SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Evangelho Segundo o Espiritismo CAP. XXVI Dai  gratuitamente oquegratuitamente recebestes
Reflexões: "Dai gratuitamente o que gratuitamente haveis recebido", disse Jesus. Não se deve fazer objeto de comércio dos dons que recebemos; Os médiuns também receberam um dom para o bem que não podem vender. Deus quer que a luz chegue a todos. Mediunidade é uma faculdade divina, bastante mutável, que não pode ser usada como meio de subsistência.
A mediunidade depende, antes de tudo, dos espíritos, por isso ninguém pode garantir conseguir resultados em dado momento, pois não pode prever a reação dos espíritos A mediunidade é coisa santa, que deve ser praticada santamente
Dai gratuitamente o que gratuitamente haveis recebido", disse Jesus. Primeiramente devemos entender do que Ele estava falando. O que recebemos de graça ? Nossos talentos e nossa inteligência não caem do céu. Deus não distribui inteligência, ou aptidão para a música. Isso é conquista do espírito. Se não nesta, em outras vidas. Mas seria injusto para com aqueles que se esforçam em conseguir algo, se Deus distribuísse assim estes valores.
Não se deve fazer objeto de comércio dos dons que recebemos * O que é então, que temos nesse mundo mas que não é nosso ? Primeiramente nosso corpo. Ele é um empréstimo de Deus, que nos permite habitá-lo para podermos aprender. Depois temos os bens materiais, como dinheiro de família. Vamos falar antes do corpo físico. Ele é um bem de imenso valor. Saibam todos que, a não ser em casos muito extremos, todos recebemos nosso corpo em perfeito estado, e que se sofremos com doenças, nada mais estamos fazendo do que colhendo as frutas amargas que semeamos antes.
Os médiuns também receberam um dom para o bem que não podem vender. Abusos sem fim são cometidos com nossos corpos. Comemos demais, dormimos muito pouco, bebemos, fumamos, agredimos o pobre do corpo de todas as maneiras. Nervosismo em excesso, trabalho fatigante, divertimentos desgastantes... tudo isso contribui para minar nossa saúde.
Deus quer que a luz chegue a todos. Quem pensa na saúde antes de comer uma enorme feijoada ? Mas todos sabemos que é um prato pesado, e no entanto não nos vemos satisfeitos comermos bastante.  Isso também vale para os divertimentos. Ninguém é proibido de se divertir. Muito pelo contrário, isso é saudável e recomendável. No entanto, quando estamos lá, normalmente, não nos lembramos de nos limitar para evitar desgastes desnecessários ao nosso corpo.
Mediunidade é uma faculdade divina, bastante mutável, que não pode ser usada como meio de subsistência. Que mais teremos de graça ?  A herançaquealgunsreceberamdafamilia? Como então se portardiantedessafacilidadequechegouemmãosque antes nemimaginavapudesseissoacontecer? E porqueseráque Deus permitiuqueissoacontecesse? Seráquetodosfazemessareflexãonestasituação?
E que mais ? Existe algo de muito importante, uma faculdade que nos permite trabalhar intimamente junto à Espiritualidade. Estou falando da mediunidade. Esta faculdade não é privilégio de ninguém, muito pelo contrário, ela existe em todas as classes sociais, em todas as raças e credos. Poucos imaginam que um padre fazendo um sermão ou um pastor num discurso inflamado podem ser médiuns em ação. Eles podem não sabe-lo, ou podem chamar isso de inspiração do Espírito Santo, ou qualquer outra coisa.
A mediunidade depende, antes de tudo, dos espíritos, por isso ninguém pode garantir conseguir resultados em dado momento, pois não pode prever a reação dos espíritos De qualquer forma, é algo que recebemos de graça, como nossos corpos, e que tem um destino específico. Deus quer que a luz chegue a todos. É para isso que ele tem feito uso dos médiuns, trazendo sua palavra consoladora. Antes eram chamados de adivinhos, magos, pitonisas, e um monte de outras coisas. Hoje sabemos que são a ponte que nos liga ao outro lado da vida
O Irmão X tem uma pequena estória, em que ele conta um caso onde uma turma de desajustados, procurando fazer alvoroço, destruiu as lâmpadas de um recinto. Lembra-nos que a energia elétrica que as iluminava continua lá, intocada. Ele compara as lâmpadas aos médiuns, e a energia elétrica à espiritualidade superior. Muitas vezes as lâmpadas de quebram, ou se apagam por si, mas a bondade divina nunca cessa. Nesta posição, como intermediário, o médium tem o sagrado dever de utilizar esta faculdade em proveito do próximo. É na verdade uma grande oportunidade que ele recebe, pois tem a possibilidade direta de trabalhar ajudando.
"Os médiuns atuais - pois que também os apóstolos tinham mediunidade - igualmente receberam de Deus um dom gratuito: o de serem intérpretes dos Espíritos, para instrução dos homens, para lhes mostrar o caminho do bem e conduzi-los à fé, não para lhes vender palavras que não lhes pertencem, a eles médiuns, visto que não são fruto de suas concepções, nem de suas pesquisas, nem de seus trabalhos pessoais. 
Deus quer que a luz chegue a todos; não quer que o mais pobre fique dela privado e possa dizer: não tenho fé, porque não a pude pagar; não tive o consolo de receber os encorajamentos e os testemunhos de afeição dos que pranteio, porque sou pobre. Tal a razão por que a mediunidade não constitui privilégio e se encontra por toda parte. Fazê-la paga seria, pois, desviá-la do seu providencial objetivo. (...) 
Quem, pois, deseje comunicações sérias deve, antes de tudo, pedi-las seriamente e, em seguida, inteirar-se da natureza das simpatias do médium com os seres do mundo espiritual. Ora, a primeira condição para se granjear a benevolência dos bons Espíritos é a humildade, o devotamento, a abnegação, o mais absoluto desinteresse moral e material.“ Trechos retirados do livro O Evangelho Segundo o Espiritismo, Allan Kardec ( Cap. XXVI, pp. 365-367). "A mediunidade, porém, não é uma arte, nem um talento, pelo que não pode tornar-se uma profissão. (...)". Ela é uma missão, não foi conquistada, aprendida, comprada, desta maneira, não deve ser vendida ou usada de maneira a privilegiar ganhos materiais.
ReferênciaBibliográfica: PalestraministradaporEdnilsomMontanhole, postada no site  http://www.espirito.org.br/portal/palestras/ednilsom/dai-gratuitamente.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismoPalestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismoJose Ferreira Almeida
 
