SlideShare uma empresa Scribd logo
ORCID: adoção e uso pela
comunidade científica
Lilian Pessoa
Regional Director, Latin America
l.pessoa@orcid.org
orcid.org/0000-0002-3219-1820
H Tavares
TAVARES, M. C. H.;Cavalheiro, MCH;Cavalheiro, Maria Cecilia
H.T.;CAVALHEIRO, MARIA CECÍLIA H.T.;TAVARES, MARIA CECÍLIA H.
Google – IQ - CV USP
ALMEIDA, M. H.T.
Maria Herminia BrandãoTavares de Almeida
Google – CEBRAP - Lattes (autenticação)
TAVARES, H.;TAVARES, HERMANO;Hermano Tavares
Hermano Tavares
Google – CV USP
2
A questão do nome
• Diferentes versões (nome completo vs. iniciais)
• Homônimos
• Transliteração
• Acentos e outros caracteres
• Mudanças de nome
• Vários sobrenomes
Os nomes não são suficientes para garantir o
crédito pelo trabalho
https://vimeo.com/97150912
Crédito
7
O que é ORCID?
ORCID fornece um identificador digital único e permanente -
legível por software - que distingue pesquisadores
Integrações dos fluxos de trabalho fundamentais na produção
científica, tais como submissão automatizada de manuscritos e
de pedidos de financiamento, sistema articulado entre
pesquisadores, sua produção, atividades profissionais e
afiliações , garantindo que pesquisas sejam adequadamente
atribuídas e localizáveis
ORCID serve como um hub que permite leitura digital entre
os identificadores, organizações, obras e IDs
Como a ORCID funciona?
O registro permite que pesquisadores
conectem trabalhos e filiações existentes
Membros constroem integrações para
conectar pesquisadores a novos trabalhos e
filiações
ORCID fornece o “encanamento”
para os os sistemas que
sustentam a produção científica -
e as ferramentas para construir
confiança na informação digital
Compromisso ORCID
Construir a infra-estrutura
 Envolver a comunidade para incorporar iD
 Certificar-se de que o ID é publicado no artigo/
vinculado ao dataset / concessão de fundos / tese, etc.
 Encorajar a comunidade a alimentar metadados para
atualizar registros individuais (via de mão dupla)
28 October 2015 orcid.org 10
Valendo-se das normas existentes
ORCID trabalha em colaboração
com a comunidade científica para
assegurar a adoção e utilização
de normas existestes de
informação para a investigação
Times Higher Education Ranking
Metodologia
Ensino (o ambiente de aprendizagem) – 30%
Investigação (volume, renda e reputação) – 30%
Citações (influência de investigação)- 30%
1
2
3
4
5
7.5% Outlook Internacional (funcionários, estudantes e pesquisa)
2.5 R% Investimento Indústria (transferência de conhecimento).
1° em 800
https://www.timeshighereducation.com/world-university-rankings/university-of-sao-paulo?ranking-dataset=1090
Posiçāo em 800
Posiçāo em 100
O que os ID fazem exatamente?
① legibilidade por software
② desambiguidade e impõe exclusividade
③ Habilita vinculação e integração de dados
Em outras palavras, identificadores
persistentes proporcionam
Base para a governança de dados
digitais
Construindo confiança
• Ferramentas que permitem fácil inclusão iD
durante processo de publicação
pedido de subvenção
depósito tese
• Envolver a comunidade para incorporar, autenticar e fazer
valer o benefício do uso da ORCID iD
Integração a sistemas de pesquisa
Mais de 200 membros e próximo a 200
integrações em todas as regiões e setores da
comunidade científica internacional
Americas
48%
EMEA
36%
Asia Pacific
16%
Funder
7%
Publishing
16%
Repository
20%
Research
Institute
45%
Association
12%
Thomson
Reuters
ResearcherID
Elsevier
Scopus
Author
Profiles
Altmetric
profiles
Outros
sistemas ID
orcid.org 20
Conecta “profile systems” e IDS
orcid.org 21
Conecta instituições
22
Repositórios
Agencias de
fomento
Centros de
Pesquisa
Associações
profissionais
Outros
identificadores
Editores
ORCID é um registro e hub
ORCID fornece um registro
gratuito de identificadores
para pesquisadores
ISNI
Researcher ID
Scopus Author ID
Internal identifiers
ISNI
Ringgold ID
Member ID
Abstract ID
DOI
ISBN
Thesis ID
DOI
ORCID APIs permitem
a troca de dados entre
os sistemas de
investigação
conectando
pesquisadores,
trabalhos,
organizações e outros
identificadores
O uso da Id é internacional
28 October 2015 orcid.org 23
Brasil representa 4% do total
do uso com mais de 421 mil
visitas. São Paulo é
responsável por 15% dessas
visitas, com mais de 65 mil.
10 cidades :
Sao Paulo
Rio de Janeiro
Belo Horizonte
Porto Alegre
Campinas
Curitiba
Ribeirão Preto
Porto Alegre
Recife
Brasilia
Curitiba
3.900 iDs USP
Sistemas de gestão editorial
https://orcid.org/organizations/integrators/current
ORCID iDs estão sendo incorporados em artigos
28 October 2015 orcid.org 26
https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=VyzihsD0iwU
Motores de busca
1,5 M de pesquisadores possuem ORCID iD
400.000 dos 3,3 milhões de artigos de texto completo listados no Europe
PubMed Central estavam conectados a pelo menos uma ORCID ID
(Agosto/2015)
ORCID iDs estão associados a:
 2.1 M únicos DOIs
 >20 K organizações
Compromisso Pesquisador
Para se beneficiar de seu ORCID iD,
pesquisadores precisam fazer apenas duas
coisas:
① Registrar-se
② Usar a iD
http://orcid.org/register
• Gratuito para
pesquisadores
• Individuo detém o
registro e controla
configurações de
privacidade
Registre-se!
Começando
Use identificador ORCID para conectar variações de nome,
outros IDs, filiações e trabalhos e financiamento existentes
Link para obras existentes
32
Conecte seu ORCID iD a
obras existentes usando
ferramentas na interface da
ORCID ou em plataformas
externas
Pesquisadores podem
se conectar a obras
existentes e vinvular
seu ORCID iD a
indexadores, incluindo
Web of Science, Scopus
e Europe
PubMedCentral
Pesquisadores podem se
conectar a projetos existentes
e receber atualizações de seu
pedido de subvenção
Agências de fomento
podem incorporar ORCID
iD durante o fluxo de
trabalho de pedido de
subvenção
ORCID inclui, nome financiador,
número de concessão, a fonte, a
proveniência fonte
Link para a instuição
• Lista preenche
automaticamente
• Todas as organizações têm
ID único
• Universidade ou o
empregador pode
preencher previamente e
validar
• Pode associar com várias
organizações
orcid.org 35
Permanente iD
O Mesmo iD por toda sua
carreira
Apoio aos pesquisadores!
PHOTO: suessian megaphone
www.flickr.com/photos/theparadigmshifter/470341923

