SlideShare uma empresa Scribd logo
Universo
             Sociedade, Tecnologia e Ciência




Gil Novo
03-01-2011
A origem do universo
A teoria mais aceita sobre a origem do Universo é a do Big Bang. Há 15 bilhões de anos o
Universo concentrava-se todo em um único ponto, com altíssima temperatura e densidade
energética. Esse ponto explode – o instante zero – e começa a expansão do Universo,
observada até hoje. As primeiras partículas, os fotões, são associadas à radiação
electromagnética. Protões, electrões e neutrões formam-se nos três primeiros minutos dessa
expansão, ainda vinculados à radiação. Ao se expandir, o Universo também se resfria. Quando
atinge 4 mil graus Célsius, cerca de 300 mil anos após o instante zero, electrões e protões
começam a interagir e formam os primeiros átomos de hidrogénio. Esses elementos químicos
dão origem às galáxias e às estrelas, respectivamente 2 bilhões de anos e 4 bilhões de anos
após o Big Bang. Com a separação entre matéria e radiação, os fotões têm mais espaço para se
propagar, formando a chamada radiação de fundo, presente em todo o Universo até hoje.
Detectada pelos astrónomos Arno Penzias e Robert Wilson, em 1965, constitui uma das
indicações da validade da teoria do Big Bang.
EVOLUÇÃO DO UNIVERSO
De acordo com a teoria da Relatividade, a evolução do Universo depende da densidade da
matéria nele existente. Se essa densidade for superior a um valor crítico, pode deixar de se
expandir e até se contrair devido à atracão gravitacional mútua de seus constituintes. Se a
densidade for inferior a um ponto crítico, o Universo continuará sempre em expansão.


 No início de 1993, o satélite europeu Rosat constata a existência de 25 vezes mais matéria
invisível que matéria visível na composição do Universo. A descoberta reforça a ideia de que o
Universo não deverá se expandir para sempre devido à atracão gravitacional decorrente de
sua própria massa, mas ainda não há conclusões sobre o futuro do Universo.




Um erro da teoria a de Big-Bang
Imagine toda a matéria do universo junta, como um único elemento, como por exemplo, um
átomo do tamanho de uma bala de canhão.
Agora imagine você a explosão teórica do Big-Bang fazendo a experiência do canhão que
descrevemos acima. Colocava a bala, provocaria uma explosão que faria com que a bala
saísse em direcção ao céu, numa linha vertical.
A bala sairia numa velocidade inicial muito grande, mas aos poucos iria perdendo esta
velocidade por efeito da gravidade, até parar e voltar ao ponto inicial, o Big-Crunch. Esta é a
Teoria do Big-Bang.
Você verificou pela experiência acima, que a velocidade inicial da matéria, que em nosso caso
era a bala de canhão era maior que a final, e se não contássemos com a força gravitacional,
teríamos que contar com a inércia. A bala então teria velocidade igual para sempre, na mesma
direcção, o que já demonstrava um erro na teoria do Big-Bang.
Para piorar a situação da teoria do Big-Bang, foi descoberto recentemente pelos próprios
físicos, através de observação e cálculos matemáticos, que o universo está em expansão
acelerada, ou seja, nem velocidade final da matéria do universo é menor que a inicial, nem
constante, a inércia.
Tanto o Big-Bang quanto o Big-Crunch estão em crise, e os físicos estão tentando solucionar o
problema do por que a velocidade final da expansão do universo ser maior que a inicial, ou
seja, acelerada.
Agora veja o que Anaxágoras dizia do período pós separação das coisas que estavam
juntas no período inicial do movimento universal:
"Como estas coisas giram e são separadas pela força e pela velocidade. E a força produz a
velocidade. A sua velocidade, contudo, não se compara à velocidade de nenhuma das coisas
que existem agora entre os homens, pois é muito mais rápida. Também sobre toda a revolução
tem o Espírito poder, foi ele quem deu o impulso a esta revolução. E esta revolução moveu-se
em um pequeno começo; agora estende-se mais e estender-se-á ainda mais."
Constituição do Universo
O Universo é constituído por vários corpos celestes e espaço vazio.

