SlideShare uma empresa Scribd logo
Informe PED Especial - Jovens
Região Metropolitana de Porto Alegre
Agosto - 2017
• Aspectos Estruturais:
- redução da população de jovens;
- adiamento do ingresso dos jovens nas atividades laborais;
- estruturação do mercado de trabalho da última década;
- maior risco de os jovens serem trabalhadores de baixos
salários;
• Aspectos Conjunturais:
- crise econômica de 2015/16 e deterioração dos indicadores
do mercado de trabalho.
.
Informe PED Especial - Jovens
• Dados: Pesquisa de Emprego e Desemprego da Região
Metropolitana de Porto Alegre PED-RMPA
• Jovens: faixa etária de 15 a 29 anos, definida pela Lei n° 12.852,
de agosto de 2013, que instituiu o Estatuto da Juventude no
País.
• Adultos: faixa etária de 30 a 59 anos (referência comparativa)
Informe PED Especial - Jovens
Estrutura do trabalho
• Evolução demográfica e da força de trabalho jovem;
• Transição da escola para o mercado de trabalho;
• Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens;
• Desemprego entre os jovens.
Informe PED Especial - Jovens
• Redução da população juvenil a partir de 2006 e do peso relativo
dos jovens na População em Idade (PIA). Em 2016, os jovens são
24,8% da PIA e os adultos 47,0%;
• A população jovem já diminuiu em 110 mil pessoas entre o ano de
2005 e 2016, enquanto a população adulta aumentou em 201 mil
pessoas no período;
Evolução demográfica e
da força de trabalho jovem
Tendências demográficas – 2000-2016
Evolução demográfica e
da força de trabalho jovem
FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT.
População jovem, por sexo, e proporção de jovens na população em
idade ativa na RMPA — 2000-2016
• A força de trabalho dos jovens oscilou até 2008, ano em que atingiu
701 mil pessoas, o maior contingente desde o ano 2000. Reduziu-se
em 159 mil pessoas entre 2009 e 2016, enquanto a população
adulta aumentou em 76 mil pessoas;
• A taxa de participação dos jovens no mercado de trabalho
apresentou trajetória de descenso, passando de 69,4% em 2000
para 61,6% em 2016, o menor patamar desde o ano 2000.
Evolução demográfica e
da força de trabalho jovem
Tendências da força de trabalho – 2000-2016
• Continuidade da tendência de aumento na parcela de jovens que
somente estuda, apesar da conjuntura adversa no mercado de
trabalho. Esta passou de 17,5% em 2000, para 23,7% em 2015 e
26,3% em 2016;
• Aumento da escolaridade entre os jovens, aumentou a parcela com
ensino médio completo de 32,0% em 2000 para 45,6% em 2016, e
com o ensino superior completo de 3,6% em 2000 para 6,2% em
2016. Entre 2015 e 2016 houve pequena redução da parcela com
ensino médio completo e superior completo;
Transição da escola para
o mercado de trabalho
Transição para o mercado de trabalho– 2000-2016
• Os jovens intitulados “nem nem”, que nem estudam e nem
trabalham, apresentaram tendência de relativa estabilidade,
eram 12,0% em 2000, 11,6% em 2015 e 12,1% em 2016;
• O contingente de jovens “nem nem” foi estimado em 107 mil
pessoas, em 2016, sendo 74 mil mulheres e 33 mil homens.
Transição da escola para
o mercado de trabalho
• O nível de ocupação dos jovens registrou queda em 2016 (-9,9%),
tendo passado de 484 mil pessoas em 2015 para 436 mil em
2016;
• A taxa de ocupação dos jovens passou de 54,7% em 2015 para
49,5% em 2016, uma retração muito maior do que a que ocorreu
entre os adultos;
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
Ocupação e rendimentos deterioram-se com a
continuidade da crise
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
Taxa de ocupação, por faixa etária, na RMPA
FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT.
• Em 2016, a crise econômica atingiu as mulheres com maior
intensidade do que os homens;
• A taxa de ocupação entre as mulheres teve queda de 50,2% em
2015 para 44,6% em 2016, e entre os homens, de 59,1% para
54,4%.
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT.
Taxa de ocupação dos jovens, por sexo, na RMPA
• Em termos de alocação setorial dos jovens, os serviços são o
setor que detém a maior parcela relativa dos ocupados desse
grupo populacional (51,5% em 2016);
• Na comparação com o ano de 2015, houve leve avanço da
parcela relativa de jovens ocupados nos serviços, relativa
estabilidade na indústria e estabilidade nos demais.
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTE/FAT.