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ORCID (III Curso de Atualização SciELO-ScholarOne)
ORCID (III Curso de Atualização SciELO-ScholarOne)ORCID (III Curso de Atualização SciELO-ScholarOne)
ORCID (III Curso de Atualização SciELO-ScholarOne)
SciELO - Scientific Electronic Library Online
 

Mais procurados (15)

ORCID: o que é e por que usá-lo?
ORCID: o que é e por que usá-lo?ORCID: o que é e por que usá-lo?
ORCID: o que é e por que usá-lo?
 
Como [e por quê] otimizar sua publicação em OJS
Como [e por quê] otimizar sua publicação em OJSComo [e por quê] otimizar sua publicação em OJS
Como [e por quê] otimizar sua publicação em OJS
 
Tutorial ORCID
Tutorial ORCIDTutorial ORCID
Tutorial ORCID
 
Oficina ORCID: gere o seu código junto conosco e aprenda mais sobre o ORCID |...
Oficina ORCID: gere o seu código junto conosco e aprenda mais sobre o ORCID |...Oficina ORCID: gere o seu código junto conosco e aprenda mais sobre o ORCID |...
Oficina ORCID: gere o seu código junto conosco e aprenda mais sobre o ORCID |...
 
Orcid ID (Open Researcher and Contributor ID): identificador digital único - ...
Orcid ID (Open Researcher and Contributor ID): identificador digital único - ...Orcid ID (Open Researcher and Contributor ID): identificador digital único - ...
Orcid ID (Open Researcher and Contributor ID): identificador digital único - ...
 
