SlideShare uma empresa Scribd logo
inst it ut ogamaliel.com
http://www.institutogamaliel.com/portaldateologia/as-dez-acoes-do-espirito-santo-na-vida-do-crente/teologia
As dez ações do Espírito Santo na vida do crente
digg
Meus amados e queridos irmãos em Cristo Jesus, a Paz do Senhor!
O Espírito Santo é a pessoa específ ica da Trindade por meio de quem toda a Divindade Triúna atua em
nós. É por meio da obra do Espírito Santo que sentimos a presença de Deus dentro de nós e a vida cristã
recebe relevância especial.
Vejamos agora as dez ações do Espírito Santo na vida do crente:
1 – O Espírito Santo é o agente na conversão
“Quando Ele (O Consolador) vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque
vou para meu Pai e não me vereis mais; do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado” – Jo 16.8-
11
2 – O Espírito Santo é Santificador (1 Ts 4:7-8; 2 Ts 2:13; 1 Pe 1:2)
Entrando na vida do cristão na conversão, Ele o enche com sua presença purif icando o coração e
capacitando para testemunhar e servir (Jo 3:5; At 1:8; Rm 8:9 e Gl 3:3).
Quando somos cheios do Espírito Santo agimos com pureza de intenção, amamos a Deus sobre todas as
coisas e ao próximo como a nós mesmos, tratando outras pessoas como gostaríamos de ser tratados,
experimentando em todo tempo aquela paz que excede a todo entendimento humano.
3 – O Espírito Santo é ensinador (Jo 14.26)
“Mas o Conselheiro, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, lhes ensinará todas as coisas e
lhes f ará lembrar tudo o que eu lhes disse.”
4 – O Espírito Santo intercede por nós (Rm 8.26)
“E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas f raquezas; porque não sabemos o que havemos
de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.
5 – O Espírito Santo concede dons aos crentes
Ele distribui dons para o bem comum e edif icação da igreja, não para prazer ou vantagem daquele que os
possuem: “Mas a manif estação do Espírito é dada a cada um, para o que f or útil.” I Co 12.7
“Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como
quer.” I Co 12.11
Sabemos que o Espírito Santo veio para guiar todas as nossas ações, porém, Ele não f az do homem um
robô para ser controlado a distancia.
Ele vem morar dentro do ser humano, e, assim usa nossos membros como seus instrumentos para a gloria
de Deus (Rm 8.15; 1Co 6.19,20).
6.No campo do controle (Rm 8. 1-4).
A palavra chave aqui é LEI (Rm 7. 19-24). Paulo exemplif ica aqui aquele cristão, que está tentando servir a
Deus mais não consegue se desvencilhar do mundo que de perto o rodeia.
O pecado prende incondicionalmente, o Espírito liberta e vigia com cuidado (2Co 3.17; Ef 4.30; Tg 4.5-7).
Aqui vemos um processo que emancipa. O Espírito Santo não quer que nós vivamos sob pressão para
andarmos nos trilhos de Deus, Ele quer que por emancipação f açamos isso, quer dizer, por escolha, por
decisão própria e não sob ameaças (Rm 6.17,18).
7 . No pensamento (vv. 5-7). As vias sensoriais são sem dúvida as mais atacadas pelo diabo, pois o
pecado é gerado ai, no psicológico do homem – Aqui a palavra chave é MENTE (2Co 10.5; Fil 4.7,8; Ef
6.17a).
Aqui vemos um poder que eleva (Gal 5.16-18; Ef 1.16-18; 3. 14-18).
8 . Na ação (v 13) – A palavra chave é OBRAS (v 13). Aqui vemos um processo que erradica (Gl 5.19-
22).
Erradicar é extirpar, desarraigar, arrancar pela raiz. Uma doença não é erradicada da noite para o dia, se
trabalha com prevenções através das vacinas.
