SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Desempenho do mercado
de trabalho da Região
Metropolitana de Porto
Alegre em 2016
• É a maior retração do nível ocupacional da série PED-
RMPA, para média anual, desde 1993.
• Elevação do desemprego.
• Intensa redução nos rendimentos do trabalho. O salário
médio real atingiu o menor patamar da série histórica da
Pesquisa.
2
Informe Anual/2016
PED-RMPA
Deterioração dos indicadores
• População Economicamente Ativa (PEA) diminuiu (-2,6%) => menos
50 mil pessoas
• Taxa de Participação passou de 54,7% para 53,1%.
• Nível ocupacional reduziu (-4,7%) => menos 83 mil ocupados.
• Aumento no contingente de desempregados (19,5%) => mais 33 mil
desempregados.
Obs.: População Economicamente Ativa (PEA) = ocupados + desempregados
3
Resumo
Informe Anual/2016
PED-RMPA
• Enquanto a População em Idade Ativa (PIA) teve variação positiva de
0,4% com aumento de 13 mil pessoas no seu contingente, a PEA, que
corresponde à parcela da PIA que participa do mercado de trabalho
seja como ocupado ou desempregado, diminuiu 2,6%.
• A saída de 50 mil pessoas da PEA atenuou o crescimento da Taxa de
Desemprego.
• A Taxa de Participação (53,1%) é o menor nível da série da Pesquisa.
• Fatores sociodemográficos auxiliam na explicação, tais como a
transição demográfica e o adiamento do ingresso dos jovens no
mercado de trabalho. 4
PEA
Informe Anual/2016
PED-RMPA
5
Informe Anual/2016
PED-RMPA
2.44
1.39
0.70
2.91
1.21
-0.76-1.0
-0.5
0.0
0.5
1.0
1.5
2.0
2.5
3.0
3.5
1993/2000 2001/2010 2011/2016
(%)
PIA PEA
Taxas médias anuais de crescimento da População em Idade Ativa
(PIA) e da População Economicamente Ativa (PEA) na Região
Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2016
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
• A taxa de desemprego total aumentou de 8,7% para 10,7% da
PEA, crescimento de 23% entre 2015 e 2016.
• O contingente de desempregados foi estimado em 202 mil
pessoas, 33 mil a mais do que no ano anterior.
• Ocorreu elevação tanto da taxa de desemprego aberto quanto
da taxa de desemprego oculto: a primeira passou de 7,6% para
9,4% e a última, de 1,1% para 1,3%.
6
Informe Anual/2016
PED-RMPA
Desemprego
Taxa de desemprego total na Região Metropolitana de Porto
Alegre – 1993-2016
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
7
Informe Anual/2016
PED-RMPA
12.2
11.3
10.7
13.1 13.4
15.9
19.0
16.6
14.9
15.3
16.7
15.9
14.5 14.3
12.9
11.2 11.1
8.7
7.3 7.0
6.4
5.9
8.7
10.7
4.0
6.0
8.0
10.0
12.0
14.0
16.0
18.0
20.0
1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
%
Taxa de desemprego total na Região Metropolitana de Porto
Alegre – 1993-2016
8
Informe Anual/2016
PED-RMPA
12.2
11.3
10.7
13.1 13.4
15.9
19.0
16.6
14.9
15.3
16.7
15.9
14.5 14.3
12.9
11.2 11.1
8.7
7.3 7.0
6.4
5.9
8.7
10.7
4.0
6.0
8.0
10.0
12.0
14.0
16.0
18.0
20.0
1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
 2016/2014
=
+ 81,4%
%
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
Estimativa do contingente de desempregados na Região
Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2015
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
NOTA: Estimativas em 1.000 pessoas. 9
Informe Anual/2016
PED-RMPA
174
159 155
191 197
251
316
290
261 267
296
287
264 261
239
217 216
170
143 138
126
113
169
202
1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Estimativa do contingente de desempregados na Região
Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2015
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
NOTA: Estimativas em 1.000 pessoas. 10
Informe Anual/2016
PED-RMPA
174
159 155
191 197
251
316
290
261 267
296
287
264 261
239
217 216
170
143 138
126
113
169
202
1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
 2016/2014
=
+ 78,8%
Taxa de desemprego, por características demográficas, na
Região Metropolitana de Porto Alegre – 2015 e 2016
Discriminação 2015 2016  2016/2015 (%)
Total 8,7 10,7 23,0
Sexo
Homens 8,4 10,2 21,4
Mulheres 9,1 11,2 23,1
Cor
Negros 12,6 16,1 27,8
Não negros 8,1 9,9 22,2
11
Informe Anual/2016
PED-RMPA
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
Taxa de desemprego, por características sociodemográficas, na
Região Metropolitana de Porto Alegre – 2015 e 2016
Discriminação 2015 2016  2016/2015 (%)
Total 8,7 10,7 23,0
Idade
16 a 24 anos 19,7 23,8 20,8
25 a 39 anos 7,9 10,4 31,6
40 a 49 anos 5,9 7,2 22,0
50 a 59 anos 4,5 5,6 24,4
Posição no domicílio
Chefe 5,9 7,2 22,0
Cônjuge 6,6 6,8 3,0
12
Informe Anual/2016
PED-RMPA
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
Obs: Não existe amostra de desempregados para 60 anos e mais.
Taxa de desemprego, por níveis de instrução, na
Região Metropolitana de Porto Alegre – 2015 e 2016
Discriminação 2015 2016  2016/2015 (%)
Total 8,7 10,7 23,0
Nível de instrução
Fundamental incompleto 11,1 12,1 9,0
Fundamental completo 12,4 15,4 24,2
Médio completo 8,2 10,3 25,6
Superior completo 3,6 4,4 22,2
13
Informe Anual/2016
PED-RMPA
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
14
Informe Anual/2016
PED-RMPA
45
43
45 44 44
40
38
34 33
30
28
23
21 20 21
24
35
0
5
10
15
20
25
30
35
40
45
50
0.0
10.0
20.0
30.0
40.0
50.0
60.0
70.0
80.0
90.0
2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Tempo Médio (em semanas) até 6 meses mais de 6 meses até 1 ano mais de 1 até 2 anos
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
Distribuição dos desempregados, segundo tempo de procura por
trabalho na Região Metropolitana de Porto Alegre – 2000 - 2016
%
• O contingente de ocupados na Região Metropolitana de Porto
Alegre, em 2016, apresentou redução pelo terceiro ano
consecutivo.
• A retração de 4,7% no nível de ocupação (menos 83 mil
ocupados), foi a mais intensa da série histórica da Pesquisa,
tanto em termos absoluto quanto relativo.
• O contingente de ocupados foi estimado em 1.686 mil
trabalhadores.
15
Informe Anual/2016
PED-RMPA
Ocupação
