SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
OPU – Operações Unitárias
Professor: Reinaldo
Caio Oliveira
Natalia Garcia
Nathalia Raquel
Paulo Henrique
PETROQUÍMICA
O que é petróleo?
O petróleo é formado por restos de vegetais e animais marinhos, que se depositaram
em grande quantidade, no fundo dos mares e lagos, há mais ou menos 100 milhões de
anos. Com os movimentos da crosta da Terra durante seu resfriamento, os mares e
lagos foram soterrados. E sob a pressão das camadas de rochas, sob o calor, e o tempo
, essa massa de restos orgânicos se transformou num óleo formado pela combinação
de moléculas de carbono e hidrogênio – num composto de hidrocarbonetos
denominado petróleo.
•A camada externa da crosta aumenta 1 grau a cada 30
metros de profundidade
•Cerca de 3000 metros, a temperatura já é alta o bastante
para dar início à transformação das substâncias orgânicas,
constituindo o seres marinhos em petróleo
•Em fase inicial o petróleo é constituído por gotículas que
só podem ser aproveitadas quando se juntam em grandes
volumes
•Sendo menos denso ele se movimenta aos pontos de menor
pressão .
•Normalmente nas jazidas quando o local é perfurado,a
pressão dos gases faz com que o petróleo jorre para fora.
•Assim se obtêm o petróleo bruto.
Corresponde à petróleo-química. Transforma subprodutos de petróleo bruto, principalmente
nafta (líquido incolor, com faixa de destilação próxima a gasolina; quando processado
obtém:eteno, propeno, butadieno,e correntes aromáticas) ou o gás natural, em bens de
consumo e industriais utilizados para diversas finalidades.
Contendo como principais seguimentos :
 Plástico
 Fibras (classificadas como: natural, artificial ou sintética através da polimerização)
 Elastômeros (polímeros, que na temperatura ambiente podem ser alongados, portanto possui
a propriedade de elasticidade. Comumente as borrachas)
 Fertilizantes
 Detergentes e outros
Derivados do
Petróleo
O Petróleo bruto contém centenas de diferentes tipos de hidrocarbonetos misturados e, para separá-los,
é necessário refina-lo. Através desse processo são liberados alguns produtos no qual fazem grande diferença
no nosso dia-a-dia. Produtos como: Gás de Cozinha (GLP); Gasolina; Querosene; Óleo Diesel; Óleo Combustível;
Lubrificantes entre outros.
Destilação
fracionada do
Petróleo
Gás de Cozinha (GLP)- Este produto consiste em dois hidrocarbonetos, como o propano e butano
ou até mesmo na mistura dos dois compostos.
→ combustível de uso doméstico mais moderno e de maior aceitação no Brasil.
Gasolina - Líquido volátil, inflamável, é uma mistura extremamente complexa, formada
de vários tipos de hidrocarbonetos. É obtida por meio de intrincados processos de
destilação direta, craqueamento, reformação e polimerização que se desenvolvem nas refinarias.
Entre as propriedades da gasolina, destaca-se a volatilidade.
Querosene - Obtido através do refinamento do petróleo intermediário entre a gasolina e o óleo
diesel,
é adquirido por meio da destilação fracionada, com ponto de ebulição que varia de 150 a
300°C.
O querosene não é somente utilizado como um iluminante, mas também é utilizado
como combustível para turbinas de avião a jato.
Óleo Diesel - Em comparação com a gasolina apresenta maior viscosidade o que garante a lubrificação de
motores diesel de alta velocidade do mecanismo de injeção e se obtêm uma atomização adequada.
Óleo Combustível - Usualmente indica produtos que são primariamente queimados para produzir calor.
Num sentido muito geral, o termo óleo combustível abrange larga escala de produtos que se estendem
do querosene aos materiais viscosos, estes aproximando-se da consistência do asfalto.
Os óleos combustíveis são classificados em quatro classes:
1- Óleos combustíveis residuais, que são resíduos viscosos obtidos nas operações de refinação;
2- Óleos combustíveis destilados, que são produtos destilados derivados do petróleo;
3- Petróleos crus e petróleos expostos ao tempo ( curados), de valor comercial relativamente pequeno e
4- Misturas de óleos constituídas de dois ou mais óleos das classes anteriores.
Lubrificantes - Existem centenas de lubrificantes oriundos do petróleo, cada um dos quais atendendo a
uma finalidade específica. Uns são líquidos, bem fluidos, outros xaroposos, alguns pastosos, ou mesmo
sólidos.
Qualquer engenho, por mais simples, sujeito a aquecimento e desgaste produzidos pelo atrito, carece de
lubrificantes.
Conclusão
Portanto destilação é uma das técnicas mais usadas em laboratório e uma das principais
desenvolvidas pela indústria petroquímica, outra técnica de destaque é a extração realizadas
por muitos técnicos em química para analisa se a gasolina está adulterada ou não seguindo a
norma da ANP – AGÊNCIA NACIONAL DO PETROLEO que determina a quantidade de álcool
permitida na gasolina.
O petróleo é uma matéria – prima bastante flexível, pois possibilita obter diferentes produtos,
seu descobrimento requer investimentos financeiros e estudos geológicos, conseqüentemente
é um dos principais detentores da economia mundial, o Brasil é um dos mais relevantes
produtores de petróleo em 2002 o pais ocupava 15° posição em comparação ao ano de 2011
na 9°colocação. (Fonte: Cia World )
Referencias Bibliográficas
http://www.suapesquisa.com/geografia/petroleo/maiores_produtores.htm
http://www.dep.fem.unicamp.br/drupal/?q=node/27