São corpos celestes:
▪ Nebulosas - grandes nuvens de gases e poeiras.
▪ Estrelas - astros com luz própria, que resulta de reacções nucleares de hidrogénio.
▪ Buracos negros - corpos celestes muito denso formado por grande quantidade de matéria
num pequeno volume que atrai tudo à sua volta.
▪ Supernovas - corpos celestes surgidos após as explosões estrelas com mais de 10 massas
solares, que produzem objectos extremamente brilhantes.
▪ Pulsar - é uma espécie de estrela que emite radiação no formato de pulsos.


O Universo é constituído por muitos superenxames de galáxias e muito espaço vazio.
Os superenxames de galáxias, formados por vários enxames de galáxias, são as maiores
estruturas do Universo.
Os enxames de galáxias são conjuntos de galáxias.
As galáxias são enormes grupos de estrelas, gases e poeiras.
Há galáxias de várias formas:
▪ Galáxias em espiral - têm um núcleo central brilhante do qual partem vários braços com
estrelas de várias idades.
▪ Galáxias elípticas - têm forma quase esférica e são formadas por estrelas mais velhas.
▪ Galáxias irregulares - não têm forma definida e são formadas por estrelas muito jovens e
ricas em gases e poeiras
▪ Quasares - galáxias com aspecto de uma só estrela muito brilhante [quasar = quase estrela].

A Via Láctea é uma galáxia em espiral à qual pertence o Sol e todo o Sistema Solar.
Observada da Terra parece uma manha esbranquiçada, leitoso daí o nome que lhes foi
atribuído pelos gregos - Via Láctea.
A Via Láctea pertence a um enxame de galáxias que se chama Grupo Local, que é constituída
por cerca de trinta galáxias.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 20 formação sistema solar
Aula 20   formação sistema solarAula 20   formação sistema solar
Aula 20 formação sistema solar
Liliane Morgado
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
anajaneca
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
Alline Sa
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
Catir
 
A formação das galáxias
A formação das galáxiasA formação das galáxias
A formação das galáxias
Mah Moraes
 
Aula 21 composição sistema solar
Aula 21   composição sistema solarAula 21   composição sistema solar
Aula 21 composição sistema solar
Liliane Morgado
 
Noções de Astronomia
Noções de AstronomiaNoções de Astronomia
Noções de Astronomia
Carlos Priante
 
Origem do Sol e dos Planetas
Origem do Sol e dos PlanetasOrigem do Sol e dos Planetas
Origem do Sol e dos Planetas
Rita Galrito
 
I.2 O sistema solar
I.2 O sistema solarI.2 O sistema solar
I.2 O sistema solar
Rebeca Vale
 
A historia da Astronomia
A historia da AstronomiaA historia da Astronomia
A historia da Astronomia
heypeu
 
Conceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de AstronomiaConceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de Astronomia
William Ananias
 
Aula 3 - CFQ - 7º ANO
Aula 3 - CFQ - 7º ANOAula 3 - CFQ - 7º ANO
Aula 3 - CFQ - 7º ANO
André Ferreira Freitas
 
O universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema SolarO universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema Solar
FURG
 
A lua
A luaA lua
A lua
Escola
 
Aula formação do universo
Aula formação do universoAula formação do universo
Aula formação do universo
kaliandra Lisboa
 
Nascimento Morte Estrelas
Nascimento Morte EstrelasNascimento Morte Estrelas
Nascimento Morte Estrelas
bethbal
 
Introdução a Astronomia
Introdução a AstronomiaIntrodução a Astronomia
Introdução a Astronomia
aroudus
 
O universo
O universoO universo
O universo
Isadora Girio
 
Astronomia 2008
Astronomia 2008Astronomia 2008
Astronomia 2008
Escolas privadas
 
AorigemdaTerra
AorigemdaTerraAorigemdaTerra
AorigemdaTerra
tia90nunes
 

Mais procurados (20)

Aula 20 formação sistema solar
Aula 20   formação sistema solarAula 20   formação sistema solar
Aula 20 formação sistema solar
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
 
A formação das galáxias
A formação das galáxiasA formação das galáxias
A formação das galáxias
 
Aula 21 composição sistema solar
Aula 21   composição sistema solarAula 21   composição sistema solar
Aula 21 composição sistema solar
 
Noções de Astronomia
Noções de AstronomiaNoções de Astronomia
Noções de Astronomia
 
