SlideShare uma empresa Scribd logo
O  ADOLESCENTE   E    A  FAMÍLIA
O ADOLESCENTE E  A FAMÍLIA LAR  -  É o  melhor  educandário, o  mais   eficiente, pois as lições aí ministradas  são vivas e impressionáveis, carregadas de emoção e força... ADOLESCENTE -   Um Espírito com  várias experiências em vidas anteriores,  que voltou para se rectificar e evoluir. FAMÍLIA  -   Conjunto de seres que se unem pela consanguinidade, para um empreendimento superior, no qual são investidos valores inestimáveis, que se conjugam em prol dos resultados felizes que devem ser conseguidos ao largo dos anos, graças ao relacionamento entre pais e filhos, irmãos e parentes.
FAMÍLIA   FAMÍLIA-BENÇÃO ESPÍRITOS AFINS FAMÍLIA-PROVAÇÃO ESPÍRITOS NÃO AFINS NA MAIORIA DAS VEZES, A FAMÍLIA É FORMADA PARA AUXILIAR OS EQUIVOCADOS A RECUPERAREM-SE DOS ERROS MORAIS, A REPARAREM DANOS QUE  FORAM CAUSADOS NOUTRAS TENTATIVAS NAS QUAIS FALHARAM . FAMÍLIAS-BENÇÃOS  -  Onde se reúnem espíritos que se identificam nos ideais do lar, na compreensão dos deveres,  na busca do crescimento moral, beneficiando-se pela harmonia frequente e pela fraternidade habitual. FAMÍLIAS-PROVAÇÃO   -   Caracterizam-se pelos conflitos que aparecem desde cedo, animosidades entre os seus membros, disputas  alucinadas, conflitos contínuos, revoltas sem descanso.
Amantes que se corromperam e se abandonaram . Podem tornar-se pais e filhos OBJECTIVO: ALTERAREM O COMPORTAMENTO AFECTIVO E SUBLIMAREM AS ASPIRAÇÕES . Inimigos em duelos políticos, religiosos, afectivos, esgrimindo armas e ferindo-se, matando-se.   Retornam quase sempre na mesma consanguinidade.   OBJECTIVO: SUPERAREM  AS ANTIPATIAS  QUE REMANESCEM   Traidores de ontem... Parentesco de hoje OBJECTIVO: CONSEGUIREM DAS SUAS  VÍTIMAS O PERDÃO
A FAMÍLIA É   ... UM LABORATÓRIO MORAL... …  PARA AS EXPERIÊNCIAS DA EVOLUÇÃO... CALDEIAM OS SENTIMENTOS TRABALHAM AS EMOÇÕES PROPORCIONAM OPORTUNIDADE DE EQUILÍBRIO …  SE O AMOR FOR  ACEITE COMO O  DISSOLVENTE DOS DESAFIOS E  DIFICULDADES. PANORAMA ACTUAL? DESCONHECIMENTO DA  REENCARNAÇÃO. FALTA DE ESTRUTURA ESPIRITUAL VAZÃO AOS SENTIMENTOS  NEGATIVOS. FALTA DE RECTIFICAÇÃO DESSES SENTIMENTOS FIXAÇÃO DOS MESMOS NO INCONSCIENTE FORMAÇÃO DE NOVAS AVERSÕES COMPLICAÇÃO DA RELAÇÃO FRATERNA
POR VEZES, A AFECTIVIDADE OU A ANIMOSIDADE SÃO DETECTADAS DESDE O PERÍODO DA GESTAÇÃO, PREDISPONDO OS PAIS À ACEITAÇÃO OU À REJEIÇÃO DO SER EM FORMAÇÃO, QUE LHES OUVEM AS EXPRESSÕES DE CARINHO OU SENTEM-LHES AS VIBRAÇÕES NÃO AMISTOSAS, QUE SE IRÃO CONVERTER EM CONFLITOS PSICOLÓGICOS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA,  GERANDO DISTÚRBIOS PARA TODA A  EXISTÊNCIA PORVINDOURA . Renasce-se no lar, na família de que se tem necessidade, e nem sempre naquela que se gostaria ou que se merece, a fim de progredir e limar as imperfeições com o buril da fraternidade que a convivência propicia e dignifica . ADOLESCENTE NA FAMÍLIA SENTE... Choques emocionais Atracção pelas vibrações positivas …  de acordo com os vínculos anteriores.
Sociedade justa e feliz  - estrutura-se na família  equilibrada, baseada no respeito e no amor. Uma grande, profunda e significativa modificação deverá  dar-se no tipo de relacionamento que agora tem como  meta a harmonia e a felicidade do grupo, longe do  egoísmo e do interesse imediatista de cada um. Esta aceitação ou repulsa irá afectar de maneira muito significativa o seu comportamento actual, exigindo, se negativa, terapia especializada e grande esforço do paciente, a fim de se ajustar à sociedade, que lhe parecerá sempre um reflexo do que viveu no lar. Quando começa a família? Quando os parceiros se unem sexualmente. Respeitando-se mutuamente e compreendendo que a partir do momento em que
