e 
poder se dedicar um pouco menos ao trabalho. 
Seus sócios, o governo e os clientes podem ser 
ainda mais exigentes que o chefe mais rigoroso, 
e suas responsabilidades farão com que você se 
dedique muito mais do que pensava ser 
necessário. 
Nesse papel não cabe justificativas externas, mas 
sempre chamar a responsabilidade para si, 
reconhecer onde suas competências se esgotam e 
ser protagonista na busca por melhores 
soluções para o negócio.
O melhor time pode não ser o que tem as melhores 
competências técnicas. Para alavancar uma 
startup vale mais o “time dos sonhos”, aquele 
formado por um conjunto de pessoas que 
compartilham os sonhos do empreendedor 
como se fossem os seus e, a cada desafio, 
mobilizam suas energias como se aquele fosse o 
principal desafio. 
Para isso, o negócio tem que atrair, reter e inspirar 
talentos de competências complementares e 
distintas daquelas que o empreendedor possui. 
4. Mo 
ntar o “time dos sonhos”
A maioria dos empreendedores trata sua idéia como 
um grande e pronto segredo. 
Aqueles que tem o adequado desapego se permitem 
compartilhar, e logo descobrem que o segredo 
pode estar na tecnologia, mas todo o resto que 
caracteriza o negócio pode ser enriquecido, 
reformulado, revisto e sempre melhorado a 
medida que a idéia é aberta a um perfil 
diferenciado de interlocutores. 
Esse movimento requer auto-confiança do 
empreendedor que acredita no problema que está 
solucionando, e humildade de saber que ele não 
sabe e não precisa saber tudo. 
5. 
Adequado desapego, auto-estima 
e humildade
Algumas empresas não conseguem crescer até 
encontrar o equilíbrio adequado entre quanto 
transgredir e quebrar paradigmas e adequar-se ao 
mercado. 
MMuitas inovações parecem estar demasiadamente 
a frente do tempo e a empresa precisa criar 
estratégias para lidar com isso, seja sobrevivendo 
durante essa transição, seja “educando” o 
mercado. Os dois extremos possuem impactos 
importantes no modelo de negócio. 
6. 
Limites entre a inovação 
e a transgressão
Quanto o empreendedor precisa controlar do negócio 
para ter sucesso? 
Na tentativa de controlar todos os aspectos da 
empresa e do negócio (societariamente) o 
empreendedor perde oportunidades, como um 
sócio que lhe agregaria fôlego – recursos e/ou 
competências para alavancar a empresa. 
Empreendedores solo levam quase 4 vezes mais 
tempo para produzir seus produtos em escala.* 
Startup genome report 2011 
7. Nív 
el de controle
O processo de empreender uma startup inovadora 
geralmente possibilita uma intensidade de 
experiências e aprendizagem imensurável. 
Os ciclos são muito rápidos: o empreendedor tem o 
desafio de registrar, processar e se apropriar 
para aprender com conquistas, decisões e erros, 
enquanto novas decisões, conquistas e erros 
acontecem. 
Startups onde o empreendedor cria e acompanha 
indicadores, recebe ajuda de mentores e 
aprende com as experiências conseguem 
levantar mais capital e crescer mais rápido.* 
Startup genome report 2011 
8. Apr 
ender fazendo
Veja também, os dilemas de: 
- Pequisadores 
- Grandes empresas 
Se 
interessa 
por 
inovação? 
www.troposlab.com
O Tropos Lab é uma empresa do Grupo Instituto Inovação

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
Rodrigo Ramos
 
Empreendedorismo: Conceito, mitos e atitudes empreendedoras
Empreendedorismo: Conceito, mitos e atitudes empreendedorasEmpreendedorismo: Conceito, mitos e atitudes empreendedoras
Empreendedorismo: Conceito, mitos e atitudes empreendedoras
Italo Delavechia
 
Curso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo CorporativoCurso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo Corporativo
Grupo Treinar
 
3ª Unidade Perfil do empreendedor
3ª Unidade Perfil do empreendedor3ª Unidade Perfil do empreendedor
3ª Unidade Perfil do empreendedor
Cleiton Cunha
 