ORCID
ORCIDORCID
ORCID
 
NBR-6023: Referências em consulta pública
NBR-6023: Referências em consulta públicaNBR-6023: Referências em consulta pública
NBR-6023: Referências em consulta pública
 
Tutorial ORCID
Tutorial ORCIDTutorial ORCID
Tutorial ORCID
 
ORCID (III Curso de Atualização SciELO-ScholarOne)
ORCID (III Curso de Atualização SciELO-ScholarOne)ORCID (III Curso de Atualização SciELO-ScholarOne)
ORCID (III Curso de Atualização SciELO-ScholarOne)
 
Identidade acadêmica: por que gerenciá-la? - Tutorial
Identidade acadêmica: por que gerenciá-la? - TutorialIdentidade acadêmica: por que gerenciá-la? - Tutorial
Identidade acadêmica: por que gerenciá-la? - Tutorial
 
ResearcherID
ResearcherIDResearcherID
ResearcherID
 
perfil de investigadores na web
perfil de investigadores na webperfil de investigadores na web
perfil de investigadores na web
 
Sessão 04 de 06- Metodologia LILACS: criação de registros bibliográficos - M...
 Sessão 04 de 06- Metodologia LILACS: criação de registros bibliográficos - M... Sessão 04 de 06- Metodologia LILACS: criação de registros bibliográficos - M...
Sessão 04 de 06- Metodologia LILACS: criação de registros bibliográficos - M...
 
Tutorial ORCID
Tutorial ORCIDTutorial ORCID
Tutorial ORCID
 
(03 de 06)Sessão virtual de Capacitação sobre as Fontes de Informação da BVS ...
(03 de 06)Sessão virtual de Capacitação sobre as Fontes de Informação da BVS ...(03 de 06)Sessão virtual de Capacitação sobre as Fontes de Informação da BVS ...
(03 de 06)Sessão virtual de Capacitação sobre as Fontes de Informação da BVS ...
 

Semelhante a Lilian Pessoa - Autoridade e Integração em Comunicação Digital: ORCID

Talita Moreira de Oliveira - ORCID – Adoção em nível nacional: O caso do Brasil
Talita Moreira de Oliveira - ORCID – Adoção em nível nacional: O caso do BrasilTalita Moreira de Oliveira - ORCID – Adoção em nível nacional: O caso do Brasil
Talita Moreira de Oliveira - ORCID – Adoção em nível nacional: O caso do Brasil
SciELO - Scientific Electronic Library Online
 

Semelhante a Lilian Pessoa - Autoridade e Integração em Comunicação Digital: ORCID (20)

Autoridade e Validação em Comunicação Digital
Autoridade e Validação em Comunicação DigitalAutoridade e Validação em Comunicação Digital
Autoridade e Validação em Comunicação Digital
 
Cultura digital e editores científicos
Cultura digital e editores científicosCultura digital e editores científicos
Cultura digital e editores científicos
 
#CulturaDigital #Editores
#CulturaDigital #Editores#CulturaDigital #Editores
#CulturaDigital #Editores
 
Talita Moreira de Oliveira - ORCID – Adoção em nível nacional: O caso do Brasil
Talita Moreira de Oliveira - ORCID – Adoção em nível nacional: O caso do BrasilTalita Moreira de Oliveira - ORCID – Adoção em nível nacional: O caso do Brasil
Talita Moreira de Oliveira - ORCID – Adoção em nível nacional: O caso do Brasil
 
ORCiD e a integração com dados de pesquisa
ORCiD e a integração com dados de pesquisaORCiD e a integração com dados de pesquisa
ORCiD e a integração com dados de pesquisa
 
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck PT
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck PTCIÊNCIAVITAE - Slidedeck PT
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck PT
 
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
 
SISTEMAS DE IDENTIFICAÇÃO DE PLÁGIO = Similarity plagiarism systems UEPG brazil
SISTEMAS DE IDENTIFICAÇÃO DE PLÁGIO = Similarity plagiarism systems UEPG brazilSISTEMAS DE IDENTIFICAÇÃO DE PLÁGIO = Similarity plagiarism systems UEPG brazil
SISTEMAS DE IDENTIFICAÇÃO DE PLÁGIO = Similarity plagiarism systems UEPG brazil
 
2020 04 tutorial_orcid_revisado final
2020 04 tutorial_orcid_revisado final2020 04 tutorial_orcid_revisado final
2020 04 tutorial_orcid_revisado final
 
Apresentação aspectos editoriais revista exacta
Apresentação   aspectos editoriais revista exactaApresentação   aspectos editoriais revista exacta
Apresentação aspectos editoriais revista exacta
 
