SlideShare uma empresa Scribd logo
Método de leitura e escrita para crianças
com défice intelectual
na Rosa Trindade
Trancoso, Mª. V. e Cerro, Mª.
M. (2004). Síndrome de Down:
Leitura e escrita – um guia
para pais, professores e
educadores.
Colecção Necessidades
Educativas Especiais. Porto:
Porto Editora.
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Capacidades imprescindíveis para aprender a ler e escrever:
Atenção – 1º circuitos cerebrais implicados na orientação, depois na atenção
executora e por último os circuitos dos estados de vigília, para manter
a atenção
Percepção – Perceber os estímulos do exterior
Discriminação – Detectar semelhanças ou diferenças (reconhecer, identificar,
classificar, agrupar, enumerar imagens , sons, palavras…)
Destreza manual – manipulação grossa e fina (pinça)
Direccionalidade – de cima para baixo e da esquerda para a direita
Coordenação óculo-manual – coordenar os movimentos olho/mão
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Método de aprendizagem perceptivo-discriminativo, através de:
Actividades manipulativas - Compreender as propriedades, qualidades e relações
entre os objectos – preparação para a leitura e escrita
(em cima, em baixo, dentro, fora, primeiro, último…)
Associação - Implica a discriminação visual e mental dos objectos em função das
suas propriedades e funções
Selecção - Implica a escolha de um objecto/ desenho que se nomeia
Classificação - Selecção, associação e agrupamento de vários objectos pertencentes
a uma mesma categoria ou que têm uma qualidade/propriedade comum
Nomeação - Quando é usada a linguagem expressiva
Generalização - Quando uma aprendizagem está consolidada e pode ser aplicada
noutros contextos diferentes do contexto da aprendizagem
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Requisitos prévios:
Ter participado - num programa de aprendizagem perceptivo-discriminativo
Ter um nível de linguagem compreensiva mínimo – compreender que as
coisas têm um nome (se não houver linguagem oral – gesto, olhar…)
Capacidade de atenção mínima – Ser capaz de escutar/olhar durante alguns
minutos
Percepção visual mínima - Ser capaz de distinguir e reter na memória imagens/
fotografias/desenhos…
Percepção auditiva mínima - Ser capaz de distinguir uma palavra das outras
Neste método não é necessário que o aluno tenha uma idade mental de 6 anos, nem
linguagem oral fluida, nem lateralidade bem definida, nem uma coordenação motora
perfeita…
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Etapas:
1ª Etapa - Percepção global e reconhecimento de palavras escritas com
compreensão do seu significado
2ª Etapa - Reconhecimento e aprendizagem das sílabas
3ª Etapa - Progressão na leitura
Cada uma destas etapas estão inter-relacionadas e podem trabalhar-se em simultâneo;
no entanto cada uma delas tem objectivos e materiais específicos
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
1ª Etapa:
Objectivo – Reconhecer visualmente e de forma global uma grande número de
palavras escritas compreendendo o seu significado
Objectivos específicos:
1. Reconhecer o nome escrito de 4 ou 5 elementos da família
2. Reconhecer o significado de 15 a 20 palavras formadas por 2 sílabas.
3. Reconhecer entre 20 a 60 palavras. A maioria deve ser formada por sílabas 2
sílabas, as outras por 3 sílabas. Nesta lista de palavras devem estar incluídos 5
verbos (1ª e 3ª pessoas do singular do presente do indicativo e alguns adjectivos).
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Exemplo de lista de palavras:
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
1ª Etapa:
Objectivos específicos:
4. Reconhecer num total de 80 a 100 palavras. Nesta lista de palavras devem estar
incluídas 10 com 3 ou 4 sílabas e 5 a 10 com sílaba final a acabar em consoante
(mel, homem, Natal…) Devem ainda estar 5 a 10 verbos cujo significado seja
conhecido pela criança
5. Reconhecer num total de 140 a 160 palavras entre as quais se incluem 20 com
sílaba inversa (ex: es, ar, al, ir - escova, árvore, irmão, alto), algumas conjunções e
algumas preposições
6. Reconhecer cerca de 200 palavras, nas quais devem estar incluídas palavras com
grupos consonânticos (ex: prato, três)
O nº de palavras referidas em cada objectivo não deve ser entendido como uma norma rígida
É simplesmente um nº orientador
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Critérios para a selecção de palavras:
- Significado claro e familiar e que desperte interesse à criança (método individual)
- Poderem ser representadas graficamente de forma clara escolhendo grafismos
claramente diferentes uns dos outros (Jaime/ Júlio/ Jorge)
- Palavras curtas – monossilábicas/ dissilábicas e mais tarde 3 a 4 sílabas
- Quando já usar 30 a 40 palavras convém escolher aquelas que começam por letras
do alfabeto que ele ainda não viu na posição inicial das palavras (dicionário)
- Na escolha das palavras novas ter em atenção o melhoramento da articulação
- Com o objectivo de interligar e consolidar aprendizagens podem escolher-se
palavras que incluam conceitos: tamanho, cor, formas, adjectivos e outras que
possam ser classificadas por categorias (alimentos, animais, jogos…)
- Escolher palavras novas que visem a ampliação do vocabulário da criança
X X X
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Preparação do material:
1. Letra grande e clara
2. Escrita em letra cursiva (se essa for a mais usada no contexto cultural educativo)
3. Usar a cor vermelha (percepção e memória visual)
4. Para ser vista de uma só vez uma palavra não deve ultrapassar os 15 cm
- o tamanho pode ir reduzindo em função das capacidades sensoriais e perceptivas
- os nomes próprios sempre iniciados em letra maiúscula
- os substantivos devem ser precedidos pelo artigo definido o/a
(captar a concordância de género e evitar a linguagem telegráfica)
Descrição e uso do material base – cartões fotografia
1. Fotografias da crianças e familiares (2cmx3cm)
2. Colar numa cartão branco (10cmx15cm)
3. Por baixo da fotografia escrever o nome da pessoa
4. Letra grande e clara em cor vermelha
5. Os nomes podem ser diminutivos
6. Escolher nomes com grafias muito diferentes
7. Plastificar os cartões
À medida que a criança vai progredindo podem prepara-se os cartões imagem
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Descrição e uso do material base – cartões imagem