Assim também, a doença do pecado, seja ele qual f or, deve ser combatida com o remédio da Palavra de
Deus.
Apliquemos sempre a vacina da Palavra. Porque é que o crente vem para o culto de doutrina? Será que ele
está vivendo em pecado constante? Não. Ele vem para receber a vacina da Palavra (2Tm 3. 16.17).
9 . No ambiente (vv 22-25), não podemos nos entusiasmar com este mundo, pois, “o mundo passa, e
a suas concupiscências” (1Jo 2.17), o crente está com muita esperança aguardando a volta de Jesus
(1Ts 1.10) – Aqui a palavra chave é ESPERANÇA (Rm 5.2-5; 8.18).
Aqui vemos um processo que entusiasma (1Co 2.9). “Passarinhos belas f lores querem me encantar, são
vãos terrestres esplendores, pois contemplo meu lar” .
10 . Na oração (vv.26,27; 1Ts 5.17) – Palavra chave é INTERSEÇÃO (2Co 1. 3-4; Ef 6.18; Col 1.9;). Aqui
vemos um processo que educa. Somos educados a orar uns pelos outros (Tg 5. 16; Gal 6.2). Saímos
da oração egoísta, “venha a nós”, somente a nós!
Jesus prometeu a vida abundante e f rutíf era como resultado da plenitude (controle e poder) do Espírito
Santo
A vida cheia do Espírito é a vida dirigida por Cristo, pela qual Cristo vive sua vida em nós e através de nós,
no poder do Espírito Santo (Jo 15)
Uma pessoa se torna cristã através do poder do Espírito Santo, conf orme João 3:1-8. Desde o
nascimento espiritual de novo o Espírito Santo permanentemente no cristão (Jo 1:12; Cl 2:9, 10;
Jo14:16,17).
Embora o Espírito Santo habite em todos os cristãos, nem todos os cristãos são cheios (vivem sob o
controle e poder) do Seu poder.
O Espírito Santo é a f onte da vida transbordante (Jo 7:37-39).
O Espírito Santo veio para glorif icar a Cristo (Jo 16:1-15). Quando alguém é cheio do Espírito Santo, ele é
um verdadeiro discípulo de Cristo.
Antes de ascender aos céus, Cristo prometeu enviar-nos o poder do Espírito Santo para nos capacitar a
f im de sermos suas testemunhas (At 1:1-9).
Então, como alguém pode ser cheio do Espírito Santo?
4. Somos cheios do Espírito Santo pela f é; Podemos, então, experimentar a vida abundante e f rutíf era que
Cristo prometeu a todo cristão
Você pode ser cheio do Espírito Santo agora mesmo, se você:
Desejar sinceramente ser controlado e f ortalecido pelo Espírito Santo (Mt 5:6; João 7:37-39).
Conf essar os seus pecados. Pela f é agradeça a Deus o f ato de lhe haver perdoado todos os pecado –
passados, presentes e f uturos – porque Cristo morreu por você (Cl2:13-15; 1 João 1; 2:1-3; Hb10:1-17).
Apresente cada área de sua vida a Deus (Rm 12:1-2).
Pela fé tome posse da plenitude do Espírito Santo, de acordo com:
1. Sua Ordem – Seja cheio do Espírito Santo. “E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas
enchei-vos do Espírito” (Ef 5:18)
2. Sua Promessa – Ele responderá quando orarmos de acordo com Sua vontade. “E esta é a conf iança que
temos Nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve.
E, se sabemos que ele nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe
f izemos”. (1 Jo 5:14,15)
A f é pode ser expressa através da oração…
Como orar com f é para ser cheio do Espírito Santo Somos cheios do Espírito Santo pela f é. Entretanto, a
verdadeira oração é um modo de expressar a sua f é. Sugiro a seguinte oração:
“Querido Pai, eu preciso de Ti. Reconheço que tenho procurado dirigir a minha própria vida e como
resultado, tenho pecado contra Ti.
Te agradeço pelo perdão dos meus pecados através da morte de Cristo na cruz. Agora convido a Cristo
para tomar novamente a direção da minha vida.