O mercado de trabalho em ti
O mercado de trabalho em tiO mercado de trabalho em ti
O mercado de trabalho em ti
 
Tutorial sobre ORCID
Tutorial sobre ORCIDTutorial sobre ORCID
Tutorial sobre ORCID
 
Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos
 
Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de PeriódicosGestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos
 
TerraForum - Redes Sociais
TerraForum - Redes SociaisTerraForum - Redes Sociais
TerraForum - Redes Sociais
 
ORCID: as suas publicações num único identificador
ORCID: as suas publicações num único identificadorORCID: as suas publicações num único identificador
ORCID: as suas publicações num único identificador
 
Palestra VI SIMINOVE: Formação acadêmica, empreendedorismo e inovação - Adri...
Palestra VI SIMINOVE: Formação acadêmica, empreendedorismo e inovação -  Adri...Palestra VI SIMINOVE: Formação acadêmica, empreendedorismo e inovação -  Adri...
Palestra VI SIMINOVE: Formação acadêmica, empreendedorismo e inovação - Adri...
 
Métricas alternativas e marketing científico digital
Métricas alternativas e marketing científico digitalMétricas alternativas e marketing científico digital
Métricas alternativas e marketing científico digital
 
Plataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionais
Plataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionaisPlataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionais
Plataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionais
 
Palestra 05_Metricas alternativas
Palestra 05_Metricas alternativasPalestra 05_Metricas alternativas
Palestra 05_Metricas alternativas
 

Mais de SIBiUSP

Apresentação - Slides do Workshop AJE na USP
Apresentação - Slides do Workshop AJE na USPApresentação - Slides do Workshop AJE na USP
Apresentação - Slides do Workshop AJE na USP
SIBiUSP
 
Scopus Content Selection Process 2017 - Criterios de Selecao de Revistas para...
Scopus Content Selection Process 2017 - Criterios de Selecao de Revistas para...Scopus Content Selection Process 2017 - Criterios de Selecao de Revistas para...
Scopus Content Selection Process 2017 - Criterios de Selecao de Revistas para...
SIBiUSP
 

Mais de SIBiUSP (20)

2020.03.09 creative commons_agencia_usp
2020.03.09 creative commons_agencia_usp2020.03.09 creative commons_agencia_usp
2020.03.09 creative commons_agencia_usp
 
Aguia apresentacao 20200309_ab
Aguia apresentacao 20200309_abAguia apresentacao 20200309_ab
Aguia apresentacao 20200309_ab
 
Apresentacao fapesp usp_09032020
Apresentacao fapesp usp_09032020Apresentacao fapesp usp_09032020
Apresentacao fapesp usp_09032020
 
Comunicacao usp fev2020_aguiab
Comunicacao usp fev2020_aguiabComunicacao usp fev2020_aguiab
Comunicacao usp fev2020_aguiab
 
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Vania Mara Alv...
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Vania Mara Alv...Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Vania Mara Alv...
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Vania Mara Alv...
 
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Valéria Valls
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Valéria VallsUm novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Valéria Valls
Um novo olhar sobre a atuação dos Bibliotecários - Profa. Dra. Valéria Valls
 
Atividades de pesquisa na Graduação e o desenvolvimento profissional
Atividades de pesquisa na Graduação e o desenvolvimento profissionalAtividades de pesquisa na Graduação e o desenvolvimento profissional
Atividades de pesquisa na Graduação e o desenvolvimento profissional
 
Pós-Graduação e pesquisa: programas e projetos USP
Pós-Graduação e pesquisa: programas e projetos USPPós-Graduação e pesquisa: programas e projetos USP
Pós-Graduação e pesquisa: programas e projetos USP
 
Panorama e ações para o desenvolvimento da pesquisa na USP
Panorama e ações para o desenvolvimento da pesquisa na USPPanorama e ações para o desenvolvimento da pesquisa na USP
Panorama e ações para o desenvolvimento da pesquisa na USP
 
SIBiUSP e o suporte ao pesquisador
SIBiUSP e o suporte ao pesquisadorSIBiUSP e o suporte ao pesquisador
SIBiUSP e o suporte ao pesquisador
 
Presentacion usp oct 18
Presentacion usp oct 18Presentacion usp oct 18
Presentacion usp oct 18
 
