SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
MOVIMENTOS DO
SÉCULO XIX:
DESDOBRAMENTOS DO
CAPITALISMO
Socialismo e Anarquismo
Princípios básicos das principais
correntes de contestação ao
capitalismo
 SOCIALISMO UTÓPICO
 SOCIALISMO CIENTÍFICO
 ANARQUISMO
Socialismo Utópico
(romântico)
Típico da França, na 1ª metade do século XIX
 A igualdade se dará através da bondade e justiça
humanas, de forma pacífica, aqueles que têm propriedades
saberão dividi-las com os que não as possuem.
 Crítica ao liberalismo econômico, sobretudo à livre
concorrência.
 Formação de comunidades auto-suficientes, onde os
homens, através da livre cooperação, teriam suas
necessidades satisfeitas.
 Organização, em escala nacional, de um sistema de
cooperativas de trabalhadores que negociaram, entre si, a
troca de bens e de serviços.
 Atuação do Estado que, através da centralização da
economia, evitaria os abusos típicos do capitalismo.
A falta de embasamento científico leva a denominação para
tal corrente de Utopia ou Romântica.
Principais seguidores e suas
idéias:
 Charles Fourier: Propõe a criação de “Falanstérios” onde representantes
das diversas classes se reúnem, fazendo doações e contribuições e
recebendo proporcionalmente ao que entregou. O trabalho no falanstério
é, sobretudo, agrícola.
 Robert Owen: Funda nos Estados Unidos uma organização chamada de
New Harmony, onde tenta, sem êxito, colocar suas idéias: menores
jornadas de trabalho, assistência social ao trabalhador e sua família, e
participação do trabalhador nos lucros da empresa.
 Louis-Blanc: Sugere a criação, com interferência do Estado, de “Oficinas
Nacionais” nas quais trabalhadores de um mesmo ramo trabalham juntos
para se evitar a concorrência (Semelhança com as Corporações Medievais).
 Proudhon: Acredita que a melhoria no sistema capitalista, possibilitando a
ascensão sócio-econômica das classes inferiores que é o sistema ideal.
Propôs a substituição dos mecanismos tradicionais de produção e
distribuição por cooperativas onde “bônus de trabalho” substituem o
dinheiro.
 Saint-Simon: Apesar de defender a propriedade privada, pode ser
considerado um socialista, na medida em que sugere uma planificação
rígida na economia, através da participação do Estado.
Socialismo Científico
(Marxismo)
Originário da Alemanha, sobretudo na segunda metade do século XIX.
 Karl Marx e Friedrich Engels são os seus nomes e autores das principais
obras: “O Manifesto Comunista” (1848) - “O Capital” (1867).
 Segundo o Socialismo Científico, a história do mundo sempre foi uma
história de luta de classes: na Antiguidade, nobres x escravos; na Idade
Média, Srs. Feudais x Servos; na Idade Moderna, burguesia x proletários. A
origem desses conflitos e diferenças está na propriedade: quem as possui
explora e oprime que não as possui. Assim, o caminho para a igualdade de
classes (Socialismo) está no fim da propriedade privada do meios de
produção e seu controle deve ser exercido apenas pelo Estado. Essa
análise histórica é conhecida como interpretação materialista da história.
Segundo Marx e Engels, os bens materiais (ou seja, a infra-estrutura) de
uma sociedade, determinam também as diferença na maneira de pensar e
expressar (ou seja, a superestrutura) de sociedade, daí a necessidade de
suprimir os bens particulares para se atingir a igualdade plena. Outra
doutrina Marxista, ainda dentro deste contexto, é o materialismo
dialético, que afirma ser a evolução da História dinâmica e eliminadora
naturalmente de suas contradições e injustiças. Dessa forma, a sociedade
capitalista “perversa e injusta”, dará lugar ao socialismo, com os governos
operários (“Ditadura do Proletário”) e este, no futuro, a uma sociedade
ideal, igualitária (comunismo autêntico).
Diferente dos utópicos, essa corrente socialista prega uma passagem não
pacífica para o socialismo. As classes baixas, na luta pelos seus
direitos, devem, unidas através de uma Revolução do Proletário, tomar
as propriedades burguesas e entregá-las para o controle do
Estado, assumindo este, as funções de arrecadação e distribuição dos
seus lucros. Neste sentido, acrescenta-se ainda como importante ponto
da doutrina marxista, a necessidade de se eliminar a mais-valia para
uma sociedade mais igual (Entende-se por mais valia, o lucro patronal: é
a diferença entre aquilo que os trabalhadores efetivamente
produzem, trabalho real, e aquilo que recebem, sob a forma de salário).
O socialismo científico, como se nota, é uma crítica simultânea ao
capitalismo e ao socialismo utópico. Suas idéias revolucionárias alteram
profundamente a história vindoura da humanidade. Tais pensamentos
inspiram diversos movimentos políticos, econômicos e sociais, sendo o
primeiro deles com grande êxito, a Revolução Russa de 1917.
O Anarquismo
 Doutrina defensora da inexistência de
governos.
Principais defensores: Bakunin e Kropotkin.
Apregoam o Estado como a origem dos males
da sociedade e defendem a presença de
“pequenas comunidades cooperativas de
subsistência.”
Atacam o capitalismo e também o socialismo
científico, uma vez que Marx admite o Estado
até que se atinja a completa igualdade
comunista.
Desdobramentos
 A disseminação da Revolução industrial e a consolidação da ordem
capitalista, ao estimularem e aprofundarem a desigualdade social e a
exploração, propiciam o desenvolvimento e a organização de um
movimento, teórico e prático, de contestação à ordem burguesa, com
vistas à sua superação e à construção de uma nova ordem, mais justa e
igualitária.
 O estudo e o entendimento dos caminhos e descaminhos trilhados por
esses movimentos e organizações “anti-capitalistas” é de fundamental
importância para a compreensão da sociedade em que se vive, uma vez
que permite vislumbrar as várias possibilidades históricas que são
colocadas, a cada momento, ante os olhos e para a ação dos vários
sujeitos históricos que a compõem. Estudar também essa
história, portanto, é perceber, com maior profundidade, o movimento
conflituoso que possibilita a ação humana em sua concretude e
variedade de possibilidades, e diversos caminhos existentes para que
essa ação se efetive e se realize enquanto criadora do novo na história a
ser construída.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
O governo de d. pedro i
O governo de d. pedro iO governo de d. pedro i
O governo de d. pedro i
 