COMO DEVEM AGIR OS PAIS? Os divórcios e as separações multiplicam-se derivado da indiferença pela família e produzindo as tristes gerações dos órfãos de pais vivos, desinteressados, agravando a moral social que lhes sofre o dano do desequilíbrio crescente. Sociedade juvenil desorganizada, revoltada, agressiva, desinteressada, cínica ou depressiva, metida na droga, na violência, no crime, no desvario sexual. QUAL O PANORMA ACTUAL? -  O OPOSTO QUE CONSEQUÊNCIAS? Devem unir-se, mesmo que com dificuldade no  relacionamento pessoal, com o fim de oferecerem segurança física e psicológica aos filhos. Esta tarefa não tem sido exercida com a elevação que exige devido à imaturidade do  casal que se busca apenas para o prazer, onde predomina o egoísmo, com altas doses de insensatez, desamor e apatia de um pelo outro ser com quem vive, quando as situações não lhe parecem agradáveis ou interessantes.
Entender aqueles que o deveriam entender a ele e ajudar aqueles mais velhos que tinham por tarefa compreendê-lo e orientá-lo. Por vezes, em lares infelizes, adolescentes equilibrados não se deixam perturbar pois são Espíritos saudáveis que ali estão para resgatar, mas também para educar os pais e servir de  exemplo para os familiares. Colhe as consequências nefastas da agressividade e lutas que ali existem. Esconde as próprias emoções ou Vive essas emoções inserindo-se em vícios Objectivando  sobreviver  carregado de amargura e asfixiado pelo desamor. O ADOLESCENTE NO  LAR DESAJUSTADO COMO DEVE PENSAR O ADOLESCENTE? Compreender a conjuntura na qual se encontra. Aceitar o desafio. Compadecer-se dos familiares envolvidos em lutas, como seres enfermos que estão longe da cura ou se negaram à transformação interior.
QUANDO O espírito de dignidade humana viger nos adultos Haverá amadurecimento emocional antes de assumirem os compromissos da progenitura. HAVERÁ UMA MUDANÇA RADICAL NAS PAISAGENS DA FAMÍLIA, INICIANDO-SE A ÉPOCA DA VERDADEIRA FRATERNIDADE . QUANDO O sexo for exercido com responsabilidade e não  agressivamente. Compreenderem que o prazer cobra um preço que muitas vezes é a fecundação. HAVERÁ UMA MUDANÇA REAL NO COMPORTAMENTO GERAL, ABRINDO ESPAÇO PARA A ADOLESCÊNCIA BEM ORIENTADA NA FAMÍLIA EM EQUILÍBRIO.
QUAL O PAPEL DO  ADOLESCENTE? Compreendendo e desculpando, orando, o adolescente contará com o auxílio divino que nunca falta e com a protecção dos seus guias espirituais, que são responsáveis pela sua nova reencarnação. POR QUE VIDA FAMILIAR OPTAMOS? Finalmente vou ter com a família!!! Compreender a fragilidade dos pais e irmãos, que lhe  servirá de avaliação dos seus méritos. Tem uma dívida para com a família, uma dívida de carinho, mesmo que a família não se dê conta do imenso débito que tem para com o jovem em formação. Se não for compreendido ou amado, esforce-se por amar e compreender, tendo em vista que é devedor dos pais, que poderiam ter abortado e não o fizeram.
Quem pretende enveredar pelo caminho do Amor tem de aprender a renunciar ao ponto de vista. Deleitamo-nos com o Evangelho, com propostas de  renovação interior, no entanto, chegado o momento  crucial em que podíamos sacrificar a nossa opinião em prol do bem geral, geralmente não abrimos mão do nosso ponto de vista, quase sempre impositivo, numa forma  muito comum de egoísmo. Quem ama, entende, e quem entende não impõe  comportamentos. Caldas da Rainha, Maio 1999 AMOR E OPINIÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Auto estima da Mulher
Auto estima da MulherAuto estima da Mulher
Auto estima da Mulher
izabelfonseca
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
guestbacc08
 
Saúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulherSaúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulher
Pra Paula Barros
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
Antonino Silva
 
Terceira Idade
Terceira IdadeTerceira Idade
Terceira Idade
Carol Alves
 
Palestra 19 mae uma homenagem
Palestra 19 mae uma homenagemPalestra 19 mae uma homenagem
Palestra 19 mae uma homenagem
Jose Ferreira Almeida
 
Suicídio: Atenção na Prevenção
Suicídio: Atenção na Prevenção   Suicídio: Atenção na Prevenção
Suicídio: Atenção na Prevenção
Luciana França Cescon
 
Valorização da vida
Valorização da vidaValorização da vida
Valorização da vida
Wilma Badan C.G.
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
UNIME
 
Palestra motivacional - É preciso saber viver
Palestra motivacional - É preciso saber viverPalestra motivacional - É preciso saber viver
Palestra motivacional - É preciso saber viver
Beto Chaves
 
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
Ev Nelson Fernandes
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
Jerri Almeida
 
Guia prevencao suicidio
Guia prevencao suicidioGuia prevencao suicidio
Guia prevencao suicidio
Denise Pacheco
 
Desafios da vida em família
Desafios da vida em famíliaDesafios da vida em família
Desafios da vida em família
Leonardo Pereira
 
Palestra sobre medo
Palestra sobre medo Palestra sobre medo
Palestra sobre medo
Sandra Cecília Rocha
 
Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?
diogofranciscorocha
 
Palestra Setembro Amarelo
Palestra Setembro AmareloPalestra Setembro Amarelo
Palestra Setembro Amarelo
Psicologia Conexão
 
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa
 
Mãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma BadanMãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Estresse ou ansiedade
Estresse ou ansiedadeEstresse ou ansiedade

Mais procurados (20)

Auto estima da Mulher
Auto estima da MulherAuto estima da Mulher
Auto estima da Mulher
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
Saúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulherSaúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulher
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Terceira Idade
Terceira IdadeTerceira Idade
Terceira Idade
 
Palestra 19 mae uma homenagem
Palestra 19 mae uma homenagemPalestra 19 mae uma homenagem
Palestra 19 mae uma homenagem
 
Suicídio: Atenção na Prevenção
Suicídio: Atenção na Prevenção   Suicídio: Atenção na Prevenção
Suicídio: Atenção na Prevenção
 
Valorização da vida
Valorização da vidaValorização da vida
Valorização da vida
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Palestra motivacional - É preciso saber viver
Palestra motivacional - É preciso saber viverPalestra motivacional - É preciso saber viver
Palestra motivacional - É preciso saber viver
 
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
 
Guia prevencao suicidio
Guia prevencao suicidioGuia prevencao suicidio
Guia prevencao suicidio
 
Desafios da vida em família
Desafios da vida em famíliaDesafios da vida em família
Desafios da vida em família
 
Palestra sobre medo
Palestra sobre medo Palestra sobre medo
Palestra sobre medo
 
Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?
 
Palestra Setembro Amarelo
Palestra Setembro AmareloPalestra Setembro Amarelo
Palestra Setembro Amarelo
 
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
 
Mãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma BadanMãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma Badan
 
Estresse ou ansiedade
Estresse ou ansiedadeEstresse ou ansiedade
Estresse ou ansiedade
 

Destaque

Adolescência e família
Adolescência e famíliaAdolescência e família
Adolescência e família
ariadnemonitoria
 
Palestra família
Palestra famíliaPalestra família
Palestra família
pmgv5
 
A adolescência
A adolescênciaA adolescência
A adolescência
Roberto Nobre
 
Tipos de Família
Tipos de Família Tipos de Família
Tipos de Família
Cordeiro_
 
Chegou a adolescência
Chegou a adolescênciaChegou a adolescência
Chegou a adolescência
Camila Oliveira
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
Moderadora
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Alinebrauna Brauna
 
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da PsicopedagogiaConflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
Paulo Martins
 
Aula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedade
Aula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedadeAula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedade
Aula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedade
Ana Filadelfi
 