Recortes de revistas, desenhos até objectos desenhados
esquematicamente
Descrição e uso do material base – cartões palavra
2 ou mais cartões (15cmx5cm) usando o mesmo tipo de
letra de igual tamanho e cor (fazer associação)
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar:
1. Associar ou emparelhar cartões fotografia com cartões palavra
2. Associar cartões palavra com outros cartões palavra
3. Classificar todos os cartões que são iguais
(São necessários 4 ou 5 cartões de cada palavra)
4. Seleccionar – pede-se que seleccione a palavra que se nomeia
5. Nomear - pede-se que olhe e diga o nome de cada palavra que está escrita em
cada um dos cartões que se lhe mostra
Estas actividades estão ordenadas com um grau crescente de dificuldade.
Para que a criança possa realizar uma, tem de dominar bem a anterior.
Há que ter em conta que entre uma e outra há um tempo de maturação que não se pode
saltar e há que esperar até que a criança esteja preparado para avançar.
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar: lotos de palavras
1. Num rectângulo de cartolina escrever palavras conhecidas (definir os espaços)
2. Fazer vários lotos onde se usem as mesmas palavras, mas em posições diferentes
3. Fazer lotos suficientes para que a criança realize associações com todas as palavras
que vai identificando e associando com os cartões fotografia e cartões imagem
4. Pouco a pouco aumentar-se-á o nº de palavras de cada loto, reduzindo o tamanho
da letra em função dos progressos alcançados
5. Deve fazer-se cartões palavras do tamanho dos espaços do loto
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar: lotos de imagens
1. Num rectângulo de cartolina colam-se fotografias, recortes de revistas, desenhos …
sem escrever os nomes
2. Fazer vários lotos onde se usem as mesmas imagens, mas em posições diferentes
3. Separadamente fazem-se os cartões palavra com os nomes correspondentes aos
desenhos
4. A criança deve identificar a palavra escrita no cartão, localizar o desenho que lhe
corresponde e pôr o cartão por cima do desenho
5. A dificuldade está em não dispor do modelos da palavra escrita para o comparar
6. Dar mais/ menos palavras do que as necessárias; dar palavras repetidas ou dar
menos palavras escritas do que as do loto de imagens…
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar: livros pessoais
São livros elaborados expressamente para cada aluno em função das palavras que
daquilo que tem de consolidar ou aprender e dos temas que lhe interessam
1. O objectivo é manter a motivação, mudar de material e criar o hábito de leitura
2. Os livros são feitos em cartolina branca perfuradas e presos com duas argolas
3. Capa e ilustrações atractivas e título adequado
4. Podemos fazer livros temáticos: verbos, cores, formas, alimentos…
5. Introduzir frases simples: sujeito, verbo e complemento
(as primeiras 5 podem ser por ex. o pai come a sopa, o Vítor come o pão, a mãe
come a sopa, a Marta come o pão, o gato come o pão)
7. Escolher verbos que facilitem a expressão da criança – na 1º ou 3º pessoa do
singular (Eu como pão, a mãe come pão, Eu sou Maria, O pai vê o carro…)
8. As frases vão aumentando de tamanho introduzindo-se preposições, conjunções e
pronomes (ex. a minha bola está na mesa, a minha boneca está na mesa, o meu
carro está na mesa, a minha boneca está na cama
9. Fazer livros relatando as experiências significativas da criança
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar: cartões frase
1. O comprimento da fase não deve ultrapassar a capacidade de compreensão e de
retenção da mensagem no seu todo
2. As cartolinas não deverão ultrapassar os 24x3 cm
3. Os cartões frase permitem uma estruturação sintáctica o que facilitará os trabalhos
composição e de escrita que a criança terá que realizar posteriormente
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar: Fichas papel com frases
1. O objectivo deste material é fazer com que a criança adquira o hábito de ler várias
linhas seguidas
2. Folha de papel (30cmx21cm) escrevem-se 3 frases. A dificuldade tem a ver com o
comprimento da informação escrita
3. Usar objectos ou imagem que ilustrem as frases escritas
ex. o circulo pequeno é verde, o quadrado verde é pequeno… a criança deve
escolher a forma geométrica e colocá-la por cima da palavra.
Exercícios a realizar: Dicionário pessoal
1. O objectivo é fazer com que a criança conheça o conjunto de letras e a sua
disposição tradicional
2. Agrupar palavras que comecem pela mesma letra
3. Organizam-se as folhas por ordem alfabética
4. Gradualmente vão-se acrescentando as palavras novas
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar: Fichas papel para trabalho com lápis
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar: folha de papel com velcro
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar: leitura atenta e inteligente de palavras
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Associação abstracta
Exercícios a realizar: leitura atenta e inteligente de frases
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar: introdução da morfossintaxe
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
2ª Etapa: Reconhecimento e aprendizagem das sílabas
Objectivo – Ler com fluência e desenvoltura palavras formadas por qualquer
sílaba, compreendendo imediatamente o seu significado
Objectivos específicos:
1. Perceber que as palavras são formadas por sílabas
2. Compor, com modelo, palavras com 2 sílabas directas
3. Compor, sem modelo, palavras com 2 sílabas directas
4. Reconhecer e ler 2 sílabas que usa para formar palavras
5. Compor com duas sílabas conhecidas palavras com significado
6. Reconhecer directamente todas as sílabas directas de 2 letras
7. Formar palavras a partir de sílabas conhecidas
8. Ler palavras não conhecidas previamente formadas por sílabas directas
9. Compor, com modelo, palavras que tenham uma sílaba travada
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
2ª Etapa: Reconhecimento e aprendizagem das sílabas
Objectivo – Ler com fluência e desenvoltura palavras formadas por qualquer
sílaba, compreendendo imediatamente o seu significado
Objectivos específicos:
10. Reconhecer e ler sílabas travadas (CVC, ex: paz )
11. Compor, sem modelo, palavras que tenham 2 sílabas, uma delas travada (ex. ra-paz)
12. Ler com fluência palavras que tenham 2 sílabas, uma delas travada (CVC)