• Indústria de transformação – queda pelo quarto ano
consecutivo (menos 21 mil ocupados).
• Construção – pequena redução (menos 1 mil ocupados).
• Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas –
retração pelo terceiro ano consecutivo (menos 4 mil ocupados).
• Serviços – intensa retração, revertendo o desempenho positivo
do ano anterior (menos 52 mil ocupados).
16
Informe Anual/2016
PED-RMPA
Setores de Atividade Econômica
Estimativas dos ocupados, por setor de atividade econômica, na
Região Metropolitana de Porto Alegre - 2015 e 2016
Discriminação 2015 2016  2016/2015 (%)
Total 1.769 1.686 -4,7
Indústria de transformação 292 271 -7,2
Construção 121 120 -0,8
Comércio, reparação de
veículos automotores e
motocicletas
332 328 -1,2
Serviços 1.003 951 -5,2
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
NOTA: Estimativas em 1.000 pessoas.
17
Informe Anual/2016
PED-RMPA
• A redução do nível ocupacional deveu-se ao emprego
assalariado (menos 83 mil empregados).
• Houve retração tanto no setor privado (menos 61 mil)
quanto no setor público (menos 21 mil).
• Destacaram-se aumento dos assalariados sem carteira
assinada no setor privado e dos empregados domésticos,
interrompendo trajetória de redução dos últimos anos.
18
Informe Anual/2016
PED-RMPA
Posição na ocupação
Estimativas dos ocupados, por posição na ocupação, na
Região Metropolitana de Porto Alegre - 2015 e 2016
Discriminação 2015 2016  2016/2015 (%)
Total 1.769 1.686 -4,7
Assalariados 1.266 1.183 -6,6
Setor Público 214 193 -9,8
Setor Privado 1.051 990 -5,8
Com carteira assinada 960 897 -6,6
Sem carteira assinada 91 93 2,2
Autônomos 232 232 0,0
Empregados domésticos 91 93 2,2
Demais posições 180 178 -1,1
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
NOTA: Estimativas em 1.000 pessoas.
19
Informe Anual/2016
PED-RMPA
• Os rendimentos médios reais manteve tendência
generalizada de queda em 2016.
• Os salários médios reais apresentaram redução pelo
terceiro ano consecutivo, atingindo o menor patamar da
série da Pesquisa.
20
Informe Anual/2016
PED-RMPA
Rendimentos
Rendimento médio real, segundo a posição na ocupação, na
Região Metropolitana de Porto Alegre - 2015 e 2016
Discriminação (R$) 2015 2016  2016/2015 (%)
Total de Ocupados 2.115 1.945 -8,0
Total de Assalariados 2.055 1.905 -7,3
Setor Privado 1.816 1.706 -6,1
Setor Público 3.522 3.170 -10,0
Autônomos 1.898 1.694 -10,7
Empregadores 4.758 4.150 -12,8
Empregados domésticos 1.204 1.133 -5,9
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
21
Informe Anual/2016
PED-RMPA
Rendimento médio real e salário médio real, na
Região Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2016
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
NOTA: Inflator IPC-IEPE; valores em reais de nov./16. 22
Informe Anual/2016
PED-RMPA
2,288
2,115
1,945
2,239
2,055
1,905
1,800
1,900
2,000
2,100
2,200
2,300
2,400
1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Ocupados Assalariados
(Em reais)
Salário médio real, na Região Metropolitana
de Porto Alegre – 1993-2016
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
NOTA: Inflator IPC-IEPE; valores em reais de nov./16. 23
Informe Anual/2016
PED-RMPA
2,239
2,055
1,905
1,800
1,850
1,900
1,950
2,000
2,050
2,100
2,150
2,200
2,250
2,300
1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Assalariados
(Em reais)
 2016/2014
=
- 14,9%
Salário médio real, na Região Metropolitana
de Porto Alegre – 1993-2016
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
NOTA: Inflator IPC-IEPE; valores em reais de nov./16. 24
Informe Anual/2016
PED-RMPA
2,239
2,055
1,905
1,800
1,850
1,900
1,950
2,000
2,050
2,100
2,150
2,200
2,250
2,300
1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Assalariados
(Em reais)
menor valor da série
• Em 2016, houve redução da massa de rendimentos reais, pelo
terceiro ano consecutivo, para os ocupados (-12,2%) e os
assalariados (-13,1%), sendo a maior retração já registrada na
série da Pesquisa.
• Em ambos os casos, esse comportamento foi determinado,
tanto pela redução dos rendimentos reais quanto do nível de
ocupação.
25
Informe Anual/2016
PED-RMPA
Massa de rendimentos reais
Variações dos índices de emprego, de rendimento médio real e da massa de
rendimentos reais, dos ocupados e dos assalariados, na Região Metropolitana de
Porto Alegre – 2016/2015
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
26
Informe Anual/2016
PED-RMPA
-4.8
-7.9
-12.2
-6.5
-7.0
-13.1-14
-12
-10
-8
-6
-4
-2
0
Emprego Rendimento médio real Massa de rendimentos reais(%)
Ocupados Assalariados
Índice do emprego, do rendimento médio real e da massa de
rendimento real dos ocupados, na Região Metropolitana de Porto
Alegre – 2001-2016
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
NOTA: Inflator IPC-IEPE; valores em reais de nov./16; base é a média de 2000 = 100 27
Informe Anual/2016
PED-RMPA
80
90
100
110
120
130
140
2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Emprego Rendim. Médio Real Massa de Rend.Real
Índice do emprego, do rendimento médio real e da massa de
rendimento real dos ocupados, na Região Metropolitana de Porto
Alegre – 2001-2016
FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
NOTA: Inflator IPC-IEPE; valores em reais de nov./16; base é a média de 2000 = 100 28
Informe Anual/2016
PED-RMPA
80
90
100
110
120
130
140
2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Emprego Rendim. Médio Real Massa de Rend.Real
-20,1%
-6,2%
-14,8%
29
Informe Anual/2016
PED-RMPA
ped.fee.tche.brConfira o novo site da PED-RMPA:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Mercado de Trabalho Paraense Sob a Ótica da Dinâmica dos Setores Produtivos
O Mercado de Trabalho Paraense Sob a Ótica da Dinâmica dos Setores ProdutivosO Mercado de Trabalho Paraense Sob a Ótica da Dinâmica dos Setores Produtivos
O Mercado de Trabalho Paraense Sob a Ótica da Dinâmica dos Setores Produtivos
Edson Silva
 