Origem do Sol e dos Planetas
Origem do Sol e dos PlanetasOrigem do Sol e dos Planetas
Origem do Sol e dos Planetas
 
I.2 O sistema solar
I.2 O sistema solarI.2 O sistema solar
I.2 O sistema solar
 
A historia da Astronomia
A historia da AstronomiaA historia da Astronomia
A historia da Astronomia
 
Conceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de AstronomiaConceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de Astronomia
 
Aula 3 - CFQ - 7º ANO
Aula 3 - CFQ - 7º ANOAula 3 - CFQ - 7º ANO
Aula 3 - CFQ - 7º ANO
 
O universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema SolarO universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema Solar
 
A lua
A luaA lua
A lua
 
Aula formação do universo
Aula formação do universoAula formação do universo
Aula formação do universo
 
Nascimento Morte Estrelas
Nascimento Morte EstrelasNascimento Morte Estrelas
Nascimento Morte Estrelas
 
Introdução a Astronomia
Introdução a AstronomiaIntrodução a Astronomia
Introdução a Astronomia
 
O universo
O universoO universo
O universo
 
Astronomia 2008
Astronomia 2008Astronomia 2008
Astronomia 2008
 
AorigemdaTerra
AorigemdaTerraAorigemdaTerra
AorigemdaTerra
 

Destaque

A Origem Do Universo
A Origem Do UniversoA Origem Do Universo
A Origem Do Universo
Olga Maria
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Big Bang - A Origem De Tudo
Big Bang - A Origem De TudoBig Bang - A Origem De Tudo
Big Bang - A Origem De Tudo
Marina Wekid
 
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema SolarAula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Leonardo Kaplan
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
emrcja
 
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terraA criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Criacionismo ou Acaso?
Criacionismo ou Acaso?Criacionismo ou Acaso?
Criacionismo ou Acaso?
Elder Moraes
 
O universo
O universoO universo
O universo
Bio Sem Limites
 
BIG BANG
BIG BANGBIG BANG
BIG BANG
jubrito
 
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçaoContituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Wendell Fabrício
 
Origem da vida evolução histórica
Origem da vida   evolução históricaOrigem da vida   evolução histórica
Origem da vida evolução histórica
Evandro Sanguinetto
 
Big bang
Big bangBig bang
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçaoContituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Wendell Fabrício
 
S.T.C. 7 - O Universo
S.T.C. 7 - O UniversoS.T.C. 7 - O Universo
S.T.C. 7 - O Universo
I.Braz Slideshares
 
O universo
O universoO universo
O universo
KLARA Rocha
 
Úlcera Por Pressão
Úlcera Por PressãoÚlcera Por Pressão
Úlcera Por Pressão
Cíntia Costa
 
Ng7 Dr2
Ng7 Dr2Ng7 Dr2
Ng7 Dr2
nebur69
 
Condições da terra que permitem a existência de vida
Condições da terra que permitem a existência de vidaCondições da terra que permitem a existência de vida
Condições da terra que permitem a existência de vida
catiacsantos
 
Condições da Terra que permitem existência de Vida
Condições da Terra que permitem existência de VidaCondições da Terra que permitem existência de Vida
Condições da Terra que permitem existência de Vida
Gabriela Bruno
 
Úlcera por Pressão: Prevenção
Úlcera por Pressão: PrevençãoÚlcera por Pressão: Prevenção
Úlcera por Pressão: Prevenção
Proqualis
 

Destaque (20)

A Origem Do Universo
A Origem Do UniversoA Origem Do Universo
A Origem Do Universo
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
 
Big Bang - A Origem De Tudo
Big Bang - A Origem De TudoBig Bang - A Origem De Tudo
Big Bang - A Origem De Tudo
 
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema SolarAula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
 
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terraA criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
 
Criacionismo ou Acaso?
Criacionismo ou Acaso?Criacionismo ou Acaso?
Criacionismo ou Acaso?
 