Livro dos Espiritos Q. 301 e 302 ESE cap.25 item 9, 10 e 11
Livro dos Espiritos Q. 301 e 302 ESE cap.25 item 9, 10 e 11Livro dos Espiritos Q. 301 e 302 ESE cap.25 item 9, 10 e 11
Livro dos Espiritos Q. 301 e 302 ESE cap.25 item 9, 10 e 11Patricia Farias
 
Os trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última horaOs trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última horaIsnande Mota Barros
 
Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
Resumo dos Pontos Principais Doutrina EspíritaResumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
Resumo dos Pontos Principais Doutrina EspíritaGraça Maciel
 
A vida no mundo espiritual
A vida no mundo espiritualA vida no mundo espiritual
A vida no mundo espiritualGraça Maciel
 
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidadeQuarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidadeCeiClarencio
 
A lei de amor (ESE, Cap XI, item 8)
A lei de amor (ESE, Cap XI, item 8)A lei de amor (ESE, Cap XI, item 8)
A lei de amor (ESE, Cap XI, item 8)RobertoAilton
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Eduardo Ottonelli Pithan
 
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor JulianoCarvalho29
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 04 O caso vicente
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 04 O caso vicenteEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 04 O caso vicente
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 04 O caso vicenteJose Luiz Maio
 
Obreiros da última hora
Obreiros da última horaObreiros da última hora
Obreiros da última horaGraça Maciel
 