História Brasil - Segundo Reinado (completo)
História Brasil - Segundo Reinado (completo)História Brasil - Segundo Reinado (completo)
História Brasil - Segundo Reinado (completo)
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
As revoluções de 1830 e 1848
As revoluções de 1830 e 1848As revoluções de 1830 e 1848
As revoluções de 1830 e 1848
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
 
Era napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 anoEra napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 ano
 
Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
A Revolução Inglesa
A Revolução InglesaA Revolução Inglesa
A Revolução Inglesa
 
República velha 1
República velha 1República velha 1
República velha 1
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Slide explicativo
Slide explicativoSlide explicativo
Slide explicativo
 
América no século XX
América no século XXAmérica no século XX
América no século XX
 
Ideologias do século XIX
Ideologias do século XIXIdeologias do século XIX
Ideologias do século XIX
 

Destaque

Revoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismoRevoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismoElton Zanoni
 
Movimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoMovimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoVagner Roberto
 
Revolucao Industrial
Revolucao IndustrialRevolucao Industrial
Revolucao IndustrialLianaSuzuki
 
Ciência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxiCiência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxiMarla Geller
 
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIXNovas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIXAndre Luiz
 
Trabaho historia Movimento Operário -
Trabaho historia Movimento Operário - Trabaho historia Movimento Operário -
Trabaho historia Movimento Operário - Simone Calil
 
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xixA organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xixmarcelo lima
 
Socialismo e Comunismo
Socialismo e ComunismoSocialismo e Comunismo
Socialismo e ComunismoLeo Pipolo
 
Movimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIXMovimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIXEdvaldo S. Júnior
 
Liberalismo, Nacionalismo, Socialismo
Liberalismo, Nacionalismo, SocialismoLiberalismo, Nacionalismo, Socialismo
Liberalismo, Nacionalismo, Socialismohisticasa
 
Anarquismo,comunismo e socialismo
Anarquismo,comunismo e socialismo Anarquismo,comunismo e socialismo
Anarquismo,comunismo e socialismo Michele Macedo
 
O mundo industrializado no século xix
O mundo industrializado no século xixO mundo industrializado no século xix
O mundo industrializado no século xixmaria40
 
Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xixMovimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xixZeze Silva
 