Distribuição dos ocupados, por faixa etária, na RMPA
Nota: (1) amostra não comporta a desagregação.
(%)
Setor de Atividade
Jovens Adultos Jovens Adultos
Toral de ocupados 100,0 100,0 100,0 100,0
Indústria de transformação 17,9 16,4 17,5 15,9
Construção 6,0 7,0 6,0 7,2
Comércio; reparação de veículos 24,3 16,6 24,1 17,9
Serviços 50,8 58,8 51,5 58,1
Outros (1) 1,2 (1) 0,9
2015 2016
• Quanto à inserção dos jovens na estrutura ocupacional, destaca-se
o peso relativo do trabalho assalariado, de 85,4% em 2016, bastante
superior ao observado entre os adultos;
• Leve aumento do peso relativo do trabalho autônomo entre os
jovens, de 6,9% em 2015 para 7,3% em 2016;
• Em 2016, 3,7% das mulheres jovens estavam no emprego doméstico
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
• Na conjuntura da recessão econômica, o rendimento médio real
dos jovens ocupados na RMPA teve queda de 5,4% em 2016;
• Entre os adultos ocupados, a redução do rendimento médio real,
em 2016, foi ainda maior (-9,1%). Com isso, o rendimento médio
real dos jovens passou a corresponder, em 2016, a 70,1% do dos
adultos, proporção superior à do ano anterior, quando se situava
em 67,3%.
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT.
Rendimento médio real dos ocupados na RMPA
• Por sexo, constata-se que a queda, em 2016, foi muito mais
intensa entre os homens (-8,3%) do que entre as mulheres
(-1,1%);
• De forma distinta aos jovens, as perdas de rendimentos reais
foram maiores para as mulheres adultas (-10,3%) do que para os
homens adultos (-7,9%).
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
(%)
FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT.
Rendimento médio real dos jovens, por sexo, na RMPA
• O risco relativo de os jovens serem trabalhadores de baixos
salários, em comparação aos adultos, aumentou de 1,83 em 2015
para 1,90 em 2016;
• Assinale-se que, desde 2013, o risco relativo de os jovens serem
trabalhadores de baixos salários vem passando por um processo
de elevação.
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
Inserção ocupacional e
rendimentos dos jovens
(%)
FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT.
Risco relativo de os jovens serem trabalhadores de baixos salários, em
comparação aos adultos, na RMPA
• A taxa de desemprego entre os jovens aumentou 26,6%, ao
passar de 15,4% em 2015 para 19,5% em 2016;
• O contingente de jovens desempregados foi estimado em 106
mil, em 2016, acréscimo de 17 mil em relação ao ano anterior;
Desemprego entre jovens
Desemprego teve novo aumento entre jovens
• Esse resultado deveu-se à retração no nível ocupacional desse
segmento populacional (menos 48 mil ocupados), a qual foi
muito superior à saída de jovens da força de trabalho (31 mil
pessoas);
• A proporção de jovens no desemprego total pouco se alterou,
tendo passado de 52,3% em 2015 para 52,7% em 2016.
Desemprego entre jovens
Desemprego entre os jovens
(%)
FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT.
Taxa de desemprego, por faixa etária, na RMPA
• Por sexo, as taxas de desemprego dos jovens apresentaram, em
2016, crescimento um pouco mais intenso entre as mulheres do
que entre os homens;
• Esse indicador aumentou de 16,8% em 2015 para 21,6% em 2016
para elas e de 14,2% para 17,8% para eles, no mesmo período.
Desemprego entre os jovens
Desemprego entre os jovens
(%)
FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT.
Taxa de desemprego dos jovens, por sexo, na RMPA
• Por faixas etárias, há uma maior incidência do desemprego entre
os adolescentes de 15 e 17 anos, cuja taxa aumentou de 33,2%
em 2015 para 38,6% em 2016;
• Já a taxa de desemprego do segmento de 18 a 24 anos elevou-se
de 18,5% para 22,4%, e a do segmento de 25 a 29 anos, de 9,1%
para 13,4;
• Esses três grupos etários representavam, em 2016, 6,3%, 31,0% e
15,4% do total de desempregados.
Desemprego entre os jovens
Desemprego entre os jovens
(%)
FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT.
Taxa de desemprego dos jovens, por faixa etária, na RMPA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Nota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindical
Nota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindicalNota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindical
Nota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindical
TRAMPO Comunicação e Eventos Soares
 