13. Compor, com modelo, palavras que tenham sílabas inversas (saco/caso)
14. Reconhecer e ler sílabas inversas
15. Compor, sem modelo, palavras que contenham sílabas inversas
16. Compor, com modelo, com 1 grupo consonântico e 1 sílaba directa
17. Reconhecer e ler grupos consonânticos
18. Ler com fluência palavras que contenham grupos consonânticos
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Exemplo de lista de sílabas:
Lista de palavras, com 3 sílabas directas:
Lista novas palavras:
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Exemplo de lista de palavras com
sílabas travadas (CVC)
Lista de palavras com
grupos consonânticos
Exercícios a realizar
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Lotos com sílabas
Jogos com sílabas
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar:
Folha de papel
com velcro
Folha de papel
com lápis
Leitura atenta
e inteligente
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
3ª Etapa: Progressão na leitura
Objectivo – Adquirir desenvoltura, fluência e gosto para ler textos longos
contos e livros
Objectivos específicos:
1. Ler palavras, com fluência e captando o seu significado
2. Ler frases, com fluência e captando a sua mensagem
3. Ler em voz alta, fazendo pausas e entoação adequada
4. Ler textos curtos, sem perder a fluência e a compreensão do que leu
5. Explicar verbalmente o significado do vocabulário básio dos textos que leu
6. Responder a perguntas sobre a leitura (forma oral e escrita)
7. Fazer um resumo do texto que leu
8. Ler em silêncio, compreendendo o texto
9. Usar o dicionário para a compreensão das palavras
10. Fazer uso das capacidades de leitura para obter informação… ampliar
conhecimentos!
Exercícios a realizar
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Envelopes surpresa com palavras
. Opostos/ sinónimos
. Cores – associar a “objectos”
. Meios de transporte – terra, ar e água
. Cada coisa no seu lugar – associar
objectos a divisões da casa
Envelopes surpresa com frases
. Frases recortadas para organizar
. Quem sou? “Eu dou lã e faço mé mé”
. Que sou eu? “Usa-se para navegar no mar”
. Verdadeiro ou falso. “De noite brilha o sol”
. Histórias e contos.
Exercícios a realizar: Fichas papel para trabalho com lápis
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Exercícios a realizar: Fichas papel para trabalho com lápis
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Em jeito se síntese…
Nível preparatório - dos 2 aos 4 anos
. Reconhecimento de imagens gráficas – é suficiente que a criança manifeste o
reconhecimento através de onomatopeias ou de gestos
. Emparelhamento ou associação de imagens iguais – sobrepor imagens
iguais, jogos de loto, ligar com um traço imagens iguais
. Selecção da imagem ou desenho que se nomeia – apontar ou pegar numa
imagens e entre várias
. Denominação – dizer o nome das imagens e objectos que se lhe apresentam
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Em jeito se síntese…
Nível I - dos 4 aos 6 anos
. Associação de uma palavra com outra igual acompanhada do desenho ou fotografia
(cartão-fotografia com cartão- palavra)
. Associação de palavras iguais.
. Selecção da palavra nomeada
. Reconhecimento global de palavras
. Leitura de livros pessoais de palavras
. Leitura rápida de palavras: ”olha e diz”
. Leitura de livros e contos “pessoais” com frases
. Composição de frases com palavras escritas em cartolinas
. Leitura de contos comerciais escolhidos expressamente e, se necessário, adaptados
. Ditado de frases que a criança compõe, escolhendo as palavras escritas em cartolinas
. Leitura global de 60 palavras incluindo um mínimo de 5 verbos
. Iniciação ao abecedário pessoal
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Em jeito se síntese…
Nível II - dos 6 aos 8 anos
. Composição de palavras conhecidas com as sílabas, com modelo e sem modelo
. Composição de palavras com um número determinado de sílabas
. Composição de palavras por ditado, com as sílabas que estão escritas
. Conhecimento progressivo de todas as sílabas directas
. Aumento do número de contos pessoais
. Aumento do número de palavras que lê globalmente: adjectivos, conjunções e
advérbios. Devem incluir-se algumas palavras com sílabas travadas e inversas
. Aumento do comprimento das frases que lê e que compõe
. Utilização ocasional de cartilhas para fazer revisão, reforçar e generalizar o
conhecimento das sílabas
. Aumento do número de páginas e de palavras do abecedário pessoal
. Iniciação ao conhecimento de sílabas travadas
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Em jeito se síntese…
Nível III - dos 8 aos 10 anos
. Iniciação ao conhecimento de sílabas inversas
. Leitura rápida de sílabas directas apresentadas uma a uma: “olha e diz”
. Leitura de livros do 1º ano 1º CEB, seleccionados pelo seu conteúdo e apresentação
. Leitura de contos comerciais com pouco texto
. Execução de palavras cruzadas “pessoais” a partir das sílabas
. Composição de palavras conhecidas, com modelo
. Leitura rápida de sílabas travadas e inversas: “olha e diz”
. Soletrar palavras simples
. Iniciação ao conhecimento de palavras com grupos consonânticos
. Iniciação ao uso de dicionários infantis
. Leitura de frases que a criança dita ao adulto e este escreve
. Resposta oral de perguntas sobre a leitura
. Leitura e ordenação sequencial de cenas de uma história
. Conhecimento dos grupos consonânticos
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Em jeito se síntese…
Nível IV - dos 10 aos 16 anos
. Leitura em voz alta com entoação, respeitando as pausas
. Leitura em voz alta com fluência e inteligibilidade
. Leitura silenciosa com compreensão
. Leitura rápida de palavras com grupos consonânticos
. Utilização de dicionários escolares básicos
. Resolução de palavras cruzadas e jogos de palavras
. Leitura de livros do 1º ciclo
. Iniciação ao estudo
. Resposta escrita com frases a perguntes sobre leitura
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
Em jeito se síntese…
Nível V – jovens e adultos
. Uso habitual da leitura: consulta de guias de televisão, de espectáculos, revistas…
. Progressão no estudo
. Consulta de dicionários e enciclopédias
. Escolha de da leitura como entretimento no tempo de lazer: narrativas, livros de
aventuras, romance, teatro, poesia…
Método de leitura e escrita
para crianças com défice intelectual
Ana Rosa Trindade
FIM