Missão do homem inteligente na terra
Missão do homem inteligente na terraMissão do homem inteligente na terra
Missão do homem inteligente na terraGraça Maciel
 
Felicidade E Infelicidade Relativa
Felicidade E  Infelicidade  RelativaFelicidade E  Infelicidade  Relativa
Felicidade E Infelicidade RelativaSergio Menezes
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráGraça Maciel
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoHenrique Vieira
 
Pedi e obtereis - Desejo e Intenção
Pedi e obtereis - Desejo e IntençãoPedi e obtereis - Desejo e Intenção
Pedi e obtereis - Desejo e IntençãoRicardo Azevedo
 

Mais procurados (20)

Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismoPalestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
 
Livro dos Espiritos Q. 301 e 302 ESE cap.25 item 9, 10 e 11
Livro dos Espiritos Q. 301 e 302 ESE cap.25 item 9, 10 e 11Livro dos Espiritos Q. 301 e 302 ESE cap.25 item 9, 10 e 11
Livro dos Espiritos Q. 301 e 302 ESE cap.25 item 9, 10 e 11
 
Os trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última horaOs trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última hora
 
Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
Resumo dos Pontos Principais Doutrina EspíritaResumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
 
A vida no mundo espiritual
A vida no mundo espiritualA vida no mundo espiritual
A vida no mundo espiritual
 
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidadeQuarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidade
 
A lei de amor (ESE, Cap XI, item 8)
A lei de amor (ESE, Cap XI, item 8)A lei de amor (ESE, Cap XI, item 8)
A lei de amor (ESE, Cap XI, item 8)
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
 
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 04 O caso vicente
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 04 O caso vicenteEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 04 O caso vicente
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 04 O caso vicente
 
Obreiros da última hora
Obreiros da última horaObreiros da última hora
Obreiros da última hora
 
Missão do homem inteligente na terra
Missão do homem inteligente na terraMissão do homem inteligente na terra
Missão do homem inteligente na terra
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
 
Felicidade E Infelicidade Relativa
Felicidade E  Infelicidade  RelativaFelicidade E  Infelicidade  Relativa
Felicidade E Infelicidade Relativa
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
 
O Poder da Prece
O Poder da PreceO Poder da Prece
O Poder da Prece
 
O passe espirita
O passe espiritaO passe espirita
O passe espirita
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
Pedi e obtereis - Desejo e Intenção
Pedi e obtereis - Desejo e IntençãoPedi e obtereis - Desejo e Intenção
Pedi e obtereis - Desejo e Intenção
 
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITASMISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
 

Semelhante a Mediunidade é uma faculdade divina que não pode ser usada para ganho

11 mediunidade, o que é
11 mediunidade, o que é11 mediunidade, o que é
11 mediunidade, o que éAntonio SSantos
 
Primeiro Módulo - Aula 16 - Intervenção dos espiritos no mundo corporal
Primeiro Módulo - Aula 16 - Intervenção dos espiritos no mundo corporalPrimeiro Módulo - Aula 16 - Intervenção dos espiritos no mundo corporal
Primeiro Módulo - Aula 16 - Intervenção dos espiritos no mundo corporalCeiClarencio
 
Joel s. goldsmith consciência do único poder
Joel s. goldsmith consciência do único poderJoel s. goldsmith consciência do único poder
Joel s. goldsmith consciência do único poderActor Quantum
 
Luiz antonio gasparetto realização - curso completo
Luiz antonio gasparetto   realização -  curso completoLuiz antonio gasparetto   realização -  curso completo
Luiz antonio gasparetto realização - curso completosaioborba
 
Manifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deusManifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deusAlice Negrão
 
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidosjcevadro
 
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8 Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8 Patricia Farias
 
Entusiasmo e responsabilidade
Entusiasmo e responsabilidadeEntusiasmo e responsabilidade
Entusiasmo e responsabilidadeHelio Cruz
 
Influências Espirituais e Suas Consequências
Influências Espirituais e Suas ConsequênciasInfluências Espirituais e Suas Consequências
Influências Espirituais e Suas ConsequênciasFernando Oliveira
 