Sudeste Paraense | Região Empreendedora (Pará2030)
Sudeste Paraense | Região Empreendedora (Pará2030)Sudeste Paraense | Região Empreendedora (Pará2030)
Sudeste Paraense | Região Empreendedora (Pará2030)
Limancini
 
Apresentação Polo Automotivo de Goiana
Apresentação Polo Automotivo de GoianaApresentação Polo Automotivo de Goiana
Apresentação Polo Automotivo de Goiana
Jornal do Commercio
 
O TRABALHO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE EM 2016
O  TRABALHO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE EM 2016O  TRABALHO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE EM 2016
O TRABALHO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE EM 2016
Fundação de Economia e Estatística
 
Ibope - 3 de setembro de 2014 - Eleições presidenciais
Ibope - 3 de setembro de 2014 - Eleições presidenciaisIbope - 3 de setembro de 2014 - Eleições presidenciais
Ibope - 3 de setembro de 2014 - Eleições presidenciais
Miguel Rosario
 
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Ped metr op.
Ped metr op.Ped metr op.
Ped metr op.
Jamildo Melo
 
Brasil sondeo ibope_septiembre_relatório de tabelas
Brasil sondeo ibope_septiembre_relatório de tabelasBrasil sondeo ibope_septiembre_relatório de tabelas
Brasil sondeo ibope_septiembre_relatório de tabelas
Dirección Nacional Electoral de Argentina
 
Redução do nível ocupacional e aumento do desemprego - fevereiro 2016
Redução do nível ocupacional e aumento do desemprego - fevereiro 2016Redução do nível ocupacional e aumento do desemprego - fevereiro 2016
Redução do nível ocupacional e aumento do desemprego - fevereiro 2016
Fundação de Economia e Estatística
 
Desempenho das Exportações de 2015
Desempenho das Exportações de 2015Desempenho das Exportações de 2015
Desempenho das Exportações de 2015
Fundação de Economia e Estatística
 
Carta de Conjuntura - (12/01/2016) - Raul Bastos
Carta de Conjuntura - (12/01/2016) - Raul Bastos Carta de Conjuntura - (12/01/2016) - Raul Bastos
Carta de Conjuntura - (12/01/2016) - Raul Bastos
Fundação de Economia e Estatística
 
Ibope - 27/08/2014 - Eleições presidenciais
Ibope - 27/08/2014 - Eleições presidenciaisIbope - 27/08/2014 - Eleições presidenciais
Ibope - 27/08/2014 - Eleições presidenciais
Miguel Rosario
 
Ibope - 1ª pesquisa para eleição presidencial após o 1º turno - 2014
Ibope - 1ª pesquisa para eleição presidencial após o 1º turno - 2014Ibope - 1ª pesquisa para eleição presidencial após o 1º turno - 2014
Ibope - 1ª pesquisa para eleição presidencial após o 1º turno - 2014
Miguel Rosario
 
Ped dezembro 2014_rmr
Ped dezembro 2014_rmrPed dezembro 2014_rmr
Ped dezembro 2014_rmr
rossinigomes
 
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
Miguel Rosario
 
Informe PED-RMPA - Desempenho do Mercado de Trabalho em 2014
Informe PED-RMPA - Desempenho do Mercado de Trabalho em 2014Informe PED-RMPA - Desempenho do Mercado de Trabalho em 2014
Informe PED-RMPA - Desempenho do Mercado de Trabalho em 2014
Fundação de Economia e Estatística
 
Pnad 1 2018
Pnad 1 2018Pnad 1 2018
Pnad 1 2018
Rafael Villas B
 
Pesquisa emprego e desemprego RMR out 2013
Pesquisa emprego  e desemprego RMR out 2013Pesquisa emprego  e desemprego RMR out 2013
Pesquisa emprego e desemprego RMR out 2013
Jornal do Commercio
 
Ped 2014_rmr
Ped  2014_rmrPed  2014_rmr
Ped 2014_rmr
rossinigomes
 
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desempregoElevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
Fundação de Economia e Estatística
 

Mais procurados (20)

O Mercado de Trabalho Paraense Sob a Ótica da Dinâmica dos Setores Produtivos
O Mercado de Trabalho Paraense Sob a Ótica da Dinâmica dos Setores ProdutivosO Mercado de Trabalho Paraense Sob a Ótica da Dinâmica dos Setores Produtivos
O Mercado de Trabalho Paraense Sob a Ótica da Dinâmica dos Setores Produtivos
 
Sudeste Paraense | Região Empreendedora (Pará2030)
Sudeste Paraense | Região Empreendedora (Pará2030)Sudeste Paraense | Região Empreendedora (Pará2030)
Sudeste Paraense | Região Empreendedora (Pará2030)
 
Apresentação Polo Automotivo de Goiana
Apresentação Polo Automotivo de GoianaApresentação Polo Automotivo de Goiana
Apresentação Polo Automotivo de Goiana
 
O TRABALHO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE EM 2016
O  TRABALHO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE EM 2016O  TRABALHO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE EM 2016
O TRABALHO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE EM 2016
 
Ibope - 3 de setembro de 2014 - Eleições presidenciais
Ibope - 3 de setembro de 2014 - Eleições presidenciaisIbope - 3 de setembro de 2014 - Eleições presidenciais
Ibope - 3 de setembro de 2014 - Eleições presidenciais
 
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
 
Ped metr op.
Ped metr op.Ped metr op.
Ped metr op.
 