Enche-me do teu Espírito como ordenastes que eu f osse cheio e como prometeste em Tua Palavra que
f arias se pedisse com f é. Peço isto no nome de Jesus. Como expressão da minha f é, agradeço-te agora
por dirigir a minha vida e encher-me do teu Espírito Santo. Amém”
Esta oração expressa o desejo do seu coração ? Se é assim ore a Deus e conf ie em que Ele o encherá do
Espírito Santo agora mesmo.
Como saber que você está cheio (sob o controle e poder) do Espírito Santo?
Você pediu a Deus que o enchesse do Espírito Santo ? Você sabe que está cheio do Espírito Santo agora?
Baseado em que? (Na f idelidade do próprio Deus e Sua Palavra), (Hb 11:6; Rm14:22, 23.)
A nossa autoridade é a promessa da Palavra de Deus, a Bíblia, e não as nossas emoções.
O cristão vive pela f é (conf iança) na f idelidade de Deus e de Sua Palavra. O diagrama do trem, ilustra a
relação entre f ato (Deus e Sua Palavra), f é (nossa conf iança em Deus e em Sua Palavra), e emoção (o
resultado da nossa f é e obediência) (Jo 14:21).
A locomotiva correrá com o vagão ou sem ele. Entretanto, seria inútil o vagão tentar puxar a locomotiva. Da
mesma f orma, nós, como cristãos, não dependemos de sentimentos ou emoções, mas colocamos a
nossa f é (conf iança) na f idelidade de Deus e nas promessas de Sua Palavra.
 Como andar no Espírito
A f é (conf iança em Deus e em Suas Promessas) é o único meio pelo qual um cristão pode viver uma vida
dirigida pelo Espírito Santo. À medida que você continua conf iando em Cristo momento após momento:
Sua vida demonstrará mais e mais o f ruto do Espírito (Gl 5:22, 23) e será cada vez mais transf ormado a
imagem de Cristo (Rm 12:2; 2 Co 3:18).
Sua vida de oração e seu estudo da Palavra de Deus se tornarão mais signif icativos.
Você experimentará o Seu poder ao testemunhar (At 1:8).
Você estará preparado para o conf ronto espiritual contra o mundo (1 João 2:15-17); contra a carne (Gl
5:16-17); e contra satanás (1 Pe 5:7-9; Ef 6:10-13).
Você experimentará o poder de Deus para resistir a tentação e ao pecado (1 Co 10:13; Fp 4:13; Ef 1:19-23;
2 Tm1:7; Rm 6:1-16).
Respiração Espiritual
Pela f é você pode continuar a experimentar o amor de Deus e Seu perdão.
Se você percebe que algo em sua vida (atitudes ou ações) desagrada a Deus, mesmo que esteja andando
com Ele e sinceramente deseje serví-lo, agradeça a Deus o perdão dos seus pecados – passados,
presentes e f uturos – mediante a morte de Cristo na cruz. Pela f é receba o amor e perdão de Deus e
continue a ter comunhão com Ele.
Se você retomar o trono de sua vida através de algum pecado – o que é um ato def inido de desobediência
– respire espiritualmente.
Respiração Espiritual (exalando o que é impuro e inalando o que é puro) é um exercício de f é que permite a
você continuar a experimentar o amor e o perdão de Deus.
1. Exale – conf esse o pecado – reconheça que este pecado (ou pecados) é errado e desagrada a Deus e
agradeça-lhe pelo seu perdão, de acordo com 1 Jo 1:9 e Hb10:1-25. A conf issão também envolve
arrependimento – uma mudança de atitude que gera um mudança de ação.
2. Inale – submeta o controle de sua vida a Cristo e pela f é aproprie-se da plenitude do Espírito Santo.
Conf ie em que agora Ele o dirige e f ortalece de acordo com a ordem de Ef 5:18, e a promessa de 1 Jo
5:14,15.
Que Deus nos abençoe e nos guarde no seu grandioso amor, em nome de Jesus, amém!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
guestc5d870
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Éder Tomé
 