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aual tématica petróleo
Aual tématica petróleoAual tématica petróleo
Aual tématica petróleo
PriscilaUFGD
 
Gasolina - Química Orgânica
Gasolina - Química OrgânicaGasolina - Química Orgânica
Gasolina - Química Orgânica
Lucas Castro
 
Petróleo e gás natural - 10º D
Petróleo  e gás natural - 10º DPetróleo  e gás natural - 10º D
Petróleo e gás natural - 10º D
Física Química A
 
Querosene e parafina
Querosene e parafinaQuerosene e parafina
Querosene e parafina
Odilon Voss
 
Aula 2 GeraçãO Do PetróLeo E Sistemas PetrolíFeros Anp
Aula 2 GeraçãO Do PetróLeo E Sistemas PetrolíFeros AnpAula 2 GeraçãO Do PetróLeo E Sistemas PetrolíFeros Anp
Aula 2 GeraçãO Do PetróLeo E Sistemas PetrolíFeros Anp
Bruno Silva
 
Produção de Biodiesel apartir de óleo de moringa
Produção de Biodiesel apartir de óleo de moringaProdução de Biodiesel apartir de óleo de moringa
Produção de Biodiesel apartir de óleo de moringa
Julião Pereira
 
aula 7. Tec. de oleos e derivados
aula 7. Tec. de oleos e derivadosaula 7. Tec. de oleos e derivados
aula 7. Tec. de oleos e derivados
primaquim
 
Aula 12 petroleo prof pedro ibrapeq
Aula 12 petroleo prof pedro   ibrapeqAula 12 petroleo prof pedro   ibrapeq
Aula 12 petroleo prof pedro ibrapeq
Pedro Monteiro
 
Processos de tratamento do petroleo
Processos de tratamento do petroleoProcessos de tratamento do petroleo
Processos de tratamento do petroleo
Lidiane Reis
 

Mais procurados (20)

Gasolina
GasolinaGasolina
Gasolina
 
04_Aula Petróleo
04_Aula Petróleo04_Aula Petróleo
04_Aula Petróleo
 
Energia do petróleo
Energia do petróleoEnergia do petróleo
Energia do petróleo
 
Base da refinação de petróleo
Base da refinação de petróleoBase da refinação de petróleo
Base da refinação de petróleo
 
Aual tématica petróleo
Aual tématica petróleoAual tématica petróleo
Aual tématica petróleo
 
Aula 09 processos de conversão
Aula 09   processos de conversãoAula 09   processos de conversão
Aula 09 processos de conversão
 
Gasolina - Química Orgânica
Gasolina - Química OrgânicaGasolina - Química Orgânica
Gasolina - Química Orgânica
 
Petróleo e gás natural - 10º D
Petróleo  e gás natural - 10º DPetróleo  e gás natural - 10º D
Petróleo e gás natural - 10º D
 
Querosene e parafina
Querosene e parafinaQuerosene e parafina
Querosene e parafina
 
Petroleo e Gasolina
Petroleo e GasolinaPetroleo e Gasolina
Petroleo e Gasolina
 
Aula 2 GeraçãO Do PetróLeo E Sistemas PetrolíFeros Anp
Aula 2 GeraçãO Do PetróLeo E Sistemas PetrolíFeros AnpAula 2 GeraçãO Do PetróLeo E Sistemas PetrolíFeros Anp
Aula 2 GeraçãO Do PetróLeo E Sistemas PetrolíFeros Anp
 