Daí de graça o que de graça recebeste.pptx
Daí de graça o que de graça recebeste.pptxDaí de graça o que de graça recebeste.pptx
Daí de graça o que de graça recebeste.pptxAnnaPaula5710
 
O sagrado talisma
O sagrado talismaO sagrado talisma
O sagrado talismaClea Alves
 

Semelhante a Mediunidade é uma faculdade divina que não pode ser usada para ganho (20)

( Espiritismo) # - amag ramgis - o que e a mediunidade
( Espiritismo)   # - amag ramgis - o que e a mediunidade( Espiritismo)   # - amag ramgis - o que e a mediunidade
( Espiritismo) # - amag ramgis - o que e a mediunidade
 
11 mediunidade, o que é
11 mediunidade, o que é11 mediunidade, o que é
11 mediunidade, o que é
 
01
0101
01
 
01
0101
01
 
Roteiro 3 mediunidade com jesus
Roteiro 3   mediunidade com jesusRoteiro 3   mediunidade com jesus
Roteiro 3 mediunidade com jesus
 
Primeiro Módulo - Aula 16 - Intervenção dos espiritos no mundo corporal
Primeiro Módulo - Aula 16 - Intervenção dos espiritos no mundo corporalPrimeiro Módulo - Aula 16 - Intervenção dos espiritos no mundo corporal
Primeiro Módulo - Aula 16 - Intervenção dos espiritos no mundo corporal
 
Joel s. goldsmith consciência do único poder
Joel s. goldsmith consciência do único poderJoel s. goldsmith consciência do único poder
Joel s. goldsmith consciência do único poder
 
Luiz antonio gasparetto realização - curso completo
Luiz antonio gasparetto   realização -  curso completoLuiz antonio gasparetto   realização -  curso completo
Luiz antonio gasparetto realização - curso completo
 
Manifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deusManifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deus
 
A mediunidade e o seu despertar i
A mediunidade e o seu despertar  iA mediunidade e o seu despertar  i
A mediunidade e o seu despertar i
 
A mediunidade e os seu despertar iv
A mediunidade e os seu despertar  ivA mediunidade e os seu despertar  iv
A mediunidade e os seu despertar iv
 
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
 
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8 Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
 
Entusiasmo e responsabilidade
Entusiasmo e responsabilidadeEntusiasmo e responsabilidade
Entusiasmo e responsabilidade
 
A cura de uma mulher encurvada
A cura de uma mulher encurvadaA cura de uma mulher encurvada
A cura de uma mulher encurvada
 
Influências Espirituais e Suas Consequências
Influências Espirituais e Suas ConsequênciasInfluências Espirituais e Suas Consequências
Influências Espirituais e Suas Consequências
 
Daí de graça o que de graça recebeste.pptx
Daí de graça o que de graça recebeste.pptxDaí de graça o que de graça recebeste.pptx
Daí de graça o que de graça recebeste.pptx
 
Influencia dos espíritos
Influencia dos espíritosInfluencia dos espíritos
Influencia dos espíritos
 
Roteiro 2 mediunidade e médium
Roteiro 2   mediunidade e médiumRoteiro 2   mediunidade e médium
Roteiro 2 mediunidade e médium
 
O sagrado talisma
O sagrado talismaO sagrado talisma
O sagrado talisma
 

Mais de virginiacarisioscalia

Mais de virginiacarisioscalia (12)

Paulo Apostolo de Cristo Jesus
Paulo  Apostolo de Cristo JesusPaulo  Apostolo de Cristo Jesus
Paulo Apostolo de Cristo Jesus
 
Bullying não é brincadeira
Bullying não é brincadeiraBullying não é brincadeira
Bullying não é brincadeira
 
Pedi e obtereis item 18 e 19
Pedi e obtereis item 18 e 19Pedi e obtereis item 18 e 19
Pedi e obtereis item 18 e 19
 