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Método de leitura v Victoria Trancoso

Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_48-70
Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_48-70Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_48-70
Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_48-70
Giordana Garcia
 
Disgrafia
Disgrafia Disgrafia
Disgrafia
Maria Araújo
 
Diag. e interv nas dif. de leitura e escrita
Diag. e interv nas dif. de leitura e escritaDiag. e interv nas dif. de leitura e escrita
Diag. e interv nas dif. de leitura e escrita
Maria Masarela Passos
 
A inclusão eficaz na sala de aula e no apoio educativo especializado (i parte...
A inclusão eficaz na sala de aula e no apoio educativo especializado (i parte...A inclusão eficaz na sala de aula e no apoio educativo especializado (i parte...
A inclusão eficaz na sala de aula e no apoio educativo especializado (i parte...
Alcinda Almeida
 
1360165708 material de_orientacao_extraido_do_site_do_ncld
1360165708 material de_orientacao_extraido_do_site_do_ncld1360165708 material de_orientacao_extraido_do_site_do_ncld
1360165708 material de_orientacao_extraido_do_site_do_ncld
Taise Gomes
 
Educação infantil m2
Educação infantil m2Educação infantil m2
Educação infantil m2
SMEC PANAMBI-RS
 
Slide leitura-escrita-aritmetica
Slide leitura-escrita-aritmeticaSlide leitura-escrita-aritmetica
Slide leitura-escrita-aritmetica
estudosacademicospedag
 
Projeto identidade
Projeto identidadeProjeto identidade
Projeto identidade
departamentojt
 
Dislexia guia
Dislexia   guiaDislexia   guia
Dislexia guia
Rita Noites
 
Inteligências múltiplas howard garden
Inteligências múltiplas   howard gardenInteligências múltiplas   howard garden
Inteligências múltiplas howard garden
educacaoespecial04cre
 
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Alexandre Bandoch
 
A criança e a linguagem: o desenvolvimento da linguagem oral
A criança e a linguagem: o desenvolvimento da linguagem oralA criança e a linguagem: o desenvolvimento da linguagem oral
A criança e a linguagem: o desenvolvimento da linguagem oral
dilmadosanjos
 
Conteúdos 1ºano
Conteúdos 1ºanoConteúdos 1ºano
Conteúdos 1ºano
Vanda Rodrigues
 
Caderno pedagogico autismo
Caderno pedagogico autismoCaderno pedagogico autismo
Caderno pedagogico autismo
Deyvid Alves Pereira
 
CARTILHA : ALFABETIZAÇÃO
CARTILHA : ALFABETIZAÇÃOCARTILHA : ALFABETIZAÇÃO
CARTILHA : ALFABETIZAÇÃO
Sandra Lourenco
 
A dislexia no pré escolar alcinda almeida
A dislexia no pré escolar alcinda almeidaA dislexia no pré escolar alcinda almeida
A dislexia no pré escolar alcinda almeida
Alcinda Almeida
 
Terca tarde - retomada língua portuguesa leitura
Terca tarde - retomada língua portuguesa leituraTerca tarde - retomada língua portuguesa leitura
Terca tarde - retomada língua portuguesa leitura
Fatima Lima
 
Pei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexiaPei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexia
Leo Silva
 
Dislexia
DislexiaDislexia
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
Kássia Quadros Ferreira
 

Semelhante a Método de leitura v Victoria Trancoso (20)

Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_48-70
Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_48-70Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_48-70
Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_48-70
 
Disgrafia
Disgrafia Disgrafia
Disgrafia
 
Diag. e interv nas dif. de leitura e escrita
Diag. e interv nas dif. de leitura e escritaDiag. e interv nas dif. de leitura e escrita
Diag. e interv nas dif. de leitura e escrita
 
A inclusão eficaz na sala de aula e no apoio educativo especializado (i parte...
A inclusão eficaz na sala de aula e no apoio educativo especializado (i parte...A inclusão eficaz na sala de aula e no apoio educativo especializado (i parte...
A inclusão eficaz na sala de aula e no apoio educativo especializado (i parte...
 
1360165708 material de_orientacao_extraido_do_site_do_ncld
1360165708 material de_orientacao_extraido_do_site_do_ncld1360165708 material de_orientacao_extraido_do_site_do_ncld
1360165708 material de_orientacao_extraido_do_site_do_ncld
 
Educação infantil m2
Educação infantil m2Educação infantil m2
Educação infantil m2
 
Slide leitura-escrita-aritmetica
Slide leitura-escrita-aritmeticaSlide leitura-escrita-aritmetica
Slide leitura-escrita-aritmetica
 
Projeto identidade
Projeto identidadeProjeto identidade
Projeto identidade
 
Dislexia guia
Dislexia   guiaDislexia   guia
Dislexia guia
 
Inteligências múltiplas howard garden
Inteligências múltiplas   howard gardenInteligências múltiplas   howard garden
Inteligências múltiplas howard garden
 
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
 
A criança e a linguagem: o desenvolvimento da linguagem oral
A criança e a linguagem: o desenvolvimento da linguagem oralA criança e a linguagem: o desenvolvimento da linguagem oral
A criança e a linguagem: o desenvolvimento da linguagem oral
 