In f 13dicas
In f 13dicasIn f 13dicas
In f 13dicas
Alexsander Fim
 
Consultoria empreendedora Sempree
Consultoria empreendedora SempreeConsultoria empreendedora Sempree
Consultoria empreendedora Sempree
Sempree - Saber Empreendedor
 
Entendendo como as empresas funcionam
Entendendo como as empresas funcionamEntendendo como as empresas funcionam
Entendendo como as empresas funcionam
Orlando Lima Treinamentos
 
Questionário -o_que_é_empreendedorismo
Questionário  -o_que_é_empreendedorismoQuestionário  -o_que_é_empreendedorismo
Questionário -o_que_é_empreendedorismo
Diego Alexandre da Silva
 
Empreendedorismo e Legislação Aula 2 Flammarion Cysneiros
Empreendedorismo e Legislação   Aula 2   Flammarion CysneirosEmpreendedorismo e Legislação   Aula 2   Flammarion Cysneiros
Empreendedorismo e Legislação Aula 2 Flammarion Cysneiros
flammarion
 
Etapas do desenvolvimento de uma empresa
Etapas do desenvolvimento de uma empresaEtapas do desenvolvimento de uma empresa
Etapas do desenvolvimento de uma empresa
Orlando Lima Treinamentos
 
Jorge abel de olho no futuro
Jorge abel   de olho no futuroJorge abel   de olho no futuro
Jorge abel de olho no futuro
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Empreendedorismo corporativo aula 1 e 2 slides
Empreendedorismo corporativo   aula 1 e 2 slidesEmpreendedorismo corporativo   aula 1 e 2 slides
Empreendedorismo corporativo aula 1 e 2 slides
Edvaldo Eliezer Gomes da Silva
 
Perfil Empreendedor
Perfil EmpreendedorPerfil Empreendedor
Perfil Empreendedor
UEG
 
Pessoas e ciclo de vida das empresas
Pessoas e ciclo de vida das empresasPessoas e ciclo de vida das empresas
Pessoas e ciclo de vida das empresas
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Empreendedorismo e planejamento
Empreendedorismo e planejamentoEmpreendedorismo e planejamento
Empreendedorismo e planejamento
Marcos Luthero
 
Empreendedorismo [modo de compatibilidade]
Empreendedorismo [modo de compatibilidade]Empreendedorismo [modo de compatibilidade]
Empreendedorismo [modo de compatibilidade]
Airton Oliveira
 
Financie Seu Sonho - Empreendedorismo
Financie Seu Sonho - EmpreendedorismoFinancie Seu Sonho - Empreendedorismo
Financie Seu Sonho - Empreendedorismo
Adeildo Caboclo
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
Diego Alexandre da Silva
 
INFOGRÁFICO INTERATIVO - A Saga de um empreendedor de sucesso
INFOGRÁFICO INTERATIVO - A Saga de um empreendedor de sucessoINFOGRÁFICO INTERATIVO - A Saga de um empreendedor de sucesso
INFOGRÁFICO INTERATIVO - A Saga de um empreendedor de sucesso
StefanieAraujo3
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo

Mais procurados (20)

Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
 
Empreendedorismo: Conceito, mitos e atitudes empreendedoras
Empreendedorismo: Conceito, mitos e atitudes empreendedorasEmpreendedorismo: Conceito, mitos e atitudes empreendedoras
Empreendedorismo: Conceito, mitos e atitudes empreendedoras
 
Curso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo CorporativoCurso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo Corporativo
 
3ª Unidade Perfil do empreendedor
3ª Unidade Perfil do empreendedor3ª Unidade Perfil do empreendedor
3ª Unidade Perfil do empreendedor
 
In f 13dicas
In f 13dicasIn f 13dicas
In f 13dicas
 
Consultoria empreendedora Sempree
Consultoria empreendedora SempreeConsultoria empreendedora Sempree
Consultoria empreendedora Sempree
 
Entendendo como as empresas funcionam
Entendendo como as empresas funcionamEntendendo como as empresas funcionam
Entendendo como as empresas funcionam
 