O universo
O universoO universo
O universo
 
BIG BANG
BIG BANGBIG BANG
BIG BANG
 
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçaoContituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
 
Origem da vida evolução histórica
Origem da vida   evolução históricaOrigem da vida   evolução histórica
Origem da vida evolução histórica
 
Big bang
Big bangBig bang
Big bang
 
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçaoContituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
 
S.T.C. 7 - O Universo
S.T.C. 7 - O UniversoS.T.C. 7 - O Universo
S.T.C. 7 - O Universo
 
O universo
O universoO universo
O universo
 
Úlcera Por Pressão
Úlcera Por PressãoÚlcera Por Pressão
Úlcera Por Pressão
 
Ng7 Dr2
Ng7 Dr2Ng7 Dr2
Ng7 Dr2
 
Condições da terra que permitem a existência de vida
Condições da terra que permitem a existência de vidaCondições da terra que permitem a existência de vida
Condições da terra que permitem a existência de vida
 
Condições da Terra que permitem existência de Vida
Condições da Terra que permitem existência de VidaCondições da Terra que permitem existência de Vida
Condições da Terra que permitem existência de Vida
 
Úlcera por Pressão: Prevenção
Úlcera por Pressão: PrevençãoÚlcera por Pressão: Prevenção
Úlcera por Pressão: Prevenção
 

Semelhante a A origem do universo

Big bang (1)
Big bang (1)Big bang (1)
Big bang (1)
' Paan
 
O futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidadeO futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidade
Fernando Alcoforado
 
Astronomia_ O Big Bang.pdf
Astronomia_ O Big Bang.pdfAstronomia_ O Big Bang.pdf
Astronomia_ O Big Bang.pdf
Adriano Oliveira
 
Big bang
Big bangBig bang
Big bang
Nuno Cafe
 
Tema 01 Cosmologia.pptx
Tema 01 Cosmologia.pptxTema 01 Cosmologia.pptx
Tema 01 Cosmologia.pptx
Ana Cristina de Sousa
 
Nascimento do-universo
Nascimento do-universoNascimento do-universo
Nascimento do-universo
escolajoseaniceto
 
Origem do universo
Origem do universoOrigem do universo
Capítulo 39: O Big Bang
Capítulo 39: O Big BangCapítulo 39: O Big Bang
Capítulo 39: O Big Bang
Taís Rodrigues Saldanha
 
A Terra, um planeta muito especial
A Terra, um planeta muito especialA Terra, um planeta muito especial
A Terra, um planeta muito especial
essg
 
Buraco negro
Buraco negroBuraco negro
Buraco negro
Francisco Cruz
 
2° aula
2° aula2° aula
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
scostaalbino
 
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidadeO futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
Fernando Alcoforado
 
O universo [só de leitura]
O universo [só de leitura]O universo [só de leitura]
O universo [só de leitura]
sandradomingues29
 
Os movimentos do sol
Os movimentos do solOs movimentos do sol
Os movimentos do sol
Colégio Aprov
 
2º Bloco Aula 3 A ConcepçãO DialéTica De Mundo Ilka
2º Bloco   Aula 3   A ConcepçãO DialéTica De Mundo   Ilka2º Bloco   Aula 3   A ConcepçãO DialéTica De Mundo   Ilka
2º Bloco Aula 3 A ConcepçãO DialéTica De Mundo Ilka
Wladimir Crippa
 
2º Bloco Aula 3 A ConcepçãO DialéTica De Mundo Ilka
2º Bloco   Aula 3   A ConcepçãO DialéTica De Mundo   Ilka2º Bloco   Aula 3   A ConcepçãO DialéTica De Mundo   Ilka
2º Bloco Aula 3 A ConcepçãO DialéTica De Mundo Ilka
Wladimir Crippa
 
Geologia 1
Geologia 1Geologia 1
Geologia 1
Adsson Luz
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
Daniel de Melo
 

Semelhante a A origem do universo (20)

Big bang (1)
Big bang (1)Big bang (1)
Big bang (1)
 
O futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidadeO futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidade
 
Astronomia_ O Big Bang.pdf
Astronomia_ O Big Bang.pdfAstronomia_ O Big Bang.pdf
Astronomia_ O Big Bang.pdf
 
Big bang
Big bangBig bang
Big bang
 
Tema 01 Cosmologia.pptx
Tema 01 Cosmologia.pptxTema 01 Cosmologia.pptx
Tema 01 Cosmologia.pptx
 