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristãoO fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
Eduardo Sousa Gomes
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
IBMemorialJC
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
Rodrigo Bomfim
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
RODRIGO FERREIRA
 
O poder do chamado de deus
O poder do chamado de deus O poder do chamado de deus
O poder do chamado de deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
Josue Lima
 
O propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituaisO propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituais
Moisés Sampaio
 
Estudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinaiEstudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinai
Elisa Schenk
 
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Éder Tomé
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
valmarques
 
Teontologia - AULA 02
Teontologia - AULA 02Teontologia - AULA 02
Teontologia - AULA 02
Pastor W. Costa
 
Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01
Pastor W. Costa
 
Lição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na FéLição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na Fé
Éder Tomé
 
O espirito santo de deus
O  espirito  santo  de  deusO  espirito  santo  de  deus
O espirito santo de deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter Cristão
Márcio Martins
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
Ednilson do Valle
 
Maturidade e crescimento espiritual
Maturidade e crescimento espiritualMaturidade e crescimento espiritual
Maturidade e crescimento espiritual
mgno42
 

Mais procurados (20)

Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
 
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristãoO fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 
O poder do chamado de deus
O poder do chamado de deus O poder do chamado de deus
O poder do chamado de deus
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
O propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituaisO propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituais
 
Estudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinaiEstudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinai
 
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
Teontologia - AULA 02
Teontologia - AULA 02Teontologia - AULA 02
Teontologia - AULA 02
 
Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01
 
Lição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na FéLição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na Fé
 
O espirito santo de deus
O  espirito  santo  de  deusO  espirito  santo  de  deus
O espirito santo de deus
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter Cristão
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
 
Maturidade e crescimento espiritual
Maturidade e crescimento espiritualMaturidade e crescimento espiritual
Maturidade e crescimento espiritual
 

Destaque

Aula 1 Introdução
Aula 1   IntroduçãoAula 1   Introdução
Aula 1 Introdução
Adalberto Pinto
 
Practica 4
Practica 4Practica 4
Practica 4
Jonathan Alba
 
Apresentação de Negócios UP!
Apresentação de Negócios UP! Apresentação de Negócios UP!
Apresentação de Negócios UP!
Up Essência
 
O trânsito, a família e a escola
O trânsito, a família e a escolaO trânsito, a família e a escola
O trânsito, a família e a escola
savianafrancisca
 
16052012
1605201216052012
16052012
Junio Portella
 
Eng. alimentos
Eng. alimentosEng. alimentos
Eng. alimentos
UNIFEB Barretos
 
Gruta gastronomica
Gruta gastronomicaGruta gastronomica
Gruta gastronomica
investinuruguay
 
La computadora
La computadoraLa computadora
La computadora
jairo97
 
Com som paris despedidade um genio
Com som paris despedidade um genioCom som paris despedidade um genio
Com som paris despedidade um genio
Silvio Santos
 
Lista trabalho e energia
Lista  trabalho e energiaLista  trabalho e energia
Lista trabalho e energia
pedro0403
 
Edital 23 2012_atrfb
Edital 23 2012_atrfbEdital 23 2012_atrfb
Edital 23 2012_atrfb
leandro_ramos
 
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Rozinaldo Cardoso
 
O que o seu cliente precisa saber sobre cremacao
O que o seu cliente precisa saber sobre cremacaoO que o seu cliente precisa saber sobre cremacao
O que o seu cliente precisa saber sobre cremacao
CortelMarketing
 
Estereotipos
EstereotiposEstereotipos
Estereotipos
nataliwod
 
Amigos para sempre
Amigos para sempreAmigos para sempre
Amigos para sempre
Silvio Santos
 
Over
OverOver
Plantilla Fase1 Ensamble y Mantenimiento de Computadores
Plantilla Fase1 Ensamble y Mantenimiento de ComputadoresPlantilla Fase1 Ensamble y Mantenimiento de Computadores
Plantilla Fase1 Ensamble y Mantenimiento de Computadores
Juan Carlos Leon Valencia
 
Shopping Recife - Dia do homem 2013
Shopping Recife - Dia do homem 2013Shopping Recife - Dia do homem 2013
Shopping Recife - Dia do homem 2013
Ampla Comunicação
 
Ambientes virtuais de aprendizagem
Ambientes virtuais de aprendizagemAmbientes virtuais de aprendizagem
Ambientes virtuais de aprendizagem
Helbert Góes
 

Destaque (20)

Aula 1 Introdução
Aula 1   IntroduçãoAula 1   Introdução
Aula 1 Introdução
 
Practica 4
Practica 4Practica 4
Practica 4
 
Apresentação de Negócios UP!
Apresentação de Negócios UP! Apresentação de Negócios UP!
Apresentação de Negócios UP!
 
O trânsito, a família e a escola
O trânsito, a família e a escolaO trânsito, a família e a escola
O trânsito, a família e a escola
 
16052012
1605201216052012
16052012
 
Eng. alimentos
Eng. alimentosEng. alimentos
Eng. alimentos
 
Gruta gastronomica
Gruta gastronomicaGruta gastronomica
Gruta gastronomica
 
La computadora
La computadoraLa computadora
La computadora
 
Com som paris despedidade um genio
Com som paris despedidade um genioCom som paris despedidade um genio
Com som paris despedidade um genio
 
Lista trabalho e energia
Lista  trabalho e energiaLista  trabalho e energia
Lista trabalho e energia
 