Geração nem nem
Geração nem nemGeração nem nem
Geração nem nem
Murilo Cisalpino
 
pesquisa poder360 governo Jair Bolsonaro coronavírus abril 2020
pesquisa poder360 governo Jair Bolsonaro coronavírus abril 2020 pesquisa poder360 governo Jair Bolsonaro coronavírus abril 2020
pesquisa poder360 governo Jair Bolsonaro coronavírus abril 2020
MatheusSantos699
 
Analise do indicador de desenvolvimento emprego
Analise do indicador de desenvolvimento empregoAnalise do indicador de desenvolvimento emprego
Analise do indicador de desenvolvimento emprego
Mayjö .
 
Setemi news maio
Setemi news maioSetemi news maio
Setemi news maio
Setemi News
 
Instituto Unibanco - Juventude, trabalho e renda
Instituto Unibanco - Juventude, trabalho e rendaInstituto Unibanco - Juventude, trabalho e renda
Instituto Unibanco - Juventude, trabalho e renda
Instituto Unibanco
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoPrincipais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Ilda Bicacro
 
Plano para o Desenvolvimento da Educação de Taquara/RS
Plano para o Desenvolvimento da Educação de Taquara/RSPlano para o Desenvolvimento da Educação de Taquara/RS
Plano para o Desenvolvimento da Educação de Taquara/RS
Barbara Benedetti
 
Produção 2bimestre 3série
Produção 2bimestre 3sérieProdução 2bimestre 3série
Produção 2bimestre 3série
Elis Lima Escapacherri
 
Quatro gerações
Quatro geraçõesQuatro gerações
Quatro gerações
Márcia Tavares
 
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdadePesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Miguel Rosario
 

Mais procurados (11)

Nota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindical
Nota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindicalNota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindical
Nota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindical
 
Geração nem nem
Geração nem nemGeração nem nem
Geração nem nem
 
pesquisa poder360 governo Jair Bolsonaro coronavírus abril 2020
pesquisa poder360 governo Jair Bolsonaro coronavírus abril 2020 pesquisa poder360 governo Jair Bolsonaro coronavírus abril 2020
pesquisa poder360 governo Jair Bolsonaro coronavírus abril 2020
 
Analise do indicador de desenvolvimento emprego
Analise do indicador de desenvolvimento empregoAnalise do indicador de desenvolvimento emprego
Analise do indicador de desenvolvimento emprego
 
Setemi news maio
Setemi news maioSetemi news maio
Setemi news maio
 
Instituto Unibanco - Juventude, trabalho e renda
Instituto Unibanco - Juventude, trabalho e rendaInstituto Unibanco - Juventude, trabalho e renda
Instituto Unibanco - Juventude, trabalho e renda
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoPrincipais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
 