Nascimento do-universo
Nascimento do-universoNascimento do-universo
Nascimento do-universo
 
Origem do universo
Origem do universoOrigem do universo
Origem do universo
 
Capítulo 39: O Big Bang
Capítulo 39: O Big BangCapítulo 39: O Big Bang
Capítulo 39: O Big Bang
 
A Terra, um planeta muito especial
A Terra, um planeta muito especialA Terra, um planeta muito especial
A Terra, um planeta muito especial
 
Buraco negro
Buraco negroBuraco negro
Buraco negro
 
2° aula
2° aula2° aula
2° aula
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
 
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidadeO futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
 
O universo [só de leitura]
O universo [só de leitura]O universo [só de leitura]
O universo [só de leitura]
 
Os movimentos do sol
Os movimentos do solOs movimentos do sol
Os movimentos do sol
 
2º Bloco Aula 3 A ConcepçãO DialéTica De Mundo Ilka
2º Bloco   Aula 3   A ConcepçãO DialéTica De Mundo   Ilka2º Bloco   Aula 3   A ConcepçãO DialéTica De Mundo   Ilka
2º Bloco Aula 3 A ConcepçãO DialéTica De Mundo Ilka
 
2º Bloco Aula 3 A ConcepçãO DialéTica De Mundo Ilka
2º Bloco   Aula 3   A ConcepçãO DialéTica De Mundo   Ilka2º Bloco   Aula 3   A ConcepçãO DialéTica De Mundo   Ilka
2º Bloco Aula 3 A ConcepçãO DialéTica De Mundo Ilka
 
Geologia 1
Geologia 1Geologia 1
Geologia 1
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
 

Mais de stcnsaidjv

Reportagem do haiti
Reportagem do haitiReportagem do haiti
Reportagem do haiti
stcnsaidjv
 
Residuos de reciclagem
Residuos de reciclagemResiduos de reciclagem
Residuos de reciclagem
stcnsaidjv
 
O que é o adn
O que é o adnO que é o adn
O que é o adn
stcnsaidjv
 
As causas da revolução francesa
As causas da revolução francesaAs causas da revolução francesa
As causas da revolução francesa
stcnsaidjv
 
Empresa cp
Empresa cpEmpresa cp
Empresa cp
stcnsaidjv
 
Biografia eça de queiroz
Biografia  eça de queirozBiografia  eça de queiroz
Biografia eça de queiroz
stcnsaidjv
 
Exclusão social
Exclusão socialExclusão social
Exclusão social
stcnsaidjv
 
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosasSociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
stcnsaidjv
 
Patologias e prevenções
Patologias e prevençõesPatologias e prevenções
Patologias e prevenções
stcnsaidjv
 
Patologias e prevenção
Patologias e prevençãoPatologias e prevenção
Patologias e prevenção
stcnsaidjv
 
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesaDireitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
stcnsaidjv
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
stcnsaidjv
 
Segurança no trabalho
Segurança no trabalhoSegurança no trabalho
Segurança no trabalho
stcnsaidjv
 
Economia nacional
Economia nacionalEconomia nacional
Economia nacional
stcnsaidjv
 
Carta internacional dos direitos humanos
Carta internacional dos direitos humanosCarta internacional dos direitos humanos
Carta internacional dos direitos humanos
stcnsaidjv
 
Prevenção e segurança no trabalho
Prevenção e segurança no trabalhoPrevenção e segurança no trabalho
Prevenção e segurança no trabalho
stcnsaidjv
 
Mecanismo despositivo da concertação social
Mecanismo despositivo da concertação socialMecanismo despositivo da concertação social
Mecanismo despositivo da concertação social
stcnsaidjv
 
Dst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveisDst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveis
stcnsaidjv
 
Tolerância reflexão
Tolerância   reflexãoTolerância   reflexão
Tolerância reflexão
stcnsaidjv
 
Reflexão crítica das tic
Reflexão crítica das ticReflexão crítica das tic
Reflexão crítica das tic
stcnsaidjv
 

Mais de stcnsaidjv (20)

Reportagem do haiti
Reportagem do haitiReportagem do haiti
Reportagem do haiti
 
Residuos de reciclagem
Residuos de reciclagemResiduos de reciclagem
Residuos de reciclagem
 