Workshop IEEE na USP – Como aumentar o impacto de suas pesquisas e publicações
Workshop IEEE na USP – Como aumentar o impacto de suas pesquisas e publicaçõesWorkshop IEEE na USP – Como aumentar o impacto de suas pesquisas e publicações
Workshop IEEE na USP – Como aumentar o impacto de suas pesquisas e publicações
 
Guia para Publicar Emerald 2018
Guia para Publicar Emerald 2018Guia para Publicar Emerald 2018
Guia para Publicar Emerald 2018
 
Apresentação - Slides do Workshop AJE na USP
Apresentação - Slides do Workshop AJE na USPApresentação - Slides do Workshop AJE na USP
Apresentação - Slides do Workshop AJE na USP
 
Prevencao de Plagio e Ferramentas
Prevencao de Plagio e FerramentasPrevencao de Plagio e Ferramentas
Prevencao de Plagio e Ferramentas
 
Gestão de Dados de Pesquisa e o Papel dos Bibliotecários
Gestão de Dados de Pesquisa e o Papel dos BibliotecáriosGestão de Dados de Pesquisa e o Papel dos Bibliotecários
Gestão de Dados de Pesquisa e o Papel dos Bibliotecários
 
Boas Práticas de Pesquisa e a importância da gestão dos dados
Boas Práticas de Pesquisa e a importância da gestão dos dadosBoas Práticas de Pesquisa e a importância da gestão dos dados
Boas Práticas de Pesquisa e a importância da gestão dos dados
 
Abertura: Gestão de dados de pesquisa: desafios e perspectivas USP
Abertura: Gestão de dados de pesquisa: desafios e perspectivas USPAbertura: Gestão de dados de pesquisa: desafios e perspectivas USP
Abertura: Gestão de dados de pesquisa: desafios e perspectivas USP
 
Springer nature e a importância dos dados de pesquisa
Springer nature e a importância dos dados de pesquisaSpringer nature e a importância dos dados de pesquisa
Springer nature e a importância dos dados de pesquisa
 
Scopus Content Selection Process 2017 - Criterios de Selecao de Revistas para...
Scopus Content Selection Process 2017 - Criterios de Selecao de Revistas para...Scopus Content Selection Process 2017 - Criterios de Selecao de Revistas para...
Scopus Content Selection Process 2017 - Criterios de Selecao de Revistas para...
 

Último

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
EduardaMedeiros18
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 

Último (20)

