SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
Hereditariedade
Material Genético
 ADN é um material biológico que permite que um
  indivíduo a ser identificado contra qualquer outra
  pessoa em qualquer parte do mundo.

 É o tema mais eficaz para determinar se dois ou
  mais indivíduos são biologicamente relacionadas,
  e é de vital importância determinante na resolução
  de crimes e paternidade.
 O ADN Ácido Desoxirribonucleico, é uma
 molécula biológica universal presente em todas
 as células vivas.
 É no ADN que está contida toda a nossa
 informação genética, sob a forma de genes.
O ADN ou DNA é a sigla para :
Ácido DesoxirriboNucleico


 Em português: ADN (Ácido DesoxirriboNucleico)
 Em inglês: DNA (DeoxyriboNucleic Acid)
O ADN tem a forma de uma
escada de corda enrolada
helicoidalmente, ou seja,
de uma hélice dupla em
que os degraus são
formados por pares de
bases azotadas ligadas
entre si, através de
ligações de hidrogénio,
com fundamento na
complementaridade de
bases.
É constituído por uma pentose,
 um grupo fosfato e uma base
 azotada, que se associam de
 uma forma específica.

Formando uma cadeia dupla:
  Adenina (A) com Timina (T) e
 Guanina (G) com Citosina (C).
Dupla hélice do ADN
 Serve para a criação de uma base de dados de
  perfis de ADN para fins de identificação civil e
  criminal.
 Para identificar a paternidade.
 Características dos genes.
 Utilizando as pesquisas genéticas e exames
  especializados, já é possível detectar se um
  embrião herdou doenças graves, possibilitando um
  tratamento adequado desde os primeiros dias de
  vida. Este procedimento reduz o impacto da doença
  sobre o organismo, assim como suas sequelas.

 Futuramente, quando forem descobertas as
 funções de todos os genes humanos, muitos outros
 benefícios virão.
 A unidade base do material genético que forma
  a hereditariedade.
 Todo o ser humano tem de 50 mil a cem mil
  genes diferentes no núcleo de cada célula do
  corpo. Os genes influenciam o funcionamento e
  o desenvolvimento dos órgãos e determinam a
  produção de proteínas.
 Mutações genéticas são responsáveis por uma
  série de doenças, como cancro, fibrose cística e
  esquizofrenia.
   Desde 1973 as aplicações da manipulação
    genética têm alcançado diversas áreas, como a
    Medicina, a agricultura e a pecuária.
   Esse procedimento baseia-se na obtenção de
    moléculas híbridas de DNA, resultantes da
    fusão de trechos de DNA de diferentes
    espécies, técnica conhecida como DNA
    recombinate (ou Engenharia Genética , como é
    mais usualmente chamada).
 Na Engenharia Genética, são habitualmente
  empregados microrganismos, principalmente
  bactérias.
 Além de seu cromossoma circular, as bactérias
  geralmente possuem plasmídeos , que são
  outras porções de DNA dispersas no
  citoplasma.
 O ADN veio facilitar a busca de criminosos
  assim como facilitar a sua identificação.
 Contribui para a diminuição de casos
  arquivados sendo que através de um pouco de
  sangue, pele, sémem, saliva, suor ou pêlo, o
  criminoso pode ser identificado e punido pelos
  seus crimes.

Um grande passo para a Humanidade.
Margarida Rodrigues

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Evolução do Telemóvel
Evolução do TelemóvelEvolução do Telemóvel
Evolução do Telemóvel
efa1
 
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguaisS.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
I.Braz Slideshares
 
Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Hereditariedade
tigsilva
 
Consumo Sustentável
Consumo SustentávelConsumo Sustentável
Consumo Sustentável
Marco Santos
 
Ficha Trabalho Nº1 NoçõEs BáSicas De Hereditariedade IntroduçãO
Ficha Trabalho Nº1 NoçõEs BáSicas De Hereditariedade IntroduçãOFicha Trabalho Nº1 NoçõEs BáSicas De Hereditariedade IntroduçãO
Ficha Trabalho Nº1 NoçõEs BáSicas De Hereditariedade IntroduçãO
clvr
 
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVelDesenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Niise
 
Migrações: Causas e Consequências
Migrações: Causas e ConsequênciasMigrações: Causas e Consequências
Migrações: Causas e Consequências
lidia76
 

Mais procurados (20)

Ong
OngOng
Ong
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Evolução do Telemóvel
Evolução do TelemóvelEvolução do Telemóvel
Evolução do Telemóvel
 
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguaisS.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
 
Hereditariedade da cor dos olhos
Hereditariedade da cor dos olhosHereditariedade da cor dos olhos
Hereditariedade da cor dos olhos
 
Equipamentos E Sistemas TéCnicos Stc
Equipamentos E Sistemas TéCnicos StcEquipamentos E Sistemas TéCnicos Stc
Equipamentos E Sistemas TéCnicos Stc
 
Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Hereditariedade
 
Consumo Sustentável
Consumo SustentávelConsumo Sustentável
Consumo Sustentável
 
Módulo 1 1.2.
Módulo 1   1.2.Módulo 1   1.2.
Módulo 1 1.2.
 