Questionário -o_que_é_empreendedorismo
Questionário  -o_que_é_empreendedorismoQuestionário  -o_que_é_empreendedorismo
Questionário -o_que_é_empreendedorismo
 
Empreendedorismo e Legislação Aula 2 Flammarion Cysneiros
Empreendedorismo e Legislação   Aula 2   Flammarion CysneirosEmpreendedorismo e Legislação   Aula 2   Flammarion Cysneiros
Empreendedorismo e Legislação Aula 2 Flammarion Cysneiros
 
Etapas do desenvolvimento de uma empresa
Etapas do desenvolvimento de uma empresaEtapas do desenvolvimento de uma empresa
Etapas do desenvolvimento de uma empresa
 
Jorge abel de olho no futuro
Jorge abel   de olho no futuroJorge abel   de olho no futuro
Jorge abel de olho no futuro
 
Empreendedorismo corporativo aula 1 e 2 slides
Empreendedorismo corporativo   aula 1 e 2 slidesEmpreendedorismo corporativo   aula 1 e 2 slides
Empreendedorismo corporativo aula 1 e 2 slides
 
Perfil Empreendedor
Perfil EmpreendedorPerfil Empreendedor
Perfil Empreendedor
 
Pessoas e ciclo de vida das empresas
Pessoas e ciclo de vida das empresasPessoas e ciclo de vida das empresas
Pessoas e ciclo de vida das empresas
 
Empreendedorismo e planejamento
Empreendedorismo e planejamentoEmpreendedorismo e planejamento
Empreendedorismo e planejamento
 
Empreendedorismo [modo de compatibilidade]
Empreendedorismo [modo de compatibilidade]Empreendedorismo [modo de compatibilidade]
Empreendedorismo [modo de compatibilidade]
 
Financie Seu Sonho - Empreendedorismo
Financie Seu Sonho - EmpreendedorismoFinancie Seu Sonho - Empreendedorismo
Financie Seu Sonho - Empreendedorismo
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
INFOGRÁFICO INTERATIVO - A Saga de um empreendedor de sucesso
INFOGRÁFICO INTERATIVO - A Saga de um empreendedor de sucessoINFOGRÁFICO INTERATIVO - A Saga de um empreendedor de sucesso
INFOGRÁFICO INTERATIVO - A Saga de um empreendedor de sucesso
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 

Destaque

A verdadeira prosperidade do corpo e da alma
A verdadeira prosperidade do corpo e da almaA verdadeira prosperidade do corpo e da alma
A verdadeira prosperidade do corpo e da alma
Instituto Teológico Gamaliel
 
Alegrai vos no senhor
Alegrai vos no senhorAlegrai vos no senhor
Alegrai vos no senhor
Instituto Teológico Gamaliel
 
Gerenciando arquivos de controle(controlfile)
Gerenciando arquivos de controle(controlfile)Gerenciando arquivos de controle(controlfile)
Gerenciando arquivos de controle(controlfile)
elieziomesquita
 
Mantenimiento de pcs
Mantenimiento de pcsMantenimiento de pcs
Mantenimiento de pcs
Jorge Alberto Lemus
 
Aprendendo com-mulheres-da-biblia-lidia
Aprendendo com-mulheres-da-biblia-lidiaAprendendo com-mulheres-da-biblia-lidia
Aprendendo com-mulheres-da-biblia-lidia
Gleydson Teixeira
 
Doc1
Doc1Doc1
Pais, filhos e a igreja
Pais, filhos e a igrejaPais, filhos e a igreja
Pais, filhos e a igreja
Instituto Teológico Gamaliel
 
Termo compromisso
Termo compromissoTermo compromisso
Termo compromisso
Helder José
 
Tutoria virtual roger
Tutoria virtual rogerTutoria virtual roger
Tutoria virtual roger
roger_cucho
 
Portofolio
PortofolioPortofolio
Portofolio
Caro Salazar
 
As dez ações do espírito santo na vida do crente
As dez ações do espírito santo na vida do crenteAs dez ações do espírito santo na vida do crente
As dez ações do espírito santo na vida do crente
Instituto Teológico Gamaliel
 