Conteúdos 1ºano
Conteúdos 1ºanoConteúdos 1ºano
Conteúdos 1ºano
 
Caderno pedagogico autismo
Caderno pedagogico autismoCaderno pedagogico autismo
Caderno pedagogico autismo
 
CARTILHA : ALFABETIZAÇÃO
CARTILHA : ALFABETIZAÇÃOCARTILHA : ALFABETIZAÇÃO
CARTILHA : ALFABETIZAÇÃO
 
A dislexia no pré escolar alcinda almeida
A dislexia no pré escolar alcinda almeidaA dislexia no pré escolar alcinda almeida
A dislexia no pré escolar alcinda almeida
 
Terca tarde - retomada língua portuguesa leitura
Terca tarde - retomada língua portuguesa leituraTerca tarde - retomada língua portuguesa leitura
Terca tarde - retomada língua portuguesa leitura
 
Pei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexiaPei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexia
 
Dislexia
DislexiaDislexia
Dislexia
 
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
 

Mais de AnaTeles31

Números de 10 até 99 (fichas de trabalho) (1).pptx
Números de 10 até 99 (fichas de trabalho) (1).pptxNúmeros de 10 até 99 (fichas de trabalho) (1).pptx
Números de 10 até 99 (fichas de trabalho) (1).pptx
AnaTeles31
 
Resumos Conteúdos das áreas curriculares 1 ano 1 trimestre
Resumos Conteúdos das áreas curriculares 1 ano 1 trimestreResumos Conteúdos das áreas curriculares 1 ano 1 trimestre
Resumos Conteúdos das áreas curriculares 1 ano 1 trimestre
AnaTeles31
 
Sistema organização de sala A minha vez
Sistema organização de sala  A minha vezSistema organização de sala  A minha vez
Sistema organização de sala A minha vez
AnaTeles31
 
Busca do regresso às aulas.pptx
Busca do regresso às aulas.pptxBusca do regresso às aulas.pptx
Busca do regresso às aulas.pptx
AnaTeles31
 
tempos_verbais.pptx
tempos_verbais.pptxtempos_verbais.pptx
tempos_verbais.pptx
AnaTeles31
 
HISTORIAs de LETRAS.pdf
HISTORIAs de LETRAS.pdfHISTORIAs de LETRAS.pdf
HISTORIAs de LETRAS.pdf
AnaTeles31
 
Gramatica Pratica 1 Ciclo.pdf
Gramatica Pratica 1 Ciclo.pdfGramatica Pratica 1 Ciclo.pdf
Gramatica Pratica 1 Ciclo.pdf
AnaTeles31
 
PLAQUINHAS DA PORTA DE SALA DE AULA.pdf
PLAQUINHAS DA PORTA DE SALA DE AULA.pdfPLAQUINHAS DA PORTA DE SALA DE AULA.pdf
PLAQUINHAS DA PORTA DE SALA DE AULA.pdf
AnaTeles31
 
Stop palavras
Stop palavrasStop palavras
Stop palavras
AnaTeles31
 
Placa wc
Placa wcPlaca wc
Placa wc
AnaTeles31
 

Mais de AnaTeles31 (10)

Números de 10 até 99 (fichas de trabalho) (1).pptx
Números de 10 até 99 (fichas de trabalho) (1).pptxNúmeros de 10 até 99 (fichas de trabalho) (1).pptx
Números de 10 até 99 (fichas de trabalho) (1).pptx
 
Resumos Conteúdos das áreas curriculares 1 ano 1 trimestre
Resumos Conteúdos das áreas curriculares 1 ano 1 trimestreResumos Conteúdos das áreas curriculares 1 ano 1 trimestre
Resumos Conteúdos das áreas curriculares 1 ano 1 trimestre
 
Sistema organização de sala A minha vez
Sistema organização de sala  A minha vezSistema organização de sala  A minha vez
Sistema organização de sala A minha vez
 
Busca do regresso às aulas.pptx
Busca do regresso às aulas.pptxBusca do regresso às aulas.pptx
Busca do regresso às aulas.pptx
 
tempos_verbais.pptx
tempos_verbais.pptxtempos_verbais.pptx
tempos_verbais.pptx
 
HISTORIAs de LETRAS.pdf
HISTORIAs de LETRAS.pdfHISTORIAs de LETRAS.pdf
HISTORIAs de LETRAS.pdf
 
Gramatica Pratica 1 Ciclo.pdf
Gramatica Pratica 1 Ciclo.pdfGramatica Pratica 1 Ciclo.pdf
Gramatica Pratica 1 Ciclo.pdf
 
PLAQUINHAS DA PORTA DE SALA DE AULA.pdf
PLAQUINHAS DA PORTA DE SALA DE AULA.pdfPLAQUINHAS DA PORTA DE SALA DE AULA.pdf
PLAQUINHAS DA PORTA DE SALA DE AULA.pdf
 
Stop palavras
Stop palavrasStop palavras
Stop palavras
 
Placa wc
Placa wcPlaca wc
Placa wc
 

Último

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 

Último (20)