Brasil sondeo ibope_septiembre_relatório de tabelas
Brasil sondeo ibope_septiembre_relatório de tabelasBrasil sondeo ibope_septiembre_relatório de tabelas
Brasil sondeo ibope_septiembre_relatório de tabelas
 
Redução do nível ocupacional e aumento do desemprego - fevereiro 2016
Redução do nível ocupacional e aumento do desemprego - fevereiro 2016Redução do nível ocupacional e aumento do desemprego - fevereiro 2016
Redução do nível ocupacional e aumento do desemprego - fevereiro 2016
 
Desempenho das Exportações de 2015
Desempenho das Exportações de 2015Desempenho das Exportações de 2015
Desempenho das Exportações de 2015
 
Carta de Conjuntura - (12/01/2016) - Raul Bastos
Carta de Conjuntura - (12/01/2016) - Raul Bastos Carta de Conjuntura - (12/01/2016) - Raul Bastos
Carta de Conjuntura - (12/01/2016) - Raul Bastos
 
Ibope - 27/08/2014 - Eleições presidenciais
Ibope - 27/08/2014 - Eleições presidenciaisIbope - 27/08/2014 - Eleições presidenciais
Ibope - 27/08/2014 - Eleições presidenciais
 
Ibope - 1ª pesquisa para eleição presidencial após o 1º turno - 2014
Ibope - 1ª pesquisa para eleição presidencial após o 1º turno - 2014Ibope - 1ª pesquisa para eleição presidencial após o 1º turno - 2014
Ibope - 1ª pesquisa para eleição presidencial após o 1º turno - 2014
 
Ped dezembro 2014_rmr
Ped dezembro 2014_rmrPed dezembro 2014_rmr
Ped dezembro 2014_rmr
 
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
 
Informe PED-RMPA - Desempenho do Mercado de Trabalho em 2014
Informe PED-RMPA - Desempenho do Mercado de Trabalho em 2014Informe PED-RMPA - Desempenho do Mercado de Trabalho em 2014
Informe PED-RMPA - Desempenho do Mercado de Trabalho em 2014
 
Pnad 1 2018
Pnad 1 2018Pnad 1 2018
Pnad 1 2018
 
Pesquisa emprego e desemprego RMR out 2013
Pesquisa emprego  e desemprego RMR out 2013Pesquisa emprego  e desemprego RMR out 2013
Pesquisa emprego e desemprego RMR out 2013
 
Ped 2014_rmr
Ped  2014_rmrPed  2014_rmr
Ped 2014_rmr
 
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desempregoElevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
Elevação do nível ocupacional reduz a taxa de desemprego
 

Semelhante a Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em 2016 - PED Anual

Boletim pedrmr jun2014
Boletim pedrmr jun2014Boletim pedrmr jun2014
Boletim pedrmr jun2014
Portal NE10
 
A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto ...
A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto ...A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto ...
A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto ...
Fundação de Economia e Estatística
 
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
Fundação de Economia e Estatística
 
Informe PED-RMPA: Desemprego relativamente estável
Informe PED-RMPA: Desemprego relativamente estávelInforme PED-RMPA: Desemprego relativamente estável
Informe PED-RMPA: Desemprego relativamente estável
Fundação de Economia e Estatística
 
Desemprego mantém-se relativamente estável
Desemprego mantém-se  relativamente estávelDesemprego mantém-se  relativamente estável
Desemprego mantém-se relativamente estável
Fundação de Economia e Estatística
 
Mercado de trabalho na cidade de Porto Alegre
Mercado de trabalho na cidade de Porto AlegreMercado de trabalho na cidade de Porto Alegre
Mercado de trabalho na cidade de Porto Alegre
Fundação de Economia e Estatística
 
Trabalho autônomo: alternativa consistente para superar o desemprego?
Trabalho autônomo: alternativa consistente  para superar o  desemprego?Trabalho autônomo: alternativa consistente  para superar o  desemprego?
Trabalho autônomo: alternativa consistente para superar o desemprego?
Fundação de Economia e Estatística
 
Desemprego praticamente estável na Região Metropolitana de Porto Alegre em ab...
Desemprego praticamente estável na Região Metropolitana de Porto Alegre em ab...Desemprego praticamente estável na Região Metropolitana de Porto Alegre em ab...
Desemprego praticamente estável na Região Metropolitana de Porto Alegre em ab...
Fundação de Economia e Estatística
 
Taxa de desemprego mantém-se relativamente estável
Taxa de desemprego mantém-se relativamente estávelTaxa de desemprego mantém-se relativamente estável
Taxa de desemprego mantém-se relativamente estável
Fundação de Economia e Estatística
 
A inserção da mulher no mercado de trabalho da RMPA – 2014
A inserção da mulher no mercado de trabalho da RMPA – 2014A inserção da mulher no mercado de trabalho da RMPA – 2014
A inserção da mulher no mercado de trabalho da RMPA – 2014
Fundação de Economia e Estatística
 
25 anos da Pesquisa de Emprego e Desemprego na RMPA
25 anos da Pesquisa de Emprego e Desemprego na RMPA25 anos da Pesquisa de Emprego e Desemprego na RMPA
25 anos da Pesquisa de Emprego e Desemprego na RMPA
Fundação de Economia e Estatística
 