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 

Lilian Pessoa - Autoridade e Integração em Comunicação Digital: ORCID

  • 1. ORCID: adoção e uso pela comunidade científica Lilian Pessoa Regional Director, Latin America l.pessoa@orcid.org orcid.org/0000-0002-3219-1820
  • 2. H Tavares TAVARES, M. C. H.;Cavalheiro, MCH;Cavalheiro, Maria Cecilia H.T.;CAVALHEIRO, MARIA CECÍLIA H.T.;TAVARES, MARIA CECÍLIA H. Google – IQ - CV USP ALMEIDA, M. H.T. Maria Herminia BrandãoTavares de Almeida Google – CEBRAP - Lattes (autenticação) TAVARES, H.;TAVARES, HERMANO;Hermano Tavares Hermano Tavares Google – CV USP 2
  • 3. A questão do nome • Diferentes versões (nome completo vs. iniciais) • Homônimos • Transliteração • Acentos e outros caracteres • Mudanças de nome • Vários sobrenomes
  • 4. Os nomes não são suficientes para garantir o crédito pelo trabalho
  • 7. 7 O que é ORCID? ORCID fornece um identificador digital único e permanente - legível por software - que distingue pesquisadores Integrações dos fluxos de trabalho fundamentais na produção científica, tais como submissão automatizada de manuscritos e de pedidos de financiamento, sistema articulado entre pesquisadores, sua produção, atividades profissionais e afiliações , garantindo que pesquisas sejam adequadamente atribuídas e localizáveis ORCID serve como um hub que permite leitura digital entre os identificadores, organizações, obras e IDs
  • 8. Como a ORCID funciona? O registro permite que pesquisadores conectem trabalhos e filiações existentes Membros constroem integrações para conectar pesquisadores a novos trabalhos e filiações
  • 9. ORCID fornece o “encanamento” para os os sistemas que sustentam a produção científica - e as ferramentas para construir confiança na informação digital
  • 10. Compromisso ORCID Construir a infra-estrutura  Envolver a comunidade para incorporar iD  Certificar-se de que o ID é publicado no artigo/ vinculado ao dataset / concessão de fundos / tese, etc.  Encorajar a comunidade a alimentar metadados para atualizar registros individuais (via de mão dupla) 28 October 2015 orcid.org 10
  • 11. Valendo-se das normas existentes ORCID trabalha em colaboração com a comunidade científica para assegurar a adoção e utilização de normas existestes de informação para a investigação
  • 12. Times Higher Education Ranking Metodologia Ensino (o ambiente de aprendizagem) – 30% Investigação (volume, renda e reputação) – 30% Citações (influência de investigação)- 30% 1 2 3 4 5 7.5% Outlook Internacional (funcionários, estudantes e pesquisa) 2.5 R% Investimento Indústria (transferência de conhecimento).
  • 16.
  • 17. O que os ID fazem exatamente? ① legibilidade por software ② desambiguidade e impõe exclusividade ③ Habilita vinculação e integração de dados Em outras palavras, identificadores persistentes proporcionam Base para a governança de dados digitais
  • 18. Construindo confiança • Ferramentas que permitem fácil inclusão iD durante processo de publicação pedido de subvenção depósito tese • Envolver a comunidade para incorporar, autenticar e fazer valer o benefício do uso da ORCID iD
  • 19. Integração a sistemas de pesquisa Mais de 200 membros e próximo a 200 integrações em todas as regiões e setores da comunidade científica internacional Americas 48% EMEA 36% Asia Pacific 16% Funder 7% Publishing 16% Repository 20% Research Institute 45% Association 12%
  • 22. 22 Repositórios Agencias de fomento Centros de Pesquisa Associações profissionais Outros identificadores Editores ORCID é um registro e hub ORCID fornece um registro gratuito de identificadores para pesquisadores ISNI Researcher ID Scopus Author ID Internal identifiers ISNI Ringgold ID Member ID Abstract ID DOI ISBN Thesis ID DOI ORCID APIs permitem a troca de dados entre os sistemas de investigação conectando pesquisadores, trabalhos, organizações e outros identificadores
  • 23. O uso da Id é internacional 28 October 2015 orcid.org 23 Brasil representa 4% do total do uso com mais de 421 mil visitas. São Paulo é responsável por 15% dessas visitas, com mais de 65 mil. 10 cidades : Sao Paulo Rio de Janeiro Belo Horizonte Porto Alegre Campinas Curitiba Ribeirão Preto Porto Alegre Recife Brasilia Curitiba 3.900 iDs USP
  • 24. Sistemas de gestão editorial https://orcid.org/organizations/integrators/current
  • 25. ORCID iDs estão sendo incorporados em artigos
  • 26. 28 October 2015 orcid.org 26 https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=VyzihsD0iwU
  • 28. 1,5 M de pesquisadores possuem ORCID iD 400.000 dos 3,3 milhões de artigos de texto completo listados no Europe PubMed Central estavam conectados a pelo menos uma ORCID ID (Agosto/2015) ORCID iDs estão associados a:  2.1 M únicos DOIs  >20 K organizações
  • 29. Compromisso Pesquisador Para se beneficiar de seu ORCID iD, pesquisadores precisam fazer apenas duas coisas: ① Registrar-se ② Usar a iD
  • 30. http://orcid.org/register • Gratuito para pesquisadores • Individuo detém o registro e controla configurações de privacidade Registre-se!
  • 31. Começando Use identificador ORCID para conectar variações de nome, outros IDs, filiações e trabalhos e financiamento existentes
  • 32. Link para obras existentes 32 Conecte seu ORCID iD a obras existentes usando ferramentas na interface da ORCID ou em plataformas externas Pesquisadores podem se conectar a obras existentes e vinvular seu ORCID iD a indexadores, incluindo Web of Science, Scopus e Europe PubMedCentral
  • 33. Pesquisadores podem se conectar a projetos existentes e receber atualizações de seu pedido de subvenção Agências de fomento podem incorporar ORCID iD durante o fluxo de trabalho de pedido de subvenção ORCID inclui, nome financiador, número de concessão, a fonte, a proveniência fonte
  • 34. Link para a instuição • Lista preenche automaticamente • Todas as organizações têm ID único • Universidade ou o empregador pode preencher previamente e validar • Pode associar com várias organizações
  • 35. orcid.org 35 Permanente iD O Mesmo iD por toda sua carreira
  • 36. Apoio aos pesquisadores! PHOTO: suessian megaphone www.flickr.com/photos/theparadigmshifter/470341923