Edital 23 2012_atrfb
Edital 23 2012_atrfbEdital 23 2012_atrfb
Edital 23 2012_atrfb
 
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
 
O que o seu cliente precisa saber sobre cremacao
O que o seu cliente precisa saber sobre cremacaoO que o seu cliente precisa saber sobre cremacao
O que o seu cliente precisa saber sobre cremacao
 
Estereotipos
EstereotiposEstereotipos
Estereotipos
 
Amigos para sempre
Amigos para sempreAmigos para sempre
Amigos para sempre
 
Over
OverOver
Over
 
Plantilla Fase1 Ensamble y Mantenimiento de Computadores
Plantilla Fase1 Ensamble y Mantenimiento de ComputadoresPlantilla Fase1 Ensamble y Mantenimiento de Computadores
Plantilla Fase1 Ensamble y Mantenimiento de Computadores
 
Shopping Recife - Dia do homem 2013
Shopping Recife - Dia do homem 2013Shopping Recife - Dia do homem 2013
Shopping Recife - Dia do homem 2013
 
Ambientes virtuais de aprendizagem
Ambientes virtuais de aprendizagemAmbientes virtuais de aprendizagem
Ambientes virtuais de aprendizagem
 
Fotos
FotosFotos
Fotos
 

Semelhante a As dez ações do espírito santo na vida do crente

Ebd lição 01
Ebd   lição 01Ebd   lição 01
Ebd lição 01
marcosmaestro
 
Espirito Santo
Espirito SantoEspirito Santo
Espirito Santo
Samuel Oliveira
 
O Batismo no Espírito.docx
O Batismo no Espírito.docxO Batismo no Espírito.docx
O Batismo no Espírito.docx
ssusercf733f2
 
Lição 01
Lição 01Lição 01
Lição 01
Luiza Dayana
 
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
Márcio Martins
 
Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.
Márcio Martins
 
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
Lourinaldo Serafim
 
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito SantoLição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Erberson Pinheiro
 
Treinamento PPT
Treinamento PPTTreinamento PPT
Treinamento PPT
Daniel LKTS
 
Lição 12: Vivendo no Espirito.pptx
Lição 12: Vivendo no Espirito.pptxLição 12: Vivendo no Espirito.pptx
Lição 12: Vivendo no Espirito.pptx
Celso Napoleon
 
Artigos de fe_da_igreja_do_nazareno
Artigos de fe_da_igreja_do_nazarenoArtigos de fe_da_igreja_do_nazareno
Artigos de fe_da_igreja_do_nazareno
Luiza Dayana
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Licao 12 01 Trim 2023.pptx excelente lição onde aprendemos mais sobre o Espí...
Licao 12 01 Trim 2023.pptx excelente  lição onde aprendemos mais sobre o Espí...Licao 12 01 Trim 2023.pptx excelente  lição onde aprendemos mais sobre o Espí...
Licao 12 01 Trim 2023.pptx excelente lição onde aprendemos mais sobre o Espí...
jean121598
 
O espírito santo
O espírito santoO espírito santo
O espírito santo
Nahtanael Uckermann
 
Licao 1
Licao 1Licao 1
Luzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosantoLuzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosanto
Luiza Dayana
 
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John OwernSantificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
Silvio Dutra
 
A identidade do Espírito Santo.
A identidade do Espírito Santo.A identidade do Espírito Santo.
A identidade do Espírito Santo.
Márcio Martins
 
Quem é o espirito santo
Quem é o espirito santoQuem é o espirito santo
Quem é o espirito santo
Histórico Angola
 
Quemespsanto 100719052401-phpapp02
Quemespsanto 100719052401-phpapp02Quemespsanto 100719052401-phpapp02
Quemespsanto 100719052401-phpapp02
Joedson Rodrigues
 

Semelhante a As dez ações do espírito santo na vida do crente (20)

Ebd lição 01
Ebd   lição 01Ebd   lição 01
Ebd lição 01
 
Espirito Santo
Espirito SantoEspirito Santo
Espirito Santo
 
O Batismo no Espírito.docx
O Batismo no Espírito.docxO Batismo no Espírito.docx
O Batismo no Espírito.docx
 
Lição 01
Lição 01Lição 01
Lição 01
 
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
 
Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.
 