Taxa de desemprego teve leve aumento - Informe PED Mensal Agosto 2016
Taxa de desemprego teve leve aumento - Informe PED Mensal Agosto 2016Taxa de desemprego teve leve aumento - Informe PED Mensal Agosto 2016
Taxa de desemprego teve leve aumento - Informe PED Mensal Agosto 2016
Fundação de Economia e Estatística
 
FEE,Dieese/RS e FGTAS divulgaram o desempenho do mercado de trabalho na Regiã...
FEE,Dieese/RS e FGTAS divulgaram o desempenho do mercado de trabalho na Regiã...FEE,Dieese/RS e FGTAS divulgaram o desempenho do mercado de trabalho na Regiã...
FEE,Dieese/RS e FGTAS divulgaram o desempenho do mercado de trabalho na Regiã...
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento 2016
Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento 2016Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento 2016
Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento 2016
Fundação Dom Cabral - FDC
 
Informe PED-RMPA (07/2015)
Informe PED-RMPA (07/2015)Informe PED-RMPA (07/2015)
Informe PED-RMPA (07/2015)
Fundação de Economia e Estatística
 
DESEMPREGO VOLTA A CRESCER - Região Metropolitana de Porto Alegre
DESEMPREGO VOLTA A CRESCER - Região Metropolitana de Porto AlegreDESEMPREGO VOLTA A CRESCER - Região Metropolitana de Porto Alegre
DESEMPREGO VOLTA A CRESCER - Região Metropolitana de Porto Alegre
Fundação de Economia e Estatística
 
Informe PED-RMPA (06.2015)
Informe PED-RMPA (06.2015) Informe PED-RMPA (06.2015)
Informe PED-RMPA (06.2015)
Fundação de Economia e Estatística
 
Avanços e recuos do mercado de trabalho na RMPA
Avanços e recuos do mercado de trabalho na RMPAAvanços e recuos do mercado de trabalho na RMPA
Avanços e recuos do mercado de trabalho na RMPA
Fundação de Economia e Estatística
 
Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens
Fundação de Economia e Estatística
 
O trabalhador e a inserção ocupacional na Construção
O trabalhador e a inserção ocupacional na ConstruçãoO trabalhador e a inserção ocupacional na Construção
O trabalhador e a inserção ocupacional na Construção
Fundação de Economia e Estatística
 

Semelhante a Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em 2016 - PED Anual (20)

Boletim pedrmr jun2014
Boletim pedrmr jun2014Boletim pedrmr jun2014
Boletim pedrmr jun2014
 
A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto ...
A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto ...A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto ...
A inserção da Mulher no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto ...
 
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
Condições do mercado de trabalho foram mais severas para as mulheres em 2017
 
Informe PED-RMPA: Desemprego relativamente estável
Informe PED-RMPA: Desemprego relativamente estávelInforme PED-RMPA: Desemprego relativamente estável
Informe PED-RMPA: Desemprego relativamente estável
 
Desemprego mantém-se relativamente estável
Desemprego mantém-se  relativamente estávelDesemprego mantém-se  relativamente estável
Desemprego mantém-se relativamente estável
 
Mercado de trabalho na cidade de Porto Alegre
Mercado de trabalho na cidade de Porto AlegreMercado de trabalho na cidade de Porto Alegre
Mercado de trabalho na cidade de Porto Alegre
 
Trabalho autônomo: alternativa consistente para superar o desemprego?
Trabalho autônomo: alternativa consistente  para superar o  desemprego?Trabalho autônomo: alternativa consistente  para superar o  desemprego?
Trabalho autônomo: alternativa consistente para superar o desemprego?
 
Desemprego praticamente estável na Região Metropolitana de Porto Alegre em ab...
Desemprego praticamente estável na Região Metropolitana de Porto Alegre em ab...Desemprego praticamente estável na Região Metropolitana de Porto Alegre em ab...
Desemprego praticamente estável na Região Metropolitana de Porto Alegre em ab...
 
Taxa de desemprego mantém-se relativamente estável
Taxa de desemprego mantém-se relativamente estávelTaxa de desemprego mantém-se relativamente estável
Taxa de desemprego mantém-se relativamente estável
 
A inserção da mulher no mercado de trabalho da RMPA – 2014
A inserção da mulher no mercado de trabalho da RMPA – 2014A inserção da mulher no mercado de trabalho da RMPA – 2014
A inserção da mulher no mercado de trabalho da RMPA – 2014
 
25 anos da Pesquisa de Emprego e Desemprego na RMPA
25 anos da Pesquisa de Emprego e Desemprego na RMPA25 anos da Pesquisa de Emprego e Desemprego na RMPA
25 anos da Pesquisa de Emprego e Desemprego na RMPA
 
Taxa de desemprego teve leve aumento - Informe PED Mensal Agosto 2016
Taxa de desemprego teve leve aumento - Informe PED Mensal Agosto 2016Taxa de desemprego teve leve aumento - Informe PED Mensal Agosto 2016
Taxa de desemprego teve leve aumento - Informe PED Mensal Agosto 2016
 
FEE,Dieese/RS e FGTAS divulgaram o desempenho do mercado de trabalho na Regiã...
FEE,Dieese/RS e FGTAS divulgaram o desempenho do mercado de trabalho na Regiã...FEE,Dieese/RS e FGTAS divulgaram o desempenho do mercado de trabalho na Regiã...
FEE,Dieese/RS e FGTAS divulgaram o desempenho do mercado de trabalho na Regiã...
 
Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento 2016
Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento 2016Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento 2016
Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento 2016
 
Informe PED-RMPA (07/2015)
Informe PED-RMPA (07/2015)Informe PED-RMPA (07/2015)
Informe PED-RMPA (07/2015)
 
DESEMPREGO VOLTA A CRESCER - Região Metropolitana de Porto Alegre
DESEMPREGO VOLTA A CRESCER - Região Metropolitana de Porto AlegreDESEMPREGO VOLTA A CRESCER - Região Metropolitana de Porto Alegre
DESEMPREGO VOLTA A CRESCER - Região Metropolitana de Porto Alegre
 
Informe PED-RMPA (06.2015)
Informe PED-RMPA (06.2015) Informe PED-RMPA (06.2015)
Informe PED-RMPA (06.2015)
 
Avanços e recuos do mercado de trabalho na RMPA
Avanços e recuos do mercado de trabalho na RMPAAvanços e recuos do mercado de trabalho na RMPA
Avanços e recuos do mercado de trabalho na RMPA
 
Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens
 
O trabalhador e a inserção ocupacional na Construção
O trabalhador e a inserção ocupacional na ConstruçãoO trabalhador e a inserção ocupacional na Construção
O trabalhador e a inserção ocupacional na Construção
 

Mais de Fundação de Economia e Estatística

Idese 2015
Idese 2015Idese 2015
O significado da retomada do crescimento em 2017
O significado da retomada do crescimento em 2017O significado da retomada do crescimento em 2017
O significado da retomada do crescimento em 2017
Fundação de Economia e Estatística
 
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
Fundação de Economia e Estatística
 
Expectativas inflacionárias e política monetária
Expectativas inflacionárias e política monetáriaExpectativas inflacionárias e política monetária
Expectativas inflacionárias e política monetária
Fundação de Economia e Estatística
 
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
Fundação de Economia e Estatística
 
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RSEstimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
Fundação de Economia e Estatística
 
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
Fundação de Economia e Estatística
 
PIB dos municípios do RS em 2015
PIB dos municípios do RS em 2015PIB dos municípios do RS em 2015
PIB dos municípios do RS em 2015
Fundação de Economia e Estatística
 
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
Fundação de Economia e Estatística
 
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
Fundação de Economia e Estatística
 
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retraçãoMercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
Fundação de Economia e Estatística
 
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
Fundação de Economia e Estatística
 
FEDERALISMO E A QUESTÃO REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
FEDERALISMO E A QUESTÃO  REGIONAL DO RS - Tomás FioriFEDERALISMO E A QUESTÃO  REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
FEDERALISMO E A QUESTÃO REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
Fundação de Economia e Estatística
 
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
Fundação de Economia e Estatística
 
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília HoffO Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
Fundação de Economia e Estatística
 
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RSPrincipais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
Fundação de Economia e Estatística
 
As barreiras e os novos desafios para inovar
As barreiras e os novos desafios para inovarAs barreiras e os novos desafios para inovar
As barreiras e os novos desafios para inovar
Fundação de Economia e Estatística
 
Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens
Fundação de Economia e Estatística
 
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
Fundação de Economia e Estatística
 
Taxa de desemprego relativamente estável - PED Mensal - ano 26 número 05 / ju...
Taxa de desemprego relativamente estável - PED Mensal - ano 26 número 05 / ju...Taxa de desemprego relativamente estável - PED Mensal - ano 26 número 05 / ju...
Taxa de desemprego relativamente estável - PED Mensal - ano 26 número 05 / ju...
Fundação de Economia e Estatística
 

Mais de Fundação de Economia e Estatística (20)

Idese 2015
Idese 2015Idese 2015
Idese 2015
 
O significado da retomada do crescimento em 2017
O significado da retomada do crescimento em 2017O significado da retomada do crescimento em 2017
O significado da retomada do crescimento em 2017
 
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
Evolução estrutural da indústria de transformação do RS — 2007-15
 
Expectativas inflacionárias e política monetária
Expectativas inflacionárias e política monetáriaExpectativas inflacionárias e política monetária
Expectativas inflacionárias e política monetária
 
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
Taxa de desistência no ensino superior gaúcho atinge 64,1%
 
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RSEstimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
Estimativas para a população flutuante do Litoral Norte do RS
 
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
Desaceleração cíclica ou estrutural no comércio mundial?
 
PIB dos municípios do RS em 2015
PIB dos municípios do RS em 2015PIB dos municípios do RS em 2015
PIB dos municípios do RS em 2015
 
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
PIB TRIMESTRAL DO RS 3.° trim./2017
 
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
Informe PED-RMPA (Novembro/2017)
 
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retraçãoMercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
Mercado formal de trabalho do RS estagna após forte retração
 
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
PIB Trimestral do RS 2º trimestre 2017
 
FEDERALISMO E A QUESTÃO REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
FEDERALISMO E A QUESTÃO  REGIONAL DO RS - Tomás FioriFEDERALISMO E A QUESTÃO  REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
FEDERALISMO E A QUESTÃO REGIONAL DO RS - Tomás Fiori
 
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
A economia do RS no atual ciclo recessivo: já chegamos ao fundo do poço? - Je...
 
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília HoffO Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
O Rio Grande do Sul no cenário nacional: há perda de dinamismo? - Cecília Hoff
 
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RSPrincipais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
Principais atividades no Valor Adicionado dos municípios do RS
 
As barreiras e os novos desafios para inovar
As barreiras e os novos desafios para inovarAs barreiras e os novos desafios para inovar
As barreiras e os novos desafios para inovar
 
Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens Informe PED Especial - Jovens
Informe PED Especial - Jovens
 
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
Soja e automóveis impulsionam crescimento das exportações gaúchas no 1.° seme...
 
Taxa de desemprego relativamente estável - PED Mensal - ano 26 número 05 / ju...
Taxa de desemprego relativamente estável - PED Mensal - ano 26 número 05 / ju...Taxa de desemprego relativamente estável - PED Mensal - ano 26 número 05 / ju...
Taxa de desemprego relativamente estável - PED Mensal - ano 26 número 05 / ju...
 