O que é o adn
O que é o adnO que é o adn
O que é o adn
 
As causas da revolução francesa
As causas da revolução francesaAs causas da revolução francesa
As causas da revolução francesa
 
Empresa cp
Empresa cpEmpresa cp
Empresa cp
 
Biografia eça de queiroz
Biografia  eça de queirozBiografia  eça de queiroz
Biografia eça de queiroz
 
Exclusão social
Exclusão socialExclusão social
Exclusão social
 
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosasSociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
 
Patologias e prevenções
Patologias e prevençõesPatologias e prevenções
Patologias e prevenções
 
Patologias e prevenção
Patologias e prevençãoPatologias e prevenção
Patologias e prevenção
 
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesaDireitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
Direitos, liberdade e garantias da constituição da república portuguesa
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
 
Segurança no trabalho
Segurança no trabalhoSegurança no trabalho
Segurança no trabalho
 
Economia nacional
Economia nacionalEconomia nacional
Economia nacional
 
Carta internacional dos direitos humanos
Carta internacional dos direitos humanosCarta internacional dos direitos humanos
Carta internacional dos direitos humanos
 
Prevenção e segurança no trabalho
Prevenção e segurança no trabalhoPrevenção e segurança no trabalho
Prevenção e segurança no trabalho
 
Mecanismo despositivo da concertação social
Mecanismo despositivo da concertação socialMecanismo despositivo da concertação social
Mecanismo despositivo da concertação social
 
Dst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveisDst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveis
 
Tolerância reflexão
Tolerância   reflexãoTolerância   reflexão
Tolerância reflexão
 
Reflexão crítica das tic
Reflexão crítica das ticReflexão crítica das tic
Reflexão crítica das tic
 

Último

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
Faga1939
 
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoudFerramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ismael Ash
 
Apresentação sobre Deep Web e anonimização
Apresentação sobre Deep Web e anonimizaçãoApresentação sobre Deep Web e anonimização
Apresentação sobre Deep Web e anonimização
snerdct
 
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWSSubindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Ismael Ash
 
Aula combustiveis mais utilizados na indústria
Aula combustiveis mais utilizados na indústriaAula combustiveis mais utilizados na indústria
Aula combustiveis mais utilizados na indústria
zetec10
 
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docxse38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
ronaldos10
 

Último (6)

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
 
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoudFerramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
 
Apresentação sobre Deep Web e anonimização
Apresentação sobre Deep Web e anonimizaçãoApresentação sobre Deep Web e anonimização
Apresentação sobre Deep Web e anonimização
 
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWSSubindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
 
Aula combustiveis mais utilizados na indústria
Aula combustiveis mais utilizados na indústriaAula combustiveis mais utilizados na indústria
Aula combustiveis mais utilizados na indústria
 
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docxse38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
 