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
 
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito SantoLição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
 
Treinamento PPT
Treinamento PPTTreinamento PPT
Treinamento PPT
 
Lição 12: Vivendo no Espirito.pptx
Lição 12: Vivendo no Espirito.pptxLição 12: Vivendo no Espirito.pptx
Lição 12: Vivendo no Espirito.pptx
 
Artigos de fe_da_igreja_do_nazareno
Artigos de fe_da_igreja_do_nazarenoArtigos de fe_da_igreja_do_nazareno
Artigos de fe_da_igreja_do_nazareno
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
 
Licao 12 01 Trim 2023.pptx excelente lição onde aprendemos mais sobre o Espí...
Licao 12 01 Trim 2023.pptx excelente  lição onde aprendemos mais sobre o Espí...Licao 12 01 Trim 2023.pptx excelente  lição onde aprendemos mais sobre o Espí...
Licao 12 01 Trim 2023.pptx excelente lição onde aprendemos mais sobre o Espí...
 
O espírito santo
O espírito santoO espírito santo
O espírito santo
 
Licao 1
Licao 1Licao 1
Licao 1
 
Luzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosantoLuzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosanto
 
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John OwernSantificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
 
A identidade do Espírito Santo.
A identidade do Espírito Santo.A identidade do Espírito Santo.
A identidade do Espírito Santo.
 
Quem é o espirito santo
Quem é o espirito santoQuem é o espirito santo
Quem é o espirito santo
 
Quemespsanto 100719052401-phpapp02
Quemespsanto 100719052401-phpapp02Quemespsanto 100719052401-phpapp02
Quemespsanto 100719052401-phpapp02
 