Proyecto real decreto 2011 11
Proyecto real decreto 2011 11Proyecto real decreto 2011 11
Proyecto real decreto 2011 11
El Choto de Alfafar
 
Reserva ecologica de san francisco del oro
Reserva ecologica de san francisco del oroReserva ecologica de san francisco del oro
Reserva ecologica de san francisco del oro
Nanncy Mirelles
 
Jn 19 04
Jn 19 04Jn 19 04
Jn 19 04
daquimoc
 
1[5]book do corretor_vs_1.9_introdução_e normas_gerais
1[5]book do corretor_vs_1.9_introdução_e normas_gerais1[5]book do corretor_vs_1.9_introdução_e normas_gerais
1[5]book do corretor_vs_1.9_introdução_e normas_gerais
LUAGGE IMÓVEIS
 
Institutogamaliel.com o significado bíblico de misericórdia quero e não sacri...
Institutogamaliel.com o significado bíblico de misericórdia quero e não sacri...Institutogamaliel.com o significado bíblico de misericórdia quero e não sacri...
Institutogamaliel.com o significado bíblico de misericórdia quero e não sacri...
Instituto Teológico Gamaliel
 
Conhecendo a vontade positiva de deus
Conhecendo a vontade positiva de deusConhecendo a vontade positiva de deus
Conhecendo a vontade positiva de deus
Instituto Teológico Gamaliel
 
Calculodelladrillo 120929180000-phpapp01
Calculodelladrillo 120929180000-phpapp01Calculodelladrillo 120929180000-phpapp01
Calculodelladrillo 120929180000-phpapp01
Jonh Sánchez
 
Institutogamaliel.com a sabedoria de deus na morte substitutiva de cristo
Institutogamaliel.com a sabedoria de deus na morte substitutiva de cristoInstitutogamaliel.com a sabedoria de deus na morte substitutiva de cristo
Institutogamaliel.com a sabedoria de deus na morte substitutiva de cristo
Instituto Teológico Gamaliel
 
Edital retificado inpa 2012
Edital retificado inpa 2012Edital retificado inpa 2012
Edital retificado inpa 2012
leandro_ramos
 

Destaque (20)

A verdadeira prosperidade do corpo e da alma
A verdadeira prosperidade do corpo e da almaA verdadeira prosperidade do corpo e da alma
A verdadeira prosperidade do corpo e da alma
 
Alegrai vos no senhor
Alegrai vos no senhorAlegrai vos no senhor
Alegrai vos no senhor
 
Gerenciando arquivos de controle(controlfile)
Gerenciando arquivos de controle(controlfile)Gerenciando arquivos de controle(controlfile)
Gerenciando arquivos de controle(controlfile)
 
Mantenimiento de pcs
Mantenimiento de pcsMantenimiento de pcs
Mantenimiento de pcs
 
Aprendendo com-mulheres-da-biblia-lidia
Aprendendo com-mulheres-da-biblia-lidiaAprendendo com-mulheres-da-biblia-lidia
Aprendendo com-mulheres-da-biblia-lidia
 
Doc1
Doc1Doc1
Doc1
 
Pais, filhos e a igreja
Pais, filhos e a igrejaPais, filhos e a igreja
Pais, filhos e a igreja
 
Termo compromisso
Termo compromissoTermo compromisso
Termo compromisso
 
Tutoria virtual roger
Tutoria virtual rogerTutoria virtual roger
Tutoria virtual roger
 
Portofolio
PortofolioPortofolio
Portofolio
 
As dez ações do espírito santo na vida do crente
As dez ações do espírito santo na vida do crenteAs dez ações do espírito santo na vida do crente
As dez ações do espírito santo na vida do crente
 
Proyecto real decreto 2011 11
Proyecto real decreto 2011 11Proyecto real decreto 2011 11
Proyecto real decreto 2011 11
 
Reserva ecologica de san francisco del oro
Reserva ecologica de san francisco del oroReserva ecologica de san francisco del oro
Reserva ecologica de san francisco del oro
 