Produção de Biodiesel apartir de óleo de moringa
Produção de Biodiesel apartir de óleo de moringaProdução de Biodiesel apartir de óleo de moringa
Produção de Biodiesel apartir de óleo de moringa
 
aula 7. Tec. de oleos e derivados
aula 7. Tec. de oleos e derivadosaula 7. Tec. de oleos e derivados
aula 7. Tec. de oleos e derivados
 
Aula 12 petroleo prof pedro ibrapeq
Aula 12 petroleo prof pedro   ibrapeqAula 12 petroleo prof pedro   ibrapeq
Aula 12 petroleo prof pedro ibrapeq
 
Petróleo
PetróleoPetróleo
Petróleo
 
Parte ii técnico
Parte ii  técnicoParte ii  técnico
Parte ii técnico
 
Petróleo e-carvão-3a1
Petróleo e-carvão-3a1Petróleo e-carvão-3a1
Petróleo e-carvão-3a1
 
Petróleo
PetróleoPetróleo
Petróleo
 
Processos de tratamento do petroleo
Processos de tratamento do petroleoProcessos de tratamento do petroleo
Processos de tratamento do petroleo
 
Petróleo
PetróleoPetróleo
Petróleo
 

Semelhante a Opu operações-unitárias.pptxn

Apostila de gas e petroleo
Apostila de gas e petroleoApostila de gas e petroleo
Apostila de gas e petroleo
Adriano Silva
 
Petroleo aula ppt.
Petroleo   aula ppt.Petroleo   aula ppt.
Petroleo aula ppt.
segundocol
 
Aula De Quimica Organica Petroleo 2
Aula De Quimica Organica   Petroleo 2Aula De Quimica Organica   Petroleo 2
Aula De Quimica Organica Petroleo 2
socorro06
 
Aula 06 classificação do petroleo e introdução ao refino
Aula 06   classificação do petroleo e introdução ao refinoAula 06   classificação do petroleo e introdução ao refino
Aula 06 classificação do petroleo e introdução ao refino
Anderson Pontes
 

Semelhante a Opu operações-unitárias.pptxn (20)

Petróleo e Combustão
Petróleo e Combustão Petróleo e Combustão
Petróleo e Combustão
 
Petróleo enio
Petróleo enioPetróleo enio
Petróleo enio
 
Apostila de gas e petroleo
Apostila de gas e petroleoApostila de gas e petroleo
Apostila de gas e petroleo
 
Aula petroleo-2010
Aula petroleo-2010Aula petroleo-2010
Aula petroleo-2010
 
Pronae aula 14
Pronae aula 14Pronae aula 14
Pronae aula 14
 
"Somos Físicos" Derivados do Petróleo
"Somos Físicos" Derivados do Petróleo"Somos Físicos" Derivados do Petróleo
"Somos Físicos" Derivados do Petróleo
 
Apostila de Refino de PETRÓLEO
Apostila de Refino de PETRÓLEO Apostila de Refino de PETRÓLEO
Apostila de Refino de PETRÓLEO
 
Booommmm petroleo
Booommmm petroleoBooommmm petroleo
Booommmm petroleo
 
Processo de refinação do petróleo
Processo de refinação do petróleoProcesso de refinação do petróleo
Processo de refinação do petróleo
 
Petroleo aula ppt.
Petroleo   aula ppt.Petroleo   aula ppt.
Petroleo aula ppt.
 
Petroleo aula ppt.
Petroleo   aula ppt.Petroleo   aula ppt.
Petroleo aula ppt.
 
Petroleo 3a2
Petroleo 3a2Petroleo 3a2
Petroleo 3a2
 
ahistoriadopetroleoedogasnatural1-160202232020.pdf
ahistoriadopetroleoedogasnatural1-160202232020.pdfahistoriadopetroleoedogasnatural1-160202232020.pdf
ahistoriadopetroleoedogasnatural1-160202232020.pdf
 
A historia do petroleo e do gas natural 1
A historia do petroleo e do gas natural 1A historia do petroleo e do gas natural 1
A historia do petroleo e do gas natural 1
 
PQO hidrocarbonetos.pdf
PQO hidrocarbonetos.pdfPQO hidrocarbonetos.pdf
PQO hidrocarbonetos.pdf
 
6 refino-de-petrc3b3leo
6 refino-de-petrc3b3leo6 refino-de-petrc3b3leo
6 refino-de-petrc3b3leo
 
Aula De Quimica Organica Petroleo 2
Aula De Quimica Organica   Petroleo 2Aula De Quimica Organica   Petroleo 2
Aula De Quimica Organica Petroleo 2
 