Renascer
RenascerRenascer
Renascer
 
O Mundo de Francisco de Assis
O Mundo de Francisco de AssisO Mundo de Francisco de Assis
O Mundo de Francisco de Assis
 
Arquivo mental
Arquivo mentalArquivo mental
Arquivo mental
 
Buscai e Achareis
Buscai e AchareisBuscai e Achareis
Buscai e Achareis
 
Manual de Aplicação do Livro dos Espíritos para Crianças
Manual de Aplicação do Livro dos Espíritos para CriançasManual de Aplicação do Livro dos Espíritos para Crianças
Manual de Aplicação do Livro dos Espíritos para Crianças
 
Fenômenos psíquicos na infância.3pptx
Fenômenos psíquicos na infância.3pptxFenômenos psíquicos na infância.3pptx
Fenômenos psíquicos na infância.3pptx
 
Fenômenos psíquicos na infância.2pptx
Fenômenos psíquicos na infância.2pptxFenômenos psíquicos na infância.2pptx
Fenômenos psíquicos na infância.2pptx
 
Construindo um cartaz
Construindo um cartazConstruindo um cartaz
Construindo um cartaz
 
Fenômenos psíquicos na infância
Fenômenos psíquicos na infânciaFenômenos psíquicos na infância
Fenômenos psíquicos na infância
 