A origem do universo

  • 1. Universo Sociedade, Tecnologia e Ciência Gil Novo 03-01-2011
  • 2. A origem do universo A teoria mais aceita sobre a origem do Universo é a do Big Bang. Há 15 bilhões de anos o Universo concentrava-se todo em um único ponto, com altíssima temperatura e densidade energética. Esse ponto explode – o instante zero – e começa a expansão do Universo, observada até hoje. As primeiras partículas, os fotões, são associadas à radiação electromagnética. Protões, electrões e neutrões formam-se nos três primeiros minutos dessa expansão, ainda vinculados à radiação. Ao se expandir, o Universo também se resfria. Quando atinge 4 mil graus Célsius, cerca de 300 mil anos após o instante zero, electrões e protões começam a interagir e formam os primeiros átomos de hidrogénio. Esses elementos químicos dão origem às galáxias e às estrelas, respectivamente 2 bilhões de anos e 4 bilhões de anos após o Big Bang. Com a separação entre matéria e radiação, os fotões têm mais espaço para se propagar, formando a chamada radiação de fundo, presente em todo o Universo até hoje. Detectada pelos astrónomos Arno Penzias e Robert Wilson, em 1965, constitui uma das indicações da validade da teoria do Big Bang.
  • 3. EVOLUÇÃO DO UNIVERSO De acordo com a teoria da Relatividade, a evolução do Universo depende da densidade da matéria nele existente. Se essa densidade for superior a um valor crítico, pode deixar de se expandir e até se contrair devido à atracão gravitacional mútua de seus constituintes. Se a densidade for inferior a um ponto crítico, o Universo continuará sempre em expansão. No início de 1993, o satélite europeu Rosat constata a existência de 25 vezes mais matéria invisível que matéria visível na composição do Universo. A descoberta reforça a ideia de que o Universo não deverá se expandir para sempre devido à atracão gravitacional decorrente de sua própria massa, mas ainda não há conclusões sobre o futuro do Universo. Um erro da teoria a de Big-Bang Imagine toda a matéria do universo junta, como um único elemento, como por exemplo, um átomo do tamanho de uma bala de canhão. Agora imagine você a explosão teórica do Big-Bang fazendo a experiência do canhão que descrevemos acima. Colocava a bala, provocaria uma explosão que faria com que a bala saísse em direcção ao céu, numa linha vertical. A bala sairia numa velocidade inicial muito grande, mas aos poucos iria perdendo esta velocidade por efeito da gravidade, até parar e voltar ao ponto inicial, o Big-Crunch. Esta é a Teoria do Big-Bang. Você verificou pela experiência acima, que a velocidade inicial da matéria, que em nosso caso era a bala de canhão era maior que a final, e se não contássemos com a força gravitacional, teríamos que contar com a inércia. A bala então teria velocidade igual para sempre, na mesma direcção, o que já demonstrava um erro na teoria do Big-Bang. Para piorar a situação da teoria do Big-Bang, foi descoberto recentemente pelos próprios físicos, através de observação e cálculos matemáticos, que o universo está em expansão acelerada, ou seja, nem velocidade final da matéria do universo é menor que a inicial, nem constante, a inércia. Tanto o Big-Bang quanto o Big-Crunch estão em crise, e os físicos estão tentando solucionar o problema do por que a velocidade final da expansão do universo ser maior que a inicial, ou seja, acelerada. Agora veja o que Anaxágoras dizia do período pós separação das coisas que estavam juntas no período inicial do movimento universal: "Como estas coisas giram e são separadas pela força e pela velocidade. E a força produz a velocidade. A sua velocidade, contudo, não se compara à velocidade de nenhuma das coisas que existem agora entre os homens, pois é muito mais rápida. Também sobre toda a revolução tem o Espírito poder, foi ele quem deu o impulso a esta revolução. E esta revolução moveu-se em um pequeno começo; agora estende-se mais e estender-se-á ainda mais."
  • 4. Constituição do Universo O Universo é constituído por vários corpos celestes e espaço vazio. São corpos celestes: ▪ Nebulosas - grandes nuvens de gases e poeiras. ▪ Estrelas - astros com luz própria, que resulta de reacções nucleares de hidrogénio. ▪ Buracos negros - corpos celestes muito denso formado por grande quantidade de matéria num pequeno volume que atrai tudo à sua volta. ▪ Supernovas - corpos celestes surgidos após as explosões estrelas com mais de 10 massas solares, que produzem objectos extremamente brilhantes. ▪ Pulsar - é uma espécie de estrela que emite radiação no formato de pulsos. O Universo é constituído por muitos superenxames de galáxias e muito espaço vazio. Os superenxames de galáxias, formados por vários enxames de galáxias, são as maiores estruturas do Universo. Os enxames de galáxias são conjuntos de galáxias. As galáxias são enormes grupos de estrelas, gases e poeiras. Há galáxias de várias formas: ▪ Galáxias em espiral - têm um núcleo central brilhante do qual partem vários braços com estrelas de várias idades. ▪ Galáxias elípticas - têm forma quase esférica e são formadas por estrelas mais velhas. ▪ Galáxias irregulares - não têm forma definida e são formadas por estrelas muito jovens e ricas em gases e poeiras ▪ Quasares - galáxias com aspecto de uma só estrela muito brilhante [quasar = quase estrela]. A Via Láctea é uma galáxia em espiral à qual pertence o Sol e todo o Sistema Solar. Observada da Terra parece uma manha esbranquiçada, leitoso daí o nome que lhes foi atribuído pelos gregos - Via Láctea. A Via Láctea pertence a um enxame de galáxias que se chama Grupo Local, que é constituída por cerca de trinta galáxias.