Desempenho do mercado de trabalho da regiao metropolitana de Porto Alegre em 2016 - PED Anual

  • 1. 1 Desempenho do mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto Alegre em 2016
  • 2. • É a maior retração do nível ocupacional da série PED- RMPA, para média anual, desde 1993. • Elevação do desemprego. • Intensa redução nos rendimentos do trabalho. O salário médio real atingiu o menor patamar da série histórica da Pesquisa. 2 Informe Anual/2016 PED-RMPA Deterioração dos indicadores
  • 3. • População Economicamente Ativa (PEA) diminuiu (-2,6%) => menos 50 mil pessoas • Taxa de Participação passou de 54,7% para 53,1%. • Nível ocupacional reduziu (-4,7%) => menos 83 mil ocupados. • Aumento no contingente de desempregados (19,5%) => mais 33 mil desempregados. Obs.: População Economicamente Ativa (PEA) = ocupados + desempregados 3 Resumo Informe Anual/2016 PED-RMPA
  • 4. • Enquanto a População em Idade Ativa (PIA) teve variação positiva de 0,4% com aumento de 13 mil pessoas no seu contingente, a PEA, que corresponde à parcela da PIA que participa do mercado de trabalho seja como ocupado ou desempregado, diminuiu 2,6%. • A saída de 50 mil pessoas da PEA atenuou o crescimento da Taxa de Desemprego. • A Taxa de Participação (53,1%) é o menor nível da série da Pesquisa. • Fatores sociodemográficos auxiliam na explicação, tais como a transição demográfica e o adiamento do ingresso dos jovens no mercado de trabalho. 4 PEA Informe Anual/2016 PED-RMPA
  • 5. 5 Informe Anual/2016 PED-RMPA 2.44 1.39 0.70 2.91 1.21 -0.76-1.0 -0.5 0.0 0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 1993/2000 2001/2010 2011/2016 (%) PIA PEA Taxas médias anuais de crescimento da População em Idade Ativa (PIA) e da População Economicamente Ativa (PEA) na Região Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2016 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
  • 6. • A taxa de desemprego total aumentou de 8,7% para 10,7% da PEA, crescimento de 23% entre 2015 e 2016. • O contingente de desempregados foi estimado em 202 mil pessoas, 33 mil a mais do que no ano anterior. • Ocorreu elevação tanto da taxa de desemprego aberto quanto da taxa de desemprego oculto: a primeira passou de 7,6% para 9,4% e a última, de 1,1% para 1,3%. 6 Informe Anual/2016 PED-RMPA Desemprego
  • 7. Taxa de desemprego total na Região Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2016 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. 7 Informe Anual/2016 PED-RMPA 12.2 11.3 10.7 13.1 13.4 15.9 19.0 16.6 14.9 15.3 16.7 15.9 14.5 14.3 12.9 11.2 11.1 8.7 7.3 7.0 6.4 5.9 8.7 10.7 4.0 6.0 8.0 10.0 12.0 14.0 16.0 18.0 20.0 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 %
  • 8. Taxa de desemprego total na Região Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2016 8 Informe Anual/2016 PED-RMPA 12.2 11.3 10.7 13.1 13.4 15.9 19.0 16.6 14.9 15.3 16.7 15.9 14.5 14.3 12.9 11.2 11.1 8.7 7.3 7.0 6.4 5.9 8.7 10.7 4.0 6.0 8.0 10.0 12.0 14.0 16.0 18.0 20.0 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016  2016/2014 = + 81,4% % FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
  • 9. Estimativa do contingente de desempregados na Região Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2015 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: Estimativas em 1.000 pessoas. 9 Informe Anual/2016 PED-RMPA 174 159 155 191 197 251 316 290 261 267 296 287 264 261 239 217 216 170 143 138 126 113 169 202 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
  • 10. Estimativa do contingente de desempregados na Região Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2015 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: Estimativas em 1.000 pessoas. 10 Informe Anual/2016 PED-RMPA 174 159 155 191 197 251 316 290 261 267 296 287 264 261 239 217 216 170 143 138 126 113 169 202 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016  2016/2014 = + 78,8%
  • 11. Taxa de desemprego, por características demográficas, na Região Metropolitana de Porto Alegre – 2015 e 2016 Discriminação 2015 2016  2016/2015 (%) Total 8,7 10,7 23,0 Sexo Homens 8,4 10,2 21,4 Mulheres 9,1 11,2 23,1 Cor Negros 12,6 16,1 27,8 Não negros 8,1 9,9 22,2 11 Informe Anual/2016 PED-RMPA FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
  • 12. Taxa de desemprego, por características sociodemográficas, na Região Metropolitana de Porto Alegre – 2015 e 2016 Discriminação 2015 2016  2016/2015 (%) Total 8,7 10,7 23,0 Idade 16 a 24 anos 19,7 23,8 20,8 25 a 39 anos 7,9 10,4 31,6 40 a 49 anos 5,9 7,2 22,0 50 a 59 anos 4,5 5,6 24,4 Posição no domicílio Chefe 5,9 7,2 22,0 Cônjuge 6,6 6,8 3,0 12 Informe Anual/2016 PED-RMPA FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. Obs: Não existe amostra de desempregados para 60 anos e mais.
  • 13. Taxa de desemprego, por níveis de instrução, na Região Metropolitana de Porto Alegre – 2015 e 2016 Discriminação 2015 2016  2016/2015 (%) Total 8,7 10,7 23,0 Nível de instrução Fundamental incompleto 11,1 12,1 9,0 Fundamental completo 12,4 15,4 24,2 Médio completo 8,2 10,3 25,6 Superior completo 3,6 4,4 22,2 13 Informe Anual/2016 PED-RMPA FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
  • 14. 14 Informe Anual/2016 PED-RMPA 45 43 45 44 44 40 38 34 33 30 28 23 21 20 21 24 35 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50 0.0 10.0 20.0 30.0 40.0 50.0 60.0 70.0 80.0 90.0 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 Tempo Médio (em semanas) até 6 meses mais de 6 meses até 1 ano mais de 1 até 2 anos FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. Distribuição dos desempregados, segundo tempo de procura por trabalho na Região Metropolitana de Porto Alegre – 2000 - 2016 %