Mediunidade é uma faculdade divina que não pode ser usada para ganho

  • 1. Evangelho Segundo o Espiritismo CAP. XXVI Dai gratuitamente oquegratuitamente recebestes
  • 2. Reflexões: "Dai gratuitamente o que gratuitamente haveis recebido", disse Jesus. Não se deve fazer objeto de comércio dos dons que recebemos; Os médiuns também receberam um dom para o bem que não podem vender. Deus quer que a luz chegue a todos. Mediunidade é uma faculdade divina, bastante mutável, que não pode ser usada como meio de subsistência.
  • 3. A mediunidade depende, antes de tudo, dos espíritos, por isso ninguém pode garantir conseguir resultados em dado momento, pois não pode prever a reação dos espíritos A mediunidade é coisa santa, que deve ser praticada santamente
  • 4. Dai gratuitamente o que gratuitamente haveis recebido", disse Jesus. Primeiramente devemos entender do que Ele estava falando. O que recebemos de graça ? Nossos talentos e nossa inteligência não caem do céu. Deus não distribui inteligência, ou aptidão para a música. Isso é conquista do espírito. Se não nesta, em outras vidas. Mas seria injusto para com aqueles que se esforçam em conseguir algo, se Deus distribuísse assim estes valores.
  • 5. Não se deve fazer objeto de comércio dos dons que recebemos * O que é então, que temos nesse mundo mas que não é nosso ? Primeiramente nosso corpo. Ele é um empréstimo de Deus, que nos permite habitá-lo para podermos aprender. Depois temos os bens materiais, como dinheiro de família. Vamos falar antes do corpo físico. Ele é um bem de imenso valor. Saibam todos que, a não ser em casos muito extremos, todos recebemos nosso corpo em perfeito estado, e que se sofremos com doenças, nada mais estamos fazendo do que colhendo as frutas amargas que semeamos antes.
  • 6. Os médiuns também receberam um dom para o bem que não podem vender. Abusos sem fim são cometidos com nossos corpos. Comemos demais, dormimos muito pouco, bebemos, fumamos, agredimos o pobre do corpo de todas as maneiras. Nervosismo em excesso, trabalho fatigante, divertimentos desgastantes... tudo isso contribui para minar nossa saúde.
  • 7. Deus quer que a luz chegue a todos. Quem pensa na saúde antes de comer uma enorme feijoada ? Mas todos sabemos que é um prato pesado, e no entanto não nos vemos satisfeitos comermos bastante. Isso também vale para os divertimentos. Ninguém é proibido de se divertir. Muito pelo contrário, isso é saudável e recomendável. No entanto, quando estamos lá, normalmente, não nos lembramos de nos limitar para evitar desgastes desnecessários ao nosso corpo.
  • 8. Mediunidade é uma faculdade divina, bastante mutável, que não pode ser usada como meio de subsistência. Que mais teremos de graça ? A herançaquealgunsreceberamdafamilia? Como então se portardiantedessafacilidadequechegouemmãosque antes nemimaginavapudesseissoacontecer? E porqueseráque Deus permitiuqueissoacontecesse? Seráquetodosfazemessareflexãonestasituação?
  • 9. E que mais ? Existe algo de muito importante, uma faculdade que nos permite trabalhar intimamente junto à Espiritualidade. Estou falando da mediunidade. Esta faculdade não é privilégio de ninguém, muito pelo contrário, ela existe em todas as classes sociais, em todas as raças e credos. Poucos imaginam que um padre fazendo um sermão ou um pastor num discurso inflamado podem ser médiuns em ação. Eles podem não sabe-lo, ou podem chamar isso de inspiração do Espírito Santo, ou qualquer outra coisa.
  • 10. A mediunidade depende, antes de tudo, dos espíritos, por isso ninguém pode garantir conseguir resultados em dado momento, pois não pode prever a reação dos espíritos De qualquer forma, é algo que recebemos de graça, como nossos corpos, e que tem um destino específico. Deus quer que a luz chegue a todos. É para isso que ele tem feito uso dos médiuns, trazendo sua palavra consoladora. Antes eram chamados de adivinhos, magos, pitonisas, e um monte de outras coisas. Hoje sabemos que são a ponte que nos liga ao outro lado da vida
  • 11. O Irmão X tem uma pequena estória, em que ele conta um caso onde uma turma de desajustados, procurando fazer alvoroço, destruiu as lâmpadas de um recinto. Lembra-nos que a energia elétrica que as iluminava continua lá, intocada. Ele compara as lâmpadas aos médiuns, e a energia elétrica à espiritualidade superior. Muitas vezes as lâmpadas de quebram, ou se apagam por si, mas a bondade divina nunca cessa. Nesta posição, como intermediário, o médium tem o sagrado dever de utilizar esta faculdade em proveito do próximo. É na verdade uma grande oportunidade que ele recebe, pois tem a possibilidade direta de trabalhar ajudando.
  • 12. "Os médiuns atuais - pois que também os apóstolos tinham mediunidade - igualmente receberam de Deus um dom gratuito: o de serem intérpretes dos Espíritos, para instrução dos homens, para lhes mostrar o caminho do bem e conduzi-los à fé, não para lhes vender palavras que não lhes pertencem, a eles médiuns, visto que não são fruto de suas concepções, nem de suas pesquisas, nem de seus trabalhos pessoais. 
  • 13. Deus quer que a luz chegue a todos; não quer que o mais pobre fique dela privado e possa dizer: não tenho fé, porque não a pude pagar; não tive o consolo de receber os encorajamentos e os testemunhos de afeição dos que pranteio, porque sou pobre. Tal a razão por que a mediunidade não constitui privilégio e se encontra por toda parte. Fazê-la paga seria, pois, desviá-la do seu providencial objetivo. (...) 
  • 14. Quem, pois, deseje comunicações sérias deve, antes de tudo, pedi-las seriamente e, em seguida, inteirar-se da natureza das simpatias do médium com os seres do mundo espiritual. Ora, a primeira condição para se granjear a benevolência dos bons Espíritos é a humildade, o devotamento, a abnegação, o mais absoluto desinteresse moral e material.“ Trechos retirados do livro O Evangelho Segundo o Espiritismo, Allan Kardec ( Cap. XXVI, pp. 365-367). "A mediunidade, porém, não é uma arte, nem um talento, pelo que não pode tornar-se uma profissão. (...)". Ela é uma missão, não foi conquistada, aprendida, comprada, desta maneira, não deve ser vendida ou usada de maneira a privilegiar ganhos materiais.
  • 15. ReferênciaBibliográfica: PalestraministradaporEdnilsomMontanhole, postada no site http://www.espirito.org.br/portal/palestras/ednilsom/dai-gratuitamente.html