Plano para o Desenvolvimento da Educação de Taquara/RS
Plano para o Desenvolvimento da Educação de Taquara/RSPlano para o Desenvolvimento da Educação de Taquara/RS
Plano para o Desenvolvimento da Educação de Taquara/RS
 
Produção 2bimestre 3série
Produção 2bimestre 3sérieProdução 2bimestre 3série
Produção 2bimestre 3série
 
Quatro gerações
Quatro geraçõesQuatro gerações
Quatro gerações
 
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdadePesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
 

Semelhante a Informe PED Especial - Jovens

Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens
Fundação de Economia e Estatística
 
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de SalvadorInserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
TRAMPO Comunicação e Eventos Soares
 
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
Fundação de Economia e Estatística
 
Confintea 2009 - Alberto Araujo
Confintea 2009 - Alberto AraujoConfintea 2009 - Alberto Araujo
Confintea 2009 - Alberto Araujo
aborgesdearaujo
 
Confintea 2009 - Alberto Araujo
Confintea 2009 - Alberto AraujoConfintea 2009 - Alberto Araujo
Confintea 2009 - Alberto Araujo
gueste1af71
 
Desigualdade cai - Pnad 2013
Desigualdade cai - Pnad 2013Desigualdade cai - Pnad 2013
Desigualdade cai - Pnad 2013
Conversa Afiada
 
Apresentação Marcelo Neri sobre a Pnad 2013
Apresentação Marcelo Neri sobre a Pnad 2013Apresentação Marcelo Neri sobre a Pnad 2013
Apresentação Marcelo Neri sobre a Pnad 2013
Palácio do Planalto
 
A inserção da mulher no mercado detrabalho da Região Metropolitana de Porto A...
A inserção da mulher no mercado detrabalho da Região Metropolitana de Porto A...A inserção da mulher no mercado detrabalho da Região Metropolitana de Porto A...
A inserção da mulher no mercado detrabalho da Região Metropolitana de Porto A...
Fundação de Economia e Estatística
 
Boletim PED RMS mulheres 2014
Boletim PED RMS mulheres 2014Boletim PED RMS mulheres 2014
Boletim PED RMS mulheres 2014
TRAMPO Comunicação e Eventos Soares
 
Pro jovem Adolescente - Apresentação do Programa
Pro jovem Adolescente - Apresentação do ProgramaPro jovem Adolescente - Apresentação do Programa
Pro jovem Adolescente - Apresentação do Programa
Adilson P Motta Motta
 
Boletim especial inserção dos negros no mercado de trabalho ped rms 2013 vf
Boletim especial inserção dos negros no mercado de trabalho ped rms 2013 vfBoletim especial inserção dos negros no mercado de trabalho ped rms 2013 vf
Boletim especial inserção dos negros no mercado de trabalho ped rms 2013 vf
TRAMPO Comunicação e Eventos Soares
 
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
Conversa Afiada
 
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Fernando Cembranelli
 
Sis ibge
Sis ibgeSis ibge
Síntese de indicadores sociais 2013
Síntese de indicadores sociais 2013Síntese de indicadores sociais 2013
Síntese de indicadores sociais 2013
Jose Aldemir Freire
 
Juventude levada em conta saepr
Juventude levada em conta   saeprJuventude levada em conta   saepr
Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em ...
Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em ...Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em ...
Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em ...
Fundação de Economia e Estatística
 
A inserção da mulher no mercado de trabalho na RMS - 2013
A inserção da mulher no mercado de trabalho na RMS - 2013A inserção da mulher no mercado de trabalho na RMS - 2013
A inserção da mulher no mercado de trabalho na RMS - 2013
TRAMPO Comunicação e Eventos Soares
 
Trabalho - emprego no Brasil
Trabalho - emprego no BrasilTrabalho - emprego no Brasil
Trabalho - emprego no Brasil
ELENILSONFEITOSAVIEI
 
Alberto Araujo
Alberto AraujoAlberto Araujo
Alberto Araujo
cleidesd
 

Semelhante a Informe PED Especial - Jovens (20)

Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens
 
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de SalvadorInserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
 
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
 
Confintea 2009 - Alberto Araujo
Confintea 2009 - Alberto AraujoConfintea 2009 - Alberto Araujo
Confintea 2009 - Alberto Araujo
 
Confintea 2009 - Alberto Araujo
Confintea 2009 - Alberto AraujoConfintea 2009 - Alberto Araujo
Confintea 2009 - Alberto Araujo
 
Desigualdade cai - Pnad 2013
Desigualdade cai - Pnad 2013Desigualdade cai - Pnad 2013
Desigualdade cai - Pnad 2013
 
Apresentação Marcelo Neri sobre a Pnad 2013
Apresentação Marcelo Neri sobre a Pnad 2013Apresentação Marcelo Neri sobre a Pnad 2013
Apresentação Marcelo Neri sobre a Pnad 2013
 
A inserção da mulher no mercado detrabalho da Região Metropolitana de Porto A...
A inserção da mulher no mercado detrabalho da Região Metropolitana de Porto A...A inserção da mulher no mercado detrabalho da Região Metropolitana de Porto A...
A inserção da mulher no mercado detrabalho da Região Metropolitana de Porto A...
 
Boletim PED RMS mulheres 2014
Boletim PED RMS mulheres 2014Boletim PED RMS mulheres 2014
Boletim PED RMS mulheres 2014
 
Pro jovem Adolescente - Apresentação do Programa
Pro jovem Adolescente - Apresentação do ProgramaPro jovem Adolescente - Apresentação do Programa
Pro jovem Adolescente - Apresentação do Programa
 
Boletim especial inserção dos negros no mercado de trabalho ped rms 2013 vf
Boletim especial inserção dos negros no mercado de trabalho ped rms 2013 vfBoletim especial inserção dos negros no mercado de trabalho ped rms 2013 vf
Boletim especial inserção dos negros no mercado de trabalho ped rms 2013 vf
 
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
 
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
 
Sis ibge
Sis ibgeSis ibge
Sis ibge
 
Síntese de indicadores sociais 2013
Síntese de indicadores sociais 2013Síntese de indicadores sociais 2013
Síntese de indicadores sociais 2013
 
Juventude levada em conta saepr
Juventude levada em conta   saeprJuventude levada em conta   saepr
Juventude levada em conta saepr
 
Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em ...
Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em ...Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em ...
Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em ...
 
A inserção da mulher no mercado de trabalho na RMS - 2013
A inserção da mulher no mercado de trabalho na RMS - 2013A inserção da mulher no mercado de trabalho na RMS - 2013
A inserção da mulher no mercado de trabalho na RMS - 2013
 
Trabalho - emprego no Brasil
Trabalho - emprego no BrasilTrabalho - emprego no Brasil
Trabalho - emprego no Brasil
 
Alberto Araujo
Alberto AraujoAlberto Araujo
Alberto Araujo
 

Mais de Fundação de Economia e Estatística

Idese 2015
Idese 2015Idese 2015
O significado da retomada do crescimento em 2017
O significado da retomada do crescimento em 2017O significado da retomada do crescimento em 2017
O significado da retomada do crescimento em 2017
Fundação de Economia e Estatística
 
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
Fundação de Economia e Estatística
 
Desempenho do mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto Alegre e...
Desempenho do mercado de trabalho  da Região Metropolitana de  Porto Alegre e...Desempenho do mercado de trabalho  da Região Metropolitana de  Porto Alegre e...
Desempenho do mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto Alegre e...
Fundação de Economia e Estatística
 
Expectativas inflacionárias e política monetária
Expectativas inflacionárias e política monetáriaExpectativas inflacionárias e política monetária
Expectativas inflacionárias e política monetária
Fundação de Economia e Estatística
 
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
Fundação de Economia e Estatística
 
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RSEstimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
Fundação de Economia e Estatística
 