Ficha Trabalho Nº1 NoçõEs BáSicas De Hereditariedade IntroduçãO
Ficha Trabalho Nº1 NoçõEs BáSicas De Hereditariedade IntroduçãOFicha Trabalho Nº1 NoçõEs BáSicas De Hereditariedade IntroduçãO
Ficha Trabalho Nº1 NoçõEs BáSicas De Hereditariedade IntroduçãO
 
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVelDesenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
 
Descodificação referencial clc-ietc
Descodificação referencial clc-ietcDescodificação referencial clc-ietc
Descodificação referencial clc-ietc
 
Mutações cromossômicas estruturais
Mutações cromossômicas estruturaisMutações cromossômicas estruturais
Mutações cromossômicas estruturais
 
Migrações: Causas e Consequências
Migrações: Causas e ConsequênciasMigrações: Causas e Consequências
Migrações: Causas e Consequências
 
O Turismo
O TurismoO Turismo
O Turismo
 
Alimentos transgênicos.
Alimentos transgênicos.Alimentos transgênicos.
Alimentos transgênicos.
 
1- HEREDITARIEDADE
1- HEREDITARIEDADE1- HEREDITARIEDADE
1- HEREDITARIEDADE
 
Genetica hereditariedade
Genetica hereditariedadeGenetica hereditariedade
Genetica hereditariedade
 
Ficha de trabalho hereditariedade
Ficha de trabalho hereditariedadeFicha de trabalho hereditariedade
Ficha de trabalho hereditariedade
 
DNA
DNADNA
DNA
 

Destaque (19)

ReflexãO Dna Clc
ReflexãO Dna ClcReflexãO Dna Clc
ReflexãO Dna Clc
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Dna, rna, síntese protéica
Dna, rna, síntese protéicaDna, rna, síntese protéica
Dna, rna, síntese protéica
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Artrópodes oficial
Artrópodes   oficialArtrópodes   oficial
Artrópodes oficial
 
Artrópodes.ppt
Artrópodes.pptArtrópodes.ppt
Artrópodes.ppt
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Equinodermos
EquinodermosEquinodermos
Equinodermos
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Dna
DnaDna
Dna
 
Àcidos Nucléicos 1º ano
Àcidos Nucléicos 1º anoÀcidos Nucléicos 1º ano
Àcidos Nucléicos 1º ano
 
Los equinodermos
Los equinodermosLos equinodermos
Los equinodermos
 
Acidos Nucleicos
Acidos NucleicosAcidos Nucleicos
Acidos Nucleicos
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Aula dna
Aula dnaAula dna
Aula dna
 
Equinodermos
EquinodermosEquinodermos
Equinodermos
 
DNA
DNADNA
DNA
 
DNA -estrutura e função
DNA -estrutura e funçãoDNA -estrutura e função
DNA -estrutura e função
 
Equinodermos
EquinodermosEquinodermos
Equinodermos
 

Semelhante a O que é o adn

Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Hereditariedade
CNProf
 
Adn e hereditariedade
Adn e hereditariedadeAdn e hereditariedade
Adn e hereditariedade
alforreca567
 
Biologia genética
Biologia  genéticaBiologia  genética
Biologia genética
Keilla Lima
 
Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Hereditariedade
Ana Nunes
 
2 Nocoes Basicas De Hereditariedade
2   Nocoes Basicas De Hereditariedade2   Nocoes Basicas De Hereditariedade
2 Nocoes Basicas De Hereditariedade
clvr
 
(1) crescimento, renovação celular e reprodução
(1) crescimento, renovação celular e reprodução(1) crescimento, renovação celular e reprodução
(1) crescimento, renovação celular e reprodução
Hugo Martins
 

Semelhante a O que é o adn (20)

dna
dnadna
dna
 
Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Hereditariedade
 
Adn
AdnAdn
Adn
 
Efa dna
Efa dnaEfa dna
Efa dna
 
Adn e hereditariedade
Adn e hereditariedadeAdn e hereditariedade
Adn e hereditariedade
 