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 

Método de leitura v Victoria Trancoso

  • 1. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual na Rosa Trindade Trancoso, Mª. V. e Cerro, Mª. M. (2004). Síndrome de Down: Leitura e escrita – um guia para pais, professores e educadores. Colecção Necessidades Educativas Especiais. Porto: Porto Editora.
  • 2. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade Capacidades imprescindíveis para aprender a ler e escrever: Atenção – 1º circuitos cerebrais implicados na orientação, depois na atenção executora e por último os circuitos dos estados de vigília, para manter a atenção Percepção – Perceber os estímulos do exterior Discriminação – Detectar semelhanças ou diferenças (reconhecer, identificar, classificar, agrupar, enumerar imagens , sons, palavras…) Destreza manual – manipulação grossa e fina (pinça) Direccionalidade – de cima para baixo e da esquerda para a direita Coordenação óculo-manual – coordenar os movimentos olho/mão
  • 3. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade Método de aprendizagem perceptivo-discriminativo, através de: Actividades manipulativas - Compreender as propriedades, qualidades e relações entre os objectos – preparação para a leitura e escrita (em cima, em baixo, dentro, fora, primeiro, último…) Associação - Implica a discriminação visual e mental dos objectos em função das suas propriedades e funções Selecção - Implica a escolha de um objecto/ desenho que se nomeia Classificação - Selecção, associação e agrupamento de vários objectos pertencentes a uma mesma categoria ou que têm uma qualidade/propriedade comum Nomeação - Quando é usada a linguagem expressiva Generalização - Quando uma aprendizagem está consolidada e pode ser aplicada noutros contextos diferentes do contexto da aprendizagem
  • 4. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade Requisitos prévios: Ter participado - num programa de aprendizagem perceptivo-discriminativo Ter um nível de linguagem compreensiva mínimo – compreender que as coisas têm um nome (se não houver linguagem oral – gesto, olhar…) Capacidade de atenção mínima – Ser capaz de escutar/olhar durante alguns minutos Percepção visual mínima - Ser capaz de distinguir e reter na memória imagens/ fotografias/desenhos… Percepção auditiva mínima - Ser capaz de distinguir uma palavra das outras Neste método não é necessário que o aluno tenha uma idade mental de 6 anos, nem linguagem oral fluida, nem lateralidade bem definida, nem uma coordenação motora perfeita…
  • 5. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade Etapas: 1ª Etapa - Percepção global e reconhecimento de palavras escritas com compreensão do seu significado 2ª Etapa - Reconhecimento e aprendizagem das sílabas 3ª Etapa - Progressão na leitura Cada uma destas etapas estão inter-relacionadas e podem trabalhar-se em simultâneo; no entanto cada uma delas tem objectivos e materiais específicos
  • 6. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade 1ª Etapa: Objectivo – Reconhecer visualmente e de forma global uma grande número de palavras escritas compreendendo o seu significado Objectivos específicos: 1. Reconhecer o nome escrito de 4 ou 5 elementos da família 2. Reconhecer o significado de 15 a 20 palavras formadas por 2 sílabas. 3. Reconhecer entre 20 a 60 palavras. A maioria deve ser formada por sílabas 2 sílabas, as outras por 3 sílabas. Nesta lista de palavras devem estar incluídos 5 verbos (1ª e 3ª pessoas do singular do presente do indicativo e alguns adjectivos).
  • 7. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Exemplo de lista de palavras:
  • 8. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade 1ª Etapa: Objectivos específicos: 4. Reconhecer num total de 80 a 100 palavras. Nesta lista de palavras devem estar incluídas 10 com 3 ou 4 sílabas e 5 a 10 com sílaba final a acabar em consoante (mel, homem, Natal…) Devem ainda estar 5 a 10 verbos cujo significado seja conhecido pela criança 5. Reconhecer num total de 140 a 160 palavras entre as quais se incluem 20 com sílaba inversa (ex: es, ar, al, ir - escova, árvore, irmão, alto), algumas conjunções e algumas preposições 6. Reconhecer cerca de 200 palavras, nas quais devem estar incluídas palavras com grupos consonânticos (ex: prato, três) O nº de palavras referidas em cada objectivo não deve ser entendido como uma norma rígida É simplesmente um nº orientador
  • 9. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade Critérios para a selecção de palavras: - Significado claro e familiar e que desperte interesse à criança (método individual) - Poderem ser representadas graficamente de forma clara escolhendo grafismos claramente diferentes uns dos outros (Jaime/ Júlio/ Jorge) - Palavras curtas – monossilábicas/ dissilábicas e mais tarde 3 a 4 sílabas - Quando já usar 30 a 40 palavras convém escolher aquelas que começam por letras do alfabeto que ele ainda não viu na posição inicial das palavras (dicionário) - Na escolha das palavras novas ter em atenção o melhoramento da articulação - Com o objectivo de interligar e consolidar aprendizagens podem escolher-se palavras que incluam conceitos: tamanho, cor, formas, adjectivos e outras que possam ser classificadas por categorias (alimentos, animais, jogos…) - Escolher palavras novas que visem a ampliação do vocabulário da criança X X X
  • 10. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade Preparação do material: 1. Letra grande e clara 2. Escrita em letra cursiva (se essa for a mais usada no contexto cultural educativo) 3. Usar a cor vermelha (percepção e memória visual) 4. Para ser vista de uma só vez uma palavra não deve ultrapassar os 15 cm - o tamanho pode ir reduzindo em função das capacidades sensoriais e perceptivas - os nomes próprios sempre iniciados em letra maiúscula - os substantivos devem ser precedidos pelo artigo definido o/a (captar a concordância de género e evitar a linguagem telegráfica)