  • 15. • O contingente de ocupados na Região Metropolitana de Porto Alegre, em 2016, apresentou redução pelo terceiro ano consecutivo. • A retração de 4,7% no nível de ocupação (menos 83 mil ocupados), foi a mais intensa da série histórica da Pesquisa, tanto em termos absoluto quanto relativo. • O contingente de ocupados foi estimado em 1.686 mil trabalhadores. 15 Informe Anual/2016 PED-RMPA Ocupação
  • 16. • Indústria de transformação – queda pelo quarto ano consecutivo (menos 21 mil ocupados). • Construção – pequena redução (menos 1 mil ocupados). • Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas – retração pelo terceiro ano consecutivo (menos 4 mil ocupados). • Serviços – intensa retração, revertendo o desempenho positivo do ano anterior (menos 52 mil ocupados). 16 Informe Anual/2016 PED-RMPA Setores de Atividade Econômica
  • 17. Estimativas dos ocupados, por setor de atividade econômica, na Região Metropolitana de Porto Alegre - 2015 e 2016 Discriminação 2015 2016  2016/2015 (%) Total 1.769 1.686 -4,7 Indústria de transformação 292 271 -7,2 Construção 121 120 -0,8 Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas 332 328 -1,2 Serviços 1.003 951 -5,2 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: Estimativas em 1.000 pessoas. 17 Informe Anual/2016 PED-RMPA
  • 18. • A redução do nível ocupacional deveu-se ao emprego assalariado (menos 83 mil empregados). • Houve retração tanto no setor privado (menos 61 mil) quanto no setor público (menos 21 mil). • Destacaram-se aumento dos assalariados sem carteira assinada no setor privado e dos empregados domésticos, interrompendo trajetória de redução dos últimos anos. 18 Informe Anual/2016 PED-RMPA Posição na ocupação
  • 19. Estimativas dos ocupados, por posição na ocupação, na Região Metropolitana de Porto Alegre - 2015 e 2016 Discriminação 2015 2016  2016/2015 (%) Total 1.769 1.686 -4,7 Assalariados 1.266 1.183 -6,6 Setor Público 214 193 -9,8 Setor Privado 1.051 990 -5,8 Com carteira assinada 960 897 -6,6 Sem carteira assinada 91 93 2,2 Autônomos 232 232 0,0 Empregados domésticos 91 93 2,2 Demais posições 180 178 -1,1 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: Estimativas em 1.000 pessoas. 19 Informe Anual/2016 PED-RMPA
  • 20. • Os rendimentos médios reais manteve tendência generalizada de queda em 2016. • Os salários médios reais apresentaram redução pelo terceiro ano consecutivo, atingindo o menor patamar da série da Pesquisa. 20 Informe Anual/2016 PED-RMPA Rendimentos
  • 21. Rendimento médio real, segundo a posição na ocupação, na Região Metropolitana de Porto Alegre - 2015 e 2016 Discriminação (R$) 2015 2016  2016/2015 (%) Total de Ocupados 2.115 1.945 -8,0 Total de Assalariados 2.055 1.905 -7,3 Setor Privado 1.816 1.706 -6,1 Setor Público 3.522 3.170 -10,0 Autônomos 1.898 1.694 -10,7 Empregadores 4.758 4.150 -12,8 Empregados domésticos 1.204 1.133 -5,9 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. 21 Informe Anual/2016 PED-RMPA
  • 22. Rendimento médio real e salário médio real, na Região Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2016 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: Inflator IPC-IEPE; valores em reais de nov./16. 22 Informe Anual/2016 PED-RMPA 2,288 2,115 1,945 2,239 2,055 1,905 1,800 1,900 2,000 2,100 2,200 2,300 2,400 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 Ocupados Assalariados (Em reais)
  • 23. Salário médio real, na Região Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2016 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: Inflator IPC-IEPE; valores em reais de nov./16. 23 Informe Anual/2016 PED-RMPA 2,239 2,055 1,905 1,800 1,850 1,900 1,950 2,000 2,050 2,100 2,150 2,200 2,250 2,300 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 Assalariados (Em reais)  2016/2014 = - 14,9%
  • 24. Salário médio real, na Região Metropolitana de Porto Alegre – 1993-2016 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: Inflator IPC-IEPE; valores em reais de nov./16. 24 Informe Anual/2016 PED-RMPA 2,239 2,055 1,905 1,800 1,850 1,900 1,950 2,000 2,050 2,100 2,150 2,200 2,250 2,300 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 Assalariados (Em reais) menor valor da série
  • 25. • Em 2016, houve redução da massa de rendimentos reais, pelo terceiro ano consecutivo, para os ocupados (-12,2%) e os assalariados (-13,1%), sendo a maior retração já registrada na série da Pesquisa. • Em ambos os casos, esse comportamento foi determinado, tanto pela redução dos rendimentos reais quanto do nível de ocupação. 25 Informe Anual/2016 PED-RMPA Massa de rendimentos reais
  • 26. Variações dos índices de emprego, de rendimento médio real e da massa de rendimentos reais, dos ocupados e dos assalariados, na Região Metropolitana de Porto Alegre – 2016/2015 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. 26 Informe Anual/2016 PED-RMPA -4.8 -7.9 -12.2 -6.5 -7.0 -13.1-14 -12 -10 -8 -6 -4 -2 0 Emprego Rendimento médio real Massa de rendimentos reais(%) Ocupados Assalariados
  • 27. Índice do emprego, do rendimento médio real e da massa de rendimento real dos ocupados, na Região Metropolitana de Porto Alegre – 2001-2016 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: Inflator IPC-IEPE; valores em reais de nov./16; base é a média de 2000 = 100 27 Informe Anual/2016 PED-RMPA 80 90 100 110 120 130 140 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 Emprego Rendim. Médio Real Massa de Rend.Real
  • 28. Índice do emprego, do rendimento médio real e da massa de rendimento real dos ocupados, na Região Metropolitana de Porto Alegre – 2001-2016 FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: Inflator IPC-IEPE; valores em reais de nov./16; base é a média de 2000 = 100 28 Informe Anual/2016 PED-RMPA 80 90 100 110 120 130 140 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 Emprego Rendim. Médio Real Massa de Rend.Real -20,1% -6,2% -14,8%