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismoVanessa Jorge
 
As revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xixAs revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xixNelia Salles Nantes
 
Ideias sociais e políticas do Século XIX
Ideias sociais  e políticas do Século XIXIdeias sociais  e políticas do Século XIX
Ideias sociais e políticas do Século XIXlourenco_comcedilha
 

Destaque (20)

Revoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismoRevoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismo
 
Movimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoMovimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no século
 
Revolucao Industrial
Revolucao IndustrialRevolucao Industrial
Revolucao Industrial
 
Cartismo
CartismoCartismo
Cartismo
 
Ciência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxiCiência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxi
 
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIXNovas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
 
América pré colombiana
América pré colombianaAmérica pré colombiana
América pré colombiana
 
Trabaho historia Movimento Operário -
Trabaho historia Movimento Operário - Trabaho historia Movimento Operário -
Trabaho historia Movimento Operário -
 
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xixA organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
 
Socialismo e Comunismo
Socialismo e ComunismoSocialismo e Comunismo
Socialismo e Comunismo
 
Movimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIXMovimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIX
 
Liberalismo, Nacionalismo, Socialismo
Liberalismo, Nacionalismo, SocialismoLiberalismo, Nacionalismo, Socialismo
Liberalismo, Nacionalismo, Socialismo
 
Anarquismo,comunismo e socialismo
Anarquismo,comunismo e socialismo Anarquismo,comunismo e socialismo
Anarquismo,comunismo e socialismo
 
O mundo industrializado no século xix
O mundo industrializado no século xixO mundo industrializado no século xix
O mundo industrializado no século xix
 
Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xixMovimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
 
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
 
As revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xixAs revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xix
 
Ideias sociais e políticas do Século XIX
Ideias sociais  e políticas do Século XIXIdeias sociais  e políticas do Século XIX
Ideias sociais e políticas do Século XIX
 
Os povos pré colombianos
Os povos pré colombianosOs povos pré colombianos
Os povos pré colombianos
 
História
HistóriaHistória
História
 

Semelhante a Movimentos do século xix

Aula 9- ano- Geografia.pptx
Aula 9- ano- Geografia.pptxAula 9- ano- Geografia.pptx
Aula 9- ano- Geografia.pptxSvioCarvalho10
 
Socialismo Em Angola
Socialismo Em AngolaSocialismo Em Angola
Socialismo Em AngolaVanda30
 
Apresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
Apresentação_Economia Solidária_Criticas CapitalismoApresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
Apresentação_Economia Solidária_Criticas CapitalismoFabricio_brito
 
Política marxista
Política marxistaPolítica marxista
Política marxistaVictor Said
 
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptxSOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptxdawdsoncangussu
 
Karl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistasKarl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistasespacoaberto
 
Aula-semana 06/03. Artesanato- Manufatura- Indústria. Socialismo
Aula-semana 06/03.Artesanato- Manufatura- Indústria.SocialismoAula-semana 06/03.Artesanato- Manufatura- Indústria.Socialismo
Aula-semana 06/03. Artesanato- Manufatura- Indústria. Socialismojoao paulo
 
Anarquismo e Socialismo Utópico
Anarquismo e Socialismo UtópicoAnarquismo e Socialismo Utópico
Anarquismo e Socialismo UtópicoCarla Brígida
 
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e LiberismoCapitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e LiberismoInês Oliveira
 
Socialismo 9º Ano
Socialismo 9º AnoSocialismo 9º Ano
Socialismo 9º AnoLucas Weiby
 
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix pptO embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix pptAliceLani
 

Semelhante a Movimentos do século xix (20)

COMUNISMO.docx
COMUNISMO.docxCOMUNISMO.docx
COMUNISMO.docx
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
Aula 9- ano- Geografia.pptx
Aula 9- ano- Geografia.pptxAula 9- ano- Geografia.pptx
Aula 9- ano- Geografia.pptx
 
Socialismo Em Angola
Socialismo Em AngolaSocialismo Em Angola
Socialismo Em Angola
 
Capitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoCapitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismo
 
Apresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
Apresentação_Economia Solidária_Criticas CapitalismoApresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
Apresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
 
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
 
Política marxista
Política marxistaPolítica marxista
Política marxista
 
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptxSOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
 
Karl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistasKarl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistas
 