Biologia genética
Biologia  genéticaBiologia  genética
Biologia genética
 
Genetica
GeneticaGenetica
Genetica
 
Genética aula I
Genética aula IGenética aula I
Genética aula I
 
Apostila etec biologia
Apostila etec   biologiaApostila etec   biologia
Apostila etec biologia
 
Slide Genética
Slide GenéticaSlide Genética
Slide Genética
 
Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Hereditariedade
 
Genética neurologia-04-2017
Genética neurologia-04-2017Genética neurologia-04-2017
Genética neurologia-04-2017
 
Apresentação1 genetica
Apresentação1 geneticaApresentação1 genetica
Apresentação1 genetica
 
2 Nocoes Basicas De Hereditariedade
2   Nocoes Basicas De Hereditariedade2   Nocoes Basicas De Hereditariedade
2 Nocoes Basicas De Hereditariedade
 
Engenharia genética
Engenharia genéticaEngenharia genética
Engenharia genética
 
Hereditariedade
HereditariedadeHereditariedade
Hereditariedade
 
Hereditariedade9
Hereditariedade9Hereditariedade9
Hereditariedade9
 
Jhonatan,ediel ciencias geneticas
Jhonatan,ediel ciencias geneticasJhonatan,ediel ciencias geneticas
Jhonatan,ediel ciencias geneticas
 
Utilizando o GenBank como integrador de conceitos e Biologia Molecular
Utilizando o GenBank como integrador de conceitos e Biologia MolecularUtilizando o GenBank como integrador de conceitos e Biologia Molecular
Utilizando o GenBank como integrador de conceitos e Biologia Molecular
 
(1) crescimento, renovação celular e reprodução
(1) crescimento, renovação celular e reprodução(1) crescimento, renovação celular e reprodução
(1) crescimento, renovação celular e reprodução
 

Mais de stcnsaidjv

Reportagem do haiti
Reportagem do haitiReportagem do haiti
Reportagem do haiti
stcnsaidjv
 
Residuos de reciclagem
Residuos de reciclagemResiduos de reciclagem
Residuos de reciclagem
stcnsaidjv
 
As causas da revolução francesa
As causas da revolução francesaAs causas da revolução francesa
As causas da revolução francesa
stcnsaidjv
 
Biografia eça de queiroz
Biografia  eça de queirozBiografia  eça de queiroz
Biografia eça de queiroz
stcnsaidjv
 
Exclusão social
Exclusão socialExclusão social
Exclusão social
stcnsaidjv
 
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosasSociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
stcnsaidjv
 
Patologias e prevenções
Patologias e prevençõesPatologias e prevenções
Patologias e prevenções
stcnsaidjv
 
Patologias e prevenção
Patologias e prevençãoPatologias e prevenção
Patologias e prevenção
stcnsaidjv
 
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesaDireitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
stcnsaidjv
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
stcnsaidjv
 
Segurança no trabalho
Segurança no trabalhoSegurança no trabalho
Segurança no trabalho
stcnsaidjv
 
Economia nacional
Economia nacionalEconomia nacional
Economia nacional
stcnsaidjv
 
Carta internacional dos direitos humanos
Carta internacional dos direitos humanosCarta internacional dos direitos humanos
Carta internacional dos direitos humanos
stcnsaidjv
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
stcnsaidjv
 
Prevenção e segurança no trabalho
Prevenção e segurança no trabalhoPrevenção e segurança no trabalho
Prevenção e segurança no trabalho
stcnsaidjv
 
Mecanismo despositivo da concertação social
Mecanismo despositivo da concertação socialMecanismo despositivo da concertação social
Mecanismo despositivo da concertação social
stcnsaidjv
 
Dst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveisDst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveis
stcnsaidjv
 
Tolerância reflexão
Tolerância   reflexãoTolerância   reflexão
Tolerância reflexão
stcnsaidjv
 
Reflexão crítica das tic
Reflexão crítica das ticReflexão crítica das tic
Reflexão crítica das tic
stcnsaidjv
 

Mais de stcnsaidjv (20)

Reportagem do haiti
Reportagem do haitiReportagem do haiti
Reportagem do haiti
 
Residuos de reciclagem
Residuos de reciclagemResiduos de reciclagem
Residuos de reciclagem
 
As causas da revolução francesa
As causas da revolução francesaAs causas da revolução francesa
As causas da revolução francesa
 