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
Fundação de Economia e Estatística
 
PIB dos municípios do RS em 2015
PIB dos municípios do RS em 2015PIB dos municípios do RS em 2015
PIB dos municípios do RS em 2015
Fundação de Economia e Estatística
 
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
Fundação de Economia e Estatística
 
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
Fundação de Economia e Estatística
 
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retraçãoMercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
Fundação de Economia e Estatística
 
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
Fundação de Economia e Estatística
 
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desempregoElevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
Fundação de Economia e Estatística
 
FEDERALISMO E A QUESTÃO REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
FEDERALISMO E A QUESTÃO  REGIONAL DO RS - Tomás FioriFEDERALISMO E A QUESTÃO  REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
FEDERALISMO E A QUESTÃO REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
Fundação de Economia e Estatística
 
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
Fundação de Economia e Estatística
 
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília HoffO Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
Fundação de Economia e Estatística
 
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RSPrincipais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
Fundação de Economia e Estatística
 
As barreiras e os novos desafios para inovar
As barreiras e os novos desafios para inovarAs barreiras e os novos desafios para inovar
As barreiras e os novos desafios para inovar
Fundação de Economia e Estatística
 
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
Fundação de Economia e Estatística
 

Mais de Fundação de Economia e Estatística (20)

Idese 2015
Idese 2015Idese 2015
Idese 2015
 
O significado da retomada do crescimento em 2017
O significado da retomada do crescimento em 2017O significado da retomada do crescimento em 2017
O significado da retomada do crescimento em 2017
 
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
 
Desempenho do mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto Alegre e...
Desempenho do mercado de trabalho  da Região Metropolitana de  Porto Alegre e...Desempenho do mercado de trabalho  da Região Metropolitana de  Porto Alegre e...
Desempenho do mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto Alegre e...
 
Expectativas inflacionárias e política monetária
Expectativas inflacionárias e política monetáriaExpectativas inflacionárias e política monetária
Expectativas inflacionárias e política monetária
 
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
 
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RSEstimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
 
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
 
PIB dos municípios do RS em 2015
PIB dos municípios do RS em 2015PIB dos municípios do RS em 2015
PIB dos municípios do RS em 2015
 
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
 
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
 
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retraçãoMercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
 
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
 
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desempregoElevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
 
FEDERALISMO E A QUESTÃO REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
FEDERALISMO E A QUESTÃO  REGIONAL DO RS - Tomás FioriFEDERALISMO E A QUESTÃO  REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
FEDERALISMO E A QUESTÃO REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
 
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
 
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília HoffO Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
 
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RSPrincipais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
 
As barreiras e os novos desafios para inovar
As barreiras e os novos desafios para inovarAs barreiras e os novos desafios para inovar
As barreiras e os novos desafios para inovar
 