Gasolina automotiva
Gasolina automotivaGasolina automotiva
Gasolina automotiva
 
Petróleo 10/10 -2
Petróleo 10/10 -2 Petróleo 10/10 -2
Petróleo 10/10 -2
 
Aula 06 classificação do petroleo e introdução ao refino
Aula 06   classificação do petroleo e introdução ao refinoAula 06   classificação do petroleo e introdução ao refino
Aula 06 classificação do petroleo e introdução ao refino
 

Mais de Cristyan Ribeiro

Mais de Cristyan Ribeiro (20)

Separação magnetica 1
Separação magnetica 1Separação magnetica 1
Separação magnetica 1
 
Separação magnetica2
Separação magnetica2Separação magnetica2
Separação magnetica2
 
Separação magnetica1
Separação magnetica1Separação magnetica1
Separação magnetica1
 
Separação de misturas sublimação
Separação de misturas sublimaçãoSeparação de misturas sublimação
Separação de misturas sublimação
 
Senai2
Senai2Senai2
Senai2
 
Senai2
Senai2Senai2
Senai2
 
Senai mario amato
Senai mario amatoSenai mario amato
Senai mario amato
 
Reposição de conteúdo bruno luz 2 qa
Reposição de conteúdo bruno luz 2 qaReposição de conteúdo bruno luz 2 qa
Reposição de conteúdo bruno luz 2 qa
 
DESTILAÇÃO ALCOOL
DESTILAÇÃO ALCOOLDESTILAÇÃO ALCOOL
DESTILAÇÃO ALCOOL
 
OPU
OPUOPU
OPU
 
Petrquimica
PetrquimicaPetrquimica
Petrquimica
 
Peneiramento
PeneiramentoPeneiramento
Peneiramento
 
Opu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separaçãoOpu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separação
 
Opu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separaçãoOpu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separação
 
Opu
OpuOpu
Opu
 
Opu transformações mecânicas dos plásticos
Opu   transformações mecânicas dos plásticosOpu   transformações mecânicas dos plásticos
Opu transformações mecânicas dos plásticos
 
Framaceutica (2)
Framaceutica (2)Framaceutica (2)
Framaceutica (2)
 
Filtração 2 qa-
Filtração 2 qa-Filtração 2 qa-
Filtração 2 qa-
 
Filtração
FiltraçãoFiltração
Filtração
 
Cosméticos 2 qa
Cosméticos 2 qaCosméticos 2 qa
Cosméticos 2 qa
 

Último

pgr programa de gerenciamento de risco posto de gasolina
pgr programa de gerenciamento de risco posto  de gasolinapgr programa de gerenciamento de risco posto  de gasolina
pgr programa de gerenciamento de risco posto de gasolina
mikhaelbaptista
 
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptxSEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
avaseg
 

Último (8)

ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsxST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
 
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
 
apostila de eletricidade básica Werther serralheiro
apostila de eletricidade básica Werther serralheiroapostila de eletricidade básica Werther serralheiro
apostila de eletricidade básica Werther serralheiro
 
Planejamento e controle da Produção_Lustosa.pdf
Planejamento e controle da Produção_Lustosa.pdfPlanejamento e controle da Produção_Lustosa.pdf
Planejamento e controle da Produção_Lustosa.pdf
 
pgr programa de gerenciamento de risco posto de gasolina
pgr programa de gerenciamento de risco posto  de gasolinapgr programa de gerenciamento de risco posto  de gasolina
pgr programa de gerenciamento de risco posto de gasolina
 
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptxSEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
 
Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf
Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdfNormas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf
Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf
 
CONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADE
CONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADECONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADE
CONCEITOS BÁSICOS DE CONFIABILIDADE COM EMBASAMENTO DE QUALIDADE
 