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIAA casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Adolescencia na perspectiva da Saúde
Adolescencia na perspectiva da SaúdeAdolescencia na perspectiva da Saúde
Adolescencia na perspectiva da Saúde
Heloísa Ximenes
 
Palestra Pré Adolescentes P.A
Palestra Pré Adolescentes P.APalestra Pré Adolescentes P.A
Palestra Pré Adolescentes P.A
Alexandre Fernandes
 
ADOLESCÊNCIA E VIDA
ADOLESCÊNCIA E VIDAADOLESCÊNCIA E VIDA
ADOLESCÊNCIA E VIDA
Jorge Luiz dos Santos
 
Saúde do Adolescente
Saúde do AdolescenteSaúde do Adolescente
Saúde do Adolescente
yolandasergia
 
Gravidez na adolescencia
Gravidez na adolescenciaGravidez na adolescencia
Gravidez na adolescencia
Alinebrauna Brauna
 
Adolescência, identidade e cidadania
Adolescência, identidade  e cidadaniaAdolescência, identidade  e cidadania
Adolescência, identidade e cidadania
ariadnemonitoria
 
Adolescência e identidade
Adolescência e identidadeAdolescência e identidade
Adolescência e identidade
ariadnemonitoria
 
ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO
ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPOADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO
ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO
veronicasilva
 
Slides gravidez adolescencia
Slides gravidez adolescenciaSlides gravidez adolescencia
Slides gravidez adolescencia
Antonio Junior Sousa Uchoa
 
Educação em saude na adolescencia
Educação em saude na adolescenciaEducação em saude na adolescencia
Educação em saude na adolescencia
joselene beatriz
 

Destaque (20)

Adolescência e família
Adolescência e famíliaAdolescência e família
Adolescência e família
 
Palestra família
Palestra famíliaPalestra família
Palestra família
 
A adolescência
A adolescênciaA adolescência
A adolescência
 
Tipos de Família
Tipos de Família Tipos de Família
Tipos de Família
 
Chegou a adolescência
Chegou a adolescênciaChegou a adolescência
Chegou a adolescência
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
 
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da PsicopedagogiaConflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
Conflitos na adolescência - Blog Desafio da Psicopedagogia
 
Aula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedade
Aula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedadeAula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedade
Aula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedade
 
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIAA casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
 
Adolescencia na perspectiva da Saúde
Adolescencia na perspectiva da SaúdeAdolescencia na perspectiva da Saúde
Adolescencia na perspectiva da Saúde
 
Palestra Pré Adolescentes P.A
Palestra Pré Adolescentes P.APalestra Pré Adolescentes P.A
Palestra Pré Adolescentes P.A
 
ADOLESCÊNCIA E VIDA
ADOLESCÊNCIA E VIDAADOLESCÊNCIA E VIDA
ADOLESCÊNCIA E VIDA
 
Saúde do Adolescente
Saúde do AdolescenteSaúde do Adolescente
Saúde do Adolescente
 
Gravidez na adolescencia
Gravidez na adolescenciaGravidez na adolescencia
Gravidez na adolescencia
 
Adolescência, identidade e cidadania
Adolescência, identidade  e cidadaniaAdolescência, identidade  e cidadania
Adolescência, identidade e cidadania
 
Adolescência e identidade
Adolescência e identidadeAdolescência e identidade
Adolescência e identidade
 
ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO
ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPOADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO
ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO
 
Slides gravidez adolescencia
Slides gravidez adolescenciaSlides gravidez adolescencia
Slides gravidez adolescencia
 
Educação em saude na adolescencia
Educação em saude na adolescenciaEducação em saude na adolescencia
Educação em saude na adolescencia
 

Semelhante a Palestra AdolescêNcia E FamíLia

Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2
Grupo Espírita Cristão
 
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa
 
Conflitos familiares
Conflitos familiaresConflitos familiares
Conflitos familiares
Victor Passos
 
Por que nasci nessa família, com tantos problemas?
Por que nasci nessa família, com tantos problemas?Por que nasci nessa família, com tantos problemas?
Por que nasci nessa família, com tantos problemas?
Helio Cruz
 
Conflitos familiares
Conflitos familiaresConflitos familiares
Conflitos familiares
Lisete B.
 