Empresa cp
Empresa cpEmpresa cp
Empresa cp
 
Biografia eça de queiroz
Biografia  eça de queirozBiografia  eça de queiroz
Biografia eça de queiroz
 
Exclusão social
Exclusão socialExclusão social
Exclusão social
 
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosasSociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
 
Patologias e prevenções
Patologias e prevençõesPatologias e prevenções
Patologias e prevenções
 
Patologias e prevenção
Patologias e prevençãoPatologias e prevenção
Patologias e prevenção
 
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesaDireitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
 
Segurança no trabalho
Segurança no trabalhoSegurança no trabalho
Segurança no trabalho
 
Economia nacional
Economia nacionalEconomia nacional
Economia nacional
 
Carta internacional dos direitos humanos
Carta internacional dos direitos humanosCarta internacional dos direitos humanos
Carta internacional dos direitos humanos
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
 
Prevenção e segurança no trabalho
Prevenção e segurança no trabalhoPrevenção e segurança no trabalho
Prevenção e segurança no trabalho
 
Mecanismo despositivo da concertação social
Mecanismo despositivo da concertação socialMecanismo despositivo da concertação social
Mecanismo despositivo da concertação social
 
Dst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveisDst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveis
 
Tolerância reflexão
Tolerância   reflexãoTolerância   reflexão
Tolerância reflexão
 
Reflexão crítica das tic
Reflexão crítica das ticReflexão crítica das tic
Reflexão crítica das tic
 

Último

CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
EduardaMedeiros18
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
edjailmax
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 

O que é o adn

  • 2.  ADN é um material biológico que permite que um indivíduo a ser identificado contra qualquer outra pessoa em qualquer parte do mundo.  É o tema mais eficaz para determinar se dois ou mais indivíduos são biologicamente relacionadas, e é de vital importância determinante na resolução de crimes e paternidade.
  • 3.  O ADN Ácido Desoxirribonucleico, é uma molécula biológica universal presente em todas as células vivas.  É no ADN que está contida toda a nossa informação genética, sob a forma de genes.
  • 4. O ADN ou DNA é a sigla para : Ácido DesoxirriboNucleico  Em português: ADN (Ácido DesoxirriboNucleico)  Em inglês: DNA (DeoxyriboNucleic Acid)
  • 5. O ADN tem a forma de uma escada de corda enrolada helicoidalmente, ou seja, de uma hélice dupla em que os degraus são formados por pares de bases azotadas ligadas entre si, através de ligações de hidrogénio, com fundamento na complementaridade de bases.
  • 6. É constituído por uma pentose, um grupo fosfato e uma base azotada, que se associam de uma forma específica. Formando uma cadeia dupla: Adenina (A) com Timina (T) e Guanina (G) com Citosina (C).
  • 8.  Serve para a criação de uma base de dados de perfis de ADN para fins de identificação civil e criminal.  Para identificar a paternidade.  Características dos genes.
  • 9.  Utilizando as pesquisas genéticas e exames especializados, já é possível detectar se um embrião herdou doenças graves, possibilitando um tratamento adequado desde os primeiros dias de vida. Este procedimento reduz o impacto da doença sobre o organismo, assim como suas sequelas.  Futuramente, quando forem descobertas as funções de todos os genes humanos, muitos outros benefícios virão.
  • 10.  A unidade base do material genético que forma a hereditariedade.  Todo o ser humano tem de 50 mil a cem mil genes diferentes no núcleo de cada célula do corpo. Os genes influenciam o funcionamento e o desenvolvimento dos órgãos e determinam a produção de proteínas.  Mutações genéticas são responsáveis por uma série de doenças, como cancro, fibrose cística e esquizofrenia.
  • 11. Desde 1973 as aplicações da manipulação genética têm alcançado diversas áreas, como a Medicina, a agricultura e a pecuária.  Esse procedimento baseia-se na obtenção de moléculas híbridas de DNA, resultantes da fusão de trechos de DNA de diferentes espécies, técnica conhecida como DNA recombinate (ou Engenharia Genética , como é mais usualmente chamada).
  • 12.  Na Engenharia Genética, são habitualmente empregados microrganismos, principalmente bactérias.  Além de seu cromossoma circular, as bactérias geralmente possuem plasmídeos , que são outras porções de DNA dispersas no citoplasma.
  • 13.  O ADN veio facilitar a busca de criminosos assim como facilitar a sua identificação.  Contribui para a diminuição de casos arquivados sendo que através de um pouco de sangue, pele, sémem, saliva, suor ou pêlo, o criminoso pode ser identificado e punido pelos seus crimes. Um grande passo para a Humanidade.