Opu operações-unitárias.pptxn

  • 1. OPU – Operações Unitárias Professor: Reinaldo Caio Oliveira Natalia Garcia Nathalia Raquel Paulo Henrique
  • 3. O que é petróleo? O petróleo é formado por restos de vegetais e animais marinhos, que se depositaram em grande quantidade, no fundo dos mares e lagos, há mais ou menos 100 milhões de anos. Com os movimentos da crosta da Terra durante seu resfriamento, os mares e lagos foram soterrados. E sob a pressão das camadas de rochas, sob o calor, e o tempo , essa massa de restos orgânicos se transformou num óleo formado pela combinação de moléculas de carbono e hidrogênio – num composto de hidrocarbonetos denominado petróleo.
  • 4. •A camada externa da crosta aumenta 1 grau a cada 30 metros de profundidade •Cerca de 3000 metros, a temperatura já é alta o bastante para dar início à transformação das substâncias orgânicas, constituindo o seres marinhos em petróleo •Em fase inicial o petróleo é constituído por gotículas que só podem ser aproveitadas quando se juntam em grandes volumes •Sendo menos denso ele se movimenta aos pontos de menor pressão . •Normalmente nas jazidas quando o local é perfurado,a pressão dos gases faz com que o petróleo jorre para fora. •Assim se obtêm o petróleo bruto.
  • 5. Corresponde à petróleo-química. Transforma subprodutos de petróleo bruto, principalmente nafta (líquido incolor, com faixa de destilação próxima a gasolina; quando processado obtém:eteno, propeno, butadieno,e correntes aromáticas) ou o gás natural, em bens de consumo e industriais utilizados para diversas finalidades. Contendo como principais seguimentos :  Plástico  Fibras (classificadas como: natural, artificial ou sintética através da polimerização)  Elastômeros (polímeros, que na temperatura ambiente podem ser alongados, portanto possui a propriedade de elasticidade. Comumente as borrachas)  Fertilizantes  Detergentes e outros
  • 6. Derivados do Petróleo O Petróleo bruto contém centenas de diferentes tipos de hidrocarbonetos misturados e, para separá-los, é necessário refina-lo. Através desse processo são liberados alguns produtos no qual fazem grande diferença no nosso dia-a-dia. Produtos como: Gás de Cozinha (GLP); Gasolina; Querosene; Óleo Diesel; Óleo Combustível; Lubrificantes entre outros.
  • 8. Gás de Cozinha (GLP)- Este produto consiste em dois hidrocarbonetos, como o propano e butano ou até mesmo na mistura dos dois compostos. → combustível de uso doméstico mais moderno e de maior aceitação no Brasil. Gasolina - Líquido volátil, inflamável, é uma mistura extremamente complexa, formada de vários tipos de hidrocarbonetos. É obtida por meio de intrincados processos de destilação direta, craqueamento, reformação e polimerização que se desenvolvem nas refinarias. Entre as propriedades da gasolina, destaca-se a volatilidade. Querosene - Obtido através do refinamento do petróleo intermediário entre a gasolina e o óleo diesel, é adquirido por meio da destilação fracionada, com ponto de ebulição que varia de 150 a 300°C. O querosene não é somente utilizado como um iluminante, mas também é utilizado como combustível para turbinas de avião a jato.
  • 9. Óleo Diesel - Em comparação com a gasolina apresenta maior viscosidade o que garante a lubrificação de motores diesel de alta velocidade do mecanismo de injeção e se obtêm uma atomização adequada. Óleo Combustível - Usualmente indica produtos que são primariamente queimados para produzir calor. Num sentido muito geral, o termo óleo combustível abrange larga escala de produtos que se estendem do querosene aos materiais viscosos, estes aproximando-se da consistência do asfalto. Os óleos combustíveis são classificados em quatro classes: 1- Óleos combustíveis residuais, que são resíduos viscosos obtidos nas operações de refinação; 2- Óleos combustíveis destilados, que são produtos destilados derivados do petróleo; 3- Petróleos crus e petróleos expostos ao tempo ( curados), de valor comercial relativamente pequeno e 4- Misturas de óleos constituídas de dois ou mais óleos das classes anteriores.
  • 10. Lubrificantes - Existem centenas de lubrificantes oriundos do petróleo, cada um dos quais atendendo a uma finalidade específica. Uns são líquidos, bem fluidos, outros xaroposos, alguns pastosos, ou mesmo sólidos. Qualquer engenho, por mais simples, sujeito a aquecimento e desgaste produzidos pelo atrito, carece de lubrificantes.
  • 11. Conclusão Portanto destilação é uma das técnicas mais usadas em laboratório e uma das principais desenvolvidas pela indústria petroquímica, outra técnica de destaque é a extração realizadas por muitos técnicos em química para analisa se a gasolina está adulterada ou não seguindo a norma da ANP – AGÊNCIA NACIONAL DO PETROLEO que determina a quantidade de álcool permitida na gasolina. O petróleo é uma matéria – prima bastante flexível, pois possibilita obter diferentes produtos, seu descobrimento requer investimentos financeiros e estudos geológicos, conseqüentemente é um dos principais detentores da economia mundial, o Brasil é um dos mais relevantes produtores de petróleo em 2002 o pais ocupava 15° posição em comparação ao ano de 2011 na 9°colocação. (Fonte: Cia World )