Jn 19 04
Jn 19 04Jn 19 04
Jn 19 04
 
1[5]book do corretor_vs_1.9_introdução_e normas_gerais
1[5]book do corretor_vs_1.9_introdução_e normas_gerais1[5]book do corretor_vs_1.9_introdução_e normas_gerais
1[5]book do corretor_vs_1.9_introdução_e normas_gerais
 
Institutogamaliel.com o significado bíblico de misericórdia quero e não sacri...
Institutogamaliel.com o significado bíblico de misericórdia quero e não sacri...Institutogamaliel.com o significado bíblico de misericórdia quero e não sacri...
Institutogamaliel.com o significado bíblico de misericórdia quero e não sacri...
 
Conhecendo a vontade positiva de deus
Conhecendo a vontade positiva de deusConhecendo a vontade positiva de deus
Conhecendo a vontade positiva de deus
 
Calculodelladrillo 120929180000-phpapp01
Calculodelladrillo 120929180000-phpapp01Calculodelladrillo 120929180000-phpapp01
Calculodelladrillo 120929180000-phpapp01
 
Institutogamaliel.com a sabedoria de deus na morte substitutiva de cristo
Institutogamaliel.com a sabedoria de deus na morte substitutiva de cristoInstitutogamaliel.com a sabedoria de deus na morte substitutiva de cristo
Institutogamaliel.com a sabedoria de deus na morte substitutiva de cristo
 
Edital retificado inpa 2012
Edital retificado inpa 2012Edital retificado inpa 2012
Edital retificado inpa 2012
 

Semelhante a Dilemas e desafios de quem quer inovar: startups

Aula 1 (1)
Aula 1 (1)Aula 1 (1)
Aula 1 (1)
Felipe Pereira
 
Perguntas comuns no empreendedor
Perguntas comuns no empreendedorPerguntas comuns no empreendedor
Perguntas comuns no empreendedor
telmogalveia
 
eBook - Sou uma Startup, e agora?
eBook - Sou uma Startup, e agora?eBook - Sou uma Startup, e agora?
eBook - Sou uma Startup, e agora?
NewAgent
 
Palestra um bom momento para crescer
Palestra um bom momento para crescerPalestra um bom momento para crescer
Palestra um bom momento para crescer
Gomes de Matos Consultores Associados
 
1a. aula
1a. aula1a. aula
1a. aula
Nilton Goulart
 
1a. aula
1a. aula1a. aula
1a. aula
Nilton Goulart
 
Gestao de novos negocios completo
Gestao de novos negocios completoGestao de novos negocios completo
Gestao de novos negocios completo
Eduardo Faraco
 
Startups
Startups Startups
Startups
Natacha Martins
 
APOSTILA 9 - EMPREENDEDORISMO.pdf
APOSTILA 9 - EMPREENDEDORISMO.pdfAPOSTILA 9 - EMPREENDEDORISMO.pdf
APOSTILA 9 - EMPREENDEDORISMO.pdf
Ilton Prandi
 
Xô Crise
Xô CriseXô Crise
Xô Crise
Mauricio Morgado
 
Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
Xô Crise (organizador: Caio Camargo)Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
Mauricio Morgado
 
6 experimentos gerenciais para fazer hoje
6 experimentos gerenciais para fazer hoje6 experimentos gerenciais para fazer hoje
6 experimentos gerenciais para fazer hoje
Debora Santtos
 
Inovação e Criatividade
Inovação e CriatividadeInovação e Criatividade
Inovação e Criatividade
Andrea Costa
 
Curso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo CorporativoCurso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo Corporativo
Grupo Treinar
 
mecatrônica - FUND EMP.pdf
mecatrônica - FUND EMP.pdfmecatrônica - FUND EMP.pdf
mecatrônica - FUND EMP.pdf
SABRINABODZIAK
 
309083130-ufcd-7852-p-point.pdf
309083130-ufcd-7852-p-point.pdf309083130-ufcd-7852-p-point.pdf
309083130-ufcd-7852-p-point.pdf
ricardobarbosa727576
 