Familia uma lei divina de amor macedo-2013
Familia uma lei divina de amor macedo-2013Familia uma lei divina de amor macedo-2013
Familia uma lei divina de amor macedo-2013
Claudio Macedo
 
Convivência Familiar!
Convivência Familiar!Convivência Familiar!
Convivência Familiar!
Marta Oliveira
 
CONVERSANDO O EVANGELHO - Laços de família
CONVERSANDO O EVANGELHO - Laços de famíliaCONVERSANDO O EVANGELHO - Laços de família
CONVERSANDO O EVANGELHO - Laços de família
Fatoze
 
Conviver é preciso
Conviver é precisoConviver é preciso
Conviver é preciso
Maria Ana de Paula
 
Objetivos da aula.pdf
Objetivos da aula.pdfObjetivos da aula.pdf
Objetivos da aula.pdf
Alice Lirio
 
Palestra Espírita Deveres dos pais
Palestra Espírita Deveres dos paisPalestra Espírita Deveres dos pais
Palestra Espírita Deveres dos pais
manumino
 
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Boletim o PAE julho
Boletim o PAE julho Boletim o PAE julho
Boletim o PAE julho
O PAE PAE
 
Dia da família
Dia da famíliaDia da família
Dia da família
Helio Cruz
 
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Sandra Reis Machado
 
Perante a família
Perante a famíliaPerante a família
Perante a família
Ponte de Luz ASEC
 
A FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptx
A FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptxA FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptx
A FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptx
FernandaPereira673161
 
Constelação Familiar
Constelação FamiliarConstelação Familiar
Constelação Familiar
Juliana Souza Ramos
 
unb-assunto-familia.pptx
unb-assunto-familia.pptxunb-assunto-familia.pptx
unb-assunto-familia.pptx
CarolMDomingues
 
Honrai a vosso pai e a vossa
Honrai a vosso pai e a vossaHonrai a vosso pai e a vossa
Honrai a vosso pai e a vossa
Crisley Carolina Souza e Silva
 

Semelhante a Palestra AdolescêNcia E FamíLia (20)

Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2
 
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
 
Conflitos familiares
Conflitos familiaresConflitos familiares
Conflitos familiares
 
Por que nasci nessa família, com tantos problemas?
Por que nasci nessa família, com tantos problemas?Por que nasci nessa família, com tantos problemas?
Por que nasci nessa família, com tantos problemas?
 
Conflitos familiares
Conflitos familiaresConflitos familiares
Conflitos familiares
 
Familia uma lei divina de amor macedo-2013
Familia uma lei divina de amor macedo-2013Familia uma lei divina de amor macedo-2013
Familia uma lei divina de amor macedo-2013
 
Convivência Familiar!
Convivência Familiar!Convivência Familiar!
Convivência Familiar!
 
CONVERSANDO O EVANGELHO - Laços de família
CONVERSANDO O EVANGELHO - Laços de famíliaCONVERSANDO O EVANGELHO - Laços de família
CONVERSANDO O EVANGELHO - Laços de família
 
Conviver é preciso
Conviver é precisoConviver é preciso
Conviver é preciso
 
Objetivos da aula.pdf
Objetivos da aula.pdfObjetivos da aula.pdf
Objetivos da aula.pdf
 
Palestra Espírita Deveres dos pais
Palestra Espírita Deveres dos paisPalestra Espírita Deveres dos pais
Palestra Espírita Deveres dos pais
 
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
 
Boletim o PAE julho
Boletim o PAE julho Boletim o PAE julho
Boletim o PAE julho
 
Dia da família
Dia da famíliaDia da família
Dia da família
 
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
 
Perante a família
Perante a famíliaPerante a família
Perante a família
 
A FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptx
A FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptxA FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptx
A FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptx
 
Constelação Familiar
Constelação FamiliarConstelação Familiar
Constelação Familiar
 
unb-assunto-familia.pptx
unb-assunto-familia.pptxunb-assunto-familia.pptx
unb-assunto-familia.pptx
 
Honrai a vosso pai e a vossa
Honrai a vosso pai e a vossaHonrai a vosso pai e a vossa
Honrai a vosso pai e a vossa
 

Último

16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
PIB Penha
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
PIB Penha
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
Sammis Reachers
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 

Último (14)