Aula-semana 06/03. Artesanato- Manufatura- Indústria. Socialismo
Aula-semana 06/03.Artesanato- Manufatura- Indústria.SocialismoAula-semana 06/03.Artesanato- Manufatura- Indústria.Socialismo
Aula-semana 06/03. Artesanato- Manufatura- Indústria. Socialismo
 
Anarquismo e Socialismo Utópico
Anarquismo e Socialismo UtópicoAnarquismo e Socialismo Utópico
Anarquismo e Socialismo Utópico
 
Doutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIXDoutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIX
 
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e LiberismoCapitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
 
Socialismo 9º Ano
Socialismo 9º AnoSocialismo 9º Ano
Socialismo 9º Ano
 
Socialismo Científico
Socialismo CientíficoSocialismo Científico
Socialismo Científico
 
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix pptO embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
 
Exercícios sobre as ideologias do século XIX
Exercícios sobre as ideologias do século XIXExercícios sobre as ideologias do século XIX
Exercícios sobre as ideologias do século XIX
 

Mais de Max22Rodrigues

Transição idade média - idade moderna
Transição   idade média - idade modernaTransição   idade média - idade moderna
Transição idade média - idade modernaMax22Rodrigues
 
Liberalismo econômico
Liberalismo econômicoLiberalismo econômico
Liberalismo econômicoMax22Rodrigues
 
Transição idade média - idade moderna
Transição   idade média - idade modernaTransição   idade média - idade moderna
Transição idade média - idade modernaMax22Rodrigues
 
Transição idade média - idade moderna
Transição   idade média - idade modernaTransição   idade média - idade moderna
Transição idade média - idade modernaMax22Rodrigues
 

Mais de Max22Rodrigues (9)

Europa no século xix
Europa no século xixEuropa no século xix
Europa no século xix
 
Expansão marítima
Expansão marítima Expansão marítima
Expansão marítima
 
Transição idade média - idade moderna
Transição   idade média - idade modernaTransição   idade média - idade moderna
Transição idade média - idade moderna
 
Liberalismo econômico
Liberalismo econômicoLiberalismo econômico
Liberalismo econômico
 
Iluminismo 1
Iluminismo 1Iluminismo 1
Iluminismo 1
 
Revoulção francesa
Revoulção francesaRevoulção francesa
Revoulção francesa
 
Transição idade média - idade moderna
Transição   idade média - idade modernaTransição   idade média - idade moderna
Transição idade média - idade moderna
 
Transição idade média - idade moderna
Transição   idade média - idade modernaTransição   idade média - idade moderna
Transição idade média - idade moderna
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrial
 