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
 

Informe PED Especial - Jovens

  • 1. Informe PED Especial - Jovens Região Metropolitana de Porto Alegre Agosto - 2017
  • 2. • Aspectos Estruturais: - redução da população de jovens; - adiamento do ingresso dos jovens nas atividades laborais; - estruturação do mercado de trabalho da última década; - maior risco de os jovens serem trabalhadores de baixos salários; • Aspectos Conjunturais: - crise econômica de 2015/16 e deterioração dos indicadores do mercado de trabalho. . Informe PED Especial - Jovens
  • 3. • Dados: Pesquisa de Emprego e Desemprego da Região Metropolitana de Porto Alegre PED-RMPA • Jovens: faixa etária de 15 a 29 anos, definida pela Lei n° 12.852, de agosto de 2013, que instituiu o Estatuto da Juventude no País. • Adultos: faixa etária de 30 a 59 anos (referência comparativa) Informe PED Especial - Jovens
  • 4. Estrutura do trabalho • Evolução demográfica e da força de trabalho jovem; • Transição da escola para o mercado de trabalho; • Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens; • Desemprego entre os jovens. Informe PED Especial - Jovens
  • 5. • Redução da população juvenil a partir de 2006 e do peso relativo dos jovens na População em Idade (PIA). Em 2016, os jovens são 24,8% da PIA e os adultos 47,0%; • A população jovem já diminuiu em 110 mil pessoas entre o ano de 2005 e 2016, enquanto a população adulta aumentou em 201 mil pessoas no período; Evolução demográfica e da força de trabalho jovem Tendências demográficas – 2000-2016
  • 6. Evolução demográfica e da força de trabalho jovem FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT. População jovem, por sexo, e proporção de jovens na população em idade ativa na RMPA — 2000-2016
  • 7. • A força de trabalho dos jovens oscilou até 2008, ano em que atingiu 701 mil pessoas, o maior contingente desde o ano 2000. Reduziu-se em 159 mil pessoas entre 2009 e 2016, enquanto a população adulta aumentou em 76 mil pessoas; • A taxa de participação dos jovens no mercado de trabalho apresentou trajetória de descenso, passando de 69,4% em 2000 para 61,6% em 2016, o menor patamar desde o ano 2000. Evolução demográfica e da força de trabalho jovem Tendências da força de trabalho – 2000-2016
  • 8. • Continuidade da tendência de aumento na parcela de jovens que somente estuda, apesar da conjuntura adversa no mercado de trabalho. Esta passou de 17,5% em 2000, para 23,7% em 2015 e 26,3% em 2016; • Aumento da escolaridade entre os jovens, aumentou a parcela com ensino médio completo de 32,0% em 2000 para 45,6% em 2016, e com o ensino superior completo de 3,6% em 2000 para 6,2% em 2016. Entre 2015 e 2016 houve pequena redução da parcela com ensino médio completo e superior completo; Transição da escola para o mercado de trabalho Transição para o mercado de trabalho– 2000-2016
  • 9. • Os jovens intitulados “nem nem”, que nem estudam e nem trabalham, apresentaram tendência de relativa estabilidade, eram 12,0% em 2000, 11,6% em 2015 e 12,1% em 2016; • O contingente de jovens “nem nem” foi estimado em 107 mil pessoas, em 2016, sendo 74 mil mulheres e 33 mil homens. Transição da escola para o mercado de trabalho
  • 10. • O nível de ocupação dos jovens registrou queda em 2016 (-9,9%), tendo passado de 484 mil pessoas em 2015 para 436 mil em 2016; • A taxa de ocupação dos jovens passou de 54,7% em 2015 para 49,5% em 2016, uma retração muito maior do que a que ocorreu entre os adultos; Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens Ocupação e rendimentos deterioram-se com a continuidade da crise
  • 11. Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens Taxa de ocupação, por faixa etária, na RMPA FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT.
  • 12. • Em 2016, a crise econômica atingiu as mulheres com maior intensidade do que os homens; • A taxa de ocupação entre as mulheres teve queda de 50,2% em 2015 para 44,6% em 2016, e entre os homens, de 59,1% para 54,4%. Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens
  • 13. Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT. Taxa de ocupação dos jovens, por sexo, na RMPA
  • 14. • Em termos de alocação setorial dos jovens, os serviços são o setor que detém a maior parcela relativa dos ocupados desse grupo populacional (51,5% em 2016); • Na comparação com o ano de 2015, houve leve avanço da parcela relativa de jovens ocupados nos serviços, relativa estabilidade na indústria e estabilidade nos demais. Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens
  • 15. Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTE/FAT. Distribuição dos ocupados, por faixa etária, na RMPA Nota: (1) amostra não comporta a desagregação. (%) Setor de Atividade Jovens Adultos Jovens Adultos Toral de ocupados 100,0 100,0 100,0 100,0 Indústria de transformação 17,9 16,4 17,5 15,9 Construção 6,0 7,0 6,0 7,2 Comércio; reparação de veículos 24,3 16,6 24,1 17,9 Serviços 50,8 58,8 51,5 58,1 Outros (1) 1,2 (1) 0,9 2015 2016
  • 16. • Quanto à inserção dos jovens na estrutura ocupacional, destaca-se o peso relativo do trabalho assalariado, de 85,4% em 2016, bastante superior ao observado entre os adultos; • Leve aumento do peso relativo do trabalho autônomo entre os jovens, de 6,9% em 2015 para 7,3% em 2016; • Em 2016, 3,7% das mulheres jovens estavam no emprego doméstico Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens
  • 17. • Na conjuntura da recessão econômica, o rendimento médio real dos jovens ocupados na RMPA teve queda de 5,4% em 2016; • Entre os adultos ocupados, a redução do rendimento médio real, em 2016, foi ainda maior (-9,1%). Com isso, o rendimento médio real dos jovens passou a corresponder, em 2016, a 70,1% do dos adultos, proporção superior à do ano anterior, quando se situava em 67,3%. Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens
  • 18. Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT. Rendimento médio real dos ocupados na RMPA
  • 19. • Por sexo, constata-se que a queda, em 2016, foi muito mais intensa entre os homens (-8,3%) do que entre as mulheres (-1,1%); • De forma distinta aos jovens, as perdas de rendimentos reais foram maiores para as mulheres adultas (-10,3%) do que para os homens adultos (-7,9%). Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens
  • 20. Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens (%) FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT. Rendimento médio real dos jovens, por sexo, na RMPA
  • 21. • O risco relativo de os jovens serem trabalhadores de baixos salários, em comparação aos adultos, aumentou de 1,83 em 2015 para 1,90 em 2016; • Assinale-se que, desde 2013, o risco relativo de os jovens serem trabalhadores de baixos salários vem passando por um processo de elevação. Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens
  • 22. Inserção ocupacional e rendimentos dos jovens (%) FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT. Risco relativo de os jovens serem trabalhadores de baixos salários, em comparação aos adultos, na RMPA
  • 23. • A taxa de desemprego entre os jovens aumentou 26,6%, ao passar de 15,4% em 2015 para 19,5% em 2016; • O contingente de jovens desempregados foi estimado em 106 mil, em 2016, acréscimo de 17 mil em relação ao ano anterior; Desemprego entre jovens Desemprego teve novo aumento entre jovens
  • 24. • Esse resultado deveu-se à retração no nível ocupacional desse segmento populacional (menos 48 mil ocupados), a qual foi muito superior à saída de jovens da força de trabalho (31 mil pessoas); • A proporção de jovens no desemprego total pouco se alterou, tendo passado de 52,3% em 2015 para 52,7% em 2016. Desemprego entre jovens
  • 25. Desemprego entre os jovens (%) FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT. Taxa de desemprego, por faixa etária, na RMPA
  • 26. • Por sexo, as taxas de desemprego dos jovens apresentaram, em 2016, crescimento um pouco mais intenso entre as mulheres do que entre os homens; • Esse indicador aumentou de 16,8% em 2015 para 21,6% em 2016 para elas e de 14,2% para 17,8% para eles, no mesmo período. Desemprego entre os jovens
  • 27. Desemprego entre os jovens (%) FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT. Taxa de desemprego dos jovens, por sexo, na RMPA
  • 28. • Por faixas etárias, há uma maior incidência do desemprego entre os adolescentes de 15 e 17 anos, cuja taxa aumentou de 33,2% em 2015 para 38,6% em 2016; • Já a taxa de desemprego do segmento de 18 a 24 anos elevou-se de 18,5% para 22,4%, e a do segmento de 25 a 29 anos, de 9,1% para 13,4; • Esses três grupos etários representavam, em 2016, 6,3%, 31,0% e 15,4% do total de desempregados. Desemprego entre os jovens
  • 29. Desemprego entre os jovens (%) FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, Seade, DIEESE e apoio MTb/FAT. Taxa de desemprego dos jovens, por faixa etária, na RMPA