16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 

Palestra AdolescêNcia E FamíLia

  • 1. O ADOLESCENTE E A FAMÍLIA
  • 2. O ADOLESCENTE E A FAMÍLIA LAR - É o melhor educandário, o mais eficiente, pois as lições aí ministradas são vivas e impressionáveis, carregadas de emoção e força... ADOLESCENTE - Um Espírito com várias experiências em vidas anteriores, que voltou para se rectificar e evoluir. FAMÍLIA - Conjunto de seres que se unem pela consanguinidade, para um empreendimento superior, no qual são investidos valores inestimáveis, que se conjugam em prol dos resultados felizes que devem ser conseguidos ao largo dos anos, graças ao relacionamento entre pais e filhos, irmãos e parentes.
  • 3. FAMÍLIA FAMÍLIA-BENÇÃO ESPÍRITOS AFINS FAMÍLIA-PROVAÇÃO ESPÍRITOS NÃO AFINS NA MAIORIA DAS VEZES, A FAMÍLIA É FORMADA PARA AUXILIAR OS EQUIVOCADOS A RECUPERAREM-SE DOS ERROS MORAIS, A REPARAREM DANOS QUE FORAM CAUSADOS NOUTRAS TENTATIVAS NAS QUAIS FALHARAM . FAMÍLIAS-BENÇÃOS - Onde se reúnem espíritos que se identificam nos ideais do lar, na compreensão dos deveres, na busca do crescimento moral, beneficiando-se pela harmonia frequente e pela fraternidade habitual. FAMÍLIAS-PROVAÇÃO - Caracterizam-se pelos conflitos que aparecem desde cedo, animosidades entre os seus membros, disputas alucinadas, conflitos contínuos, revoltas sem descanso.
  • 4. Amantes que se corromperam e se abandonaram . Podem tornar-se pais e filhos OBJECTIVO: ALTERAREM O COMPORTAMENTO AFECTIVO E SUBLIMAREM AS ASPIRAÇÕES . Inimigos em duelos políticos, religiosos, afectivos, esgrimindo armas e ferindo-se, matando-se. Retornam quase sempre na mesma consanguinidade. OBJECTIVO: SUPERAREM AS ANTIPATIAS QUE REMANESCEM Traidores de ontem... Parentesco de hoje OBJECTIVO: CONSEGUIREM DAS SUAS VÍTIMAS O PERDÃO
  • 5. A FAMÍLIA É ... UM LABORATÓRIO MORAL... … PARA AS EXPERIÊNCIAS DA EVOLUÇÃO... CALDEIAM OS SENTIMENTOS TRABALHAM AS EMOÇÕES PROPORCIONAM OPORTUNIDADE DE EQUILÍBRIO … SE O AMOR FOR ACEITE COMO O DISSOLVENTE DOS DESAFIOS E DIFICULDADES. PANORAMA ACTUAL? DESCONHECIMENTO DA REENCARNAÇÃO. FALTA DE ESTRUTURA ESPIRITUAL VAZÃO AOS SENTIMENTOS NEGATIVOS. FALTA DE RECTIFICAÇÃO DESSES SENTIMENTOS FIXAÇÃO DOS MESMOS NO INCONSCIENTE FORMAÇÃO DE NOVAS AVERSÕES COMPLICAÇÃO DA RELAÇÃO FRATERNA
  • 6. POR VEZES, A AFECTIVIDADE OU A ANIMOSIDADE SÃO DETECTADAS DESDE O PERÍODO DA GESTAÇÃO, PREDISPONDO OS PAIS À ACEITAÇÃO OU À REJEIÇÃO DO SER EM FORMAÇÃO, QUE LHES OUVEM AS EXPRESSÕES DE CARINHO OU SENTEM-LHES AS VIBRAÇÕES NÃO AMISTOSAS, QUE SE IRÃO CONVERTER EM CONFLITOS PSICOLÓGICOS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA, GERANDO DISTÚRBIOS PARA TODA A EXISTÊNCIA PORVINDOURA . Renasce-se no lar, na família de que se tem necessidade, e nem sempre naquela que se gostaria ou que se merece, a fim de progredir e limar as imperfeições com o buril da fraternidade que a convivência propicia e dignifica . ADOLESCENTE NA FAMÍLIA SENTE... Choques emocionais Atracção pelas vibrações positivas … de acordo com os vínculos anteriores.
  • 7. Sociedade justa e feliz - estrutura-se na família equilibrada, baseada no respeito e no amor. Uma grande, profunda e significativa modificação deverá dar-se no tipo de relacionamento que agora tem como meta a harmonia e a felicidade do grupo, longe do egoísmo e do interesse imediatista de cada um. Esta aceitação ou repulsa irá afectar de maneira muito significativa o seu comportamento actual, exigindo, se negativa, terapia especializada e grande esforço do paciente, a fim de se ajustar à sociedade, que lhe parecerá sempre um reflexo do que viveu no lar. Quando começa a família? Quando os parceiros se unem sexualmente. Respeitando-se mutuamente e compreendendo que a partir do momento em que