Inovação sem fronteiras
Inovação sem fronteirasInovação sem fronteiras
Feira do empreededorismo
Feira do empreededorismoFeira do empreededorismo
Como destravar o crescimento da sua empresa
Como destravar o crescimento da sua empresaComo destravar o crescimento da sua empresa
Como destravar o crescimento da sua empresa
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 
Desafio profissional 2º bim preenchido 5 junho
Desafio profissional   2º bim preenchido 5 junhoDesafio profissional   2º bim preenchido 5 junho
Desafio profissional 2º bim preenchido 5 junho
Angelita Rodrigues
 

Semelhante a Dilemas e desafios de quem quer inovar: startups (20)

Aula 1 (1)
Aula 1 (1)Aula 1 (1)
Aula 1 (1)
 
Perguntas comuns no empreendedor
Perguntas comuns no empreendedorPerguntas comuns no empreendedor
Perguntas comuns no empreendedor
 
eBook - Sou uma Startup, e agora?
eBook - Sou uma Startup, e agora?eBook - Sou uma Startup, e agora?
eBook - Sou uma Startup, e agora?
 
Palestra um bom momento para crescer
Palestra um bom momento para crescerPalestra um bom momento para crescer
Palestra um bom momento para crescer
 
1a. aula
1a. aula1a. aula
1a. aula
 
1a. aula
1a. aula1a. aula
1a. aula
 
Gestao de novos negocios completo
Gestao de novos negocios completoGestao de novos negocios completo
Gestao de novos negocios completo
 
Startups
Startups Startups
Startups
 
APOSTILA 9 - EMPREENDEDORISMO.pdf
APOSTILA 9 - EMPREENDEDORISMO.pdfAPOSTILA 9 - EMPREENDEDORISMO.pdf
APOSTILA 9 - EMPREENDEDORISMO.pdf
 
Xô Crise
Xô CriseXô Crise
Xô Crise
 
Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
Xô Crise (organizador: Caio Camargo)Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
 
6 experimentos gerenciais para fazer hoje
6 experimentos gerenciais para fazer hoje6 experimentos gerenciais para fazer hoje
6 experimentos gerenciais para fazer hoje
 
Inovação e Criatividade
Inovação e CriatividadeInovação e Criatividade
Inovação e Criatividade
 
Curso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo CorporativoCurso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo Corporativo
 
mecatrônica - FUND EMP.pdf
mecatrônica - FUND EMP.pdfmecatrônica - FUND EMP.pdf
mecatrônica - FUND EMP.pdf
 
309083130-ufcd-7852-p-point.pdf
309083130-ufcd-7852-p-point.pdf309083130-ufcd-7852-p-point.pdf
309083130-ufcd-7852-p-point.pdf
 
Inovação sem fronteiras
Inovação sem fronteirasInovação sem fronteiras
Inovação sem fronteiras
 
Feira do empreededorismo
Feira do empreededorismoFeira do empreededorismo
Feira do empreededorismo
 
Como destravar o crescimento da sua empresa
Como destravar o crescimento da sua empresaComo destravar o crescimento da sua empresa
Como destravar o crescimento da sua empresa
 
Desafio profissional 2º bim preenchido 5 junho
Desafio profissional   2º bim preenchido 5 junhoDesafio profissional   2º bim preenchido 5 junho
Desafio profissional 2º bim preenchido 5 junho
 

Último

Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdfInformativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
edsonfrancojunior99
 
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
Paulo Dalla Nora Macedo
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 

Último (6)

Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdfInformativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
 