Movimentos do século xix

  • 1. MOVIMENTOS DO SÉCULO XIX: DESDOBRAMENTOS DO CAPITALISMO Socialismo e Anarquismo
  • 2. Princípios básicos das principais correntes de contestação ao capitalismo  SOCIALISMO UTÓPICO  SOCIALISMO CIENTÍFICO  ANARQUISMO
  • 3. Socialismo Utópico (romântico) Típico da França, na 1ª metade do século XIX  A igualdade se dará através da bondade e justiça humanas, de forma pacífica, aqueles que têm propriedades saberão dividi-las com os que não as possuem.  Crítica ao liberalismo econômico, sobretudo à livre concorrência.  Formação de comunidades auto-suficientes, onde os homens, através da livre cooperação, teriam suas necessidades satisfeitas.  Organização, em escala nacional, de um sistema de cooperativas de trabalhadores que negociaram, entre si, a troca de bens e de serviços.  Atuação do Estado que, através da centralização da economia, evitaria os abusos típicos do capitalismo. A falta de embasamento científico leva a denominação para tal corrente de Utopia ou Romântica.
  • 4. Principais seguidores e suas idéias:  Charles Fourier: Propõe a criação de “Falanstérios” onde representantes das diversas classes se reúnem, fazendo doações e contribuições e recebendo proporcionalmente ao que entregou. O trabalho no falanstério é, sobretudo, agrícola.  Robert Owen: Funda nos Estados Unidos uma organização chamada de New Harmony, onde tenta, sem êxito, colocar suas idéias: menores jornadas de trabalho, assistência social ao trabalhador e sua família, e participação do trabalhador nos lucros da empresa.  Louis-Blanc: Sugere a criação, com interferência do Estado, de “Oficinas Nacionais” nas quais trabalhadores de um mesmo ramo trabalham juntos para se evitar a concorrência (Semelhança com as Corporações Medievais).  Proudhon: Acredita que a melhoria no sistema capitalista, possibilitando a ascensão sócio-econômica das classes inferiores que é o sistema ideal. Propôs a substituição dos mecanismos tradicionais de produção e distribuição por cooperativas onde “bônus de trabalho” substituem o dinheiro.  Saint-Simon: Apesar de defender a propriedade privada, pode ser considerado um socialista, na medida em que sugere uma planificação rígida na economia, através da participação do Estado.
  • 5. Socialismo Científico (Marxismo) Originário da Alemanha, sobretudo na segunda metade do século XIX.  Karl Marx e Friedrich Engels são os seus nomes e autores das principais obras: “O Manifesto Comunista” (1848) - “O Capital” (1867).  Segundo o Socialismo Científico, a história do mundo sempre foi uma história de luta de classes: na Antiguidade, nobres x escravos; na Idade Média, Srs. Feudais x Servos; na Idade Moderna, burguesia x proletários. A origem desses conflitos e diferenças está na propriedade: quem as possui explora e oprime que não as possui. Assim, o caminho para a igualdade de classes (Socialismo) está no fim da propriedade privada do meios de produção e seu controle deve ser exercido apenas pelo Estado. Essa análise histórica é conhecida como interpretação materialista da história. Segundo Marx e Engels, os bens materiais (ou seja, a infra-estrutura) de uma sociedade, determinam também as diferença na maneira de pensar e expressar (ou seja, a superestrutura) de sociedade, daí a necessidade de suprimir os bens particulares para se atingir a igualdade plena. Outra doutrina Marxista, ainda dentro deste contexto, é o materialismo dialético, que afirma ser a evolução da História dinâmica e eliminadora naturalmente de suas contradições e injustiças. Dessa forma, a sociedade capitalista “perversa e injusta”, dará lugar ao socialismo, com os governos operários (“Ditadura do Proletário”) e este, no futuro, a uma sociedade ideal, igualitária (comunismo autêntico).
  • 6. Diferente dos utópicos, essa corrente socialista prega uma passagem não pacífica para o socialismo. As classes baixas, na luta pelos seus direitos, devem, unidas através de uma Revolução do Proletário, tomar as propriedades burguesas e entregá-las para o controle do Estado, assumindo este, as funções de arrecadação e distribuição dos seus lucros. Neste sentido, acrescenta-se ainda como importante ponto da doutrina marxista, a necessidade de se eliminar a mais-valia para uma sociedade mais igual (Entende-se por mais valia, o lucro patronal: é a diferença entre aquilo que os trabalhadores efetivamente produzem, trabalho real, e aquilo que recebem, sob a forma de salário). O socialismo científico, como se nota, é uma crítica simultânea ao capitalismo e ao socialismo utópico. Suas idéias revolucionárias alteram profundamente a história vindoura da humanidade. Tais pensamentos inspiram diversos movimentos políticos, econômicos e sociais, sendo o primeiro deles com grande êxito, a Revolução Russa de 1917.
  • 7. O Anarquismo  Doutrina defensora da inexistência de governos. Principais defensores: Bakunin e Kropotkin. Apregoam o Estado como a origem dos males da sociedade e defendem a presença de “pequenas comunidades cooperativas de subsistência.” Atacam o capitalismo e também o socialismo científico, uma vez que Marx admite o Estado até que se atinja a completa igualdade comunista.
  • 8. Desdobramentos  A disseminação da Revolução industrial e a consolidação da ordem capitalista, ao estimularem e aprofundarem a desigualdade social e a exploração, propiciam o desenvolvimento e a organização de um movimento, teórico e prático, de contestação à ordem burguesa, com vistas à sua superação e à construção de uma nova ordem, mais justa e igualitária.  O estudo e o entendimento dos caminhos e descaminhos trilhados por esses movimentos e organizações “anti-capitalistas” é de fundamental importância para a compreensão da sociedade em que se vive, uma vez que permite vislumbrar as várias possibilidades históricas que são colocadas, a cada momento, ante os olhos e para a ação dos vários sujeitos históricos que a compõem. Estudar também essa história, portanto, é perceber, com maior profundidade, o movimento conflituoso que possibilita a ação humana em sua concretude e variedade de possibilidades, e diversos caminhos existentes para que essa ação se efetive e se realize enquanto criadora do novo na história a ser construída.