As dez ações do espírito santo na vida do crente

  • 1. inst it ut ogamaliel.com http://www.institutogamaliel.com/portaldateologia/as-dez-acoes-do-espirito-santo-na-vida-do-crente/teologia As dez ações do Espírito Santo na vida do crente digg Meus amados e queridos irmãos em Cristo Jesus, a Paz do Senhor! O Espírito Santo é a pessoa específ ica da Trindade por meio de quem toda a Divindade Triúna atua em nós. É por meio da obra do Espírito Santo que sentimos a presença de Deus dentro de nós e a vida cristã recebe relevância especial. Vejamos agora as dez ações do Espírito Santo na vida do crente: 1 – O Espírito Santo é o agente na conversão “Quando Ele (O Consolador) vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque vou para meu Pai e não me vereis mais; do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado” – Jo 16.8- 11 2 – O Espírito Santo é Santificador (1 Ts 4:7-8; 2 Ts 2:13; 1 Pe 1:2) Entrando na vida do cristão na conversão, Ele o enche com sua presença purif icando o coração e capacitando para testemunhar e servir (Jo 3:5; At 1:8; Rm 8:9 e Gl 3:3). Quando somos cheios do Espírito Santo agimos com pureza de intenção, amamos a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos, tratando outras pessoas como gostaríamos de ser tratados, experimentando em todo tempo aquela paz que excede a todo entendimento humano. 3 – O Espírito Santo é ensinador (Jo 14.26)
  • 2. “Mas o Conselheiro, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, lhes ensinará todas as coisas e lhes f ará lembrar tudo o que eu lhes disse.” 4 – O Espírito Santo intercede por nós (Rm 8.26) “E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas f raquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. 5 – O Espírito Santo concede dons aos crentes Ele distribui dons para o bem comum e edif icação da igreja, não para prazer ou vantagem daquele que os possuem: “Mas a manif estação do Espírito é dada a cada um, para o que f or útil.” I Co 12.7 “Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.” I Co 12.11 Sabemos que o Espírito Santo veio para guiar todas as nossas ações, porém, Ele não f az do homem um robô para ser controlado a distancia. Ele vem morar dentro do ser humano, e, assim usa nossos membros como seus instrumentos para a gloria de Deus (Rm 8.15; 1Co 6.19,20). 6.No campo do controle (Rm 8. 1-4). A palavra chave aqui é LEI (Rm 7. 19-24). Paulo exemplif ica aqui aquele cristão, que está tentando servir a Deus mais não consegue se desvencilhar do mundo que de perto o rodeia. O pecado prende incondicionalmente, o Espírito liberta e vigia com cuidado (2Co 3.17; Ef 4.30; Tg 4.5-7). Aqui vemos um processo que emancipa. O Espírito Santo não quer que nós vivamos sob pressão para andarmos nos trilhos de Deus, Ele quer que por emancipação f açamos isso, quer dizer, por escolha, por decisão própria e não sob ameaças (Rm 6.17,18). 7 . No pensamento (vv. 5-7). As vias sensoriais são sem dúvida as mais atacadas pelo diabo, pois o pecado é gerado ai, no psicológico do homem – Aqui a palavra chave é MENTE (2Co 10.5; Fil 4.7,8; Ef 6.17a). Aqui vemos um poder que eleva (Gal 5.16-18; Ef 1.16-18; 3. 14-18). 8 . Na ação (v 13) – A palavra chave é OBRAS (v 13). Aqui vemos um processo que erradica (Gl 5.19- 22). Erradicar é extirpar, desarraigar, arrancar pela raiz. Uma doença não é erradicada da noite para o dia, se trabalha com prevenções através das vacinas. Assim também, a doença do pecado, seja ele qual f or, deve ser combatida com o remédio da Palavra de Deus. Apliquemos sempre a vacina da Palavra. Porque é que o crente vem para o culto de doutrina? Será que ele está vivendo em pecado constante? Não. Ele vem para receber a vacina da Palavra (2Tm 3. 16.17). 9 . No ambiente (vv 22-25), não podemos nos entusiasmar com este mundo, pois, “o mundo passa, e a suas concupiscências” (1Jo 2.17), o crente está com muita esperança aguardando a volta de Jesus (1Ts 1.10) – Aqui a palavra chave é ESPERANÇA (Rm 5.2-5; 8.18). Aqui vemos um processo que entusiasma (1Co 2.9). “Passarinhos belas f lores querem me encantar, são vãos terrestres esplendores, pois contemplo meu lar” . 10 . Na oração (vv.26,27; 1Ts 5.17) – Palavra chave é INTERSEÇÃO (2Co 1. 3-4; Ef 6.18; Col 1.9;). Aqui
  • 3. vemos um processo que educa. Somos educados a orar uns pelos outros (Tg 5. 16; Gal 6.2). Saímos da oração egoísta, “venha a nós”, somente a nós! Jesus prometeu a vida abundante e f rutíf era como resultado da plenitude (controle e poder) do Espírito Santo A vida cheia do Espírito é a vida dirigida por Cristo, pela qual Cristo vive sua vida em nós e através de nós, no poder do Espírito Santo (Jo 15) Uma pessoa se torna cristã através do poder do Espírito Santo, conf orme João 3:1-8. Desde o nascimento espiritual de novo o Espírito Santo permanentemente no cristão (Jo 1:12; Cl 2:9, 10; Jo14:16,17). Embora o Espírito Santo habite em todos os cristãos, nem todos os cristãos são cheios (vivem sob o controle e poder) do Seu poder. O Espírito Santo é a f onte da vida transbordante (Jo 7:37-39). O Espírito Santo veio para glorif icar a Cristo (Jo 16:1-15). Quando alguém é cheio do Espírito Santo, ele é um verdadeiro discípulo de Cristo. Antes de ascender aos céus, Cristo prometeu enviar-nos o poder do Espírito Santo para nos capacitar a f im de sermos suas testemunhas (At 1:1-9). Então, como alguém pode ser cheio do Espírito Santo? 