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 

Dilemas e desafios de quem quer inovar: startups

  • 1. dilemas e desafios de quem quer inovar no Brasil startups
  • 2. Startups são pequenas empresas nascentes geralmente inovadoras e, por tudo isso, são muito diferentes de grandes empresas. Enquanto grandes empresas focam em fluxo de caixa, rentabilidade, produção em escala e possuem gerentes sêniores que dominam os processos, startups deveriam focar em testar seu modelo de negócio e suas hipóteses, encontrar o melhor formato para seu produto ou serviço e possuir um time gestor empreendedor. Startups, antes de mais nada, são sinônimo de incerteza, e não podem ser geridas como empresas maduras. 1. O q ue é uma startup
  • 3. Nenhum modelo de negócio deveria sobreviver ao primeiro contato com o cliente. Para chegar em um modelo que crie, entregue e capture valor, o empreendedor deve entender que está em um processo de busca, em que ajustes são fundamentais. Outro grande desafio do modelo de negócio para inovação é encontrar formas de capturar e expressar a visão que motivou o nascimento da empresa, a maioria dos empreendedores de sucesso são mais movidos pelo impacto essencial de seu negócio que pelo dinheiro ou reconhecimento*. Startup genome report 2011 2. Mo delo de negócio
  • 4. Papel do empreendedor: reconhecer em si a principal fonte dos desafios e soluções 3. Ser empreendedor não é deixar de ter um chefe e poder se dedicar um pouco menos ao trabalho. Seus sócios, o governo e os clientes podem ser ainda mais exigentes que o chefe mais rigoroso, e suas responsabilidades farão com que você se dedique muito mais do que pensava ser necessário. Nesse papel não cabe justificativas externas, mas sempre chamar a responsabilidade para si, reconhecer onde suas competências se esgotam e ser protagonista na busca por melhores soluções para o negócio.
  • 5. O melhor time pode não ser o que tem as melhores competências técnicas. Para alavancar uma startup vale mais o “time dos sonhos”, aquele formado por um conjunto de pessoas que compartilham os sonhos do empreendedor como se fossem os seus e, a cada desafio, mobilizam suas energias como se aquele fosse o principal desafio. Para isso, o negócio tem que atrair, reter e inspirar talentos de competências complementares e distintas daquelas que o empreendedor possui. 4. Mo ntar o “time dos sonhos”
  • 6. A maioria dos empreendedores trata sua idéia como um grande e pronto segredo. Aqueles que tem o adequado desapego se permitem compartilhar, e logo descobrem que o segredo pode estar na tecnologia, mas todo o resto que caracteriza o negócio pode ser enriquecido, reformulado, revisto e sempre melhorado a medida que a idéia é aberta a um perfil diferenciado de interlocutores. Esse movimento requer auto-confiança do empreendedor que acredita no problema que está solucionando, e humildade de saber que ele não sabe e não precisa saber tudo. 5. Adequado desapego, auto-estima e humildade
  • 7. Algumas empresas não conseguem crescer até encontrar o equilíbrio adequado entre quanto transgredir e quebrar paradigmas e adequar-se ao mercado. MMuitas inovações parecem estar demasiadamente a frente do tempo e a empresa precisa criar estratégias para lidar com isso, seja sobrevivendo durante essa transição, seja “educando” o mercado. Os dois extremos possuem impactos importantes no modelo de negócio. 6. Limites entre a inovação e a transgressão
  • 8. Quanto o empreendedor precisa controlar do negócio para ter sucesso? Na tentativa de controlar todos os aspectos da empresa e do negócio (societariamente) o empreendedor perde oportunidades, como um sócio que lhe agregaria fôlego – recursos e/ou competências para alavancar a empresa. Empreendedores solo levam quase 4 vezes mais tempo para produzir seus produtos em escala.* Startup genome report 2011 7. Nív el de controle
  • 9. O processo de empreender uma startup inovadora geralmente possibilita uma intensidade de experiências e aprendizagem imensurável. Os ciclos são muito rápidos: o empreendedor tem o desafio de registrar, processar e se apropriar para aprender com conquistas, decisões e erros, enquanto novas decisões, conquistas e erros acontecem. Startups onde o empreendedor cria e acompanha indicadores, recebe ajuda de mentores e aprende com as experiências conseguem levantar mais capital e crescer mais rápido.* Startup genome report 2011 8. Apr ender fazendo
  • 10. Veja também, os dilemas de: - Pequisadores - Grandes empresas Se interessa por inovação? www.troposlab.com
  • 11. O Tropos Lab é uma empresa do Grupo Instituto Inovação