  • 11. Descrição e uso do material base – cartões fotografia 1. Fotografias da crianças e familiares (2cmx3cm) 2. Colar numa cartão branco (10cmx15cm) 3. Por baixo da fotografia escrever o nome da pessoa 4. Letra grande e clara em cor vermelha 5. Os nomes podem ser diminutivos 6. Escolher nomes com grafias muito diferentes 7. Plastificar os cartões À medida que a criança vai progredindo podem prepara-se os cartões imagem Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 12. Descrição e uso do material base – cartões imagem Recortes de revistas, desenhos até objectos desenhados esquematicamente Descrição e uso do material base – cartões palavra 2 ou mais cartões (15cmx5cm) usando o mesmo tipo de letra de igual tamanho e cor (fazer associação) Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 13. Exercícios a realizar: 1. Associar ou emparelhar cartões fotografia com cartões palavra 2. Associar cartões palavra com outros cartões palavra 3. Classificar todos os cartões que são iguais (São necessários 4 ou 5 cartões de cada palavra) 4. Seleccionar – pede-se que seleccione a palavra que se nomeia 5. Nomear - pede-se que olhe e diga o nome de cada palavra que está escrita em cada um dos cartões que se lhe mostra Estas actividades estão ordenadas com um grau crescente de dificuldade. Para que a criança possa realizar uma, tem de dominar bem a anterior. Há que ter em conta que entre uma e outra há um tempo de maturação que não se pode saltar e há que esperar até que a criança esteja preparado para avançar. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 14. Exercícios a realizar: lotos de palavras 1. Num rectângulo de cartolina escrever palavras conhecidas (definir os espaços) 2. Fazer vários lotos onde se usem as mesmas palavras, mas em posições diferentes 3. Fazer lotos suficientes para que a criança realize associações com todas as palavras que vai identificando e associando com os cartões fotografia e cartões imagem 4. Pouco a pouco aumentar-se-á o nº de palavras de cada loto, reduzindo o tamanho da letra em função dos progressos alcançados 5. Deve fazer-se cartões palavras do tamanho dos espaços do loto Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 15. Exercícios a realizar: lotos de imagens 1. Num rectângulo de cartolina colam-se fotografias, recortes de revistas, desenhos … sem escrever os nomes 2. Fazer vários lotos onde se usem as mesmas imagens, mas em posições diferentes 3. Separadamente fazem-se os cartões palavra com os nomes correspondentes aos desenhos 4. A criança deve identificar a palavra escrita no cartão, localizar o desenho que lhe corresponde e pôr o cartão por cima do desenho 5. A dificuldade está em não dispor do modelos da palavra escrita para o comparar 6. Dar mais/ menos palavras do que as necessárias; dar palavras repetidas ou dar menos palavras escritas do que as do loto de imagens… Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 16. Exercícios a realizar: livros pessoais São livros elaborados expressamente para cada aluno em função das palavras que daquilo que tem de consolidar ou aprender e dos temas que lhe interessam 1. O objectivo é manter a motivação, mudar de material e criar o hábito de leitura 2. Os livros são feitos em cartolina branca perfuradas e presos com duas argolas 3. Capa e ilustrações atractivas e título adequado 4. Podemos fazer livros temáticos: verbos, cores, formas, alimentos… 5. Introduzir frases simples: sujeito, verbo e complemento (as primeiras 5 podem ser por ex. o pai come a sopa, o Vítor come o pão, a mãe come a sopa, a Marta come o pão, o gato come o pão) 7. Escolher verbos que facilitem a expressão da criança – na 1º ou 3º pessoa do singular (Eu como pão, a mãe come pão, Eu sou Maria, O pai vê o carro…) 8. As frases vão aumentando de tamanho introduzindo-se preposições, conjunções e pronomes (ex. a minha bola está na mesa, a minha boneca está na mesa, o meu carro está na mesa, a minha boneca está na cama 9. Fazer livros relatando as experiências significativas da criança Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 17. Exercícios a realizar: cartões frase 1. O comprimento da fase não deve ultrapassar a capacidade de compreensão e de retenção da mensagem no seu todo 2. As cartolinas não deverão ultrapassar os 24x3 cm 3. Os cartões frase permitem uma estruturação sintáctica o que facilitará os trabalhos composição e de escrita que a criança terá que realizar posteriormente Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 18. Exercícios a realizar: Fichas papel com frases 1. O objectivo deste material é fazer com que a criança adquira o hábito de ler várias linhas seguidas 2. Folha de papel (30cmx21cm) escrevem-se 3 frases. A dificuldade tem a ver com o comprimento da informação escrita 3. Usar objectos ou imagem que ilustrem as frases escritas ex. o circulo pequeno é verde, o quadrado verde é pequeno… a criança deve escolher a forma geométrica e colocá-la por cima da palavra. Exercícios a realizar: Dicionário pessoal 1. O objectivo é fazer com que a criança conheça o conjunto de letras e a sua disposição tradicional 2. Agrupar palavras que comecem pela mesma letra 3. Organizam-se as folhas por ordem alfabética 4. Gradualmente vão-se acrescentando as palavras novas Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 19. Exercícios a realizar: Fichas papel para trabalho com lápis Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 20. Exercícios a realizar: folha de papel com velcro Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 21. Exercícios a realizar: leitura atenta e inteligente de palavras Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade Associação abstracta
  • 22. Exercícios a realizar: leitura atenta e inteligente de frases Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 23. Exercícios a realizar: introdução da morfossintaxe Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 24. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade 2ª Etapa: Reconhecimento e aprendizagem das sílabas Objectivo – Ler com fluência e desenvoltura palavras formadas por qualquer sílaba, compreendendo imediatamente o seu significado Objectivos específicos: 1. Perceber que as palavras são formadas por sílabas 2. Compor, com modelo, palavras com 2 sílabas directas 3. Compor, sem modelo, palavras com 2 sílabas directas 4. Reconhecer e ler 2 sílabas que usa para formar palavras 5. Compor com duas sílabas conhecidas palavras com significado 6. Reconhecer directamente todas as sílabas directas de 2 letras 7. Formar palavras a partir de sílabas conhecidas 8. Ler palavras não conhecidas previamente formadas por sílabas directas 9. Compor, com modelo, palavras que tenham uma sílaba travada
  • 25. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade 2ª Etapa: Reconhecimento e aprendizagem das sílabas Objectivo – Ler com fluência e desenvoltura palavras formadas por qualquer sílaba, compreendendo imediatamente o seu significado Objectivos específicos: 10. Reconhecer e ler sílabas travadas (CVC, ex: paz ) 11. Compor, sem modelo, palavras que tenham 2 sílabas, uma delas travada (ex. ra-paz) 12. Ler com fluência palavras que tenham 2 sílabas, uma delas travada (CVC) 13. Compor, com modelo, palavras que tenham sílabas inversas (saco/caso) 14. Reconhecer e ler sílabas inversas 15. Compor, sem modelo, palavras que contenham sílabas inversas 16. Compor, com modelo, com 1 grupo consonântico e 1 sílaba directa 17. Reconhecer e ler grupos consonânticos 18. Ler com fluência palavras que contenham grupos consonânticos