  • 8. COMO DEVEM AGIR OS PAIS? Os divórcios e as separações multiplicam-se derivado da indiferença pela família e produzindo as tristes gerações dos órfãos de pais vivos, desinteressados, agravando a moral social que lhes sofre o dano do desequilíbrio crescente. Sociedade juvenil desorganizada, revoltada, agressiva, desinteressada, cínica ou depressiva, metida na droga, na violência, no crime, no desvario sexual. QUAL O PANORMA ACTUAL? - O OPOSTO QUE CONSEQUÊNCIAS? Devem unir-se, mesmo que com dificuldade no relacionamento pessoal, com o fim de oferecerem segurança física e psicológica aos filhos. Esta tarefa não tem sido exercida com a elevação que exige devido à imaturidade do casal que se busca apenas para o prazer, onde predomina o egoísmo, com altas doses de insensatez, desamor e apatia de um pelo outro ser com quem vive, quando as situações não lhe parecem agradáveis ou interessantes.
  • 9. Entender aqueles que o deveriam entender a ele e ajudar aqueles mais velhos que tinham por tarefa compreendê-lo e orientá-lo. Por vezes, em lares infelizes, adolescentes equilibrados não se deixam perturbar pois são Espíritos saudáveis que ali estão para resgatar, mas também para educar os pais e servir de exemplo para os familiares. Colhe as consequências nefastas da agressividade e lutas que ali existem. Esconde as próprias emoções ou Vive essas emoções inserindo-se em vícios Objectivando sobreviver carregado de amargura e asfixiado pelo desamor. O ADOLESCENTE NO LAR DESAJUSTADO COMO DEVE PENSAR O ADOLESCENTE? Compreender a conjuntura na qual se encontra. Aceitar o desafio. Compadecer-se dos familiares envolvidos em lutas, como seres enfermos que estão longe da cura ou se negaram à transformação interior.
  • 10. QUANDO O espírito de dignidade humana viger nos adultos Haverá amadurecimento emocional antes de assumirem os compromissos da progenitura. HAVERÁ UMA MUDANÇA RADICAL NAS PAISAGENS DA FAMÍLIA, INICIANDO-SE A ÉPOCA DA VERDADEIRA FRATERNIDADE . QUANDO O sexo for exercido com responsabilidade e não agressivamente. Compreenderem que o prazer cobra um preço que muitas vezes é a fecundação. HAVERÁ UMA MUDANÇA REAL NO COMPORTAMENTO GERAL, ABRINDO ESPAÇO PARA A ADOLESCÊNCIA BEM ORIENTADA NA FAMÍLIA EM EQUILÍBRIO.
  • 11. QUAL O PAPEL DO ADOLESCENTE? Compreendendo e desculpando, orando, o adolescente contará com o auxílio divino que nunca falta e com a protecção dos seus guias espirituais, que são responsáveis pela sua nova reencarnação. POR QUE VIDA FAMILIAR OPTAMOS? Finalmente vou ter com a família!!! Compreender a fragilidade dos pais e irmãos, que lhe servirá de avaliação dos seus méritos. Tem uma dívida para com a família, uma dívida de carinho, mesmo que a família não se dê conta do imenso débito que tem para com o jovem em formação. Se não for compreendido ou amado, esforce-se por amar e compreender, tendo em vista que é devedor dos pais, que poderiam ter abortado e não o fizeram.
  • 12. Quem pretende enveredar pelo caminho do Amor tem de aprender a renunciar ao ponto de vista. Deleitamo-nos com o Evangelho, com propostas de renovação interior, no entanto, chegado o momento crucial em que podíamos sacrificar a nossa opinião em prol do bem geral, geralmente não abrimos mão do nosso ponto de vista, quase sempre impositivo, numa forma muito comum de egoísmo. Quem ama, entende, e quem entende não impõe comportamentos. Caldas da Rainha, Maio 1999 AMOR E OPINIÃO