4. Somos cheios do Espírito Santo pela f é; Podemos, então, experimentar a vida abundante e f rutíf era que Cristo prometeu a todo cristão Você pode ser cheio do Espírito Santo agora mesmo, se você: Desejar sinceramente ser controlado e f ortalecido pelo Espírito Santo (Mt 5:6; João 7:37-39). Conf essar os seus pecados. Pela f é agradeça a Deus o f ato de lhe haver perdoado todos os pecado – passados, presentes e f uturos – porque Cristo morreu por você (Cl2:13-15; 1 João 1; 2:1-3; Hb10:1-17). Apresente cada área de sua vida a Deus (Rm 12:1-2). Pela fé tome posse da plenitude do Espírito Santo, de acordo com: 1. Sua Ordem – Seja cheio do Espírito Santo. “E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito” (Ef 5:18) 2. Sua Promessa – Ele responderá quando orarmos de acordo com Sua vontade. “E esta é a conf iança que temos Nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe f izemos”. (1 Jo 5:14,15) A f é pode ser expressa através da oração… Como orar com f é para ser cheio do Espírito Santo Somos cheios do Espírito Santo pela f é. Entretanto, a verdadeira oração é um modo de expressar a sua f é. Sugiro a seguinte oração: “Querido Pai, eu preciso de Ti. Reconheço que tenho procurado dirigir a minha própria vida e como resultado, tenho pecado contra Ti. Te agradeço pelo perdão dos meus pecados através da morte de Cristo na cruz. Agora convido a Cristo para tomar novamente a direção da minha vida.
  • 4. Enche-me do teu Espírito como ordenastes que eu f osse cheio e como prometeste em Tua Palavra que f arias se pedisse com f é. Peço isto no nome de Jesus. Como expressão da minha f é, agradeço-te agora por dirigir a minha vida e encher-me do teu Espírito Santo. Amém” Esta oração expressa o desejo do seu coração ? Se é assim ore a Deus e conf ie em que Ele o encherá do Espírito Santo agora mesmo. Como saber que você está cheio (sob o controle e poder) do Espírito Santo? Você pediu a Deus que o enchesse do Espírito Santo ? Você sabe que está cheio do Espírito Santo agora? Baseado em que? (Na f idelidade do próprio Deus e Sua Palavra), (Hb 11:6; Rm14:22, 23.) A nossa autoridade é a promessa da Palavra de Deus, a Bíblia, e não as nossas emoções. O cristão vive pela f é (conf iança) na f idelidade de Deus e de Sua Palavra. O diagrama do trem, ilustra a relação entre f ato (Deus e Sua Palavra), f é (nossa conf iança em Deus e em Sua Palavra), e emoção (o resultado da nossa f é e obediência) (Jo 14:21). A locomotiva correrá com o vagão ou sem ele. Entretanto, seria inútil o vagão tentar puxar a locomotiva. Da mesma f orma, nós, como cristãos, não dependemos de sentimentos ou emoções, mas colocamos a nossa f é (conf iança) na f idelidade de Deus e nas promessas de Sua Palavra.  Como andar no Espírito A f é (conf iança em Deus e em Suas Promessas) é o único meio pelo qual um cristão pode viver uma vida dirigida pelo Espírito Santo. À medida que você continua conf iando em Cristo momento após momento: Sua vida demonstrará mais e mais o f ruto do Espírito (Gl 5:22, 23) e será cada vez mais transf ormado a imagem de Cristo (Rm 12:2; 2 Co 3:18). Sua vida de oração e seu estudo da Palavra de Deus se tornarão mais signif icativos. Você experimentará o Seu poder ao testemunhar (At 1:8). Você estará preparado para o conf ronto espiritual contra o mundo (1 João 2:15-17); contra a carne (Gl 5:16-17); e contra satanás (1 Pe 5:7-9; Ef 6:10-13). Você experimentará o poder de Deus para resistir a tentação e ao pecado (1 Co 10:13; Fp 4:13; Ef 1:19-23; 2 Tm1:7; Rm 6:1-16). Respiração Espiritual Pela f é você pode continuar a experimentar o amor de Deus e Seu perdão. Se você percebe que algo em sua vida (atitudes ou ações) desagrada a Deus, mesmo que esteja andando com Ele e sinceramente deseje serví-lo, agradeça a Deus o perdão dos seus pecados – passados, presentes e f uturos – mediante a morte de Cristo na cruz. Pela f é receba o amor e perdão de Deus e continue a ter comunhão com Ele. Se você retomar o trono de sua vida através de algum pecado – o que é um ato def inido de desobediência – respire espiritualmente. Respiração Espiritual (exalando o que é impuro e inalando o que é puro) é um exercício de f é que permite a você continuar a experimentar o amor e o perdão de Deus. 1. Exale – conf esse o pecado – reconheça que este pecado (ou pecados) é errado e desagrada a Deus e agradeça-lhe pelo seu perdão, de acordo com 1 Jo 1:9 e Hb10:1-25. A conf issão também envolve arrependimento – uma mudança de atitude que gera um mudança de ação.
  • 5. 2. Inale – submeta o controle de sua vida a Cristo e pela f é aproprie-se da plenitude do Espírito Santo. Conf ie em que agora Ele o dirige e f ortalece de acordo com a ordem de Ef 5:18, e a promessa de 1 Jo 5:14,15. Que Deus nos abençoe e nos guarde no seu grandioso amor, em nome de Jesus, amém!