  • 26. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Exemplo de lista de sílabas: Lista de palavras, com 3 sílabas directas: Lista novas palavras:
  • 27. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Exemplo de lista de palavras com sílabas travadas (CVC) Lista de palavras com grupos consonânticos
  • 28. Exercícios a realizar Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade Lotos com sílabas Jogos com sílabas
  • 29. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade Exercícios a realizar: Folha de papel com velcro Folha de papel com lápis Leitura atenta e inteligente
  • 30. Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade 3ª Etapa: Progressão na leitura Objectivo – Adquirir desenvoltura, fluência e gosto para ler textos longos contos e livros Objectivos específicos: 1. Ler palavras, com fluência e captando o seu significado 2. Ler frases, com fluência e captando a sua mensagem 3. Ler em voz alta, fazendo pausas e entoação adequada 4. Ler textos curtos, sem perder a fluência e a compreensão do que leu 5. Explicar verbalmente o significado do vocabulário básio dos textos que leu 6. Responder a perguntas sobre a leitura (forma oral e escrita) 7. Fazer um resumo do texto que leu 8. Ler em silêncio, compreendendo o texto 9. Usar o dicionário para a compreensão das palavras 10. Fazer uso das capacidades de leitura para obter informação… ampliar conhecimentos!
  • 31. Exercícios a realizar Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade Envelopes surpresa com palavras . Opostos/ sinónimos . Cores – associar a “objectos” . Meios de transporte – terra, ar e água . Cada coisa no seu lugar – associar objectos a divisões da casa Envelopes surpresa com frases . Frases recortadas para organizar . Quem sou? “Eu dou lã e faço mé mé” . Que sou eu? “Usa-se para navegar no mar” . Verdadeiro ou falso. “De noite brilha o sol” . Histórias e contos.
  • 32. Exercícios a realizar: Fichas papel para trabalho com lápis Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 33. Exercícios a realizar: Fichas papel para trabalho com lápis Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 34. Em jeito se síntese… Nível preparatório - dos 2 aos 4 anos . Reconhecimento de imagens gráficas – é suficiente que a criança manifeste o reconhecimento através de onomatopeias ou de gestos . Emparelhamento ou associação de imagens iguais – sobrepor imagens iguais, jogos de loto, ligar com um traço imagens iguais . Selecção da imagem ou desenho que se nomeia – apontar ou pegar numa imagens e entre várias . Denominação – dizer o nome das imagens e objectos que se lhe apresentam Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 35. Em jeito se síntese… Nível I - dos 4 aos 6 anos . Associação de uma palavra com outra igual acompanhada do desenho ou fotografia (cartão-fotografia com cartão- palavra) . Associação de palavras iguais. . Selecção da palavra nomeada . Reconhecimento global de palavras . Leitura de livros pessoais de palavras . Leitura rápida de palavras: ”olha e diz” . Leitura de livros e contos “pessoais” com frases . Composição de frases com palavras escritas em cartolinas . Leitura de contos comerciais escolhidos expressamente e, se necessário, adaptados . Ditado de frases que a criança compõe, escolhendo as palavras escritas em cartolinas . Leitura global de 60 palavras incluindo um mínimo de 5 verbos . Iniciação ao abecedário pessoal Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 36. Em jeito se síntese… Nível II - dos 6 aos 8 anos . Composição de palavras conhecidas com as sílabas, com modelo e sem modelo . Composição de palavras com um número determinado de sílabas . Composição de palavras por ditado, com as sílabas que estão escritas . Conhecimento progressivo de todas as sílabas directas . Aumento do número de contos pessoais . Aumento do número de palavras que lê globalmente: adjectivos, conjunções e advérbios. Devem incluir-se algumas palavras com sílabas travadas e inversas . Aumento do comprimento das frases que lê e que compõe . Utilização ocasional de cartilhas para fazer revisão, reforçar e generalizar o conhecimento das sílabas . Aumento do número de páginas e de palavras do abecedário pessoal . Iniciação ao conhecimento de sílabas travadas Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 37. Em jeito se síntese… Nível III - dos 8 aos 10 anos . Iniciação ao conhecimento de sílabas inversas . Leitura rápida de sílabas directas apresentadas uma a uma: “olha e diz” . Leitura de livros do 1º ano 1º CEB, seleccionados pelo seu conteúdo e apresentação . Leitura de contos comerciais com pouco texto . Execução de palavras cruzadas “pessoais” a partir das sílabas . Composição de palavras conhecidas, com modelo . Leitura rápida de sílabas travadas e inversas: “olha e diz” . Soletrar palavras simples . Iniciação ao conhecimento de palavras com grupos consonânticos . Iniciação ao uso de dicionários infantis . Leitura de frases que a criança dita ao adulto e este escreve . Resposta oral de perguntas sobre a leitura . Leitura e ordenação sequencial de cenas de uma história . Conhecimento dos grupos consonânticos Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 38. Em jeito se síntese… Nível IV - dos 10 aos 16 anos . Leitura em voz alta com entoação, respeitando as pausas . Leitura em voz alta com fluência e inteligibilidade . Leitura silenciosa com compreensão . Leitura rápida de palavras com grupos consonânticos . Utilização de dicionários escolares básicos . Resolução de palavras cruzadas e jogos de palavras . Leitura de livros do 1º ciclo . Iniciação ao estudo . Resposta escrita com frases a perguntes sobre leitura Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade
  • 39. Em jeito se síntese… Nível V – jovens e adultos . Uso habitual da leitura: consulta de guias de televisão, de espectáculos, revistas… . Progressão no estudo . Consulta de dicionários e enciclopédias . Escolha de da leitura como entretimento no tempo de lazer: narrativas, livros de aventuras, romance, teatro, poesia… Método de leitura e escrita para crianças com défice intelectual Ana Rosa Trindade FIM